Para Conquistar um Libertino

Para Conquistar um Libertino Suzanne Enoch




Resenhas - Libertino Apaixonado


165 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Dalsoquio 15/05/2021

Cadê o desenvolvimento de personagem?
Esse livro tinha tudo para ser um 5 estrelas, personagens engraçados, romance slow burn, um libertino, e melhor ainda, escândalos, porém a autora não conseguiu desenvolver um dos personagens principais dessa história, Alexandra a nossa mocinha, que tem uma personalidade incrível mas que no decorrer do livro não evolui e acaba se tornando só orgulhosa e até um pouco chata, e da para perceber ainda mais essa falta de desenvolvimento da Alexandra quando liamos as partes do Lucien, o nosso mocinho, que evolui tanto como pessoa e é incrível ver como ele está disposto a mudar e fazer de tudo para que Alexandra perceba isso, porém é estressante e triste ver ele fazendo de tudo no relacionamento e ela não, e mesmo ela não mudando continuava exigindo mudanças nele que ela mesma não tinha no final das contas.

Eu ´´recomendo`` esse livro com muitas aspas, pois já avisando se você está disposto a ler ele entenda que vai acabar se estressando muito, no entanto é lindo ver o crescimento do Lucien e por mim só de poder ver isso à leitura já valeu totalmente a pena.
comentários(0)comente



naraamorm 14/05/2021

esperava beeeem mais
ouvi algumas pessoas falando muito bem desse livro, que ele era bem divertido e fugia dos clichês de romances de época. e ele realmente é divertido em algumas partes, mas achei ele beeem clichêzinho, talvez eu não me decepcionaria tanto se tivesse ido com expectativas diferentes. fora isso, eu odiei com todas as forças o mocinho, no início eu até tava relevando, mas já pro final do livro ele teve uma atitude que eu pensei "meu deus pra quê?". li esse livro em 2 dias e pensava o tempo todo em abandonar, fiquei até triste porque foi a minha primeira experiência com a autora e falam superbém dela. porém, com certeza irei dar uma segunda chance, pode ser que só esse livro dela não tenha funcionado pra comigo.
comentários(0)comente



Ems 12/05/2021

Lucien
Terminei esse livro só pela força do ódio.
É a primeira vez que tenho contato com Suzanne Enoch e já comecei mal. A autora escreve bem, isso é fato, mas os personagens são tão irritantes que dá vontade de tacar o livro na parede.

Lucien é aquele libertino típico dos romances de época. Dele não tenho praticamente nada do que reclamar.

Mas Alexandra, PQP!!!! Que mulher chata!!!
Acho que ela seja a mocinha mais insuportável que eu já li. Chata que chega a doer, completamente complexada.

Lucien, literalmente, carregava água na peneira pra ela e ela fazendo c* doce.

É como eu li em uma resenha aqui, deveria ter tido uma rival para Alexandra. Ou até mesmo, Lucien ter desistido dela, porque já tava muito chato ele movendo céus e terras para Lex e ela cheia de teimosia e desaforo.

Fiquei muito empolgada quando vi esse lançamento (além de pagar caro), para no final ficar bem desapontada.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Duda - @dudagabooks 09/05/2021

Coração quentinho!
Lucien, o conde de Balfourt e um dos maiores libertinos da época, após a morte de seu tio, recebe a notícia de que sua prima e tia se tornarão sua responsabilidade. Seria tranquilo, não fosse o ódio mortal que ele sente pelas harpias (apelido carinhoso dado pelo próprio). Infelizmente, ele ainda deve arranjar um marido para Rose, a prima!

Para isso, ele anuncia no jornal a vaga de governanta. Assim entra em sua vida a Srta. Alexandra Gallant, uma jovem e linda governanta, que será responsável pela educação de Rose e também a perdição (ou salvação) de Lucien.

Eu gostei muito desse livro! O início me arrancou muitas gargalhadas, as partes hots foram bem boas (chocando um total de 0 pessoas pois Suzanne Enoch, né mores) e a relação cão e gato me divertiu demais!

A única coisa que me irritou um pouco foi a teimosia da Alexandra, lá pro fim. Infelizmente ela destoou um pouco dessa característica sensata que foi construída ao longo da história. Mas o conde também faz algo que me deixou meio assim... Então fica elas por elas.

Terminei com o coração quentinho, o que fez valer! Fora isso, a escrita é delicia demais. Li em 1 dia, nem isso.

Recomendo!
comentários(0)comente



IsisBooks 07/05/2021

Começou bem e depois... só ladeira abaixo!!
Estava indo tudo bem, o início desse livro não se diferenciava tanto de um romance de época clichê (governanta que se apaixona pelo cretino e cretino se redimindo). Entretanto as ações da mocinha são um saco, uma verdadeira bost@. O mocinho verdade que foi um libertino cafajeste, mas ele não só muda completamente por ela, mas tenta fazer tudo funcionar, enquanto a mocinha mesmo amando ele só se afastava. O sofrimento dela poderia ter acabado beeeem antes galera, porquê o libertino redimido se proclama, faz tudo pela amada e a pede tantas vezes em casamento, que sei não viu??!! Realmente a mocinha é chata, no início até tentei ignorar, mas isso piora até o final do livro. Sim, gente vai até o final, ela sofre porque ela quer, para quem é tão destemida, deveria ver o que acontecia, confiar nas intenções de alguém que não só a amava, mas cuidava dela, queria sua felicidade e amor, queria fazê-la sua esposa. Não sei se recomendo, acho que vale a pena todo mundo ler e tomar sua própria decisão. Se fosse no início eu diria que recomendaria, mas o final do livro só na sofrência (sem motivo) me deixou chateada. Leiam e se gostarem me digam.
comentários(0)comente



LuKütter 04/05/2021

É dos canalhas que elas gostam mais
Que livro gostoso, Suzanne Enoch mais uma vez provou que sabe construir um personagem canalha, o libertino Conde de Kilkairn é um odioso libertino, não, não, ele é um adorável libertino, o que o amor não faz pelas pessoas?
Gostei do casal, Alexandra e Lucien, foi uma história de troca mútua, um ajudou o outro em vários aspectos.
Tem um romancezinho coadjuvante no meio, uma velha nojenta, bailes, mágoas do passado e diálogos muito bons.
A mocinha é muito boa tbm, cheia de personalidade, com uma bagagem nas costas, porém é dos canalhas que gosto mais.
Esse mocinho superou toda perseverança na arte da conquista, "água mole em pedra dura tanto bate até que fura", bah, tava com dó dele já.
comentários(0)comente



Nathy 04/05/2021

Prefiro outros livros da autora, mas gostei de ver a mudança de libertino a perdidamente apaixonado
comentários(0)comente



Bruna 02/05/2021

Fofo e engraçado
Lex é uma governanta que se envolveu injustamente em um escândalo e não conseguia mais emprego, o único que a contratou foi Lucian, nosso libertino, para que ela somasse a sua tia e prima.
Ver a construção do amor entre os dois é muito fofo. Ver Lucien lutar por ela, contra ela mesma, é bom demais .
Um romance para te tirar de uma ressaca.
comentários(0)comente



Alessandra 30/04/2021

Leve, romântico e divertido
Alexandra é Inteligente, amorosa e muito bonita. Ela é uma governanta que teve uma educação em colégio para moças impecável, mas se envolveu em um escândalo que acabou com suas chances de trabalho e casamento.
Lucien é o conde libertino, cafajeste que não quer casar apenas curtir a vida. Ele contrata Alexandra para ser tutora da sua prima, Rose. Ele precisa que Rose aprenda a se comportar em sociedade para se casar urgentemente e se livrar dela o mais rápido possível.
Aiiiii..... que saudades estava de Suzanne Enoch. Esta série é muito parecida com a do Canalhas que foi lançada ano passado no Brasil. É uma serie leve, divertida, com temas empolgantes e muito muito amor envolvido. Livro que você lê em 24 horas.
Amei o casal, eles tem uma super química e uma dinâmica sensacional. O Conde é fenomenal, ele sabe o que quer e quando bate o olho em Alexandra sabe que é sua mulher e fará de tudo para te-la em seus braços. Ri muito com vários momentos sarcásticos de Lucien: ele é o tipo macho alfa que tanto amamos em histórias de amor.
Um ponto negativo: a resistência da Alexandra para ficar com Lucien principalmente no final da trama é irritante e acaba ficando sem sentido. Poderia ter resolvido antes e nos presenteado com um epílogo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ray 30/04/2021

Só problema
Eu comecei a gostar de Alessandra, como flores que exalam fragrância ela era uma mulher que irradiava poder , autonomia.
Me apaixonei pelo protagonista que de toda forma tentava mostrar ser diferente, assim no começo ela já a amava.
Fez uma lista pra que pudesse mudar por ela, e ela tinha muitos problemas, segredos, sentimentos enclausurados. O que mais me deixou fora do pote e passei a gostar menos de Alessandra, foi ela ver, ouvir, e contemplar a mudança de Lucien.
E ficou nisso, não teve desenvolvimento da personalidade da protagonista deixando de fora os sentimentos que Lucien extraia.
Queria que ela fosse mais complacente, mesmo se colocando no lugar, não conseguiria me manter como status de "forte" vendo mudanças sinuosas de um homem tornando-se cavalheiro.
Pra quem gosta deste tipo de tema será bem-vindo na estante, mas quem pensa da mesma maneira que eu, não valeria a pena.
comentários(0)comente



Thaise 29/04/2021

A história é boa, fluida, não dá vontade de parar de lê, mas não gostei de algumas atitudes da Lex. Mais recomendo muito esse livro para quem gosta de um romance de época.
comentários(0)comente



Malu | @dicas_de_malu 28/04/2021

Mais uma vez a Suzanne Enoch me conquistou com sua escrita leve e fluída e diálogos muito divertidos. Confesso que a atração imediata e o comportamento totalmente descarado de Lucien foram um pouco estranhos para mim e eu cheguei a pensar que não iria me conectar com a trama.

Porém, não demorou para esse estranhamento passar e eu me ver completamente presa na leitura. Os diálogos cheios de farpas e o humor irônico de Lucien me conquistaram rapidamente e eu me diverti como não acontecia há muito tempo.

Além disso, a Alexandra é uma mocinha determinada e com um passado difícil a ser superado. Eu amei a forma como ela colocava Lucien no lugar dele e tentava domar esse libertino. Apesar da atração inicial entre os protagonistas ter sido muito abrupta para mim, adorei como o romance se desenvolveu a partir daí e torci muito pelo casal. Não faltam momentos fofos, divertidos e sensuais entre eles, que tornam a aproximação entre eles mais convincente e também mais cativante.

Minha única ressalva fica em relação ao final. Senti que a Alexandra foi muito teimosa quando o Lucien já tinha dado provas mais do que suficientes de que havia mudado. Isso me irritou bastante e deixou o final um pouco cansativo. Além disso, como acontece em todos os livros da autora, faltou um epílogo para dar uma sensação de conclusão para a história. Senti que o desfecho foi bastante abrupto e, se isso não fosse comum nos livros da autora, eu teria achado que o livro estava faltando páginas.

Porém, nem mesmo essas ressalvas tiraram o brilho de Para conquistar um libertino. Mais uma vez eu me vi completamente envolvida por um livro da Suzanne Enoch, de uma forma que não larguei até terminar e concluí a leitura em um único dia. É um livro leve, divertido, sensual e muito cativante, daqueles que deixam a gente apaixonada e com um coração quentinho. Não vejo a hora de ler as continuações, que vão focar em personagens maravilhosas que apareceram nesse primeiro livro.
comentários(0)comente



Bruna 28/04/2021

Já li outros livros da autora e este definitivamente não é seu melhor romance. A mocinha começa aparentando ser uma personagem forte porém no decorrer do livro decepciona totalmente, o livro torna-se desgastante por tanta teimosia e infantilidade da personagem, achando justificativas infundáveis para suas atitudes. Já o Lucien foi o oposto dela, ao decorrer do livro, percebe-se uma grande evolução e amadurecimento do personagem. Terminei a leitura na persistência mesmo, porque esse deu muita vontade de abandonar.
comentários(0)comente



165 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |