Para Todos os Garotos que Já Amei

Para Todos os Garotos que Já Amei Jenny Han


Compartilhe


Resenhas - Para Todos Os Garotos Que Já Amei


497 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
Michele 08/12/2018minha estante
Ahhhh comecei a ler hoje depois de ver o filme e olha... Muito fofinho...

Já li metade em uma tarde, muito fácil a leitura e se envolver com a história tbm.




Ariana 06/12/2018

Livro: Para todos os garotos que já amei
"Quero...que a vida comece acontecer. Quero me apaixonar e quero que um garoto se apaixone por mim."

Olá queridos leitores! Que saudade de poder escrever um pouco sobre os livros que leio! Faz um tempinho que eu não apareço por aqui! Aconteceram muitas coisas, e por isso ficou difícil conciliar a "nova vida" que estou tendo e o blog! Mas, agora voltei e pretendo ficar por aqui... rsrs

Para uma volta em grande estilo, nada melhor do que resenhar sobre o livro "Para todos os garotos que já amei". Ele, na verdade, foi um amor antigo... Vou explicar... Estava eu, passando na Livraria Saraiva, quando me deparei com ele em um estande... Nem li a sinopse, porque o título me chamou muita atenção... nem pensei em duas vezes, simplesmente comprei! E agora não resisti, li e entrou no meu "roll" de livros favoritos... Então, te convido para mergulhar comigo e conhecer um pouco deste maravilhoso livro! Vamos lá?

Sabe aquele livro que tem cara de clichê, que é mais conhecido como água com açúcar, mas mesmo assim você vai se envolvendo de tal forma que quando percebe, já acabou de ler?

É basicamente desse jeito "Para todos os garotos que já amei"!

Quando comecei a ler, descobri que ele é o primeiro livro de uma trilogia... pois é... Agora aguenta coração! Não vejo a hora de chegar os outros livros para dar continuidade!!!

Conta a história de Lara Jean, uma adolescente coreana no mundo americano. Possui duas irmãs, Margot (sua irmã mais velha) e Kitty (sua irmã caçula), filhas de um viúvo e juntas aprendem que devem ser leais umas com as outras.

Margot é uma menina que está indo morar nas Escócia, sua personalidade é muito forte, segura de si, sempre foi o foco de organização e responsabilidade de sua casa. Ganhando admiração de seu pai e suas irmãs.

Kitty, para os desconhecidos Katherine, é uma menina de 10 anos que possui uma personalidade fortíssima, ama fantasias, segura do que quer e não se deixa levar por qualquer coisa, sabe aquele perfil de irmã caçula? Pois é, ela demonstra por todos os aspectos. Corajosa e destemida... Admira demais Margot e se espelha em muitas atitudes.

Já a nossa personagem principal, Lara Jean, é uma adolescente, filha do meio, bem diferente de suas irmãs; é insegura de seus sentimentos e de tudo que irá fazer, até a dirigir um simples carro. Além de ter essa característica, está na fase adolescente, que por natureza já revela mais ainda esse defeito de ser insegura de si, do que pensa e sente.

Lara Jean também ama fantasias e se envolve em um simples conto de fadas de escrever cartas para os meninos que ela sentiu algo. Estas cartas são diferentes das que conhecemos. Normalmente você quando está apaixonado escreve para a pessoa amada e descreve o seu real sentimento. Lara Jean é diferente... Ela descreve como começou o seu sentimento porém são cartas de despedidas, ou seja, assim que ela escreve simplesmente deixa seus sentimentos ali, naquelas simples cartas. O que nos chama muito atenção é que são colocados em envelopes com seus respectivos endereços e com remetente, porém são guardados dentro de uma caixa de chapéu cor azul petróleo que foi um presente de sua mãe. São 5 cartas ao todo.

Em um dia que estava andando pela escola a qual estuda encontra com Peter. Peter é um rapaz muito conhecido pelos seus colegas por ser atleta acaba chamando atenção de todos a sua volta.

Peter convida Lara Jean a uma conversa para entender algumas coisas que aconteceram em seu passado, ela, sem entender nada, fica atônita e acaba percebendo que chegou uma carta nas mãos de Peter, aquela carta que ela escreveu falando da sensação de seu primeiro beijo. O problema disso tudo é que Lara Jean relata um momento na carta que ocorreu quando eles estavam na sétima série do Ensino Fundamental; uma brincadeira de verdade ou desafio a qual Peter é desafiado a beijar Lara Jean. Mas como essa carta foi parar nas mãos de Peter?

Desesperada, a nossa protagonista chega em casa e corre direto para o seu quarto atrás da caixa ao qual estava todas as cartas que escreveu. Praticamente pálida, descobre que esta caixa poderia estar dentro das caixas de coisas que foram doadas, uma indicação de Margot para que ela arrumasse o seu quarto e se desfizesse de todas as coisas que não usa mais. Imagine a situação!

O mundo começa a girar quando Lara Jean percebe que as cartas foram enviadas para todos os garotos aos quais ela já sentiu alguma coisa. Mas quem poderia ter feito isso?

A bagunça e a confusão foi instalada!
Muitas coisas vão ocorrer com a nossa protagonista e uma aventura amorosa está por vir!
Eu não queria estar no lugar dela kkkkk
Confesso que amei demais o livro, e pude reviver esta fase da vida, adolescência... Não que eu escrevesse para os meninos aos quais senti algo e endereçasse a eles algumas cartas, mas esta fantasia de escrever para alguém, só para expor seus sentimentos e depois guardá-los me chamou atenção. Sempre gostei de escrever e amo receber cartas! Deve ser por isso que me chamou muita atenção.
Estou super ansiosa para conhecer os demais livros desta triologia.

Preciso ressaltar que muitas coisas irão acontecer e que a nossa personagem principal irá crescer ao longo da história. E isso o deixa interessante no fim.

Após ter lido o livro, assisti o filme e notei muitas diferenças! Mas preferi o livro, sem dúvida! Há muitas coisas que o filme omitiu, por exemplo, o fim é bem diferente! por isso, vale a pena ler o livro antes de mais nada :D

"Desde que recebi aquela carta, as coisas ficaram confusas entre nós. Não é justo.Você pôde dizer tudo que queria dizer, e eu tenho que organizar o modo como penso em você, tenho que absorver toda a situação."

site: https://ariabooks.blogspot.com/2018/12/livros-para-todos-os-garotos-que-ja-amei.html
comentários(0)comente



julia 06/12/2018

Apaixonante!
Essa foi sem dúvidas uma das minhas melhores leituras. Confesso que nas primeiras páginas estava meio desanimada, mas mesmo assim não consegui largar o livro em nenhum instante.
Esse é o clichê que todos nós precisamos. Não é enjoativo e nem muito exagerado, pelo contrário.
A história de Lara Jean me envolveu do começo ao fim. Pude sentir na pele (e no coração) tudo que ela sentiu.
Estou ansiosa para continuar essa trilogia.
comentários(0)comente



Luiza Contino 04/12/2018

Maravilhoso!
O livro é maravhoso, foi meu primeiro contato com a autora e eu me apaixonei. Os capítulos são curtos e foi uma história que me prendeu desde o primeiro capítulo...
comentários(0)comente



Thays.Farias 04/12/2018

Para todos os garotos que já amei
O livro éuma introdução da história que acontece na vida de Lara Jeans, ela escreve uma carta para todos os meninos que ela amou na infância, 5 no total, e essas cartas são enviadas inesperadamente, e é quando começa o reboliço na vida dela.
comentários(0)comente



Coutinho 02/12/2018

Para todos os garotos que já amei
A história de Lara Jean e Peter Kavinsky, é um romance cativante, para o leitor ler com frio na barriga!
comentários(0)comente



Leyla 30/11/2018

Apaixonante
Um dos melhores livros YA que eu já li...tudo no livro deixa a gente com um sorriso bobo no rosto
comentários(0)comente



Likka 29/11/2018

Muito fofo!
Lara Jean tem duas irmãs, Margot, a mais velha, e Kitty, a mais nova. Ela é muito próxima de suas irmãs, principalmente de Margot. Como elas viviam com o pai, devido ao falecimento da mãe, a filha mais velha assumiu a responsabilidade de ajudar a cuidar da casa e das irmãs. Porém, Margot está se preparando para ir para a faculdade. Então, como filha do meio, Lara Jean terá que assumir o lugar de Margot e tomar conta de Kitty e ajudar seu pai. Constantemente, vemos a personagem preocupada com as novas responsabilidades.

Lara Jean já se apaixonou por muitos garotos e como sempre foi tímida para declarar seus sentimentos ela arranjou uma forma de desabafar seus sentimentos. Sempre que ela se apaixonava ela escrevia uma carta com nome e o endereço do garoto, mas não a enviava, claro. Depois de escrever ela as guardava em uma caixa de chapéu. Um certo dia ela não acha suas cartas e descobre que todas ela foram enviadas à seus destinatários. Sendo que ela escreveu algumas cartas quando ela ainda era criança, para alguns garotos que ela nunca mais viu ou para garotos que já estavam namorando com outras meninas. Lara Jean entrou em pânico. Também, quem não entraria diante dessa situação? Era preciso coragem para ir à escola depois disso.

As cartas acabam desenterrando sentimentos passados e amizades que não acabaram muito bem. Além de ter que lidar com o constrangimento da situação, Lara Jean precisa lidar com histórias que tinham sido enterradas. No meio dessa confusão, a protagonista se envolve em um plano e começa a ter um namoro de mentira com um dos meninos. O problema é que ele é muito diferente dela. Ele é popular e extrovertido, já ela é tímida e não tem tantos amigos. Sua vida social muda muito na escola depois disso. E ela acaba gostando, mas ela sabe que um dia aquilo vai acabar, porque o namoro é de mentira e não vai durar muito tempo. O que ela não esperava é que o garoto ia se tornar um amigo com quem ela poderia se confessar.

Para Todos Os Garotos Que Já Amei é o primeiro livro da triologia. Já li os dois primeiros e estou louca para ler o último. Realmente gostei muito do livro. A experiência foi bem divertida, porque eu já pensei em escrever carta para alguns caras também. Seria bem mais fácil escrever e entregar para a pessoa do que falar tudo diretamente, já que eu sou muitooo tímida. Então, de certa forma o livro me fez sentir como se eu estivesse passando pela situação junto com a protagonista. Pena que eu acho que as coisas não teriam o mesmo fim para mim como tiveram para ela. Eu me apeguei a todos os personagens e a relação da Lara Jean com os meninos das cartas é muito interessante. A protagonista e os outros personagens me conquistaram. A experiência de ver o crescimento deles durante a trama é muito divertida.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thay 24/11/2018

Uma história realmente inesquecível, que cosegui casar humor com romance de uma forma natural, além de ser inspiradora pois Lara Jean tem um crescimento lindo nesse livro...
comentários(0)comente



Ester 23/11/2018

Uma história envolvente e inesquecível, me envolvi tanto com a leitura que li em pouquíssimo tempo
comentários(0)comente



Suzana 19/11/2018

Aquela história fofa e gostosa de ler
Lara Jean tem 16 anos e é a irmã do meio das três irmãs Song. Margot, a irmã mais velha, é forte, decidida, organizada e perfeita. Kitty, a caçula, é mandona, entende de moda e não desiste fácil do que quer. E Lara Jean, bom, ela é inteligente, romântica, sensível e um pouco maluquinha também.
Depois da morte da mãe, a irmã mais velha Margot passou a cuidar dar irmãs, da casa e do pai. Mas quando Margot se muda pra Escócia para fazer faculdade, Lara Jean se vê desesperada para conseguir fazer o papel de irmã mais velha para a pequena Kitty, cuidar da casa e de sua própria vida que está uma loucura.
A vida de Lara Jean vira de cabeça pra baixo quando as cartas de amor que ela escreveu para os cinco garotos que já amou são enviadas para os destinatários.
A história é um pouco clichê? É, mas mesmo assim é ótima! O livro é muito bem escrito, envolve o leitor na história e com os personagens que você passa a torcer. É uma leitura leve, divertida e gostosa de ler daquelas que não dá vontade de parar.
Estou ansiosa para ler o próximo livro!
comentários(0)comente



Polly @blogmadrugadaliteraria 17/11/2018

Para Todos os Garotos que Já Amei: doce na medida certa
Confesso que fiz o caminho filme-livro, o que tem sido algo bastante útil para mim quando o assunto é livros de romance. É que não sou uma leitora muito ávida desse gênero, preferindo outros, como fantasias e distopias (só gosto pessoal, tá? Nada contra, aliás, admiro os românticos de plantão, queria ser igual hahaha).

Assim, dou preferência a assistir à adaptação primeiro e caso eu goste do filme, significa que é um bom sinal para ler o livro. Sei disso, porque foi assim com Como Eu Era Antes de Você, que gostei do filme e A-M-E-I o livro (apesar do final...) e com A Culpa é das Estrelas, que não gostei nem do filme, nem do livro (por favor, não me matem haha).

Para Todos os Garotos que já Amei é tão fofo e doce quanto sua adaptação na Netflix. O filme é bem fiel ao livro, com poucas mudanças na história. As alterações presentes no enredo são compreensíveis, pois nem tudo o que funciona em um livro, funciona também em filme, não é?

O livro conta a história de Lara Jean, que é uma adolescente do ensino médio comum, como qualquer outra. Ela é a irmã do meio da família Covey, ou melhor, Song Covey, como elas preferem considerar. As três garotas perderam a mãe em um acidente doméstico quando ainda eram crianças, obrigando Margot, a mais velha entre elas, a assumir muitas responsabilidades e ser o exemplo feminino para as irmãs Lara Jean e Kitty, mesmo sendo tão nova.

Só que Margot, agora, vai para uma faculdade do outro lado do mundo, na Escócia. Assim, Lara Jean se vê sozinha, tendo que cuidar de Kitty e de todas as responsabilidades com a casa. Além disso, as cartas de amor que Lara Jean escreve para curar seus amores não correspondidos serão misteriosamente enviadas para os seus destinatários, colocando-a numa confusão daquelas! Mas isso, apesar das dores de cabeça, também trará muito romance e muita alegria para a sua vida, nos fazendo emocionar e divertir com cada uma de suas aventuras.

Para Todos os Garotos que já Amei tem muito romance, muito bom humor e, sobretudo, muito amor em família. É linda a relação das irmãs Covey, uma com a outra, e delas com pai. Os sacrifícios que elas fazem para manter a felicidade uma da outra é uma coisa linda de se ver. Os espinhos existem, mas o perfume das flores se sobressai diante de qualquer tormento nessa relação familiar.

Enfim, esse é um daqueles livros amorzinhos que nos fazem suspirar sem ser piegas, sabe? Um delícia de ler! Já estou ansiosa para ler a continuação das aventuras da Lara Jean! Nem precisa dizer que já está mais do que indicado, não é? Ah, vale a pena assistir ao filme também!

site: https://madrugadaliterarialerevida.blogspot.com/2018/11/para-todos-os-garotos-que-ja-amei-doce.html
Vanessa.Souza 18/11/2018minha estante
Estou há 56 páginas de terminar Para todos os garotos que já amei e confesso que me apeguei as personagens... Confesso que tinha preconceito com esse livro, até que vi o filme e gostei tanto que quis ler o livro. Estou amando.




Sany 13/11/2018

Doce e encantador!
Essa trilogia é um encanto! A trama nos remete à época do ensino médio, com todos os dramas adolescentes, como o primeiro namorado, a escolha da faculdade e o amadurecimento exigido pela vida. Tudo é abordado de uma forma tão doce e divertida, que é impossível não se colocar no lugar da personagem e suspirar com a história.
Nossa protagonista é Lara Jean, uma jovem de 16 anos, que, desde a morte da mãe, ajuda o pai e as irmãs a cuidar da casa e da família.
A rotina de sua casa é liderada por sua irmã mais velha, Margot. No entanto, tudo está para mudar, já que ela vai para a universidade, e esta missão vai ser assumida por Lara Jean, que até então, era a irmã do meio, sem grandes responsabilidades.
Agora, vai ter de cuidar da irmã mais nova Kitty, decidir as refeições e ajudar o pai, tudo isso sem a presença e os conselhos de Margot.
Lara Jean está com medo dessa mudança e é nesse difícil momento, que a sua vida vira de cabeça para baixo, pois, de forma misteriosa e de uma hora para outra, cinco cartas, que ela guardava numa caixa, somem e são enviadas sem que ela soubesse. Ocorre que essas cartas não foram escritas para serem entregues (nunca). São cartas de desamor, escritas por Lara Jean, como um desabafo a cada fim de amor que ela sentia por alguém.
Como não seriam enviadas, ela as escreveu de forma muito sincera, colocando no papel tudo o que pensava e sentia. E agora? Como os garotos que as receberam estariam se sentindo? O que pensariam? Como agiriam?
Ela entra em desespero, e se até então, acreditava ser invisível na escola, passa a ser o centro das atenções, já que um dos garotos é Peter, o mais popular da escola, com quem ela acaba fingindo um falso namoro, tornando a sua vida uma loucura.
O mais interessante destes livros é acompanhar o amadurecimento dos personagens, sendo isso, inclusive, mais destacado do que o romance em si.
Eu amei! Super recomendo! Uma leitura leve e doce, que enche o coração de amor!
comentários(0)comente



Cau Leão @foconaleiturabsb 11/11/2018

Fofo
Romance adolescente super fofinho. Bom para curar uma ressaca daquelas. Quem não se importa com esse tipo de romance, com certeza, irá gostar.
comentários(0)comente



497 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |