Amei Minha Melhor Amiga

Amei Minha Melhor Amiga Shirleyde Mota




Resenhas - Amei Minha Melhor Amiga


11 encontrados | exibindo 1 a 11


Paraíso das Ideias 05/02/2015

Olá, pessoas!
Hoje eu trago pra vocês a resenha de mais uma autora parceira: Shirley Murphy.
O livro foi lançado nessa segunda feira pela Editora Novo Romance, ou seja, resenha exclusiva.
Esse livro é bem leve, é uma opção de leitura pra quem quer passar o tempo com uma leitura mais tranquila.

O livro conta a história de Axel e Elisa que se conheciam desde crianças, quando mais velho Axel parte para Londres retornando alguns anos depois, seu retorno, em grande parte é motivado pelo fato de que nesses anos afastado de Elisa percebeu que, na verdade, ela era a mulher de sua vida.

Por mais que ela tenha crescido como a filha da empregada e ele o filho do patrão, isso ao invés de os afastar, se mostrou não ter peso nenhum sobre a relação dos dois. A medida que cresceram o sentimento de um pelo outro cresceu, mas ficou mascarado por dúvidas, medos e a amizade de anos.

Mas ao retornar ao Rio de Janeiro, justamente no dia do casamento de sua irmã, Axel volta convencido a ter Elisa para ele, após reencontrar todos os demais amigos, Axel firma com eles uma espécie de pacto; todos os amigos teriam 15 dias, o tempo que duraria as férias de Axel, para realizarem seu maior sonho. Isso serviu como base para que Axel corresse atrás do seu sonho: Elisa.

“... – Eu proponho a vocês um pacto. Eu tenho quinze dias de férias, durante esse período, cada um e nós vai colocar todo o seu empenho, todo o seu esforço para vencer seu maior desafio, concretizar seu maior sonho...”

Acontece que a partida de Axel para Londres anos antes deixou em Elisa o sentimento de ter sido abandonada quando mais precisava do amigo e ao retornar, Axel encontra sua melhor amiga mais retraída, mais distante, como se estivesse com medo de confiar mais um vez nele, de se deixar levar mais uma vez por Axel e depois ser mais uma vez “abandonada” e ter que aprender a lidar sozinha com todos os seus problemas.

Elisa foi uma personagem que me agradou em muitos aspectos, justamente por ser a filha da empregada ela poderia ter passado a vida de cabeça baixa e feito todas as vontades dos outros, porém ela aproveitou todas as oportunidades que a família para qual a sua mãe trabalhava lhe deu e mesmo com dificuldades correu atrás do que queria e conseguiu se tornar uma bióloga, além de ter uma personalidade forte que em alguns momentos batia de frente com a personalidade de Axel criando alguns diálogos divertidos, que ajudaram a complementar a leitura e a deixa-la mais leve.


"— Então estamos combinados: eu sou uma leviana e você é um bicho selvagem!
Ela saiu e bateu a porta:
— Isso, vai embora mesmo! Já vai tarde! Vai lá ver se ele chegou bem! Deve estar sem os dentes da frente! Quero ver beijar ele agora!”

Quanto a Axel, eu realmente esperava mais desse personagem, ele começou o livro um tanto manipulador, querendo que tudo acontecesse da forma que ele queria e com isso passando por cima da vontade das demais pessoas, ele justificou todos esses erros dizendo que agiu por amor, porém não consigo ver dessa forma, não consegui ver um amor sincero em suas atitudes iniciais, me pareceu muito mais um capricho; por isso permaneci um pouco cismada com esse personagem. Mas ao longo do livro ele conseguiu se redimir em alguns aspectos, após poder entender melhor o personagem, gostei da intensidade de como ele via o seu relacionamento com Elisa e do quanto estava disposto a fazer tudo por ela.

“- Esse tipo de coisa? Isso que você chama de ostentação, era o meu sonho! E você conseguiu estragar tudo, tudo! Sabe o quanto eu planejei isso? Em silêncio, com todo o cuidado pra te ver feliz, sorrindo? Eu sonhei em te beijar em meio as estrelas e você vem me falar de dinheiro? Seria mágico e perfeito, nosso primeiro beijo depois de tantos anos. Mas você estragou tudo, como sempre”

Algo que eu adorei nesse livro foram os demais amigos do Axel e Elisa, eles foram uma parte muito importante pra história e acrescentaram muito ao enredo, com um destaque maior a Mário que trouxe momentos muito divertidos para a leitura e que se tornou meu personagem preferido do livro. Após Axel e Elisa ele é o personagem que mais tem destaque, ele fez o livro ficar mais completo com seu jeito impaciente, brincalhão e que diz que nunca irá amara alguém de verdade.

“Não sei pra quê pensar tanto. Vai atrás dela, não deixa ela falar nada, tasca logo um beijo e pronto. Se ela abrir a boca, tasca-lhe outro.”

A valorização da amizade que o livro mostra me encantou muito; Axel, Elisa, Mário, Maria, Juliana, Lúcio, Sana e posteriormente Amélia, mostram uma amizade extremamente verdadeira, onde se ajuda o outro sem pensar duas vezes e sem esperar algo em troca, eles são tipos de amigos que fazem tudo um pelo outro, concordando ou não, para eles, o principal é ver o outro bem e feliz, o que infelizmente é algo cada vez mais raro de vermos hoje em dia.

Voltando ao casal protagonista, a história dos dois possui muitas reviravoltas, lembrando às vezes até mesmo uma novela mexicana kkkkkkk Sempre que os dois pensam que enfim ficarão juntos surge algo que os atrapalhe, em alguns momentos isso me incomodou um pouco pois tudo parecia um tanto clichê, coisas que estamos acostumadas a ler, o que já me fez saber qual era a solução do problema sempre que ele surgia. Porém a mudança dos personagens e o amadurecimento deles me surpreendeu, outro ponto positivo é que o livro é extremamente romântico, com declarações lindas, e a história dos dois lembra um pouco a história de Romeu e Julieta e da Cinderela em uma versão moderna, em que os personagens chegam a literalmente, quase morrer de amor.

“- Sabe por que fiz isso? – Ele ainda estava atrás dela, a conduziu empurrando-a levemente pela cintura até o centro, gentilmente jogou o cabelo dela por cima do ombro direito para falar em seu ouvido esquerdo – Pra te mostrar o centro do meu universo, você “

Ao mesmo tempo em que a história de Axel e Elisa se desenvolve, o livro possui histórias secundárias que prendem mais a nossa atenção. Juliana e Lúcio tem uma história linda e que acho que merecia um pouco mais de destaque, eles também eram melhores amigos, mas ao descobrir uma grave doença Lúcio vê que não pode perder tempo e deixar a vida passar diante dos seus olhos, é partir daí que sua história com Juliana se desenvolve. Já Mário e Amélia é outro casal que em alguns momentos rouba a cena, tendo alguns capítulos apenas para os dois, Amélia ainda jovem e inexperiente consegue mexer com Mário, mas algo que eu simplesmente adorei na relação dos dois é a sinceridade mútua; Mário nunca foi o homem que se envolve em relacionamentos sérios e no início eu achei que ele iria apenas dar falsas esperanças a ela, mas pelo contrário, desde o início ele deixou claro a ela como ele era, sem omitir nada, mas mesmo assim, aos poucos ele foi ficando cada vez mais envolvido por ela.

Mas se tem uma personagem que me surpreendeu foi a mãe de Axel, ela passa boa parte da história retraída, o que todos viam como o comportamento de uma dama, na verdade era apenas uma pessoa observadora que soube de tudo o que realmente acontecia antes de todos e que soube o momento certo de aparecer e roubar a cena. A sua preocupação com o filho e os seus esforços para que Axel e Elisa ficassem juntos me conquistaram. Enquanto seu marido e mãe de Elisa tentavam separar Elisa e Axel e faziam isso sem justificativa alguma, escondendo a verdade e colocando toda a culpa nos filhos, a mãe de Axel foi quem os apoiou desde o início e foi sincera com eles quando deveria ter sido.

“— Eu amei, foi isso, foi o que fiz com ela, eu me apaixonei pela Elisa, minha melhor amiga. Isso foi o que eu aprontei, como você mesma disse. Um grande erro, porque homens do meu tipo não devem amar nunca.”

Como eu disse antes o livro é muito romântico o que também é algo que falta em muitos livros hoje em dia, o livro mantém ao mesmo tempo uma inocência e uma intensidade, a entrega dos personagens é algo que chama atenção, o quanto ele estão dispostos a tudo para ficarem juntos, há várias pessoas que ao longo da história tentam os manter afastados e nós estamos sempre tentando adivinhar os motivos por trás das ações desses personagens, porém isso me decepcionou um pouco, existem alguns acontecimentos que ficam claros como vão acontecer o que acaba depois não nos surpreendendo, senti falta de algum elemento surpresa, algo inovador.

"Pra você não valeu a pena? — Continuou — Não seria capaz de morrer pela noite de ontem, pela nossa noite? Ele fechou os olhos bem apertados e concordou completamente, claro que sim, morreria mil vezes se preciso fosse!"


O livro é narrado em terceira pessoa, com uma narrativa bem leve, fácil de ler, foi um livro que li em pouco tempo, é raro que eu leia livros em terceira pessoa, quase sempre acho que falta aquele “algo a mais” na narrativa e senti um pouco disso nesse livro, senti que faltava algo, em alguns momentos senti falta de alguns detalhes que poderiam ter complementado melhor a narrativa.
Porém esses detalhes se tornam até pequenos quando pensamos sobre vários pontos do livro. O livro traz uma mensagem forte sobre amizade e isso me agradou muito, eu adoro quando esse tema é retratado nos livros e eu estava realmente sentindo falta de uma história de amor tão romântica e intensa, cheia de idas e vindas e isso somado com um pouco de drama, que todo o bom romance sempre tem, me agradaram muito.


"Minha vida é você, entenda de uma vez por todas. Se algo mais grave acontecer com você, vou me tornar um fantasma neste mundo. Eu estive longe por muito tempo, mas sempre com a certeza de que estaria aqui. Se você não estiver, eu não tenho pra onde voltar."


Bom, é isso, espero que tenham gostado da resenha!
Até o próximo post!


site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ellinha 29/10/2014

Achei que vale muito a pena ler. Quanto mais você ler um capítulo mais você sente vontade de descobrir o que vai acontecer.
Aprendi que quando você tem um amor, temos que lutar para tê-lo por perto e mesmo que as coisas estejam difíceis não devemos jogar tudo pro ar e sim lutar para que essa situação difícil passe e que tudo dê certo.
comentários(0)comente



Taci 28/01/2015

Axel e Elisa cresceram juntos, Axel como filho do patrão e Elisa como a filha da empregada. Mas nada disso atrapalhou a amizade deles, sendo logo eles crianças. Mas já crescidos, Axel viaja para Londres, em busca do seu sonho e Elisa fica no Rio de Janeiro, estudando e trabalhando. Mas Axel volta de Londres, rico e lindo, e está disposto a tudo para conquistar sua melhor amiga.

Elisa é a nossa personagem principal, que estudou biologia, aproveitou todas as oportunidades que os patrões deram, e tentou fazer de tudo para ser “alguém na vida”. Uma garota forte, determinada, não leva desaforo para casa e também sonhadora. Axel já é o posto dela. Um cara mulherengo, adora uma festa, sempre teve tudo o que quis, e ainda quer muito mais do que pode ter. Elisa.

Eu confesso que demorei um pouco para me convencer do amor de Axel por Elisa. Me entendam, um cara que vai embora há muitos anos atrás, não dá noticia, nunca procurou por Elisa e só agora “descobriu” que esta apaixonado por sua melhor amiga, depois de anos? Me perdoem todos, mas eu não me convenci. Ele é um idiota. E principalmente, por ele arquitetar estratégias ridículas para ter Elisa, como por exemplo, pagar uma garota de programa para dar em cima do cara que ela esta começando a gostar, e pode se preparar, o livro inteiro você espera que ele faça mais burrada, não tinha como evitar.

“— Então estamos combinados: eu sou uma leviana e você é um bicho selvagem!
Ela saiu e bateu a porta:
— Isso, vai embora mesmo! Já vai tarde! Vai lá ver se ele chegou bem! Deve estar sem os dentes da frente! Quero ver beijar ele agora!”
Mas não pense que Elisa é essa personagem que cairia de amores por Axel, por um simples eu te amo da boca dele. Não, Elisa me conquistou a cada página por se mostrar forte e pelos bons tapas que ela deu nele. Bem feito. Tinha hora que eu mesma queria bater nele.

Axel só fez burrada do inicio ao fim do livro, fez muita besteira, mas eu entendi, ele é aquele personagem todo errado que se apaixona, e que continua fazendo as coisas erradas. Mas foi no decorrer do livro que comecei a me apegar a esse personagem, a entendê-lo e torcer pelo romance desses dois.

“— Eu amei, foi isso, foi o que fiz com ela, eu me apaixonei pela Elisa, minha melhor amiga. Isso foi o que eu aprontei, como você mesma disse. Um grande erro, porque homens do meu tipo não devem amar nunca.”

Mas a nossa autora não deixou as coisas fáceis. Axel e Elisa passam por muitos desafios, e quando digo desafios, não são simples problemas. São terríveis problemas, terríveis segredos. E enquanto eu estava lendo numa boa, vinha algo para atrapalhar, mas aí eles venciam, ficavam juntos e depois vinha algo bem pior que antes para acabar com tudo. E meu Deus, aconteceu cada coisa nesse livro que eu até me assustava. Mas não foram desafios jogados assim na história e sem sentido, mas desafios que nos provam esse amor que Elisa e Axel sentem um pelo outro.

Eu odiei alguns personagens e entre eles, está à mãe de Elisa, Cátia e o pai de Axel, Rodolfo que é um arrogante. E destaque para a mãe de Elisa, que era uma chata, insuportável, queira separar eles dois a qualquer custo, o que me deixava numa raiva dela. E mesmo tendo motivos para isso, não justificava a forma como ela tratou Axel e sua filha.

Mas teve outros que amei, e destaco Mário, melhor amigo de Axel. E gente, eu amei conhecer esse personagem. Divertido, amigo, sincero, idiota, garanhão. Sempre que ele aparecia na história era inevitável não dar risada. E eu gostaria muito que houvesse um livro dele.

Uma coisa que gostaria também de comentar sobre esse livro é como a autora desenvolveu seus personagens. São personagens cativantes, mas que eu te digo, são dramáticos. Gente, Axel e Elisa deveriam ganhar o oscar por serem tão exagerados nas coisas, tão dramáticos. Ai meu Deus, por qualquer coisinha Axel queria morrer. Que isso homem.

“Mais aplausos e um beijo do casal, que levou Lúcio e Juliana a também se beijarem, que levou os pais de Axel a um beijo também, e o amigo desertor com sua esposa, o que levou Mário a desejar ardentemente beijar Amélia e Maria a desejar ter alguém.”

Eu amei ler Amei minha melhor amiga, o final do livro eu gostei muito, me agradou bastante. Um livro bem divertido, dramático, com personagens que te causam sentimentos de raiva e amor. Uma narrativa simples, mas divertida e que com certeza tem algo a nos ensinar. Sempre tem.

Eu li esse livro, graças à parceria que fiz com a autora Shirley Murphy e gostaria muito de recomenda-lo a vocês, meus leitores, porque é um livro super divertido (eu sei, eu já falei isso, mas não custa repetir) e que vale a pena conhecer. Logo eu estarei trazendo a vocês, uma entrevista com a autora, para conhecê-la um pouco.

“— Eu não sei. Tá legal? Não sei! Não sei o que está acontecendo comigo!
— Não pense que eu vou rastejar atrás de você por aquele aeroporto te implorando pra ficar.
— E eu estou te pedindo pra fazer isso por um acaso?
— Ah não? Pois devia!
— Não, você é quem devia me pedir pra ficar!
— Você é que tinha que me pedir pra te pedir!
— Você sabe quantas mulheres gostariam de estar em seu lugar?
— E você, hein?! Sabe quantos homens gostariam de estar no seu?
— Ah! Não dá pra conversar com você!
— Então não conversa, não conversa e pronto!
— Muito bem, é o que eu vou fazer!
— Isso mesmo, vai se danar!
Ela deu as costas:
—Vai você! Sua exibida!”
E então? Interessaram-se pela história? O que acharam?

site: tacilaporto.wordpress.com
comentários(0)comente



Meu Vício em Livros 05/02/2015

Romantico!
Axel e Elisa cresceram juntos, ela, filha da empregada, ele, filho do patrão. Isto não impediu que eles construíssem uma bela amizade. Axel viaja para Londres para estudar e trabalhar e quando volta decide que está na hora de conquistar sua melhor amiga.

Elisa ficou no Rio Janeiro, sempre foi apaixonada por Axel e não se conforma dele ter ido embora sem pensar duas vezes ao deixa-la para trás. Quando ele se declara, ela fica com medo de que novamente vá sofrer quando ele for embora.

Axel tem que convencer Elisa de que está realmente disposto a viver sua vida ao lado dela, aliás, ele precisou me convencer também já que ficou tanto tempo fora, sem entrar em contato e de repente, volta e decide que ela é o amor da sua vida... como assim? Obstáculos para que eles consigam ficar juntos é o que não vão faltar. A mãe de Elisa e o pai de Axel são contra o namoro e o casal descobre segredos que irão abalar suas vidas.
"Era tudo que queria. Um pedaço de você, pra saciar esse vício que tenho do seu corpo. Minha Kaiserin, minha musa, herdeira da minha fortuna, do meu legado, do meu amor. Pra você que eu deixarei tudo, que eu darei tudo, tudo, tudo..."
Com uma mistura de Cinderela e Romeu Julieta, o que não faltou também foi drama para estes dois, era um tal de qualquer coisa eu vou morrer que pelo amor de Deus! Axel deu umas mancadas feias mas se redimiu no final. Leia mais aqui: http://meuvicioemlivros.blogspot.com.br/2015/02/resenha-amei-minha-melhor-amiga-livro-1.html

site: http://meuvicioemlivros.blogspot.com.br/2015/02/resenha-amei-minha-melhor-amiga-livro-1.html
comentários(0)comente



Lê Golz 14/02/2015

Apaixonante!
Amei minha melhor amiga, é mais um romance lindo publicado pela Editora Novo Romance, e mais uma obra nacional que li sem grandes expectativas, mas que acabou me surpreendendo. Lançado este ano, é o romance de estréia de Shirley Murphy, e o primeiro livro da Trilogia Amar.

Axel, retorna para o Brasil, depois de ficar um tempo trabalhando em Londres. Apesar de voltar para assistir ao casamento de sua irmã, ele vem com um propósito em mente: conquistar Elisa, sua melhor amiga de infância. Acostumado a conseguir tudo que quer, ele achou que seria fácil, e que não teria que passar por alguns obstáculos para conquistar de vez o coração de Elisa.

Ela, por sua vez, sentira muito quando Axel partiu, mas se recuperou do sentimento que sentia na adolescência e seguiu com sua vida. Foi uma surpresa vê-lo novamente ao Brasil. Eles se viam constantemente, pois a mãe de Elisa, Cátia, trabalhava e morava na casa dos pais de Axel. Elisa se perguntava, o que fez com que Axel voltasse tão disposto a conquistá-la, se partiu a tempos, sem manter se quer contato com sua melhor amiga.

''— É, você. Sempre me faz sentir melhor. Por isso também estava te esperando. Pra que fizesse graça, me fizesse rir das minhas desgraças, como sempre. Você sempre me mostrou que nada era tão terrível quanto eu imaginava, que tudo podia ter uma solução. E a sua solução era sempre diversão. Você torna tudo mais leve e suportável. Eu adoro tudo em você, tudo, até mesmo o que detesto. Tem uma explicação pra isso?'' (p. 27)

Lendo o livro, é fácil formarmos uma opinião conflitante em relação aos sentimentos de Axel. Ele havia cometido inúmeros erros no passado, e parecia que não havia mudado. Quanto mais ele tentava conquistar Elisa, mais besteiras fazia. Algumas vezes, isso chegou até a ser engraçado. Me perguntava se o que ele sentia era mesmo amor, ou apenas um capricho. Mas ao decorrer do livro, ele se demostra muito preocupado com Elisa, e vai deixando aquele homem egoísta que sempre foi, no passado.

O relacionamento do casal ao mesmo tempo que é apaixonante, também é recheado de conflitos. Como melhores amigos que sempre foram, eles tem uma relação muito linda e íntima. Me peguei rindo, muitas vezes, em diversos diálogos dos dois, pois, ao mesmo tempo que pareciam se amar tanto, brigavam na mesma medida. E as brigas eram tão bobas, que nos faz pensar em como nos deixamos levar por tão pouco, e por mero orgulho.

A narrativa é feita em terceira pessoa, e fluiu muito bem. Gostei da escrita da autora, que conduziu a história com muito romantismo, e de uma forma natural. Senti realidade e amor no relacionamento do casal. Li um e-book, e encontrei pouquíssimos erros de revisão, mas nada que atrapalhasse a leitura.

''— Dos nossos planos é o que eu tenho mais saudades, quando olhávamos juntos na mesma direção...'' (p. 69)

O ponto forte do livro, é um grande segredo de família, que pode separar de uma vez Axel e Elisa. E isso, realmente, me pegou de surpresa. E então, quando tudo parecia se encaminhar perfeitamente, eis que surge mais este conflito. Este livro me trouxe muitos sentimentos. No começo eram muitas dúvidas sobre a boa intenção de Axel, mas quando percebi que ele realmente amava Elisa, só torcia por um final feliz.

O livro terá continuação, e posso estar enganada, mas pelo que percebi no final desta vez será com outro casal: Mário e Amélia, dois amigos dos personagens.

Recomendo o livro, e afirmo que Amei minha melhor amiga é uma leitura apaixonante, que nos faz refletir até que ponto o orgulho vale a pena. A história nos leva também a conflitos familiares comuns, e nos ensina que a melhor saída é sempre o perdão.

''Elas nunca me amaram porque nunca me conheceram, eu não permitia, porque sentia vergonha, vergonha de tudo que sou. Mas você me conheceu e mesmo assim me amou.'' (89)

site: http://livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br/2015/02/resenha-amei-minha-melhor-amiga.html
comentários(0)comente



Lendo por Amor 06/03/2015

Aguenta coração!!!
Bom, dei três estrelinhas e vou justificar. Achei a história em geral sensacional! Tipo, muito boa mesmo. Mas há algumas coisas que me "tiraram" do sério. Primeiro, os erros ortográficos, eu li o livro em ebook que a Shirley nos enviou, não sei qual o motivo dos erros, mas achei muitos, e isso me irritou um pouquinho, mas não atrapalhou a história. No inicio do livro, confesso que não acreditava no Axel, foi uma mudança repentina e eu não conseguia me convencer desse amor todo que ele sentia por Elisa. A mãe de ambos também eram pessoas que me tiravam do sério, a mãe do Axel no inicio, por pregar muito a diferença social de patrão e empregado, e a mãe da Elisa por mudar o comportamento e virar uma definitiva chata de galocha, implicando com tudo, e sem falar no pai do Axel, que é uma pessoa extremamente difícil de convivência.
O livro ao longo da história foi tipo uma novela, cheio de altos e baixos, e MUITA coisa atrapalhando e dando errada o tempo todo. Achei muito legal da autora em citar o Rio Grande do Sul na história, é raro isso acontecer, e sinceramente acho que foi o primeiro livro que citou o cenário do Sul, porém, como sou gaúcha, fiquei bem incomodada com o modo de citar o nosso sotaque (genteee, não falamos "bah" "tchê" o tempo todo, tirem isso da cabeça!!!!). Mas enfim, após me concentrar totalmente na história, consegui ir acreditando cada vez mais no amor de Axel e Elisa, e torcia, ficava brava e chorava em todas as "cenas", principalmente quando parecia que tudo ia ir por água abaixo. Ameiii o toque "Romeu e Julieta" da história, e isso foi a parte que mais me chamou atenção. Recomendo a leitura, para quem gosta de Romance, e principalmente para a Juventude, que está todo dia cercada de amores como o de Axel e Elisa. E só um aviso para quem for ler: Aguenta coração!!! É muita emoção!

site: http://lendoporamor.blogspot.com.br/2015/02/resenha-de-amei-minha-melhor-amiga.html
comentários(0)comente



Bianca 07/03/2015

Resenha do blog Livros, Nerdices & Tudo Mais! - Um amor que ultrapassa todas as barreiras
Elisa e Axel são amigos desde a infância, e essa forte amizade acaba evoluindo para um sentimento mais intenso enquanto os dois vão crescendo. Entretanto, em vez de viverem esse amor, Axel parte para Londres para continuar seu sonho trabalhando na área de Astronomia, deixando a jovem Elisa completamente desolada. O livro se inicia com sua chegada e uma noite agradável na praia, onde um grupo de amigos criam desafios para si próprios. Essa foi uma das partes que mais me interessaram, porque gostei muito do modo como eles decidem ir atrás de seus sonhos.

É em meio a essa promessa que começa a ressurgir o amor de Axel e Elisa. Confesso que no começo do livro eu não gostava do Axel. Para mim ele não parecia ter voltado por ela e isso acabou deixando a relação deles meio superficial. Mas é só no começo porque depois de algumas intrigas e reviravoltas nós leitores somos induzidos a torcer pelo casal, e isso se deve pela leve escrita da Shirley Murphy, que conseguiu me manter presa na leitura uma noite inteira! Acho que li umas 150 páginas!

Como eu já disse antes, a história é cheia de intrigas. Tanto pelos pais (de ambos os protagonistas) do que pelos próprios Axel e Elisa. Chega uma hora em que ficamos até pessimistas achando que mais alguma coisa vai atrapalhar o tão sonhado romance do casal. Mas, apesar desses detalhes, recomendo demais o livro pra quem quer ler sobre um amor poderoso que ultrapassa barreiras (e bota barreira nisso kk).

Outro ponto que me chamou foi os personagens. A história não gira em torno somente de Axel e Elisa. Lembram do grupo de amigos que falei no começo da resenha? Então, a autora também coloca eles em meio a narração e de certa forma, nos faz acompanhar suas jornadas para realizarem as promessas feitas no começo do livro. Um personagem que eu adorei acompanhar o crescimento foi o Mario, espero que gostem dele quando começarem a ler.

Bom, é melhor eu não prolongar para não revelar muito sobre a história, afinal, quero que alguns detalhes sejam cheios de surpresas pra vocês! Muito obrigado a autora Shirley Murphy por ser parceira do blog e ter me dado a oportunidade de resenhar o seu livro!

Se gosta de um romance que supera todos os obstáculos, recomendo que leia Amei minha melhor amiga!

site: http://livros-nerdices-tudomais.blogspot.com.br/2015/03/resenha-amei-minha-melhor-amiga.html
comentários(0)comente



Três Leitoras 17/05/2015

Elisa não faz ideia das intenções de seu amigo, mas basta ouvir algumas palavras de interesse para que seus sentimentos esquecidos pelo tempo retornem de forma avassaladora.


Agora, os jovens terão que enfrentar grandes desafios e oposições para provarem que seu amor é real e não um simples engano. Amei Minha Melhor Amiga é uma obra que enaltece os sentimentos humanos mais nobres como amor, amizade, perdão e laços familiares.

Elisa e Axel são melhores amigos desde crianças. E com o passar dos anos e a convivência de ambos, foi crescendo um sentimento um pouco mais do que uma simples amizade. Mas, Axel precisa fazer uma viagem para Londres, pois é o seu sonho trabalhar na área de Astronomia. Com isso Elisa é deixada sem chão.

Quando Axel retorna de Londres para o casamento de sua irmã. Na bagagem ele trás uma confiança de que irá (re)conquistar Elisa. O que em sua mente seria tudo bem fácil, mas não será. Mas Elisa fica surpresa ao ver seu amado.



— É, você. Sempre me faz sentir melhor. Por isso também estava te esperando. Pra que fizesse graça, me fizesse rir das minhas desgraças, como sempre. Você sempre me mostrou que nada era tão terrível quanto eu imaginava, que tudo podia ter uma solução. E a sua solução era sempre diversão. Você torna tudo mais leve e suportável. Eu adoro tudo em você, tudo, até mesmo o que detesto. Tem uma explicação pra isso?

confira a resenha completano blog
http://tresleitoras.blogspot.com/2015/05/resenha-amei-minha-melhor-amiga.html

site: http://tresleitoras.blogspot.com/2015/05/resenha-amei-minha-melhor-amiga.html
comentários(0)comente



Giane 09/09/2015

Amei Minha Melhor Amiga
Axel e Elisa sempre estiveram juntos em todas as situações, são melhores amigos desde criança. Nota-se que existe um sentimento entre eles, mas que é meio prejudicado por Axel ser muito mulherengo e não estar pronto para um relacionamento sério. Então ele vai em busca de seus sonhos fora do país. Depois que ele vai embora do Brasil acaba descobrindo que tudo que ele queria sempre esteve ao seu lado.
Quando volta de Londres para o casamento de sua irmã vem decidido a se declarar e conquistar Elisa, mas para isso terá que provar que seu amor é verdadeiro e não só mais um capricho como os outros. O problema é que ela guarda mágoas dele e de tudo que aconteceu durante a viagem. Elisa sabe que o ama, mas por sua fama e por essas dores que guarda relutará em assumir o que sente.
Devido a esses prós e contras eles terão que lutar contra a família, imaturidade, ciúmes e insegurança do casal. Confesso que cheguei a não querer que os dois personagens ficassem juntos logo de cara não. Elisa amadurecei muito no decorrer da trama, mas senti que Axel ficou estacionado no mesmo ponto: ainda crianção!
O ponto alto do livro é o segredo que Cláudia, mãe de Elisa, guarda e é por causa disso que as famílias se opõe a esse relacionamento. Apesar de ser um romance com bastante amor em suas páginas, a história não é clichê em momento algum. Não consegui adivinhar o que se passaria no próximo capítulo em momento algum.
A narrativa é feita em terceira pessoa e nos mostra bem o que está se passando com todos os personagens. A leitura flui e adorei o modo como a Shirley escreve. Quanto a revisão achei alguns errinhos, mas nada que prejudique a leitura. Li em e-book então não posso falar da diagramação do mesmo. Leitura super indicada.

site: http://umaleitoraaquariana.blogspot.com
comentários(0)comente



estantedasuh 19/09/2015

Amei minha melhor amiga - Blog Era Uma Vez o Livro
Elisa e Axel sempre foram amigos desde a infância. Cresceram juntos e tiveram muitas histórias juntos. Mas tiveram que se separar para cada um seguir o seu sonho. Depois de alguns anos eles se reencontram no casamento da irmã de Axel, ele está de volta com um único objetivo levar Elisa com ele para Londres. Axel descobriu que a ama e não quer perder mais nenhum tempo longe dela, mas será que Elisa quer?

Elisa é uma mulher forte, filha de empregada doméstica, ela sempre lutou pra ser alguém na vida. Os patrões de sua mãe sempre foram generosos e custearam todos os seus estudos e hoje ela é um bióloga e trabalha em um zoológico. Ela sempre amou Axel, mas no momento que ela mais precisava ele foi embora e isso a magoou muito. Será que ela vai conseguir superar essas mágoas do passado?

Gente a história é muito legal. Nós conhecemos um grupo de amigos Juliana, Maria, Sana, Mario, Lúcio, Axel e Elisa. Eles sempre foram agarrados desde a adolescência e no casamento de Carla irmã de Axel, eles fizeram um pacto. Em 15 dias eles tinham que ter conseguido realizar os seus sonhos e a partir daí cada um foi atrás do seu.

Dá pra ver que Axel realmente ama Elisa, mas ele acha que a força vai conseguir convencê-la e não é bem assim. Elisa é conhecida como marrentinha e olha ela é mesmo, que menina dura na queda. Ela briga por tudo. Teve horas que eu a apoiei, em outras achei que ela exagerou um pouco.

A história é cheia de reviravoltas, quando você pensa que enfim eles vão ficar juntos, acontece alguma coisa e eles se separam. O problema todo é o gênio forte dos dois e a imaturidade. Eles vão precisar passar por muita coisa pra amadurecer.

A escritora também abordou a doença Cardiopatia congênita. Ela não se aprofundou muito, mas deu pra entender como funciona mais ou menos. Também um dos personagens tem câncer, mas esse não é o foco da história.

Eu gostei muito de passar um tempo com esses personagens desaforados. Aprendi que não é pela força ou impondo que vamos conseguir alguma coisa. Temos que ganhar a confiança dou outro e perdoar pra que o amor verdadeiramente entre no nosso coração.

Eu recebi esse livro através do book tour que a escritora organizou. A capa do livro é condizente com a história. A diagramação está bem bonita e não achei erro de ortografia. A única coisa que tenho de falar negativamente foi que algumas partes da história a escritora estava falando de uma coisa e depois já pulava pra outra, isso me incomodou um pouco. Mas nada que vai atrapalhar a compreensão do enredo.

O livro é o primeiro da trilogia Amar. Super indicado a todos que gosta de um romance bem conturbado, misturado com aventura e muita amizade.

site: http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/2015/09/amei-minha-melhor-amiga-de-shirley.html#more
comentários(0)comente



11 encontrados | exibindo 1 a 11