Le Nom du Vent

Le Nom du Vent Patrick Rothfuss




Resenhas - O Nome do Vento


300 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Blog Danny's Stuff 05/04/2020

A história te faz vibrar com o personagem principal, vc quer defendê-lo e ajudar .
Uma história interessante que emociona.
comentários(0)comente



JulioCReis 31/03/2020

O protagonista mais insuportavel de todos...
comentários(0)comente



Coruja noturna 31/03/2020

Foi uma aventura emocionante na obra escrita por Patrick Rothfuss, o livro possui uma linguagem bem legal de se entender além dos personagens que realmente são incríveis. Vale apena ler essa divertida história, já não vejo a hora de ler o segundo livro.
comentários(0)comente



Lívia Gusson 30/03/2020

O NOME DO VENTO - PATRICK ROTHFUSS - 5/5
Criei inúmeras e altas expectativas ao iniciar a leitura de O nome do Vento e por vezes grandes expectativas frustam um pouco só a realidade.
É indiscutível como a escrita do autor chega pra nós como uma melodia, uma canção que nos embala e nos envolve, mas ao longo de quase 700 páginas fiquei ansiando pelo ápice, a grande reviravolta no livro, uma grande "cagada" que Kvothe tenha feito para levar a fama que possui. Em contraponto, o livro é uma extensa biografia, afinal, ele está contando sua história para o Cronista, mas mesmo assim, esperei o evento grandioso.

"-Tá, Lívia, mas é uma trilogia, o terceiro livro nem foi publicado." Eu sei e falo com base no primeiro volume, ainda não li nem o segundo! Mas acredito que o enredo poderia pelo menos ter desenvolvido uma ponta de suspense para sua continuação, algo que nos arrancasse aquele: WOW.

5 estrelas sim! Porque apesar de ter esperado um fogo no celeiro, existe muita beleza na obra, porque é uma fantasia maravilhosamente bem construída e Kvothe é uma figura que nos desperta curiosidade e simpatia. Imaginei facilmente o cenário dentro de uma super produção de cinema.
comentários(0)comente



Jor 23/03/2020

Simplesmente Leia!
Bem é uma história que para muitos será devagar , mas se gostar de detalhes como eu ...
O forte desse livro (além da melhor construção de um universo mágico muito complexo) é ver como o personagem , lida com suas inúmeras dificuldades, ver como ele bem mais velho conta a história de seu passado , seus traumas e arrependimentos . Obs: Não confie em quem conta sua própria história!!! ;)
comentários(0)comente



Juliana.Radosavac 18/03/2020

Muuuuito bom, mas não perfeito
Uma leitura bem gostosa e instigante. Um romance com uma linguagem bonita e poética, cheio de aventura, magia e muitas surpresas. Gostei muito da leitura, mas acho que o final desse primeiro volume deixou um pouco a desejar. O clímax da história acontece por volta de 60 páginas antes do final do romance e depois esfria. A ponte para o próximo livro fica fraca, mas, ainda assim, não penso em abandonar a série.
comentários(0)comente



Gabi 18/03/2020

Entrou fácil para a estante de livros favoritos
Uma história sobre Kvothe e como suas façanhas se tornaram lendas, e ele um enigmático herói-vilão (ninguém sabe ao certo). Um universo cativante, mágico e personagens impossíveis de não se apaixonar. Nem o remelexo do ônibus me fez parar de ler esse livro.
comentários(0)comente



HNT3dev 14/03/2020

Kvothe, O Sem Sangue
A narrativa é contada pelo próprio protagonista, Kvothe, o sem sangue. Uma narrativa incrível e detalhada de seu passado e por vezes pequenos momentos do seu presente. Eu fiquei diversas vezes preso entre as linhas desse livro esperando ansioso pelo desfeixo e a descoberta de algum mistério ou qualquer coisa narrada pelo futuro Arcanista Kvothe ou não, já que ele gosta de ser submetido a certos julgamentos do Arcanum. O menino prodígio dos cabelos em chamas, um dia dito que poderia fazer qualquer coisa ou algo parecido pelo seu primeiro mentor, Ben. Durante toda leitura, independente das dificuldades, Kvothe mostra que realmente será capaz de tudo. E um último adendo, Kvothe beije a Denna ou qualquer que seja o nome dela.
comentários(0)comente



Wellington Corte 10/03/2020

Surpreendente.
A história é muito bem construída, com um vasto repertório próprio, folclore, costumes, tradições e tudo que um livro precisa para ganhar vida e tornar a leitura imersiva. Kvothe é um personagem muito palpável, nem um herói perfeito, nem um vilão completo, é humano, com características positivas e negativas, o que torna fácil gerar empatia por sua história, seus traumas, acertos e erros. Os personagens secundários também são muito bem colocados, com suas personalidades definidas e pontuais. Em alguns momentos é fácil se sentir parte da roda de diálogos.
Patrick é um autor que julgaria pouco tradicional, um gênio, ler seu livro vou semelhante a conhecer uma nova cultura, muito minuciosa em seu entorno, repleta de detalhes que pouco a pouco moldam o universo de O Nome do Vento.
Recomendo fortemente a leitura para quem gosta de uma boa leitura, recomendo mais ainda para quem não tem receio de se viciar em uma boa história.
comentários(0)comente



Fany 07/03/2020

Logo no início já se percebe que este não vai ser um livro de um herói normal, pois ele no presente se apresenta depressivo e abatido, uma sombra do que já foi.
Nesse livro o Kvothe narra sua história de vida para que um Cronista a escreva, então muitas vezes durante a narrativa ele vai acrescentar comentários sobre as ações e sentimentos do seu eu do passado ou mesmo tenta evitar falar de certos eventos, durante toda a história você fica se perguntando o que aconteceu para ele ficar do jeito que está agora, já que o que se espera de um herói é que ele tenha glória, reconhecimento e um final feliz. Agora Kvothe é apenas o dono do Marco do percurso.
Ess
comentários(0)comente



andressamendesb 04/03/2020

Perfeito
Depois de anos enrolando pra ler esse livro, finalmente criei vergonha na cara e li no início do ano e não sei nem o que falar, amei com todas as forças. Todos os elementos da trama me fizeram entrar na história, os personagens muito bem construídos, experiência maravilhosa
comentários(0)comente



Wagner.Mendes 27/02/2020

Arcano
Um dos melhores livros de fantasia que já li. Muito legal a ideia usar o cérebro separando ele para controlar coisas.
comentários(0)comente



Luiz 26/02/2020

Releitura
A escrita desse livro é tão fantástica quanto eu lembrava, um exemplo de desinvestimento de história, sem dúvidas um dos melhores livros de fantasia que já li. Fica a recomendação a qualquer um que seja fã de fantasia


Erick_Gams 26/02/2020

Poesia em três partes
Se eu fosse realmente dar todas as impressões q tive sobre ler esse livro aqui, tenho certeza q não terminaria de escrever ainda hoje, então tentarei me abster de muitas palavras.
Desde seu inicio eu não conseguia tirá-lo da minha cabeça. A linguagem é fluida, calma, e em sua maioria, instigante. Muitas vezes durante o livro vc se pega simplesmente perdido entre suas páginas, mesmo sem rimas, Rothfuss consegue fazer o livro inteiro se assemelhar a uma canção, oq é muito bem utilizado, principalmente se tratando de um livro q conta a história de um homem q era artista desde criança.
Antes de ler eu vivia pensando, "ok, pra viver esgotado em todas as livrarias por onde eu procuro ele deve ser muito bom mesmo", e a expectativa me levou muito alto, e mesmo assim eu subestimei esse livro...
É tão indescritível quanto o próprio Kvothe fala sobre certos personagens q ele encontra durante a narrativa. Magos nunca mais serão vistos da mesma forma em fantasias desse tipo, por mim. Eu estava na metade e já o tinha levado pro meu coração como um dos meus livros favoritos.
comentários(0)comente



Brunoburgos27 22/02/2020

Um ótimo livro de fantasia, no início achei a estória um pouco arrastada, mas chega em um ponto que ela te prende.


300 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |