Jogadas de Abertura

Jogadas de Abertura Steven James




Resenhas - Jogadas de abertura


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Lindsey 18/03/2017

Muito bom!
Não dá pra falar de um livro só, se tratando de Steven James. Essa série ‘Patrick Bowers’ conta até agora com seis livros, ‘O Peão’, ‘A Torre’, ‘O Cavalo’, ‘O Bispo’, ‘A Rainha’ e ‘Jogadas de Abertura’, e são todos incríveis! Cada livro conta um pouco sobre a vida de Pat, um agente especial do FBI que caça psicopatas malucos. Em meio a essas buscas pelos criminosos, que são interligadas umas às outras (por isso a referência ao jogo de xadrez), o agente tem que conviver com amigos duvidosos, lidar com sua azarada vida amorosa e conquistar a afeição de sua enteada. Tudo isso é recheado de cenas hilárias e dilemas sagazes. É um prato cheio para quem gosta de suspense policial bem-humorado e inteligente.
* Confira minhas outras resenhas no Instagram @livro100spoiler

site: https://www.instagram.com/livro100spoiler
comentários(0)comente



Eli Coelho 02/02/2017

Sensacional - Um prequel para redimensionar uma série incrível.
Como bom leitor de policiais, considero os livros de SJ imbátiveis tanto quanto a inteligencia da narrativa, a perversidade dos criminosos e nesse caso o carisma do agente Pat Browers.

Serie iniciada com O PEÃO (meu livro policial preferido e que lamento nunca pensarem em transformara em filme), é delicioso ver nesse livro tudo o que ocorreu antes, a trajetória de Pat, o incio das amizades, o porque de sua especialização e ate o refinado gosto por café.

Esse livro mantém o mesmo clima de ação de O PEÃO e tanto quanto o outro os 20 capítulos finais é tenso de adrenalina a ponto de prender a respiração (sensacional literalmente, pois desperta sensações físicas no leitor) e isso é muito mérito do autor por esse domínio narrativo e manter a tensão final por quase 50 páginas não é pra qualquer um. Enfim, uma aula de boa narrativa para os que escrevem o gênero e para os que leem um gostinho de quero mais.

ATENÇÃO: embora escrito posterior ao A RAINHA os eventos desse livro acontecem antes de O PEÃO. Ler O PEÃO antes em nada atrapalha a entender os eventos da série, mas quem puder começar por esse livro terá uma experiencia mais completa.

Recomendadíssimo. Imperdível para os amantes do genero.
comentários(0)comente



fgrein 19/07/2015

Muito bom!!
Ótimo livro! Arrisco dizer que é um dos melhores da série.
Mesmo estilo de ação e mesma fórmula dos outros, mas achei bacana ler sobre o passado do Bowers.
Mesmo sabendo de muitas coisas "do futuro" por ter lido os outros livros da série antes, ainda assim acabamos nos surpreendendo com alguns fatos.
Valeu bastante a pena!
Larissa Borges 19/07/2015minha estante
Adorei esse tambem. O que mais adorei nessa serie é que o escritor nao perdeu a historia em nenhum momento e mesmo voltando ao passado conseguiu surpreender. Confesso que antes de ler todos pensei que os livros iriam cair numa monotonia, que ele nao conseguiria inovar e deixar sempre finais surpeendentes, mas percebi que todos foram maravilhosos. Hoje espero anciosa para ler os outros! ^^'
P.S: estou feliz por alguem tambem ter lido esse livros, pensei que era solitaria.


Kau 19/07/2015minha estante
De todos que eu li, esse tbm é um dos meus favoritos dele, espero que venha outro por ai pra suprir a outra metade de tempo que ficou sem ser mencionada, como quando ele e a Margaret se conheceram, quando um pegou rixa com o outro, e tbm com o outro serial killer que o Ralph acaba matando, que é mencionado no Peao, que ele comenta que junto com o Basque foi um dos piores que ele já enfrentou. Fiquei hiper curiosa com essa passagem kkk: "Que legal. Se havia alguém que eu não queria ver à solta nas ruas de novo era Richard Basque. Ele era um dos dois sujeitos que conheci em toda a minha vida que me metiam um medo genuíno, profundo, insano. Por sorte, o outro estava morto. Ralph atirara nele num cerco com reféns em 2004. O Ilusionista os seguia de perto em terceiro lugar." Afinal pra ganhar do Basque o cara tem que ser foda kkkk


Larissa Borges 19/07/2015minha estante
ja existe esse livro! sera lançado no fim do ano!!! XD se chama "Every Crooked Path" olha o link ai, com capa e tudo!!! Segundo o escritor ele agora preenchera com o passado dele.
https://www.facebook.com/sjamesauthor/photos/a.58663753633.72311.52492368633/10152833099923634/?type=1&theater


Kau 19/07/2015minha estante
bom saber


fgrein 20/07/2015minha estante
Ótima notícia Larissa!!!


Bruna Araujo 06/01/2017minha estante
Poderia me dizer qual é a numeração (ordem) deste na série? Obrigada


Kau 06/01/2017minha estante
Bruna a ordem é essa aqui oh:

0,5 - Jogadas de Abertura (ele é antes do Peao, mas foi escrito depois de Rainha)
1 - O Peao
2 - A Torre
3 - Cavalo
4 - Bispo
5 - Rainha
6 - The King (Não publicado no brasil ainda)
7 - Checkmate (Não publicado no brasil ainda)
8 - Every Croocked Path (Não publicado no brasil ainda)


Bruna Araujo 07/01/2017minha estante
Kadu, agradeço muito!!!

Você me indica ler "Jogadas de Abertura" antes de "O Peão" então? Vou começar essa série agora! ??


Kau 07/01/2017minha estante
Eu leria ela na ordem de escrita mesmo, depois dá Rainha


Bruna Araujo 07/01/2017minha estante
Ótimo! Muito obrigado Kadu! Espero que o Brasil publique os demais, pq pelo que eu estou lendo a série é muito boa! ?




Alexandre Costa 26/03/2015

Uma narrativa explosiva, chegou a me dar pesadelos!!!!!
Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje vou contar para vocês a resenha do livro Opening Moves (Movimentos de Abertura) do autor Steven James. Esse é um pouco diferente, pois ele é um “prequels”, que traduzido é uma “prequência” de tudo o que ocorreu antes do primeiro livro da série O Peão.

Bom, começo dizendo a vocês que essa leitura me causou pesadelos, vocês podem não acreditar, mas a narrativa é muito intensa, repleta de detalhes muito fortes e tramas que nos fazem parar por alguns momentos para acreditar que tudo isso está realmente acontecendo.

Desta vez o personagem principal, Patrick Bowers é um detetive de homicídios da cidade de Milwaukee. Porém mesmo sendo um detetive, ele mostra todo o seu potencial para resolver os piores crimes em sua cidade.

É nesta história que ele acaba conhecendo seu melhor amigo (vão ler pra saber quem é rs) e, por incrível que pareça, Pat tem raiva dos federais e, acreditem se quiserem, ele detesta café kkkk.

Neste livro, o autor fala muito pouco da vida particular de Pat, sendo que a atuação dos assassinos e da força policial juntamente com o FBI são os destaques dessa trama muito bem criada pelo autor.

Como é de praxe nas tramas dessa série, não existe apenas um serial killer a ser capturado e, sim dois. Não sei dizer a vocês qual deles é o pior e sim que ambos causam muitas cenas de torturas e, dão muito trabalho a Pat para decifrar todo o quebra-cabeça.

Outro ponto de destaque é que, quando a vida pessoal de nosso querido Patrick Bowers vem a tona, novamente ele se vê diante de um dilema que o faz perceber como as coisas do coração nem sempre são simples de se resolver. Mas aí é que entra a inteligência do autor: se é a pessoa pela qual vocês acham que Pat está sofrendo, estão redondamente enganados, portanto vão ler e descobrir esse mistério, hehehehe.

No final da história, acho que algumas coisas poderiam ter sido melhores explicadas, principalmente com relação ao desfecho de tudo o que aconteceu com Pat nos outros livros, pois na minha humilde e sincera opinião, o autor deu um “salto” e deixou algumas pontas soltas, o que pode ser explicado se houver um outro “prequels”, o que eu acho que vai ter, principalmente para que nós leitores possamos entender como certas coisas começaram e terminaram na vida pessoal de Pat.


site: http://www.amorliterario.com/2015/03/resenha-opening-moves-movimentos-de.html
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4