Tomás de Aquino

Tomás de Aquino Santo Tomás de Aquino
Santo Tomás de Aquino




Resenhas - Tomás de Aquino


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Fabio Shiva 04/08/2010

STO. TOMÁS DE AQUINO – Coleção Os Pensadores
Quanta emoção ir lentamente sendo conduzido por este sábio senhor. Dois momentos de cume:

“Denominamos livre aquilo que é causa de si mesmo.”
Compêndio de Teologia - Cap LXXVI – As substâncias imateriais são dotadas de livre-arbítrio.

“A verdade da vida é aquela pela qual o homem, na sua vida, realiza o fim para o qual foi ordenado pelo intelecto divino.”
Seleção de Textos da Suma Teológica – Questão XVI – Da verdade - Art. IV – Se O Bem É Racionalmente Anterior À Verdade

Sem contar a experiência da escolástica, a fina ciência do pensar que São Tomás (porque “Santo Tomás” e não “São Tomás”? é curioso, mas de alguma forma o uso da primeira confere maior dignidade) teceu a partir de velhos manuscritos. Como um farol brilhando na escuridão da idade das trevas, conhecimento sustentado na exatidão das palavras. E ao mesmo tempo a ferramenta que possibilita o cristianismo (e a igreja junto) atravessar os novos tempos que viriam, ajudando a moldar esses novos tempos, elegante estrutura de pensamento que só pode mesmo é causar reverência. Tomás de Aquino é também um santo do pensamento.
A emoção de ler um sábio citado com reverência por Umberto Eco e Eduardo Neiva. A reverência e a honra de ter lido Sto. Tomás de Aquino.
A sensação de continuar aprendendo sempre, tanto, fazendo uma ponte com esse monge dominicano do século XIII (nasceu em 1225 / murió in 1274).
Sem contar a ponte colossal entre o aristotelismo e o cristianismo!
(01.05.2007)
comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1