Sublime

Sublime Christina Lauren




Resenhas - Sublime


11 encontrados | exibindo 1 a 11


LT 10/08/2017

Olá, pessoal! Tenho uma indicação bacana para vocês, espero que gostem. Então, vamos lá?!

Essa história é sobre Lucy e Colin, e ela nos apresenta uma relação onde floresce uma amizade que com o passar do tempo tornar-se algo mais forte.

Lucy é uma garota como todas as outras, é bonita e gentil, a diferença? É que ela está morta. Sim, é isso mesmo que você leu. Lucy morreu há muito tempo, porém, algo aconteceu e ela voltou.

Quando Lucy viu onde estava, achou estranho. Ela estava no chão, deitada perto do lago. Lucy sentia medo daquele lugar e ao mesmo tempo algo a chamava para dentro de suas águas, e ela seguiu caminhando por uma trilha até chegar a sua antiga escola, Sant Osama. A garota estava no campus, foi andando até que chegou ao refeitório, então ela o viu... Naquele instante, Lucy teve certeza: estava lá por ele.

Colin é órfão, perdeu os pais quando era apenas uma criança. O rapaz tem dois tutores, Joe e Dot, que cuidam e se preocupam com ele, desde então.

Colin é um garoto como outro qualquer, entretanto, tem uma diferença: ele gostava de desafiar o perigo. Colin é o tipo de garoto que não tem medo de morrer, gosta de se aventurar em esportes radicais e está todo quebrado/remendado – por assim dizer –, com fraturas pelo corpo todo. Colin estava ajudando Dot no refeitório, algo que ele faz nas horas em que não está estudando e foi quando ele a viu.

Lucy e Colin se olharam e a atração entre ambos surgiu à primeira vista, ele perguntou o que ela queria e ela respondeu:

“Acho que estou aqui por sua causa.”

A garota estava sem rumo, não sabia quem era no começo e o porquê dessa atração por Colin, todavia a história começa a se desenrolar a partir do momento em que sua memória volta. Colin não era indiferente a ela e buscou-a, queria encontra-la novamente.

Colin se levanta e atravessa o campo de futebol, acelerando suas longas passadas para alcança-la. Ele não faz ideia do que dizer. Não é a mesma coisa que se aproximar de uma das garotas da escola...

Os dois vão tentar resolver o mistério sobre a volta de Lucy, mas as coisas se complicam e ela não consegue sair de dentro do campus da escola. Tudo piora quando eles descobrem algumas coisas do passado de Colin. Os dois se apaixonam, no entanto, é um relacionamento impossível, afinal Lucy não é uma pessoa comum, ela é, na verdade, um fantasma.

Independente de qualquer coisa, Colin decide que quer vê-la outra vez, e ele está decidido a fazer de tudo para ela voltar. Ele quer ficar com ela, só que...

Confesso que chorei. Chorei de verdade! Sublime é uma história surreal, não tem como acabar bem, ou tem? A cada virar de página essa pergunta ecoa em nossos pensamentos com mais intensidade.

Colin só vê o melhor e quer ajudar Lucy, e ele luta contra tudo e contra todos para tentar fazer isso. Lucy desaparece de tempos em tempos, e o nosso mocinho se desespera. Ele deseja e busca uma chance para que os dois possam ficar juntos, para que possam viver esse louco amor de um homem por um fantasma. Se uma oportunidade que nem se sabe se realmente existe para que isso aconteça surgir, se vai ser mesmo possível que fiquem juntos ele não quer nem saber, vai se jogar, Colin vai lutar na busca de fazer acontecer!

É uma historia que ao chegar às últimas linhas, você para e pensa: “Ué, cadê o resto?”
E aí você passa a analisar o desfecho e percebe que não poderia ser diferente do ponto final que as autoras deram ao enredo.

A trilha estava deserta, é claro. Uma camada macia de neve cobria a sujeira e a grama. Maçãs que se penduravam maduras e redondas no dia anterior agora estavam caídas sobre na neve como rubis cintilantes. E então ele estava lá.

Foi uma leitura emocionante e com gostinho de quero mais! Para muitos é uma historia qualquer, mas se lermos com atenção, é uma história que nos faz refletir sobre a vida, em como ela é curta e um fim que se rompe facilmente. Imagine se alguma pessoa voltasse, será que ela resolveria suas pendências? Como iria agir? Esse livro é um romance, no entanto tem muito mais do que isso em suas páginas. Aborda companheirismo, a esperança de que tudo vai dar certo, os nossos sentimentos. Levanta também uma questão que, embora possa ser clichê para muitos, é algo que faz parte da vida real: Será que vale tudo quando você encontra o amor?

Em relação à edição, acho a capa linda, as folhas são amareladas e conta com uma fonte simples e de tamanho confortável para leitura. Infelizmente a minha edição conta com alguns errinhos de impressão na página 28, mas não chega a estragar a leitura (foi apenas uma linha – ainda bem). A escrita das autoras flui facilmente para o leitor, o livro é narrado em terceira pessoa.

Recomendo para quem busca uma história bacana e gostosinha. Quanto ao desfecho? Bem, tudo é possível, descubra lendo!

Resenha: Cris Santana.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Namorando Livros 19/05/2016

Romance adolescente escrito por uma autora que gosto,sobre um tema interessante,então tudo indicava que seria um excelente livro,mas a realidade foi outra.
Quando vi Sublime eu gostei da capa e quando percebi que era da Christina Lauren me interessei e quando li a descrição do livro pensei "esse livro vai ser bom" e foi os primeiros capítulos.A historia se passa no inverno em um colégio interno que é conhecido por ser mau-assombrado. São poucos personagens e eles são bem fraquinhos e pareciam que todos guardavam algum segredo. Mas achei a Lucy interessante,pelo fato dela não ser humana,por algumas pessoas conseguirem vê-la,por ela interagir com aquilo que é matéria e principalmente por ela ter emoções. Na medida que os capítulos vão passando a autora começa a focar muito na relação Lucy e Colin, sobre a ligação que eles tem e isso acabou fazendo a historia melosa,chata e uma leitura arrastada então o que começou com um mistério prosseguiu como um romance adolescente e terminou como um livro incompleto,pois algumas perguntas continuaram sem respostas principalmente a que eu mais queria saber que era que Colin via uma característica da Lucy de um jeito enquanto ela e o resto viam de um outro jeito,eu queria muito saber o porque. Enfim não gostei do livro achei uma decepção e mesmo que a Christina Lauren escreva e descreva bem os fatos e acontecimentos,ela deixou algumas coisas muito soltas, perguntas não respondidas,não sei se a intenção dela foi que o leitor tirasse suas próprias conclusões, apenas sei que não recomendaria esse livro.

site: http://namorandolivros.com.br
comentários(0)comente



Albertini 21/04/2016

Lucy e Colin
Lucy é uma garota que aparece misteriosamente no refeitório da escola, confusa e perdida em suas memórias ou na falta delas. Apesar das dúvidas que carrega consigo, ela tem uma certeza: sua presença no mundo dos vivos é atraída por Colin, um garoto atraente que gosta de adrenalina e de testar seus limites, mesmo que isso o leve a arriscar sua vida.

A afinidade entre os dois nasce à primeira vista e cresce conforme eles passam a conviver nas paisagens da escola Saint Osanna. Mas o que você faria no lugar de Lucy? E se o seu amor pertencesse a outro mundo?
comentários(0)comente



Roseane 29/01/2016

Chatinho
No começo vc acha interessante. O enredo parece bom,mas depois fica confuso sem sentido.
Conta a historia de Lucy que aparece do nada no mundo dos vivos - no refeitorio da escola, sem memoria e é unicamente atraida por Colin.
Ela não sabe porque esta la e qual a ligação entre eles, mas eles tem uma grande afinidade.
Tem vários personagens que aparecem e não agregam nada e o final sem comentarios.
comentários(0)comente



Mari 20/01/2016

Resenha - Sublime
No início, estava muito chato, e a narração no tempo presente me irritou por pelo menos 10 capítulos, prefiro narração no passado. Quase desisti de ler umas duas ou três vezes, até passar do capítulo 10 ou 12, quando ficou mais interessante e já estava me acostumando com a leitura no presente. A ideia foi bem original e diferente do que já vi, e gostei de ser uma estória de romance em que não tenha um triângulo amoroso (Não que seja ruim ou eu deteste, mas é legal ver uma mudança).
Agora, notas de 1 a 5 na avaliação:
Premissa: 5
(Foi bem interessante, e, apesar de ter imaginado algo totalmente diferente, pois pensei que eles fossem de universos paralelos e não mundo dos mortos/vivos, foi uma ideia interessante.)
Escrita: 3
(No início, foi bem irritante, a leitura não fluía e era chato ler no presente, mas à medida que fui lendo, me acostumei e a escrita parece ter melhorado consideravelmente, ficou bem gostoso de ler. Entretanto, do meio para o final do livro, a autora começou a fazer cortes demais, alguns tinham apenas uma ou duas páginas e já cortava para outra cena momentos depois, seria melhor ter continuado o fluxo algumas vezes para não ter tantos cortes.)
Humor: 3
(Na maior parte do tempo, a leitura foi leve e agradável, variando entre momentos intensos e suaves, mas não teve quase nenhuma parte que me fez rir.)
Personagens: 4
(Eles foram muito interessantes, tiveram personalidades próprias e eram bem retratados, especialmente os principais, Lucy e Colin. Entretanto, Apenas esses dois que realmente tiveram algum tipo de voz, até mesmo o Jay, melhor amigo de Colin, o personagem secundário que mais aparece foi um pouco inconsistente, às vezes e poderia ter recebido um pouco mais de destaque. Todos os personagens secundários poderiam ter recebido um pouco mais de destaque.)
Jornada: 4
(A estória foi interesante, surpreendente e os personagens tiveram um bom desenvolvimento no decorrer dela.)
Envolvimento com a estória: 3
(Fiquei bem envolvida com os principais, Colin e Lucy, eles eram divertidos e muito fofos juntos, foi legal ver a estória deles se desenrolar de um jeito que não imaginei e a narração dos sentimentos deles foi sublime. Entretanto, gostaria mesmo de ter conhecido um pouco mais os outros personagens, eles ficaram muito apagados.)
Final: 3
(Fiquei feliz por ter sido um final meio diferente do esperado, um final que foi ao mesmo tempo feliz e triste. Porém, gostaria de saber mais sobre o que aconteceu depois, não com Colin e Lucy, que ficou bem entendido, mas com todo o resto, talvez se a autora tivesse colocado o epílogo como capítulo final e um epílogo pequeno sobre os outros, seria o suficiente para retratá-los. A impressão que dá quando um autor não mostra minimamente com os personagens secundários é que eles não importavam, mas eu gosto de ver todos os integrantes trabalhando para a estória fluir e senti falta de não ter um encerramento próprio deles de como ficou a vida após a decisão de Colin e seu encontro final com Lucy.)
Total: 3
(No geral foi uma boa leitura, me diverti, mas mudaria alguns detalhes, como o esclarecimento sobre alguns detalhes que me pareceram deixados no ar e, claro, um encerramento para todos os secundários da estória. É um livro que recomendo para quem quiser uma leitura diferente, sem triângulo amoroso e com várias surpresas ao longo da estória.)

site: http://adoraveis-vicios.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Lari Monteiro 07/11/2015

Muito legal
o livro no começo é muito interessante, ao decorrer da história, você vai se apaixonando pelos personagens. Lucy e Colen são lindos juntos. Mais infelizmente no final do livro a autora perdeu o foco e o final ficou sem anexo... Não deu pra entender porque ela estava no mundo dos vivos e tudo mais!!!
comentários(0)comente



AndyinhA 04/11/2015

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Uma capa misteriosa, uma sinopse que não diz muita coisa, mas te intriga. Parece ser a combinação certa para um livro de sucesso, certo? Não! O conteúdo, a história e o desenrolar da ideia ficaram a desejar e até agora estou me perguntando onde a coisa desandou, não sei se foi logo no início ou se ficou faltando muitas informações para o livro fechar dignamente.

O mistério da protagonista é bom, mas depois de tantas páginas perdida e sem uma evolução em sua história, a gente começa a se irritar, afinal, a enrolação só aumenta, a história cai para algo sem pé nem cabeça e fugindo de todas as explicações possíveis e no fim a gente fica com a sensação de dejà vu, onde o leitor termina de ler e se pergunta onde a história desandou tanto e seu final ficou repetitivo e sem graça.

Ambientada em um colégio interno, Lucy acorda sem saber quem é ou porque está ali e praticamente morre de amores, numa paixão à primeira vista fulminante com Colin. Durante muitas páginas, temos a história dos dois, enquanto os porquês de Lucy são deixados de lado, inclusive começamos a ver um Colin apático e chato, o mesmo vale para Lucy em muitos momentos.

Os protagonistas até começam a buscar quem ela poderia ser, já que as vezes a mesma tem uma espécie de ‘apagão’ e some por horas ou dias, mas do nada, eles meio que se cansam, só isso para explicar a total mudança de foco da autora nos rumos da história e encher de linguiça com coisa aleatórias e isso segue durante muitos capítulos.

Os outros personagens vão pelo mesmo caminho, entram e saem de cena com pouca importância, em um ou outro momento trazem coisas interessantes para o enredo, mas na grande maioria das vezes, poderiam ser cortados, ou melhor, deveriam ter sido melhor elaborados.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2015/10/poison-books-sublime-christina-lauren.html
comentários(0)comente



Paticypa 18/09/2015

nota 8
tipo, legalzinha mas...
não tem o mas, infelizmente!
no meio do livro começa a enrolar demais e depois fica previsível o final.
comentários(0)comente



Daniele 04/08/2015

Anjo ou Demônio?
Li esse livro a pouquíssimo tempo e ainda estou descobrindo o que pensar dele, porém achei que a capa americana combinou melhor com a história do que a brasileira.

Lucy aparece do nada em algum lugar do campus da escola. Ela não sabe quem é e nem porque está suja e perdida (apesar dela ter algumas suspeiotas), mas ela sabe que tem que encontrar alguém. E este alguém é Colin. Colin é um garoto com alguns traumas e um viciado em adrenalina, por causa disso Colin está sempre machucado ou ferido.

Então um dia Colin se encontra com Lucy no refeitório da escola. Uma garota estranha com roupas esquisitas, mas mesmo assim Colin se ver irremediavelmente atraído por ela, Lucy sente o mesmo que Colin. Com o passar o tempo eles passam a se conhecer melhor e é com isso ele acaba por descobrir seu segredo. Um segredo que vai redefinir suas prioridades.

Colin não tem mais certeza de nada, mas sabe que vai fazer de tudo para ficar com ela, custe o que custar.

O livro é narrado em terceira pessoa por Colin e Lucy com capítulos alternados para cada um. Assim fica mais fácil conhecer os dois. Não posso dizer que entendi Lucy, ela era, basicamente, uma massa de instintos. Sem saber de nada. Parecia que a única coisa que segurava ela naquele local era Colin. E lendo o livro você acaba ficando em dúvida sobre o que ela realmente é: um fantasma, anjo ou demônio?

"Colin a segue por todo lado e, enquanto ela se sente feita de um milhão de perguntas e dúvidas, ele parece ser apenas instinto, simplesmente feliz em estar perto."

Ela me lembrou um pouco aquelas lendas das sereias que com sua beleza acabam puxando os marinheiros para o fundo do mar. Não era essa exatamente a intenção de Lucy, mas não fica claro qual é exatamente a intenção dela no decorrer do livro, a gente só sabe uma coisa: ela está ali e é por causa de Colin. E isso foi uma coisa que me incomodou muito em relação a Lucy.

"Talvez seja verdade que ela veio para este mundo por causa ele, mas também é verdade agora que ele sente uma estranha mudança na composição do céu, como se uma garota tão leve arrastasse consigo toda a atmosfera ao ir embora o seu quarto no meio da noite."

Outra coisa é que bem perto do final do livro já dá para entender exatamente o que ela está fazendo ali, e mesmo ela estando procurando respostas essa foi uma que estava na cara dela e ou ela realmente não entendeu ou não queria entender.

"(...) estou com você, ainda que nada faça sentido, eu fico feliz em estar de volta."

A escola onde eles estudam é um internato e é cheia de história e lendas sobre espíritos (que eles chamam de mortos-vivos) que aparecem próximos ao lago. Também é um lar de pessoas que cometeram de suicídios a assassinatos. Incluindo aqui a mãe de Colin.

"Porque eu perdi todo mundo que eu amava. No lugar deles, eu consegui você. O universo pode até ter levado os outros embora, mas mandou você."

Agora Colin, ele é um garoto um pouco solitário. Ele perdeu os pais muito novo e desde então começou a buscar aventuras um tanto quanto questionáveis, pois no fim ele acaba sempre todo quebrado. E acredito que isso tenha um pouco a ver com o aparecimento de Lucy pra ele. O que causa todo o desenvolvimento da história é o fato de Colin e Lucy nunca poderem ficar juntos de verdade. Ela não aguenta o toque dele como se fosse feita de ar, está ali, mas não completamente palpável.

"É como se estivesse sonhando. Tudo é essa fantasia, não há nenhum alívio real do modo como anseia por ela."

Devido a um acidente envolvendo uma bicicleta e um lago congelado, Colin descobre uma forma de estar completamente com Lucy e com ajuda do seu melhor amigo, Jay, Colin passa a se "banhar" no lago congelado até que seu pulso diminua o suficiente para ele estar na fina linha que separava a vida da morte.

Essa foi outra coisa que me incomodou bastante: Colin recebe milhões de avisos de pessoas que já tiveram contato com seres como a Lucy, mas resolve ignorá-los, até aí tudo bem, ele está apaixonado, gente apaixonada é meio burra mesmo (apesar de ele nem mesmo chegar a questionar suas ações, isso diz muito sobre o estado mental do garoto ou talvez essa seja só a minha parte psicóloga aparecendo, não sei). Porém, uma pessoa que poderia tentar colocar juízo na cabeça dele era Jay. A verdade é que mesmo que Jay não ajudasse, Colin iria continuar a tomar banho de lago congelado, então melhor do que ver o amigo, com certeza, morrer, era melhor ajudar para que ele pelo menos tivesse uma chance, não é? Okay. Mas o Jay ao invés de apenas ajudar e nas horas vagas tentar colocar juízo na cabeça do Colin, não, ele o incentivava a voltar a fazer isso! Que tipo de amigo é esse? Eu sei que eles eram adolescentes impulsivos e sem noção, mas adolescentes não são tão sem noção assim! Pelo amor de Deus! Acho que essa foi a parte que mais me incomodou na história toda. Simplesmente não me convenceu.

Enfim, a história não é exatamente ruim, ela certamente prende a atenção e faz vocês querer ler até descobrir o que está, de fato, acontecendo, sem falar que temos Christina Hobbs e Lauren Billings como autoras. Mas, e sempre tem uma mas, ainda não sei exatamente o que pensar. Se gostei ou não, não sei dizer. Pode ser que você que vai ler tenha uma visão diferente, não sei, mas ainda assim é bom dar uma conferida.

site: http://estantedeumafangirl.blogspot.com.br/
drih 01/03/2017minha estante
O final ficou totalmente confuso para mim. Não consegui entender se os dois ficaram vivos ou não ... muito estranho. Esse final (para mim ) deu uma estragada boa na história .




11 encontrados | exibindo 1 a 11