A Transformação de Raven

A Transformação de Raven Sylvain Reynard




Resenhas - A transformação de Raven


56 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Nathy 15/05/2018

Surpreendente...
Sabe aquele livro que você só compra por estar baratinho (nesse caso, 5 reais) e fica por meses enrolando na estante até você não ter mais o que fazer e decidir lê-lo? Foi o que aconteceu com A Transformação de Raven.

O danadinho me surpreendeu de uma forma... surpreendente! Devorá-lo em apenas dois dias não foi uma tarefa difícil, tendo em vista todo esse enredo que te prende e faz com que queira ler e até sonhar entre as histórias de cada personagem. Sylvian me surpreendeu com uma escrita gostosa, intrigante, até sensual.

Logo de cara, me apaixonei pela personagem Raven, que destrói totalmente dos clichês de uma mocinha perfeita, fugindo completamente de dentro dos padrões de beleza atuais.

Me apaixonei pelo misterioso e MARAVIGOLD Príncipe, a forma como endeusa Raven e a faz se sentir bem consigo mesma, linda do jeito que é. O envolvimento deles é incrível!

Impossível não se apaixonar por esse romance que, ao mesmo tempo é clichê, também é uma inovação perfeita na literatura. Já anceio pelos próximos livros da Série e logo quero conhecer outras obras famosas do autor, como a trilogia O Inferno de Gabriel (que aliás, envolve personagens de A Transformação de Raven).

Resumindo palavras, simplesmente incrível.
comentários(0)comente



Adrielle 05/04/2018

Os negros encantos de Florença..
"- Para sempre é muito tempo.
- Não quando se está dançando com a esperança."

"A gente sempre tenta tocar as estrelas, mas sempre acaba caindo de volta a Terra"

Sylvain Reynard já tinha conquistado muitos com a trilogia O inferno de Gabriel, inclusive a mim. Por esse motivo que numa promoção de livros a 4,99 reconheci a autoria e comprei o prólogo e o primeiro livro da série Noites em Florença. Confesso que ficou na minha estante por quase um ano antes de começar essa leitura. Quando comecei, terminei os dois em dois dias.

É um romance sobrenatural sensual, com o clichê humana x vampiro. Porém é intrigante. Há uma conexão com Gabriel e sua esposa, de O inferno de Gabriel. Mas não é preciso conhecer a outra história.

O Príncipe de Florença é poderoso e sombrio, acredita que não tem capacidade  de amar. Raven é forte em vários aspectos da vida e superações, menos com a autoestima. Com uma deficiência na perna ela não se enxerga a mulher nonita e atraente que é. Mas cada lado do romance tem seu drama particular, o Príncipe está no momento de defender seu reino de traidores. Raven é suspeita de um roubo, e só tem sua situação piorada quando descobre o ladrão e ele é o mesmo homem que ela ama.

Fiquei surpreendida e presa. Já PRECISO do segundo livro, e rezando pra editora lançar o terceiro no Brasil.

Quem já leu?
comentários(0)comente



Elica Rodrigues 19/10/2017

Muito bom!
Super gostoso de ler, foi uma leitura diferente apesar de ser uma história pouco inesperada, o decorrer dos acontecimentos são muito detalhados mais nada cansativo de mais, em geral muito bom, e o desfecho com certeza me fez provendiciar o próximo livro. Adorei !
comentários(0)comente



Nina 13/10/2017

Bom
Achei que ia ser mais um de vampiros (assunto o qual já está saturado)... não sei se sou eu que insiste em acreditar que a vida não pode ser só isso que conhecemos, que acaba se apegando nesses livros mas gostei... e a parte erótica é bem boazinha ...
comentários(0)comente



Babih - @capadura_coracaomole 17/08/2017

Já quero mais!!!
Se você gostou da trilogia O Inferno de Gabriel, se prepare que Sylvian vai arrebatar seu coração com esse novo casal. Esqueça tudo que você sabe sobre Vampiros, a série Noite em Florença está aqui para fazer você esquecer Crepúsculo. A serie começa com o livro O Príncipe das Sombras, que vai contar como William governa Florença e como seu destino cruzou com o de Raven.

Já em A Transformação da Raven, Raven estava indo para casa, quando parou para ajudar seu amigo Ângelo que estava sendo espancando por um grupos de rapazes. Nessa tentativa de ajudar ela é espancada e levada para um beco onde seria estuprada. Mas isso não acontece, William chega para ajuda-la. A vida deles nunca mais será a mesma depois dessa noite.

Raven é inteligente, trabalha como restauradora de pinturas, possui um passado obscuro e uma língua afiada. Gosta de ajudar crianças e moradores de rua. Muitas vezes se sente inferior a outras pessoas por causa da deficiência e não gosta de sua aparência. A convivência com William mudará tudo na sua vida.

William, o príncipe de Florença, comanda seu principado com força e habilidade. Era um homem comum até que perdeu aquilo que mais amava. Se revoltou contra Deus e agora paga por isso. Estava há muito tempo adormecido,com chegada de Raven trará a luz para sua vida.

A narração dessa série foi uma das coisas que mais gostei, narração super descritiva, bem construída e personagens cativantes. Sylvian narra com tanta desenvoltura que faz você se sentir em Florença e ainda se apaixona pelo Renascimento.

Essa série é fantástica, o meio sobrenatural foi construído com tamanha descrição. Entender mais sobre vampiros me fascinou. Ainda temos Raven que te mostra um novo lado da vida, apresenta como a sociedade enxerga uma pessoa com deficiência e como ela mesma se vê. Ainda conseguimos matar a saudade de Gabriel e Julia nosso casal favorito. Espero a continuação seja ainda melhor. Noite em Florença se tornará sua série queridinha em breve.

site: https://www.instagram.com/capadura_coracaomole/
comentários(0)comente



Daniel.Rocha 22/03/2017

Crepúsculo com toque de Cinquenta tons de cinza.
Se você já leu a série O inferno de Gabriel esqueça tudo sobre ele. Eu amei pra cacete essa história. Esse livro é o começo dá série Noites em Florença de Sylvain Reynard. A linguagem e escrita é boa. Personagens interessantes. Muita ação( diferente do inferno de Gabriel que é cansativo decorrer do livro.) E o mais legal, resumindo, é tipo uma história de crepúsculo com um toque de Cinquenta tons de cinza kkkk. Sem doce... Amei!!
Babih - @capadura_coracaomole 07/04/2017minha estante
O que é Crepúsculo, perto desse livro. Eu amei cada página ????




Conchego das Letras 08/02/2017

Resenha Completa
Raven Wood é uma doce e solitária mulher que ajuda os sem-teto, crianças abandonadas e animais feridos, mas que nunca teve alguém que se levantasse por ela, nem mesmo sua família. O Príncipe de Florença é tanto encantador quanto perigoso e maligno, mas agora ele é tudo o que Raven anseia.
Uma das especialistas em restauração da Galleria degli Uffizi, Raven, é atacada uma noite ao voltar para casa, mais tarde que o normal. Espancada, humilhada e a beira de um estupro, a pobre mulher é salva por um desconhecido, que sussurra duas palavras em latim em seu ouvido.
Ao despertar Raven têm algumas surpresas: uma semana se passou desde o seu ataque e seu trabalho foi atacado e roubado.
Mais uma vez a riqueza de detalhes é um fator a ser considerado na obra de Reynard: as descrições detalhadas de lugares, roupas, pessoas, peças e obras, torna o livro quase táctil, muitas vezes o leitor é transportado para Florença, o berço do Renascimento, e com isso pode ver, pelos olhos de Raven, toda a beleza que a cerca.
Claro que não posso esquecer de elogiar a bela adaptação feita por Fernanda Abreu. Para quem pensa que traduzir é fácil, sugiro uma lida no original e na versão brasileira para entender o delicado trabalho feito pela Fernanda.
Um grande acerto da Arqueiro: as capas são lindas, as revisões bem cuidadas, a adaptação do inglês para o português é primorosa e segue a lógica de uma adaptação de idioma, não uma tradução dura, engessada. É um prazer ter esses livros em mãos - ou no leitor eletrônico.

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/02/resenha-2-em-1-o-principe-das-sombras-e.html
comentários(0)comente



Bruno Marukesu 01/02/2017

[Resenha] A Transformação de Raven
A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN conta a história de Raven Wood, uma jovem que mudou de país por conta de um trauma ocorrido em sua adolescência. Sozinha, ela se estabeleceu em Florença e passou a trabalhar na Galleria degli Uffizi fazendo o que mais ama: restaurar obras de arte. ❤
Raven não tem aquele típico corpo magro das protagonistas e nem aquele chamar de arrebatar todos os corações. Não. Ela é simplesmente uma pessoa normal que não chama atenção para si. Quer dizer, ela chama mas por conta do uso da sua bengala pois a mesma tem uma deficiência física em uma das pernas que lhe impossibilita andar retamente sem sentir uma dor forte no local.
Ela vive uma vida tranquila e solitária, para os que gostam de sossego o dia-a-dia dela é invejável, mas ela não se sente muito feliz, sabemos que em seu interior a baixa-estima predomina e tenta a qualquer custo sugá-la para o fundo do poço.
Numa noite, após sair sozinha de uma social com amigos ela vê um mendigo conhecido seu ser espancado por caras bêbados. Tendo o espírito de defender as pessoas, ela tenta afugentá-los mas acaba somente atraindo a atenção deles que a levam para um beco, agridem e a estupram. Raven só não tem a vida ceifada por causa de alguém que a salva e lhe deixa em sua casa sã, salva... e renovada.
Raven acorda após uma semana e descobre que o seu corpo físico não é o mesmo, ficou magra, tem uma pele impecável, cabelo de dar inveja e a perna deficiente foi curada. Ela não consegue entender como ficou assim e parte em busca de respostas. E para piorar o quadro, a Galleria degli Uffizi sofreu um roubo e ela é uma suspeita por conta do sumiço. Mal ela sabe que um ser misterioso está por traz desse roubo e que o mesmo se encontra fascinado pela beleza de Raven.
Foi bem interessante analisar como a personalidade da protagonista é tão humano e que o sentimento de identificação ocorre facilmente.
Nessa nossa cultura onde a magreza, cabelo liso sem frizz e pele sem espinhas é cultuado como beleza, foi uma dádiva ter Raven quebrando esse padrão de beleza. O autor arrasou nesse quesito e todas as minhas críticas que formulava acabavam sendo desmanchadas por conta desse sentimento de identificação.
O ser misterioso é o Príncipe e o mesmo é tão sensual que foi compreensível ver Raven cair no charme desse cara. Mas a sua insistência de tê-la quando ela nem mesmo o queria me incomodou demais, ela sim foi assedia mas o autor soube dar a volta por cima de uma maneira que a agressão foi perdoada (mas não esquecida).
As cenas hot, presentes em peso, tiveram os seus momentos com linguajar chulo, mas foram criadas de maneira a sentir calor em seu leitor e não incomodo. Mas sinto que tal ferramenta poderia ter sido retirada pois a outra série do autor parece ter essa pegada, seria bom o mesmo brincar na maneira de criar os seus enredos ao invés de repetir uma formula já utilizada.
A criação do romance é o ponto auto da obra, mas há muito perigo rondando os personagens. Existem criaturas que querem a qualquer custo ter o território de Florença e Príncipe não é alguém que vai ficar em silêncio vendo o seu domínio ser invadido e profanado.
Foi muito bom poder ver mais intimamente a organização que Príncipe tem, ver como as fronteiras são utilizadas e como as criaturas são classificadas. Não posso revelar muito se não corto as respostas óbvias que o leitor cria no decorrer do texto.
Não percebi furos no enredo, mas vi que tem muitas tensões para acontecer nos próximos livros da série que recebeu o título de NOITES EM FLORENÇA. Diferente do introdutório O PRÍNCIPE DAS SOMBRAS (leia a resenha clicando AQUI), A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN respondeu a muito dos meus questionamentos. Só posso dizer que espero ler a continuação, não fervorosamente, mas espero.
Com linguagem fluída, mas não marcante, Sylvain Reynard consegue te dominar e fazer devorar a obra em poucos dias, você fica postegando a leitura até o máximo!
A obra física tem o mesmo padrão do livro introdutório, possuindo folhas amareladas, fonte das letras razoavelmente grandes e o tamanho dos capítulos são pequenos e simples. A capa infelizmente é feia e clichê.
Para quem curte um romance misterioso com pitadas de erotismo, cenas de morte cruas, e seres sobrenaturais, A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN é a pedida recomendada.

site: http://www.refugioliterario.com.br/2017/01/resenha-noites-em-florenca.html
comentários(0)comente



ELB 31/01/2017

Every Little Book
Geralmente, sou do tipo de pessoa que espera uma trilogia ser totalmente publicada para ler. Mas quando saiu o segundo livro da série "Noites em Florença", simplesmente não resisti, afinal se trata de uma obra de Sylvain Reynard, escritor de quem me tornei fã.

Ambientada em Florença, Sylvain construiu um universo de seres sobrenaturais movidos pelo desejo de saciar a sede de sangue e deter poderes em suas mãos para mostrar sua superioridade entre seus pares e seus inimigos.

Nesse universo vampiresco encontramos o Príncipe, William, um ser extremamente antigo e poderoso que controla seu principado há séculos com a frieza necessária para manter os inimigos da sua raça longe. Ser misterioso até para os seus súditos e avesso às paixões, se surpreende em uma determinada noite ao sentir o apelo de um sangue doce que lhe desperta a necessidade de proteger e cuidar, assim como sensações há séculos adormecidas. E isso vindo de uma pequena humana, com deficiência física e fora dos padrões de beleza, à beira da morte.

Raven é uma restauradora de obras de arte que vive em Florença, sem imaginar que à sua volta existem seres que ela imagina só fazer parte do imaginário do cinema. Podemos dizer que ela é a personificação de um espírito bondoso, aquele tipo de pessoa que não hesita em ajudar as pessoas ao seu redor, principalmente quando vê que elas vivem em desvantagem. Seu impulso de ajudar o outro a leva a ser agredida, mas por sorte é salva por William, que ignora o impulso primitivo de beber seu sangue e apenas, a salva.

De repente, Raven acorda em um momento totalmente confuso, onde a presença de um ser sombrio passa a ser constante em sua vida. Ao invés de se intimidar, ela, a cada dia, passa a se tornar mais próxima desse protetor misterioso que antes lhe causava medo, mas agora só provoca a atração pelo desconhecido, mesmo sob os avisos dele para que vá embora de Florença e se mantenha longe. Mas mesmo sabendo sobre quem é verdadeiramente o Príncipe de Florença, ela não recua, escolhe por se entregar aos sentimentos que ele lhe desperta.

“(...) —Você tem esperança de quê, William?
– Não ser condenado a uma eternidade de escuridão vazia.
– É isso que você vive?
– Não exatamente. – A expressão dele se tornou cautelosa. – De alguma forma, a escuridão recua quando você está por perto.”

William, aos poucos, deixa de sentir somente os desejos básicos da sua raça para sentir algo mais premente pela jovem de espírito tão bondoso e corajosa, que inclusive chega a enfrentá-lo para tentar resgatar a misericórdia que ele perdeu há muito tempo. Porém, com ela, ele vai se permitir sentir esperança e resgatar sensações e sentimentos que ele considerava totalmente perdidos dentro de si.

E ele terá que lidar com isso em meio as ameaças que seu reinado está sofrendo. Existe um traidor que quer usurpar seu lugar, e que, com certeza, para chegar até ele e enfraquecê-lo, não hesitará em usar Raven para atingir seus objetivos.

“— Você é o único raio de esperança que vejo desde 1274. É a única que fez meu coração recomeçar a bater.”



Uma das maiores características da escrita de Reynard é que ele sabe explorar muito bem as paixões humanas, e mais uma vez, ele transporta isso para esse romance, que não é apenas a história de uma jovem que se apaixona por um ser misterioso e até mesmo violento para impor suas convicções.

Foi construído um universo cheio de tramas, que se entrelaça com a história do casal, e isso enriquece muito o livro, que é contemplado com a magnífica escrita do autor, cheia de detalhes que dá vida ao universo cultural dos grandes pintores sem que isso se torne cansativo; pelo contrário, a narrativa é fluída, te prende do começo ao fim. Costumo pensar que a escrita de Reynard te abraça e não te larga até você chegar ao final da trama.

Um dos pontos positivos, por exemplo, é que ele faz questão de apresentar os personagens, até mesmo os secundários, de forma que o leitor passe a conhecer seus objetivos e papel da história, sem no entanto revelar tudo totalmente, o que te dá aquele conhecimento dúbio que só é confirmado, ou não, ao longo da história.

O livro termina em um ponto culminante, que te dá motivos mais do que suficientes para querer logo o seguinte e saciar a curiosidade sobre o destino de seres tão diferentes e finalmente conhecer o mistério por trás da luta de poderes desse mundo obscuro, que é o dos vampiros.

Uma história que vale a pena ser lida e apreciada a cada linha.

site: http://www.everylittlebook.com.br/2016/12/resenha-transformacao-de-raven-sylvain.html
Daniel.Rocha 22/03/2017minha estante
Eu amei. Em comparação ao inferno de Gabriel que é cansativo e meloso




MILA 31/01/2017

Me surpreendi com este livro..
Neste primeiro volume de A Transformação de Raven de Sylvain Reynard conhecemos Raven, ela não é a mais bonita e também não possui um corpo perfeito, Raven tem uma deficiência em sua perna devido a um acidente que sofreu, ao longo da narrativa vamos descobrir o motivo do acidente e de tudo que Raven e sua irmã Cara viveu.

Raven é restauradora de pinturas renascentistas, ela trabalha na Galleria degli Uffizi, possui amigos bondosos e atenciosos, e em uma noite quando Raven volta da casa de seu amigo, ela é surpreendida com uma maldade sem tamanho, esta maldade é direcionada para um sem-teto, Raven tenta evitar, mas ela não pode fazer muito, sua deficiência a impede e por isso mesmo acaba por ser agredida ao ponto de perder os sentidos e é nessa hora que o Príncipe de Florença aparece, ele a salva de uma morte eminente, ela apenas escuta um sussurro que diz: Cassita Vulneratus para logo depois perder os sentidos.

Resenha completa no Blog Daily of books Mila

site: http://dailyofbooks.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Gy de Paula 26/01/2017

Ignosce Mihi
Sabe aquele livro que vc até sonha quando dorme? Foi este.
Tudo começa com um grande roubo a um importante museu de Florença.
Neste segundo volume da série Noites em Florença SR traz a história de Willian York, o Príncipe (do submundo Florentino) e Raven, uma americana que encontrou sua felicidade em Florença.
Um romance bem aventuresco, muito sexy e intenso.
Mais uma vez, SR nos brinda com passagens muito ricas sobre a arte renascentista e as paisagens de Florença, e o faz de forma muito dinâmica o que imprime um ritmo muito gostoso à história.
O livro traz menos sangue do que eu imaginei ao ler a introdução da série. O que, ao meu ver, é até bom. Tem sim violência (afinal estamos falando de vampiros), mas de uma forma leve.
O autor trata da imagem do belo. Que é muito subjetivo.
No início da história tudo parece muito óbvio: o gostosão com a gostosona. Mas será que é isso mesmo? É preciso ler para saber.
Amor, esperança, misericórdia, perdão, dores, são temas tradados no livro. Tudo de maneira concatenada, o que não permite que a história, embora intensa, seja pesada, cansativa.
E como não poderia deixar de ser, ao ler o último parágrafo do livro a reação é: "Nãoooo!!!! E agora????"
Bom, e agora é ler o livro dois, que corresponde ao terceiro volume da série.
P.s. Não sou fã e normalmente não leio história de vampiros. Mas me surpreendi muito positivamente com esta série.
(Sobre a Série Noite em Florença:
Livro 0.5 - O Príncipe das Sombras
Livro 1 - A Transformação de Raven
Livro 3 - A Sombra do Passado
Livro 4 - The Roman [ainda sem título em português nem data de lançamento aqui no Brasil. Oremos para que a Editora Arqueiro nos dê logo boas notícias]).
comentários(0)comente



estantedasuh 04/01/2017

A Transformação de Raven - Blog Estante da Suh
Raven é uma restauradora de obras renascentistas. Ela saiu dos USA para Florença na tentativa de ter uma nova vida. Desde pequena Raven sofreu muito, aos 12 anos sofreu um atentado por conta de seu padrasto e quebrou a perna, desde então ela anda de muletas e sente muitas dores na perna. Ela é uma mulher inteligente, mas não chama muita atenção dos homens pois é uma mulher cheiinha e deficiente.

Raven estava voltando de uma confraternização com os amigos e se depara com uma cena triste, alguns homens bêbados estavam mijando e batendo em um sem teto. Ela conhecia o sem teto que se chamava Ângelo, Raven tentou ajuda-lo, mas os homens se voltaram contra ela e a encurralaram, bateram nela e a levaram para um beco para ser estuprada. Só que os homens não conseguiram finalizar a maldade pois Raven foi salva pelo Príncipe de Florença e viu sua vida mudar totalmente.

O Príncipe de Florença, também conhecido como William York é um homem solitário e no vocabulário dele não existe misericórdia, ele não liga para a vida humana e muito menos se mete nas confusões que acontecem entre eles. Só que uma bela noite ele sente um cheiro doce e irresistível, Willian descobre que esse cheiro vem do sangue de uma humana que está sendo atacada por três homens. No impulso Willian mata os três homens e toma a mulher para si, ele cuida dela e se vê fascinado por ela. Ele não sabia, mas tinha encontrado a sua metade.

Esse é o primeiro livro da série Noites em Florença, no spin-off conhecemos um pouco do Príncipe, e do que está para acontecer em Florença, como tinha falado na resenha anterior, o primeiro livro é um resumo da série. Já em A Transformação de Raven, vamos conhecer quem realmente é o Príncipe e como sua vida é. No livro anterior não tinha me afeiçoado a ele, mas nesse livro descobri uma pessoa totalmente diferente.

A história é envolta em mistério, o principado de Florença está sendo atacado e vários traidores estão a volta do Príncipe, mas ele ainda não sabe quem são. Além dele ter que lidar com problemas com o seu povo, ele se descobre fascinado por Raven e tenta de toda forma seduzi-la. Ele pensa que é somente atração, mas no decorrer descobre que é muito mais que isso.

O que mais gostei desse livro foi a Raven, uma mulher altruísta e protetora das pessoas mais fracas. Ela não pensa em si e sempre tenta ajudar os outros. Mesmo sabendo que William é um vampiro ela se sente atraída por ele e tenta entende-lo a todo custo. Teve alguns momentos que sua mania de proteger atrapalhou um pouco, mas foi isso que chamou a atenção do Príncipe, a alma bondosa dela que o fez enxerga-la.

Outro ponto que a Raven fala a todo momento é sobre a sua aparência. Ela não consegue crer que William a ache linda, ela sempre se sente inferior as outras mulheres e acha que ele está mentindo para a levar para cama. O autor quis mostrar que nem sempre as coisas belas por fora são as melhores, as vezes as coisas aparentemente feias são que trazem relíquias dentro delas. Isso foi um ponto muito bacana que o autor abordou. E nunca devemos nos menosprezar por que não estamos nos padrão de beleza da sociedade, temos que nos aceitar como somos.

A história finaliza com muitas pontas soltas e o Príncipe ainda não descobre quem são os traidores, então imagina a minha aflição ao terminar o livro. Claro que sai correndo para ler o segundo livro da série que é A Sombra do Passado.

A capa do livro é linda e mostra as características da Raven, uma mulher branca de cabelos pretos e longos. A diagramação é simples, onde os capítulos são numerados. As folhas são amareladas e a fonte ótima para leitura. O livro é narrado na visão da Raven e do Príncipe. A edição está muito bonita e bem trabalhada. Só dei nota 4 porque demorei um pouco a entrar na história, como o começo tinha muitas explicações deixou um pouco lento, mas isso nos 4 primeiros capítulos, depois a história deslancha e me vi viciada no livro. Não deixem de ler por causa dessa observação.

Recomendo esse livro a todos que gostam de histórias que envolvam vampiros, que tenha intrigas, lutas, suspense, amizade e amor.

site: http://www.estantedasuh.com.br/2017/01/resenha-transformacao-de-raven-noites.html
comentários(0)comente



Dessa 27/12/2016

Comecei a leitura com um pé atrás pois não gostei da personagem principal criada pelo autor em sua primeira obra, O Inferno de Gabriel. Mas tive uma surpresa boa !!! A personagem Raven, é totalmente ao contrário do que se tem como mocinhas. Fora do padrão de beleza, é autentica, inteligente, corajosa e benevolente. O clima entre o casal tb não é nada clichê ( outro ponto positivo Sylvain!!) e a história se desenrola de maneira leve porém muito bem escrita, com personagens inteligentes que gostam de arte e literatura. E para quem anda com saudades dos personagens Julia e Gabriel, eles aparecem em pequenas cenas pra lá de hot...apesar de não morrer de amores por eles, fiquei curiosa com o desenrolar da historia.
Se vc gosta de um romance leve e sobrenatural, aproveite a leitura.
comentários(0)comente



Babydoll 17/12/2016

Apaixonante
Devo admitir que "A transformação de Raven" se tornou um dos meus livros favoritos. O enredo é apaixonante, rico em detalhes e tem todos os tópicos para uma ótima história.
Raven, nossa personagem principal, é inspiradora com sua bondade, coragem e teimosia, sem contar que também é querida por todos, mas claro que algum defeito deveria atingir nossa heroína e por causa de sua deficiência e outra série de fatores a personagem sofre com uma baixa alto estima.
Ela já passou por poucas e boas em seu passado tornando-se calejada com tudo que já ouve e na maioria das vezes negligência sua segurança pessoal para proteger outros e com isso acaba se esquecendo de si, tanto que em um trecho da narrativa Raven admite que ama os enamorados, porém sabe que o amor não é para ela, entretanto em meio a uma noite chuvosa a mocinha é resgatada por nosso príncipe e então a trama se desenvolve.
Willian reina com mãos de ferro sobre Florença desde que matou o último príncipe regente tomando seu lugar, seu temperamento forte o torna uma pessoa inflexível de difícil convivência, mas também é um herói em meio sua impetuosidade.
Os dois não seguem aquele clichê de história sobre vampiros, é óbvio que Raven tem sentimentos pelo poderoso príncipe, entretanto não faz o tipo louca apaixonada, aliás em várias ocasiões a personagem testa os limites da paciência de seu amado e em determinado momento decide por sua felicidade tomando atitudes drásticas.
A trama também conta com outros personagens brilhantes tanto do mundo dos vampiros, tanto dos humanos que muitas vezes se encontram no Teatro, a casa noturna criada para junta as raças, vivendo em perfeita harmonia em Florença.
A narrativa é leve, divertida e bem escrita, os personagem são eruditos natos e em vários momentos demonstram essa paixão por arte e literatura. Se você curte personagens inspiradores, misericordiosos e vampiros esse é um ótimo livro para você.
comentários(0)comente



Cecília 25/11/2016

Bom
Romances sobrenaturais não me cativam muito. Apesar de o autor ser um dos meus prediletos, o romance em si não conseguiu me prender tanto. Porém, ele compensa esse fato por ser extremamente inteligente e nos transportar para aquela atmosfera de Florença... E isso é mágico. Continuarei a ler as sequências. Espero que em breve ele volte a escrever romances não sobrenaturais. :)
comentários(0)comente



56 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4