The Queen of Tearling

The Queen of Tearling Erika Johansen




Resenhas - A Rainha de Tearling


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Marcella.Martha 08/08/2019

Aí sim fomos surpreendidos!
3.5 estrelas, mas arredondando para cima porque na verdade esse livro acabou me surpreendendo positivamente. Eu já tava com ele na estante há anos e nunca tinha me animado para ler porque depois de começar os primeiros capítulos tinha achado chatérrimo. Aí decidi que era hora de ler ou me desfazer, e optei pela primeira opção. Não me arrependi!

A história tem um ritmo interessante, a protagonista, surpreendentemente, não me irritou (apesar de alguns momentos extremamente sem noção mas que já são esperados de YA desse tipo a essa altura do championship), e a história é bastante envolvente. A construção de mundo é boa, os antagonistas são abertamente motivados por ganhos políticos e financeiros apesar da magia envolvida, o que é muito diferente nesse tipo de história, onde em geral vilões são apenas pessoas que nasceram ruins. E eu curti até os side characters aqui.

Se eu tiver que fazer uma crítica, acho que a Kelsea podia ter mais personagens femininos próximos a ela. São pouquíssimas as interações dela com outras mulheres, mas como isso é uma trilogia, acho que algumas personagens introduzidas aqui têm bastante campo para crescer. Além disso, a FIXAÇÃO da Kelsea com a própria aparência - como ela é acima do peso, como é feia, como parece um homem - é de causar aquele famoso revirar de olhos. Eu entendo que meninas adolescentes passam por esse momento de patinho feio e que isso é até um jeito de você criar um elo entre a personagem e o público alvo, lembrando que, apesar de se sentir feia, a Kelsea é responsável, forte, porradeira, inteligente, justa, etc. As qualidades dela são inúmeras, e ela é admirada do mesmo jeito. Porém, é aquele negócio né... Vai ler isso com a minha idade, não tem como não ficar de saco cheio.

All in all, um começo promissor. Não sei se vou começar o restante da série nem tão cedo, mas me senti empolgada até.
comentários(0)comente



Lu 30/10/2014

"The Queen of the Tearling" chegou exatamente na hora que eu mais precisava. Com o fim da série "Heróis do Olimpo", da Trilogia Sevenwaters e sem nem funmaça de "Ventos do Inverno", confesso que começava a me bater um certo desespero: afinal, o que eu ia ler agora? Eu sei que minha lista de "Vou ler" é enorme, mas não importa.

Admito: comprei o livro pela capa e, aqui entre nós, nem a sinopse me animava tanto assim. Eu andei comprando alguns abacaxis ao longo de 2014 e estava com bastante medo de este ser outro fracasso literário.

Felizmente, não foi o caso.

Considerada pela imprensa internacional como uma mistura de Jogos Vorazes com Guerra dos Tronos, a comparação é bastante precisa. Há muito de Daenerys Targeryen em Kelsea Raleigh. Seu enorme senso de justiça, sua ingenuidade e no enorme peso que ela carrega nas costas. É uma personagem que, apesar de insegura em vários aspectos e que tenha muito a aprender, ela transmite muita força. É uma excelente protagonista e fico muito feliz que a Erika Johansen a tenha concebido como alguém fora dos padrões.

A trajetória de Kelsea pode ser até a força motora do livro, mas os personagens que a cercam, felizmente, também são bons. Cada um deles é bem definido e intrigante. Um bom trabalho de construção de personagens.

A narrativa é caprichada e bem conduzida, embora a mitologia não seja lá muito clara. Isso não chega a incomodar, pois é uma história que tem muito potencial.

Como não consigo lembrar de nenhum defeito gravíssimo e estou louca para ler a continuação, minha nota final é de cinco estrelas.

Recomendado!
Ana 12/02/2015minha estante
concordo totalmente com "a mitologia não seja lá muito clara" haha mas realmente não chega a incomodar!


Flávia 02/12/2015minha estante
Olá. Você leu a versão em inglês?


Lu 25/01/2017minha estante
Li, sim, Flávia.




2 encontrados | exibindo 1 a 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR