Ivy - Ensina-me a Sentir

Ivy - Ensina-me a Sentir S. Quinn




Resenhas - Ensina-me A Sentir


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Adriana 29/09/2014

Ensina-me a Sentir de S. Quinn
Um livro que me surperendeu, não pelo teor "erotico" que tem mas é pouco, mas sim pela historia. Gosto de livros eroticos mas não gosto de sexo por sexo, tem que ter um contexto. E isso ele tem.
A historia gira em torno de Sophia e Marc. Ela uma mulher de vinte e poucos anos, que esta desmotivada e acomodada, vive num conjugado no quintal do pai. Sua mãe faleceu quando era pequena e ela tomou a frente para cuidar da casa e do pai. Agora ela em uma madrasta, que a trata como empregada, mas ela ama o pai e o irmãozinho que é fruto deste novo relacionamento e jamais magoaia os dois destratando a madrasta. Então ela simplesmente tolera tudo calada.

Para sua surpresa a audição que fez (sem qualquer esperança de passar) para ganhar uma vaga na conceituada faculdade de teatro Ivy College dá frustos, e ela fica maravilhada com a notícia, pois o prosessor será o galante, mal humorado e de péssima reputação, Marc Blackwell.
Ela ganha uma bolsa integral com despesar pagas e ajuda de custo e moradia na própria faculdade.

Apesar de ficar na duvida, se deveria ir , pois quem iria cuidar da casa do pai e do irmao, já que o curso é em Londres? Sua melhor amiga Jen lhe dá a maior forca e ela decide aceitar a vaga.

Marc é durão e nao facilita a vida de ninguem, é exigente e nao tolera erros. Teve uma vida dificil. A mãe morreu muito cedo, a irma tem problemas com drogas e seu pai era um tirano. Sua unica adoração sao os palcos e seus filmes. Tem um extinto de proteção muito grande com aqueles que ama (o que são poucos). Porem tudo começa a mudar com a convivência dele com Sophia. Ele sente um carinho muito grande por ela, de um jeito que ele não consegue entender, sempre teve o comando de sua vida e agora ela se encontra de cabeça para baixo.
"-Isso não pode acontecer diz Marc. Não com você. Você merece algo melhor. Deus, se você soubesse do que eu gosto Você não lê jornais? Você não me quer, Sophia. Acredite em mim. Fique longe. É para seu próprio bem."
E quando eles enfim decidem levar o relacionamento em frente é que os problemas realmente começam. Marc não quer que Sophia sofra com o assedio dos paparazzi e da mídia, tem consciência do que a sua vida publica é capaz de fazer com a vida e com a carreira de Sophia. Basta agora ela decidir se o que sentem um pelo outro é o suficiente para lutarem por seu amor juntos e se é melhor cada um ir para o seu lado e esquecerem tudo o que já aconteceu!

O teor erotico do livro, eu achei pouco, mas orem é muito intenso, pois trata-se de uma garota de certo modo "ingênua" sendo envolvida por um homem mais velho que gosta de SMDB, que aos poucos ele vai tirando suas inibições e vergonhas para se tornar uma excelente atriz e sem barreiras. Por outro lado Sophia transforma Marc, que é todo controlado e turrão, num homem adorável trazendo à tono um homem totalmente diferente do começo da trama.
Na faculdade Sophia faz amizades com pessoas incríveis, mas como em todo belo jardim tem sempre umas ervas daninhas para estragar o lugar.

Eu me apaixonei por esta capa e achei que ia ser totalmente Hot e um pouco parecido com Inferno de Gabriel por se tratar de envolvimento aluna e professor, e de certo modo até foi, mas o livro tem dois personagens cativantes e interessantes que me conquistaram desde a primeira pagina. E espero que o próximo livro seja lanço logo, por que o final do livro me deixou curiosíssima.


site: http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br
brunaveras 12/12/2014minha estante
Saberia me dizer quando sai a continuação desse livro? Gostei muito da história.




Clã 31/01/2015

Clã dos Livros - Ensina-me a Sentir
Sophia é uma jovem amável e delicada. Perdeu a mãe quando ainda era muito nova e acabou se sentindo responsável por seu pai, que ficou desorientado, e pelos cuidados com a casa. Mais tarde quando seu pai se casou novamente e teve um filhinho, ela continuou cuidando dele, da casa e ajudando com o bebê. Quase uma Cinderela de conto de fadas, Sophia é do tipo que vê beleza por onde passa e não se aborrece com nada.

A moça participou de uma audição para o curso de Teatro do conceituado Ivy College do ator Marc Blackwell. Ela é uma boa atriz, mas não acreditou que conseguiria.

Os avaliadores ficaram impressionados com o talento de Sophia, inclusive o famoso ator Marc Blackwell. Ele é conhecido por suas atuações impressionantes e seu temperamento difícil. Além disso, notícias de suas preferências sexuais, nada tradicionais, se espalham pela mídia.

" Marc me observa atentamente, um sorriso malicioso se formando nos cantos de seus lábios. Sinto meu rosto congelar, e meus membros tremem estranhamente. Por que me sinto tão constrangida perto dele? Ele é apenas meu professor, eu já tive professores. Mas o modo como olha para mim faz com que me sinta nua."

Ao chegar à Ivy College, Sophia não esperava sentir-se tão abalada por Marc, mas a atração que experimenta ao se aproximar dele é arrebatadora. Ela procura se controlar para não ser mais uma aluna boba apaixonada pelo famoso professor, mas a proximidade dos dois faz com que seja muito dificil resistir.

Quando percebe o quanto está atraído por Sophia, Marc começa a se afastar e resolve deixar a faculdade durante o ano letivo. Além de pensar que suas sombras e suas preferências sexuais, não são adequados para uma moça tão boa e doce como ela, ele não quer que nenhum escândalo atrapalhe a carreira de Sophia.

" - Isso não pode acontecer - diz Marc. - Não com você. Você merece algo melhor. Deus, se você soubesse do que eu gosto! ... você não lê os jornais? Você não me quer, Sophia. Acredite em mim. Fique longe. É para seu próprio bem."

Mas apesar da resistência dele, os dois acabam se envolvendo. Ambos combinam que seu relacionamento deve se manter em segredo.

É claro que a delicada Sophia, nunca imaginou que estaria na Ivy College e em um relacionamento com o famoso Marc, mas mais do que isso, ela nunca pensou se envolver com alguém como ele. Marc é intenso e dominador e ela nunca sabe o que esperar de seus encontros. Apesar de ser um dominador, ele nunca perde o controle, nunca se entrega.

"Gostaria que ele colocasse o braço à minha volta ou que segurasse minha mão. Ou me beijasse. Quero me sentar ao seu lado, mas um instinto me diz para não o fazer."

O que o famoso ator deseja é extrapolar os limites da jovem atriz. Ele quer que ela experimente, vivencie e se solte no palco e fora dele. Marc a admira e a deseja.

Até onde a relação dos dois poderá levá-los?

Sophia corre o risco de ser exposta como uma aluna aproveitadora em busca de sucesso fácil, e isso poderia estragar toda a sua carreira, que ainda nem começou. Além disso, mesmo com o passado traumático, Marc será capaz de se envolver e se entregar verdadeiramente à mulher que se apaixonou por ele?

" - Eu a deixei chegar mais perto do que alguém jamais chegou."

Ensina-me a sentir é uma história intensa, com um enredo interessante e sedutor.
No cardápio: cenas de BDSM leves (nada assustador), romantismo e um pouco de drama.

Sophia é uma pessoa linda, com um coração de ouro. Ela vê luz em Marc, mesmo que ele mesmo não consiga enxergar, e talvez tenha sido isso o que mais o atraiu para ela. A relação dos dois é confusa, pois Marc não consegue se envolver.
Mesmo assim, ele é um personagem fascinante e sedutor.

" - Você deveria se afastar de mim, Sophia. Se você tem algum juízo, deveria fugir. Eu não teria começado nada com você, mas... há algo em você que a torna irresistível para mim. Completamente irresistível."

Amei e recomendo!

site: http://cladoslivros.blogspot.com.br/2015/01/resenha-ensina-me-sentir-livro-1-da.html
comentários(0)comente



Izabela 30/09/2015

Oficialmente falando esse é o segundo livro totalmente erótico que leio (o primeiro foi o Fifty Shades). É bem mais leve do que eu estava esperando e, para falar a verdade, acho que foi isso que me fez gostar ainda mais do livro. Claro que o sexo fazia parte de toda a história, mas não era algo simplesmente jogado lá, tinha todo o drama atrás e eu amo isso, rs. Nem preciso falar que estamos falando de um livro para maiores, né? Acho que isso está meio implícito. Tanto que ele faz parte de um selo novo da Editora Fundamento, o Himmel. Ok, vamos focar, rs. O livro não é chocante e dá para aproveitar muito. Para quem está acostumado com new adults da vida nem é assim tão diferente (pensando nos que são um pouco mais pesadinhos, como Left Drowning ou os da Abbi Glines). A história é uma mistura de Fifty Shades com Slammed/Sr. Daniels. Eu já estava imaginando isso, afinal, já tinha lido a sinopse, mas enquanto lia as história citadas realmente apareciam na minha cabeça. No final das contas o livro ganhou quatro estrelas. Juro que vou explicar isso melhor, mas, em resumo, a culpa é todinha do galã do livro, o Marc. Sério, em alguns momentos eu o amava e em outros eu queria tacá-lo pela janela (só não fiz isso porque realmente tenho muito cuidado com os livros que tenho, rs). Agora vamos realmente focar na resenha, não é? Ok, já falei, mas acho bom falar de novo: Estamos falando de um livro para maiores. Obrigada, de nada.


Sophia sempre sonhou em ser uma grande atriz de teatro. Ela sabia que tinha nascido para os palcos e todos sempre falavam que ela realmente tinha o dom, o problema foi que sua mãe morreu quando ela ainda era pequena e, por conta disso, ela acabou tendo que cuidar de tudo na casa para ajudar o pai. Para piorar, ele casou com uma mulher que mais parecia uma madrasta má da Disney. O sonho ficou de lado até que, de brincadeira, ela tentou uma vaga em uma das maiores escolas de drama da Inglaterra, a Ivy College. O lugar tinha sido fundado por um dos maiores atores da atualidade, o charmoso e completamente frio, Marc Blackwell. Era garantido que todos que passavam por lá se davam bem na carreira, mas, quem estamos querendo enganar, não é mesmo? Soph era uma menina de cidade pequena que nunca saia de casa, como ela poderia parar num lugar desses? Parando. E com bolsa integral, é claro. Os dons que ela tinha eram bem reais e todos os professores, inclusive Marc, viram isso logo de cara. Era um sonho virando realidade. Ela sairia de casa e faria o que mais ama, atuar.


"Você deveria se afastar de mim, Sophia." - Página 204

O que Soph não imaginava era que, logo de primeira sentiria uma atração absurda e inexplicável por seu mais novo professor, Sr. Blackwell. Isso não era certo, afinal, ela era aluna dele, o que ela não imaginava era que ele se sentia da mesma forma, na verdade, o que ele sentia era até mesmo mais forte. O problema, além do óbvio, era que, se descobrissem todo o rolo, toda a reputação da faculdade e, até mesmo, dos dois, estaria em jogo. Mas eles não tinham muitas opções, ficar longe um do outro parecia loucura e era algo insuportável. Mesmo sendo frio e muito controlado, Marc, acaba se perdendo em Soph e deixando toda a razão de lado. Ele sempre teve a fama de pegador em Hollywood, sem esquecer, é claro, que todos falavam dos gostos peculiares dele, mas o que os dois tinham era muito mais forte. Mas será que todos os problemas valeriam a pena? Realmente era justo jogar tanta coisa para o ar em troca de um romance?


"(...) isso não é um filme. Não sei como vai acabar." - Página 290


Eu adorei a Soph, ela é meio tontinha, mas é exatamente isso que me fez gostar dela. Marc é um verdadeiro enigma. Digamos que ele é uma mistura de Sr. Grey (Fifty Shades) com Sr. Daniels (do livro que tem o mesmo nome, rs). Em alguns momentos ele é sedutor, romântico e completamente apaixonante... Ai na página seguinte ele age de forma babaca e você quer matá-lo. Como comentei no começo, ele é o culpado pelo livro ter perdido uma estrelinha. A bipolaridade dele me deixou com raiva em muitos momentos e, por mais que entenda que isso faça parte do personagem, não soube lidar bem. Dos outros personagens, vale comentar que eu simplesmente amei a melhor amiga da Soph, a Jen. Ela é, simplesmente, uma piada. O mesmo vale para um dos colegas da personagem principal, o Tom. Ah, o livro me lembrou muito Fifty Shades (como já falei uma cinco vezes, rs) porque eu podia jurar que estava lendo algo baseado em Twilight. Não que tenha vampiro ou algo do tipo, mas porque o mocinho nem tão bonzinho da vez também falava várias vezes que não era bom estar perto dele, que era perigoso e blá-blá-blá. Ia ate procurar para saber se a autora já foi fã do Edward, rs.


Se você gosta de romances intensos, pesados e recheados de drama, esse livro é para você. Ah, mas não espere só um romance água com açúcar, afinal, quando não estão em sala de aula os personagens principais levam bem a sério o título 'érotico' que o livro recebeu. Adorei a escrita da autora, porque deixou tudo mais leve e relativamente normal, digamos que mais possível. O livro, mesmo sendo pesado, acabou ficando leve na leitura, ou seja, a autora está de parabéns, o que me lembra, eu preciso da continuação desse livro para ontem! Não posso esquecer de comentar, como sempre, da diagramação maravilhosa da Fundamento (Himmel). A editora sempre faz um trabalho incrível, é realmente maravilhoso e dá ainda mais vontade de ler (mostrei detalhes no Book Haul de Agosto, no canal do blog.

site: http://www.brincandodeescritora.com/
comentários(0)comente



miny 30/08/2016

livro ótimo!
comentários(0)comente



Coisas de Mineira 15/02/2018

Há algum tempo, os livros eróticos tem se popularizado no Brasil e ganhado o coração de vários leitores e eu não fiquei de fora. Já havia tido o prazer de ter contato com eles antes mesmo de se popularizarem no país, e agora que está mais fácil de chegarem às nossas mãos, faço questão de ler pelo menos um por mês e não tenho vergonha de confessar que sou romântica e adoro a boa pegada dos nossos homenzinhos de papel.

Quando eu comecei a ler “Ensina-me a Sentir” – S. Quinn, publicado pela editora Fundamento, acreditei profundamente que seria mais um livro a entrar para minha prateleira de preferidos, já que ele tinha tudo que eu espero em um livro – uma boa ideia, personagens complicados, locais lindos como plano de fundo e algumas cenas hot.

Sofia é uma jovem aspirante a atriz, que acabou de ganhar uma bolsa de estudos na famosa universidade de artes do belíssimo e premiado ator Marc Blackwell, um homem conhecido por sua carreira nas telonas desde criança e por seu temperamento forte e controlado.

Quando Sofia vê Marc pela primeira vez em sua audição, ela fica mexida com sua presença. E quando ele passa a ser seu professor e no seu primeiro dia lhe dá um trabalho onde ela terá que mostrar seu lado mais sensual em uma audição surpresa, por não ter tido tempo para estudar ela fracassa tristemente. Se sentindo perdida ela pede ajuda ao melhor, mas Marc não pode ficar perto de Sofia, pois tudo nela mexe com ele e o faz perder o controle que ele tão sofridamente aprender a exercer.

Além disso, ela também é sua aluna, o que faz com que seus sentimentos por ela sejam inapropriados, com que sejam ainda mais errados, porém ele não consegue resistir ao seu pedido e muito menos seu corpo.

No entanto, o que li ficou bem longe do que realmente esperava da história. Seus personagens tinham bagagem, e a autora até tinha uma ideia geral legal, mas faltou química, intensidade, e uma sensibilidade que S.Quinn não teve ao demonstrar um caso de amor que deveria ser impossível e perigoso, ao ponto de que ninguém pudesse sequer imaginar que estava acontecendo, e aquela sensação de que a qualquer momento eles seriam pegos e tudo viraria um grande escândalo, acabou ficando forçada e sem graça.

A escritora apresentou duas figuras dramáticas já muito conhecidas pelo público, um homem atormentado por seu passado sofrido, e uma mocinha que abre mão da sua felicidade para cuidar da família. Tenho que concordar que essa ideia geralmente funciona belamente em um romance, mas é preciso conseguir abordar esse tema de um jeito que o leitor se sinta apaixonado pelo carisma de seus personagens e por sua biografia sofrida.

No meu caso, conseguiu foi me irritar na maior parte do tempo, fazendo com que eu quisesse bater com uma marreta na cabeça deles e me perguntar o que se passava na mente da S.Quinn para escrever duas pessoas tão cansativas.

Mas antes que você imagine que não tenho nada positivo para contar do livro, tenho que deixar todos cientes que S.Quinn conseguiu ser bem criativa em suas cenas hot, principalmente a do armário.

Mesmo que tenha faltado essa mesma criatividade em outras áreas do romance, ela soube conduzir as cenas mais picantes do livro de uma forma bem interessante, até inusitada, chegando ao ponto de fazer o leitor questionar de onde ela tirou aquela ideia singular de que o Marc não poderia... haha achando que eu vou contar né? Nananinanão. Você terá que ler para descobrir e me contar o que achou do livro, principalmente se você só esta procurando por cenas mais picantes em um livro.

Por: Leh Pimenta
Site: http://www.coisasdemineira.com/2016/03/livro-ensina-me-sentir-ivy-01-s-quinn.html
comentários(0)comente



Mylena @gataleitora 23/04/2018

“ Se não encontro bondade em uma personagem, não consigo interpretá-la.”
Bem no ritmo do subtítulo, Ensina-me a sentir, me vi envolvida pelas teias poderosas do casal Sophia e Marc.
Sophia é um interiorana pacata que vive dedicada ao pai mas sonha em estudar na prestigiada escola de artes Ivy College. Ao fazer uma audição- teste para tentar uma vaga lá, nunca imaginaria que sua vida fosse mudar drasticamente depois deste dia. Para sua surpresa, ela não só passou como também conseguiu uma bolsa integral de estudos. Mesmo temerosa de abandonar o pai a mercê da madrasta folgada, ela é incentivada pela melhor amiga Jen a cuidar de sua vida e seguir seus sonhos.
Ao chegar em Londres, já se encanta com a escola e começa a fazer amizades mais que especiais com Tom e Tanya e também já encontra inimigos poderosos em sua tentativa de se enturmar.
Marc é um jovem poderoso e dono da prestigiada escola Ivy College . Homem dominador com passado sombrio que vê em Sophie uma garota pronta para aprender a sentir mais e mais. A impossibilidade desta situação ser concretizada pela relação professor-aluna deixa tudo mais excitante para a doce Sophia , Marc acaba perdendo seu controle e aos poucos mostra a ela como sentir prazer em pequenos detalhes. Sophia vive intensamente suas aulas e nós embarcamos no romance juntamente com ela e graças às minuciosas descrições da escritora, embarquei junto.
O livro é uma explosão de erotismo e sensualidade, prato cheio para os amantes do gênero além de trazer um certo suspense em relação a Marc e seu passado e muito romance entre o casal.
Narrado em primeira pessoa por Sophia, fui percebendo como ela se deixou envolver nas garras de Marc e em vários momentos fiquei curiosa para saber o que ele pensava mas mesmo assim não fez tanta falta seu POV pois a escritora soube dosar bem os detalhes da trama.
A edição apesar das falhas na tradução está muito boa com uma capa lindíssima, desenhos no rodapé e nos inícios dos capítulos dando um ar requintado além de páginas amareladas e uma fonte de tamanho bom para a leitura.
3,5/5 estrelas

site: www.minhavelhaestante.com.br
comentários(0)comente



Paula Faria @blogliteralmenterosa 22/07/2018

Arrebatador, sensual e fascinante!

Sophia Rose uma aluna de teatro conseguiu uma bolsa de estudos integral na conceituada Ivy College, onde o proprietário e um dos professores é o enigmático e famoso ator, Marc Blackwell.
Marc Blackwell além de ator , ele é um dos professores mais rígidos e extremamente disciplinado com seus alunos. Frio, tem uma reputação de gostar de dominar tanto no trabalho quanto na vida íntima, mas quando ele conhece Sophia na sua audição ele simplesmente sente que todo seu controle está escapando por seus dedos...
Pela sinopse concluímos ser um romance proibido entre professor e aluna, mas não é só isso, tem coisas muito além disso. Marc teve um passado doloroso e teve que trabalhar desde cedo pra sustentar a família, com um pai autoritário,quando finalmente ele consegue o controle da sua vida ele simplesmente não vê meios de seguir sem dominar tudo é isso reflete em sua vida pessoal. Sophia após a morte da mãe foi aceitando tudo que a vida lhe dava em prol da felicidade do seu pai e pela primeira vez ela tem a escolha de viver algo totalmente fora dos seus limites e ela quer testar todos com Marc. A energia sexual entre os dois é palpável e apesar de muito o Marc lutar Sophia está disposta a mergulhar nessa escuridão em que o Marc vive e a paixão entre eles se torna arrebatadora. Uma leitura totalmente envolvente, com uma trama bem desenvolvida, conteúdo erótico altamente intenso mas o livro tem muito mais além do erotismo, a história te prende, te deixa instigada, curiosa e ansiando por mais, por saber mais dos dois. Aqui vemos que na verdade não é Marc quem controla ou testa os limites de Sophia, ela quem leva Marc a perder todo seu controle com ela e abrir suas escuridão para que a luz de Sophia entre iluminando sua vida.
comentários(0)comente



Dany 14/07/2019

Tosco!
Personagens rasos, desenvolvimento fraco e o dilema da história é ridículo! Tudo acontece rápido demais, total perda de tempo.
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR