Caixa de Pássaros

Caixa de Pássaros Josh Malerman


Compartilhe


Resenhas - Caixa de Pássaros: Não Abra os Olhos


1352 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Carla 29/01/2015

Não abra os olhos >> DE FORMA ALGUMA!
"Os armários estão vazios. Não há quadros nas paredes. Fios passam por baixo da porta dos fundos e chegam até os quartos do primeiro andar, onde amplificadores alertam Malorie e as crianças para qualquer barulho que venha de fora da casa. Os três vivem assim. Ficam bastante tempo sem sair. E, quando saem, estão vendados."
JESUSSSSS!!! O que exatamente esse livro foi capaz de fazer comigo? Simplesmente não consegui largá-lo até o desfecho "triunfal" (devorei em apenas algumas horas)... Se você acha que um apocalipse zumbi seria a pior coisa que poderia acontecer a humanidade, você está tremendamente ENGANADO. Coisas muito mais sinistras podem estar a espreita, aguardando apenas o momento certo para atacar, e como não dizer: NOS DESTRUIR... Gente! Parem todas as leituras e coloquem esse livro no inicio da fila, atropelem todos e se deliciem com "Caixa de Pássaros"... Uma leitura frenética e alucinante, que te prende do começo ao fim, sem modéstia. Está esperando o quê? Mais que 5 estrelas, muitoooo mais!!!
Thalys 29/01/2015minha estante
quero ler muito esse livro.


Rafaela 10/02/2015minha estante
Ótima resenha! Sucinta e direta como eu gosto.


Nayra 13/02/2016minha estante
Achei a história muito boa, e tbm só consegui parar quando chegou ao fim. E o fim, devo dizer, me decepcionou um pouco. Não sei, talvez pelo desenvolvimento da história esperava um desfecho diferente.. Mas ainda assim é uma história que vale a penar ler..


Thalyta Nette 31/03/2016minha estante
A resenha foi ótima me fez ler, porém que final BOSTA.
Cadê as respostas???


Ana Claudia Car 27/07/2016minha estante
Que livro maravilho senhoras e senhores.
uma narração de tirar o fôlego, disparado melhor livro lido até aqui esse ano. terminei de lê-lo de madrugada.
não tinha sentido um medinho ao ler um livro dessa temática desde:Os três.
super recomendo esse livro.


Lucas 02/12/2016minha estante
Aiai esperando que o meu chegue logooo


Biancagabriela 11/05/2017minha estante
é um dos melhores livros que já li


Isys Bastos 12/10/2017minha estante
O livro realmente causa uma ansiedade na gente, como suspense ele é ótimo. Mas infelizmente o final decepcionante...


Marcos Renan 21/10/2017minha estante
O início realmente é bastante instigante: motiva o leitor pela curiosidade a comer o livro de uma vez. Mas o livro acaba prometendo muito além do que entrega. O final é decepcionante, além de diversos questionamentos ficarem em aberto, sem explicação alguma. 2 estrelas pra esse livro.


Moço dos bolo 23/07/2018minha estante
Gente! O final, depois de tudo o que passou, só podia ser desse jeito. Esperançoso. Se estão falando da questão de não explicar as criaturas, digo uma frase que vi na video-resenha da Bel e da Pam Gonçalves: ''o livro não é sobre as criaturas, e sim sobre o que elas causam''


Fabio.Gabriel.Oli. 08/12/2018minha estante
Gostei do livro sim. A história é boa, apesar do desenvolvimento do rio ser meio parado.
E o desfecho é legal mas faltou algo realmente surpreendente depois de tudo que é mostrado no livro.




Jaque - Achei o Livro 02/03/2015

Deprimente!
Sabe quando você tem uma lista enorrrrme de livros pra ler mas passa aquele outro na frente só porque todo mundo amou? Pois é, fiz isso :/
Gosto é gosto mesmo, cada um tem o seu, e o meu gosto literário definitivamente não tem nada a ver com esse livro.
O livro se passa praticamente todo dentro de uma casa com 6, 7 pessoas.
Eles não podem sair e se saem vendam os olhos para que não possam ver nada que tem lá fora. Aparentemente tem algo que fazem com que as pessoas se suicidam quando elas vêem.
Os capítulos são revezados, ora sobre a situação deles dentro da casa, ora contando sobre a fuga de uma sobrevivente, procurando um lugar seguro.
Esperava que algo muito interessante fosse acontecer a cada capítulo, mas não. Fiquei só na expectativa mesmo.
O escritor quis deixar o leitor tenso durante a narrativa, mas não vi nada demais, não me deixou tensa, muito menos com medo. Chegava a ser cansativo algumas vezes.
Uma estória muito fantasiosa, surreal, e extremamente deprimente.
Pelo menos esperava um final que explicasse esse apocalipse todo, mas foi outra decepção.
Mas como eu disse, tudo uma questão de gosto. Não faço parte da maioria, não gostei.
Keylla 07/06/2015minha estante
Achei que era a única com a essa opinião... kkkkkkkkkkkkkkkkkk


Mônica Candiotto 07/07/2015minha estante
Gente é uma história pra vc pensar, imaginar o q são as criaturas, o q aconteceu com o resto do mundo! É um suspense psicológico! Vcs não tem imaginação?!


bruno knott 30/10/2015minha estante
Pois é, concordo com bastante coisa que você disse. Acredito que o escritor soube trabalhar bem o suspense e o terror em alguns momentos, mas a situação toda chega a ser tão absurda que não dá para levar muito a sério. Me lembrou um pouco o filme Fim dos Tempos do Shyamalan, no qual o vilão era o vento. Enfim... para ler apenas uma vez.


Brusilva 05/11/2015minha estante
me lembrou o filme fim dos tempos também, emfim, gostei do livro, bastante, apesar de algumas pontas soltas, a idéia dele realmente pode ter sido essa, de deixar o leitor imaginar como seriam as criaturas, se realmente seriam criaturas ou se seriam outra coisa, eu esperava mais do final, mais acho que ele não estragou o livro, merecia uma continuação.


Nick 18/11/2015minha estante
Gostei, leitura boa. Mas realmente não consegui me afeiçoar a personagem a ponto de sofrer ou ter medo junto com ela, logo, não tive a sensação de suspense que deveria ter tido. Ideia muito legal, mas acho que muito vazia, digo, vaga. Entendo o ponto: use sua imaginação, mas eu, pessoalmente, acho que o escritor deveria me induzir melhor a isso. Mas Cada livro funciona de forma diferente para cada pessoa. Não rolou o "tchan" comigo, mas deve ter rolado para outros leitores. Mesmo assim recomendo.


Tamires 26/11/2015minha estante
Concordo plenamente! Todos elogiando o livro! Achei cansativo, repetitivo, extenso. As falas me parecem todas iguais, sabe? Só me senti tensa na cena do cachorro, fora isso, li me arrastando! Talvez eu esteja acostumada com livros MUITO bons e me decepcionei com este pois fiquei na expectativa de que esse seria bom também.


Jossi 12/03/2016minha estante
HORRÍVEL! PÉSSIMO!

Narrativa rasa, personagens sem personalidade, fracos, nem parecem humanos. Não existe sentimentos entre eles -- aliás, nem entre a 'mãe' das crianças, que nem nome dá aos bebês. Estranhei isso já de cara.

Depois, que narrativa é aquela, céus? Uma repetição irritante de palavras, uma interminável viagem, sem ação, sem visão (óbvio, essa é a grande "originalidade" da história, o fato de se cortar o fator MAIS IMPORTANTE DE UMA NARRATIVA, a descrição visual)!

E... o que mais? Um grupo de pessoas, um 'suspense' que não guarda nenhuma surpresa... e um final pra lá de simplório. Péssimo. Imaginação, Mônica Hangar, é atributo do AUTOR - não dos leitores. Esses buscam justamente essa 'imaginação' para relaxarem, se deixarem levar pela narrativa e pelo MUNDO criado pelo autor. E convenhamos, o 'mundinho' desse autor é pra lá de pequeno e sem criatividade. Falhou em tudo.


Marco Aurélio 18/07/2016minha estante
acho que devia ter uma explicação para as criaturas mas isso de deixar pra nossa imaginação...to fora kkk tem que ter começo, meio e fim o assunto


Rodrigo.Rodrigues 24/10/2016minha estante
Acho que o autor que fazer conosco que lemos esse lvro, o mesmo que as criaturas fazem com as pessoas que as vêem, Jaque! :/
Tenho medo que uma hora ou outra, nós... :/


Louise 05/12/2016minha estante
Achei que fosse uma das únicas que pensasse assim. Li esse livro por muitos comentários, pessoas dizendo que era aterrorizante, porém não achei nada disso, tedioso e além de tudo com um final muito ruim!


Priscilla 19/01/2017minha estante
Não gostei tbm. Ouvi falar tanto... me decepcionei. Achei a história rasa, personagens mal construídos, muitas falhas, tudo muito solto.


douglasroma 23/02/2017minha estante
Achei a produção mais para suspense do que terror. Terror mesmo foi o último que li, Os Condenados. Enfim, sei q no livro tinha muita coisa surreal, sem nexo, porém o enredo foi bem desenvolvido e emocionante. O final me decepcionou, ficou um vago do que foi tudo aquilo q aconteceu. Se indico? Indico, sim, dá pra devorar o livro em poucos dias.


Helvânia 28/02/2017minha estante
Também senti falta de explicações no final. Esse tipo de autor dá impressão que tem uma ideia boa pra história, mas depois não sabe pra onde está indo.


Jacke Hertel 02/03/2017minha estante
Fui na mesma empolgação Jaque!
Confesso que o início me prendeu e me deixou bastante curiosa para saber o desfecho final. Porém, até agora eu to querendo saber oque e como era a porra da tal "criatura"!
Decepcionada com o final do livro! MESMO!


Tali 10/04/2017minha estante
Nossa eu também não gostei =(




hassdc 18/03/2015

Que decepção esse final, nossa...
O livro te deixa curioso até, mas a medida que as coisas não se explicam, a frustração vai aparecendo.
sol 04/04/2015minha estante
senti o mesmo, caramba, cheguei a sonhar com isso d noite dpois q terminei o livro


Mia 08/04/2015minha estante
O livro é muito bom, mas algumas lacunas ficaram abertas no final. Eu acho que o livro precisa de uma continuação.
(Preciso saber como são as criaturas, a causa da insanidade generalizada, o que aconteceu com o resto do mundo... Não consigo ficar só com as minhas teorias.)


Nayra 13/02/2016minha estante
Me senti assim tbm com o fim. Achei a história boa, foi se desenvolvendo legal. Mas ficaram algumas questões que eu esperava que fossem ser esclarecidas. O final termina com esse "suspense".. Pelo desenrolar da história, esperei um desfecho diferente..


Tatiana 13/02/2016minha estante
Graças a Deus teve gente que não gostou do final!!!
Genteeee o que foi aquilo?
Quando você passa acho q da pagina 180 você começa a pensar, "puta merda, é assim que esse cara vai terminar?", você vai confiante de que não, não vai ser uma merda!
Você passa o tempo todo esperando que algo vai acontecer e simplesmente não acontece!
Você acha que o final vai ter surpreender e você fica de boca aberta! Po##@, ele cagou mesmo e o final era o que se esperava!
Você quer uma explicação para tudo, mas não aparece!
E o final dado aos moradores da casa! Que merda!
E Gary, que explicação tem?



Jossi 12/03/2016minha estante
HORRÍVEL! PÉSSIMO! Narrativa rasa, personagens sem personalidade, fracos, nem parecem humanos. Não existe sentimentos entre eles -- aliás, nem entre a 'mãe' das crianças, que nem nome dá aos bebês. Estranhei isso já de cara. Depois, que narrativa é aquela, céus? Uma repetição irritante de palavras, uma interminável viagem, sem ação, sem visão (óbvio, essa é a grande "originalidade" da história, o fato de se cortar o fator MAIS IMPORTANTE DE UMA NARRATIVA, a descrição visual)! E... o que mais? Um grupo de pessoas, um 'suspense' que não guarda nenhuma surpresa... e um final pra lá de simplório. Péssimo.


Pablo.Rochedo 08/10/2016minha estante
Mas afinal, nao sei se eu passei reto por eate trecho ou ele simplesmente não existiu mesmo... que fim levou os pássaros que estavam presos na caixa??? Nao acredito que nao tenha tido uma explicação... prefiro acreditar que eu passei pelo trecho e nao percebi... a parte da historia que da titulo ao livro nao ficaria presa sem um destino. No mais achei o livro bom. So fiquei de cara pq nao explicou oque era afinal as criaturas.




Valesca 11/03/2016

Livro entendido por poucos. Livro sobre a maternidade e a maldade humana.
Logo de início o autor descreve pra quem dedica o livro, sua mãe. E um bom leitor vai relacionar isso rapidamente com a história da personagem principal Malorie e sua jornada com o filho na barriga em um mundo mais hostil ainda do que as maldades comuns. Um mundo apocalíptico feito por criaturas que quando vistas despertam a loucura humana.

O GRANDE ERRO DA MAIORIA DOS LEITORES: Ir pela ideia que o marketing passou de horror.
Não é TERROR, não é pra causar medo. É SOBRE o medo humano e como surge a sua construção por meio da própria imaginação dele. Causa sim terror pelo fato de que as pessoas ficam a maior parte do livro vendadas. E quando terminamos, sentimos, se estivermos realmente lendo entrando na história, ficamos com medo do momento entre fechar e abrir os olhos.
A frustração com o final só é justificada se a pessoa não entendeu o real significado do livro creio eu. Que é expor que o medo humano é do que ele cria em sua cabeça. Que as relações afetuosas podem sobrepor o medo. E o principal que foi o porque da frustração das pessoas (A CURIOSIDADE SOBRE AS CRIATURAS).
O principal, quem já era corrompido e maluco, malévolo, simplesmente não precisava ver as criaturas para destilar o mal. Sendo assim, seu estado permanecia frio.

A única coisa que acho que poderia ser acrescentada, é outras pessoas como Gary, para confirmar a minha suspeita. (quem já leu sabe do que se trata).

Enfim, sobre a força materna, sobre a evolução da personagem principal, que é bastante humana, insegura, dependente, temperamental e enfrenta a si mesma para dar uma vida aos filhos.
E sobre a maldade e paranoia humana.



Ushio 28/05/2016minha estante
Finalmente algo sensato por aqui. :)


Lucimara.Figueiredo 16/12/2016minha estante
Concordo com você, eu ficava apavorada me imaginando naquela situação, sem ver nada daquele jeito. Adorei o livro.


Janinha 07/08/2017minha estante
Adorei sua resenha. Foi exatamente o que senti! Sua frase: "É SOBRE o medo humano e como surge a sua construção por meio da própria imaginação dele." Descreve todo o livro. O medo do desconhecido é muito maior.


andreluigo 30/12/2017minha estante
Que viagemmmmmm essa resenha! kkkkkkkkkkk




spoiler visualizar
Mari 31/03/2015minha estante
Concordo com vc, o medo me fez pensar que era melhor mesmo não saber oq eram as criaturas...e, no fim das contas, não precisei ter informações sobre elas, pq montei varias opções na minha cabeça e todas elas eram bem críveis! :D


Thays.Avelar 01/07/2016minha estante
Acabo de me interessar mais ainda na leitura depois desse comentário, e com a comparação do "ensaio sobre a cegueira"; mesmo não tendo lido achei super interessante!


Bárbara 27/01/2017minha estante
Concordo totalmente com você, creio que o fato da gente também idealizar o que é essa criatura e essa falta de explicação é justamente o que torna tudo mais "frustrante", é a ideia que o autor tenta passar desde o começo, então por que o final seria diferente sabe?




Nív 09/03/2015

Minhas expectativas p/ esse livro eram enormes pois só vi comentários positivos... Mas quando a esmola é grande o santo desconfia.
Vi algumas pessoas dizendo que dava medo etc, porém não vi nada disso. Tudo que vi foi uma enrolação sem fim. Li no sacrifício p/ ver se tinha uma explicação do pq diabos todo mundo se mata quando vê algo, mas nem isso!
As duas estrelas são p/ mim por suportar cada página.
Jaque - Achei o Livro 28/03/2015minha estante
kkkkkk bem isso!
Enfim alguém com a mesma opinião que a minha!


Mônica Candiotto 07/07/2015minha estante
Nem a personagem não sabia o q tinha lá fora! Vcs gostam mesmo de tudo esmigalhado, vcs não tem imaginação?!


Nív 09/07/2015minha estante
moça, nem tem o que discutir :l cada um tem seu gosto e se algumas pessoas não gostaram desse livro, creio que falta de imaginação não foi. Aliás eu, você e todos que estão aqui gostam de ler justamente por causa disso né?! Imaginar uma vida que não teríamos na realidade. Caso contrario qual seria a graça de ler livros?


Jossi 12/03/2016minha estante
Exatamente, Niv!

LIVRO HORRÍVEL! PÉSSIMO! Li com vontade de parar. Me esforcei, afinal gastei dinheiro na compra. Da próxima vez, compro só um ebook, gasto menos e não vai ocupar lugar na estante.

Narrativa rasa, personagens sem personalidade, fracos, nem parecem humanos. Não existe sentimentos entre eles -- aliás, nem entre a 'mãe' das crianças, que nem nome dá aos bebês. Estranhei isso já de cara.

Depois, que narrativa é aquela, céus? Uma repetição irritante de palavras, uma interminável viagem, sem ação, sem visão (óbvio, essa é a grande "originalidade" da história, o fato de se cortar o fator MAIS IMPORTANTE DE UMA NARRATIVA, a descrição visual)!

E... o que mais? Um grupo de pessoas, um 'suspense' que não guarda nenhuma surpresa... e um final pra lá de simplório. Péssimo.

"Imaginação", Mônica Hangar, é atributo do AUTOR - não dos leitores. Esses buscam justamente essa 'imaginação' para relaxarem, se deixarem levar pela narrativa e pelo MUNDO criado pelo autor. E convenhamos, o 'mundinho' desse autor é pra lá de pequeno e sem criatividade. Falhou em tudo.




Andressa 12/02/2015

Não sabemos o que tem lá fora. Não abra os olhos.
Em Caixa de Pássaros o mundo está caótico. Há criaturas espalhadas por aí que só de serem vistas são capazes de levar qualquer um a insanidade. Malorie acabou de descobrir que está grávida e, como se ser mãe solteira não fosse assustador o bastante, Shannon, sua irmã, está obcecada com as últimas notícias sobre uma onda de mortes horrendas.

No início Malorie acha que sua irmã é ingênua e se impressiona facilmente, até que se dá conta de que coisas ruins realmente estão acontecendo ao seu redor e que a mídia não está sendo apenas sensacionalista.

O livro é narrado em terceira pessoa, intercalando passado e futuro, mas foca mais em Malorie e seus medos e receios. O que Caixa de Pássaros nos propõe é que deixemos de lado nosso melhor sentido (ao menos para mim é o melhor), a visão. O enredo é todo as escuras. Os personagens usam vendas para que não abram os olhos sob hipótese nenhuma. Não sabem o que tem lá fora. Não conhecem outra forma de se proteger. Vivem semeando o medo e o desespero. Mas, o que seria deles se não fosse o medo? O que seria de nós humanos se não utilizássemos o medo como nossa melhor forma de proteção?

Apenas não abra os olhos.
Não abra os olhos.

Josh Malerman constrói um cenário de tensão e angústia o tempo todo e o faz muito bem. Não sabemos o que tem lá fora. Não sabemos o que aquilo que tem lá fora faz com as pessoas. Só sabemos que não é bom. Não é bom. No entanto, apesar desse clima de tensão intrigante, o livro é bastante raso, conhecemos muito pouco dos personagens e não há aprofundamento de quase nada.

Não amei, mas gostei da leitura, que no fim das contas foi fluida e instigante. Coloquei-me no lugar dos personagens diversas vezes e pensei o que eu faria? De certo não duraria muito nesse universo do autor… E o que diabos está acontecendo? E foi aí que me decepcionei um pouco. A intenção do autor é nos apresentar uma trama que nos faça SENTIR o que é viver num mundo onde enxergar é uma sentença de morte, meu erro foi esperar por respostas. Malerman não responde a maioria dos meus questionamentos, ele apenas brinca com o leitor o introduzindo num mundo onde o tato e o olfato podem salvar sua vida, o fazendo sentir como seria. Quão assustador seria. E isso de certa forma foi uma experiência diferente.

Caixa de Pássaros deve ser lido com cuidado, para que tudo possa ser sentido e a estória seja proveitosa, conforme a proposta do autor. É um interessante livro de estreia!
Dai 11/03/2015minha estante
Adorei sua resenha! Exatamente como me sentir lendo este livro, muitas perguntas sem respostas e o final foi muito previsível p/ mim. Mas adorei a leitura mesmo assim! *-*


Andressa 11/03/2015minha estante
Obrigada, Daiane! Gostei do livro, mas o achei um tanto superficial. Personagens pouco aprofundados... e muitas perguntas e poucas respostas sempre me irritam. Mas a leitura não é ruim, consegue ser interessante apesar disso!




Manu 09/04/2016

É UMA CILADA, BINO!
Caixa de pássaros figurou como um dos destaques do Skoob por um bom tempo, mas eu só o incluí na minha meta do ano depois que um amigo (que conhece meu apreço por histórias de suspense) me indicou. Foi amor à primeira lida da sinopse: achei a premissa superintrigante, um livro que tinha tudo pra ser uma obra inesquecível do gênero, escrito por um carinha estreante.

Eu estava certa. É mesmo inesquecível.
De tão merda.

Acompanhe comigo: Malorie tenta sobreviver num mundo pós-apocalíptico sozinha, com seus dois filhos pequenos. Quatro anos antes, o planeta inteiro sofreu um surto bizarro de suicídios, precedidos de comportamentos ultraviolentos das pessoas. Aos poucos, chega-se à conclusão de que essas vítimas teriam visto alguma coisa misteriosa que despertou a reação desmedida. Com isso em mente os assombrando, os sobreviventes arrumavam maneiras de seguir a vida a partir de única regra: é proibido olhar pro lado de fora de casa.

Fala sério, sinopse do caramba, não? Li Caixa de pássaros em menos de seis dias, um recorde pessoal que não quebro há MUITO tempo, por dois motivos: 1) é ridiculamente fácil de ler e 2) fui movida por uma curiosidade insana de descobrir o mistério. O problema é quando é fácil de ler porque a narrativa é pobre e você não fica nem um pouco satisfeita com o desfecho da história.

Josh Marleman não faz nenhuma questão de ser detalhista. Sua objetividade quase fria não me incomodou a princípio já que eu estava curtindo o ritmo acelerado da leitura , mas depois de um tempo começou a deixar a desejar. Bastante. Com exceção (um pouco) da protagonista, achei os personagens pouco desenvolvidos, amarrações preguiçosas de situações que deveriam ser muito mais tensas e, os diálogos, ruins. Tudo contribui para que a abordagem da história soe superficial. Simplesmente não consegui me conectar com as pessoas e com o que elas estão vivendo.

Talvez tenha faltado sutileza ao autor. Menos momentos expositivos. Eu não quero ler "Malorie ficou mais forte", eu quero ler um parágrafo que em que eu entenda o porquê de ela ter ficado mais forte, sem precisar falar isso. Ou, no mundo ideal, dezenas de páginas anteriores que apresentem Malorie em situações que, após um tempo, a deixassem mais forte. Dá pra compreender?

O triste é que Malerman parece acreditar que conseguiu criar um atmosfera melancólica com as ligações emocionais entre leitor e personagens, e uma prova disso é a puta forçação de barra do final do livro. [SPOILER] Os filhos de Malorie, que mencionei na sinopse, são chamados de Garoto e Menina pela mãe sem o menor motivo. Eles simplesmente não têm nomes. Parece mais uma coisa de "ai nossãn, vou deixar eles aqui sem nomes pra reforçar esse ar apocalíptico". Aí, no fim, ela finalmente batiza os dois de nomes que significaram algo pra ela ao longo da história, mas que, ao menos pra mim, não surtiu nenhum efeito (tirando os 3 segundos em que olhei pro teto e soltei uma bufada de vergonha alheia) [/SPOILER].

Malerman, melhore. Coma mais arroz e feijão. Pense mais, construa melhor o universo do seu livro. Eu, aliás, estou até agora tentando entender como a população dele deduziu que as vítimas olhavam pra alguma coisa antes de ter o surto psicótico. Essa explicação nunca chega. Assim é muito conveniente. E por que diabos os sobreviventes precisam tanto de papel? É a nova roda da era moderna? "Voltamos da expedição com muita coisa boa: mantimentos, ferramentas, papel"(???)

Meu desabafo está aí, mas você pode muito bem gostar de Caixa de pássaros. A nota no Skoob tá lá pra todo mundo ver: 4.2, de 5. Mas euzinha continuo pensando que é uma ideia excelente desperdiçada por alguém ainda muito imaturo como escritor.

site: http://www.vemaquirapidao.com/2016/04/resenha-caixa-de-passaros-john-malerman.html
Andre 09/04/2016minha estante
MARAVILHOSA!!! adorei esse texto


Manu 09/04/2016minha estante
Obrigada! Você leu esse, Andre?


Andre 09/04/2016minha estante
Não li! E estou pensando em ignorar depois desses pontos que você levantou. Parece justamente o tipo de livro que eu evito...


Lize 09/04/2016minha estante
Não é a primeira vez que vejo pessoas decepcionadas com esse livro,mas mesmo assim futuramente quero ler, já que sou teimosa e insisto em ler um livro mesmo suspeitando que ele seja ruim.


Léo 15/04/2016minha estante
Pois leiam, o livro é ótimo!!


Nanda 16/04/2016minha estante
Manu, você expressou detalhada e maravilhosamente todo o meu sentimento em relação a esse livro. Foi o pior livro que já li em toda a minha vida!!!!! Fiquei empolgada com algumas resenhas e comentários que quase compro o livro, ainda bem que não comprei, mas baixei no tablet. Eu já li alguns de que não gostei tanto... mas esse me fez arrepender do tempo perdido (e olha que eu li em dois dias, ansiosa para saber o final da história!). Sei que tem gosto prá tudo, mas, não entendo essa insanidade generalizada de dizer que o livro é maravilhoso, que temos que colocá-lo antes das nossas leituras propostas... Nossa! Esse livro foi decepcionante! O escritor até pode ter tido a intenção de deixar o leitor tenso durante a narrativa, mas, sinceramente, não vi nada demais, não fiquei tensa e muito menos com medo.Terminei ontem à noite, dormi mal de tanta raiva e decepção e estou com raiva até agora!!! Já reclamei tanto que minha mãe e minha filha já não aguentam mais! kkkk E graças a Deus encontrei alguém com a mesma opinião. Pena não ter visto antes, pois assim não teria perdido meu precioso tempo. Obrigada por expressar tão bem o sentimento de decepção de quem não teve o psicológico atingido pelas criaturas (kkk)!!!


Beatriz 22/04/2016minha estante
Eu acho que o que mais importava para você, não era o que importava para o escritor. Ele fez uma entrevista onde ele dizia que ele não queria falar sobre como eles sobreviviam sobre como acontecia esse processo, ele queria falar sobre a mente das pessoas. Eu discordo quando você diz que a escrita seja ruim, eu achei muito boa. Pois já li muita coisa ruim. Mas não me conectei com os personagens. Senti eles muito caricatos, então como acho que ele tento fazer uma metáfora, teve muita coisa que não fazia sentido.


Ushio 28/05/2016minha estante
Quanta arrogância...


Stephani.Rimes 15/08/2016minha estante
Achei que só eu não tinha gostado do final!!! Decepcionante :/


Diana de Brito 25/08/2016minha estante
To rindo até agora do título da resenha hauhauhauhauhauhaa morri




Danielle 05/02/2015

de dar arrepios
Mal o livro foi lançado e já vi várias pessoas falando o quanto ele era assustador e eu não pude deixar de conferir... Não sabia muito bem do que ele se tratava mas comecei com grandes expectativas e que foram logo superadas, o livro já prende desde a primeira página e o leitor não consegue mais largar, querendo saber mais e mais.

Depois desse livro Apocalipse Zumbi parece brincadeira de criança, pois em um apocalipse zumbi você sabe com o que está lidando e como destruir a criatura que te ameça, em caixa de pássaros as pessoas tem que lhe dar com o desconhecido, e se virem as criaturas que as ameaçam elas surtam e se suicidam, como enfrentar isso se as pessoas devem estar às cegas??? Isso mesmo, as criaturas não fazem mal a ninguém exceto se for vista, causando loucura seguida de suicídio. Então, quando o surto começou a acontecer repitas vezes em vários lugares do mundo as pessoas começaram a ver que algo muito sério estava acontecendo e tiveram que se isolar em casa, cobrir suas janelas para não ver o que tem do lado de fora e ainda vendar os olhos para sair em busca de água e comida, tomando cuidado para as criaturas não entrarem em casa, mantendo tudo fechado. Somente protegidas dentro de suas casas que as pessoas tiravam as vendas e conseguiam relaxar.

Quando a televisão e rádio pararam de funcionar o pânico foi geral e nesse estágio pouquíssimas pessoas em todo o mundo estavam vivas e isoladas.

"É um blecaute, pensa Malorie. O mundo, o exterior, está sendo desligado. Ninguém tem respostas. Ninguém sabe o que está acontecendo. As pessoas estão vendo alguma coisa que as leva a machucar os outros. A machucar a si mesmas. As pessoas estão morrendo."

O livro é narrado do ponto de vista de Malorie, uma sobrevivente com 2 filhos de 4 anos que foram criados no meio do caos, ela engravidou um pouco antes do surto, as crianças nunca saíram de casa.

"Nos últimos quatro anos, ela serviu como armadura, protegendo as crianças não do que poderia vê-las, mas do que elas poderiam ver."

O livro intercala entre presente e passado, o que nos deixa apenas aos poucos descobrir e interligar os acontecimentos passados que influenciaram o futuro.

O leitor irá sentir junto com Malorie toda a tensão de estar no meio desse caos, o medo e os calafrios, é completamente alucinante a forma que o livro foi narrado, levando o leitor a viver esse momento junto com a protagonista. Só de lembrar me dá arrepios. Eu só preciso de um filme desse livro, seria perfeito nas mãos de um bom diretor.

Confesso que fiquei um pouco com medo do desfecho não ser tão bom quanto o livro, mas ao autor conseguiu fazer um desfecho a altura.

A editora intrínseca simplesmente arrasou nesse lançamento logo no início do ano, recomendo demais a leitura. Com certeza 5 estrelas e favoritado.

site: www.facebook.com/minhasresenhasdp
Cia do Leitor 22/03/2015minha estante
Eu precisoooooooooooooooooooooo desse livro!!! @_@




Cinthia Emerich 19/03/2015

Segui a recomendação de Hugh Howey (autor de Silo e Ordem) e li o livro todo de uma vez só...
Sinceramente, acho que mesmo que não tivessem feito esta recomendação, eu não seria capaz de largar o livro depois de ter iniciado a leitura.

É uma narrativa que prende o leitor do começo ao fim, não existe espaço para especulações, os acontecimentos são jogados um por cima do outro ininterruptamente, a tensão é tamanha que poderia ser “cortada com uma faca”.

Este não é um livro que dá sustos... Ele trabalha com o pior do psicológico, a agonia, a tensão, o suspense constante de não saber o que vai acontecer dali a dois parágrafos. A história se alterna entre dois momentos, o presente e o passado de 4 anos anteriores e por mais que você saiba que algo de muito errado vai acontecer – não necessariamente com todos os personagens – ainda assim não sabe como isso acontece.

O momento todo nos concentramos em tentar descobrir o que está acontecendo e como as coisas irão chegar a tal ponto, mas a verdade é que não fazemos nem ideia e que isso nos consome por completo.

Um dos melhores “thrillers” que já li e duvido muito que alguém consiga lê-lo sem se envolver com tudo o que acontece e se sentir angustiado e tenso com a situação.

5 de 5 estrelas e se pudesse dar 10, daria!
raissa.pinto.9 19/03/2015minha estante
Quero ler ja! Haha


Cinthia Emerich 19/03/2015minha estante
É muito bom, você vai adorar!




spoiler visualizar
Luciana 20/06/2015minha estante
Exatamente o que faltou, respostas. Sabe se vai ter continuação?


Fabi 01/07/2015minha estante
Super concordo com você, espero que tenha o dois, pelo menos para dar respostas!


Lily 11/07/2016minha estante
Explicação? esse não é um livro pra ser explicado, ele é provocador, eçe quer que vc mesmo explique a seu modo enquanto lê ou depois que lê, porque o foco não são os acontecimentos, mas o que vc sente quando eles acontecem...




Henrique 09/03/2015

Nada demais
O livro é bem escrito e a trama é muito bem construída e o suspense prende a atenção até o fim. Consegui ler em um dia. Dou três estrelas por dois motivos: a) não gostei do final, pois não houve explicação mínima razoável (talvez tenha um segundo volume para explicar); b) não o considerei aterrorizante como como divulgado.
Daia.Caciqui 25/10/2018minha estante
Achei boa a narrativa, mas também não gostei da história e, principalmente, do final. Confesso q fiquei agoniada para acabar logo, pq eu ñ gosto de abandonar uma leitura.




Juce 25/03/2015

Gênero literário
Apesar do livro Caixa de Pássaros ser classificado com o gênero terror, é uma história mais voltada para o suspense do que qualquer outro gênero. Talvez, até drama pode se encaixar, mas infelizmente, aos amantes das histórias de terror, este, deixa muito a desejar.
A história de sobrevivência de uma jovem com duas crianças, em mundo apocalíptico, no qual, o seu maior inimigo são seus olhos, faz com que as expectativas do leitor para o desenvolvimento da mesma, sejam frustrantes.
sol 04/04/2015minha estante
É.... muito suspense, ms terror não é, mas gostei dele




Eiller 03/01/2016

Antes tivesse ido ver o filme do Pelé
Comprei caixa de pássaros na esperança de encontrar um thriller surpreendente, mas aquilo que dizem julgar o livro pela capa, realmente é verdade. A capa do livro é linda e a sinopse realmente te envolve. Mas o mais frustante do livro é não obter respostas. E como se o autor tivesse uma ideia incrível, mas não soubesse executa-la. O livro se perde em meados de presente e passado e o final é simplesmente medíocre pra não dizer cômico, se não fosse tão trágico.
Keylla 06/01/2016minha estante
ahahahahaha Adorei sua resenha! Antes tivesse ido ver o filme do Pelé mesmo. Tive a mesma percepção. Deixei a minha resenha um pouco abaixo da sua. Foi muita promessa pra um final medíocre.




Rafa 11/03/2015

Final sem noção
A trama é muito boa, só que o autor se perdeu quando inseriu certo personagem na história. Eu esperava mais para o final. Mas no geral o livro é legal. Tem certas cenas que você nem consegue respirar de tanto medo que você sente. 2 estrelas.
comentários(0)comente



1352 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |