Pecadores nas mãos de um Deus irado e outros sermões

Pecadores nas mãos de um Deus irado e outros sermões Jonathan Edwards
Richard Wurmbrand




Resenhas - Pecadores nas mãos de um Deus irado


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Felipe 22/11/2014

Impressionante
Este sermão de Edwards certamente é um clássico, onde a partir dele se desenvolveu toda sua literatura Cristã.
comentários(0)comente



Sidney.Muniz 02/08/2017

Nunca tinha visto na minha vida um sermão dessa natureza, extraordinário.
comentários(0)comente



Raiany.Kelly 12/10/2019

Um dos melhores livros que li até hoje
EDWARDS, Jonathan. Pecadores nas mãos de um Deus irado. 1. Ed. São Paulo – São Paulo: Editora PES, 2015, 39 p.

Jonathan Edwards, nascido em Connecticut, nos Estados Unidos, no dia 5 de outubro de 1703, foi um pregador, teólogo e missionário congregacional e está na lista dos nomes mais importantes do meio cristão reformado. Além de Pecadores nas mãos de um Deus irado, escreveu obras marcantes do século XVIII, as quais são lidas ainda hoje, como, por exemplo, O fim para qual Deus criou o mundo, que começou a ser escrita em 1750, mas foi publicada apenas depois de sua morte, em 1758.

Pecadores nas mãos de um Deus irado tornou-se livro, todavia, originalmente, é um sermão, o qual foi pregado por Jonathan Edwards em 1741, em Enfield, Connecticut, em solo americano. A partir das palavras proferidas por ele, Deus realizou um grande despertamento naquela região, levando, inclusive, pessoas a se segurarem nas colunas e bancos da congregação, pois sentiam-se à beira do inferno. Sua pregação foi cheia de autoridade e poder, vindos do Espírito Santo.

O autor não se utiliza de artifícios emocionais ou de linguagem rebuscada. Sua obra é, pura e simplesmente, a pregação fiel da Santa e Sagrada Escritura. Inclusive, a base do sermão é “a seu tempo, quando resvalar o seu pé”, exposto no livro de Deuteronômio, no Antigo Testamento, especificamente no capítulo 32 e versículo 35, o qual, por inteiro, diz: “A mim me pertence a vingança, a retribuição, a seu tempo, quando resvalar o seu pé; porque o dia da sua calamidade está próximo, e o seu destino se apressa em chegar”.

Jonathan Edwards expõe, sem medo, o fato de o ser humano não conseguir livrar-se da morte eterna (inferno) por suas próprias forças e que ninguém pode enfrentar Deus. O fato de ainda estarmos neste mundo é exclusivamente pela vontade do Criador, que restringe nossa ida até lá, mas, a qualquer momento, pode dar cabo de tal impedimento. Logo, entende-se que, para o escritor americano, o homem é totalmente dependente.

Além de sua fala destinada aos ímpios (os que não têm fé ou desprezam a religião), o teólogo afirma que muitos dos que viveram sob a dispensação da graça foram para o inferno, pois não passaram por um encontro real com Jesus Cristo, único que, através de seu Espírito, pode gerar a transformação verdadeira. Ademais, Jonathan Edwards deixa claro que o homem foca nas coisas deste mundo, enquanto deixa passar a oportunidade de agarrar-se à misericórdia de Deus, pois hoje é o dia dela. O Senhor quer mostrar seu amor, mas também sua ira, que conta com um dia reservado para sua execução, o qual não será provido de compaixão. Nem mesmo crianças foram poupadas de suas palavras duras e verdadeiras em Connecticut.

É um livro impactante, cheio de momentos confrontadores e que arrancam lágrimas. Indico-o para todas as pessoas, sem restrição de público. O mundo inteiro precisa entrar em contato com o sermão citado, e olhá-lo como um alerta. Como disse Jesus na parábola das dez virgens, “vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora” (Mateus 25:13).

site: https://araianykelly.blogspot.com/
comentários(0)comente



Nilson 09/03/2020

Um sermão impactante
Uma obra que já se tornou um clássico. Um sermão duro, forte e impactante. Uma mensagem para o despertamento. Um chamado para a conversão. Um apelo ao arrependimento e a oferta do perdão.
comentários(0)comente



Miguel Muniz 12/04/2020

Impensável
Quando me deparei com o texto usado nesta pregação, pensei.... "ele pregou sobre esta passagem"? Inacreditável, Deus não cabe em nossas caixinhas da qual o colocamos, Ele sempre e será livre para transpor qualquer normalidade.
DEUS SEJA LOUVADO!
comentários(0)comente



luplim 16/04/2020

A igreja de Cristo necessita de um despertar para com a sua visão de pecado e ira divina, um sermão que deve ser realmente lido por todos nós e assim vivemos de maneira radical contra o pecado.
comentários(0)comente



Grasi 18/05/2020

Sermões Avivalista
A Dependência do Homem, a Luz que irradia de nós, o Casamento de Cristo com a igreja, ausentes aqui mas presentes na eternidade, Varas fortes de Deus, crê de todo coração e agir de acordo com que cremos levando o amor de Deus que foi derramado sobre nós a todos ao nosso redor. Estes são os os temas tratados com muita disciplina e riqueza de citações por este homem que foi usado como instrumento de Deus para avivar toda uma geração mostrando que Deus se ira com o pecado, mas Ama o pecador e por isso enviou seu Filho para nos fazer Filhos seus.
comentários(0)comente



Gladstonier 27/05/2020

Impactante
Este sermão do famoso puritano, Jonathan Edwards é impossível de se ler sem que haja alguma mudança na forma como você as coisas. É algo muito diferente de grande parte dos sermões modernos, que falam do Amor de Deus como se fosse Seu único atributo. Edwards retrata de forma muito bíblica e extremamente forte a Ira de Deus. É um sermão que nos faz refletir sobre a que caminho nossas vidas tem nos levado e traz uma certa tristeza por saber que muitos amigos e familiares, pessoas queridas sentirão a Ira de um Deus Todo-Poderoso. Oremos por nós mesmos e pelos outros, que Deus tenha misericórdia de nossas almas.
comentários(0)comente



annebmelo 11/06/2020

Soberania e supremacia de Cristo sobre tudo e sobre todos.
Um Deus irado com os pecados da humanidade, que tem suas vontades e seus desígnios para as nossas vidas, mas que exerce de sua infinita misericórdia para conosco. Soli Deo Gloria!!
"Portanto, que todos os que estão fora de Cristo, agora acordem e fujam da ira vindoura. A
ira do Deus Todo Poderoso agora, sem dúvidas, está suspensa sobre grande parte desta
congregação. Que todos fujam de Sodoma: apressem-se e fujam por suas vidas, não olhem para trás, escapem para a montanha, para que não sejam consumidos."
comentários(0)comente



Lucas.Paiva 16/06/2020

Um sermão para o despertamento
Uma dura palavra sobre algo que fingimos que não existe: a ira de Deus

Para aqueles que estão em Cristo esse livro trás o alívio por sabermos que fomos reconciliados com Deus através de Cristo que tomou para si a ira de Deus que recairia sobre nós, ao mesmo tempo que trás à tona a urgência da nossa responsabilidade quanto a pregação do evangelho

Para o não confesso que ler esse livro, certamente trará o conhecimento da misericórdia de Deus por não nos consumir até hoje e o temor de reavaliar seus caminhos de perdição e julgar se está disposto a continuar a trilhar a estrada que o leva diretamente ao furor de Deus
comentários(0)comente



Larissa 20/06/2020

Um livreto que com certeza te deixará contra a parede. Edwards é claro, contundente e animador
comentários(0)comente



Juliana 11/07/2020

Jonathan Edwards prega sobre uma verdade bíblica que muitos evitam falar nos dias de hoje: a ira de Deus.

"Deus tem em seu coração a intenção de mostrar aos anjos e aos homens, não só a excelência do seu amor, como a severidade de seu furor."
comentários(0)comente



13 encontrados | exibindo 1 a 13