Minha Querida Chefe

Minha Querida Chefe Mary Oliveira




Resenhas - Minha Querida Chefe


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Déborah - @lisossomos.lisos 18/06/2015

#ResenhaDeby - Minha querida chefe

Acho que essa resenha será um pouco difícil de fazer, pois não sei ao certo expressar o que ele me causou.

A história gira ao redor de Corinne e Ian, ela é chefe dele e chata para caramba. Ele a acha gostosa apesar de insuportável.

De vez em quando ele tem sonhos pegando ela, até que um dia deixa de ser sonho. Corinne se insinua descaradamente e propõe que eles tenham sexo casual e escondido de vez em quando, como ele curtiu aceita a experiência numa boa.

Porém, Corinne é um porre e sempre faz questão que ele não esqueça disso.
Ian tem uma caixa de cartas escritas para Corinne sobre os vários sentimentos que ela despertou nele, mas ele guarda as cartas e não pretende entregá-las, até porque daria uma demissão por justa causa na minha opinião.

No meio desse relacionamento cachorrada começa a acontecer várias coisas: acidentes, mentiras, brigas, tentativa de transformar em relacionamento de verdade, mais brigas e afins.

Achei linda a parte que Corinne está tentando assistir um filme com Ian, pois ela faz referência ao filme "As 7 regras do amor" que eu adoro (resenha aqui).

Tinha momentos que eu até gostava deles dois juntos, mas tinha outros que eu ficava com abuso da Corinne e dava vontade de mandar ela para aquele lugar...

Mas o livro é bom e o final fecha bem a história. A capa tem tudo a ver e existem pouquíssimos erros de revisão, nada que atrapalhe a leitura.
Ou seja, o livro é um romance com alguns (poucos) toques hots, se você gostar do gênero é uma boa pedida de leitura.
comentários(0)comente



Gleise 07/07/2015

Quimica e Atração falando mais alto!!!
Gente!!! O que eu faço com meu mau humor? Por que a maioria das mocinhas dos livros eu fico com vontade de dar uma sapatada na cara??
Poxa, a menina encontra um cara lindo, gostoso, que quer levá-la a sério e ela não quer?? Merece apanhar não merece??
Pois é, acontece isso nesse livro...
Ian Walker narra essa história de amor e ódio, que se passa em Nova York e confesso que a intensidade do ódio x amor me surpreendeu!!
Como já disse anteriormente o livro é narrado por um protagonista masculino...então imaginei que não fossem ter divagações e tantas dúvidas que nós mulheres temos...mas Ian também teve dúvidas ...seu irmão Christian, seu melhor amigo e ouvinte, tentava entender a situação e aconselhá-lo. Ai acontece algo no livro que faz com que Corine e Ian se aproximem, mas a resistência dela continua. Sabe aquela história em que você quer que eles fiquem juntos e sejam felizes, e a mulher é uma mula teimosa, e prorroga esse acontecimento...só que gente...os relacionamentos não são nada fáceis, e se fosse não teria graça...Enfim, não costumo falar muito sobre os acontecimentos do livro porque acho que estraga, mas posso dizer que antes de classificarem Corine como insuportável, leiam......e é lógico que ela tem um motivo pra ter feito isso...embora eu, se estivesse no lugar dela, teria feito diferente...eu teria cedido mais facilmente a doçura e aos apelos dele...
Bom, tirando um pouco o foco de Ian e Corine, gostei da Christie, e queria que Christian tivesse percebido seu amor platônico...
Finalizando, recomendo a leitura e deixem de lado minhas observações sobre Corine...pois hoje em dia homem não gosta de mulher fácil!!! E outra coisa...acredita que no final eu achei ela legal e torci para que ela tivesse um final feliz com o Ian?
Minha explicação seria...estou em um momento recalque...porque eu sou tão legal e um cara não corre atrás de mim e dela ele correu atrás?? Inveja mata....

site: www.sugestoesdelivros.com.br
comentários(0)comente



estantedasuh 10/04/2015

Minha Querida Chefe - Blog Era Uma Vez o Livro
Corinne Jackson é uma mulher forte que trabalha como gerente numa empresa de recuperação de crédito. Todas da empresa a acham louca por que ela trabalha aos gritos e tem mão de ferro. Mas quem mais sofre com isso é Ian Walker o coordenador do setor. Como Ian trabalha diretamente com ela sofre o pão que o diabo amaçou. Só que mesmo ela a odiando, ele sente uma atração muito forte por ela, o que ele acha uma coisa louca. Como ele pode odiar e gostar ao mesmo tempo?

Corinne Jackson é uma mulher forte que trabalha como gerente numa empresa de recuperação de crédito. Todas da empresa a acham louca por que ela trabalha aos gritos e tem mão de ferro. Mas quem mais sofre com isso é Ian Walker o coordenador do setor. Como Ian trabalha diretamente com ela sofre o pão que o diabo amaçou. Só que mesmo ela a odiando, ele sente uma atração muito forte por ela, o que ele acha uma coisa louca. Como ele pode odiar e gostar ao mesmo tempo?

Em um determinado dia Ian e Corinne ficam depois do expediente para fazer uma reunião e é aí que as coisas vão mudar entre eles. Ian não sabe, mas Corinne nutre um sentimento por ele, e ela vai provoca-lo até conseguir com que ele chegue até ela e mostre toda a sua paixão.

O livro é contado na visão de Ian e é bem legal, por que ele é bem objetivo, não fica choramingando e conta tudo o que sente. Adoro livros contados pelo personagem masculino.

O que eu gostei nesse livro foi que ele passa uma mensagem de confiança e amor. Ian sente que com Corinne não será só uma noite de sexo, mas que eles têm um algo a mais, mas Corinne não admite e isso vai ser um problema para o casal. Ian terá que lutar pelo seu amor e mostrar que eles podem dar certo junto. Só que a história não é só essa. Temos muita ação e um pouco de suspense. A escritora deixou fortes emoções para o final do livro, e isso me surpreendeu muito.

O livro foi cedido em ebook então não tenho como avaliar a diagramação, mas uma coisa me chateou que foram alguns erros de Português, por isso tirei um ponto da minha avaliação. Fora isso a história é maravilhosa, quando você começa a ler não quer parar e a história é bem fluída. Livro recomendado para todos que gostam de um romance recheado de ação, um pouco de suspense e uma mensagem linda de superação e amor.

site: http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/2015/04/resenha-minha-querida-chefe-de-mary.html
comentários(0)comente



Irene Moreira 06/07/2015

Uma super chefe !!!
Em Minha Querida Chefe vamos viver uma história cheia de muita paixão e sexo cercados de problemas profissionais, muitos conflitos entre o casal protagonista. A autora Mary Oliveira consegue agregar a história um toque de perigo, suspense e mistério criando momentos tensos prendendo a atenção do leitor até o fim.

Corinne Jackson é a tão temida chefe de uma empresa de recuperação de crédito. Normalmente chegava pisando forte e batendo a porta e Ian Walker , responsável pela equipe que captava clientes, podia contar os minutos para ela logo gritar pelo seu nome. Suas reuniões eram sempre agitadas e por mais que ele odiasse esse seus lado profissional não podia deixar de sentir uma forte atração por ela.
“Minhas fantasias sobre a Sra. Jackson nunca haviam ultrapassado meus pensamentos pervertidos.”

Leia a resenha completa no blog Saleta de Leitura
http://saletadeleitura.blogspot.com.br/2015/07/resenha-do-livro-minha-querida-chefe-de.html
comentários(0)comente



Saleitura 06/07/2015

De quantas maneiras um homem pode ser torturado?
Em Minha Querida Chefe vamos viver uma história cheia de muita paixão e sexo cercados de problemas profissionais, muitos conflitos entre o casal protagonista. A autora Mary Oliveira consegue agregar a história um toque de perigo, suspense e mistério criando momentos tensos prendendo a atenção do leitor até o fim.

Corinne Jackson é a tão temida chefe de uma empresa de recuperação de crédito. Normalmente chegava pisando forte e batendo a porta e Ian Walker , responsável pela equipe que captava clientes, podia contar os minutos para ela logo gritar pelo seu nome. Suas reuniões eram sempre agitadas e por mais que ele odiasse esse seus lado profissional não podia deixar de sentir uma forte atração por ela.
“Minhas fantasias sobre a Sra. Jackson nunca haviam ultrapassado meus pensamentos pervertidos.”

Na última reunião que tiveram ela estava com um ar de cansada e tensa e isso chamou sua atenção. Depois que relatou os problemas sobre a primeira empresa que fechara contrato com eles fez algumas mudanças operacionais como também alterou o horário de trabalho de Ian.
“A tarde passou tranquilamente. Tentei colocar meus pensamentos em ordem e esquecer que em poucas horas estaria preso em uma sala, sozinho, apenas com a “Srta. Corinne Gostosa Jackson”.

Corinne o deixava louco a ponto de ter sonhos eróticos com ela. Estava totalmente fascinado pela sua chefe que até escrevia cartas “safadas” como uma forma de satisfazer seus desejos.

_imagem da carta -

As reuniões eram cansativas e Ian procurava se concentrar em seu trabalho. Foi então em uma dessas reuniões que foi pego de surpresa com Corinne saindo do banheiro com sua blusa molhada colada ao corpo. Entre provocações, troca de palavras acabaram se entregando ao desejo que sentiam.
“Tê-la louca de prazer, gemendo e pedindo por mais era uma fantasia pervertida mais que realizada; mas agora não é apenas ela que quer mais. Eu quero ter este corpo em minha cama embaixo do meu. Pelo menos por algum tempo.”

Todos os sábados costumava frequentar um barzinho junto com Christian, seu irmão mais novo, que sabia de sua paixão pela chefe. Contou a ele o que tinha acontecido, que ainda não estava acreditando e que tinha passado a noite acordado. Realmente não tinha sido um sonho e agora o que iria acontecer? Ele pouco conhecia Corinne. “ Nada além de seu nome e competência profissional.”

Na segunda feira teriam uma reunião com o diretor,Sr. Steven, onde ele participaria. Ela estava agindo como se nada tivesse acontecido e soltando seus berros. Já em sua sala ela mantinha aquele ar profissional, de óculos e olhando para a tela do computador. Nesse dia Ian foi pego desprevenido, pois ela teceu elogios ao seu trabalho (o que não fazia a ninguém) e ele ainda é promovido ao cargo de gerente dos colaboradores.

Passaram alguns dias em que Corinne não se manifestou até que mandou um recado para que preparasse uns gráficos para uma reunião mais tarde. Depois dessa reunião passaram a ter “um relacionamento baseado em sexo.” Ela sempre o surpreendia aparecendo até no clube que jogava futebol com os amigos. Acabaram brigando em uma festa e Corinne saiu de lá com muita raiva dele.


Estava tudo bem até que chegando a empresa fica sabendo que la fora demitida da empresa e que ele era o novo gerente. Ian tenta se adaptar a sua nova posição e por outro lado muitas coisas vão surgir no decorrer do relacionamento dos dois. Será que vai se manter baseado só em sexo?

O destino reserva algumas surpresas que levam Ian a tomar atitudes que ele mesmo não percebe. Corinne vai sofrer um acidente e o hospital liga para seu celular para avisá-lo. Ele mente dizendo que é seu noivo, pois se sente culpado por tudo que aconteceu.
“Sentia-me mais que culpado... Estava mais que... Acho que nunca poderia colocar em palavras o que estava se passando dentro de mim.”

Corinne mesmo estando fora de perigo fica com amnésia e não se lembra de muita coisa e nem detalhes sobre o Ian - “seu noivo”. Ele vai cuidar dela, pois ficara com uma lesão na coxa e precisaria fazer fisioterapia. Ela recebe alta e ele a leva para seu apartamento que tinha um estilo moderno, mas com uma decoração simples.
Ian divide seu tempo entre cuidar de Corinne e seu trabalho. Está prestes a pedir demissão e aceitar o convite para trabalhar na Jackson&Mulan por vários motivos.
Passa a ficar no apartamento de Corinne e ela vai começando a se lembrar e questionar algumas dúvidas sobre eles. Muitas coisas vão acontecer no decorrer desse convívio. As verdades vão surgindo, seus sentimentos vão ficar abalados.

-imagem -
Como será que Ian vai encarar tudo isso? E Corinne qual é o segredo que esconde de todos? Muitas surpresas, suspenses e mistérios vão surgir além de ameaças que vão colocar suas vidas em perigo.

“Eu desisti por achar que não conseguiria lidar com tudo o que ela escondeu de mim. – as lágrimas banhavam seu lindo rosto. – Até que a possibilidade de perdê-la me atingiu. Eu percebi que seria capaz de dar a minha vida por ela e mataria qualquer um que tentasse tirá-la de mim. “

A autora nos preparou um final tenso, surpreendente que me deixou com o coração na boca. No decorrer da leitura achei que seria um romance recheado de cenas de sexo, com sentimentos não definidos , com uma paixão desenfreada, mas de repente vai se transformando e criando um novo cenário que me fez gostar da leitura.
Resenhado por Irene Moreira
http://www.skoob.com.br/atividades/post/user/5599f8c199d99895038b49e6

site: http://saletadeleitura.blogspot.com.br/2015/07/resenha-do-livro-minha-querida-chefe-de.html
Mari 10/07/2015minha estante
Adorei a resenha!




LT 09/06/2015

A Resenha de hoje é em Parceria com a Editora Angel que nos cedeu o PDF do livro citado acima, vamos lá então.

A Editora nos enviou dois livros para que fossem resenhados, a May e eu ficamos com as missões, ela ficou com um e eu com este. Assumo que a sinopse me deixou curiosa, a capa do livro também tem lá seus encantos e conquista a primeira vista, mas... é só. Nossa como ela é grossa? Não, eu sou sincera. Quer saber? Sou grossa mesmo. Torço pra que a May seja mais feliz em sua leitura. Vou explicar meus argumentos.

A estória é toda contada na visão do Ian, um coordenador de setor numa empresa de recuperação de crédito, onde Corinne é a gerente. Ao contrário do que a sinopse diz e o que o próprio personagem faz questão de “vender”, a tão odiada gerente em nada se parece com a megera que é pintada! Em nenhum momento consegui encontrar alguma 'filhadaputagem' que ela tenha feito para ser taxada como maldita e ser tão odiada. Ou seja, injustiça total, ou a autora esqueceu-se de montar a pior das chefes.

“Minha língua explorava cada canto de sua boca. Nós nos beijávamos sem nos importar com quantas pessoas poderiam estar vendo aquilo diante das câmeras. No começo ela tentou se afasta, mas eu a segurei com força, mantendo seu corpo colado ao meu.”

O Ian na verdade me fez lembrar a “Mocinha” da estória, porque ele tem as atitudes que na verdade é esperado pelas mulheres como, por exemplo, ter ataque de "pelanca" porque a garota só quer sexo e nada de compromisso, e se sentir usado. Ele fala o tempo todo em matá-la, a principio me fazendo imaginar que era um assassino em série, mas graças a DEUS isso muda. Ele cresce, e vira o “Mocinho” que deveria ser desde o inicio.

Eu senti muita falta na descrição dos personagens, só sei que os olhos da Corinne são azuis. Nós descobrimos que os olhos do Ian são verdes quase no final do livro e só! Senti falta dos detalhes nos locais onde estavam, achei que a autora se limitou aos diálogos e cenas somente com “o casal”, nós fazendo imaginar que o Ian não tem vida social fora do escritório. Que sua vida é em função de “odiar” a chefe e trabalhar, é o tempo todo... com a chefe... no dia seguinte... com a chefe... no dia seguinte... com o irmão... no dia seguinte, o contato com os amigos é super rápido no futebol, mas interrompido para estar com... a chefe.

O Ian foi promovido por indicação de sua “querida” chefe e o pessoal do escritório fez uma festa em comemoração. Festa essa que ele não interage com absolutamente NINGUÉM, só com... a chefe! Que chega, rola uma discussão que ao meu ver foi super estimada desnecessariamente, ela saí brava e sofre um acidente onde é atropelada e perde a memória (mas só esquece DELE, mais nada e ninguém - o.O). Afim de passar esse momento com ela, ele acaba mentindo dizendo ser seu noivo, e vai com ela para dar seu apoio e cuidados em seu apartamento, aí que está, ele NUNCA tinha ido lá mas, magicamente ele a leva diretamente até sua casa somente com o cartão de estacionamento do seu condomínio, mas e o numero do apartamento? Em nenhum momento ele pergunta pra ela e nem ela informa para ele, mas eles chegam até lá. Incoerências.

Os momentos entre o casal são muitos, até porque a química e atração entre eles é algo palpável, quando estão juntos colocam fogo no local, o palavreado usado pela autora é limpo e muito bem colocado, nada de linguajar chulo e baixo.

“-Quais são as regras?-Sem regras.- fez uma pausa e continuou- Apenas não faça a barba.-O quê?-Gosto de sentir sua barba por fazer em meu corpo- afirmou com aquele sorriso.”

O desejo e a atração entre os dois inevitavelmente vira amor, esse que a Corinne faz questão de evitar por motivos ocultos (esses que não me convenceram de JEITO NENHUM). A estória tem uma reviravolta desesperada e desnecessária, mas resultando em final feliz.

“(...) A última vez que senti lágrimas molharem meu rosto foi quando meus pais morreram. E agora, uma mulher que eu passei dois anos odiando, que consegue me fazer chegar ao céu e me levar ao inferno no momento seguinte é a pessoa que eu mais amo no mundo.”

O livro não me agradou por causa das incoerências, perguntas sem respostas, mas isso não quer dizer que não vá te agradar, a sua opinião pode ser diferente da minha então se dê a chance de descobrir sozinho (a) e tirar suas próprias conclusões.

Vou ficando por aqui com mais uma resenha, já que vocês ainda me permitem continuar com essa sandice (rsrsrsrs). Mais uma vez, obrigada por me doar esse tempinho de vocês, beijos e até a próxima!!

Resenhista: Suh Fagundes.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Malucas Por Romances 05/05/2015

E-book cedido para resenha

"Complicada. Irritante. Mandona... Ser sensível não é uma escolha, mas ela tenta controlar seus sentimentos de todas as formas possíveis para não parecer fraca."

Corinne Jackson - Chefe de uma empresa de recuperação de crédito, uma mulher determinada, inteligente, bonita, mas que mesmo que não demonstre ela é sensível e odiada pelos funcionários da empresa (ainda não descobri o motivo dela ser tão odiada)


"Com o tempo aprendi a fazer de Corinne uma mulher suportável para mim. Já não é tão ruim estar com ela como foi um dia."

Ian Walker - Funcionário da Corinne a 2 anos, um homem bonito, apaixonante, que sonha com sua chefe e que a ama e a odeia ao mesmo tempo e chega até escrever cartas pra controlar o "ódio" que tem por ela.

[...]

LELIA MAIS NO BLOG

site: http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/2015/05/resenha-minha-querida-chefe-editoraangel.html
comentários(0)comente



Mari 15/06/2016

Toda empresa tem aquela pessoa que ninguém suporta, certo? Ok, estou generalizando, mas enfim...

Em 'Minha Querida Chefe', Corinne Jackson é a pessoa que ninguém suporta na empresa de recuperação de crédito. Todo dia, os funcionários do escritório sabem que ela chegou pelo barulho de seus saltos e seus gritos. Ian Walker, era sua maior vítima.

Embora sua chefe fosse 'do cão', Ian não podia negar que a atração que sentia por ela. E toda reunião que eles tinham, era uma tortura. A vontade de matá-la e beijá-la sempre estava presente, chega até a ser engraçado a maneira como a imaginação de Ian viaja...

E é nesse cenário de desejo e ódio, que vemos o desenrolar de uma nova história.

O ódio ia bem até que em uma reunião, Ian viu o quão cansada sua chefe aparentava estar, a pressão de um caso no qual eles estavam trabalhando parecia estar caindo como uma tonelada nos ombros da chefe. Ajudar uma empresa se reerguer e salvar dezenas de empregos, não era uma tarefa fácil.

Mas então as coisas passam para outro nível quando Ian e Corinne passam a trabalhar ainda mais juntos. O desejo vai lutando contra o ódio, e vai tomando conta do ambiente. Mesmo lutando contra todas as suas forças, e achando aquilo incabível, Ian não conseguia mais negar que havia desenvolvido um louco desejo pela chefe, por mais insuportável que ela fosse.

Até que um dia Ian não aguenta mais... Entre os gritos e a 'indiferença' dela e a preocupação e desejo crescentes que vem sentindo por sua chefe, a panela de pressão estoura e Ian faz o impensável! Mas será que Corinne se sujeitaria a tortura, agora imposta por Ian?

'Minha Querida Chefe' é um romance engraçado e sensual, com algumas pitadas de sarcasmo. É um livro que leve e de leitura fluída, que são características que já conhecemos da escrita da autora Mary Oliveira. O romance, é claro, não poderia faltar, e a parte sensual, não deixa à desejar.

Achei esse livro um pouco diferente do que os outros dela que eu já li e resenhei aqui no blog. Neste livro temos uma relação de chefe-subalterno, algo que ainda não tinha visto nos livros dela. Outra coisa que eu gostei aqui, é que o livro é todo pelo ponto de vista do personagem Ian Walker, e vocês sabem que eu adoro um pov masculino!

A autora vai desenhando uma história completa e cheia de reviravoltas. Sua construção dos personagens é ótima, são teimosos, sarcásticos e engraçados. Sim, isso mesmo, engraçados. Se você está procurando algo assim para uma tarde, recomendo a leitura de 'Minha Querida Chefe'!

site: http://www.compulsivamenteliteraria.com/2016/06/mary-oliveira-minha-querida-chefe.html
comentários(0)comente



Júlia 28/03/2016

Maravilhoso, Incrível, perfeito
O que dizer dessa autora? Ja enchi Mary de elogios e ela só tem a ganhar e merece todo o sucesso que está conquistando. Mais uma vez ela me surpreende com esse livro mais que incrível.

Vamos falar sobre o livro? Pra começo de tudo, o que me deixa mais encantada com os livros da Mary é que eles são narrados pelo homem, ja tinha falado isso aqui em outra resenha do livro dela.

O livro, conta a história de Ian Walker que trabalha bastante e tem como sua chefe a misteriosa Corinne Jackson, que é completamente insuportável e arrogante. Os dois, tem uma relação de insultos e arrogâncias. Ian odeia profundamente a Corinne e até escrevia cartas dizendo o quanto ele a odiava. Ao mesmo tempo que ele a odiava, ele a desejava. Era uma relação de amor e ódio, até que o desejo falou mais alto. Sempre o desejo ne? A atração por ela começa a ficar incontrolável e o que parece para a misteriosa "Dona da razão" também.

O livro é daqueles livros Hots intensos, que te deixa vidrado (a) na história. O livro me prendeu bastante, a escrita da autora é bem fácil de entender e leve, apesar de ser hot. Recomendo muito pra quem gosta desse tipo de livro.

site: http://umaleitorauniversitaria.blogspot.com.br/2016/03/resenha-minha-querida-chefe.html
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9