A Noiva Fantasma

A Noiva Fantasma Yangsze Choo




Resenhas - A Noiva Fantasma


148 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Tháh Martins 18/07/2017

A Noiva Fantasma - Yangsze Choo
Ao ver a capa do livro pela primeira vez, e seu nome, como algumas pessoas pensei em ser tratar de uma história de terror, mas pelo contrário a autora nos levar a viajar em uma cultura por muitos desconhecida, um romance que mistura sobrenatural com costumes e cultura do povo Malaio. Acredita em casamento com os mortos?

Impossível?
Talvez.

Curioso?
Bastante.

Não é só real, como ainda acontece.
A história gira ao redor da jornada de Lin Lan, uma jovem que recebeu uma ótima educação, mais que vive sem grandes perspectivas depois da falências dos pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar- se com o herdeiro de uma família prestigiada. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto.
É exatamente assim que somos jogadas nesta incrível história escrita por Yancsze Choo, a narrativa aborda o casamento fantasma, a dedicação dos vivos aos entes falecidos, e a vida após a morte, são os três principais pontos que deram um sentido único a esta obra.
Lançada pela Editora Darkside Books, em uma edição caprichada, é uma leitura que me intrigou do começo ao fim, desde a coragem e curiosidade de Lin Lan, a outros personagens secundários como Er Lang e Titia Três, é uma leitura fascinante e envolvente te levando a conhecer a cultura de outros povos.
comentários(0)comente



AmadosLivros 19/06/2017

Esse livro, devo admitir, foi uma leitura lenta. Mas, isso não significa que é uma leitura chata ou arrastada. Apenas é um livro que, para mim, exigiu algumas pausas maiores para poder assimilar todo o conteúdo. É um romance histórico com um pezinho no sobrenatural que me encantou e prendeu desde a primeira página.


O ano é 1893, o local é Malaca, atual Malásia. Nossa protagonista chama-se Li Lan, uma jovem que recebeu educação e cultura, entretanto, não tem perspectiva de um casamento, devido a falência do seu pai, que após a morte da mãe de Li Lan e da doença que sofreu, tornou-se recluso negligenciando trabalho e amigos.
E é assim, que ela é surpreendida por uma proposta inesperada e inusitada: ela recebe a proposta de se casar com o filho de uma poderosa e influente família rica de Malaca. O único porém é que o rapaz já está morto. O casamento com pessoas já falecidas era usado para tranquilizar um espírito inquieto, e garantir um lar e estabilidade para as mulheres que diziam sim a maridos já falecidos, tornando-se assim noivas fantasmas. Contudo, Li Lan não está nem um pouco interessada nesse casamento, ainda mais quando o espírito do seu "futuro noivo" começa a aparecer em seus sonhos. Desesperada para se livrar da influência de Lin Tian Ching, ela acaba buscando variadas opções e subterfúgios. Muitos dos quais acabam a levando por caminhos que não desejava.
O livro é dividido em quatro partes, e devo admitir que a primeira parte é meio chatinha, pois é praticamente toda introdutória. Nela conhecemos boa parte dos personagens e o contexto de toda a história. Da segunda parte em diante que o ritmo começa a ficar mais interessante e me conquistou de vez. Os personagens muito bem construídos vão amadurecendo ao decorrer das páginas, o que é extremamente gostoso de acompanhar. Eu até acabei tendo um novo amor literário: Er Lang ♥
Além de uma história fabulosa, o livro é lindo! A editora caprichou nos mínimos detalhes! Até incluíram no final do livro algumas páginas para serem destacadas, e com elas, o leitor pode fazer origami. Sim origami! Fazer uns tsurus (contém as instruções para as dobraduras também); Claro que eu nunca irei arrancar as páginas do livro, mas tem que faça, né?
Eu amei mesmo a leitura! Foi fascinante conhecer um pouco mais da cultura chinesa enquanto mergulhava de cabeça nessa trama de mistério. Adoro histórias assim, peculiares! Uma leitura que recomendo com total certeza!

site: http://amadoslivros.blogspot.com.br/2016/02/livro-noiva-fantasma.html
malevolando 07/07/2017minha estante
Eu estou empacada desde o final do ano passado nele, acho que foi a leitura mais lenta que já tive, mas concordo com você, não é arrastada, é até boa. Edição linda e sobre Er Lang: estou esperando o romance se desenrolar melhor, se é que irá.




Paulo 11/06/2017

Boas histórias de fantasma são raras nos dias de hoje. Muitos autores de livros e diretores de cinema acabam descambando mais para o lado mais gore e violento e esquecem que histórias de fantasma possuem um clima um pouco diferente das demais histórias de terror. E é com essa proposta que Yangsze Choo escreve seu primeiro romance.

Aproveitando o gancho para comentar sobre histórias de fantasmas eu só me recordo de cabeça de apenas um em particular: Os Mortos-Vivos de Peter Straub. Para mim um exemplo de construção de tensão e de como aproveitar o clima de assombração para questionar o que faz o ser humano funcionar. Outro que trabalha um pouco com essa esfera dos espíritos é A Casa dos Espíritos de Isabel Allende. E se recuarmos um pouco mais no tempo, Assombração na Casa da Colina de Shirley Jackson. Mas, voltando à Noiva Fantasma, este foi um romance que empregou muito da mitologia malaca para poder construir sua história. Levando em consideração o aspecto da história como algo relacionado a fantasmas, eu gostei bastante da maneira como a autora lidou com o sobrenatural. Vou falar um pouco mais à frente sobre os sonhos, mas o trecho que se passa na mansão Lim na Planície dos Mortos é muito curiosa. Não gostaria de fazer essa comparação, mas vamos lá. Esse trecho em que a protagonista trabalha na cozinha da mansão Lim me lembrou A Viagem de Chihiro em que a protagonista trabalha em uma casa de banhos. Dadas as devidas diferenças não apenas de ambientação como de contexto, as situações são bem semelhantes. Tem até um Er Lang lá (cala-te boca para não dar spoiler). Mas, a missão que Li Lan precisa fazer é bem semelhante à que Sen precisa cumprir no Além. Ambas buscam maneiras de salvar seus espíritos da interferência de fantasmas malignos.

Mas, A Noiva Fantasma tem um nível de complexidade maior ao tratar de temas como dever e honra. A personagem procura sempre agir de acordo com o seu próprio código de conduta. Aliás, já que estamos em busca de boas personagens femininas, Li Lan é uma protagonista muito boa. Ativa e decidida, ela foge do padrão de mocinha em busca de seu amor. Ela vai seguir o seu coração sim, mas dentro daquilo que ela considera como correto. Em muitas ocasiões a personagem poderia ter travado e ficado apenas inconsolável, à espera de alguém que a salvasse. Mas, tal não aconteceu e ela tomou em suas mãos a decisão de o que fazer com sua própria vida. Titia Três também é outra personagem muito forte na trama. Ela aparece como alguém que está lá por acaso e pouco a pouco vai tomando conta da história. Achei ela importante para a formação do caráter de Li Lan.

A autora brinca com alguns clichês românticos. Senti que ela me deu uma rasteira todas as vezes em que eu achava que já sabia o que ia acontecer. Eu imaginava o que poderia se suceder a seguir, mas ela sempre criava alguma situação que mudava o significado daquela descoberta. Apesar de que eu preferiria que a mãe de Li Lan fosse a primeira escolha e não a segunda. Teria sido algo muito mais ousado e traria desenvolvimentos bem curiosos. Mas, okay, não ficou ruim do jeito que foi. Existe também uma divisão da história em três partes bem distintas umas das outras. A primeira parte é mais introdutória e se parece com uma típica história de fantasmas. A segunda parte é mais exploratória e onde a personagem precisa amadurecer para tomar duras decisões mais à frente. E a terceira é uma corrida contra o tempo onde a protagonista precisa arrumar forças para superar as adversidades.

Eu gostei e não gostei ao mesmo tempo de Er Lang. Ao mesmo tempo em que ele funciona como um elemento misterioso na trama de Choo, ele também é um deus ex machina. Quando eu percebi isso mais para o final da história, fiquei um pouco triste. Isso porque apenas mais para o final da trama a autora estabelece os limites das estranhas habilidades de Er Lang. Em alguns momentos é ele que faz a história se mover. Críticas à parte, assim como outros fãs do livro eu gostaria de ver uma história-solo do personagem. Parece que existe muito a ser explorado tanto antes como depois da história. Isso porque a autora deixou o final bem em aberto apesar de sabermos o que Li Lan irá escolher. A autora está de parabéns até pela decisão ousada de não fechar necessariamente a história.

Não posso deixar de falar da ambientação da história que é o que me chamou a atenção em um primeiro momento. A construção do cenário e o domínio que a autora tem da cultura, das tradições e da mitologia local é fenomenal. O livro tinha tudo para fritar os nossos cérebros dada a quantidade de informação necessária para compreender o que se passava no cotidiano dos personagens. Mas, Choo apresenta estes elementos com tanta naturalidade que em nenhum momento eu me senti perdido ou confuso. Todos os elementos culturais são apresentados de uma forma fácil e tranquila para o leitor, mesmo sendo necessária algumas notas de rodapé. Em pouco mais de vinte ou trinta páginas eu já me sentia inteiramente em casa.

A Noiva Fantasma é uma boa história de fantasmas. Com uma protagonista forte e decidida e um companheiro que me incomodou um pouco em alguns momentos, a narrativa segue um bom ritmo. A história demora um pouco a passar e eu senti que ela pesou em alguns momentos, mas de forma alguma é maçante ou chata. A ambientação também é um caso à parte. Eu adoraria mais histórias nessa ambientação (e parece que a autora irá de fato continuar a usar este cenário). Dê uma oportunidade a esta história que você não irá se arrepender.

site: www.ficcoeshumanas.com
comentários(0)comente



Cecilia.Lechkiv 10/06/2017

Essa é uma história de romance não exatamente convencional, tem muito daquelas lendas orientais, com aquela levada mística.Imagina que estranho receber uma proposta de casamento de um fantasma???e além de tudo isso ser perseguida por ele, na intenção de que a proposta seja aceita???O livro traz tudo isso , a saga da jovem Li Lam no mundos dos mortos,também traz uma história de amor,de descobertas e libertação.Se trata de uma leitura demorada, e para mim, um pouco pesada e morosa.Mais o conteúdo e a história em si é muito bacana. Me lembra muito aqueles filmes chineses cheios de misticismos e lendas.

“Em meio a escuridão de milhares de almas , é a mão de Er Lang que eu busco,seu pulso firme que me tirou de tantos perigos “

site: https://sonholiterariosite.wordpress.com
comentários(0)comente



Andressa 07/06/2017

A Noiva Fantasma
Final de 1800. Li Lan é uma jovem por volta dos dezessete anos. Ela sabe ler e escrever, teve uma educação básica e sabe se comportar graças a sua Amah (babá ou cuidadora, como preferir). Sua mãe morreu há muitos anos, e seu pai apesar de passar muito tempo em casa, é extremamente ausente, pois ele passa o tempo todo trancado fumando ópio.
Acontece que como é costume dos Malaios, a herança da família deve ser passada adiante com o casamento.
A família de Li Lan vive a beira da miséria por causa do vício de seu pai. E um bom casamento poderia mudar completamente a situação financeira de todos.
E é quando a família do finado Lim Tian Ching oferece casamento para o pai de Li Lan que tudo em sua vida começa a mudar.
Acontece que enquanto a família de Li Lan vive com muito pouco, a de Lim Tian Ching vive no mais total luxo. Comida da melhor qualidade servida em louças de primeira. Uma casa espetacular... Enfim, tudo o que Li Lan nunca teve acesso.
E este casamento poderia lhe deixar bem confortável, além de, claro, seu pai e sua Amah. Portanto, casar com um morto, faria vem para muitos, mas definitivamente seria péssimo para Li Lan, já que ela teria que se manter fiel a um marido que ela nunca viu e nunca veria.
Quem estava esperando um livro de terror, pode esquecer. Ou seja, se você não queria ler por achar que fosse uma história que te deixasse com medo, pode pegar seu livro e começar a leitura imediatamente. "A Noiva Fantasma" é um romance que mistura sobrenatural com costumes e cultura do povo Malaio.
A narrativa é bem lirica, o que pode fazer o livro meio lento as vezes, muito interessante ver a cultura e os costumes daquela região naquela época.
Bem construído e bem amarrado a história toda, não me apeguei a nenhum personagem, mas confesso que torcia pelo casal que não se formou no final.
Mas o final é aceitável, mesmo eu não concordando.
Um livro lindo, na edição também.


site: youtube.com/bauliterario
comentários(0)comente



Livroseliteratura 31/05/2017

Resenha do blog Livros & Literatura
Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de sua família, até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: se casar com o herdeiro de uma família rica e poderosa.
.
Há apenas um detalhe: seu noivo está morto.
.
A Noiva Fantasma é o surpreendente romance de estreia de Yangsze Choo, ambientado no ano de 1893.
.
As noivas fantasmas existem até hoje em parte da cultura asiática. A prática, que chegou a ser banida por Mao Tsé-Tung durante a Revolução Cultural, foi muito frequente na China e na Malaia (hoje Malásia) no final do século XIX.
.
O casamento era usado para tranquilizar um espírito inquieto, e garantir um lar e estabilidade para as mulheres que diziam sim a maridos já falecidos. É claro que elas tinham um preço alto a pagar, e com Li Lan não seria diferente.
_
Fui fisgada por esse livro assim que li a sinopse. Eu tiiiiinha que conhecer um pouco mais da cultura asiática do século XIX, tinha que desvendar o que há por trás dos casamentos fantasmas.
.
O livro tem um estilo de romance fantasia e, apesar de envolvente, não é tão informativo quanto eu esperava. Isso não chega a ser um ponto negativo.
.
O enredo não é dinâmico, mas a escrita é envolvente (sei que é um tanto contraditório em relação às minhas preferências literárias, só sei que foi assim hahaha).
.
A leitura foi bem prazerosa e só não me surpreendeu mais porque a autora poderia ter elaborado o desfecho. Não em relação aos acontecimentos, mas em relação à narrativa.
.
Há um mix de fantasia e aventura, porém o plot twist (o tcham, o pra quê isso e o "como assim, o que houve?") foi contado de uma forma tão... Racional!
.
Adorei o livro, super valeu a pena rodar atrás dele (só encontrei disponível na estante virtual e em um dos parceiros do Submarino), mas se fosse adaptado para as telinhas, eu só assistiria caso a produção fosse assinada por Tim Burton, pois eu não aguentaria a atmosfera dramática e lacônica das produções asiáticas (que eu conheço).
_
Acompanhe minhas aventuras literárias em www.instagram.com/livroseliteratura
comentários(0)comente



Eu Pratico Livroterapia 18/05/2017

A Noiva Fantasma
Sabe aquele livro que te pega desde o início? Que te prende de verdade?
Então, este é um desses e eu estava sentindo tanta falta de um livro que me prendesse de verdade e ele fez isso!

O livro já começa bem direto, com Li Lan recebendo uma proposta de casamento, mas, essa não é uma proposta qualquer, pois, o noivo está morto.

Espera que já explico pra você: A história do livro é baseada em uma antiga tradição chinesa verdadeira que consiste em fazer casamento entre pessoas que já faleceram como forma de tranquilizar espíritos, aplacar assombrações, criar laços entre famílias etc. Há também casos em que o casamento acontece entre uma pessoa viva e outra falecida, com o intuito de realizar a vontade daquele que falecera antes de casar com seu grande amor ou para o status de esposa ou amante que tenha gerado herdeiros etc.

Li Lan é meio que obrigada a aceitar essa proposta, pois com a falência de sua família após a morte de sua mãe provavelmente não receberá propostas melhores. Aí começa a grande história do livro que é toda baseada em crenças espirituais chinesas (não posso falar mais porque vai ser spoiler).

Gostei muito de aprender sobre uma coisa que normalmente eu nunca saberia.

O livro é bem sombrio e te prende do início ao fim, e o final... tem uma reviravolta que "Sem Or"! Ele é cheinho de surpresas, vocês irão amar, eu mesmo não vejo a hora da autora lançar um próximo livro que com certeza eu vou ler!


site: http://www.eupraticolivroterapia.com.br/2017/03/resenha-noiva-fantasma-yangsze-choo.html
comentários(0)comente



Falk 14/05/2017

Evidências da escritora iniciante
Li Lan é uma adolescente na Malaia de 1893 (atual território de Malásia e Cingapura), um momento de incertezas culturais por conta da colonização britânica por toda Ásia. A garota sobreviveu a uma epidemia de varíola quando ainda era uma criança, epidemia à qual a mãe sucumbiu e o pai passou a carregar as cicatrizes da doença.

Desde o incidente, o prestígio social da família de Li Lan foi caindo no esquecimento e o acordo de casamento para Li Lan acabou sendo desfeito pelas poucas condições econômicas da família. Também pela falta de contatos, a única opção que o pai de Li Lan encontra é casá-la com o rapaz de uma família rica. O detalhe: ele já está morto. O acordo, no entanto, traria todas as regalias sociais e econômicas a Li Lan e ao pai, que poderia quitar as dívidas.

É óbvio que a simples sugestão do casamento deixa Li Lan apavorada. Principalmente quando o noivo, Lim Tian Ching, começa a aparecer em seus sonhos. Li Lan se recusa a dormir e vai atrás dos métodos mais esotéricos possíveis, se consultando, inclusive, com uma médium. Ao seguir um dos conselhos da médium, Li Lan acaba entrando em coma e inicia uma experiência astral, vagando pelo mundo dos vivos e, claro, pelas terras dos mortos.

Ainda que a premissa do livro seja o ritual do casamento fantasma, a narrativa amplia os horizontes quando começa a discorrer sobre o mundo dos mortos. Misturando elementos folclóricos, religiosos e fantásticos, Yangsze apresenta ao leitor uma percepção bem diferente da morte, mais como uma segunda vida do que propriamente uma inexistência.

A narrativa de Yangsze em seu primeiro livro é bastante desnivelada. A obra não chega a fazer o coração acelerar, despertar suspense, muito menos o sentimento de terror, o que pode decepcionar algumas pessoas que esperam por esse tipo de abordagem. Os momentos que mais cativam são os detalhes da narrativa, como algumas lendas e histórico de elementos culturais.

Foi uma leitura carregada mas que, no fim, bateu a vontade que não acabasse, que tivesse só mais um tantinho de páginas. Nesse livro ficou claro que Yangsze era uma escritora iniciante, mas apenas pela estrutura narrativa que ela escolheu, porque de imaginação... ela tem de sobra! Que venham outras obras dela pra gente ficar fissurado pela cultura chinesa.

Mais impressões sobre a leitura no blog Desfalk.

site: http://desfalk.com.br/festa-dos-mortos-de-yangsze-choo/
comentários(0)comente



La Oliphant 02/05/2017

O maior desafio em ler A Noiva Fantasma foi passar a primeira parte do livro, já que a história é dividida em três partes muito importantes. Num primeiro momento, livro é mais contextual, onde o leitor começa a entender o que está acontecendo a trama começa a ser construída aos poucos. É somente na segunda parte que as consequências começam a ser reveladas e o mundo de A Noiva Fantasma começa a ser explorado. E acreditem quando eu digo que a insistência na leitura vale muito a pena, Li Lan é uma personagem que consegue surpreender.

O que eu mais gostei nesse universo criando por Yangsze Choo, foi o fato de que a sua personagem principal não ser uma heroína inconsequente. Li Lan, durante todo o livro, sempre procurou tomar decisões baseadas nas informações que ela tinha e nunca em suposições. Ela era muito cuidadosa ao estudar todas as suas possibilidades, o que fazia com que eu tivesse confiança nas decisões que ela estava tomando. Foi uma experiencia muito diferente ter uma personagem principal que não era impulsiva ou que se deixasse levar pela emoção – e por “diferente” eu quero dizer muito positiva.

site: http://laoliphant.com.br/resenhas/resenha-noiva-fantasma-yangsze-choo
comentários(0)comente



thai 23/04/2017

A Noiva Fantasma - Yangsze Choo

Li Lan é uma jovem que tem por volta dezessete anos, e a história nos introduz ao ano de 1800. Embora jovem, Li Lan te joga desde o início nos conflitos da sua vida. Ela sabe escrever, ler, e tem uma educação básica e sabe se comportar bem diante de diversas situações - e pessoas - graças a sua Amah, que no caso pode ser considerada uma babá ou uma cuidadora. Sua mãe morreu há muitos anos, e hoje, Li Lan vive em uma casa enorme, juntamente de empregados, de sua Amah, e com seu pai, que passa muito tempo em casa, mais ainda assim é extremamente ausente, passando a maior parte do seu tempo trancado em seu escritório fumando.

Infelizmente a família de Li Lan vive a beira da miséria por conta do vício do pai. Boa parte dos amigos da família se afastou com o tempo, e a única solução – da época – seria arranjar um bom casamento para Li Lan, sendo ela jovem e bonita.

É quando durante uma conversa com o seu pai, ele anuncia que a família do morto Lim Tian Ching ofereceu um casamento a ele, que poderia mudar a vida deles. Embora a vida deles sejam bem diferentes, a família de Lim Tian Ching que ainda vive o luto do filho, mais continua vivendo sobre um luxo total. Com comidas de qualidade, louças de primeira linha, e uma casa grande e luxuosa. Enfim, tudo o que Li Lan após a falência, não tinha mais acesso. Mesmo que este casamento poderia deixar ela confortável e melhorar tanto a vida dela, quanto a do seu pai e da Amah, a idéia de casar-se com um morto, definitivamente não passava na cabeça de Li Lan. Mesmo Lim Tian Ching estando morto, a garota deveria manter-se fiel ao marido que ela nunca viu e nem mesmo o verá.

Após receber a oferta, a família de Lim Tian Ching a convida para uma visita em sua grande mansão, para conhecer a garota. Sem querer, após se perder pela mansão, Li Lan conhece o primo do família, Tian Bai. Que também poderá mudar a sua vida, e traçar novos rumos para a garota, no decorrer de todo o livro.

Quando comecei a ler “A Noiva Fantasma”, simplesmente me prendi a essa leitura. É uma trama impossível de se deixar de ler. Tem uma beleza dentro deste livro que me prendeu do começo ao fim. Fazia um tempo que não encontrava um livro com tanto conteúdo, e histórias, coisa que sempre me agradou. Tem muitas descobertas, reviravoltas, e muito, mais muito conteúdo para quem gosta de livros com muita emoção.

Lembrando que este livro é de 2015, e pensar que não conhecia esta obra, tão pouco a editora que lançou este livro. A autora é descendente de Malaios, e trouxe uma carga enorme de tradições de seus antepassados, histórias, lendas, enfim, é uma bagagem completa para se descrever aqui. Somente lendo.

A narrativa da autora Yangsze Choo é única. Tem um conhecimento tremendo, além de saber prender e contar uma história como ninguém.
Li Lan tem uma jornada fascinante entre dois mundos. Traçando uma linha tênue entre um romance há uma grande tragédia. Contada de forma poética, que te faz viajar e entrar a fundo nas descrições da autora.

Posso considerar este livro romântico, embora esperasse um conteúdo mais “terror”, o que eu vi foi apenas muito suspenso. Além de contar e ler sobre assuntos de costumes, comidas, roupas, e educação dos Malaias. Aqui neste livro você encontrará sobre tudo, e chega a ser fascinante.
Infelizmente o final não era exatamente o que eu esperava. Posso dizer que desde o começo eu me prendi a história, tentei não criar expectativas quanto às decisões da personagem. Que tomou um rumo inesperado no final. Enfim, o livro em si é perfeito, mais o final deixa o leitor com cara de idiota, e simplesmente sem saber se gostou ou não do livro. Ainda não me decidi, afinal, esperava um final melhor já que o livro em si, é carregado de doses de emoção.
Mas fora isso, o livro é bom!

Quanto à editora DarkSide Books:
Este livro eu consegui encontrar no site LeLivros.com. Por hora só estou cobiçando o livro no site, esperando o momento certo para comprá-lo. Sou fascinada por livros de capa dura, e com uma diagramação tão boa. Cada detalhe pensado com a trama. Tudo se completa. Não é apenas uma história boa, mais a edição em si da Editora, traz uma riqueza a cada folha.
Boa leitura.

site: http://napontaedalingua.blogspot.com.br/2017/04/a-noiva-fantasma-yangsze-choo.html
comentários(0)comente



Neto 22/04/2017

Dando uma volta com os mortos
Tem uma história bem peculiar em meio a uma cultura q pra mim até desconhecia. Leitura rápida, gostosa. Só achei que um pouco depois da metade o a história fica parada, o que me fez pausar a leitura. O início é sensacional porém o final não é tão bom assim.
comentários(0)comente



Célia 21/04/2017

Uma viagem pela cultura chinesa
Li Lan é uma jovem cuja família um dia foi rica, porém ainda quando era pequena, sua família inteira sucumbiu a malária. Sua mãe morreu e seu pai ficou deformado pela doença. Por causa da depressão que sentia pela esposa falecida, o pai de Li Lan deixou os negócios em mãos de outros que por fim levaram a família a ruína. Um dia Li Lan fica sabendo que foi prometida em um casamento fantasma com o filho único da família Lim falecido há quase um ano. Li Lan diz a seu pai que não iria se casar com o defunto, porém isso seria a salvação de sua família e de seus criados. Toda a perspectiva de Li Lan muda quando ela é sua Amah (é uma empregada mais velha q a cria como se fosse uma mãe) vão até uma médium para pedir orientação contra o espírito do falecido noivo que anda assombrando Li Lan. A médium da um preparado de "ervas" que fazem com que ela praticamente fique em coma. Com isso a alma de Li Lan sai do corpo e daí pra frente ela tem que arranjar uma maneira de voltar para o mundo dos vivos. Nesse meio tempo Li Lan encontra com muita gente mentirosa, ardilosa e ruim. Daí se vê que o povo oriental tem a capacidade de aguentar todo tipo de desaforo, porque olha... Se fosse eu já teria chutado o balde! XDD
A leitura até a página 150 foi bem arrastada, tanto que eu já havia abandonado esse livro antes. A autora se prende por vezes em muitos detalhes que não fazem a menor relevância para a história. São várias páginas explicando os porquês de cada coisa, os detalhes dos lugares, etc, a leitura vai ficando cansativa. O negócio só engrena depois de passado pouco mais da metade do livro.
Apesar de tudo indico a leitura deste romance, gostei do final, apesar de só ser consolidado mesmo nas últimas 2 páginas do livro. Como disse o livro trata muito mais de lendas e folclores da cultura chinesa do que propriamente romance - há romance, mas de longe não é do tipo meloso.
comentários(0)comente



Camila 01/04/2017

Resenha: A Noiva Fantasma (Por Livros Incríveis)
Na Malásia de 1893, Li Lan é uma jovem garota que recebeu boa educação e cultura, por ter vindo de boa família. Entretanto, após a morte de sua mãe, a jovem e o pai estão cada vez mais perto da falência e por isso, Li Lan não tem muitas perspectivas para um bom casamento. É quando aparece uma rica família oferecendo-lhe um casamento que seria ideal, exceto por uma coisa: O noivo está morto. E Li Lan recusa-se a ser uma noiva fantasma.

“Pensar no morto me trazia uma sensação opressiva, como se o ar fosse arrancado de meus pulmões. Meu pai nutria desdém por assuntos como fantasmas e sonhos.”


Eu sempre estive bem animada para conhecer A Noiva Fantasma. Muito me agrada a literatura oriental, pois me interesso por sua cultura e é quase inevitável não ter bem definido esses traços em obras que vêm do outro lado do globo.
Logo, ao ler a sinopse, pensei que seria fantástico. No aspecto mencionado, de fato foi. Entretanto, no geral, tive uma relação de amor e ódio com esse livro, tornando-o uma leitura “neutra” para mim.


Para começar, a sinopse de A Noiva Fantasma diz muito pouco. Iniciei a leitura achando que seria uma coisa, e terminou sendo completamente outra. Isso não é um aspecto negativo, porém. A surpresa sobre como a história realmente era foi bastante agradável. O livro é dividido em quatro partes, e inicia logo com a descoberta de que Li Lan foi solicitada para ser uma noiva fantasma. A partir daí, acompanhamos seu desespero para que o possível noivo, Lim Tian Chin, pare de a perseguir em seus sonhos. Isso inclui desde exorcismos até uma viagem pela Planície dos Mortos.
A ambientação da obra é muito boa. Há descrições detalhadas sobre tudo, principalmente sobre os lugares que tecnicamente não existem (ou ainda não vimos). Mas as descrições não restringem-se apenas aos lugares, abrangindo muito o que pode ser ensinado da cultura malasiana da época, creio eu.
A escrita de Yangsze Choo também é primorosa, dando um ar de mistério e ao mesmo tempo, suave, para a trama.
Entretanto, as duas primeiras partes me foram dolorosamente lentas, sem nenhum acontecimento que fizesse a trama ficar viciante. No máximo, algumas cenas mais aceleradas, mas que não faziam o livro de fato engatar, o que só acontece a partir da terceira parte. Ou seja, a história só me pegou a partir mais ou menos da página 160 – onde já era a metade do livro. A partir do momento que Li Lan vai para a Planície dos Mortos, a obra ganha fôlego e aí sim eu consegui me prender na história.

Outro ponto a se destacar, que é semelhante ao primeiro destacado, é a própria protagonista. No início do livro, Li Lan é uma jovem ingênua e desprovida de personalidade – eu diria que quase um esteriótipo para a época. A garota apaixona-se – ou acredita estar apaixonada – por um rapaz com quem esteve por cinco minutos, que mais tarde descobre se tratar do primo do noivo morto prometido. Logo, há inúmeras cenas de uma garota que está louca por alguém que não conhece e não tem química alguma, em minha opinião. Porém, a mesma coisa acontece como ao longo da história: o amadurecimento da jovem é perceptível, conforme ela aprende mais sobre o mundo e sobre si mesma.
Gostaria de destacar rapidamente o meu personagem favorito, Er Lang, homem que ajuda Li Lan em sua busca. De personalidade forte e inusitada, em muitos momentos o personagem me lembrou Howl (O Castelo Animado), desde sua falas e atitudes, até mesmo em sua forma peculiar de se vestir.

Gostei muito do final, que de certa forma, é fechado e de forma satisfatória e condizente com o caminho que a história fazia. Devo destacar também as inúmeras reviravoltas que acontecem. A autora deu muitas pistas, mas deve-se estar bem atento a essas dicas para descobrir, coisa que só percebi quando a reviravolta já estava acontecendo.
Resumindo, A Noiva Fantasma teve seus altos e baixos. Mesmo com os pontos negativos destacados por mim, acredito que a leitura é muito válida de todo modo, pois é bem escrita e no geral, bem cativante.

Leia mais resenhas em:

site: http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/2017/03/resenha-noiva-fantasma-yangzee-choo.html
comentários(0)comente



Ana 20/03/2017

A Noiva fantasma
Há tempos que queria ler esse livro. Não apenas pela capa magnífica e por ser um livro Darkside. Mas pela sinopse e por ser de um outro tipo de “mitologia”; Por falar sobre outros costumes, outras crenças e outra nação.

Sempre gostei muito de mitologia, porém nunca havia lido nada sobre a China. E foi aí que vi minha oportunidade de ouro.

Antes de qualquer coisa, gostaria de falar sobre o livro em si. Além da capa ser linda e a diagramação ser perfeita, gostaria de salientar as notas de rodapé a as notas ao final do livro. Como disse, trata-se de um livro que conta uma história em meio a uma mitologia chinesa. Por isso, a autora tentou fazer com que embarcássemos fundo nessa história, e para isso, foi preciso usar algumas palavras das quais não conhecemos.

Nessas notas, a autora se preocupou em nos explicar tudo. Desde o significado dos nomes até a noção que os chineses te sobre o além.

Além disso, ao final do livro, temos cinco páginas, nas quais pedem para que nós, pasmem, arranquemos as páginas e façamos origamis nelas. Eles ensinam, passo a passo, como fazer um pássaro, o mesmo da capa do livro. Obviamente, nem cogitei a possibilidade. 😀

Vale salientar também que este livro faz parte da série DarkLove da Darkside.

Sobre A Noiva Fantasma, a história é simplesmente mágica.

Começamos com Li Lan, uma jovem que sobreviveu a um surto de varíola na família durante sua infância, porém ao qual teve como resultado uma mãe morta e um pai com o rosto seriamente desfigurado.

Devido a essa desgraça, hoje Li Lang vive com um pai falido e uma amah (ama seca) que cuida dela. E nessas condições, Li Lang ouve de seu pai, a proposta de se tornar uma noiva fantasma.

Eu admito que imaginei uma história totalmente diferente da que li. Esperava algo estilo “A Noiva Cadáver” de Tim Burton, mas não foi bem isso que encontrei. Encontrei um livro dividido em quatro partes, nos quais, cada um detalha mais sobre essa trama ao qual Li Lang acaba se metendo.

Li Lang, na verdade é uma menina fora dos padrões de Malaia para a época. Estamos falando de 1893, de uma península em pleno período colonial. Onde uma jovem de dezessete anos já encontra-se velha para arranjar casamento. Onde para a mulher, o estudo não é tão valorizado, e sim o artesanato, os cuidados com a casa e com seu marido.

Durante a trama descobrimos mais sobre a proposta desse casamento, sobre a família do falecido noivo e do passado de Li Lang. Seguiremos Li Lang através desse e de outros mundos e descobriremos que nem sempre os finais de contos de fadas são os melhores para si. Que as vezes o amor se encontra onde menos esperamos.

A Noiva Fantasma é uma linda história de amor, descobrimento e superação, da qual eu amei e recomendo a todos!

site: https://literakaos.wordpress.com/2016/09/27/resenha9a-noiva-fantasma-de-yangsze-choo/
comentários(0)comente



mil 14/03/2017

Gostei da estoria torci muito pela protagonista mas,no final fiquei decepcionada
comentários(0)comente



148 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |