Perdido em Marte

Perdido em Marte Andy Weir




Resenhas - Perdido em Marte


255 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Lilian Coelho/@mundo.da.lilian 11/07/2019

Resenha - Perdido em Marte
Mark Watney é o astronauta que se tornou a decima pessoa a pisar em marte, ele e os companheiros fazem parte da Ares 3, que foi a marte para coletar amostras para estudo do planeta, mas devido a uma grande tempestade de areia, a Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, mas Watney é atingido e os outros foram sem ele achando que ele havia morrido.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Watney ao despertar se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como se comunicar para avisar a Terra que está vivo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O livro é dividido em duas formas de narração uma delas é em terceira pessoa e a outra em forma de diário. Depois que Mark fica sozinho em marte tudo que se passa com ele em marte é ele que conta através do diário de bordo do Hab, então sempre sabemos o que aconteceu depois de acontecer, e a parte do livro que se passa na terra e na nave dos companheiros de Mark é narrado em terceira pessoa. E muitas vezes um mesmo capitulo tem essas duas formas de narrativa.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mark não está disposto a desistir, e com nada além de curiosidade e de sua habilidade de engenheiro e botânico, ele cada dia vai tentando descobrir uma forma de sobreviver em Marte e de se comunicar com a Terra para tentar fazer eles irem salvar ele.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Dentre várias coisas que ele faz para sobrevir o que mais me chamou atenção foi a plantação de batatas que ele fez dentro no complexo habitacional da NASA em Marte, pois tinha que aumentar o estoque de comida para ter chance de alguém ir salva-lo, e também consegue pensar num plano para estabelecer contato com a terra
Gostei bastante do livro, principalmente pelo personagem principal, pois ele é bastante bem humorado e ri de se mesmo e faz o livros ficar bem fluido a leitura, pois no início achei que seria difícil de ler, já que praticamente o livro inteiro só tem um personagem, mas ele é bem divertido.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Primeiro livro de Ficção cientifica que leio, e gostei bastante. Indico para não só quem curte esse gênero, mas também para aqueles que ainda não leram nada desse gênero literário, pois achei muito bom mesmo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Obs: O Filme com Matt Damon também é muito bom!

site: https://www.instagram.com/mundo.da.lilian/
comentários(0)comente



Luiz Phillipe 02/07/2019

Muito bom!
É extremamente desesperador, pela situação em que o protagonista se encontra. Tudo pelo que ele passa, as decisões que precisa tomar, e a dor de encarar o desafio sozinho. O surpreendente é que ele faz isso tudo com uma ótima dose de bom humor e carisma, é realmente um personagem a ser lembrado. Pra quem viu o filme, vai ver que a adaptação ficou ótima.

Ponto negativo que eu vejo é que são muitos termos técnicos, e isso pode cansar algumas pessoas, mas é um livro sobre um cientista, afinal.
comentários(0)comente



Kelly | @leituraetal 28/04/2019

Perdido em Marte
Esse livro é incrível do início ao fim, Mark é um personagem carismático que nos faz rir durante toda a leitura. Sua equipe partir de Marte achando que ele havia morrido, deixando-o sozinho no planeta vermelho. A única coisa que Mark tem a seu favor é a vontade de sobreviver, a curiosidade e suas habilidades de engenheiro e botânico. Os mantimentos foram para seis pessoas e agora só tem uma, então ele tem pelo menos algum tempo até tudo acabar. Ele monta um plano, em que consiste em sobreviver até que ocorra um resgate, sua esperança é ser resgatado pela Ares 4, a próxima missão que virá para Marte em quatro anos.
Ele começa a plantar batatas, e aqui vemos que quando a necessidade bate a nossa porta, não pensamos em mais nada além de sobreviver. Mark usa de tudo para conseguir alcançar seus objetivos, até mesmo armazenar fezes para servir de adubo para as batatas e urina para ser filtrada e virar água e oxigênio. Afinal, ele precisa sobreviver, sem água, oxigênio e comida, isso e impossível.
Mas pensem em uma pessoa azarada. Mark consegue ter todos os tipos de azares possíveis. Quando ele pensa que deu tudo certo, alguma coisa explode, acontece uma tempestade de areia, o carro espacial tomba e as células solares quebram. Tudo que pode acontecer de ruim, acontece. Como se já não fosse o suficiente estar sozinho em Marte e ter que sobreviver por quatro, QUATRO, anos até um possível resgate.
Eu amei demais esse livro, a escrita é muito fluída, com capítulos que intercalam entre o diário de bordo de Mark e sua rotina em Marte e os acontecimentos aqui na Terra, na Nasa. O livro é tão bom, que quando terminei, tinha certeza absoluta de que era uma história real. pra quem gosta de ficção, é um prato cheio, super recomendo.

site: https://www.instagram.com/p/BwRu7MtBcD8/
comentários(0)comente



Gláucia 21/04/2019

Perdido em Marte - Andy Weir
O astronauta Mark Watney parte em missão à Marte e lá acontece um acidente onde é dado como morto pelo restante da tripulação, sendo então abandonado no planeta hostil. A partir daí terá que contar com os poucos recursos que tem, sua grande inteligência e capacidade de improvisação a fim de sobreviver. Mark é uma espécie de MacGyver e náufrago e o seu senso de humor e ironia ajudam a levar a leitura, carregada de termos técnicos e descrições detalhadas de toda a tecnologia e parafernália aeroespacial. Isso prejudicou um pouco, mesmo assim o livro é divertido e consegue prender a atenção até o final. Esse achei meio brusco.
O filme é muito bom e substitui bem a leitura.
comentários(0)comente



Ale 19/04/2019

Enfadonho
Que livro chato, o começo até é animador, mas depois vira uma sucessão de "arrumei um cano que estava vazando"... " Um parafuso está solto..aiii droga , que porcaria...tenho que arrumar o parafuso"..
Chato demais. Li e vi um monte de gente falar ;-Nossa ,como ele é divertido.....não achei nada disso...um livro extremamente enfadonho e lento.
comentários(0)comente



Alessandro.Ribeiro 19/03/2019

Muito bom
Um dos poucos casos em que o filme ajuda a entender o livro. Mas o livro ainda ganha.
comentários(0)comente



Lay 10/03/2019

Hilário
Mark Watney é, por acidente, deixado em Marte após uma tempestade de areia. Sua tripulação achou que ele estava morto, e partiu com o único veículo capaz de chegar a nave fora da órbita do planeta.

Acordando sozinho, caído e ferido, Mark começa a sua luta pela sobrevivência, tendo que encontrar diversas soluções para os problemas, tais como a falta de água, oxigênio e comida, a descobrir uma forma de comunicação com a Terra e voltar para casa.

Todos na Terra pensam que Mark está morto, até que uma funcionária que tem como função ajustar a posição dos satélites de Marte, tira fotos da posição onde Mark supostamente morreu e não encontra o corpo (que deveria estar exatamente no mesmo lugar, já que em Marte não há decomposição). E então, a partir daquele momento começa a corrida para salvar Mark Watney.

É um livro delicioso de se ler. No início tive algumas dificuldades para entender os termos usados, mas logo peguei o ritmo e não larguei mais. Mark é um personagem incrível, muito inteligente e hilário. Apesar de sua situação, sempre mantém o bom humor e não perde uma oportunidade de fazer uma piada.

É um livro incrível, e que te deixa aflito do começo ao fim para saber o que vai acontecer em seguida. Vale muito a pena investir nessa leitura, super recomendo.
comentários(0)comente



Lindsey 10/03/2019

Superação
A história é basicamente sobre o astronauta Mark que é 'abandonado' em Marte, lutando pra sobreviver, contando apenas com os recursos disponíveis, sua inteligência e bom humor. Vi o filme primeiro e achei beeem chato (cheguei até a pular umas partes, confesso), por isso demorei pra ler o livro, que me surpreendeu positivamente. O autor, que é um nerd, engenheiro de software e que nunca tinha feito outro livro, possui uma forma de escrita bem divertida (apesar de muitas vezes se perder nos detalhes técnicos). Resumi no título como de 'superação', pois apesar de se ver quase sempre sem muita esperança de sobreviver, Mark não desiste. Chega a dar agonia muitas vezes! E também nos faz rir muito. Então.. acho que se um livro consegue te fazer rir e ficar aflito ao mesmo tempo, merece ser lido.
comentários(0)comente



Jack Sabino 12/02/2019

Que delicia de história! Super empolgante, obviamente muito mais detalhada que o filme (que eu adorei, mas tenho minhas reservas com o Mat).

Enfim, o livro passa por momentos muito técnicos de pura física e química. Confesso que fiquei perdida em muitos momentos, mas o próprio protagonista confessa que em muitos momentos podemos não entender os devaneios dele como botânico/engenheiro. Mark foi a pessoa perfeita pra ficar preso em Marte. A inteligência dele é sensacional e fora de sério. Mas, sinceramente acho que esse é um perfil real e necessário pros
Sortudos que são astronautas da NASA e demais países. O livro te instiga a pesquisar sobre tudo que é explicado ali, incluindo sobre viagens espaciais.

Um toque de humor com suspense na medida super certa. Espero que este seja o primeiro de muitos livros esse autor. Já começou a estreia com o pé direito.
comentários(0)comente



meiriellen 10/02/2019

Favoritado
O livro é o filme são excelentes. Recomendo .
comentários(0)comente



Clube do Farol 14/12/2018

Perdido em Marte. Clube do Farol
Resenhado por: Lucas Carneiro

Olá, todo mundo.

Nessa resenha eu tentei deixar minha opinião sobre o livro e filme. Algo que eu não me recordo ter feito. Uma história que acabei me surpreendendo, pois achei que seria longa. Então espero que gostem e é só deixar sua opinião se algo de errado não estiver certo.

"Eu estou muito fodid*. Essa é a minha opinião. Fodid*."

Mark Watney é um astronauta-botânico-engenheiro, tripulante da expedição Ares 3. Ele se tornou a décima sétima pessoa a pisar em solo marciano e talvez seja o primeiro a morrer logo após uma forte tempestade de areia acabar com a missão. Que sorte! Ou azar.

"Se o oxigenador pifar, eu sufoco. Se o reaproveitador de água pifar, eu morro de sede. Se o Hab se romper, eu meio que implodo. Se por algum milagre nada disso acontecer, vou acabar ficando sem comida. Então..."

Mas ele não morreria assim tão fácil. Pelo menos não em seu primeiro ano morando no planeta vermelho. Fazendo suas plantações, criando máquinas para melhor viver e possuindo um cérebro de gênio da NASA, ele consegue entrar em contato com a Terra e tudo indica que ele irá sair dessa. Não tão ileso, mas já é uma baita vitória.

Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico ? e um senso de humor inabalável ?, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência.

Perdido em Marte é um grande livro cômico/dramático que te deixa intrigado do começo ao fim. Mark é hilário. Um personagem que com certeza lembrarei. Como uma pessoa que está sozinha em Marte não consegue parar de fazer piada? Só um astronauta maluco mesmo. E essa pegada torna o livro fluido. Já que temos uma grande quantidade de informações técnicas que só quem é gênio da NASA entenderá. Talvez eu tenha exagerado. Mas quem é que sabe? Todavia, o autor facilita muito nossas vidas explicando o que se passando. Ele pensou mesmo em nós de humanas.

"Quer dizer, eu não quero parecer arrogante nem nada, mas eu sou o melhor botânico deste planeta."

Já o filme foi mais para matar nossa ânsia para ver alguém perdido em Marte. Um complemento áudio visual sem os termos técnicos que funcionou bem. O personagem continua bem humorado, porém, não igual ao livro. Eles tinham que tentar estragar o Watney mesmo.

"Eu sou a primeira pessoa a ficar sozinho em um planeta inteiro."

O filme nunca é igual o filme, isso todo mundo sabe. Mas aqui não tivemos uma perda significativa da história. Diria que foi um complemento de luxo que funcionou. Ainda mais a parte do homem de ferro. Eu precisava muito ver isso e o filme me proporcionou. Mark Watney entrou mesmo para a história.
comentários(0)comente



Robert.Fontes 16/09/2018

Superior ao filme (que ja é ótimo) :D
Livro muito bom, muito bem escrito. Pretendo reler daqui a bons anos. Viver essa aventura com (Mark) Watney foi incrível! Marte é um planeta incrível e pretendo um dia o conhecer :)
Contudo, o autor poderia ter cortado algumas partes técnicas que acabaram me deixando com sono em alguns e poucos momentos.
comentários(0)comente



Roberto.Proença 14/09/2018

Menos é Mais
Respeito quem gosta de química.
Mas... detesto química !
Então todas aquelas instruções e informações sobre reações, bacterias, solo, batatas, oxigénio, nitrogénio, CO2 e etc, são legais em algumas páginas, mas a menos que você esteja muito interessado pelo tema ou pretenda fazer uma viagem a outro planeta e precise sobreviver sozinho lá... acho que o autor exagerou. Menos é Mais.
Deveria ter investido mais no bom humor do personagem (sensacional em alguns momentos), que humanizou a história, sem paranoias com a morte eminente e provável. Lógico que informação é cultura, conhecimento e bla, bla, bla.
Talvez por isto o filme tenha sido mais leve e bem mais interessante. E olha que ele também não foi tudo isso...

Ps. De qualquer forma, louve-se o humor de Mark....
- Venkat Kapoor, Diretor das Operações em Marte da NASA : "Fico me perguntando o que ele está pensando neste momento ?"
- Mark em Diário de Bordo SOL 61: "Porque o Aquaman consegue controlar as baleias? Elas são mamíferos ! Não faz sentido."
comentários(0)comente



Marcos.Rafael 13/09/2018

Empolgante
Muito legal, uma leitura que te prende, embora haja diversas partes que seriam impossíveis na realidade[eu até as colocaria aqui, mas não dou spoilers]
comentários(0)comente



Karlan 29/07/2018

O livro é beeeeeeeem melhor que o filme.
O livro mostra uma habilidade técnica e imaginação com uma narrativa bem agradável e corrida. E o cara está sozinho em marte!!!
comentários(0)comente



255 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |