Nós

Nós David Nicholls




Resenhas - Nós


50 encontrados | exibindo 46 a 50
1 | 2 | 3 | 4


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Raquel Comunale 30/07/2019

A história é narrada por Douglas Petersen, um bioquímico de 54 anos casado com Connie. Depois de 25 anos de casamento e com o filho Albie indo para a faculdade Connie pede o divórcio no meio da madrugada. Com uma viagem planejada para a Europa a família decide seguir em frente mesmo mesmo com o divórcio eminente. Douglas vê na viagem uma chance de salvar o casamento, Connie decide se deixar levar e Albie aproveita para reclamar durante toda a viagem como qualquer jovem que preferia estar passando as férias com os amigos.

Bem, a narrativa é muito rica. Conseguimos acompanhar cada parte da viagem com descrições detalhadas de cada local que a família visita e toda a arte envolvida em uma viagem pela Europa. A escrita de David Nicholls é conhecida exatamente por ser tão descritiva mas confesso que no meio do livro já estava um pouco cansada de ler tantos detalhes sobre uma pintura específica ao invés de saber o que raios aconteceria com os personagens.

O capítulo 39 particularmente eu achei maravilhoso! Assim como a maneira humana como todos os persongens são contruídos. É fácil ter empatia por Douglas, Connie e até mesmo por Albie (chatinho) conforme a história vai sendo explicada e entendemos os motivos dos conflitos internos de cada personagem. A leitura vale muito a pena.

site: https://desencontre.blogspot.com/
comentários(0)comente



Nádia 02/05/2017

#resenhapomarliterario Nós
"Tenho noção de que isso soa mórbido, mas parecia ser o caminho certo, a maneira sensata, porque, bem, minha mulher me trouxe tudo o que eu sempre quis, tudo de bom e que valia a pena, e tínhamos passado por muita coisa juntos. Eu achava inconcebível imaginar a vida sem ela. Literalmente assim. Eu não era capaz de conceber. Então, decidi que não podia permitir que aquilo acontecesse."
Douglas entende que a esposa, Connie, queira se redescobrir agora que o filho do casal está saindo de casa para a faculdade. Mas ele tinha pensado que os dois se redescobririam juntos. Por isso, quando ela pede o divórcio, ele decide transformar as últimas férias em família na grande viagem de suas vidas. Um evento marcante, que vai aproximar os três, ajudá-lo a ganhar o respeito do filho e, principalmente, fazer Connie se apaixonar de novo. Os hotéis estão reservados, os ingressos, comprados, o roteiro, definido. O que pode dar errado?
Gente, o senso de humor do Douglas é o ponto alto do livro. É tão contagiante que contra todos os prognósticos e concorrência pesada, foi capaz de convencer a bela Connie a aceitar um convite para saírem juntos e, mais tarde, a se casar com ele. Num é atoa que eu amo essa característica.♥
Narrado do ponto de vista honesto, ligeiramente ácido e algumas vezes dolorosamente otimista de Douglas, Nós conta a história de um homem tentando resgatar sua relação com a mulher que ele ama e aprendendo a se aproximar do filho que parece quase um estranho. Uma reflexão sensível e divertida sobre família, meia-idade e o que aprendemos sobre nós mesmos quando tudo ameaça desmoronar.
Leitura leve, fácil, permeada das intensidades do viver. Recomendo!

site: https://www.instagram.com/p/BAmS4Q0Gvxc/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



Fernanda 22/04/2017

"Cavalos estranhos em nossos quartos salgados"
Douglas é acordado no meio da noite por sua esposa, Connie, dizendo que acha que o casamento deles esta chegando ao fim, mas na visão de Douglas não há nada de errado na relação.
Quando se conheceram, eles não podiam ser mais diferentes, ela aventureira, viajara pela Europa, drogas, transas casuais, festas, ele estudioso, introvertido, filho de pais rigorosos.
Albie, filho do casal, é um adolescente difícil, mimado pela mãe e que acredita que estaria melhor sem o pai, eles mal conversam e o pouco diálogo que existe são sempre provocações.
A família havia planejado um grande tour pela Europa, onde Albie, que esta querendo cursar fotografia, poderá conhecer mais sobre arte. Após Connie dizer que pensa em divórcio, Douglas acha que a viagem não fazia mais sentido, mas Connie insiste que façam e que deixem para resolver isso depois que retornarem.
Douglas decide que durante a viagem tentará reconquistar a esposa e o filho e com todas as incertezas, medos e mágoas que os rodeiam, eles iniciam O Grand Tour.

Nós, é a primeira obra que leio de David Nicholls, e é contado a partir da visão de Douglas, a relação dele com o filho é tocante, ele sempre tentou não ser como seu pai era, porém costumava comparar sua adolescência com a de Albie e talvez esse fosse seu erro. Já Connie é super protetora e para todos os deslises de Albie, coloca a culpa na adolescência ("deixe ele fazer o quiser, ele é adolescente).
Essa história não tem ação e aventura, as vezes parece até um pouco parado, mas isso era de se esperar, é um daqueles livros para relaxar, nos faz refletir sobre relacionamentos, marido e mulher, pais e filhos, amizades, sobre consequências de fatos do passado, medos do futuro, medos de mudanças. Não cheguei a chorar lendo, apesar de ter achado emocionante, mas ri bastante já que Douglas é um pouco atrapalhado e melodramático.
Mais um autor que virei fã.

Algumas das frases favoritas:
""Solitário" é uma palavra preocupante que não deve ser pronunciada de modo relevante. A palavra deixa as pessoas desconfortáveis, suscitando todo tipo de adjetivos mais severos, como "triste" ou "estranho".Sempre fui muito querido, creio, sempre fui benquisto e respeitado, mas ter poucos inimigos não é o meso que ter muitos amigos, e não havia como negar que eu era, se não "solitário", ao menos mais solitário do que eu esperava ser naquele momento."
"... o problema de dizer para as pessoas que elas podem fazer qualquer coisa que quiserem é que isso é, objetivamente, factualmente, impreciso."

site: https://mundodaluunaa.wordpress.com/
comentários(0)comente



Nanda 19/10/2017

Nós - David Nicholls / Insta:between_mybooks
"Certa noite, Douglas Petersen, um bioquímico de 54 anos apaixonado pela profissão, por organização e limpeza, é acordado por Connie, sua esposa há 25 anos, e ela lhe diz que quer divórcio.
O momento não poderia ser pior. Com o objetivo de estimular os talentos artísticos do filho, Albie, que acabou de entrar para a faculdade de fotografia, Connie planejou uma viagem de um mês pela Europa, uma chance de conhecerem em família as grandes obras de arte do continente. Ela imagina se não seria o caso de desistirem da viagem. Douglas, porém, está secretamente convencido de que as férias vão reacender o romance no casamento e, quem sabe, também fortalecer os laços entre ele e o filho."

O livro é narrado por Douglas, intercalando o presente com o passado.
É um livro meio parado de ler, porém é bastante realista.
A viagem é voltada a descobertas sobre si mesmo e mostra como a comunicação é realmente importante em qualquer tipo de relacionamento.
Confesso que estava esperando mais do livro. Douglas me irritou um pouco em determinadas partes do livro, porém, no geral, achei a história bastante interessante.

Nota: 3,5.

site: https://www.instagram.com/p/BabwOKbAQzT/?taken-by=between_mybooks
comentários(0)comente



50 encontrados | exibindo 46 a 50
1 | 2 | 3 | 4