Confess

Confess Colleen Hoover




Resenhas - Confess


75 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Lori 12/03/2015

Lindo!!!
Colleen Hoover, posso ser a sua melhor amiga? Eu prometo ler tudo o que você escrever, desde manuscritos não publicados até detalhadas dissertações sobre enxugar gelo. Eu não tenho a menor sombra de dúvida de que você sempre conseguirá evocar as minhas emoções mais profundas, seja com uma estória de amor ou, de alguma forma, com uma explanação sobre gelo.

Quem me conhece sabe que eu sou fã de carteirinha da Colleen. Eu amo simplesmente tudo o que ela já escreveu até hoje. A singularidade de seus enredos e a sua capacidade de me fazer conectar tão intensamente à seus personagens, de modo que eu realmente me importe com eles, não cansa de me surpreender e me espantar.

Confess não é diferente. Ele é original, intrigante e completamente viciante. E oh boy ele me fez chora... tipo... já no prólogo! Mas, verdadeiro ao estilo de nossa autora, na página seguinte eu me encontrei rindo alto. Sim, se eu estivesse lendo este livro na rua, eu provavelmente teria sido tida como louca...

Mas, valeria a pena!

"Eu te amarei para sempre. Mesmo quando eu não puder."

A narrativa começa com um encontro por acaso entre Auburn e Owen. Ou talvez tenha sido o destino... E por meio de uma jornada coberta por segredos e confissões eles tentam achar o caminho de volta para o outro.

Auburn é uma garota de vinte anos de idade que já passou por muito coisa. Sua vida decididamente não é o que ela visionava... Ela trabalha com algo do qual não gosta, em uma cidade que não suporta e tudo por conta...bom, por conta de um segredo.

Quando Auburn passa na frente de um tipo de galeria de arte chamada Confess e observa o cartaz de precisa-se de ajuda, ela para. Não só porque ela necessita de dinheiro, mas porque as janelas da galeria parecem estar cobertas por confissões, o que a intriga.

O dono da galeria, Owen, um artista que pinta confissões, está precisando urgentemente de ajuda. Então, quando Auburn aparece em sua porta, ele tem certeza de que foram os céus que a mandaram. A linda e inteligente garota a sua frente não lhe é estranha e é tudo o que ele precisa. Já Auburn não sabe ao certo no que está se metendo. E ela decididamente não sabe o que fazer... Não quando um lindo, talentoso, atencioso, engraçado e espirituoso homem faz seu corpo responder de forma tão acurada.

Tanto Owen quando Auburn possuem segredos e confissões, que farão do relacionamento entre eles uma complicação e talvez uma impossibilidade.

A conexão entre os protagonistas é rápida e intensa... E embora eu seja completamente cética no que tange instalove, eu verdadeiramente acreditei nesta conexão. Eu vibrei com este casal, sofri com eles e me vi inteiramente investida nesta relação.

Para aqueles que gostam de um livro mais hot, eu devo avisá-los que este enredo está mais para sensual que caliente. Mas, apesar dele trazer personagens jovens com um relacionamento um tanto quanto inocente, principalmente se comparado às narrativas que atualmente parecem fazer sucesso (leia-se sexo, sexo, sexo e pouca estória), a trama é bastante madura.

Eu sinto que as minhas resenhas dos livros da Colleen são sempre um pouco... soltas. Mas, é porque ela continuamente traz tramas que são melhores apreciadas se estamos alheios à seus acontecimentos, já que, ao meu ver, o seu ponto forte é a nossa lenta imersão no imenso mar de reviravoltas que banham suas estórias. O que eu posso dizer é que Confess traz uma gama de emoções. Sacrifícios, dor, amor, perda, decepções, esperança.... tanta coisa... tudo consubstanciado numa narrativa de tirar o fôlego que te fará chorar, rir e suspirar.

Finalmente, eu não posso deixar de dizer que as pinturas contidas neste livro são absolutamente incríveis, e se possível conseguiram tornar o enredo ainda mais belo.


Altamente recomendado!
Mari 12/03/2015minha estante
Lori, estou morrendo de inveja HAHAHAHA :x
sou apaixonada por Colleen :// Suas resenhas me deixam louca de ansiedade, juro! hahaha


Carla 13/03/2015minha estante
Adorei a resenha, Lori. Vou começar a ler hj!!!


Lori 13/03/2015minha estante
Ai Mariane... A Colleen é o cara! ahahahahaha


Mari 13/03/2015minha estante
hahahaha simmmmm! queria que todos os livros dela virassem filmes *-*


Lori 13/03/2015minha estante
Você viu que o nick bateman foi cotado para fazer ugly love?! Estou torcendo para o projeto se concretizar!


Mari 16/03/2015minha estante
vi simmm! Mulher, eu sou apaixonada por ele e quando descobri.. surtei! hahahaha ele é demais


Lori 16/03/2015minha estante
kkkkkkkkkkkkk




Mi 03/02/2017

"Eu te amarei para sempre. Até quando eu não puder "
"Sua presença me acalma, me relaxa, me faz sentir como se as coisas não fossem tão difíceis quanto parecem quando ela não está por perto."

O livro começa com uma Auburn, aos 15 anos de idade, se despedindo do seu amor ,que estava com uma doença terminal.
Anos depois, ela está à procura de mais um emprego, para pagar os honorários de um advogado.

Por que ? É um dos segredos que rondam o livro. Outro por exemplo, é o motivo dela ter se mudado para Dallas.
E mistérios e mais mistérios, contém nas páginas do livro.

E é durante essa busca de emprego, que ela esbarra numa galeria de artes, que está contratando ajudante. Todavia o que realmente lhe chama atenção, não é o anúncio de emprego, e sim as confissões pregadas na vitrine.

O dono do lugar,artista em questão, Owen. Pega as Confissões pregados da na vitrine de sua galeria, e as transforma em quadros, vira arte
E Owen vendo a Fascinação da moça pelo o lugar, as confissões, começa a entrevista-la de forma....bem única.
Conversa vai e vem, Auburn consegue o emprego que tanto precisava, porém nem todos os seus problemas estão solucionados, muita coisa esta por vir. Bombas explodirão.

"Alguns segredos não devem tornar-se em confissões. Eu sei isso melhor do que ninguém."

Duas pessoas marcadas pela vida , que sofreram perdas. Solitárias.
Parecem terem encontrado um no outro, o caminho de uma vida de felicidade plena.

?Existem pessoas que você encontra e começa a conhecer e existem pessoas que você encontra e já conhece."

Mas pessoas relacionadas a vida de Auburn, farão de tudo para tirar dela, uma das pequenas coisas boas da sua vida.
E destruir qualquer início de um relacionamento com Owen. Aniquilar qualquer chance dela de reencontrar a felicidade e o caminho do amor.

"Eu não me sinto perdida com ele, nem um pouco, porque é a primeira vez que sinto como se alguém realmente tivesse me achado."

Não será tarefa fácil, passar por cima de tudo isso, pois não será só Auburn que pode se prejudicar. O próprio Owen arcará com as consequências de só ter entrado na vida dela, de te-la escolhido para amar.

" - Ás vezes nós não temos uma segunda chance, Owen(...)
- Nós nem sequer tivemos uma primeira "

Um relacionamento tão novo, será capaz de superar os segredos, o passado e as suas vidas confusas ?

" É incrível quanta distância uma verdade pode criar entre duas
pessoas "

Escolhas e mais escolhas serão feitas, nem sempre fáceis, mas escolhidas e movidas, por um único motivo: Amor.

"Tenho medo de ouvir meu coração uma vez e nunca descobrir como ignorá-lo novamente."

Prepare os lencinhos, sofrência à vista.
Muito tocante o livro. Você chora por Auburn. Chora pelo Owen. Chora pela a injustiça da Por$@ toda. Simplesmente Sofre kkk.

Ps: A história é tão linda e emocionante, que ja tem até adaptação sendo feita( formato de série de tv). Os atores escolhidos, são perfeitos. Ansiedade a mil.

Ps2 : Os quadros presentes no livro, foram pintados exclusivamente para o livro, pelo o artista Danny O'Connor.

Ps3 : As confissões presentes no livro são verdadeiras. Todas mandadas anonimamente pelos fãs da autora.

Ps4 : Eu amo muuuuito esse livro.
Fabi 06/02/2017minha estante
Aiiii q nostalgia bateu ao ler sua resenha.
To vendo que vou ter q relê-lo o quanto antes kkkkkkkkk
Este livro é muito sofredor e tb é um dos meus favoritos S2


Mi 06/02/2017minha estante
Sei como é ..
to louca de vontade de rele-lo..mas a sofrência...kkkkk


Fabi 06/02/2017minha estante
ah mas tem q reler mesmo
a sofrencia nos aguenta kkkk
#FirmesEFortes


Nadja 18/02/2017minha estante
Amei sua resenha! Quero muito ler esse livro que está um tempão na minha lista!!


Mi 18/02/2017minha estante
Obrigada *.* .
Eu realmente achei lindo o livro.
Amei ele completamente.
Super indico ;)
Ta no meu top 3 dos livros da Collen Hoover.
Talvez quando a série de tv do livro lançar, você se anima. :) :) :)


Nadja 18/02/2017minha estante
Ele tem final feliz???


Mi 18/02/2017minha estante
Huuuuuuummm
SPOILER KKKK !!!
Sim *.*




Cila 17/09/2015

Na humilde opinião.
Ahn...Como assim? Falta paginas nesse livro! Como ele não pode contar a conexão do passado deles? Li o livro todo ansiosa para descobrir isso. Esse final do Trey? Me recuso a continuar lendo se esse livro tiver o numero 2.

P.S O livro não e ruim, a escrita e fácil de ler, tem seu lado bom que e a força de vontade da Auburn de querer ficar ao lado do filho... só o final que não me convenceu poderia sim ser bem melhor.
Mariana 16/01/2016minha estante
EXATAMENTE! Acabei de lê-lo e vim procurar desesperadamente se eu tinha deixado passar alguma coisa porque não era possível acabar daquele jeito. Cadê a explicação da ligação entre os dois no passado, gente? Preciso do 2 pra saber o que é isso, gente! Embora eu deva confessar que esse não foi um dos melhores livros dela. Esperava mais.


Priscilla.Miyuki 28/01/2016minha estante
Nem me fale!
Fiquei procurando as paginas restante e cade!??
Faltou explicar muita coisa... :(


Nati 13/04/2016minha estante
Meninas acabei agorinha de ler esse livro maravilhoso.. A CoHo é a minha diva literária e eu leio qualquer coisa que ela escreva sem nem titubear.. Claro que quando cheguei ao final do livro eu queria pelo menos mais um capítulo, ou um epílogo que fosse, porque eu não estava pronta para me despedir desta história ainda! Mas imaginem a minha alegria ao descobrir que existe um capítulo extra, que conta exatamente o que queremos saber! É lindo! Procurem aí =)


Naná 11/01/2017minha estante
Também quero saber conexão.... :( acabei de ler nesse instante!


Cila 23/01/2017minha estante
Pois é! existe um capitulo extra.


julyssantos 16/03/2017minha estante
Tem um livro com capítulos extras que conta como a conexão deles aconteceu. É curtinho.
http://minhateca.com.br/IngridCarvalho13/Documentos/C/Colleen+Hoover/Confess/Colleen+Hoover+-+Confess+(Cap*c3*adtulos+Extras),880888011.pdf




Mikele | @respiropalavras 27/03/2017

Você está aqui para me salvar?
"- Eu te amo tanto. - Sua voz é ofegante e cheia de medo. - Eu vou amar você para sempre. Mesmo quando eu não puder.
Minhas lágrimas caem mais em suas palavras.
- Eu vou te amar para sempre. Mesmo quando eu não deveria."


Auburn Mason Reed.
Owen Mason Gentry (sim, OMG!).
Duas pessoas, e os mesmos nomes do meio.
Pode ser o destino, você sabe .


Aos quinze anos, Auburn perdeu seu primeiro e grande amor, Adam, mas esse amor era menosprezado. Imagine só! Ninguém sabe amar aos quinze anos, tão jovem e sem vivência.


Hoje, depois de cinco anos, Auburn divide o apartamento com uma garota estranha, está infeliz com seu emprego em um salão de beleza e suas perspectivas parecem escorrer entre seus dedos. Quando ela conhece Owen, um estranho sentimento de familiaridade a atinge, como se eles se conhecessem a vida toda. Mas ele guarda um segredo que pode mudar tudo, uma verdade, ele só precisa confessar.


"É incrível quanta distância uma verdade pode criar entre duas pessoas"


Auburn é uma menina-mulher que desde cedo teve que lidar com a perda e saber abrir mão de muita coisa, ela teve que aprender a lutar e trabalhar duro para conseguir o que queria, mesmo sendo subestimada.
Owen é capaz de abrir mão da própria felicidade se isso significar o bem daqueles que ama. Assim como Auburn, ele perdeu pessoas importantes em sua vida, o que o deixou sem um norte, mas ele conseguiu se reerguer e se reinventar.


Colleen Hoover, como sempre, sendo especialista em arrasar corações. A gente gosta tanto que ter lido uma vez não bastou. Os personagens nos emocionam, são incríveis e inesquecíveis. Eu só peço que vocês leiam esse livro.


"- Isto é o que eu quero que você se lembre, Auburn. - Diz ele em voz baixa. - Eu não quero que você se lembre o que você sente quando estou dentro de você. Eu quero que você se lembre de como você se sente quando eu olho para você. (...)
- E eu preciso de você para lembrar que qualquer um pode fazer amor. Mas eu sou o único que merece fazer amor com você".
Layla [@laylafromthebooks] 27/03/2017minha estante
CHOREI LENDO SUA RESENHA
ESSE LIVRO É TÃO BOM


Mikele | @respiropalavras 29/03/2017minha estante
OBRIGADA AMIGA. ESSE LIVRO É UMA FACADA


Ingrid.Spreafico 11/07/2017minha estante
Eu queria só uma confirmação. Eles não terminam juntos não é? :(
Adorei sua resenha, emocionante!!


Mikele | @respiropalavras 12/07/2017minha estante
Muito obrigada, querida! Você acredita que não estou conseguindo lembrar?! Acho que não ficou muito claro se eles ficaram juntos mesmo, mas acho que não


Carla 14/08/2017minha estante
Linda resenha!


Mikele | @respiropalavras 14/08/2017minha estante
Obrigadaaa




spoiler visualizar
Daisy 29/12/2017minha estante
Tem uma continuação sim. Dependendo da versão que vc leu. A gente fica sabendo qual a relação dele com o ex namorado dela.


Mayhara 30/12/2017minha estante
Então, como eu li uma versão em PDF, não tinha. Procurei desesperadamente e achei on line o finalzinho. Amei!


lubisfigueiredo 10/01/2018minha estante
Onde você achou o finalzinho ? Socorro kkkk


Mayhara 10/01/2018minha estante
Menina, nem lembro. Estava em inglês até. Procurei aqui pra te passar o link e não achei mais. =(


Lurianss 30/04/2018minha estante
Como vc encontrou on line esse finalzinho? Onde consigo tbem? Preciso ler esse final !!!




Pick a Book 14/03/2015

Confess
CONFESS – Colleen Hoover

4,5 estrelas

“- Eu te amarei para sempre. Até quando eu não puder”

Todo livro que eu amo tem sempre uma frase que me marca. Essa ai de cima foi a mais linda pra mim. Não sozinha, mas tudo que está por trás dela! CONFESS é um livro cheio de confissões como essas. Então deixa eu fazer a minha...

Sabe quando você gosta tanto de um(a) autor(a) que você nem precisa ler a sinopse pra saber que você VAI ler o próximo livro que ele(a) lançar? Essa é minha relação com a CoHo. Nunca me decepcionei com essa autora. Sempre de livros muitos bons a livros maravilhosos.

CONFESS não é diferente. Ah! Como é bom começar um livro já sabendo que você vai amar. Posso já estar influenciada por já amar a autora e a escrita dela, mas tô nem aí. Livros da Colleen são daqueles tipos que me fazem feliz por ter lido e não ter perdido meu tempo.

“- Tenho medo que eu nunca sinta isso de novo com mais ninguém.
- Tenho medo que sinta.”

Quando o livro ainda não tinha sido lançado e algumas pessoas receberam uma cópia para resenhar o que mais vi é que o começo do livro já te fazia chorar. E, mesmo querendo acreditar, a gente sempre pensa “nossa, mas como esse povo é exagerado. Vai ver que tá só querendo puxar saco da autora”. E ai, quando eu comecei a ler o prólogo e meu olho ficou cheio de lágrimas querendo cair... eu que fui a besta por não acreditar. A gente nem conhece os personagens ainda e mesmo assim já se conecta com eles logo de cara.

Apesar do começo ter sido triste o livro em si não é dos mais dramáticos da Colleen. Sim, tem um drama, mas acho que a escrita suave da autora não deixou o texto carregado. Tirando o começo do livro, eu não senti vontade de me desabar no choro mais. Entretanto, não é só de choros que se fazem boas histórias. Se fazem boas histórias com um simples OMG! (quem leu, vai entender rs).

Ownen é o nosso galã aqui. Um artista. Um cara que possui um estúdio onde tem um espaço em sua porta para receber confissões e assim usá-las de inspiração para pintar. Confissões engraçadas, confissões bobas e confissões muito pesadas. As pessoas tendem a ser mais sinceras quando colocam o que sentem num papel. Se sentem mais leves.

Eu confesso que quando era adolescente e estava com raiva de algo, eu escrevia uma especie de carta para mim mesma em inglês (caso alguém chegasse perto na hora que eu estava escrevendo não iam entender) e depois de escrever frente e verso tudo que eu tava sentindo, eu rasgava o papel e jogava fora. Ai você pensa, “mas isso não invalida a confissão?”. Não. Não invalida. É bom por pra fora. Você começa a escrever e não para mais e quando vê, está com um papel cheio de sentimentos que você nem sabia que tinha. É incrível.

Voltando pro livro... Owen é um fofo! Um lindo!!! Uma delicia!! Quero pra sempre! Rsrs O livro na verdade contem POV (ponto de vista) tanto do Owen quanto da Auburn. Ele guarda um secreto e não é “o maior dos segredos” e acho que esse segredo dele nem é o que sustenta o livro. A história verdadeira é o que descobrimos lá pelos 40% do livro e que me pegou de surpresa: A história da Auburn.

A Auburn não é uma mocinha chata. E apesar de muita coisa errada que ela faz, em momento algum eu quis entrar no livro pra gritar com ela “acooorda!!!”, porque a tanto a gente e quanto ela SABEMOS que o que ela tá fazendo não é o correto. Mas eu SUPER entendo ela. Apesar de nunca ter passado por uma situação como a dela, a entendo 100%. Tem coisas na vida que valem a pena o sacrifício. E é por isso que eu acho que eu nunca torci tanto pra um final feliz como eu torci para esse.

-“ Isso pode ser destino, sabe”
CONFESS é um livro sobre o amor em todas as suas formas.


Uma curiosidade: Todas as confissões de “estranhos” do CONFESS são confissões verdadeiras. Enquanto escrevia, a Colleen pediu fãs para mandar para ela confissões anonimas para ela utilizar na historias. E tem umas tão pesadas que dã vontade de descobrir quem é e tentar ajudar a pessoa.

Curiosidade 2: Assim como no livro MAYBE SOMEDAY que a Colleen chamou o cantor Griffin Perterson para escrever e gravar todas as músicas do livro, ela também fez isso com CONFESS. No livro é mostrado mais ou menos uns 6 quadros e todos pintados exclusivamente para essa história pelo artista Danny O'Connor (ele tem uma página no face). Quadros lindos, diga se de passagem. Quadros cheios de significados. Principalmente o último. Depois que acabar de ler repara direito nos quadros. Você percebe que ele fez um ótimo trabalho interpretando as confissões.

Resenha postada no Mi, my faceblog & my books:
www.facebook.com/Mimyfaceblogandmybooks
Aline Salmon 15/03/2015minha estante
Preciso ler esse livro para viver! Colleen é diva! linda, maravilhosa! Amei sua resenha!


Pick a Book 15/03/2015minha estante
Obrigada!!! E concordo. Colleen é diva!


Jocastra Mota 17/03/2015minha estante
"Sabe quando você gosta tanto de um(a) autor(a) que você nem precisa ler a sinopse pra saber que você VAI ler o próximo livro que ele(a) lançar?" É exatamente isso! Kkk eu sei que vou amar essa leitura! #ColleenDiva




Caroline 18/03/2015

Fofo e apaixonante, como tudo que Colleen Hoover escreve...
Quando Colleen Hoover anuncia o lançamento de um livro, dou sempre pulinhos de alegria na certeza de que lerei um romance delicioso. Nessa linha de histórias super fofas, carregadas de drama e romance, voltadas para o público jovem-adulto e novo-adulto ela reina. Ninguém escreve esse tipo de romance como ela!

Confess conta a história de Auburn, uma garota que acaba de se mudar para Dallas – por um motivo que descobrimos aos poucos, com o passar das páginas – e precisa urgentemente conseguir um dinheiro extra para pagar alguns honorários. Eis que voltando para casa vê um anúncio de emprego no estúdio de pintura de Owen, que dá um empurrãozinho no destino e a contrata para o evento daquela noite. Apaixonar-se não está entre as prioridades de Auburn, mas ela não consegue evitar de sentir uma intensa conexão com Owen. Apaixonados, terão que tirar cada pedrinha do meio do caminho para ficarem juntos. (E com Colleen sabemos que as pedras não são tão leves assim)

Será que algum dia ficarei imune aos encantos dessa autora? Será que ficarei séria demais, um pouco amarga ou “adulta” demais para me encantar com seus personagens? Não são livros que, Oh!, vão mudar a minha vida. São histórias simples, que nas mãos de Colleen se transformam em magia, em linhas cheias de emoção, de amor e de superação, que tocam a gente lá no fundo da alma. E Confess não foi diferente!

Começa como uma história de amor comum, vamos lendo, gostando… e relaxamos. É aí que ela vem, lhe pega desprevenida e solta o drama. E me fez chorar! E sentir… e querer ajudar. Ela parece adorar colocar grandes responsabilidades em ombros bem jovens, faz sempre adolescentes virarem adultos antes do tempo, e isso deixa meu coração pequenininho, pequenininho…

A narrativa é feita em primeira pessoa, em capítulos que se alternam entre os pontos de vista de Owen e Auburn e, assim, conhecemos bem cada um deles. São personagens bem verossímeis, que, entre defeitos e qualidades, tem seus momentos de egoísmo. Sabe aquele ‘vou desistir de você porque é melhor para você’? Quando um livro tem algo desse tipo, ele geralmente me irrita bastante, pois não nos comportamos assim na vida real. E, felizmente, Colleen, não caiu nesse clichê.

Não poderia deixar de mencionar as pinturas e as confissões que recheiam esse livro. Que ideia maravilhosa! Não quero falar muito para não tirar a graça, mas lhes digo que as pinturas são cheias de expressão, condizentes com o momento em que estão inseridas, e as confissões são tão reais e, por vezes, tão cruéis, que nos pegamos revelando nossos próprios segredos em pensamento.

Por que não 5 estrelas? O final foi um pouco apressado, senti falta de mais algumas páginas explicando melhor alguns pontos e nos dando um gostinho a mais da linda história de amor que lemos. Uma confissão em especial paira no ar, apenas para o leitor, e, se por um lado isso tem lá seu fascínio, seu toque de mistério, por outro, pelo lado mais açucarado, queremos saber quais seriam as reações dos personagens com sua revelação, queremos que aquele momento exista, aconteça.

De qualquer forma, foi uma delícia relaxar em suas páginas, sofrer com seus dramas e me apaixonar por seus personagens. Uma tenra e delicada história de amor que merece ser lida por todos aqueles tem um 'açuquinha' a mais no coração.

Minha opinião sobre essa autora pode ser suspeita, o fanatismo talvez me cega e o romantismo exagerado certamente leva toda a minha razão pro espaço, mas EU CONFESSO que assim quero continuar. Apaixonada, sempre!

❤ ❤ ❤ ❤ ❤
★ ★ ★ ★ ☆

site: www.historiasdepapel.com.br
Pick a Book 18/03/2015minha estante
"Minha opinião sobre essa autora pode ser suspeita, o fanatismo talvez me cega" hahahaha coloquei algo parecido com isso na minha resenha kkkkk nem precisa ler sinopse, se é da Colleen vou ler. Eu queria saber como seria se a Auburn descobrisse no final, mas gostei do jeito que terminou, que "contou" só pra gente.


Caroline 18/03/2015minha estante
Num é? Já começamos o livro com a nota lá em cima rsrs
E quanto a confissão, gostei de como ela deixou só "pra gente", mas também fiquei curiosa pra saber como seria se... :))))


Eris Lúcia 09/12/2015minha estante
Carol como sempre você arrasa com suas resenhas. Falou tudo que eu queria dizer, mas devido alguns acontecimentos tristes em minha vida essa semana, as palavras não saíram... vou indicar as amigas já com sua resenha, rsss. Beijos




Raquel 10/03/2015

6 estrelas
"Eu não me sinto perdida com ele, nem um pouco, porque é a primeira vez que sinto como se alguém realmente tivesse me achado."

"Ela é como a luz, involuntariamente iluminando os cantos mais sombrios da alma de um homem."

Sim, meus queridos, esta é mais uma resenha apaixonante, sobre mais um livro apaixonante da nossa diva Colleen Hoover. Ela conseguiu me maravilhar novamente, mas dessa vez, ela conquistou meu coração pra valer com a história de Owen e Auburn. O livro é narrado tanto por Auburn, quanto por Owen, e nos conta a história sobre como suas vidas se cruzaram, e como o destino se certificou de que tudo mudaria quando isso acontecesse.

Auburn não teve uma vida fácil, sofreu perdas que abalaram seu mundo e fez escolhas que a levaram a sair de Portland, para viver em Dallas, no estado do Texas. Ela trabalha em um salão de beleza e odeia seu trabalho. Mas tudo isso muda quando ela conhece o enigmático e gato, Owen.

Owen é o tipo de cara que vai te conquistar por tudo que ele é. Seu jeito de ser, de sorrir, seu jeito incrível de fazer arte... enfim, já deu pra entender, né? A atração entre os dois é irresistível, mas os segredos que o moço esconde podem colocar tudo a perder.

O que me deixou fascinada por esse livro foi o que inspirava Owen a fazer sua arte: confissões. Todas anônimas, claro, mas traduzidas com perfeição para a tela. Owen tinha um dom de dar vida àquelas confissões. E é claro que isso ajuda a conquistar o coração de Auburn. O livro tem as ilustrações das pinturas de Owen, criadas por Danny O'Connor. Uma mais linda que a outra... mal posso esperar para estar com o livro físico na mão.

Enfim, não posso falar muito sobre a história, porque vocês precisam descobrir por si mesmos. Mas podem mergulhar de cabeça... VOCÊS NÃO IRÃO SE ARREPENDER. É um livro que irá trazer muitas lições valiosas para sua vida, assim como fez comigo. Espero que Owen e Auburn os conquistem, porque meu coração já é 100% deles.

“Sua presença me acalma, me relaxa, me faz sentir como se as coisas não fossem tão difíceis quanto parecem quando ela não está por perto.”

“Tenho medo de ouvir meu coração uma vez e nunca descobrir como ignorá-lo novamente.”

site: http://livrosentregarotas.blogspot.com.br/2015/03/resenha-82-confess.html
Lili Dantas 10/03/2015minha estante
Essa Hoover não tem vida! PM! Ela só escreve. Rs...
Já quero este. E minha lista só cresce...


Raquel 12/03/2015minha estante
ahahah não, e já tem outro pra lançar em novembro.


Barbara Lima 13/03/2015minha estante
Arrasou Ra! Já estou apaixonada pelo livro




Marina 06/12/2017

Uma fã da Colleen decepcionada
Já li todos os livros da Colleen publicados.Defendo ela com unhas e dentes mas, infelizmente, não tenho como defender esse livro.

Pela primeira vez eu vi um livro dela se tornar clichê. Diálogos extremamente clichês e entediantes. História muito fraca.

Os livros dela sempre tem um ?tchan? no final que surpreende muito e sempre espero por isso. Esperei até o final para dizer o que achava do livro porque ainda tinha esperança. Fiquei esperando porque esse ?tchan? não aconteceu.

Os protagonistas não são meu preferidos, apesar de serem fortes e terem uma história de superação bonita.

Acho que pessoas que começaram a ler agora ou não leem muito até possam gostar, mas com certeza não indico para quem tem expectativa um pouco maior.
Beatriz Mirlla 12/01/2018minha estante
pois é, pensei que a Colleen nunca ia me decepcionar e esse foi o primeiro livro dela que acabei largando :/


Thays.Arroxellas 04/11/2018minha estante
Descreveu exatamente minha experiência




S 11/03/2015

Confessa algo!
4.5
Confesso: Há dias em que atraso o trabalho porque fico a ler.

Quando há uns anos atrás conheci a Colleen Hoover posso garantir que poucas pessoas sabiam quem era ou o sucesso que teria. Slammed surgiu no BOOM dos livros de cariz mais sexual, assim como o aumento da literatura Young/New adult. De repente o mundo parou para ler algo diferente: sentimentos intrincados em palavras poéticas
Livro após livro há sempre uma linha comum em todos as suas histórias: fragilidade das relações humanas narradas com palavras que dançam na alma.

Confess segue essa linha.
Mas antes de falar sobre o livro, aviso que não haverá spoilers ou narração do que acontece. Vocês descobrirão pois essa é a magia.

Quando tu amas, esqueces a idade ou o que o futuro cruel está prestes a tirar-te. Amas simplesmente.
"Vou amar-te para sempre. Mesmo quando não puder."

É isso que Auburn faz, ela ama mesmo sabendo que tudo é fugaz como a chama de um fósforo, mas sem nunca imaginar que irá ser marcada eternamente por esse fogo.
Cinco anos se passam e esta menina continua a viver com as consequências de um amor puro e lindo, mas desvastado pela injustiça da vida e por pessoas que preferem não compreender aquilo que ela tem direito. O que é SEU!
É nesta sua vida triste que um dia conhece o Owen, sem imaginar que no momento em que os seus pés entram na galeria de arte deste jovem misterioso a sua vida será novamente alterada.

Owen é um jovem artista que pinta as suas obras com base em confissões deixadas por anónimos, algumas simples e outras dolorosamente reais e humanas.
Mais uma vez, é preciso fazer vénia à dedicação da Colleen. Todas as pinturas são maravilhosas, aumentando o prazer da leitura. Os meus sentidos foram tocados ao ler as confissões e em seguida ver a arte, como se tornasse real a experiência. Consegui sentir com as pinturas o que a confissão transmitia, para mais sabendo que todas as confissões que estão no livro são reais pois a autora pediu às leitoras para escreverem. E no meio existe uma que é extremamente forte, causando um aperto no peito.

Owen e Auburn sentem desde o primeiro momento em que se veem que há algo mais. São duas almas que tinham que conhecer-se e o destino, uma hora cruel, deu tréguas a duas pessoas que já foram castigadas em demasia. Porém ambos estão marcados pelo passado e decisões tomadas por amor... e as consequências continuam sempre a impedir que os dois sejam felizes.

Mas e se um deles, além de todo o drama já envolvente, e que não permite estarem juntos, tiver um segredo. Será que deve contar sabendo que está relacionado com o passado?

"Alguns segredos não devem tornar-se em confissões. Eu sei isso melhor do que ninguém. "

Confess é uma história sobre amor. Amor de pai, filho e namorada. Amor puro e inocente; amor doente e aditivo. Amor que nos faz sorrir e chorar. Amor que nos marca para sempre com as decisões que tomamos por amarmos de mais ou de menos.

Porque todos temos segredos e todos amamos, mas nem tudo devemos confessar. Às vezes ser feliz é guardar um segredo que anos antes mudou o destino.

site: https://www.goodreads.com/review/show/987543917?type=review#rating_39666215
Lori 12/03/2015minha estante
Linda resenha Sofia!


S 12/03/2015minha estante
Obrigada Lori. :)




Radija Praia 15/02/2016

Como não amar essa autora?!

“Confess” supera minhas expectativas e torna-se o melhor livro que li da Hoover, até o momento. Com uma história original e palpável, CoHo fala sobre riscos, sacrifícios, escolhas e destino. Rodeado de confissões, o romance nos apresenta a história de vida de Auburn e Owen.

Auburn é uma jovem que está enfrentando um determinado problema. Devido isso, ela se muda de seu estado natal. Owen é um jovem artista que usa das confissões de anônimos deixados em frente de seu estúdio para as inspirações de sua arte. Ambos têm suas vidas cruzadas, quando Auburn entra por curiosidade no estúdio de Owen. A partir desse encontro a vida de ambos muda completamente. Parece clichê, né?! Mas afirmo: não é.

A história de vida de Auburn e Owen, individualmente e em conjunto, é linda! E também é de partir o coração porque é tumultuada, frustrante e verdadeira. Esse é um dos pontos que realmente me conquistam nos livros da Hoover. Essa capacidade que ela tem de nós aproximar dos personagens e fazer com que os vejamos como seres reais, como eu e você. “Confess” é o estilo de historia que soa palpável. A habilidade que a CoHo tem de criar personagens falhos e ao mesmo tempo amáveis e a forma como ela consegue dar vida a história e a rodear de coisas maravilhosas como música e arte é sem igual. “Confess” é um livro onde a arte não só é descrita, mas também pode ser vista e sentida. O artista Danny O'Connor capturou a essência de palavras e caracteres de Colleen tão lindamente, que realmente preciso desse livro físico. A forma como as confissões foram ligadas à arte no livro e o fato de saber que são verdadeiras, adiciona um novo nível à história. Especialmente porque muitas delas são doídas e difíceis de serem lidas.

Saber que o final dos personagens fica por conta de nossa imaginação, nos aproxima da realidade, e isso perfeito. A gente também luta pra que as coisas deem certo no presente e quando realmente dão, não significa que aquilo será para sempre. Digo de antemão que não é um livro que agradará a todos, mas se você é do tipo de pessoa que ama histórias reais, cruéis, envolvente, detalhistas e arrebatadoras, leia já! "Confess" é uma obra de arte!

@rhadijapraia

site: https://www.instagram.com/p/BAu5ppWnavN/?taken-by=rhadijapraia
Naná 11/01/2017minha estante
Ele conhecia o Adam né?! Além de ter pintado aquele quadro que ele deu pra Auburn...


Radija Praia 02/07/2017minha estante
Sim!




Catiele 15/12/2016

Confesso...
... amei o livro
Fabiana.Martino 17/12/2016minha estante
Adoro a Colleen! Esse será o próximo




vivi/mybookstation.com.br 10/01/2017

Bom... Eu ainda estou decidindo sobre esse livro
COLLEEN sério mesmo que vc vai continuar nessa linha? Está muito previsível e morno. Não é tão intenso como Slammed e nem chato demais. Somente clichê! Já li melhores
Marina 06/12/2017minha estante
Concordo completamente com seu comentário. Pra mim os últimos livros maravilhosos dela foram o da séries slammed.




Naná 10/01/2017

Ameii
A conexão do final ficou subentendida, eu queria detalhes! Mtos detalhes...

5 estrelas
+
Favorito
Thays.Arroxellas 01/09/2018minha estante
to lendo ele Nana




Day 15/02/2017

OMG
Estou sem palavras, quero mais, um livro não foi suficiente pra mim, estou viciada, necessitada por mais de Auburn e Owen!
Amei tudo, desde seus nomes do meio sendo o mesmo, até todas as confissões, todos os sentimentos intensos que os atraíram um para o outro, que amor mais lindo!
Owen Mason Gentry (OMG), realmente mereceu as iniciais do seu nome, mereceu o amor da Auburn, assim como ela também merecia ele, todo ele.
Foi lindo, definitivamente Colleen Hoover sabe mexer com meus sentimentos de uma maneira sem igual!
Vania.Rodrigues 19/07/2017minha estante
undefined




75 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5