O Fingidor

O Fingidor Samir Yazbek




Resenhas - O Fingidor


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Tania Regina 31/08/2018

O Fingidor
O Fingidor foi escrito por Samir Yazbek, para ser uma peça teatral.
Ele conta uma história contada nos palcos, com as luzes, sombras e cenas de um teatro. Fala de Fernando Pessoa, o poeta e seus heterônimos.
Ele finge ser um datilógrafo e começa a trabalhar para José Américo, um crítico literário que está fazendo uma Conferência sobre Fernando Pessoa.
Fernando Pessoa conversa com seus heterônimos, que só ele mesmo consegue enxergar.
É interessante imaginar a peça, com o personagem, se disfarçando de outra pessoa, como uma forma de brincadeira e torcendo para que ninguém o reconhecesse.
Muito gostoso de ler, tem muitos poemas do escritor Fernando Pessoa que enriquecem muito essa peça.
comentários(0)comente



Michele 28/11/2013

Já perdi as contas de quantas vezes li esse livro. Escrito em forma de teatro, tem como personagem principal o poeta Fernando Pessoa que finge ser o datilografo Jorge para trabalhar com um critico que esta fazendo uma conferencia sobre sua obra. Meio confuso de entender assim, mas me ajudou a conhecer um pouco esse poeta tão especial, embora não seja baseado em fatos reais gosto de imagina-lo como nessa peça.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Leonardo 28/12/2012

Um pouco de Fernando Pessoa
O livro está em forma de teatro, o que não tira a capacidade dele de nos prender com a sua história. Na trama Fernando Pessoa finge ser alguém que não é, e acaba se reconhecendo mais com esse personagem inventado do que consigo mesmo.

Tanto os personagens quantos os locais das cenas, estão bem descritos, uma história inventada, mas que lendo o livro você ainda tem a oportunidade de conhecer um pouco de Fernando Pessoa, já que em toda a trama sempre há trechos de seus poemas.

''O poeta é um fingidor
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente."

Versos do poema ''Autopsicografia", de Fernando Pessoa.


comentários(0)comente



Li 25/06/2012

Muito prazer, Pessoa
Eu já tinha lido muita coisa dele e sobre ele. mas foi esse livro que me mostrou a pessoa por trás da obra e do nome.E senti por não ter ido ver a peça ( esse livro é a base de uma peça sobre Fernando Pessoa que foi encenada por muito tempo aqui em São Paulo) bastante aclamada e também premiada.

Outro mérito do texto, a meu ver é clima vertiginoso que o autor do texto soube construir, o clímax, o cerco se apertando em torno de um Pessoa disfarçado, impossibilitado de voltar a amar devido à doença do corpo e a da alma. tem que ler. Inesquecível.
comentários(0)comente



lai 13/04/2011

cheio de mistérios
Esse livro me mostrou muita coisa, que as pessoas podem gostar de um artista e de suas obras mas, se essa pessoa ver esse artista disfarçado, pode simplesmente, não saber que é ele.Para min tudo bem não reconheçe-lo,mas não reconhecer nen mesmo as suas obras!
Por isso eu gostei desse livro, ele revelador de muitas coisas e muitas informações.Apesar do título.
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6