Luz e Trevas

Luz e Trevas Elle Casey




Resenhas - Luz e Trevas


28 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Carol 01/09/2020

Fraco
Não sei bem oq pensar, achei interessante até certo ponto, mas meio forçado e fraco. Vou ler o próximo pra ver se tem algo que valha a pena.
comentários(0)comente



25/08/2020

Livro incrível, leitura dinâmica, rápida, intrigante!! Acho super gostoso e continuo indicando toda a saga.
comentários(0)comente



Ingrid.Christyne 13/08/2020

Perfeição
Neste volume, a Jayne busca aperfeiçoar e entender seu poderes e se mete muito em problemas, típico dela rsrsrs. Ela faz algumas escolhas erradas e outras certas o que faz o enredo bem empolgante e me deixaram fixadas na história e ainda mais apaixonada nessa saga perfeita. Além de que fala um pouco mais sobre o outro lado da moeda. Ansiosa para o próximo livro.
comentários(0)comente



William das galáxias 25/06/2020

Não pode elogia né?! Que já desandou
Terminei luz e trevas com fogo nos olhos de ódio com o final, que na verdade é muito bom, meus deus, que final, o ódio veio por causa da história.
Esse terceiro livro é bom, mas em comparação ao primeiro e ao segundo, esse deixa a desejar.
Mas não tira a graça dele, senti uma enorme satisfação no final, o que deu pra colocar mais uma estrela nele, por que tava já planejando colocar 3 kdkfjfj
Enfim, gostei mas não gostei.... é isso :)
comentários(0)comente



D. Herondale 08/04/2020

A Guerra dos Fae: Luz e Trevas.
O meu grande problema com este volume foi a protagonista: Jayne pareceu não ter evoluído absolutamente nada nos meses em que passou junto aos Fae da Luz. Continuou insolente, mal educada, achando que é só bater o pezinho pra conseguir o que quer, nem um pouco sábia e agora tá provavelmente mais intolerante do que já era antes, com ideais inflexíveis que mais a fazem parecer uma pessoa da terceira idade se recusando a desconstruir um pensamento. Tudo isso acabou com a minha simpatia por ela e me deixou mais propensa a torcer pra os Fae das Trevas, que passam a sensação de um grupo muito mais real: incompreendido, rejeitado, demonizado e desejando liberdade.
Outra coisa são as "ficadas" casuais da Jayne com o Spike: chegou a um ponto que não é nem engraçado, é só "nada a ver" e muito, muito irritante. Não teria como gostar deles juntos nem se eu fosse uma fã número um de literatura erótica.
A narrativa teve os seus pontos parados, entediantes e um tanto incômodos (infelizmente carisma não é o forte desse grupo, nem piadinhas) mas os picos de ação souberam compensar isso; a volta da Samantha e o incidente com o Chase foram muito bem empregados.
Tô curiosa pra o próximo livro, só tenho medo que a perspectiva da história (ou da Jayne, melhor dizendo, já que ela é a narradora) continue a mesma coisa e tudo acabe sem uma evolução de pensamento dela, porque isso é o que eu mais quero ver (e também quero ver ela com o Chase, se não for pedir muito, risos)
comentários(0)comente



Gabyh 31/03/2019

"Rapidamente escondi Tim na frente de minha túnica, rezando para que não o estivesse machucando, e me levantei de um pulo para receber a dupla."

Sejamos sinceros que a cada livro novo dessa série nos surpreendemos mais ainda com as evoluções da trama, no anterior vimos a correria em que Jayne e seus amigos se meteram para que Tony se tornasse uma criança trocada - mesmo já tendo recusado isso - agora é fácil perceber que ele já se adaptou a essa nova realidade.

Vemos a evolução de todos ele em seus treinamentos é visível logo de cara, mas também percebemos que a cada passo mais próximo da guerra os treinamentos parecem estar ficando mais pesados, mas ao mesmo tempo vemos como Jayne e seus amigos preferem continuar tendo vários segredos e não confiam nos faes mais experientes para lhes ajudar a resolver as coisas o que resulta em uma imensa confusão - e nesse livro - na perda de um amigo muito querido e que faz falta no decorrer da trama.

O reaparecimento de alguns personagens como Samanta e também como alguns faes preferem não se juntar diretamente a um lado como a bruxa Maggie, que ajuda os dois lados desde que isso seja conveniente para ela e seus próprios objetivos.

Jayne não muda muito em sua personalidade, pelo contrário, ela continua sendo uma garota um tanto atrevida e que gosta de desrespeitar as regras, o que muitas vezes se mostra perigoso para ela e os outros, ela tende a continuar agindo sem pensar muito nas consequências de seus atos e de como isso pode interferir de algum modo na rotina dos outros faes, que ela constantemente faz questão de chamar de família.

A relação de Jayne e Spike aflora um pouco e vemos que os dois apesar de todas as provocações se importam com o outro de uma forma a querer o bem acima dos desejos, Tim continua sendo um dos personagens mais engraçados do livro, mesmo que se mostre bastante misterioso quando o assunto é seu passado, já Tony é um personagem que se enturma facilmente com os Fae da Luz, mostrando ideias interessantes e até obtendo um cargo importante entre eles.

A pergunta que fica no final desse livro é, o que vai acontecer no final dessa guerra e até onde cada um está disposto a se sacrificar para ser o lado vencedor? Afinal, no decorrer da trama vemos que essa linha que separa os Fae da Luz dos Fae das Trevas é bem confusa e que muitas vezes um fae simplesmente muda de lado.
comentários(0)comente



Cris Paiva 01/11/2017

Apesar da leitura ser rápida e gostosa o maior mal dessa série é a repetição desnecessária. A todo o momento a autora fica lembrando coisas que aconteceram nos livros anteriores para te situar na história, o que só serve para encher linguiça.
Aqui, a Jayne vai atrás de seu amigo Tony, que não quis se tornar uma criança trocada, e está sendo assediado pelos Fae das Trevas para se tornar um Fae do mal, e seu dever é ir até lá, chutar a bunda desse Fae e salvar seu amigo.
Pronto, a história é essa. Todo o resto do livro é formado pelas gracinhas da Jayne, piadinhas e os peidos fedidos do Tim, o seu pixie de estimação. Não que não tenha a sua graça e você não se divirta, mas me incomodou um pouco a falta de uma trama mais elaborada.
comentários(0)comente



Jeniffer 11/02/2017

Luz e Trevas
O terceiro livro de Guerra dos FAE chegou há um bom tempo pra mim, vindo de cortesia ainda da editora Geração, infelizmente não pude concluir a leitura antes do término da parceria. Mas ao conseguir tempo e disposição pra leitura, não me arrependi.

Jayne Sparks livra seu melhor amigo, Tony, das 'garras' de Ben, o Fae das Trevas que o quis levar para seu lado. E ao voltar ao 'comando' dos Fae da Luz, ela e seus amigos voltam a treinar para a guerra que está cada vez mais iminente. Ao longo dos treinos, a garota descobre mais poderes e ao lado de Tim (um pixiel muito louco) e seus outros amigos Fae, incluindo Tony, evolui ainda mais como Fae. Porém, os Fae das Trevas continuam planejando a guerra contra os Fae da Luz e Jayne se torna alvo deles, sendo uma Fae elemental (um Fae que tem poder sobre todos os elementos básicos da Terra, algo raro nos dias atuais).

Jayne continua muito rebelde e sem 'papas na língua' quando é confrontada, criticada ou quando não sabe do que está falando. Sim, Jayne está mais poderosa na continuação dessa série, mas continua um tanto infantil e 'sem noção' algumas vezes. O que não deixa a história totalmente desinteressante assim.

Confesso que a leitura no começo foi bem arrastada por conta de descrições para situar o leitor na série, o que me desagradou porque não fazia muito tempo que tinha lido o segundo livro e as cenas com Jayne apenas treinando e descobrindo novos poderes não chama tanta atenção assim. Mas ao chegar no meio da narrativa, é onde a ação retorna à trama e faz a leitura ficar mais instigante.

A relação entre Jayne e Spike aflora, Tim continua sendo um pixiel muito engraçado e misterioso e Tony demonstra-se bem enturmado entre os Fae da Luz, obtendo um cargo importante entre eles e ficando cada vez mais forte.

O livro não só retrata relações pessoais, mas também traz o questionamento sobre os Fae da Luz e os das Trevas, finalmente esclarecendo essa divisão e tirando pensamentos um tanto óbvios sobre o que poderia ter motivado essa divisão entre os seres Fae. A narrativa em primeira pessoa, feita por Jayne, faz com que os leitores continuem não sabendo de tudo o que está acontecendo, assim como a personagem vamos descobrindo aos poucos respostas para algumas perguntas, um artificio que a autora soube utilizar bem.

O final deixa mais uma vez um suspense para o próximo volume e provavelmente ultimo, lançado aqui no Brasil. Fiquei muito ansiosa para a próxima leitura e como Elle Casey irá escrever o desfecho das aventuras de Jayne e seus amigos.

site: https://monautrecote.blogspot.com.br/2015/10/resenha-guerra-dos-fae-luz-e-trevas.html
comentários(0)comente



Amiga Leitora 22/06/2016

AVISO: PODE CONTER SPOILER DO PRIMEIRO E SEGUNDO LIVRO DA SÉRIE, LEIA POR SUA CONTA E RISCO!

Esse é o terceiro e penúltimo livro da série 'A Guerra dos Fae' (resenha do primeiro livro aqui), que conta a trajetória da destemida Jayne Sparks, que após quase ser molestada pelo padrasto resolve fugir de casa, acaba conhecendo um grupo de crianças fujonas e 'cai de paraquedas' em uma floresta encantada, onde descobre que não só ela, mas todos aqueles ali envolvidos, são seres sobrenaturais, denominados Fae.

No livro anterior (Chamado as Armas) vemos Jayne e seus amigos aceitarem a magia que percorre suas veias, e dar inicio a uma série de treinamentos para descobrir qual espécie de Fae são, e como aprimorarem seus conhecimentos. Além disso uma guerra está prestes a explodir entre os Fae das Luz e os Fae das Trevas, e Jayne e seus amigos voltaram a Miami para salvar a vida de Tony, que após descobrir tudo sobre os Fae, decidiu ter sua memória apagada e retomar a sua vida de simples mortal.

Agora em 'Luz e Trevas: A Guerra dos Fae', retornamos ao momento crucial da história em que o segundo livro acabou. Jayne luta com Ben, um elemental - como ela - dos Fae das Trevas, e recupera a confiança de Tony. Mas a sua missão ainda mais difícil será fazer com que o conselho dos Fae da Luz, ignorem todas as suas regras e aceitem Tony no complexo.

Como se não fosse pouco, seu pequenino amigo Tim, arruma uma bela confusão ao usar seu poder de pixie (uma magia que faz a pessoa sentir tanta felicidade a ponto de enlouquecer ou morrer disso) em Chase, o demônio protetor de Jayne. E para fazer com que seu amigo volte ao normal, Jayne está disposta a quebrar todas as regras, e assim não só salvar Chase como proteger Tim das piores das punições. Só o que ela não contava era ser traída por aqueles a quem confiava, sem falar que tal traição colocará não só sua vida como a vida de todos os Fae da Luz em perigo, acendendo assim a faísca que daria inicio a grande guerra entre os Faes.

Com certeza esse terceiro livro da série superou todas as minhas expectativas, pois mesmo eu tendo feito uma ótima leitura nos dois primeiros, 'Luz e Trevas' conseguiu ser ainda mais emocionante e cheio de ação que ambos. A escrita de Elle Casey continua ainda mais fluida, e a rebeldia e humor de Jayne ainda mais divertido. Sem falar na participação de Tim, que deu um toque especial a toda essa nova aventura da nossa protagonista.

Infelizmente o que me chateou foram algumas atitudes - ou devo dizer destino? - de personagens já queridos, e como o meu shipper pode ter ido por água abaixo depois de alguns acontecimentos. No entanto não foi nada que atrapalhou a leitura, pelo contrário, só me deixou ainda mais curiosa para saber qual será definitivamente o destino de todos eles.

Novamente Elle finaliza sua obra em um momento crucial, me deixando desesperada para dar sequência e concluir a série, que agora se vê diante da tão temida (ou esperada) guerra. Também ganhamos algumas explicações nesse novo livro, como o porque da divisão dos Fae e os motivos que os fazem querer lutar um contra os outros. Além de juntos aos personagens, ganharmos conhecimentos sobre seus poderes e habilidades.

Definitivamente 'Luz e Trevas' é considerado por mim o favorito (até gora) entre os livros dessa série, que é leitura obrigatória para todos os fãs de fantasias e de garotas que não levam desaforo para casa no comando da história. A forma como a construção desse mundo fantástico foi elaborado pela autora em nenhum momento deixa a desejar, e o fato de não existir aquele foco apenas no romance, faz com que a ação e aventura ganhe força total durante a leitura. Super indico a série inteira! E que venha o quarto/ultimo livro para minha lista de leituras \o/.

Resenha feita por Thais - Blog Amiga da Leitora

site: http://www.amigadaleitora.com/2016/06/resenha-guerra-dos-fae-luz-e-trevas.html
comentários(0)comente



Nasa 15/04/2016

A Guerra dos Fae, Luz e Trevas
É o terceiro livro da série a Guerra dos Fae, Luz e Trevas, as descobertas não param. As coisas ficaram um pouco complicadas no livro dois quando Jayne descobriu que Tony estava correndo perigo. Não deu outra à turma toda foi salvá-lo e garanto as coisas esquentaram literalmente. O Fae das trevas tumultuou o caminho dos garotos e fiquei em suspense até o último instante. O Pixie, ou seja, Tim se machucou e meu coração ficou em pedaços, adoro esse homenzinho engraçado e brincalhão.

O retorno ao complexo dos Fae da luz é feito sem sobressaltos, mas Tim esta ferido e ninguém sabe o que acontecerá com Tony. Ele terá de se submeter à decisão do conselho e eles não são nada fáceis de lidar. Confesso que quase chorei emocionada quando eles decidiram sobre a situação de Tony.
Tim e Jayne nesse livro estão inseparáveis e vão enfrentar grandes desafios. Maggie, a bruxa, que ajudou Chase a descongelar no livro dois, o Chamado as Armas, ajuda e atrapalha na mesma medida e nesse livro ela complicou tudo.

Bem, normal, é o terceiro livro e as coisas estão tomando um rumo mais complicado e serio. Tony sem dúvida é um Fae, mas de que espécie? Maggie é amiga ou inimiga? Cresce a amizade de Jayne e Tim, sem falar que Spike está mais sexy e louco para absorver um pouco de sua energia.

O que Jayne não contava é que Tim com medo, usasse seus poderes e tocasse um de seus amigos. Ela agora precisa correr contra o tempo para salvar dois amigos. Isso a coloca diante dos Fae das trevas e em perigo mortal. Ela vai atravessar portas proibidas dentro do complexo dos Fae da luz. A floresta Negra não é o quintal de casa, nela existem perigos e inimigos a sua espreita. O certo é que ela vai precisa de toda a ajuda que puder contar para voltar para casa.
Amigos, bruxos, elfos, duendes, crianças trocadas todos se reuniram para trazê-la de volta sã e salva. Mas o confronto será inevitável e alguns cairão.
Minha nota? 4 Beijos mordidos!


comentários(0)comente



Arca Literária 06/04/2016

resenha disponivel no link http://www.arcaliteraria.com.br/a-guerra-dos-fae-3-luz-e-trevas-elle-casey/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/a-guerra-dos-fae-3-luz-e-trevas-elle-casey/
comentários(0)comente



Isabela 12/01/2016

Resenha - A Guerra dos Fae #3 - Luz e Trevas
Luz e Trevas é o terceiro livro da série A Guerra dos Fae, e o mais intenso até agora! MEU DEUS QUE FINAL FOI ESSE ME AJUDEM. Mas calma, vamos começar pelo começo.
Diferentemente dos livros anteriores, nesse livro tenho uma pequena crítica a fazer, não à história ou algo relacionado, mas à tradução, que decidiu NO TERCEIRO LIVRO DA SÉRIE traduzir daemon como demônio, e ficou simplesmente péssimo, já que nos livros anteriores eles deixam bem claro que daemon não era um demônio. Minhas reclamações param por aqui e a seguir vem a puxação de saco da série maravilhosa. Obrigada pela atenção.
Jayne continua maravilhosa como sempre, xingando e mais teimosa do que nunca, tudo que eu mais amo sobre ela

site: http://www.isabelaborges.com/
comentários(0)comente



Minha Velha Estante 31/12/2015

Ou eu era apenas outra garota fae, um elemental com uma conexão sobrenatural com os elementos da terra e da água, ou era O elemento, o que eles chamam de Mãe – aquela a que eu sempre havia me referido em minha vida humana como Mãe Natureza. Era alguém por quem eles esperavam haviam dois mil anos, ou algo assim.”

Oi, gente,

Mais uma vez vamos saber um pouco das aventuras de Jayne. Nesse terceiro livro vamos encontrá-la bem mais madura e bem menos boca suja.

O livro retoma a história exatamente no ponto em que parou o livro 2. E agora estamos vivendo um climão bem sério e sombrio.

Jayne terá que ajudar seu melhor amigo Tony, que desistiu de ser uma Criança Trocada no passado, lidar com as consequências do feitiço do seu amigo pixie Tim, aprender a manipular melhor os seus poderes, enfrentar a traição, conhecer sentimentos dúbios como o amor, decidir quem é verdadeiramente bom e quem é verdadeiramente mal e se preparar para uma guerra contra os Fae das Trevas.

Junto com Jayne, vamos conhecer os pontos de vista dos Fae das Trevas e dos Fae da Luz. E ainda bem, todos os personagens começarão a questionar a diferença entre eles, entender o que cada lado representa e escolher em que frente deseja lutar na guerra que está por vir.

Quem leu as resenhas anteriores sabe que sou fã de carteirinha da Jayne e da Elle Casey. Jayne é adorável, uma menina com alguns traumas do passado, sarcástica, esperta, mandona e boca suja no começo, que vai amadurecendo visivelmente a cada livro, de acordo com o decorrer dos acontecimentos que a envolve. A Guerra dos Fae é uma história original que traz novos personagens a cada volume, cria novos seres e dá uma nova roupagem a tantos outros seres fantásticos que já conhecemos.

Ah, e parece que teremos um pouco de romance, resta saber quem será o escolhido do coração de Jayne. Mesmo sem um romance concreto, o livro não deixa de ter umas cenas bem quentes de Jayne com o seu íncubo preferido, mesmo que seja só para lhe dar um pouco de energia. Vale à pena conferir!!!

“Maldito seja ele por ser tão gato. Os bandidos eram sempre mais bonitos que os mocinhos.”

Mais uma vez a Geração está de parabéns pela qualidade gráfica do livro: capa linda, papel amarelado, revisão e diagramação perfeitas!!! Só não podem demorar em publicar o próximo, pois estão correndo o livro de perder a parceira para um enfarte por ansiedade. rsrsrsrs

Terminando de uma maneira que leva qualquer um à loucura, Luz e Trevas é uma continuação que não deve nada para os livros anteriores e ainda faz aumentar a expectativa do leitor.


site: http://www.minhavelhaestante.com.br/2015/01/leitura-da-drica-luz-e-trevas-guerra.html
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 13/10/2015

Neste terceiro livro, voltamos exatamente de onde o segundo parou, agora com Jayne treinamento com O Verde.

Iremos conhecer o pixie Tim, que será o novo companheiro da Jayne e trará muitas confusões, teremos Tony de volta e muito mais.

Janyne começa a ficar preocupada com Tony e em suas trocas de e-mail nota em novo melhor amigo Bem que mexe com a vida de Tony. Ela reúne toda a galera para ir salvar Tony de um possível Fae das Trevas.

“-Aqueles que não estão conosco, estão contra nós.”
No mundo do humanos Jayne conhece Bem, um elemental como ela, mas que domina o Fogo e vento e que esta tentaod recrutar Tony para os Fae das Trevas. Depois de muita confusão Janyne leva Tony para os Fae o que torna as coisas ainda piores, já que ele rejeitou os fae no primeiro livro.

Resenha completa:

site: http://blog.vanessasueroz.com.br/luz-e-trevas/
comentários(0)comente



Cindy 16/09/2015

Apaixonada pela série
Uma coisa q me irritou: a Jayne banca muito a babá do Tony no início do livro. O Tony ja tinha deixado claro no primeiro livro q não queria ser uma criança trocada, mas depois de ter a memória apagada muda de opinião.  Algumas atitudes da Jayne me fazem acha-la um pouco mimada, mas ela é uma garota incrível. Tem uma personalidade forte e marcante. Não é nenhuma princesinha, isso que me faz gostar mais dela. Ao longo do livro eu fui me apaixonando mais e mais por todos os personagens, e estou ficando louca com a enrola entre Jayne e o Spike, eles vão ficar juntos ou não? Eu estava quase entrando no livro e juntando os dois. Outra coisa que eu simplesmente amo no livro é que a Jayne não se importa com o que sai da boca dela, ela fala as coisas como elas são. Nunca tinha visto uma heroína da boca tão suja, mas isso me faz gostar dela ainda mais. Adoro a narração do livro, que é pelo ponto de vista da Jayne, logo tudo é narrado com o bom humor, a ironia e o sarcasmo característicos dela. O final do livro foi eletrizante e me deixou roendo as unhas de vontade de ler o próximo. Adorei, super recomendo ele e toda a série para todos.
comentários(0)comente



28 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2