Irresistível

Irresistível M.S. Fayes




Resenhas - Irresistível


17 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Janise Martins 24/01/2020

Irresistível
Acredito que M.S. Fayes se saiu melhor nesse livro que no primeiro, e eu tive uma certa resistência em começar a lê-lo. Isso porque gosto de trilogia ou saga, em que os protagonistas sejam os mesmos. Quando vi era história da amiga, me desanimei, mas insisti e não me arrependi, mesmo sendo escrito na terceira pessoa.
Agora é vez da história de Fay. A princípio não simpatizei com ela - outra dificuldade na minha leitura, mas texto só faz sentido dentro do seu contexto, e, a história dela é linda. Ela se revela ser totalmente diferente do que aparenta, traz traumas do passado em seu coração.
Apesar de toda confusão, que lógico teria que ter, Fay Williams faz um par lindo com Alex Bergman.
Gostei muito de ler. Uma bela distração.
Bjoo


site: https://janiselendo.blogspot.com/2016/01/irresistivel.html
comentários(0)comente



Eugenia.Pimenta 15/01/2019

Trilogia Da Lei- M.S. Fayes- amazon 2017
2° volume da trilogia, conta a história de Fay e Alex. Gostei muito a história deles dois.??????????
comentários(0)comente



Silvia.Souza 09/01/2018

Muito bom
Normalmente uma sequência nem sempre é tão boa quanto o primeiro livro de uma série... Não é o caso dessa... Com certeza esse segundo livro foi bem melhor que o primeiro... Gostei muito...
comentários(0)comente



Rose 21/12/2017

Correndo em paralelo com a história de Gabe e Kate (Absoluto), neste volume vamos conhecer melhor Fay Williams, a amiga ruiva explosiva de Kate.
Fay, assim como Kate também está se formando em advocacia, mas por conta de um problema em seu passado, seu desejo é trabalhar na promotoria para que assim possa efetivamente ajudar a colocar na cadeia os que insistem em não obedecer a lei.
Das três amigas, Fay com certeza é a mais maluquinha. Desbocada, independente, sarcástica, inteligente e de personalidade forte, seu lema é viva e deixe viver. Não procura amarras, e sabe como aproveitar um bom e disponível sexo sem compromisso.
Mas esta alegria de viver esconde em seu íntimo uma tragédia que mudou completamente sua vida e a afastou da pessoa que ela mais ama no mundo. Nem mesmo suas amigas (Kate e Lana) imaginam este "vácuo" que Fay carrega.
Outra pessoa muito próxima de Fay é Tuts (Arthur), um amigo muito gato, para quem ela corre sempre que precisa de um colo. É aquele amigo para todas as horas. E apesar de ter interesse em Fay, Tuts sabe que entre eles o que rola mesmo é apenas amizade, e não só aceita isso, como também respeita e preza este sentimento. Aliás, uma coisa que achei muito legal aqui, foi esta amizade forte entre os dois, um homem e uma mulher unidos pela amizade. Gostei.
Bem, voltando para o enredo, em uma bela noite em que está dançando sozinha em seu próprio mundo, Fay se depara com um homem de aparência selvagem e sexy como o diabo. Este encontro gerou muitas faíscas, que perseguiram Fay por alguns dias, mesmo depois de tê-lo deixado para trás, como sempre costuma fazer em seus encontros casuais. Do encontro só mesmo o nome: Alex.
Entre tantas atividades que faz, Fay ajuda em um centro comunitário, onde um de seus membros está com sérios problemas. Fay acaba tomando para si esta responsabilidade jurídica, e vai até a promotoria a pedido do detetive do caso.
Ao se encontrar com o promotor do caso, o choque... Sim amigos, o promotor é nada mais que Alexander Bergman, ou apenas Alex, o viking que abalou as estruturas de Fay.
E para colocar mais pimenta na situação, Fay acaba descobrindo nesta reunião que tinha sido aceita no emprego na promotoria a mesma que Alex trabalhava. Ela agora teria contato direto com ele, além de ser sua subordinada. Situação nada fácil para esta ruiva de sangue quente que não aceita ordens tão facilmente...
Alex também aproveitou a reunião para deixar claro que não tinha esquecido da noite que passaram juntos, e que este assunto entre eles, estava longe de um ponto final.
O viking e a ruiva que estavam no mesmo lado da lei, viam-se em lados opostos na difícil batalha entre o desejo e o coração. E as coisas não ficam nada fáceis quando o passado de Fay volta para mais uma vez virar sua vida do avesso. Sem poder contar a verdade e com medo dos próprios sentimentos, a ruiva acaba tomando uma decisão intempestiva e afastando de vez o promotor de sua vida.
Cansada e não querendo deixar para trás o que tinha construído para si mesma, ela não imaginava o perigo que estava correndo. Em contrapartida, Alex, que não se transformara em um temido e respeitado promotor a toa, está muito desconfiado sobre o que de fato está acontecendo com Fay. E mesmo que ela não o queira mais, ele fará tudo o que estiver a seu alcance para protegê-la. Ele só não contava que tinha tão pouco tempo para salvar a vida de sua amada ruiva...
Em um enredo que me conquistou por completo, temos uma protagonista forte e corajosa, mas que tem dentro de si uma fragilidade marcante e palpável. É impossível não gostar de Fay e não querer protegê-la. Uma coisa que gostei muito nela, foi quando ela percebeu que cometeu um erro e não pensou duas vezes em engolir o orgulho e ir pedir desculpas. Tão difícil ver isso acontecendo...
Alex é outro protagonista que conquista fácil. Ele deixa claro seu interesse, e não fica com joguinhos ou coisa do tipo, e nem é de passar a mão na cabeça. Gostei dos diálogos do enredo, além das cenas mais quentes entre o casal. A amizade das gurias continua em voga, e é perceptível a força deste sentimento.
No enredo você encontra uma boa mistura de drama, ação e romance, além de dois protagonistas fortes e cativantes. A história é bem redonda, e fica impossível de não recomendá-la para vocês. Só me resta correr para o último livro, que também promete emoções fortes.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Bia 03/02/2017

Blog Just Breathe
Nesse segundo livro da Trilogia da Lei, vamos conhecer um pouco mais da personagem Fay, no livro anterior já da para perceber um pouco da sua personalidade, ela é independente, gosta de aproveitar a vida, e não gosta de mandem nela, Fay tem um segredo do seu passado que mantem escondido de todos para o seu próprio bem. Um dia em uma balada ela conhece um homem, a atração entre eles é imediata, ela vai para casa com ele, passa uma noite maravilhosa e inesquecível, mas no dia seguinte vai embora sem deixar nenhum tipo de recado.

Fay vai levando a vida normalmente depois disso, mas aquela noite ainda fica na sua cabeça, até que um dia, depois de uma série de acontecimentos, o caminha desses dois voltam a se encontrar, Fay descobre que o homem maravilhoso que ela conheceu é Alexander Bergman, um importante promotor, e graças a estes acontecimentos os dois terão que trabalhar juntos em um caso.

Quando eu terminei de ler o primeiro livro, eu corri para esse, queria conhecer logo a mais a personagem da Fay, ela já era interessante no livro da Kate, e conhecer a história dela foi melhor ainda. Fay é uma ruiva com muito fogo, ela é do tipo pega, mas não se apega, então quando ela se vê quase apaixonada por Alex, Fay se assusta, e Alex tem que cuidar de tudo com muita calma, claro que os dois fazem besteira no decorrer do livro, eles estão passando por um sentimento estranho, mas tudo acaba se resolvendo, o amor fala mais alto.

Falando em Alex, gente ele é tudo de bom, eu já quero deixar escrito que ele é meu, e eu não gosto de dividir, também quero informar que essa autora está mexendo com a minha cabeça, agora toda vez que eu ver um advogado bonito vou querer saber o que ele está escondendo debaixo daquele terno, um tem um piercing, outro uma tatuagem, já to imaginando o próximo.

Esse segundo livro se passa praticamente junto com o primeiro, só o inicio e o final que fogem um pouco dessa linha, foi interessante ver as tantas coisas que a Fay estava passando, mas acabava guardando para si, e não compartilhando com a amiga Kate, ela se abria com um outro amigo, o Tuts, que é um fofo, ele não é gay, é muito hétero, mas Fay e ele tem aquela relação de apenas amizade entre um homem e uma mulher, gostei muito dele.

Gostei muito desse livro, me diverti muito com ele, o final tem uma certa emoção, só para deixar o coração acelerar um pouco, mas as coisas logo voltam ao normal, não tenho um preferido entre esse e o primeiro, gostei dos dois na mesma medida, eles são divertidos, românticos, sensuais, os dois tem seus dramas e os casais são uns fofos, é uma ótima mistura. O próximo livro é o da Lana, e eu estou muito curiosa para ler a história dela.

site: http://follow-and-breath.blogspot.com.br/2015/10/resenha-irresistivel.html
comentários(0)comente



Paula 19/11/2016

Irresistível e mais um pouco...
Livro: Irresistível
Autora: M. S. Fayes
Editora: Independente
Casal: Fay e Alex

Sinopse: Poderia haver algo que freasse a impetuosa Fay Williams? Aparentemente apenas um homem com pulso firme poderia domar aquele furacão em forma de mulher. Quando Fay e Alex se encontram pela primeira vez, faíscas voam para todos os lados, deixando marcas em ambos. Eles nunca poderiam esperar que suas carreiras acabariam se encontrando tão próximas.
Ao invés de aliados, eles se viram oponentes na batalha travada entre seus desejos e seus corações. O único que podiam atestar afinal era que, o amor é simplesmente irresistível em toda a sua essência.


Impressão do Leitor

Bom quero dizer inicialmente que essa resenha terá uma tônica diferente das que costumo fazer. Deixa eu explicar melhor... Em geral, apesar de descrever os dois personagens principais que formam o casal da trama, o foco acaba, invariavelmente sendo no mocinho, por motivos óbvios! Nesse caso, será um pouco diferente! Enquanto em Absoluto (primeiro livro da Trilogia da Lei) Gabe ganhou meus olhos, meus ouvidos, meu coração, minha alma... Controle-se, mulher!! Em Irresistível foi a desinibida, impetuosa e cheia de sagacidade Fay que me conquistou!
A M.S. Fayes nos traz uma personagem marcada por um passado doloroso, sendo obrigada desde muito cedo, a abdicar de toda uma vida, seguindo por um caminho tortuoso, compelida a enfrentar separações e situações aversivas. Na minha opinião isso a marcou e construiu um repertório comportamental, que, embora pareça contraditório, dotou-a de uma força sobrenatural, mas ao mesmo tempo, de uma fragilidade marcante. Força por tudo que passou, sozinha, em segredo, aprendendo a lidar com as adversidades (às vezes extremamente exposta às contingências), contundo, em contrapartida, isso também a fragilizou! Considero que Fay, na verdade, usava essa força como forma de mascarar, esconder seu lado frágil e suscetível, através de seu jeito impetuoso, despojado e sem amarras.
Era uma jovem extremamente sagaz, determinada, inteligente, sarcástica, que tinha um lado cômico muito aflorado. Adorava sentir-se livre, inclusive das convenções sociais. No que se refere ao amor, Fay não se negava a entregar-se sexualmente a alguém que a interessasse, porém, seu coração permanecia blindado. Avalio que isso se deve ao medo de que, por qualquer motivo, precisasse ser obrigada a abdicar de um grande amor e sumir, o que seria intensamente sofrido para uma pessoa que já havia passado por perdas forçadas.

“Eu tive que deixar de ser quem eu era ali. Tive que abandonar uma vida inteira” (Fay)
A ideia que tenho é que essa mulher é uma pessoa altruísta, pois, além de proteger-se de novas perdas, ela considera que diante de sua vida um tanto conturbada no passado, evitar apaixonar-se por alguém, é, acima de tudo, proteger o outro de alguém com tantas questões em suspenso. Ledo engano...
E, em função desse lado impetuoso, Fay depara-se com Alex, um homem dotado de uma beleza selvagem e de extrema determinação. Um encontro carregado de extrema eletricidade, tão palpável, que senti o choque transcender o livro (abana aqui, por favor!). Um jogo de sedução tão bem descrito, que poderíamos nos sentir parte integrante da história e Fay pôde experenciar algo tão intenso que sentiu-se como se já conhecesse Alex há anos, e não apenas há uma noite. Não posso denominar de outra maneira, a conexão foi instantânea, o desejo foi arrebatador.
Mesmo que o primeiro encontro tenha sido carnal, já ficou claro que um era diferente para outro, em relação ao que estavam acostumados. Descobriram-se fazendo coisas que não costumavam em encontros casuais... Mal sabiam os dois o que estava por vir.
Fay encantou-se por Alex logo no primeiro momento (eu também, só para deixar registrado!), o que a assustou e deixou-a confusa, já que era uma pessoa prática e livre de acessos românticos. Ao mesmo tempo que queria sair correndo e deixar aquele momento para trás, ela era acometida pelo sentimento intenso de perda ao deixar esse IRRESISTÍVEL exemplar masculino para trás.
Após esse encontro com Alex, e de sua fuga repentina, Fay passou a ser invadida pelas lembranças de sua avó, trazendo sua origem Irlandesa à tona, uma aura mística e mágica, com ensinamentos que ela sempre preteriu. Seus caminhos nunca mais haviam se cruzado, e, após um acontecimento marcante no centro comunitário onde era voluntária, Alex volta a sua vida de uma maneira inesperada, coisa do destino? Será que a vovó Li tinha razão? Esses acontecimentos acabaram também, por trazer fantasmas do passado.
E o destino prega peças, eis que este reencontro acaba por acontecer em uma situação tão formal, com exigências éticas e profissionais. Ele enquanto chefe da promotoria e ela, uma assistente, a ele subordinada. Mesmo assim, diante dessa conjuntura, Fay comportou-se como Fay!
Esse reencontro inesperado, mostrou que Alex era tentadoramente possessivo em relação a Fay, mesmo após uma noite apenas. Ela se tornou uma ideia fixa; uma necessidade imensa de tê-la e conhece-la melhor, tomou conta dele de forma arrebatadora e irremediável. Em contrapartida, Alex fazia com que as emoções de Fay ficassem a flor da pele, quase de uma maneira descontrolada, tão diferente do que ela estava acostumada, tirando-a de sua zona de conforto.

“Cheguei a ficar altamente super aquecida com toda essa sua cena machista... Porém, não sou um objeto a ser possuído, ou ser disputados numa briga de garotos, entendeu? Apenas confie em mim” (Fay).

Da mesma forma que eu avaliei no livro anterior que Kate era Gabe de saias. Aqui me parece que Alex era Fay de calças... Eram a tampa e a panela... Ele sabia ler o comportamento de Fay, antecipar possíveis comportamentos de fuga, compreender alguns rompantes, que foi se tornando cada vez mais difícil Fay resistir aos seus encantos.
Entre rompantes de paixão e tentativas de compreender o poder que a presença de um tinha nas emoções do outro, esse casal foi construindo uma história magnética, que me tirava o fôlego inúmeras vezes tamanha a intensidade e impetuosidade deles. Apesar dessa característica pessoal e como casal ser tão marcante, eles tinham um quê de docilidade, embora ambos não soubessem como portar-se diante de um sentimento tão grande que foi-se construindo.

“É mais fácil confiar quando as pessoas se colocam disponíveis. Você é tão fechada, às vezes. Não brinque com fogo, ruiva. Você pode acabar saindo mais chamuscada do que gostaria...” (Alex).

A independência de Fay, assim como seu comportamento mais intempestivo, deixava Alex sem saber como comporta-se e despertava nele seus instintos mais primitivos, necessidade que nunca precisou lidar antes. O atrevimento e espontaneidade de Fay o tirava do sério, mas ao mesmo tempo, era o que mais o envolvia, e foi assim que se deu conta que estava irremediavelmente apaixonado por ela.

“Okay. Traga gasolina da próxima vez, você vai perceber que sou forjada no fogo, Viking.” (Fay).

Alex também tinha um passado do qual não queria lembrar, que mantinha guardado a sete chaves, assim como Fay. Os passados de ambos os transformaram nas pessoas que são hoje. Ambos ainda têm resquícios de uma época sublimada na forma que se comportam, mesmo que tentem esconder, de alguma maneira, o passado os conduz. As verdades ocultas, escondidas e sublimadas, começam a ser reveladas e ao mesmo tempo que trazem sofrimento, vem acompanhada da redenção e da possibilidade de entregarem-se, livres, para o sentimento que se estabeleceu com toda a força no coração de ambos. Contudo essa redenção não vem de maneira fácil!
Fay amedrontou-se, recuou e se fechou ainda mais quando percebeu claramente seus sentimentos e os de Alex. O medo que ela tinha do seu passado, o medo de ser feliz, o medo do futuro, não permitiu em um primeiro momento, que ela vivesse a plenitude de seu amor, negando o que Alex sentia e afastando-se dessa história que lhe fazia tão bem.

“Eu vou esperar. Não estou cobrando. Não estou cobrando que você me ame de volta ou a historia do seu passado que você deixa trancada dentro de si. Só cansei de ter que segurar as emoções que você me provoca simplesmente por medo de você fugir.” (Alex)

Mas não dizem que o sofrimento engradece? Pois bem... Ambos descobriram de uma forma mais difícil, como o amor suplanta qualquer medo ou adversidade. Mesmo que a duras penas, o reconhecimento e amadurecimento do amor pleno que sentiam um pelo outro fez com que destruíssem as barreiras erguidas ao longo da vida em seus corações e suas almas, promovendo uma linda comunhão de um homem e uma mulher, cheios de marcas, feridas cicatrizadas, mas que, acima e apesar de tudo, eram capazes de viver um amor único e inspirador.
Mais uma vez posso afirmar convictamente o quanto a escrita da M.S. Fayes nos envolve intensamente na trama, a tal ponto, que vivenciamos os sentimentos de cada personagem de forma tão realista. Ela consegue, em Irresistível, provocar emoções diversas: sentimos medo, alegria, raiva, mas sobretudo, sentimos o amor intenso e impetuoso que os personagens têm um pelo outro que nos sentimos como parte deste enredo único, intrigante, instigante, apaixonante e IRRESISTÍVEL.

“Eu nunca me permiti amar ninguém de verdade, Alex. Nunca. Até conhecer você. Eu te amo, Alex. Só a você” (Fay)
comentários(0)comente



Mari Sales 26/03/2016

Essa é a história por trás de Fay, a garota confiante.

Essa é a história por trás de Fay, a garota confiante. Por trás de toda essa energia agitada, Fay possui um coração mole e machucado.

Tivemos um vislumbre da Fay e suas peripécias no primeiro livro da série, Absoluto. A história dela começa na mesma época que a de Kate. Percebe-se que as amigas se afastam em um determinado momento e são esses momentos que descobriremos o que aconteceu!

Fay é determinada, confiante e sincera. Por causa de um trauma na adolescência, ela se prontifica a trabalhar na área criminalista como operadora do direito. O coração dela também é enorme, pois trabalha com voluntariado em um local onde a criminalidade é alta.
Alex é um promotor muito competente e com uma aparência nada convencional: cabelos loiros compridos, tatuagens e barba. Praticamente um motociclista, já que ele também possuí uma Harley Davidson.

Além de começar a trabalhar no mesmo ambiente que Alex, Fay continua suas peripécias de festas e provocação, até que ambos não consiguem mais resistir um ao outro. Mas Fay possuí um jeito despojado e aberto para lidar com amigos homens. Alex possuí um lado macho alfa, apesar de ser muito racional em vários momentos.

E para apimentar mais ainda a leitura, contamos com brigas e palavras difíceis trocadas pelas personagens. Essas situações nos fazem refletir e ponderar até que ponto estamos dispostos a perdoar. E quais as melhores formas de pedir uma segunda chance. Sim, essas partes são motivos de discórdia e discussão entre leitores, coisa que adoro!


site: http://resenhasnacionais.blogspot.com.br/2016/03/m-s-fayes-trilogia-da-lei-irresistivel.html
comentários(0)comente



Clã 02/02/2016

Clã dos Livros - Irresistível
Preparem-se para um livro recheado de emoções do início ao fim!

O prólogo já começa tenso e tudo que acontece ali é explicado mais para frente no livro e faz com que você entenda muitas coisas no decorrer da história.

Irresistível já começa recheado de sensualidade, quando Fay Williams, encontra em uma boate Alex, e a química entre os dois é explosiva e perfeita. Em num jogo de sedução passam a noite juntos, mas Fay foge antes mesmo de falarem o sobrenome um para o outro (imagina como foi a noite?! #quente).

Fay é uma mulher jovem, independente, determinada, segura e desinibida, ela não quer se prender a nenhum relacionamento e só quer curtição e uns amassos. Mas a noite com Alex foi especial e ela não consegue tirá-lo da cabeça. Ela mora com suas amigas que estão passando por momentos conturbados e para ajudá-las nesta situação, que nunca havia acontecido, ela procura seu melhor amigo Arthur. As amizades de Fay nos proporcionam momentos engraçados e gostosos que só os amigos nos fazem passar.

Ela trabalha como voluntária prestando assistência jurídica e dando aulas de balé em uma associação. E lá se vê envolvida em uma situação na qual seu passado volta para lhe assombrar. No pacote de acontecimentos vem junto o policial gato e paquerador e seu futuro emprego, de um lugar onde já havia deixado um currículo.

E então no meio disso tudo:

“Foi uma grata surpresa revê-la . Espero que não fuja furtivamente da minha sala como fugiu da minha cama.- Ele disse ironicamente, a queimando com o olhar e vendo o rubor aparecer no rosto dela.

E agora que os dois se reencontram passam a viver as mais diversas situações de paixão, confusão, medo, indecisão... e assim você vai torcendo para que Fay consiga entregar seu coração para o Gato Viking do Alex, um homem decidido que sabe e tem o que quer.

E as cenas quentes são um capítulo a parte, bem escritas, envolventes, picantes na medida certa de esquentar sem ser vulgar.

Irresistível tem ação, suspense, segredos, comédia. O livro é encantador e nos presenteia com emoções gostosas de serem sentidas e no final ainda nos deixa querendo mais. Ainda bem que já tem mais um livro da trilogia chegando ai.

SUPER INDICO!!! #queroumalexpramim.

site: http://cladoslivros.blogspot.com.br/2015/10/resenha-irresistivel-livro-2-da.html
comentários(0)comente



Jéssica 16/11/2015

Irresistível(M. S. Fayes)
A Trilogia da Lei nos trás a cada livro o romance de uma das três melhores amigas, Kate, Fay e Lana, que cursam faculdade de direito. Assim neste segundo livro temos como protagonista a Fay Williams uma ruiva indomável que diferente de Kate tem uma personalidade forte, faz o que a faz se sentir bem sem se preocupa com o que os outros vão pensar sobre ela, é independente e com uma auto estima alta.

Um dia em uma balada ela conhece um homem irresistível, loiro com olhos azuis e como a própria Fay diz um autentico Viking, onde a atração entre eles é palpável e com poucas palavras eles acabam tendo uma noite bem quente e o que parecia impossível para Fay aconteceu, ela se apaixonou por um cara que talvez ela nunca mais veja e de quem ela não sabe quase nada, além de seu nome Alex.

Passa-se algum tempo e quando ela já estava conformada que nunca mais encontraria Alex acontece um incidente na associação onde ela faz trabalho voluntario e ela acaba tendo que trabalhar em um caso com ninguém menos que o promotor chefe Alexander Bergman, seu Alex.

Mesmos trabalhando juntos a atração entre os dois continua visível, Alex tenta esconder e Fay não consegue se entregar para um relacionamento por causa de um passado traumático, mas mesmo assim os dois não conseguiram resistir ao amor que sentem um pelo outro.

Eu gostei mais deste livro do que do anterior por causa da protagonista, Fay foge do clichê de mocinha frágil e indecisa, ela tem uma personalidade forte que consegue conquistar o leitor. As reviravoltas deste livro são mais imprevisíveis do que o anterior, mesmo que desdo começo da para imaginar que os dois ficarão juntos somos surpreendidos pelos obstáculos que terão que enfrentar para chegarem no final feliz.

Além de termos um pouco dos tramites jurídicos, a historia acontece ao mesmo tempo que a do primeiro livro/casal e assim podemos ver por outro angulo o romance de Kate e Gabe e até conhecer um pouco mais da historia deles. Para mim a historia deste segundo livro consegui ser mais bem trabalhada que o primeiro e os personagens mais bem construídos e mesmo que as cenas de sexo estejam mais intensa não me incomodou durante a leitura.

A escrita da autora continua fluida e envolvente assim a leitura pode ser feita em uma unica tarde sem cansar o leitor. A narrativa é em terceira pessoa e possibilitar entendermos o sentimentos dos personagens envolvidos mais do que se fosse uma narrativa em primeira pessoa.

Então se você gosta de romances hots com protagonistas fortes e bem construídos não pode deixar de ler esse livro e conhecer o casal Fay e Alex.


site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2015/09/Resenha157.html
comentários(0)comente



Meu Vício em Livros 08/10/2015

enredo rico, cheio de suspense, romance e cenas divertidas
Olá pessoal, tudo bem? Hoje é vez de vocês conhecerem a ousada Fay Williams. Quem leu Absoluto, já teve o prazer de saber um pouco sobre ela (veja resenha aqui). Neste livro a sua história acontece paralelamente a de Kate e Gabe e como ela foi uma amiga para lá de excepcional do casal, chegou a hora dela ter sua retribuição quando seu príncipe encantado resolve dar mancada.

O cenário da trama continua sendo o jurídico e se passa em Boston. Fay está concluindo o curso de Direito, quer começar a trabalhar como assistente de promotoria e, ao mesmo tempo, conciliar o trabalho voluntário que presta em uma associação, dando aulas de balé e assessoria judicial.

A capa do livro detalha exatamente a personagem, ruiva, linda, decidida, de personalidade forte, sem papas na língua, independente e totalmente bem resolvida em suas relações amorosas. Isto até conhecer o Alex, que invade seu espaço pessoal e traz a tona seu lado sensível e o desejo de viver um grande amor, um sentimento do qual ela sempre fugiu.

O casal parte para a ação logo no primeiro capítulo quando se conhecem em uma boate e protagonizam cenas eróticas na pista de dança. No prólogo a autora descreve um momento traumático na infância de Fay que mudou toda sua vida e, por incrível que pareça, é o que vai desencadear diversos problemas para ela durante a trama.


Alex é tudo de bom! Sexy, possessivo, carinhoso, bem sucedido, apaixonado e claro, IRRESÍSTIVEL mas isto não o impede de cometer um erro de julgamento que vai colocar em risco a sua relação já conturbada com Fay. Diferente de Absoluto que senti falta de cenas mais calientes, neste tem até de sobra. Claro que todas escritas de forma muito sensual e romântica, o que já percebi que é a marca registrada da autora.

Eu me identifiquei demais com a Fay que é cheia de energia e agressiva quando precisa defender um argumento. E ai de quem mexer com aqueles que ela ama, (leia-se suas amigas-irmãs e seu melhor amigo Arthur). O que ela sente por Alex é inédito e a atração de ambos é explosiva! Depois de uma noite de paixão inesquecível onde a conexão é instantânea, Fay descobre que o promotor com quem ela vai trabalhar é nada menos que o próprio.
"Aquele homem era demais para os sentidos esfomeados de Fay. Ela sequer conseguia se controlar, ou manter seus impulsos à deriva quando estava perto dele. E quando se encontrava nos braços dele, sendo devorada por aquela boca, aí é que Fay ficava mais alienada do que o normal."
Conclusão: aqui temos um enredo rico, cheio de suspense, romance, cenas divertidas, momentos perigosos e que conta com protagonistas teimosos e orgulhosos e personagens secundários encantadores e fortes. A relação de amizade entre Fay, Kate e Lana é invejável e os diálogos são maravilhosos.

E o livro três está chegando para a minha alegria! Eu estou ansiosa para conhecer a história da Lana que promete trazer cenas muito fofas, já que teremos um bebê na equação. Ah!! Amo muito tudo isto! Fiquem ligados nas redes sociais para conhecer a capa em primeira mão. LEIA MAIS AQUI>http://www.meuvicioemlivros.com/2015/10/resenha-irresistivel-livro-2-da.html

site: http://www.meuvicioemlivros.com/2015/10/resenha-irresistivel-livro-2-da.html
comentários(0)comente



Marina - @respire.literatura 30/09/2015

Irresistível, de M.S. Fayes
Fay é uma mulher forte, segura de si, independente. Presta assistência na área jurídica da Associação Blanche Suit e da aulas voluntarias de dança às crianças e adolescentes. É uma ruiva desimpedida, livre, leve e solta.
Uma certa noite, em uma boate, Fay conheceu um cara irresistível. A atração foi palpável e logo partiram para casa dele e tiveram uma noite quente e apaixonada, sem nenhuma promessa, muito menos compromisso.
"Já tinha ouvido falar em beijos com 'encaixe perfeito', mas era a primeira vez que sentia uma descarga de euforia roubando seu ar e esquentando seu corpo."
No dia seguinte, ainda na capa dele, Fay acorda e foge da casa desse homem misterioso, pois ela não está nenhum pouco afim de se apaixonar. Contudo, ela não sabe que o futuro reserva surpresas diferentes para ela...

Um mês depois, por ironia do destino, ela acaba se encontrando com esse homem. Seu nome é Alexander Bergman, promotor chefe do estado, lindo, loiro, olhos claros. Eles terão que trabalhar juntos em um caso de muita importância, visto que ela anseia o cargo de assistente de promotoria, mas será que ela conseguirá resistir a essa paixão?
"... Fay era bem realista ao que relacionamentos poderiam gerar. E com seu histórico conturbado e seu passado tenebroso, em relacionamento era tudo o que ela deveria evitar com máximo de suas forças."
Ela tentou, mas não conseguiram resistir a atração inegável. Apesar disso, Fay não consegue se entregar completamente por conta do seu passado obscuro. Alex também tem um passado escuro, contudo ele está de coração e braços abertos para Fay. Já ela tinha medo, medo de se entregar e o passado vir e lhe dá uma rasteira. Será que ela conseguirá passar por cima de tudo para seguir esse amor? O que aconteceu no passado de Fay e Alex? E o que o futuro reserva para eles?
"... Pensar sobre construir uma família sempre lhe fora um pouco dolorido. Mas agora, ao pensar no futuro, só via Fay em sua mente."
Eu curtir o livro. Foi uma leitura leve, divertida e previsível.
Porém, as vezes Fay se comportava como uma criança. Ela tanto queria que Alex confiava nela, mas quando era ele, Fay já tirava conclusões precipitada das coisas e assim, magoava Alex sem necessidade. É notório que por trás dessa casca grossa, ela era frágil e sensível. Precisava de alguém que cuidasse dela e a protegesse. Porém, ela é tão cabeça dura, já tinha o boy nas mãos, mas não dava oportunidade a ele. E fiquei chateada quando ela dispensou ele e ainda queria que ele corresse atrás dela. Nessas horas eu queria entrar no livro, dá vários tapas nela e gritar: ACORDA MULHER! hahhahah

Um ponto super positivo é que, além de ser independente na vida, Fay também era independente no amor. Quando via que estava errada, corria atrás do erro, implorava e pedia perdia perdão, mesmo doendo na alma. E quando era pra seguir em frente, ela também seguia sem nem ao menos olhar pra trás. Nessas horas eu levantava e batia palmas para ela.
Alex também é um cara decidido e faz de tudo para protege-lá. Apesar de ser também um cabeça dura e gosta de pagar com a mesma moeda. Gostei da atitude dele de não correr atrás e ser um homem que sabe o que quer.
" O promotor completamente cativo de uma mulher irreverente. Mas que transformaram os dois em um casal irresistível."
No geral, eu gostei curtir o livro. A autora sabe conduzir a história, tem uma escrita leve e ansiosa para o próximo volume da série.

site: http://www.anebee.com.br/2015/09/resenha-irresistivel-de-m-s-fayes.html
comentários(0)comente



Livros Encantos 22/09/2015

Irresistível - M.S Fayes
Fay é uma personagem que me conquistou desde o começo do livro com seu carisma, alto astral, e sempre viveu o momento, sem pensar em relacionamentos.
Mora com suas amigas em um apartamento Kate e Lana, entre as amigas ela sempre a mais doidinha, fazendo o riso aparecer nos melhores momentos.
Fay sempre passou a impressão de ser uma pessoa que não se preocupa muito com nada, isso é o que ela quer que os outros pensem.
Em sua infância passou por um trauma que mudou toda sua vida, começando do zero, e a deixando com muito medo de se apegar a alguém e depois perde-lá.
Alex um promotor lindo, sexy que leva muito a sério seu trabalho, vai se encantar com a ruiva sem travas na língua.
Em uma de suas saídas a noite, conhece um homem lindo chamado Alex, que de alguma maneira tocou sua alma, não foi somente um linda noite de amor, foi algo mais profundo, esse sentimento assustou Fay a fazendo fugir sem ao menos saber o telefone de Alex.


Fay irá reencontrar Alex quando mesmo espera, é o destino fazendo sua parte, ele é o promotor, e ela está tentando uma vaga de assistente da promotoria.
Ambos ficaram marcados após esse encontro, Alex tenta se reaproximar de Fay, e irão recomeçar, ambos estão cada vez mais unidos e ligados por um sentimento mais forte, mas se negam a falar sobre isso.
Fay tem um amigo brasileiro o Tuts, lindo que teve grande destaque na história, amigo para todas as horas e a quem sempre recorria no momentos de crises.

O relacionamento de ambos vai indo muito bem sem declarações de amor, Fay vai sofrer um atentado e não avisa Alex que fica muito preocupado e acaba demonstrando todo sentimento que sente por ela.
Bastou isso para Fay se apavorar e falar algumas mentiras, magoando demais Alex, e passa alguns dias com suas amigas na fazenda da mãe de Lana.
Nesses dias vai refletir e irá descobrir o quanto ama Alex, na volta vai ao tentar se reaproximar de Alex vai levar um banho de água fria.
Dois teimosos, que se amam, vai ter muita briga e Alex vai ter que ralar para reconquistar a Fay.

Um final lindo perfeito como a Fay,
Para quem leu absoluto vai poder matar as saudades de Gabe e Kate casal lindinho.
Além do lindo romance de nossos protogonista a autora destaca sobre o valor da amizade entre as três amigas.

Confesso que a protagonista me ganhou desde as primeiras linhas, com sua fachada de liberal, sempre alegre, uma fachada que teoricamente a protegia de se apegar as pessoas, mas quem vive sem a doce felicidade da amizade, o encanto de um amor vivido ?
Fay não é diferente, no fundo queria a sensação se der protegida, amada sem o medo de perder tudo isso a qualquer instante, e Alex conseguiu derrubar essa proteção ao redor de seu coração, aso poucos foi ganhando espaço, e quando ela menos esperava ele a conquistou por completo.
A cada noite em seus braços a sensação de aconchego, de afinidades estava presente.
É preciso ver muito mais além do que a aparência da Fay para enxergar sua essência e Alex foi capaz de ver muito mais que uma linda ruiva.
Alex me conquistou por não desistir da Fay e ir a luta por seu amor, mesmo com o orgulho ferido e muitos mal entendidos, ele não desistiu e demonstrou com palavras e gestos a imensidão de seu amor.

A autora tem uma escrita genial, envolve o leitor, os termos jurídicos utilizados não ficaram pesados, a construção dos personagens foi de uma sensibilidade ímpar.
MS Fayes trouxe elementos com uma trama muito bem elaborada e sem pontas soltas no final, regada a um romance lindo que supera medos e perdas.

Quotes

"O problema era que Fay mexera com uma parte dele que nem ele entendia." Alex
"Alex esperava ansiosamente que Fay cedesse à atração que os dois sentiam e realmente se entregasse de corpo e alma ao que eles poderiam construir juntos." Alex
"Dois corações se quebraram naquele exato instante, um amar sem medo, o outro por ter medo do amor ...
"Ela não tinha noção de quão apaixonada estava poe ele e isso a assustava por demais." Fay
"Fay, tudo o que você precisa está apenas dentro de você. Seu coraçao é enorme. Sua alma é maior ainda." Tuts
"Não deixe passar os momentos preciosos que você quer ter guardados no coração por medo do amanha." Tuts
"Mas estar com Fay provocava nele a vontade de algo mais." Alex

site: http://www.livrosencantos.com/2015/09/irresistivel-ms-fayes.html
comentários(0)comente



Atitude Literária 18/09/2015

Para tudo... Adoreiiii.
Desde que li Absoluto adquiri um carinho muito grande pela personagem Fay. Ela sempre me pareceu despreocupa, leve, divertida, como se andasse com o botão do Foda-se mundo! Ligado o tempo todo. Ela aparentava apenas viver de maneira livre, sem se prender a convenções sociais e dramas de mulherzinha. Sim, ela é isso tudo, só que Fay vai além, ela tem muitas outras camadas encobertas por trás do sarcasmo e sorrisos sexys.

Fay é uma ruiva ousada, decidida, linda, inteligente, vibrante, uma mulher que sabe o que quer, que vai a luta, independente, intensa, protege quem ama, que não hesita quando o assunto é satisfazer seus desejos, mas que mantém suas emoções e coração fora de suas relações. É impossível não ser conquistada pela Fay, ela é muito carismática e quando não estamos querendo pular e vibrar com ela, estamos querendo pegá-la no colo e apenas dizer que tudo vai ficar bem.

A questão é que Fay tem o espírito indomável, um coração cercado por muralhas e um passado que a suga em silêncio, e para transpor tudo isso, para conseguir não apenas domar a fera, como também para alcançar seu coração e conseguir se fixar ali, será preciso um homem forte, persistente e voraz. É então que entra Alex na jogada.

Alex é teimoso, determinado, justo, um homem inteligente que emana masculinidade e poder. Se ele quer, ele vai atrás e quando ele veja certa ruiva dançando sensualmente, ele não se faz de rogado e vai logo a tomando pela cintura. Alex tem muito a ensinar, ele é um verdadeiro guerreiro da vida, do dia a dia que sempre batalhou muito para conseguir chegar aonde está. Ele não tem medo de desafios, não abaixa a cabeça, é admirável.

O primeiro encontro eles é puramente sexual, intenso e de entrega, a atração entre eles parece que os suga para o meio de um universo paralelo onde apenas os dois habitam. Na manhã seguinte Fay faz o que a razão manda e vai embora, deixando seu Adônis adormecido. Eles combinaram de ter uma noite de prazer mutuo e isso é tudo que ela está disposta a oferecer. Entretanto o belo homem não sai da cabeça de Fay, ela queria repetir a noite de selvageria só que ela não sabe nada sobre ele, apenas seu primeiro nome. Como o destino é bom, alguns meses depois Fay tem uma agradável surpresa, sua noite quente é ninguém mais, ninguém menos que o novo promotor. Claro que as faíscas voam, que ambos estão satisfeitos em se reencontrar e é então que uma verdadeira corrida pela amizade, superação e o amor começa.

Ele queria Fay de novo. Com mais intensidade do que antes. E queria mais. Conhecê-la, estar com ela. Ela o estragara para qualquer outra mulher. Ele só poderia dizer que aquela ruiva o enfeitiçara completamente.

E não pense em nenhum momento que será fácil, simples ou previsível, o enredo está sensacional, com uma trama divertida, fluida, com elementos dramáticos e sensuais na medida perfeita. Fui surpreendida, fui arrebatada para dentro das páginas do livro e fiz uma leitura muito rápida, querendo ler para saber como terminaria e sofrendo por não querer me despedir.

Por incrível que pudesse parecer, ela queria oferecer tudo o que tinha a ele, mas o medo ardia em seu peito. O medo de sonhar com algo e ter aquilo roubado era muito maior do que o desejo de se permitir voar.

Mais uma vez fomos levados para o meio jurídico, e preciso dizer, novamente a autora deu um baile de conhecimento e termos técnicos, nos proporcionando uma leitura rica. Fica claro em cada página que ela se preocupou e pesquisou para oferecer um conteúdo de qualidade. Outro ponto muito bacana é que mais vez, ela valorizou os personagens secundários, dando a eles atenção e espaço.

O fato é que, M. S. Fayes me surpreendeu MUITO, eu nunca cheguei a imaginar que a aversão de Fay a relacionamentos, que seu medo de se apegar as pessoas tivesse justo AQUELE MOTIVO, foi algo que me impactou, que realmente me marcou muito. Amo ler um livro que por mais teorias que eu crie eu não consiga decifrá-lo. Mesmo abordando assuntos delicados sua escrita sempre é leve.

"Dois corações se quebraram naquele exato instante. Um por amar sem medo. O outro por ter medo de amar."

IRRESISTÍVEL é um livro maravilhoso sobre superar seu passado, não ter medo de arriscar, confiança e amor.

Eu reescrevi esta resenha umas cinco vezes, eu não queria entregar demais sobre a história, porque é um livro que realmente merece ser lido e desvendado a cada página. Mas espero de coração ter conseguido transmitir um pouquinho do quanto eu gostei.

Estou muito ansiosa para ler o terceiro volume da trilogia, sinto que mais uma vez irei me apaixonar e ficar com o coração acelerado a cada capítulo. Sr. Absoluto e Sr. Irresistível já foram, e agora o que virá?

site: http://letraselivros2.blogspot.com.br/2015/09/resenha-irresistivel-ms-fayes.html
comentários(0)comente



Mila 13/04/2015

Fay é amiga de Lana e Kate. Se conheceram na faculdade e dividem o mesmo apartamento.
Lana é uma loira adorável do interior que larga a faculdade para seguir o namorado, das quais suas duas amigas o odeiam.
Kate é a pragmática sexy e é a mais certinha das meninas.
Aos 15 anos Fay morava com seu pai em Manhattan, naquela época, eles não possuíam condições financeiras, então ela fazia o possível para ajudar o pai no trabalho e honrar as bolsas escolares que recebia do governo. Sua mãe morrerá quando ela tinha 8 anos. Acabando morando com sua avó em New Jersey, até o falecimento anos atrás.
Fay presta assistência jurídica e dá aulas de balé a um centro comunitário (uma salva de palmas. Admiro muito quem tem esse belo ato) em Dorchester, uma associação que dá suporte a uma comunidade em situação de vulnerabilidade social. Isso foi umas das brigas em que ela sempre tinha com seu pai, ele achava o trabalho dela muito perigoso.
Ela é uma legitima ruiva, que não acredita no amor, e sempre mantém o seu foco. Seu grande sonho é ser promotora. É uma mulher que tem os pés no chão. Até que em uma noite ela acaba se cruzando com o lindo Alex.

Para ler a continuação da resenha acessem o Blog.

site: https://clubdelivros.wordpress.com/2015/04/08/resenha-trilogia-da-lei-irresistivel-2/
comentários(0)comente



17 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2