Confess

Confess Colleen Hoover




Resenhas - Confess


75 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Portal JuLund 06/08/2015

Confess, @colleenhoover
A história tem um enredo muito criativo (que só ela consegue criar) que são as confissões. Owen tem um estúdio de arte onde as pessoas deixam suas confissões mais absurdas anonimamente e ele s usa, baseado apenas no que a pessoa escreveu, para criar suas pinturas.

Um dia de desespero para Owen, quando ele precisava abrir a galeria sua funcionária não apareceu, ele topa com Auburn, interessada em um emprego extra, eis que precisa de mais dinheiro para cumprir com o objetivo que a levou a se mudar para o Texas que ela tanto odeia. Ela fica boquiaberta com o trabalho que ele faz, com a coragem de as pessoas deixarem confissões, quando ela jamais teria coragem de fazer algumas, assim como Owen.

Ambos tem uma conexão muito rápido, mas Owen esconde dela algo que impossibilitaria ela de conseguir vencer a luta pelo que ela mais quer. Alburn é calejada perdeu seu primeiro amor na adolescência para uma doença e restaram relações conturbadas depois disso, depois do que Owen faz, se descobrirem que estão juntos, ela não teria chance alguma.

Leia a resenha completa!

site: http://portal.julund.com.br/resenhas/resenha-de-confess
comentários(0)comente



Fernanda 04/04/2017

"Hopefully she has more than one fate."
Eu não tenho propriedade para falar sobre arte. Na verdade, me considero leiga quanto a esse assunto. Para mim, arte é não somente uma forma de se expressar; mas a forma de se expressar de uma pessoa que tenha a capacidade de alcançar outras pessoas, que toque outras almas. Arte é aquilo que faz você sentir algo, até mesmo quando é um sentimento que não se consegue definir. Mas a arte é subjetiva; eu posso sentir algo olhando um quadro ou ouvindo determinada música e outros não serão capazes de sentir algo em relação ao mesmo objeto.
Para mim, esse livro é uma arte. Para mim, é arte porque me tocou. Para mim, tudo o que a Colleen Hoover escreve é arte. Eu não sei como ela faz, mas os seus personagens são tão reais que me chocam. Mesmo quando eu não gostei tanto deles, como em "Maybe Someday", não consegui não me apaixonar. Porque a escrita dela chega a mim. A sensibilidade com que ela trata temas mais pesados ou mesmo tabus, me comove. A força que os personagens dela têm, me faz enxergar a humanidade sob uma nova perspectiva.
E esse livro é simplesmente incrível. Eu não vou falar muito sobre a história porque isso pode ser encontrado em inúmeras outras resenhas e até mesmo na sinopse do livro. Eu prefiro fazer algo diferente e falar sobre o que eu senti em relação a leitura desse livro.
É raro encontrar pessoas tão desprendidas de egoísmo. É raro encontrar pessoas que tenham a capacidade de se doar inteiramente a outra, que tenham coragem de se sacrificar por outro ser humano. E não digo isso apenas em relação à vida real, mas também nas ficções. E o que eu mais vi nesse livro foi sacrifício. Sacrifício e amor puro. Não só dos protagonistas, mas também do Adam - que aparece no prólogo. O lindo Adam, que mesmo não podendo estar com a menina que ama, deseja que ela consiga seguir em frente e ser feliz sem ele.
O último capítulo traz dois dos três maiores amores de Auburn. E a beleza da cena me fez chorar. Chorei porque os dois se sacrificam tanto pelo bem de quem amam. Chorei porque eles eram pessoas boas e raras que tiveram vidas muito difíceis. Chorei porque mesmo com a tristeza que envolvia a cena, duas pessoas tiveram uma segunda chance. Chorei por todos os obstáculos que pessoas boas têm que enfrentar diariamente e, mesmo assim, não se tornam más. Chorei porque o último capítulo é arte.
Também preciso falar sobre as pinturas de Danny O'Connor. Owen Gentry, o protagonista, é pintor. E a Colleen realmente procurou um pintor de verdade que autorizasse que suas pinturas fossem utilizadas no livro. Tenho que dizer que essa mulher tem um gosto único para arte, porque ela conseguiu me fazer gostar de arte abstrata. Mesmo que você não vá ler o livro, por favor, olhe as pinturas desse homem. Vou deixar o link, porque essa arte vale a pena. [http://docart.bigcartel.com/] Eu sinceramente não sei dizer se eu amei mais o enredo ou as pinturas.
Vi algumas pessoas falando que não ficaram satisfeitas com o final, porque esperavam um epílogo a mais, ou que não ficassem tantas pontas em aberto. Eu, sinceramente, em geral odeio quando os autores não encerram o livro com todos os destinos selados. Mas nesse caso, eu não me importei. Amei ainda mais o final assim. Para mim não poderia ter um fim melhor.
E para finalizar, vou deixar os trechos que mais gostei.

"You can love a lot of things about a person but still not love the whole person." [Você pode amar muitas coisas sobre uma pessoa, mas ainda não amá-la por inteiro.]

"My mother says there are people you meet and get to know, and then there are people you meet and already know." [Minha mãe diz que há pessoas que você encontra e depois conhece e então, há as pessoas que você encontra e já conhece.]

"Selflessness. It should be the basis of every relationship. If a person truly cares about you, they'll get more pleasure from the way they make you feel, rather than the way you make them feel." [Abnegação/altruísmo. Deveria ser a base de todo relacionamento. Se uma pessoa realmente se importa com você, irá ter mais prazer pelo modo como ela faz você se sentir, do que pelo modo como você a faz se sentir.]

site: http://docart.bigcartel.com/
Camila Camargo 20/07/2017minha estante
Sua resenha ficou perfeita! eu tive as mesmas impressões...




Raquel 10/03/2015

6 estrelas
"Eu não me sinto perdida com ele, nem um pouco, porque é a primeira vez que sinto como se alguém realmente tivesse me achado."

"Ela é como a luz, involuntariamente iluminando os cantos mais sombrios da alma de um homem."

Sim, meus queridos, esta é mais uma resenha apaixonante, sobre mais um livro apaixonante da nossa diva Colleen Hoover. Ela conseguiu me maravilhar novamente, mas dessa vez, ela conquistou meu coração pra valer com a história de Owen e Auburn. O livro é narrado tanto por Auburn, quanto por Owen, e nos conta a história sobre como suas vidas se cruzaram, e como o destino se certificou de que tudo mudaria quando isso acontecesse.

Auburn não teve uma vida fácil, sofreu perdas que abalaram seu mundo e fez escolhas que a levaram a sair de Portland, para viver em Dallas, no estado do Texas. Ela trabalha em um salão de beleza e odeia seu trabalho. Mas tudo isso muda quando ela conhece o enigmático e gato, Owen.

Owen é o tipo de cara que vai te conquistar por tudo que ele é. Seu jeito de ser, de sorrir, seu jeito incrível de fazer arte... enfim, já deu pra entender, né? A atração entre os dois é irresistível, mas os segredos que o moço esconde podem colocar tudo a perder.

O que me deixou fascinada por esse livro foi o que inspirava Owen a fazer sua arte: confissões. Todas anônimas, claro, mas traduzidas com perfeição para a tela. Owen tinha um dom de dar vida àquelas confissões. E é claro que isso ajuda a conquistar o coração de Auburn. O livro tem as ilustrações das pinturas de Owen, criadas por Danny O'Connor. Uma mais linda que a outra... mal posso esperar para estar com o livro físico na mão.

Enfim, não posso falar muito sobre a história, porque vocês precisam descobrir por si mesmos. Mas podem mergulhar de cabeça... VOCÊS NÃO IRÃO SE ARREPENDER. É um livro que irá trazer muitas lições valiosas para sua vida, assim como fez comigo. Espero que Owen e Auburn os conquistem, porque meu coração já é 100% deles.

“Sua presença me acalma, me relaxa, me faz sentir como se as coisas não fossem tão difíceis quanto parecem quando ela não está por perto.”

“Tenho medo de ouvir meu coração uma vez e nunca descobrir como ignorá-lo novamente.”

site: http://livrosentregarotas.blogspot.com.br/2015/03/resenha-82-confess.html
Lili Dantas 10/03/2015minha estante
Essa Hoover não tem vida! PM! Ela só escreve. Rs...
Já quero este. E minha lista só cresce...


Raquel 12/03/2015minha estante
ahahah não, e já tem outro pra lançar em novembro.


Barbara Lima 13/03/2015minha estante
Arrasou Ra! Já estou apaixonada pelo livro




Renata Rodrigues 24/12/2016

Maravilhoso!
Meu livro favorito da Colleen! A história é linda, prende do inicio ao fim, os personagens são complexos e apaixonantes! E o final é sensacional, emocionante!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Daisy 29/12/2017minha estante
Tem uma continuação sim. Dependendo da versão que vc leu. A gente fica sabendo qual a relação dele com o ex namorado dela.


Mayhara 30/12/2017minha estante
Então, como eu li uma versão em PDF, não tinha. Procurei desesperadamente e achei on line o finalzinho. Amei!


lubisfigueiredo 10/01/2018minha estante
Onde você achou o finalzinho ? Socorro kkkk


Mayhara 10/01/2018minha estante
Menina, nem lembro. Estava em inglês até. Procurei aqui pra te passar o link e não achei mais. =(


Lurianss 30/04/2018minha estante
Como vc encontrou on line esse finalzinho? Onde consigo tbem? Preciso ler esse final !!!


Patrícia Ferreira 25/10/2019minha estante
Gente, pelo amor de Deus, onde está esse finalzinho??????


Mayhara 25/10/2019minha estante
Oii, então é a parte em que o Owen conta sobre 5 anos antes, ele no hospital e mostra como ele começou a pintar. Não leu isso?




Carla.Beatriz 16/12/2015

Confess
Collen Hoover é foda com certeza sua lista da compras mensal seria um "best seller" rsrsrs sério a mulher sabe o que está fazendo quando o negócio é escrever resumo o livro é ótimo como tudo que Collen Hoover faz.
comentários(0)comente



Marina 06/12/2017

Uma fã da Colleen decepcionada
Já li todos os livros da Colleen publicados.Defendo ela com unhas e dentes mas, infelizmente, não tenho como defender esse livro.

Pela primeira vez eu vi um livro dela se tornar clichê. Diálogos extremamente clichês e entediantes. História muito fraca.

Os livros dela sempre tem um ?tchan? no final que surpreende muito e sempre espero por isso. Esperei até o final para dizer o que achava do livro porque ainda tinha esperança. Fiquei esperando porque esse ?tchan? não aconteceu.

Os protagonistas não são meu preferidos, apesar de serem fortes e terem uma história de superação bonita.

Acho que pessoas que começaram a ler agora ou não leem muito até possam gostar, mas com certeza não indico para quem tem expectativa um pouco maior.
Beatriz Mirlla 12/01/2018minha estante
pois é, pensei que a Colleen nunca ia me decepcionar e esse foi o primeiro livro dela que acabei largando :/


Thays.Arroxellas 04/11/2018minha estante
Descreveu exatamente minha experiência




Aline Salmon 18/04/2015

OMG
Colleen, once again, I'm speechless after reading your book.
Confess is amazing, beautiful, emotional and so different from all her other books.
Owen is an artist who is inspired by true confessions, from anonymous people. Colleen used true confessions on the book. That was so clever! And the paintings are real and exclusive for the book. Like what she did with Maybe Someday songs, this time it was paintings. And the connection between Adam, Auburn and Owen is perfect, very well written and intertwined. I'm a bigger fan now...
comentários(0)comente



Mary.Reis 02/06/2017

Fale-me sobre chorar com a leitura de apenas 11 páginas
Eu e Auburn temos coisas em comum a historia dela se assemelha a minha em muitos momentos, tomamos decisões iguais, fizemos as mesmas burrices e o desfecho da historia dela? Lindo e eu espero que o meu seja também,
Cada pagina desse livro foi degustada e apreciada terminei ele esperando algumas respostas e ainda estou...
Sabe quando falta algo e ao mesmo tempo não falta nada? É isso.
comentários(0)comente



Silk 27/07/2015

Eu adorei mas ...
Eu sou fã da Collen. Quando parei minha lista de livros em espera par ler Confess estava super empolgada. O livro é mto bom, e já te faz usar um lencinho já no início. Como todas os livros da Collen, este não é um + do msm, um história linda e cheia de supresas e confissões, porém achei meio morno durante a história por enrolar no segredo da mocinha algumas confissões do mocinho.
Eu recomendo o livro porque realmente é mto bom.
comentários(0)comente



Rayci 09/03/2019

Colleen Houver não me surpreende mais!
Seus livros são tão incríveis que já começo lendo sabendo que vai ser empolgante, surreal, arrebatador, emocionante e muitos outros sentimentos que só se sente lendo os seus livros...
Melhor escritora do mundo!
Cada livro que leio fico mais apaixonada. E suas palavras trazen uma carga emocional que tenho certeza que essa mulher já passou por muitas coisas na vida, pois ela escreve e vc sente que é de alma, ela entrega um pedacinho seu em cada livro que cria, deixando seus perssonagens tão reais que até doi terminar de ouvir suas histórias, dá vontade de telos eternamente.


Confess
Este livro ensina muitas coisas, mas também mostra uma realidade crua.
Quando uma pessoa tem que conviver com outra e essa pessoa fás tudo para te destruir e mesmo assim vc tem que suportala e agradala por que ela tem nas mãos tudo aquilo que é mais preciso para você. E quando você sacrifica tudo pela pessoa que ama.
Mais emocionante??? Impossível!

Personagens...
O Owen é realmente incrível, quem me dera se acaso tivesse um dele perdido por ai. Rsrsrs.
A Auburn da vontade de entrar dentro do livro para ajulda-la. Ela tenta ser durona mais tem um turbilhão de sentimentos.
Casal apaixonante...
Já tem um lugarzinho no meu coração...
comentários(0)comente



Michele Araújo 14/01/2017

Surpreendente
"Que par nós fazemos. Eu quero tanto lhe contar a verdade, mas também sei que a verdade não irá fazer as coisas melhores entre nós do que estão agora. A verdade faz menos sentido do que a mentira, e eu nem sei com qual devo lidar. A única coisa que eu sei é que, se ela é louca ou feliz ou triste ou animada, ela tem uma energia calmante que irradia dela. Todos os dias da minha vida são como se eu estivesse lutando p meu caminho até uma escada rolante que só vai para baixo. E não importa o quão rápido ou quão duro eu corro para tentar chegar ao topo, eu fico no mesmo lugar, correndo, chegando a lugar nenhum, mas quando estou com ela, não me sinto como se eu estivesse nessa escada rolante. Me sinto como se estivesse numa esteira e que sem precisar fazer nada, sou levado. Como se eu pudesse finalmente relaxar e tomar um fôlego e não sentir a pressão constante correndo, a fim de evitar a chegada ao fundo do poço. A presença dela me acalma, me relaxa, me faz sentir como se talvez as coisas não fossem tão duras quanto elas parecem ser, quando ela não está por perto."
"Altruísmo. Isso deve ser a base de qualquer relacionamento. Se uma pessoa realmente se importa com você, ela terá mais prazer com o que faz você sentir, do que a maneira como você o faz sentir."
comentários(0)comente



Vanessa 16/09/2016

Muito bom!
Quando tinha 15 anos, Auburn viveu um grande amor. Logo no Prólogo, vemos que infelizmente esse garoto, Adam, enfrentava problemas de saúde e veio a falecer. Por serem tão jovens, suas famílias não davam o menor crédito para o amor deles, mas os dois nunca desistiram de lutar contra. Apesar de toda a tristeza, ela teve que seguir em frente.

Nos dias atuais, ela tem 21 anos e está precisando muito de um segundo emprego. A princípio, ela não revela todos os seus segredos. Apenas diz que precisa de mais dinheiro, insiste em ter uma conduta impecável e ser uma boa pessoa.

Nisso, ela conhece Owen, um artista que pinta confissões anônimas. Ele buscava por uma ajudante para sua exposição e estava disposto a pagar muito bem. Na mesma hora, ela se prontifica fazer o serviço. Aos poucos, eles se tornam amigos e se apaixonam. Porém, existem muitos segredos sobre ambos que precisam de mais tempo para ser revelados, e não são nada simples.

Não vou dizer mais do que isso para não estragar as surpresas. Gostei bastante do livro! Não foi o meu favorito dessa autora, mas também não é o pior. Perde o ritmo em alguns momentos, mas depois volta com mais surpresas. O final poderia ter sido melhor, talvez indo um pouco mais além para dar mais respostas, mas ainda assim é satisfatório.
comentários(0)comente



Catiele 15/12/2016

Confesso...
... amei o livro
Fabiana.Martino 17/12/2016minha estante
Adoro a Colleen! Esse será o próximo




Thalia | @proximocapitulo 12/02/2017

"Eu vou amar você para sempre. Mesmo quando eu não puder."

O que esperar de um livro que te faz chorar já de cara, no prólogo?

Claro que quando se trata de CoHo pode-se esperar tudo!

Aos quinze anos Auburn perdeu uma das pessoas que mais amava para uma doença terminal, isso a marcou desde então.

Alguns anos depois somos apresentados a uma Auburn já adulta, com uma vida não muito feliz, mas com um grande objetivo em mente.

Owen é um artista muito talentoso, seu diferencial é que ele pinta quadros usando como inspiração as confissões deixadas em seu estúdio por anônimos.

Ele e Auburn se conhecem quando ela entra em seu estúdio com interesse no emprego como ajudante.

A atração entre os dois é imediata, mas Owen guarda segredos.
Segredos que poderiam acabar com os planos que ela traçou para seu futuro.

Auburn não pode se envolver com Owen.
Auburn não pode cometer erros.
Auburn precisa ser sensata ao tomar decisões se quiser ter aquilo que mais deseja.


Confess é um livro que transpira amor, não só do amor entre homem e mulher, mas sim de todas as formas desse sentimento.
Sobre estar disposto a fazer sacrifícios, de abrir mão de quem se ama em nome de algo maior.

Collen explora diferentes tipos de artes em seus livros (em todos que li até agora pelo menos), e eu particularmente amo isso.

Os sentimentos expressados em cada pintura por trás das confissões ficou uma coisa linda de se ler.
Algumas foram até capazes de me arrancar lágrimas, confissões felizes à confissões dolorosamente tristes.
E pelo que entendi, todas as confissões usadas no livro são verdadeiras e enviadas de forma anônima pelos fãs da autora.

O que eu mais aprecio nos livros da Coho são os personagens que ela cria. São todos tão reais, cheios de vida, defeitos e inseguranças.

Minha única ressalva é sobre o romance dos protagonistas, que deixou um pouco a desejar.

No mais, Confess é lindo, de uma sensibilidade apaixonante e tocante. Além de ser viciante e muito emocionante.

"Eu não me sinto perdida com ele, nem um pouco, porque é a primeira vez que sinto como se alguém realmente tivesse me achado"
comentários(0)comente



75 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5