Acesso aos Bastidores

Acesso aos Bastidores Olivia Cunning




Resenhas - Acesso Aos Bastidores


67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Rosângela Alves 02/07/2015

Pavoroso!
Abandonei sem dó nem piedade. Diacho de livro escroto!
Livro ruim, cheio de cenas de sexo terríveis e de muito mau gosto. Não sou a rainha do decoro, nem pretendo ser. Leio de tudo! Mas para isso o livro precisa ter algo interessante, coerente e que me prenda. Amo literatura erótica, tenho a mente aberta pra muitas coisas, mas excesso de bizarrice é algo que não tolero.
Uma personagem frívola, sem o mínimo de decência. Estava tudo bem enquanto a Myrna estava no ‘rala e rola’ com o Brian, mas quando ela começou a perder a noção, a ponto de ficar completamente nua na frente dos outros integrantes da banda, se tocando intimamente e até mesmo transando na frente deles, resolvi fechar o livro e partir para o esculacho. Que merda, viu?
Até tentei concluir a leitura do livro. Juro! Mas minha tolerância para livros medonhos é zero.
Cadê o romantismo do livro? Não existe.
Cadê a consideração e respeito do mocinho pela mocinha? Não existe.
Cadê o bom senso do livro? Partiu para o quinto dos infernos.
Ler outro livro assim? Jamais!
E nem venham indicar outro livro igual, porque sou capaz de baixar o Jiraya e dar uma voadora no pescoço. Onde já se viu?
Leitura bizarra que não vale a pena nosso tempo, muito menos o nosso dinheiro.

Se eu recomendo?
Só para as inimigas.
Tania Bueno 02/07/2015minha estante
Nada como ser sincera e coerente consigo mesma. Rô, acho importante seu posicionamento assim cada um decide se deseja ler ou não. Para mim por exemplo, gosto de hot, mas com uma dose de romantismo, sexo por sexo é chato demais e fica uma coisa de um usar o outro e ponto, se bem que respeito todos os gostos, escolhas e posicionamentos.


Dai 08/07/2015minha estante
Adorei sua resenha, uma amiga leu e tem a mesma opinião que vc! Já tirei da minha estante, não quero perder tempo com livros assim! Valeu...*-*


Barby 16/07/2015minha estante
Rô, concordo com tudo que você escreveu acima. Parei na pagina 186 e não sei se vou conseguir terminar. Fico chateada pois a história parecia legal, mas perdeu totalmente a noção, já li de tudo também, mas bizarrice é pouco para descrever.


Julia 20/07/2015minha estante
A sinopse me pareceu tão interessante! Mas depois da sua resenha resolvi pensar melhor sobre comprar esse livro rs


Caroline 23/07/2015minha estante
Também abandonei :/


Rosângela Alves 21/01/2016minha estante
Gente, vi agora a mensagem de vocês. É horrível quando a gente não sabe mexer direito numa coisa. Ainda estou engatinhando no skoob. Beijoss!


Bel Nonato 15/02/2016minha estante
Não o recomendo a ninguém. Livro sem enredo, superficial e pavoroso.


Juju 24/04/2020minha estante
Que horror
O livro é bom sim


Li 25/06/2020minha estante
Estou aplaudindo essa resenha. Você disse tudo que eu senti lendo esse livro, aliás, nem consegui terminar e abandonei a leitura. Um livro sem história, só hot. E olha que eu amo livros hot, mas esse tem 10% de história e 90% hot.

Como você disse, o livro tem zero romantismo. Me fez sentir muito mal. Essa cena dele exibindo a letra de música no corpo dela me deixou de queixo caído e nauseada. Tipo, eu estou acostumada com protagonistas apaixonados, que se respeitam aí vem esse livro com esse protagonista que exibe a ?amada? pelada na frente dos amigos sem nem pedir a permissão dela e essa protagonista tão apaixonada, mas que se pudesse ficava com todos os caras da banda.

Olha, que decepção...




Marisol 19/03/2020

Muy caliente!!
Primeiro deixa eu contar para vocês que eu estava lendo o livro e depois de 2 dias que reparei na capa. Vocês acreditam que é meu cunhado! Kkkk Eu sabia que ele tinha feito uma capa a uns 5 anos atrás mas nem dei bola. Foi uma descoberta entanto, porque adorei o livro. Se eu soubesse antes acho que ia ter um pré conceito. Bom, vamos lá, para quem adora um hot, se preparem porque tem muitooo. És muy calente!! E a história é muito envolvente. Imagina uma professora com um astro do rock?! Ela com um passado turbulento e ele todo apaixonado, então se joga na leitura com o romântico e perfeito Brian e curtam bastante. Eu amei e já quero ler a série toda. Super recomendo!!
comentários(0)comente



brunaveras 09/08/2015

Apelativo demais
Nossa, fiquei extremamente decepcionada com este livro, cadê o romantismo? o respeito pela mulher? O cara transa com a mulher, compõem uma canção enquanto transa com ela, não satisfeito a escreve no corpo dela, até ai tudo bem, mais ai leva-la até o quarto que os amigos estão deixa-la nua na frente deles,para mostrar a letra pra eles? Por favor, ai foi demais...fora as outras atitudes super surreais, enfim não recomendo o livro para ninguém, esperava uma coisa e fiquei decepcionada demais. Vamos ser hot ,mais vamos manter o respeito pela mulher, nem parecia que a autora é um mulher.
comentários(0)comente



Jessy 04/05/2015

Conhecendo os Sinners
Bem, eu descobri esse livro através de uma publicação da editora que o estaria lançando, vi a capa, li a sinopse e decidi tentar...
O livro na verdade é o primeiro da série Sinners, uma banda de rock, onde cada livro conta a historia de um de seus integrantes. Logo de cara nos deparamos com Brian “Mestre” Sinclair, um dos guitarristas da banda (já comecei adorando o nome dele), ele é totalmente talentoso, bonito (pra quem gosta do tipo perigoso, bem estrela do rock), honesto, mas por ser um romântico incurável sempre se apaixona e tem seu coração partido. Por outro lado também começamos a conhecer os outros membros da banda e não menos importante a protagonista dessa historia, Myrna, uma professora universitária de psicologia, particularmente teimosa (vulgo determinada), bem resolvida e uma grande fã da banda e principalmente do trabalho de Brian.
Nem preciso dizer que o Brian logo se apaixona por Myrna, mas ela tem grandes problemas com o termo “compromisso” e define que o relacionamento deles é apenas diversão e desejo. É (risos).... Mestre Sinclair terá que suar a camisa para demonstrar a Myrna a sinceridade de seus sentimentos.
Enfim, o livro é muito bom pra quem gosta desse cenário meio proibido com estrelas do rock, não é uma leitura sofrida e desgastante, os rapazes são todos adoráveis e engraçados, principalmente o fofo do Brian e estou ansiosa pelo lançamento dos próximos livros da série. Aaah detalhe, o livro é bem hot!! Fica dica (risos) pra quem gosta. ;)
Priscilla 04/05/2015minha estante
Acho que a capa me diz muito sobre o enredo hahaha. Parece delicioso :P




Mari | @PitacosLiterários 27/10/2015

Não, não e não. Mil vezes não!
Não sou das mais exigentes. Longe de mim ser puritana. Mas puuuuuuutz... Que livro ruim!!

Já tinha tentado uma vez e desisti antes da página 50. Dessa vez fui de coração aberto e determinada a ler até o final. Que tortura! Por que fiz isso comigo?
comentários(0)comente



Dressa Oficial 04/05/2015

Resenha - Acesso aos Bastidores
Olá, tudo bem com você?

Pensa em um livro bom? Multiplica isso por um dos melhores livros com o tema romance erótico e vai dar "Acesso aos Bastidores".

Falar que eu amei esse livro é pouco, porque achei ele perfeito, por pouco não entrei em uma ressaca literária depois de terminar essa leitura.

Myrna é a personagem principal deste maravilhoso livro, ela já é uma mulher muito experiente além de beirar os 35 anos de idade ela trabalha como psicologa focada em relações sexuais, e ao estar em uma convenção percebe que está hospedada no mesmo hotel da banda de rock Sinners ao qual ela sempre gostou muito.

Ao ver todos os integrantes da banda bebendo no bar do hotel, ela nem pensa e vai ao encontro deles.

Todos os integrantes estão bêbados e tirando sarro de Brian o guitarrista da banda, porém é justamente Brian que chama mais a atenção de Myrna e ela como bem resolvida que é não tem um pingo de vergonha em avisar qual o número do seu quarto e pedir para que Brian lhe visite mais tarde.

No primeiro momento não acontece nada demais, pois Myrna odeia homens bêbados e ela acaba cuidando de Brian para que ele não acorde com uma mega ressaca no dia seguinte.

Mas quando amanhece Brian mostra para Myrna todos os seus encantos e os dois ficam completamente entrosados e viciados um ao outro.

Brian toda vez que transa com Myrna escuta notas musicais em sua cabeça e tem sempre novas idéias para compor seus solos de guitarra.

A banda é muito agradável e divertida e fica impossível não se tornar fã também, além de Brian temos Sed o vocalista , Eric o baterista , Jace o baixista , Tray guitarrista base , e todos tem suas características e gosto sexuais diferentes.

Myrna consegue uma bolsa na faculdade em que trabalha para fazer uma pesquisa com as fãs da banda Sinners e acaba tendo que ficar 3 meses ao lado de toda a banda, inclusive tendo acesso completo aos bastidores.

Brian é um fofo, ele é daqueles caras que se apaixonam muito rápido e deseja assumir Myrna como sua namorada, porém Myrna já foi casada e sofreu muito na mão de seu ex-marido então ela tem receio de se entregar a uma nova paixão e não deixa Brian declarar todo seu amor que sente por ela.

A edição do livro está simples, os capítulos são curtos, a narrativa é feita em terceira pessoa e os diálogos são feitos através de aspas ("), e apesar de ser uma característica que não agrada muitos leitores é impossível largar este livo assim que se começa a ler, a escrita da autora Olivia Cunning é viciante e perfeita.

Ela aborda temas sérios, como quebra de tabu e a realização de desejos sexuais e faz com que seja impossível não se encantar com Brian e desejar ter um desses por pelo menos uma noite.

Se você gosta desse gênero vai amar "Acesso aos Bastidores" e para quem não gosta muito esta aí uma ótima oportunidade com um livro que vai te agradar e te despertar grandes emoções.

O livro se trata de uma série onde cada livro falará de um integrante da banda, o próximo lançamento está previsto para Agosto e até lá aguenta ansiedade.


site: http://www.livrosechocolatequente.com.br/2015/05/resenha-acesso-aos-bastidores.html
comentários(0)comente



Rosi.Ribeiro 25/05/2015

Pesado
Um livro bem erótico, mais não vi muito sentimento nesse HOT, aliás vi coisas bem novas nessa leitura... Amo o estilo, mais achei a escrita pesada, e por ser narrado na 3ª pessoa, achei um pouco confuso... É um livro engraçado, quente, mais que faltou emoção.
comentários(0)comente



Livros e Citações 19/06/2015

Cadê o ventilador?
Autora: Olivia Cunning
Editora: Paralela
Páginas: 328
Classificação: 4/5 estrelas

http://www.livrosecitacoes.com/resenha-paralela-acesso-aos-bastidores-olivia-cunning/

Wow wow wow! Vocês estão preparados para entrar num mundo quente, mas muito quente de uma banda de rock? Então, colocando a sua conta em risco, ligue o ventilador, pois Acesso Aos Bastidores é um livro pra lá de quente.

Antes de ler a resenha, eu devo informar que esse livro pode causar calores involuntários e é extremamente indicado para maiores de 18 anos. Sabendo disso, vamos ao mundo dos roqueiros delícia! Aqui temos a história de Myrna, uma professora de psicologia sexual. Uma mulher mais velha, linda, inteligente, mas com um passado complicado e um ex-marido opressor. Do outro lado temos Brian Sinclair, um roqueiro de primeira, guitarrista da banda Sinners e adorado por milhares de mulheres e homens. Cheio de tatuagens, mas um romântico de primeira.

O primeiro encontro dos dois não poderia ser mais interessante, já que ele estava bêbado e sofrendo por sua ex e ela estava em uma palestra chata e cansativa. Mas assim que as coisas melhoram e o encontro prossegue, os dois começam a perceber que coisas boas poderiam sair dali. E QUE COISAS BOAS, VIU!

"Myrna exclamou, arqueando as costas. Ele curvou os dedos e apertou por dentro, descendo lentamente, até ela gritar de prazer. Esfregou aquele ponto perfeito até suas pernas tremerem e suas coxas se fecharem sobre a mão dele. Será que sabia encontrar o ponto G? Deus do céu. Que talento. O homem era um deus do sexo. Myrna se forçou a relaxar as pernas para soltar a mão dele…"

Mas o que tinha tudo para ser uma relação de uma noite, virou muito mais que isso. Myrna virou a musa de Brian e ele precisava mais dela do que imaginava. A cada momento quente dos dois, uma música nova saia da mente insana de Brian. Porém devo salientar, que além dessa delícia, a banda inteira era uma maravilha. Sed, Jace, Trey e Eric eram deuses. E se eu fosse Myrna faria #aloka e ficaria com todos.

"Eric sentou na beirada da banheira por trás de Myrna, com os pés dentro d’água, um de cada lado. Então usou os joelhos para firmar o quadril dela, enquanto ela o segurou pelos tornozelos e se recostou no peito dele. Brian continua entrando mais e mais, a águia batendo na barriga de Myrna a cada investida.
‘Uma visão e tanto’, murmurou Eric em sua orelha."

Com cenas pra lá de quentes, tipo, muito quentes, que eu nem posso transcrever aqui sem precisar de um ventilador ao lado, Olivia Cunning trouxe um livro completo, maduro, sem aqueles dramas de alguns new adults, porém Brian chega a ser meio ridículo em alguns momentos. Ele era a mulher da relação, mas nem por isso deixava de ser gostoso.

"Ela o beijou no queixo. ‘Tenho que falar com vocês todos ao mesmo tempo’, insistiu.
Ele fez beicinho. ‘Não sou especial?’
‘Nesse caso não, não.’” "

Com direito a muito sexo, sexo a três, sexo em público, sexo e muito sexo, Acesso aos Bastidores chegou a me deixar cansada do tanto que esse pessoal conseguia transar. Mas fora isso, o livro é ótimo, divertido e traz um dos laços mais importantes da vida bem desenhados: O da amizade. Já quero ler os próximos livros da série… Só preciso tomar um banho antes!

Resenha por: Gabrielle

site: http://www.livrosecitacoes.com
comentários(0)comente



Juju 02/04/2020

Muito sexo, pouca história
comentários(0)comente



Stephany | @mentesviajantes 25/04/2020

Péssimo
Marquei como lido apenas pra deixar minha indignação nessa resenha, pois não consegui chegar na metade. Essa história é um grande resumo dos memes ?nossa o que rolou? e ?como eu vim parar aqui eu só tenho 6 anos?.

A sinopse mostra uma coisa, mas o livro não tem história(????) São váaaarios capítulos seguidos de muita pornografia e nenhum enredo.

Precisei pular até o final na esperança de encontrar alguma história, uma vez que os primeiros 4/5 capítulos foram pura putaria (e enquanto pulava, percebi que os seguintes TAMBÉM se resumiam a isso), eu estava me forçando a ler e revirando os olhos de preguiça já. Péssimo. Não recomendo.
Marina 06/05/2020minha estante
Stephany, comigo aconteceu o mesmo. Não consegui dar continuidade na leitura e parei bem no início mesmo. A autora simplesmente só escreveu cenas de sexo de formas extremamente vulgares. Olha, não gosto de abadonar livros pela metade, mas esse livro não tive nem dúvidas em não terminar.


Stephany | @mentesviajantes 09/05/2020minha estante
Pois é, Marina! Logo no início dá pra perceber que a personagem foi casada com um homem abusivo e eu realmente pensei que a autora exploraria isso na história, mas infelizmente ela preferiu transformar o livro em um pornô e o resto do enredo que lute




Larissa.Paula 10/02/2020

Tinha tudo para tratar assuntos importantes como violência doméstica, abuso psicológico e traumas de forma mais profunda e não da maneira superficial e sem dar a devida importância ao invés disso o foco do livro foi só sexo, mas é um livro bom pra diversão e passar o tempo.
comentários(0)comente



Layla Felício 03/02/2020

Divertido
Definitivamente não li esse livro pra ficar pensando sobre a vida e tudo o mais, foi só pra diversão. As cenas de sexo são muito boas, o romance é fofo e dá até vontade de fazer uma turnê junto com uma banda, apesar disso ser bem improvável na minha vida (kkk). É ótimo pra passar o tempo.
comentários(0)comente



Paulynhah 25/09/2016

Lamentável!
Comecei a ler o livro por indicação de pessoas que gostam de histórias mais picantes - e este parecia ser um deles -, mas logo no começo me decepcionei. Além de uma história frouxa, exagerada e incapaz de convencer, o que vi foi quase um script de filme pornô de quinta categoria – cenas exageradas e desnecessárias de sexo e quase nada de história (e, quando tinha história, era uma coisa meio sem pé nem cabeça). A autora errou feio na hora de dar toques de erotismo e sensualidade e transformou sua obra numa baixaria sem fim, capaz de fazer qualquer apaixonado por leitura desanimar. Não é à toa que a editora não deu continuidade à publicação da série...
comentários(0)comente



Raffafust 14/07/2015

Adoro livros hot. Mas até hoje li livros maravilhosos do gênero e outros nem tanto. Acesso aos Bastidores foi lido depois de ouvir muitas amigas falando muito bem dele, então as expectativas eram muito altas. Entendi o porque de terem gostado tanto, Olivia escreve muito bem as cenas de sexo, é quase uma Sylvia Day ( para mim , a melhor autora do gênero).
A história da psicóloga Myrna se parece com a de qualquer uma de nós, entediada, em mais uma de suas viagens a trabalho, ela tem um ex marido infernal que lhe deixou traumas eternos, mas esbarra com uma banda que curte muito, os Sinners ( pecadores em inglês) . Sua atenção se dá principalmente para Brian Sinclair, o guitarrista, que é um exímio mulherengo mas lindo como um Brad Pitt no auge da carreira e com cabelos longos ( tipo Lendas da Paixão) .
Myrna é tipo boazuda, e tem seu momento de femme fatale quando se reúne ao grupo para jogar charme para todos os lados. Em um primeiro momento , todos de porre, Brian só consegue vomitar, mas a especialista em sexualidade, está ali para encher o objeto desejado de banana - isso mesmo! - e esperar que a ressaca passe , afinal, o importante é que ele esteja disposto para uma noite intensa, para deixar " 9 1/2 semanas de amor" no chinelo!
Para uma primeira noite eles são como Lego, encaixam onde tem que encaixar, e claro que ambos acham que aquele é o melhor sexo de suas vidas. Mais do mesmo, a autora faz com louvor cenas que quem ama o gênero se sentirá satisfeita, não há apelidos que dão vontade de rir, ali, a narração é feita com profissionalismo, os detalhes estão em todas as páginas, em livros hot bem escritos, fazem toda a diferença.
Comecei a torcer pelo casal formado mais rápido da história e por esperar o de sempre : traumas, sexo e um final feliz onde ambos descobrem que não dá para ser feliz sem o outro.
Mas o que veio pela frente, chocou me um pouco. Entendam : deixando o puritanismo de lado,sempre bato na tecla que um casal pode tudo entre 4 paredes, desde que ambos concordem que aquilo é bacana e estão felizes.
O problema para mim está em aceitar que há um terceiro membro na cena que estava lá acontecendo...o casal é bem moderno, e topam menage com outro cara da banda. Ai, gente, desculpem , mas aí minha mente do século 13 não aceitou mais nada. Era muita modernidade para minha cabeça.
Os dois se gostam, ok. Os dois aceitam as " novidades", ok. Mas daí a eu achar que o casal era sensacional depois de todos os caras da banda dele terem visto ela nua e um deles ter participado da festa com ela, aí é bem diferente.
Cada um tem um pensamento, eu tenho o meu, e é isso. Não pretendo ler os outros livros da série. Por mais que a autora tenha escrito muito bem as cenas e mantido o ritmo do interesse na leitura.

site: http://www.meninaquecompravalivros.com.br/2015/07/resenha-acesso-aos-bastidores-sinners.html
comentários(0)comente



Jessica A. 30/07/2015

EITAAAAA CAAAALOOORR!!!
WOOOOOOOOOOWWWWW!!!
Com certeza esse livro é um dos mais quentes que eu já li até hoje! Prepare o ventilador, ar condicionado, um copo com gelo, pq o negócio aqui é quente!

Não irei detalhar tanto o livro e nem comentar muito sobre a história, irei dar o meu ponto de vista do que a autora quis passar nessa leitura. Assim que você termina de ler, a primeira coisa que lhe vem à cabeça é sobre a libertação sexual feminina.

Primeiramente, a autora criou uma mocinha um pouco mais velha, com amadurecimento, que acabou de se divorciar de um relacionamento bem decepcionante e frustrante. Ela foi rotulada, taxada e abusiva fisicamente e psicologicamente, sendo chamada diversas vezes de prostituta e criticada ao extremo. Depois que ela conseguiu o difícil divórcio, resolve se libertar, e encontra com o guitarrista da banda Sinners, Brian, mas ela não quer um romance ou uma paixão, ela quer experimentar tudo o que ela não pode e sempre teve vontade. E Brian é esse escape para ela, um cara que ela pode ter toda a liberdade, todo o livre arbítrio para fazer tudo o que ela sempre quis e que ela tem sim, o direito de fazer.

O foco principal da autora não foi o romance em si, obviamente teve, mas o que ela quis passar para os seus leitores foi sobre a libertação sexual e descoberta da protagonista, independentemente de ter um final clichê ou não, dela estar se apaixonando pelo o mocinho ou não, não é isso que importa.

Esse livro tem cenas excessivas de sexo? Sim, as cenas são bem detalhadas, de uma forma um pouco mais bruta, com voyeurismo, dominação, submissão e ménage. Aqui você não encontra todo aquele clichê que vimos por aí, aquele romance água com açúcar e com mocinhas inocentes e doces, aqui tem uma mulher com atitude, que está fazendo o que quer.

Muita gente não curtiu e nem vai curtir tanto esse livro, o que eu mais gostei foi a forma que a autora trabalhou em cima da liberdade sexual da mulher, que acima de qualquer romance, qualquer chichê, qualquer safadeza, podemos sim fazer tudo que nós queremos e desejamos, de ter a oportunidade de experimentar e ver o que gostamos ou o que não gostamos sem sermos tituladas como putas, porque pra mim, isso é o direto e simples machismo.

Se recomendo?! Sim, mas se você estiver esperando um livro arrebatador, apaixonante, esse livro não irá te agradar. Agora se você não está querendo muito romance, mas quer algo intenso e bruto, recomendo!
Nota: 5
Keila 30/07/2015minha estante
Amo!


Jessica A. 30/07/2015minha estante
Adorei mto Keila! :D


Fabiane 30/07/2015minha estante
Concordo.


Jessica A. 30/07/2015minha estante
;)


Keila 30/07/2015minha estante
Sou apaixonada...semana passada reli os 4 livros dessa serie! =)


Jessica A. 30/07/2015minha estante
To adorando muito, tenho um fraco por roqueiros, agora então... kkkkkkk




67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5