A Costureira de Dachau

A Costureira de Dachau Mary Chamberlain




Resenhas - A Costureira de Dachau


74 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Lu Schiavon 31/12/2019

Último livro de 2019
A Costureira de Dachau, de Mary Chamberlein, conta a história de Ada Vaughan, uma jovem inglesa com muitos sonhos. É apaixonada pela costura e pelo mundo da moda. Entretanto, o peso de suas escolhas, a traição e o abandono que sofreu, a fizeram passar por diversas situações de muito sofrimento. Acredito que, para a personagem, a guerra que a deixou com mais cicatrizes foi a guerra que vivia com os fantasmas de seu passado e as escolhas que deveria ter feito e não o fez. A narrativa é incrível, não é possível parar de ler o livro. Ada é uma personagem incrivelmente real, cheia de sonhos, e que busca, durante toda a sua história, seguir em frente, sempre com esperança. O final do livro é chocante pois mostra o reflexo das injustiças que Ada sofreu. Um livro que, ao terminar de lê-lo, um monte de sentimentos inundam a nossa mente. Vale a pena a leitura!
comentários(0)comente



Dri 29/10/2019

Lindo!
Gostei muito! Dá vontade de largar só quando se encerra a leitura. Lamento muito por todo sofrimento de Ada Vaughan... Ela foi inocente do início ao fim.
comentários(0)comente



Patty 16/09/2019

A Costureira de Dachau nos apresenta a jovem inglesa Ada Vaughan de apenas 18 anos que sonha em ser estilista e ter sua própria grife, até que conhece Stanislaus e se apaixona, porém começa a Segunda Guerra Mundial e Ada acaba prisioneira na casa do comandante do campo de concentração em Dachau.
Tanto Ada quanto toda a história é pura ficção, mas a autora usou de alguns fatos reais da Segunda Guerra para se inspirar e criar a narrativa.
O livro demorou um pouco para me prender, mas depois fluiu de forma que eu não queria mais largar.
Mary Chamberlain escreve de uma maneira que tudo poderia ser bem real, nos fazendo pensar que Ada poderia ter existido de fato e vivido tudo aquilo durante a guerra e posteriormente.
Para quem, como eu, está acostumada a ler relatos de sobreviventes da 2a Guerra logo percebe que a coisa toda é fictícia, mas vale pela história em si que soube prender a atenção e nos faz pensar que provavelmente deve ter existido muitas Adas reais, que nunca tiveram suas histórias contadas.
comentários(0)comente



Juliana Gomes 05/08/2019

Chamam você de a Costureira de Dachau
Ada tem o sonho estar entre as modistas mais famosas e requisitadas do mundo da moda, porém sua vida e planos mudam completamente quando cruza o seu caminho o sedutor Stanilau.⁣
⁣Ao fazerem uma viagem romântica a Paris, Ada vê o seu mundo perfeito desmoronar. Com o começo da Segunda Guerra Mundial e o caos instalando-se na cidade, o casal é obrigado a fugir.⁣
⁣Em meio a fuga Ada é abandonada por Stanilau e busca ajuda das freiras em um Abrigo para idosos. Grávida e sozinha precisará fazer de tudo para esconder a gravidez e sobreviver essa guerra.⁣
⁣No asilo ela conhece um senhor que a indica para trabalhar como costureira em Dachau, na casa de um comandante. O que parecia ser uma saída acaba se tornando um pesadelo.⁣
⁣No local ela é mantida em cativeiro, sofre humilhações, mais tratos, fome e é obrigada a costurar para a mulher do comandante e as amigas.⁣
⁣Ada vive ali por cinco anos até ser resgatada, mas seu sofrimento não acaba com a volta para sua cidade natal. Agora ela precisará lutar para conseguir o perdão da mãe, encontrar o seu filho desaparecido, lidar com mais um mau caráter que entra em seu caminho, com a volta de Stanilau e com a sua prisão. ⁣
⁣Em seu julgamento são apresentados fatos que nos deixam em duvida quanto a tudo que Ava passou.⁣
⁣A história é bem tocante e pesada. Por diversas vezes tive que parar, pois a vida de Ada, tudo que ela passa dentro e fora de Dachau é desumano/cruel. ⁣
⁣Algumas pessoas podem não gostar do livro por não ser baseado em fatos reais e o final não ser do jeito que queriam, mas foi justamente o final que a autora consegue surpreender o leitor e confirmar que a vida de Ada nunca foi tão fácil assim.⁣
⁣Compensa cada página lida.⁣

“Não havia nada sobre o amor, a coragem, a mágoa ou o medo, nada sobre o que havia dentro dela, Ada Vaughan”⁣


site: https://www.instagram.com/p/B0oTTc8jDmX/
comentários(0)comente



Mayara.Siqueira 30/07/2019

Não gostei do livro
Não gostei desse livro, achei que ia gostar por falar da segunda guerra mundial e retratar o que acontecia lá.
Mas a personagem é tão ingênua que irrita, faz coisas erradas como desculpa que não sabia ou que é só por um tempo.
Imaginei tambémque poderia parecer com Tempo entre Costuras, mas não pareceu e eu gostei muito do Tempo entre Costuras.

https://www.facebook.com/cafe.leitura/
comentários(0)comente



Eliane Maria 07/07/2019

O que achei do romance
Muito bem narrado, prende a atenção do leitor. Dei 5 estrelas, apesar de não ter gostado do final.
Marli.Ramires 29/07/2019minha estante
Acredito que esse final tem uma lógica não romantizada.




Mendonza 09/04/2019

A costureira Ada Vaughn
A história da costureira Ada é de tirar o fôlego. Pesada de embrulhar o estômagos por diversas vezes.
Uma história de uma jovem com uma ambição de crescer na vida com seu talento como costureira e um dia abrir seu próprio ateliê. Porém a vida prega várias peças e nada saiu como ela planejava ou esperava. Por uma mal escolha Ada se encontra em um ambiente oposto do que almejava. Ada Vaughn se ver abandonada, passa por tragédias como violências sexuais, violências físicas, escravidão e mals tratos entra outras desgraças que a vida lhe pregou. Isso tudo com o pano de fundo a Segunda Guarda Mundial. Mas a jovem garota não perde a esperança tão cedo de conquista o que sempre quis, apesar de tanto sofrimento ele por um momento se ver dando a volta por cima e construindo um futuro até que pela a segunda vez faz uma escolha que encerra essa história curiosa e sofredora.
Uma história recheada de suspense e mistério.
comentários(0)comente



Taci.Souza 21/09/2018

✡ "A guerra - continuou ela - é uma confusão. Uma bagunça. Fazemos coisas na guerra, para sobreviver, de um dia para o outro. Não existe futuro certo. Eu nunca acreditei nos nazistas. Mas eu tive que viver com eles."

✡ O ano é 1948, Ada Vaugh está encarcerada na prisão de Holloway em Londres. Essa enigmática mulher é acusada de prostituição e assassinato. Mas quem ela é de fato e que razões podem tê-la levado a esse destino? suas razões podem parecer suspeitas, e não há certeza de sua inocência. Em suas memórias, acompanhamos o passado de uma mulher traída e abandonada que precisa sobreviver sozinha, contando apenas com a própria esperteza para enfrentar as tragédias da maior guerra que o mundo já testemunhou. Do glamour de Savoy ao desespero dos campos de concentração, sua trajetória mostra que uma simples costureira pode ter mais segredos do que se ousa imaginar.

💬 OPINIÃO 💬

✡ A costureira de Dachau apresenta uma história ambientada na Segunda Guerra Mundial, mas que destaca o conflito interno enfrentado pela protagonista da trama, Ada Vaugh. No início da história somos apresentados a uma jovem ingênua, porém ambiciosa, que sonha em alcançar o seu lugar junto as modistas mais famosas e requisitadas do mundo da moda. E essa ambição e ingenuidade acabam levando Ada a tomar decisões precipitadas, trilhar caminhos obscuros e percorrer as margens do desespero.

✡ Embora seja ambientada na Segunda Guerra Mundial, o foco da trama são os conflitos pessoais enfrentados pela protagonista. Ainda que traga em seu título o nome de um dos maiores e mais importantes campos de concentração do regime nazista, poucos detalhes são fornecidos sobre ele. Acompanhamos a trajetória de Ada partindo de Londres, passando por Paris, sendo abandonada em Namur, até finalmente adentrar em Dachau. Ela ultrapassa os portões do campo de concentração, mas acaba aprisionada em um quartinho na casa do comandante, e é basicamente ali que sua estadia naquela região é limitada.

✡ O campo de Dachau, foi um dos mais importantes campos de concentração nazis, não apenas por ser um dos maiores, mas por ser o primeiro construído no regime hitleriano e servir como protótipo para os outros campos implantados. A oportunidade de conhecer mais sobre o seu funcionamento e a situação dos prisioneiros, foram razões que despertaram meu interesse por essa leitura, infelizmente isso não é mostrado no livro. O leitor fica confinado ao quartinho de costura de Ada, quase totalmente alheio à existência do campo - salvo algumas raras menções.

✡ A escrita de Mary Chamberlain é fluída e permite uma leitura rápida. Sua protagonista é uma mulher determinada, porém imprudente na maior parte do tempo. O fato de ter passado por tanta dor e sofrimento, vivenciado tantos momentos terríveis e repugnantes, deveria ter imprimido nela um maior senso de responsabilidade, mas infelizmente a vemos agir com insensatez e cometer os mesmos erros. Claro que devemos considerar que trata-se de um ser humano, e como tal sujeito a falhas. Mas, ainda que seja bem escrita, a trama não me comoveu.


comentários(0)comente



Guynaciria 24/08/2018

Dos quatro livros do Kit Holocausto, esse é de longe o mais raso.

A personagem principal é uma garota cheia de sonhos, que em meio ao inicio da guerra se deixou iludir por um sedutor e foi com ele para outro país, sem o consentimento e nem conhecimento de seus pais. 

Ela sofreu bastante, mas apesar de toda a dor e dos anos de privação, foi incapaz de perceber os erros infantis que cometeu, caindo quase que instantaneamente em uma situação similar a anterior.

Foi desapontante perceber que a personagem principal não evoluiu com os horrores da guerra, assim como os demais personagens que se mantiveram quase que completamente inalterados. 

O ponto alto do livro se dá em um julgamento, onde vemos como o ser humano é capaz de ser mesquinho, se em trocar receber os seus dois minutos de fama, ou prejudicar alguém mais bem sucedido do que eles.

A história tinha tudo para ser boa, mas acabou tornando-se algo inverossímil que impossibilita sua apreciação. É uma pena.
comentários(0)comente



Patricia.Moraes 08/08/2018

A costureira de Dachau
Uma perda de tempo! Odiei. Personagem ruim, rasa, não evolui com o tempo, história mal escrita. O plano de fundo, a segunda guerra Mundial, é subutilizado. Não recomendo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Leituras e Reflexões 15/06/2018

Triste! Assim como toda história, fictícia ou real, ambientada na Segunda guerra mundial
comentários(0)comente



Nayeli 14/06/2018

Vale a pena a leitura
Terminar esse livro deixa você com um certo peso no estômago, a quantidade de misoginia chega a ser desconfortável, mas infelizmente real. Você provavelmente vai odiar mais ainda os homens depois de ler.
comentários(0)comente



Deise.Maria 07/06/2018

Revoltante!!
Nao tenho palavras para descrever o final desse livro, alem da pessoa lutar pra sobreviver a uma guerra, a frustração de ser enganada por um homem, perder um filho ainda teve que lidar com as injustiças que o abandono na guerra le trouxe. E muita coisa pra pessoa lidar gente.
comentários(0)comente



74 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4 | 5