Rendição

Rendição Maya Banks




Resenhas - Rendição


33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Maria.Edilene 23/08/2020

Se permita viver intensamente os seus sonhos e desejos, pois você só saberá se foi bom oi se dará certo se viver, não sabemos o dia de amanhã, por isso devemos viver o que quiser viver idependente de opiniões terceiras.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Maria.Gomes 17/03/2020

Perdão
Acho que esse livro fala muito sobre superar o próprio passado, traumas e tudo que ele nos causa no presente. Joss era casada com Carson, era tão paixonadamente feliz, e de uma hora pra outra tudo é tirado dela, de forma brusca e muito dolorosa. Na história ela reflete se ela pode se permitir amar de novo e seguir em frente mesmo com sua "alma gêmea" morta. O livro fala muito sobre o perdão que devemos ter com nós mesmo, por mais triste que pareça remoer o passado não o trará de volta, e acabará nos matando de desgosto e tristeza. Podemos encontrar a pessoa perfeita mais de uma vez na vida? Aparentemente sim...
comentários(0)comente



Mah 05/01/2020

Curiosa!!
Gostei bastante da história, louca para ler a sequência!
comentários(0)comente



flavinhalendo 25/09/2019

Café e Resenha
RENDIÇÃO ? Livro Um

Josslyn encontrou perfeição uma vez, e ela sabe que não vai encontrá-la novamente. Viúva, ela procura a única coisa que seu amado marido, Carson, não pôde dar a ela: dominação. Solitária e em busca de uma saída para seu luto, Joss encontra um clube exclusivo, que recebe pessoas a fim de realizarem suas fantasias mais hedonistas. Ela nunca imaginou que encontraria lá o único homem que tem sido, por muito tempo, sua fonte de conforto e desejo secreto o melhor amigo de Carson.
Dash viveu uma situação insustentável por anos, apaixonou-se pela esposa de seu melhor amigo, mas reprimiu essa atração. Tudo começa a mudar quando ele encontra Joss em um clube dedicado aos mais obscuros limites do desejo. Por que ela estaria num lugar como aquele? Ela faz alguma ideia de onde estaria se metendo? Mas Joss sabe exatamente aquilo que quer e precisa!
Para Dash só resta uma alternativa: se ela quer dominação, ele é o único homem que vai guiá-la por este mundo. O único que vai tocá-la, apreciá-la, amá-la... E o único a quem ela vai se submeter para sempre.
comentários(0)comente



Jessica.Oliveira 15/05/2019

Rendição
Amei a história, livro que prendeu minha atenção...
comentários(0)comente



Dayse 19/03/2019

Bem mais ou menos
O livro conta a história da Joss, seu luto com a morte do marido e o desejo dela de ser submissa.
Achei a história bem fraca, não teve muito enredo, bem previsível e parado. Para quem é sensível com questões de submissão e toda a questão de temperamento feminino, talvez fique um pouco chocado com o livro, apesar da autora fazer uma separação clara entre submissão e independência. A Joss deixa clara a sua independência financeira entre outras, mas o sonho/desejo de vida dela é ser submissa e ter um homem dominador na cama.
Fora isso, é tranquilo, só é bem bolacha água e sal.
Esperava muito mais desse livro, é o meu primeiro contato com a autora.
Espero que os próximos sejam melhores.
comentários(0)comente



Ines 28/01/2019

Fui seduzida pela sinopse, mas esperava mais.
O livro conta a história de Josslyn. Joss sempre sentiu necessidade de ser dominada, mas seu marido Carson, por ter sofrido abusos na infância pelo seu pai, nunca quis dominá-la, pois sentia medo de machucá-la e até mesmo ser parecido com o abusador.
No entanto, Carson falece e passados três anos de sua morte, Joss decide conhecer mais a fundo sobre dominação.
Entretanto, o melhor amigo de seu marido, Dash, sempre foi muito presente em sua vida e também nutria um amor por ela. Dash, é um dominador e sempre buscou uma submissa perfeita.
Então, Joss decide visitar um clube exclusivo na cidade para ser dominada, porém no local ela encontra Dash e após conversarem decide dar uma chance para ele.
Bom, a leitura foi bem rápida e confesso que gosto da escrita da Maya.
Até entendi a personagem Joss, mas Dash me irritou um pouco.
Principalmente na parte que ele acha que ela tentou se matar. Ele foi bem babaca!
Tirando isso gostei do desenvolvimento da história e já quero ler o livro da Kylie :)
comentários(0)comente



Eugenia.Pimenta 16/11/2018

Trilogia Surrender
Primeiro livro da serie, são bem hots, gosto muito. Com Joss e Dash.muito bom
comentários(0)comente



Mina 11/06/2018

Bem ruim
Nossa, detestei demais! Foi sofrido ler esse livro até o final! Como hot é péssimo, leva mais da metade do livro para ter uma cena interessante (que ainda assim, não gostei muito) e como romance, minha nossa! Forçadíssimo! Os protagonistas não tem um pingo de carisma, as situações são extremamente forçadas, os diálogos são ridículos, o mocinho é um babaca com a mocinha, com as amigas da mocinha, a mocinha é uma imbecil! Não consegui achar NADA de bom nesse livro, sinceramente! Ainda to decidindo se vou terminar a trilogia, na esperança dos próximos serem melhor ou se deixo pra lá.
comentários(0)comente



Patrícia 18/07/2017

2.5 estrelas
comentários(0)comente



Rose 05/06/2017

Josslyn Breckenridge (Joss) casou-se apaixonada. Carson era o amor de sua vida e apesar de feliz no casamento, ela sentia falta de duas coisas. Infelizmente por conta da infância traumática de seu marido, era impossível que este "buraco" fosse preenchido. Ela não achava certo pedir algo que deixaria seu marido infeliz, então ela aproveitava e aceitava o que tinha, sendo feliz desta forma.
E foi assim até que inesperadamente seu marido faleceu, e com ele toda sua alegria e segurança. Se não fosse sua cunhada Kyle, e seus amigos Dash, Chessy e Tate, ela não teria aguentado o baque.
Agora três anos depois, ela estava decidida a retomar sua vida e enterrar seu luto. Era hora de seguir em frente e deixar de ser um estorvo para seus amigos.
Para isso, ela tomou uma decisão que há muito martelava seus sonhos e pensamentos. Ela estava querendo dominação, uma das coisas que faltou em seu casamento, assim como filhos, que por enquanto estava arquivado.
Após muitas pesquisas, ela tornou-se sócia do The House, um clube exclusivo para pessoas que desejam realizar suas fantasias sexuais sem serem julgados por isso.
Bem na noite de sua estreia no clube, quem ela encontra por lá? Justamente Dash, o sócio e melhor amigo de seu falecido marido. O homem que a amparou neste longo luto que ela queria deixar para trás.
Dash, que após o falecimento de Carson, não só ficou responsável pela empresa, como também se fez presente sempre que Joss precisou. O que ninguém imaginava é que ele sempre foi apaixonado por Joss, justamente a única mulher que ele não poderia ter.
Dash que é um dominador, sempre usou as dependências do clube para realizar suas fantasias e para esquecer a mulher de seu melhor amigo. Ele não se conformou em encontrar com Joss no The House, pelo menos até ela lhe explicar seus desejos mais secretos.
Foi então que ele percebeu que era a chance que ele sempre sonhou e que não pensava que um dia aconteceria. Ele não deixaria Joss escapar. Se era dominação que ela queria, ele com certeza era a pessoa certa para isso. Ele só precisa fazê-la enxergá-lo além da fachada de amigo.
Mas será que os dois conseguiriam dar este passo definitivo? Não seria apenas uma aventura, mas a submissão total de Joss, uma submissão que há anos ela desejava, mas que Carson não tinha estrutura para fazer. Dash enfim terá a mulher que há aos enche seu coração? Joss vai se adaptar ao mundo da dominação/submissão? Carson será uma sombra no relacionamento dos dois?
Gosto muito dos enredos criados pela Maya Banks, e este não foi diferente. Não é o tipo de relacionamento que eu gostaria de ter, e apesar de não entender muito bem este fetiche (se é que posso chamar assim), respeito quem goste e seja adepto. Por isso, para quem for ler, é bom manter a mente aberta e fazer uma leitura sem preconceitos, pois assim, a leitura será mais prazerosa.
Quero ressaltar que engana-se que o livro seja recheado de cenas de sexo. Claro que há cenas de sexo, mas elas são poucas, e para vocês terem uma ideia, a primeira só foi acontecer no capítulo treze, lá pela página cento e trinta e três, ou seja, quase na metade do livro... Quem não gosta de palavras de baixo calão, também ficará satisfeito em saber que são bem poucas, e nem dá para levar em consideração.
Acho que a única coisa que não gostei muito foi Joss em relação a Carson. No início ela fazia umas comparações e citações que não sei como Dash aguentava. Tudo bem que ela amava o marido e estava acostumada a conversar sobre ele com Dash, mas até mesmo ela percebeu que estava passando da conta. Mas o que me irritou de fato foi ela sentir-se traída por Dash chutar o balde. Acreditem, ele demorou para fazer isso, pois qualquer um em seu lugar já teria feito isso bem antes. O pior é que ela sabia que não era a primeira vez que isso acontecia, e no caso em questão, que não cabe falar aqui, era ela quem devia uma explicação.
Fora isso, foi uma leitura rápida e fluída, com bons personagens e um enredo bem construído. Destaque para a amizade existente entre todos os personagens, tanto os principais como os secundários. Uma história que me prendeu e que recomendo para quem goste de uma leitura mais hot, desde que você leia sem preconceitos envolvidos.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Biahhy 30/04/2017

Bem fraco..
Sinceramente com esse livro a Maya Banks não iria para lugar nenhum, já li a serie Beatless dela algo deste tipo e adorei os três livros e ai descobri este livro que e o primeiro de uma nova trilogia e resolvi ler, confesso que me decepcionei, não achei o pior livro do universo por que ai seria meio injusto, mas não consegui sentir emoção de ler o livro e de querer ler mais sabe, tanto a Jess e o Dash não consigo ver química entre os dois, apesar de ter gostado muito do personagem do Dash quando fofinho, cuidando da Jess, mas a tirar isto achei meio monótono algumas cenas que foram criadas para dar prosseguimento a historia e algumas coisas meio desnecessárias que os personagens precisaram fazer para ficarem juntos e meio que confiarem um no outro e tal, o livro no geral achei bem fraco não conseguiu me convencer do que a autora estava propondo.
comentários(0)comente



Bruna 22/01/2017

Vamos lá, eu tenho dificuldade em resenhar quando as criticas não são apenas positivas, mas sempre procuro expor minha opinião com sinceridade, acho justo os leitores do blog e as pessoas que pesquisam os livros por aqui antes de decidir pela leitura. Quem isso já da pra imaginar que não amei o livro, mas vou explicar os motivos.
A narração é em terceira pessoas, com diálogos e impressões de todos os personagens envolvidos na trama, o que é bacana, até ai OK! O meu maior problema foi esperar o tempo todo por uma novidade, um reviravolta, um segredo, mas isso não aconteceu, o livro é simplesmente o que está na sinopse e ponto. Existe umas picuinhas no enrendo? Sim, mas nada empolgante.
Quando li a sinopse, a primeira coisa que me veio em mente foi "50 Tons de Cinza", imaginei algo parecido, mas passou longe, tanto as cenas de sexo, quanto o enredo.
Os personagens são como são, não há nada a desvendar. O casal é como tampa e panela, as metades da laranja, e por ai vai. Como diria minha vó, juntou a fome com a vontade de comer.
Sou fã do gênero, mas esse definitivamente merecia um gênero só pra ele, li várias resenhas antes de escrever a minha, e tem muita gente que gostou, mas não conseguiria não ser leal comigo mesma.
Por fim, a leitura não me conquistou, não posso nem falar que é mais do mesmo, porque definitivamente nunca li nada igual.

site: https://www.instagram.com/naoemprestolivros/
comentários(0)comente



33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3