Herança de Fogo

Herança de Fogo Thais Lopes




Resenhas - Herança de Fogo


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Bells 30/07/2020

Resenha: Herança de Fogo
Nessa obra nos deparamos com uma nova ameaça. Incêndios que não são facilmente apagados. E o aparecimento de um homem misterioso, que ninguém sabe o que é ou quem é, apenas que está por traz do fogo e a procura de algumas pessoas especificas, dentre elas, podemos destacar Selene, uma das mestra dos vampiros.

Como sempre, sem delongas quanto a história, apenas acrescento que esse homem vai levar o cão para o outro mundo e o mundo dos humanos. Nessa obra conhecemos mais sobre os pilares deste mundo e sobre como o Inominável se tornou imortal.

Me lembro que na primeira edição desse livro, o adorei. Nessa versão, pensei que não fosse gostar tanto, até mesmo porque, o primeiro estava muito melhor escrito, porém, não foi tão agradável porque já conhecia os acontecimentos. Mas, esse acabou sendo mais fluido.
O livro é narrado em primeira pessoa na perspectiva de Alice, que se tornou uma guardiã do Santuário da Morte; Artur, o amigo de Kelene que aparece rapidamente no livro anterior; e Selene, a mestra dos vampiros.

Conhecemos outros personagens, como os demônios, que vemos brevemente no livro anterior e como está sendo a adaptação de Kelene depois dos acontecimentos finais do Ciclo da Morte.

É um livro muito bom, e continua sendo o meu preferido, entre os livros dessa coleção.
comentários(0)comente



Aninha de Tróia 20/11/2018

Perfeito. Me surpreendeu muito e não teve o começo lento do volume anterior. Só estou triste porque quero mais.
comentários(0)comente



LT 15/06/2016

Ola povo! Tudo bem com vocês?

Aqui estou eu novamente me aventurando no mundo das resenhas e o livro "alvo" dessa vez é o volume II da série Santuário da Morte, que mesmo sem muita pretensão acabou entrando para minha lista de sagas favoritas.

Assim como no primeiro volume da série, intitulado O ciclo da morte, o desenrolar da história aconteceu de uma forma fantástica, com a narrativa sendo dividida entre quatro personagens: Alice, Semele, Arthur e a própria morte (a minha favorita - risos).

O livro aborda a fantasia urbana como na premissa que apresentei na resenha do primeiro volume e nos trás de uma maneira magnifica cada um dos personagens, com um foco mais do que especial em Semele. Conforme as informações nos são lançadas, conseguimos nos aprofundar cada vez mais no passado da personagem (Que diga-se de passagem, é um passado super, ultra significativo!).

A narrativa mantem um ritmo intenso do inicio ao fim, não perdendo em momento algum o foco principal do enredo, pelo contrário, nos surpreendendo a cada capítulo com uma nova informação relevante (Muitas vezes chocante, devo ressaltar.).

Outro fator relevante que acredito, merece certo destaque, é a forma que a autora usou para retratar os efeitos dos problemas do outro mundo no mundo dos humanos. Confesso que fiquei com certo "medinho" dos ataques desconhecidos (Sou um medroso mesmo - risos).

O livro é repleto de citações profundas e sinceras, como essa: “A vida não é feita de escolhas simples ou indolores. E o fogo é um aviso, um lembrete constante de que temos o tempo de uma chama para não sermos esquecidos.”

OBS: A citação acima encontra-se agora no meu caderninho de frases divosas - risos -, ao lado de citações celebres de Divas como J.K ROWLING e VERÔNICA ROTH (Donas do meu coração).

Não poderia finalizar essa resenha sem antes elogiar a Diva master, Rainha destruidora de forninhos e sambadora em corações aflitos: Thaís Lopes! A criadora de todo esse mundo maravilhoso, a mente por trás de cada um dos personagens e todos os conflitos que os mesmos trazem consigo. ELA É FANTÁSTICA! Quase uma Cassandra Clare com um toque de Stephenie Meyer e não estou exagerando - hahaha. Quem me conhece sabe que esse é um baita elogio - risos.

Um pequeno aviso para as pessoas que resolverem se aventurar por entre as paginas do livro em questão: Se você, assim como eu, possui um coração mole, é recomendável separar alguns lencinhos e algum chá que sirva de calmante.

Sem mais delongas, uma última consideração: LEIAM as obras da THAÍS LOPES!

[Quotes]

"Estava pensando no preço que pagamos pelos nossos erros." Murmurei, por fim, e não deixava de ser verdade. Era por causa do meu passado que não conseguia deixar de pensar no que havia acontecido naqueles dias.

Nenhum de nós espera por isto, ou se quer sabe que terá esta opção. Não nos tornamos o que somos porque tudo correu bem, mas sim porque sobrevivemos ao fogo.

"A vida não é feita de escolhas simples ou indolores." Selene sorriu, seu olhar se tornando distante, como se estivesse se lembrando daquelas palavras. "E o fogo é um aviso, um lembrete constante de que temos o tempo de uma chama para não sermos esquecidos."

Resenhista Zaqueu José.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Bells 25/02/2016

Resenha: Herança de Fogo
O livro é divido em duas partes, Parte I: Fogo e Parte II: Pagamento. Bom, o livro é narrado em primeira pessoa sob o ponto de vista da Morte, da Alice, da Selene e do Arthur. Alice é a nova guardiã do santuário e foi treinada pela Kelene e criada pela dama Hex como sua filha. Arthur é um demônio assim como dama Hex, mas ambos pertencem a diferentes grupos. E Selene é a Mestra dos vampiros que esta sendo perseguida pelo fogo.

A Parte I: Fogo fala de como os ataques começaram e das primeiras suposições feitas pelo outro mundo sobre o que seriam os ataques e em busca do que estavam, assim como também buscavam mais aliados para a guerra. A Parte II: Pagamento fala do preço a ser pago para que haja esperança de vencer a guerra contra um dos filhos da vida Irshan, assim como o outro mundo já descobriram o que ele deseja, e os ataques dos humanos contra os não-humanos tornam-se mais intensos.

Achei esse livro muito melhor do que o primeiro em relação a escrita. A escritas deste esta mais evoluída e mais elaborada. A diagramação esta linda assim como a capa. Os capítulos são pequenos e a estória flui rapidamente. Os personagens foram bem trabalhado com suas personalidade. Só achei que ficou faltando algo a mais sobre o passado do Arthur, e também gostaria de saber mais sobre o Eric e a Alice depois da guerra, mas em relação aos dois eu sei que vai ter conto, então é só esperar haha Mas de modo geral achei o livro ótimo.

Esse já é um dos melhores livros que li esse ano. E tem uns quotes que achei lindo. Quero a continuação.


site: http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/2016/02/resenha-heranca-de-fogo-thais-lopes.html#more
comentários(0)comente



Miguel 12/07/2015

Herança de Fogo – O passado voltou para cobrar seu preço
“A vida não é feita de escolhas simples ou indolores. E o fogo é um aviso, um lembrete constante de que temos o tempo de uma chama para não sermos esquecidos”

Herança de Fogo, 2015, é o terceiro livro publicado por Thais Lopes e o segundo na série “Santuário da Morte”
Neste livro, conhecemos mais da vampira e Senhora dos vampiros, Semele e descobrimos muito de seu passado com a ajuda de Alice, guardiã do templo da morte e Artur, um demônio lherier banido e, paralelamente e em menor foco, acompanhamos o sofrimento de Kelene em receber o poder da morte e o desespero de Lucio em ajudá-la a ter o controle total de seu corpo novamente. Algo estranho está ocorrendo no mundo humano e sobrenatural, um ser sem nome e de poderes inimagináveis ataca a mansão de Semele e algum tempo depois a antiga faculdade de Kelene sofre uma explosão e entra em chamas, um fogo diferente, infindável, algo sobrenatural e Alice corre para verificar o problema e encontra o demônio, que descobrimos ser Artur em uma luta intensa contra a criatura, mas seus poderes são insuficientes contra o estranho ser e o mesmo acaba desmaiando depois de um ataque e a guardiã o retira do local depois de a criatura sumir. Lucio acaba juntando Alice e Artur a Semele, pois os ataques não poderiam ser apenas uma simples coincidência e realmente não era, os três novos companheiros de luta deveriam encontrar a verdade no passado e trazer de volta o outro pilar do mundo, os seres do outro mundo acabam se mostrando ao mundo e uma revolta generalizada ocorre contra criaturas sobrenaturais, trazendo uma confusão gigantesca.

"Não importa o quão poderoso você seja. Depois que prova o sabor amargo do medo ele nunca te abandona completamente."

Primeiramente, devo dizer que mesmo sendo amigo da Thais nunca mentiria em uma de minhas resenhas, trago simplesmente meu ponto de vista da obra e devo dizer que não me surpreendi com o quanto o livro consegue prender e te levar a pensar de um modo e, em um estante, tudo o que você pensou está errado e o caminho é totalmente o oposto e o teor da história, isso eu nunca imaginaria, os personagens ficaram muito mais desenvolvido agora e todos se encaixaram muito bem a narrativa, algo que Thais vem desenvolvendo muito mais a cada livro escrito.
As críticas sociais presentes no livro são sutis e ao mesmo tempo perceptíveis, trazendo à tona o preconceito de raça e a intolerância religiosa da maioria contra a minoria e a violência dos mesmos, mostrando nossa realidade de um modo direto.

“É muito fácil falar contra o Outro Mundo, mesmo que só estejam aqui porque eles lhes protegeram”
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5