Tentei Fugir... Mas era você!

Tentei Fugir... Mas era você! Uiara Barzzotto
Uiara Barzzotto
Uiara Barzzotto




Resenhas - Tentei Fugir...Mas Era VocÊ


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Bru - @umoceanodehistorias_ 30/01/2016

Em Tentei Fugir... Mas era você somos apresentados à história de Juliana e Gustavo, dois amigos, desde sempre, que nunca poderiam imaginar um envolvimento diferente, mas, como quase sempre acontece, Juliana se apaixona pelo amigo e, no momento da declaração, sofre uma enorme desilusão que faz com que ela vá embora, para Londres, estudar medicina.


“Ele com certeza a amava. Esse pensamento a tornava mais inclinada a perdoá-lo. Era culpado, totalmente culpado (...) Mas se a machucara com certeza o mal que havia feito a si mesmo era muito maior.” - Razão e Sensibilidade, Jane Austen

O que nunca ninguém imaginaria era a ironia que o destino preparava, afinal, Gustavo também estava apaixonado por Juliana, apenas não havia percebido isso. Após oito anos de separação, Juliana esta de volta e Gustavo pretende fazer qualquer coisa para conquista-la. Como, na vida, nada são flores, Juliana estava em um relacionamento com Marcelo – um rapaz que a faz se sentir muito bem e que irá se encontrar com ela – e ela tem absoluta certeza que não sente mais nada por Gustavo, até vê-lo.

“- Não Gustavo, você perdeu todo seu direito quando a dispensou e a deixou sair de sua vida!”

Juliana faz parte de um quarteto de amigas que fizeram muita falta e essas amigas tentam ajuda-la a superar muito do que acontece depois desse reencontro. Seu trabalho – no hospital de seus pais – também a ajuda e a história se desenrola a partir daí.

O romance é leve, fofo e possui suas reviravoltas – que todo relacionamento tem. Gostei muito das amigas de Juliana e dos amigos de Gustavo e de como eles ajudavam um ao outro, sob qualquer aspecto. A família de ambos os protagonistas são presentes na vida deles e isso é demais, pois, atualmente, muitos familiares são ausentes e pouco se importam.

Eu amei cada página, parágrafo, frase e palavra desse livro, ele é, totalmente, envolvente e fascinante. Quem de nós, mulheres, nunca pensou amar uma pessoa e não sentir isso de verdade, ou já gostou de alguém e esse alguém não lhe correspondia, ou, até, teve a oportunidade de viver o amor com o seu melhor amigo e sentir-se pleno com isso. A história é bem real, em diversos aspectos, e isso me encantou.

Alguns pontos me incomodaram um pouco na história, mas nada que me impediu de favorita-lo: O fato de a Juliana agir de forma impulsiva e infantil, em alguns momentos; O fato de Gustavo possuir pensamentos afeminados, sabe aquele cara grudento que pensa como uma mulher? Pois é, é difícil ler algo assim, mas é o que a maioria das mulheres espera rs.

Achei o final da história muito bom e claro, gostei do que aconteceu aos personagens, mas gostaria de deixar um pedido à autora: Por favor, por favor, escreva um livro sobre a Van – amiga de Juliana – preciso saber o que acontece.

Se você, querido leitor, gosta de um bom romance, não perca tempo e corra para ler esse livro, você irá amá-lo!

“Só lembre-se que todo mundo pode errar.”

site: http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/2014/11/tentei-fugir-mas-era-voce-uiara.html
comentários(0)comente



Livros do Coração 21/09/2015

Resenha do Blog Livros do Coraçao
Juliana e Gustavo são amigos desde o ensino médico e na sua noite de formatura Ju decide finalmente se declarar para ele mas, as coisas não acontecem bem como ela gostaria e, magoada ela Tentei fugir mas era vcperde o amor e o melhor amigo. Assim, decide fugir e vai estudar fora e acaba por passar 8 anos longe, em Londres. Ela segue sua vida e ele a dele... ou não. Passados alguns dias ele se arrepende mas, já é tarde, ela se foi, para bem longe e nunca mais deu noticias mas, agora... ela está voltando e ele tem a chance de reconquista-la. No entanto, eles não são mais os mesmos e Ju não está mais disponível. E agora? O que Gustavo vai fazer para não perder novamente seu grande amor?

Gustavo foi precipitado e fez a maior burrada da vida dele. Juliana era insegura e achou que seria mais fácil fugir do que enfrentar as coisas de frente. Ambos tinham que amadurecer e entendo que esse tempo foi benéfico, para ambos, que agora mais maduros, mais seguros, poderão ter oportunidade de encarar o amor entre eles não mais como coisa de adolescente e sim, como um sentimento forte, capaz de permanecer vivo perante ao tempo e a distancia.



"(...) Ju, senti muito a sua falta nesses oito anos, arrependo-me amargamente do dia do baile, fiquei assustado com a sua declaração, achei que estava apaixonado por outra pessoa, quando dei por mim vi que também era apaixonado por você, mas você já havia ido embora. Tentei entrar em contato, mandei recados e você nunca me respondia, tentei seguir em frente, me formei, montei meu escritório até tive alguns namoros mas nunca foi nada sério. Estou preso nesse sentimento. Acho que sempre amei você e continuo amando. (...)"

"(...) Gustavo, eu realmente não sei o que dizer, mas tudo que é passado ficou lá, eu não voltei para remoer velhas lembranças e acho que está confundindo os sentimentos. Isso que você diz sentir pode ser apenas saudade, a distancia costumar deixar as coisas maiores do que elas realmente são (...)"



Uma história leve, romântica, estilo sessão da tarde, que eu amo! New Adult. Um leitura rápida e muito prazerosa, em algumas horas você devora o livro.

Quando o destino une não tem jeito, podemos dar voltas e mais voltas que terminamos por encontrar nossa felicidade ali, onde sempre esteve, e negamos ou não enxergamos, e voltamos onde tudo começou para finalmente realmente começar.


site: http://www.livrosdocoracao.com.br/?p=4691
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2