A Costureira de Dachau

A Costureira de Dachau Mary Chamberlain




Resenhas - A Costureira de Dachau


74 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Go vegan 17/01/2021

Legalzinho...
O livro até consegue prender a atenção, mas cobra caro por isso, não sei se vale a pena
comentários(0)comente



Kleice 16/01/2021

Uma sucessão de péssimas escolhas.
Leitura fluída, rápida e com mt história.
comentários(0)comente



Fernanda.Lima 14/01/2021

A Costureira de Dachau
Esse livro é surpreendente, gostei do início ao fim. Super recomendo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Janine 22/12/2020

Livro desgraçado!! Acabei de ler e estou com vontade de jogar no mato de tanta raiva. Como pode alguém cometer tantos erros absurdos como essa Ada. Isso não é ser ingênuo, é ser besta demais. O sofrimento dela é autêntico mas ela só se enrola mais em cada pedaço do livro. O final foi a gota de desgraça que coroou uma vida de desgraça. Raiva define o meu sentimento por esse livro!
comentários(0)comente



Raquel 14/12/2020

"Uma aeronave sobrevoando emitiu um zumbido rítmico, como uma vespa gigante. E voou baixo o suficiente para Ada distinguir uma suástica na causa, a cruz na lateral e a forma fantasmagórica do piloto na cabine. Momentos depois houve uma explosão… (…) Ouviu um ruído. Acima dela um prédio estava desabando, um gigante com joelhos estilhaçados, caindo em uma névoa densa de escombros.”
comentários(0)comente



Jéssica | @jehbreda 28/11/2020

Um fantasia muito próxima da realidade
A história deste livro se passa durante a Segunda Guerra Mundial. Ada é uma jovem (fictícia) apaixonada pela costura que tem o sonho de ser uma modise. O problema é que com a juventude e a mente sonhadora vem a inocência vê a ingenuidade.

A guerra está longe, não era real. Mas, foi. Foi real e dolorosa. E deixou consequências e marcas que Ada fez de tudo para apagar. Mas, a sociedade, abutre e misógina, disfarçada com seus princípios e falsas morais pode ser mais cruel que Hittler.

Vale a pena se aventurar.
comentários(0)comente



Juliana Esgalha @juesgalha 16/11/2020

Uma história sofrida, triste e cruel assim como é qualquer coisa relacionada a Segunda Guerra Mundial. Esse livro foi citado no grupo literário e eu já tinha ele na minha lista de leitura há muito tempo. Em 2011 quando eu fiz meu mochilão pela Europa e passei por Munique, eu também visitei Dachau. Não estava no meu roteiro de viagem, mas fui mesmo assim e visitar um campo de concentração é uma experiência tão marcante e dolorosa que eu lembro desse dia até hoje.

Dachau foi o primeiro campo de concentração nazista e aprisionava políticos, homossexuais, padres, bispos, ciganos e deficientes. Trabalhos forçados, assassinatos, inanição, torturas e doenças é ainda o “mínimo” a se mencionar sobre o que aconteceu dentro desses campos. 206 mil pessoas passaram por Dachau e segundo registros históricos estimam-se que cerca de 32 mil pessoas morreram ali, mas esse numero pode ser ainda muito maior. Dachau foi libertada pelo Exército dos EUA em abril de 1945.

Embora Ada Vaughn seja uma personagem fictícia, o horror da guerra detalhado é bem real. Ela não viveu diretamente no campo de Dachau, mas sim na casa do comandante do campo o que não quer dizer que isso tenha sido menos sofrido para a personagem e pode-se dizer que Ada sentiu o sofrimento da guerra do primeiro dia, até literalmente o ultimo, sobrevivendo a condições insalubres, cruéis e totalmente desumanas.

O livro é dividido em 2 partes: a primeira na guerra e a segunda quando Ada volta à Londres e começa aos poucos reconstruir a sua vida e, infelizmente, nem de longe isso foi mais fácil pra ela. As coisas vão acontecendo e de repente tomam um rumo que nenhum leitor gostaria ou esperava ler, afinal de contas, depois de tanto o sofrimento a gente sempre espera por uma vida melhor pro personagem, mas como já disse aqui: isso é bem difícil nos livros de Segunda Guerra. Muitas resenhas que li do Skoob, os leitores se queixaram do final e eu também não gostei, eu esperava por outra coisa, mas com o rumo que a história tomou e principalmente pelo que autora explica em uma nota no final do livro, não haveria realmente como ser diferente.

Pra quem se interessa por esse gênero, eu recomendo a leitura.

site: https://shejulis.com/livro-a-costureira-de-dachau/
comentários(0)comente



Aline Kotz 31/10/2020

A Costureira de Dachau :: Mary Chamberlain
Uma sonhadora. Inocente e apaixonada. Essa era Ada Vaughan que viveu os horrores da guerra, por acreditar em uma paixão que na verdade, nunca existiu.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Beatriz 26/08/2020

Um livro de leitura fácil, apesar da autora ser altamente descritiva. Conta a história sofrida de Ada, uma mulher forte que viveu as dores da segunda guerra mundial e a luta por ser mulher em 1940.
Sobre o final, no inicio fiquei um pouco decepcionada mas ele não poderia ser outro.
Dessa 26/08/2020minha estante
Tô com ele aqui pra ler... vou por na minha meta de leitura... Eu li já canções de ninar de auschwtiz e a mulher do oficial nazista muito bom os dois...


Beatriz 26/08/2020minha estante
Esses dois estão aqui também pra ler, vou ler um romance pra dar uma relaxada hahah e depois vou começar um deles! Você vai gostar desse.


Dessa 26/08/2020minha estante
É eu tbm tive q fazer isso... nossa muito triste os livros... mais ensina muita coisa pra gente... dar valor as coisas que temos...tu vai amar os outros 2 tmb...tu comprou aquele que vinha 4 juntos?


Beatriz 26/08/2020minha estante
Sim... apesar de serem triste nos ensina coisa demais! Eu gosto mt de leitura que trata sobre q segunda guerra por isso! Foii, comprei esse combo.




Caroline Fernandes 18/08/2020

Mais um livro que fala sobre o campo de concentração nazista, onde Ada Vaughan necessitou mentir pra sobreviver e ainda assim morrer por viver em uma sociedade machista da época não muito diferente de hj.
comentários(0)comente



Seven 16/08/2020

Uma história emocionante
A história gira em torno de Ada (ou Ava) que é uma mulher de um potencial imenso. Desde o início tive uma admiração por ela. Porém, o contexto pelo qual ela foi levada não foi dos melhores, ela se mostrou uma personagem mais forte que eu poderia imaginar. A narrativa me arrancou lágrimas, e me fez pensar muito a respeito do desfecho. Uma leitura para entender a guerra, a mulher é a justiça.
comentários(0)comente



Dry 14/08/2020

Ada Vaughan é uma personagem um pouco fraca que se deixa levar pelas vontades de um homem, não consegui me conectar com a personagem durante a história apesar de uma história um pouco sofrida Ada continuou sendo a mesma mulher do início ao fim do livro, confesso que o final foi bem inesperado e até te faz querer saber o que vai acontecer a seguir, mas quando chegou nessa parte, eu pelo menos, já não via a hora de terminar o livro. Infelizmente não foi uma das minhas melhores leituras.
comentários(0)comente



Val 09/08/2020

Recomendo.
Mais uma história do tempo de guerra. Uma luta pela sobrevivência e esperança. Vale a leitura.
comentários(0)comente



74 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5