O Vampiro e o Zumbi dos Palmares

O Vampiro e o Zumbi dos Palmares Ivan Jaf




Resenhas - O vampiro e o Zumbi dos Palmares


2 encontrados | exibindo 1 a 2


phendragon 04/02/2016

UMA NOVA VISÃO DE PALMARES
Já notei que muitas pessoas comentam minhas resenhas sobre vampiros, com a frase básica: "Não gosto de vampiros, pois não gosto de romantismo!" ou "Não é meu gênero predileto, pois gosto de coisas reais" ou mais um monte de argumentos, que sinceramente, são super engraçados ao meu ver.

Para que vocÊs entendam bem, eu leio tudo sobre vampiros, seja romance, histórias ruins, contos, "terrir", etc. Meu objetivo é encontrar neste campo novas visões e versões para o mito do vampiro. Nos anos 2000 choveram histórias de vampiros romanticos, sexuais demais, etc. Antes disso, os vampiros eram mais assexuados, mas com muito mais sensualidade. Antes ainda, o vampiro era apenas um individuo único, sozinho que vivia a margem da sociedade, abandonado. A verdade é que: Vampiros são predadores... eles comem humanos!!

Quando trago a vocês resenhas sobre livros deste tema, é pq estou querendo mostrar algo novo e diferente. Se eu fizer uma resenha de algo mais romântico, vou deixar claro isso, pra não haver confusão.

Ae você pergunta: "Mas o que é esse livro? Outra história de vampiros?" Vamos lá.

Ivan Jaf é um autor paradidático, isto é, ele escreve literatura para o público infanto juvenil, com conotação voltada para a educação. A mistura legal que ele fez foi: Contar fatos históricos brasileiros e incluir uma dose saborosa de vampiros e comédia. No Brasil, esse genero terror com comédia, foi introduzido no cinema com Ivan Cardoso e o filme "As Sete Vampiras", que é muito engraçado e vale a pena assistir... mas lembre-se, filme brasileiro, mulheres peladas e muito palavrão.

O livro conta a historia de Gaspar, um negro, guerreiro e mago, que vem como escravo capturado para o Brasil, para trabalhar nas lavouras de cana de Açucar de Pernambuco, e lá acaba transformado em vampiro. Para se refugiar, se esconde na mata de Palmares, onde depois de um tempo, fundaram o Quilombo dos Palmares.

Altamente rico de fatos históricos, humor e comédia, o livro é um entretenimento único. Embora seja uma série (Memorias de Sangue), o livro é único e sensacional. Claro que é interessante ler outros livros da série (6 ao todo), para compreender todo o contexto da história do Brasil e como o outros vampiros que viveram aqui, se portaram.

Vale a pena a leitura, principalmente para aqueles que não gostam de vampiros, mas podem tentar dar uma chance para a comédia e história do Brasil.

MARCOS GRAMINHA é leitor viciado em terror e vampiros. Conta com um acervo de mais de 1500 livros sobre esses assunto. Proprietário de um sebo na cidade de Vila Velha, dedica sua vida a desvendar os mistérios desses "filhos da noite".
contato: marcos.graminha@gmail.com

site: http://www.lerparadivertir.com/2016/01/o-vampiro-e-o-zumbi-dos-palmares-ivan.html
comentários(0)comente



. 02/01/2017

A coleção "Memórias de Sangue", de Ivan Jaf, mistura vampirismo com a história do Brasil. O texto é direcionado ao público infantojuvenil e o que predomina é uma trama aventureira e reveladora de fatos históricos. Evidentemente encontramos liberdades, mas sem alterar profundamente o que conhecemos.

Somos apresentados à Gaspar, um vampiro que apareceu ao autor e relatou sua vida, que pode ser dividida em dois momentos: antes e após a transformação.
As narrativas iniciais (pré-vampirismo) são as mais empolgantes, mostrando o cotidiano de uma tribo angolana, a captura por mercadores de escravos, a vinda ao país nos famigerados navios negreiros, o trabalho escravo na produção do açúcar até a fuga de Gaspar para as matas de Pernambuco. O texto ressalta a desumanidade, barbárie, sofrimentos e injustiças (decorrentes da escravidão) e o navio negreiro é mostrado de forma visceral, colocando o leitor como testemunha dos fatos.

O segundo momento se dá a partir da "metamorfose vampiresca" e se mistura com a história do Quilombo de Palmares, reservando uma surpresa em relação à Gaspar. Os fatos são descritos com particularidades no tema vampirismo e a partir daí a obra não flui de maneira tão impactante como no início.
Registre-se que o livro tem origem no primeiro da série (O vampiro que descobriu o Brasil).

A leitura é rápida e foi divertida em suas peculiaridades.
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR