Luxúria

Luxúria Juliana Bizatto




Resenhas - Herança de Sombras


68 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Man 29/07/2020

Fraco demais. Achei que a autora ambientou demais, a estoria continha muitos detalhes, muitas divagações desnecessárias e por muitas vezes você não fazia ideia do que estava acontecendo. Até chegar no epílogo que esclareceu tudo e até ficou emocionante, mas daí eu precisar ler 400 páginas para no final gostar é tempo demais perdido.
Talvez seja eu que não tenho a idade correta para essa leitura ou talvez eu tenha lido muitos livros excepcionais que fizeram não me a agradar desse.
comentários(0)comente



@procura_se_umlivro 11/05/2020

. " Nem toda inoce?ncia sobrevive ao destino, mas todo segredo nasce com a promessa de um dia revelado." .

Diferente de outros livros sobre bruxas ele na?o te joga logo de cara em um mundo cheio de palavras complicadas e feitic?o extravagante, na?o, Luxu?ria te introduz na histo?ria de maneira leve e envolvente, como uma ma?e com filho rece?m-nascido. . .

Com boas doses de miste?rio Luxu?ria nos permite especular e teorizar o que esta? acontecendo e o que vai acontecer. . .

Tenho que dizer que me surpreendi com a leve abordagem ao relacionamento abusivo e as conseque?ncias e sequelas que eles nos deixa, obrigada @julianabizatto por na?o romantizar. .
" Na maioria das vezes, a escolha foi feita no momento em que voce? pensou nela. Entre o pensamento e a ac?a?o existe apenas um desgaste desnecessa?rio para aceita?-la." .
.
Um enredo bem construi?do e uma narrativa leve envolvente foi o que encontrei e acabei ficando com pena de termina?-lo, por que? 377 pa?gina na?o e? brincadeira mas quando a leitura e? boa esse nu?mero parece ta?o pouco. Venha conhecer Sam e rir dos seus momentos cliche? e S/N e amar sua fami?lia. Venha conhecer o Ben ou na?o ja? que o lindinho resumiu 356 pa?ginas em 21 Mas foi bom ouvir teu ponto de vista como tambe?m foi surpreendente encontra?-lo no pro?logo. .
Quotes: . . . . " Sempre ha? quem queira sair, como tambe?m quem quer ficar no mesmo lugar." . . . "- Por que voce? insiste em seguranc?a e raza?o? Na?o existe nada lo?gico em ser feliz, Sam." . . . . " Era por isso que eu queria queimar de verdade eu na?o podia ter me envolvido com uma deles,justamente com ela." . . . . "Na?o existem bruxas boas ou brancas, existem apenas bruxas que ainda na?o se tornaram ma?s." . . . . "Estava na hora de eu pagar minha dividida, tanto quanto Sam tinha de pagar pela dela. Samantha precisa morrer." . .
comentários(0)comente



Thais Caldeira 28/04/2020

Luxúria
Sinopse:Samantha cresceu nos luxos e tradições de sua família e, desde cedo, aprendeu a não fazer perguntas. Ela não precisa saber o que aconteceu ao seu pai, ou por que a Vozinha não permite que as garotas saiam em noite de lua cheia, ou ainda entender a razão pela qual nenhuma Hoffer jamais morou fora da ilha, quanto menos saiu da cidade de Tormento. Ela não precisa saber, apenas obedecer.
Porém a obediência se põe a prova quando Benjamin aparece em sua vida. Benjamin, com sua insistência, com seu charme e com sua tendência a aparecer sempre no momento em que ela mais precisa. De repente o certo parece errado, e o errado... irresistível!
Samantha e Tormento não sabem, mas as suas vidas jamais serão as mesmas.
"Nem toda inocência sobrevive ao destino, mas todo segredo nasce com a promessa de um dia ser revelado."
Um pouco sobre a história:Samantha vive em uma ilha com as primas, irmã, tias e avó. Estranhamente na ilha moram apenas as mulheres da família, uma família extremamente rica, a Samantha, como toda boa protagonista, é toda errada. Desajeitada, desastrada, vive caindo por aí e certamente não é a que mais se destaca da família Hoffer, mas ainda assim, é uma Hoffer e, em Tormento, isso quer dizer que você pertence a uma família elitizada, com grande prestigio social. Não que ela não seja tão perfeitamente linda, loira e gostosa, como as demais, mas de todas, é a mais apagadinha, como aquela estrela que brilha menos dentro de uma constelação.
Ainda que a história da família seja rodeada de segredos e estranhos acontecimentos, como o fato de não terem mais homens pertencentes a essa família, Samantha aprendeu a ser obediente e nunca questionar seu passado mais do que sua mãe, tias ou avó pudessem lhe falar.
Acontece que Samantha namora Martim desde sempre mas parece que se entregar a ele a fez perceber que talvez o garoto não fosse tudo o que ela imaginava, no meio desse vendaval de sentimentos chega na cidade Benjamim, um garoto ranzinza, que vive testando a paciência de Samantha. O que Sam não imaginava, é que a chegada de uma nova família na cidade mudaria completamente sua vida.
Primeiras impressões:
Luxúria é o primeiro livro da Série Herança de Sombras.
Nas primeiras cenas percebi que Samantha tinha uma semelhança incrível comigo mesma, sobre sempre cair por aí. Não que eu seja tão desastrada assim!
De qualquer forma, Samantha sempre foi uma menina obediente, sempre se importou com sua família e nunca ligou por ficar à sombra da irmã ou das primas mais velhas e mais bonitas ou mais interessantes do que ela. É legal perceber logo no começo do livro que a personagem tem esse jeito diferente de se manter, aceitando tudo que a vida lhe dá com sinceros agradecimentos porque sempre me faz enxergar aquele potencial, meticulosamente calculado ao longo do crescimento pessoal da personagem.
Martim não me convenceu como realeza desde o começo, não por ser todo envolvido na política, ou talvez até por isso já que o mundo está abraçando tanto essa fase de corrupção. Mas acho que Martim é típico almofadinha, mimado, filhinho de papai que vai dar trabalho, ou receber trabalho até demais da conta quando pessoas mais interessantes aparecem.
Impressões finais:Perdi as contas de quantas vezes quis gritar, chutar tudo e proteger a Samantha. As Hoffer todas são potencialmente inofensivas, no começo pensei que terminaria com uma leitura dura e chocante sobre uma personagem que se sente ameaçada e inferir até a sua própria família, mas o que enxerguei foi uma amizade maravilhosa se expandir entre as Hoffers, todas perfeitamente unidas, em sintonia, como uma simbiose em que uma parte precisa da outra para sobreviver.
A Mô, provavelmente é a minha preferida das meninas, tagarela, engraçadinha e melhor amiga da Samantha que tem a pior função na vida. Porque sim, sempre a melhor amiga é aquela que tem o dever de ferir com a verdade e a Mô faz coisas tão inimagináveis pela Samantha que realmente senti vontade de ter alguém assim pra mim.
E por fim, somente perto do final que a magia realmente aconteceu? Claro que não. Passei o livro todo lendo e vendo magia sem saber que ela realmente estava ali. Isso me tocou na alma. Juliana conseguiu me transportar para dentro do mundo das sombras de Tormenta e eu ne percebi que estava lá. Problema da vida: Não consigo mais sair e já engoli Apocalipse (segundo livro da saga das sombras) mas, como pessoa boa que sou, vou demorar um pouco mais para postar a resenha e deixar vocês curiosos acompanhando as outras resenhas também. Hehe
Por fim, posso dizer que Luxúria é aquele livro que me conquistou. Eu falei isso uma vez para Juliana e não me importo em dizer publicamente que é o melhor livro nacional que eu já li até hoje. A trama é deliciosamente bem elaborada, a riqueza de detalhes te coloca exatamente onde você quer se imaginar estar durante a leitura e todos os acontecimentos me prenderam de tal maneira que me senti uma própria Hoffer (já que a maioria das mulheres quer ser uma Hoffer, porque se eu fosse um homem, como todos os outros, ia desejar possuir uma). No fim das contas o que me pareceu ser um romance bem construído desembocou numa série de aventuras instigantes com mistérios e segredos que me fizeram ficar de queixo caído mais do que uma vez.
E só para não deixar passar em branco, eu me apaixono por livros que trazem um epílogo bem construído com uma visão diferente sobre a trama, quis chorar e bater no benjamim uma porção de vezes.
Sobre o autor:Nascida e criada em Jaraguá do Sul, Santa Catarina. Formou-se médica em 2010 pela Universidade da Região de Joinville e no programa de residência médica de ginecologia e obstetrícia na Maternidade Darcy Vargas em 2017. Apesar de que o apetite pela literatura tenha vindo cedo na forma de leitura, a escrita veio apenas mais tarde, sendo Herança de Sombras a primeira obra publicada aos seus 30 anos. Mãe do adorável Bernardo, reside atualmente entre Jaraguá do Sul e Tormento.


site: www.descajadaminhanuvem.com
comentários(0)comente



Nick Exaltação | IG @nickexaltacao 08/04/2020

História envolvente com bastante mistérios
Sam Hoffer tem 16 anos e vive em na cidade de Tormento, no Rio Grande do Sul. Ela mora em uma ilha com todas as mulheres da família Hoffer, que é a família mais rica da cidade.

As Hoffers são riquíssimas, são muitos bonitas e todas com as mesmas aparências, loiras de olhos azuis. Na ilha, levam uma vida pacífica, onde todas as tias e primas se ajudam, e a família se apoia. Alguns mistérios também ficam a sombra da família Hoffer, como a morte do pai de Sam e o porque a sua Vozinha tem algumas recomendações como a não trazer estranhos para a ilha. Havia também duas regras importantes na família Hoffer: elas deveriam sempre chegar no horário marcado e nunca poderiam se separar.

Todos os dias, Sam e a suas primas vão de lancha para a escola e em um dia em particular, elas conhecem Ben e Tamisa, novos habitantes de Tormento, que acabam entrando para o grupo de amigos das Hoffer.

A história é regada com muitas festas, bebidas, problemas com pais, bullying entre outros problemas, que a autora aborda de uma forma leve e descontraída, mas que tem um grande peso que contribui para o desenvolvimento dos personagens

Sam é surfista e parece um pouco diferente das suas primas, ela se questiona a todo momento sobre os acontecimentos misteriosos da ilha. Uma relação especial entre Sam e Ben acaba se formando e é divertido ver a interação entre os dois.

Leia o final da resenha no blog.

site: https://www.nickexaltacao.xyz/2020/04/resenha-luxuria-heranca-das-sombras.html
comentários(0)comente



Juh 24/03/2020

Bem vindos a Tormento!
Em Luxúria conhecermos as Hoffers, sendo uma família composta por nada mais nada menos que 10 mulheres, elas são consideradas praticamente celebridades na pequena cidade de Tormento, localizada no Rio Grande do Sul. Elas moram em uma ilha distante do continente , então, sempre que estão nele buscam aproveitar ao máximo os amigos, as festas, a praia...

As Hoffers são mulheres muito belas e poderosas, além de possuírem muito dinheiro o que contribui para terem tudo o que querem.

O livro se passa pela visão da nossa querida Samantha Hoffer, com seu jeito estabanado e maravilhoso de ser. Ela é diferente de suas primas, não somente quando consideramos as belezas mas também sua personalidade e as coisas com o que gosta.
Sam ama o surf e se pudesse passaria uma vida dentro d'água; ela namora o Martim, que é filho de um político. No começo do relacionamento tudo parecia ir muito bem entre os dois contudo agora parece que essa relação vai de mal a pior, ainda mais com a chegada de Benjamin, um paulista chato e enxerido que mexe com Sam de um jeito que nem ela sabe como explicar.

Uma história repleta de mistérios, segredos e sentimentos, você ri, chora, passa raiva e odeia alguns personagens mas tudo o que você deseja com o final do livro é: LER MAIS!!

A Juliana tem uma escrita incrível, super fluida e leve. Durante a história ela te faz questionar cada mistério dessa família e parece que quanto mais descobrimos mais há a ser descoberto!

É um livro incrível para que gosta de livros de fantasia, romance e Young Adult. Sério vocês vão amar!!
comentários(0)comente



Resenhando Parágrafos 18/03/2020

Resenha by Resenhando Parágrafos
No primeiro livro, conhecemos as Hoffer: uma família composta por apenas mulheres, elas vivem em uma ilha privada no sul do Brasil. Sam é irmã de Babi, que são primas de Luci, Regi, Sy e Mô. Ambas são muito unidas e juntas, vão à praia, festas e estudam na escola de Tormento, a cidade em que fazem todas essas coisas. Sam é apaixonada por surfar e possui uma conexão especial com o mar. A Vozinha é a chefe da família, liberal, ela só impõe três regras para as meninas:
(1) nada de andar por aí sozinha, (2) não é permitido sair em noite de lua cheia e
(3) não sair da ilha aos domingos.
Tudo corria normalmente pela cidade de Tor até que Sam avista um carro desconhecido que mais tarde, descobre ser de Benjamin, o garoto novo da cidade que veio com seu pai e Tamisa, sua irmã. Os irmãos são bem vagos quando o assunto é falar sobre a família e a vida antes de Tormento.

Luxúria é o primeiro de uma série de nove livros, sendo que três já foram publicados. Nesta história nós conhecemos mais sobre as Hoffer, é lindo de se ver a relação que têm entre si, sempre tão unidas. Também somos apresentados a muitos mistérios que serão desenvolvidos nos próximos volumes: por que não há homens na família? Qual o motivo para as regras da vozinha? Benjamin está escondendo alguma coisa

A leitura é bem fluida, em questão de horas eu já tinha lido mais de 50% e a história só melhora. É muito divertido ir encaminhando com o enredo enquanto se percebe sinais de que tem algo há mais rolando, são sutis mas bem perceptíveis.

Sam é uma ótima protagonista e sua família é a melhor parte do livro. Benjamin é misterioso, cada hora está agindo de um jeito e você se pega com uma baita curiosidade de saber sobre o seu passado.

O final do livro deixa uma ponta perfeita para Apocalipse, o segundo volume da série Herança de Sombras e o epílogo contado pelo ponto de vista do bem te faz querer roer as unhas de ansiedade.
comentários(0)comente



Mars Henrique 30/08/2019

#ResenhaDoMars LUXÚRIA | @julianabizatto | @herancadesombras | Nota: 4,5/5,0

Oiê pessoal, tudo bem com vocês? Eu espero que sim. Hoje venho trazer a resenha de um livro que me deixou sem palavras. Estou falando de Luxúria da autora Juliana Bizatto.

Em Luxúria conhecemos a família Hoffer, que vive em uma ilha particular próximo à cidade de Tormento. As Hoffer são extremamente belas, o que causa inveja nas garotas da cidade pela beleza, cabelos loiros e olhos azuis esverdeados, porém nossa protagonista Samantha (Sam para os íntimos) é diferente, possuindo olhos escuros e cabelos que seguem o mesmo padrão.

As meninas estão no ensino médio e como quase todas as garota, gostam de festas, namoradinhos e está sempre na moda, por isso elas são o centro das atenções em Tormento.

E Sam se destoa disso tudo por não gostar muito da atenção que a dão por ser uma Hoffer, preferindo muitas vezes passar despercebida. Ela namora Martin, um rapaz filho de políticos e super possessivo, porém mesmo namorando a relativamente muito tempo, o namoro dos dois anda meio frio por vários fatores.

Tudo corria normal na vida de Sam até chegar no primeiro dia de volta às aulas e se deparar com Benjamin, um rapaz novo na cidade e dono de um corpo escultural em comparação a outros da sua idade, além de possuir olhos que prendeu a jovem desde a primeira troca de olhares.

O que Sam não sabia era que essa simples troca de olhares iria acabar mudando sua vida. Mas será que essa mudança acontecerá para um lado positivo ou negativo?

Esse foi o primeiro livro que li da Juliana e confesso que me pergunto o motivo pelo qual ainda não tinha lido essa obra, pois foi uma leitura incrível que conseguiu me prender do início ao fim.

A escrita da autora é bem gostosa de se ler, o que fez com que a leitura se tornasse fluida. Um fato curioso é a linguagem regional que Juliana traz em Luxúria.

Super recomendo para quem gosta de romance e de leituras que prendem.

site: https://www.instagram.com/p/B1cYHACDeyi/
comentários(0)comente



Calhamaço da Tati 15/08/2019

Um livro dos mistérios, cheio dos segredos e é claro muita luxúria.. Um livro vai te fazer rir, querer matar alguém, shippar muito um casal e no final do livro vai ter uma bomba no seu colo que vai te fazer desejar o livro 2, assim aconteceu cmg.
Terminei um e já iniciei o 2. .
Luxúria vai nos apresentar a família Hoffer. Uma família com 10 mulheres morando em uma ilha de Tormento .
Samantha, divide a casa com a vozinha e a mãe. A mãe não superou muito bem a morte do pai de Sam então ela tem um humor meio depressivo, e consequentemente não aceita os namorados de Sam. A Vozinha é uma autoridade máxima, todos respeitam mas principalmente Sam.
Samantha tem um namoro com Martin, logo no início sempre foi tudo às mil maravilhas, mas depois de um tempo Martin começou a mudar. Martin começou querer controlar Samantha de todos os jeitos.
Porém quando Benjamim chega na cidade os sentimentos de Sam começam a mudar e ela fica dividida até tomar uma decisão.
Bem tem um jeito meio misterioso de sempre aparecer quando Sam mais precisa. Uma hora ele aparece e na outra some sem falar com ninguém. A chegada de Bem em Tor não foi atoa.
A família Hoffer tem alguns mistérios e algumas regras diferentes... Não poder sair na lua cheia, sempre voltar pra casa, não podem se mudar e principalmente elas não podem se separar quando saem da ilha.
Quando comecei a ler eu fiquei um pouco confusa porque tinha muitos personagens, mas depois comecei me acostumar com eles cada um tem seu jeito encantador. .

A diagramação do livro apesar de ser independente esta linda!! A capa do livro combina muito com a historia e cada detalhes do capítulos ! .

A Série herança das Sombras é bem longa rsrs ao todo são 9 livros! Eu já quero ter a minha coleção deles. .


site: https://www.instagram.com/p/B1MSKe4DQ-C/
comentários(0)comente



1leitoravoraz 27/07/2019

Melhor série que li nesse ano (@na_sua.estante)
🔮 Oii, tudo bem com vocês? Hoje trago a resenha desse livro maravilhoso, que faz parte da série Herança de Sombras. O primeiro livro traz um pouco da história da família Hoffer, que no momento é composta apenas por mulheres que moram em uma ilha afastada do continente.
.
🔮 Como moram afastadas do continente, as jovens da família tentam aproveitar ao máximo os seus momentos de liberdade indo a festas ou simplesmente aproveitando a escola e o sucesso que fazem por lá. O foco se encontra na Samantha ou simplesmente Sam, a mais desajeitada das garotas e a que possui a beleza mais diferenciada de todas elas. Diferente de suas primas e irmã, ela só quer surfar e aproveitar os momentos com os amigos.
.
🔮 Mas tudo muda quando um garoto misterioso aparece, para abrir seus olhos. Benjamin, o garoto irritantemente insistente, que acaba despertando sentimentos que ela nem sabia que poderia sentir. Isso acaba abrindo seus olhos para o relacionamento abusivo que ela tinha com o Martin (detestei ele de primeira), ela apenas estava acostumada com a sua presença, por isso suportava tudo que ele fazia.
.
🔮 Mas não pensem que o livro trata apenas de dramas adolescentes, nada disso. A autora nos levou para uma teia de segredos inimagináveis e a cada página eu me questionava mais e desejava descobrir o que a família Hoffer esconde. Por que as meninas não podem se separar? Por que não podem morar fora da ilha? Sabemos também que o Ben esconde algo de todos, mas o que será? Esses e muitos outros questionamentos foram me perseguindo até o final do livro e alguns permaneceram até a leitura de Apocalipse.
.
🔮 O livro é maravilhoso, a escrita é fluida e todos os personagens são incríveis. As personalidades são sólidas, as descrições perfeitas e o enredo empolgante! Temos momentos de descontração, ação e romance, é um pacote completo. Não imaginava que eu fosse gostar tanto das meninas, Sam, Babi, Mô, Regi, Sy e Luci e eu acho essa experiência de se envolver com os personagens excelente, também não posso deixar de falar dos rapazes (hehehe) o Ben e o Tui são os meus favoritos, sem sombra de dúvidas! Super recomendo, já devorei o segundo livro da série e em breve trago a resenha aqui para vocês.
.
Minha classificação: 🌟🌟🌟🌟🌟 (mas se eu pudesse dava todas as estrelinhas do céu)


site: https://www.instagram.com/na_sua.estante/
comentários(0)comente



Gabi| @estante_perolada 26/07/2019

Que livro minha gente! Estou totalmente apaixonada pelos personagens!?
O livro é narrado por Samantha, então temos visão de todos os pensamentos e acontecimentos visto por ela. A família Hoffer é composta apenas por mulheres, todas são dotadas de uma beleza esplêndida. Logo no primeiro dia de aula Samantha fica apaixonada por um cara misterioso e novo na cidade-Benjamin-mas ela sente que é errado pois ela tem um namorado-Martin-com quem tem anos de namoro, mas Benjamin consegue despertar algo novo dentro dela e que ouriça as "borboletas" em seu estômago. O livro é rico em detalhes e eles são narrados de uma forma que nos faz sentir junto com o personagens e imaginar perfeitamente o ambiente. Bem no início do livro vemos alguns acontecimentos e costumes estranhos "sutis" que nos fazem questionar o que são as Hoffers, como não poderem sair em noites de lua cheia, não poderem sair da ilha em dias de domigo e o mais estranho não haver nenhum homem da família na ilha.
Esses mistérios me fizeram devorar o livro totalmente. O final é muitoo surpreendente e o epílogo então nem se fala, meu queixo caiu e estou louca pela continuação!
comentários(0)comente



Wilnne 02/06/2019

A Série é composta por nove livros e, Luxúria traz um pequeno aperitivo sobre a estória da Família Holfer, composta por seis lindas garotas e suas mães e avó (matriarca da família) que vivem numa ilha afastada do continente. Família esta, que segue apenas duas únicas e estranhas regras.
????????
É uma estória leve sobre seis garotas adolescentes que querem viver ao máximo o tempo que têm de "liberdade" em convívio com os amigos e seus casos em Tormento, área fictícia próxima do Rio Grande do Sul.
????????
Sam, a mais estabanada das garotas Holfer amava surfar e ficar entre os garotos na praia enquanto suas primas e irmã estavam mais para patricinhas, sempre preocupadas com adereços e namorados. Ela tinha um relacionamento quase que eterno com Martin (rapaz que peguei asco posteriormente...), até se deparar com os tão atraentes olhos verdes de Benjamin. Ela até relutou mas não conseguiu sufocar um sentimento tão forte que nunca havia sentido por ninguém. Porém, não sabe ela que Ben também tem seus mistérios... Sua vinda a Tormento não foi um acaso. Ela era a razão. E isso poderia lhe custar a própria vida.
????????
?? "Mas eu sempre só tive olhos para Sam, eu nunca pusera meus olhos em nada mais sedutor que Sam em cima de uma prancha, num equilíbrio perfeito com o mar, com uma graciosidade digna de uma sereia, como seus amigos gostavam de chamá-la."
????????
?? "Bruxas são criaturas perversas. Não existem bruxas boas ou, como alguns as chamam, brancas. Existem apenas bruxas que ainda não se tornaram más, por uma questão de tempo ou oportunidade. Pelo menos era assim que eu pensava antes de conhecê-la."
????????
É um pouco complicado não tentar passar nenhum spoiler depois de terminada essa leitura... Porque, apesar de muita informação ser passada nesse primeiro livro fazendo você se sentir um pouco perdida ou a leitura ser um pouco cansativa, a estória de Sam, Samantha Holfer, nos segura pela curiosidade da próxima palavra, parágrafo, página, capítulo. Você fica na ânsia de querer desvendar o mistério que ronda em toda a leitura.
???????
comentários(0)comente



Marcelle 04/11/2018

Surpreendente!!
No início do livro vamos conhecer as meninas Hoffer. Sam, Babi, Mô, Regi, Sy e Luci são primas e um tipo de celebridades na cidade. Moram em uma ilha isolada, com suas mães e a Vozinha. São lindas e ricas. Muito ricas.
Aos poucos a gente vai sendo levada para o mundo das Hoffer e é quase como se a gente se tornasse parte daquilo também. Voltando a história, confesso que num primeiro momento achei tudo liberal demais, porque afinal de contas, elas bebem demais, transam demais e são apenas adolescentes. Mas ainda que minha consciência possa achar errado, se for pensar racionalmente, não parece muito diferente da vida das meninas ricas que vemos por aí. Sam namora Martin, um cara que já não gostei, desde a primeira cena, num namoro muito do mais ou menos e sem nenhuma razão de ser. Elas formam um grupo fechado (só a elite, sabe?) e nele há também Tui, o melhor amigo de Sam e o ser mais lindo do universo. Até que surge uma nova família na cidade. Ben e Tami são logo incluídos no seleto grupo. E mesmo com as gêmeas se jogando em cima de Benjamim, ele parece mesmo gostar de Samantha. Aí vem uma longa luta, até que ela convença a si mesma que Ben é um trilhao de vezes melhor do que Martin. E demorou!! Porque eu fiquei querendo dar uma sacudida nela um moooonte de vezes pra ver se ela acordava. A verdade é que Sam não se considera tão bonita quanto a irmã e primas e sua auto estima não é lá essas coisas.
E enquanto a gente vai adentrando Tormento, Ben vai se mostrando um bocado misterioso, levando Sam a loucura algumas vezes. A sensação que eu fiquei é que realmente nada acontece certinho na vida de Samantha. Parece que ela está sempre envolvida em alguma coisa estranha. Ou pesada. Sam vai passar por poucas e boas. Mas Benjamin vai estar sempre lá, mesmo quando parece que não era pra ele estar. Às vezes dava vontade de perguntar: afinal de contas, você quer ou não quer estar aqui?
A gente vai lendo a história e tendo a cada página virada, uma única certeza: há segredos espalhados por todos os lados. As Hoffer por aí só, já são um segredo ambulante. Mulheres que moram sozinhas numa ilha, isoladas, com apenas seguranças que somem e aparecem e sendo todas viúvas? Ben e sua família com atitudes sempre estranhas e que só pioram com a chegada da avó? E quando chegamos ao capítulo final.... Parece que explodiram algo na nossa cara!! Eu fiquei tipo: 😱😳 e aí comecei a entender coisas que aconteceram antes, ao mesmo tempo em que gritava: não, não, não!! Isso não pode estar acontecendo com eles!!! Com eles, não!!
Pois é, gente. Foi assim. Kkkkkk A verdade é que Luxúria é um livro totalmente envolvente. A Ju construiu um universo e escreveu de um jeito que a gente se sente parte dele. E quando acaba... além de alguns pontos revelados, sobram também muita e muita ansiedade pro próximo. E que venha Apocalipse! Se eu recomendo?Muita coisa!! Um milhão de vezes, sim!!!!
comentários(0)comente



Literaleitura 04/11/2018

Em 'Luxúria' damos início a série 'Herança das Sombras' e conhecemos uma família bastante peculiar e intrigante. A família Hoffer é a principal responsável pelo giro de capital de toda Tormento, o que faz seus integrantes, ou melhor, suas integrantes bastante conhecidas e ricas, isso porque a família atualmente é composta somente por mulheres.

A história é narrada em primeira pessoa por uma das adolescentes da família, Samantha, uma garota de 16 anos que vive com sua mãe e irmã, juntamente com duas tias, quatro primas e uma avó, todas isoladas em uma ilha a qual leva o nome da família.
Logo no início da obra conhecemos cada uma das jovens Hoffers e suas principais características. Ao começar com as gêmeas, Regi e Sy, as mais velhas com 18 anos, que fazem os meninos suspirarem por onde passam. As irmãs Luci e Mônica, a primeira é uma garota muito animada, mas que vive em pé de guerra com seu namorado Rodolfo; a segunda não é só a melhor amiga de San, mas também uma jovem bem estilosa que foge dos padrões estereotipados pela sociedade, a jovem vive se lamentando por não encontrar seu príncipe encantado e é a mais antenada com as fofocas locais. Barbara é a irmã mais nova de San, romântica incorrigível e também a caçula da família.
Samantha é bastante singular quando comparada às suas parentes, todas altas, loiras e lindas, ela se sente diferente, seja pelo seu estilo mais comportado ou sua paixão pelo surf, mas é difícil não enquadra-lá no grupo, pois ela é uma Hoffer e isso não é pra qualquer um. Muitas garotas de Tormento matariam para fazer parte do grupo, mas como ela mesma diz, é quase impossível, as Hoffers são as "patricinhas" do colégio, por onde passam são notadas e admiradas, seja por sua beleza ou pela quantidade de dinheiro que possuem, elas sempre são a grande atração da festa.

Sam tem um namoro de longa data com Martin, o filho único e mimado do prefeito de Tormento. Eles estão juntos desde sempre. No início Martin era um menino doce e carinhoso, mas Sam foi notando algumas mudanças no namorado com o passar dos anos. Vindo de uma família de políticos e vivendo cercado de "amigos" interesseiros, Martin foi mudando seus modos, principalmente a maneira de lidar com os sentimentos de Samantha. A garota era seu objeto, tendo que atender todas as suas vontades, mas com o tempo Sam ia percebendo que não era somente o namorado que estava mudando, como ela também, seus amigos não eram mais os mesmos e ela passava os dias fugindo do namorado no colégio para não ter que aguentar suas conversas e assuntos desinteressantes, na verdade ela não sabia se ainda o amava ou se estava com ele por puro comodismo.

Por morarem fora do continente, as jovens precisam diariamente se deslocar por transporte marítimo para poderem frequentar a escola, irem a restaurantes, lojas e festas. E é justamente em uma dessas pequenas "viagens" que a vida de Sam começa a tomas novos rumos.
Ao voltarem das férias escolares, quando o barco das meninas está atracando no pier, Samantha percebe estar sendo observada por um jovem de olhos verdes próximo a uma Dodge Ran preta, e sua surpresa é ainda maior quando ao chegar no colégio descobre que o garoto é o novo aluno do 3º ano do qual todos estão falando. O recém chegado acaba de se mudar de São Paulo junto com sua irmã mais nova Tamisa e seu pai Marcos (que por coincidência irá trabalhar na empresa da família Hoffer).

As primas mais velhas de Samantha logo travam uma guerra disputando quem irá ficar com o novo "boy magia" da escola e se surpreendem com o desinteresse do garoto por elas (o que nunca aconteceu antes...pois todos queriam tê-las). Ben, como era conhecido entre os amigos, na verdade estava interessado em Samantha e começa a investir sem dó na nossa protagonista. No começo, San se irrita com o garoto, achando-o metido e insuportável, e ele consegue mesmo mexer com a cabeça dela, sempre deixando-a irritada por zombar de sua coordenação e falta de equilíbrio (pois San está sempre caindo) e até apelida a menina de marrentinha, o que a deixa ainda mais furiosa.
Mas mesmo com todas as intrigas envolvendo os dois (claro que tanta implicância iria darem alguma coisa), Samantha não consegue negar que Ben mexe com seus sentimentos, mas até que ponto ela estaria disposta a arriscar seu namoro estável com Martin para embarcar em um novo relacionamento incerto?

Com o decorrer do enredo vamos ficando a par de alguns mistérios envolvendo muitos dos personagens da história. Benjamin, com seus sumiços repentinos e desculpas esfarrapadas; Tui, um surfista fofo e melhor amigo de Sam (competindo fortemente com Mô) que nutre um amor secreto por uma das primas dela; e os segredos envolvendo toda a família Hoffer que estão relacionados com a duas principais regras impostas pela matriarca da família (regras que não devem ser descumpridas de maneira alguma): As meninas devem sempre permanecerem juntas e sempre voltar para casa, não importando o estado no qual se encontrem.
Entre seus segredos, a Hoffers também tinham uma misteriosa tradição de não deixarem a ilha aos domingos, mas como em toda família, sempre existe uma "ovelha negra" e nesse caso, essa era Sam, que descumprira por duas vezes as regras e as consequências vieram da forma mais lamentável possível...se a expressão "castigo vem a cavalo" é mesmo real, a prova viva era Samantha.

***

Dentre as muitas coisas que me fizeram gostar tanto da obra posso destacar o enredo...o modo como tudo é ambientado e como San descreve desde a características de Tormento, como a rotina das primas, é bem envolvente. Confesso que tive muita dificuldade de me desapegar dessa leitura, li a obra em menos de 36 horas (isso intercalando com outros afazeres), queria saber o que iria acontecer no final...e chorar para que a autora lance a continuação o mais rápido possível.
Gostei muito de conhecer a personagem central mais a fundo, pois a forma como ela mesma descreve-se, não só fisicamente mas sobre seus sentimentos, é difícil não gostar dela. Ela nutre uma paixão inexplicável pelo mar e pelo surfe, sente muita falta do pai, vive em pé de guerra com sua mãe (que não conseguiu superar a morte do marido) e é extremamente fiel à família...amor incondicional mesmo. Sua amizade com Tui é uma mas mais fofas que já vi na literatura, eles são mais que confidentes, não julgam um ao outro e respeitam suas decisões (por mais eradas que possam parecer), mas sempre tentam fazer com que o outro encontre o melhor caminho para lidar com as adversidades que surgem em seus caminhos.

Eu favoritei a obra sem pensar duas vezes, mas não consegui dar 5 estrelinhas (isso dói no meu coração). Isso porque, embora tenha adorado a união das meninas, achei a maioria delas fúteis demais, elas não tem ambição profissional, não ligam para os estudos, isso porque sempre foram ricas e belas. Eu não sei vocês, mas se eu fosse "podre de rica" eu iria passar a minha vida fazendo todos os cursos que tenho vontade...conhecimento nunca é demais (e como eu sempre falo...ninguém pode tirar de você!).
Acho que elas poderiam aproveitar melhor o dinheiro da família e não só sair por ai gastando com roupas, carros e baladas. Elas só pensam em serem jovens e lindas, arrebatarem o maior número de garotos que conseguirem (isso vale para as gêmeas), nenhuma sonha em ser algo mais que uma Hoffer

***

A obra traz muitos momentos de descontração, mas também, alguns para abalar o coração dos leitores (é eu chorei! Pra variar...). Os mistérios fundamentais da obra eu só descobri no epílogo, e estou chocada até agora. O ritmo do livro frenético, daquele que consegue tirar o sono e matar o leitor de curiosidade, no começo eu achei que não iria conseguir me acostumas com a quantidade de personagens...muitos nomes e personalidades distintas, mas foi só no início da obra mesmo, depois fui me envolvendo com a obra e queria que a mesma tivesse mais 400 páginas.
Com uma escrita fluida e bem elaborada, gostei muito da diagramação, mesmo tendo lido aversão digital (quero minha versão impressa!), achei que a fonte colaborou bastante com a dinâmica de leitura. A capa é simples e bonita, como eu gosto...nada de informações excessivas e desnecessárias para confundir o leitor.

Se você está procurando um livro diferente, com personagens marcantes, intrigas, romance e muito mistério...super recomendo essa obra! Deixe-se envolver por Luxúria, venha conhecer um pouco mais da família Hoffer e assim como eu, ficar ansioso pelo próximo volume.

site: http://literaleitura2013.blogspot.com/2017/04/resenha-luxuria.html
comentários(0)comente



Paloma.Isabelle 03/11/2018

Novo Baby
"Nós devíamos ter química, física e com certeza a biologia!"

No ebook conhecemos a jovem Samantha, uma garota com uma beleza incomparável, que acabou passando por momentos muito difíceis, uma delas foi a perda de seu pai, ela também mudou um pouco principalmente os seus sentimentos em relação ao seu namorado Martin.

Beleza é uma coisa que vem de família, principalmente a família Hoffer, tanto Samantha, como suas primas e irmã, chamam atenção por onde passa, ele moram em uma ilha chamada Tormento.

Quando Benjamin se muda para a cidade, Sam e ele se cruzam e uma química acaba acontecendo, fazendo o coração dela ficar um pouco mexido.

"[...] eu amo você, mas não estou mais apaixonada por você, e não consigo mais voltar a me sentir assim. Desculpe. "

Benjamin logo faz amizade com os amigos da Sam, o que acaba tornando a situação um pouco complicada, pelo simples fato de que agora eles tem pessoas em comuns, as Hoffer são formadas por Babi (irmã da Sam) e suas primas Mô, Sy e as gêmeas Regi e Luci.

Além de serem muito populares a família Hoffer guarda um segredo que passa de geração a geração, um segredo capaz de mudar muitas coisas, mas o que seria?! E o que poderia acontecer entre Benjamin e Sam?!

Eu diria que Samantha é a ovelha negra da família, o estilo de vida dela é completamente diferente das outras Hoffer e isso foi um ponto positivo que me chamou bastante atenção, já o seu namorado Martin é um canalha, sem vergonha, eu odeio ele e se pudesse socava a cara dele, diria que a Ju foi muito esperta em colocar o príncipe do Benjamin, gente esse personagem é aquele que te tira o fôlego.

"Eu não entendia essa obsessão por saltos, elas já não eram altas o suficiente?! Tinham de me fazer sentir o próprio anão de jardim em sua presença?! "

O rumo que a historia toma é bastante interessante, em nenhum momento se torna uma coisa chata e sim surpreendente, o clima da história é muito gostoso, eu acabei me apegando muito a ela, no início a história começar bem devagar, nem parece que vai te surpreender, mas no decorrer e no final ela te pega de uma forma, que não tem explicação, a Ju soube prender o leitor e soube fazer com que os personagens criassem um vínculo, então é bem provável que vocês vão se apegar, a melhor parte do ebook foi quando estava prestes a chegar ao final, muita das respostas que eu procurava acabei encontrando.

Eu fiquei com a pulga atrás da orelha, fiquei bem curiosa com a continuação, acho que a Ju guardou os elementos mais poderosos pro segundo livro e acho que muitas reviravoltas estão pra acontecer.

Eu sou suspeita pra falar mas eu queria um Benjamin pra mim hehe gente ele e a Sam são tipo incríveis, não posso dar spoilers, então vocês vão ter que ler.

Como eu recebi foi o ebook, eu não sei muito bem como é o livro, mas pelo que eu vi em fotos eu já me encantei com a capa, acho que tem muito a ver com a história.

Ju eu gostaria de agradecer pela parceria, quero que acabe depressa a continuação hehe saiba que sempre pode contar com a Equipe do Contos Literários.

site: http://www.contosliterarios.com.br/artigo/ebook-luxurias-heranca-de-sombras
comentários(0)comente



68 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5