O Álbum

O Álbum Timothy Lewis




Resenhas - O Álbum


50 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4


Naty 14/10/2015

Existem, em regra, dois tipos de livros: os que amamos e os que detestamos. Existem aqueles que sabemos para que serve e aqueles que usamos apenas para ocupar o espaço daquele desejado que ainda não chegou. Não sei dizer se sou muito crítica ou se os livros com muito clichês têm passado dos limites na falta de criatividade. Ouso dizer que são os dois. Porém, embora o livro seja dotado de pontos negativos, existe um que não posso me limitar a dizer: a lição que ele nos passa.

O álbum é uma obra que qualquer pessoa poderia viver sem ler e viveria tranquilamente feliz. No entanto, ao lê-la você percebe que pode absorver lições que levarão para o resto da vida. Embora seja um livro clichê e cheios de momentos que cansam a leitura, a obra tem o dever de nos passar a necessidade de evitar a rotina num relacionamento.

Neste livro temos a presença de Adam, um vendedor de objetos em inventário. Ele é um homem extremamente solitário, depois de ser abandonado por sua mulher. Adam encontra um álbum cheio de cartões-postais de Gabe para Pearl, ao entrar na antiga casa do casal. O álbum deixa o protagonista completamente curioso e intrigado. Não há fotos dentro dele, apenas cartões e todos estão com data de sexta-feira; esse registro foi feito durante 60 anos – o que apenas aumenta o mistério.

Após passar por uma frustração amorosa em seu casamento, Adam não entende como um casal pode viver por tanto tempo e com esse amor arrebatador. Ele então compara o seu relacionamento decepcionante com esse próspero que lhe é apresentado através de cartões. Seria sorte, falta de paciência ou muito amor que não esteve presente em sua relação?

Gabe é o homem perfeito para qualquer mulher que busque a perfeição. Acorda antes de sua esposa e prepara o café para deixá-la dormir um pouco mais; é extremamente apaixonado e carinhoso. Faz tudo o que for preciso para satisfazê-la, mesmo que seja necessário escrever cartões e isso ele faz com uma imensa felicidade toda sexta-feira.

A lição que podemos tirar da obra é apenas essa de sair da rotina. Não é uma obra que encherá os olhos de qualquer leitor e não encheu os meus também. É algo que não me faria falta se lesse ou não. Acredito que seja mais o meu lado crítico predominando. Indico a obra para quem tem a curiosidade em ler, mas não venham me jogar pedras se não gostarem ou não se surpreenderem com a história.
Tereza 14/10/2015minha estante
gostei da resenha,,, até tirei dos desejados. rs Não era o que imaginava


Gladys 15/10/2015minha estante
Hummm.


Eduarda Rozemberg 09/11/2016minha estante
Nossa, quando olhei pra capa, realmente não era o que eu imaginei. Mas pelas suas resenhas, já notei que você é muito critica mesmo. Há livros que excedem a falta de criatividade.


su 28/12/2016minha estante
Oi!
Estava com expectativa para esse livro, principalmente por acabamos tendo duas historias, mas lendo a resenha vi que não é o tipo de livro que gosto !!


Lana Wesley 18/01/2017minha estante
Imagino que esse livro tenha uma premissa clichê mas que ainda nos toca, por sua reflexão, mesmo não sendo aquela história nos deixa com ressaca por vários dias, pensando e refletindo, sobre o quão surpreendente foi aquela leitura, ainda sim me despertou curiosidade e vontade de dar uma chance.


Rossana Batista 18/01/2017minha estante
Realmente também tenho visto muitos clichês que não me surpreendem mais, muitos iguais e iguais. O livro é todo ele lendo os cartões-postais de Gabe para Pearl ? Porque se for eu não fiquei nada animada.


Marta 26/01/2017minha estante
Parece ser bom!! Espero que sim!!
Bjos


Alison 03/03/2017minha estante
Olá, esse livro é a prova que tramas não muito boas podem nos surpreender com as lições que são deixadas, a obra não é cativante mas num momento de extremo tédio ela pode se tornar atrativa. Beijos.




Fernanda 05/10/2015

Resenha: O álbum
CONFIRA A RESENHA NO BLOG:

site: http://www.segredosemlivros.com/2015/10/resenha-o-album-timothy-lewis.html
comentários(0)comente



Juliana 04/10/2015

O livro O Álbum conta a história de Adam, um negociante de objetos usados que se deparam com um álbum cheio de cartões-postais de Gabe a Pearl Alexander, os ex-donos da casa que tem que ser esvaziada para poder ser colocada a leilão. Os cartões o intrigam, pois em cada um deles há um poema de Gabe para a esposa, ao longo de sessenta anos. Adam começa a ler estes cartões e começa a pensar que, provavelmente, a resposta para seus dramas pessoais possa ser encontrada ali.

Aparentemente, o casamento de Gabe e Huck, como Pearl gostava de ser chamada, tinha sido algo bastante parecido a um conto de fadas. Dispostos a evitar o distanciamento e o esfriamento do romance, eles parecem ter se esforçado para manter a chama do amor acesa ao longo dos anos. Isto deixa Adam admirado já que, após o fim de seu casamento, ele não consegue nem esquecer a ex-esposa nem entender o que foi que fez o relacionamento deles fracassar. Ao ler em cada mensagem de Gabe, lições sobre o que faz um casamento feliz, ele tenta juntar as peças e reescrever sua história.

Há muitas coisas que Adam ainda não sabe, mas poderá contar com a ajuda de Yevette, a filha da empregada dos Alexander, que tem as peças que faltam ao quebra-cabeças que ele está tentando montar. Somos apresentados a todos os lados da história, conforme os cartões são lidos e os objetos da casa remexidos e vendidos. Conhecemos a perspectiva da história de Huck e Gabe, separadamente e depois juntos, quando se conhecem e se casam, além de saltos para alguns anos depois, quando Huck está no asilo e Gabe já havia falecido há muitos anos e, então, a vião de Adam e tudo o que tenta arrancar de Yevette.

A história de O Álbum é bem bonitinha e tem um objetivo certeiro. Trazer uma lição sobre o amor, o romance e o casamento. O autor faz isso quase de forma didática, pois sempre fica muito claro como as coisas vão terminar e os papeis de cada um são muito bem definidos. É um típico texto que termina com uma moral da história.

Achei a história de Gabe e Huck muito bonita, mas ao mesmo tempo, o fato de saber como tudo ia terminar, me deixou um pouco entediada. Sei que gosto de histórias clichês, mas neste caso, estava tudo óbvio demais e com o objetivo claro de querer passar uma lição e isso me incomoda muito. Parecia que o autor estava, o tempo todo querendo me dizer: “Olhe só, isso é o certo, é assim que as pessoas devem agir.” Eu prefiro que as histórias me deixem tirar as minhas próprias conclusões e não que me direcionem ao que preciso entender ao final de tudo. Confesso, também, que esperei ler mas sobre Adam e não tanto sobre Gabe e Huck. Mas, infelizmente, não foi o que aconteceu.

Apesar disso, achei um bom livro para entreter. A leitura é fluida e o texto é escrito de forma bastante leve. A revisão foi cuidadosa e, com isso, é um livro cuja experiência de leitura é bastante agradável. Mesmo com todo o fundo moralista da história, ainda recomendo a leitura.

site: http://www.cafecomlivros.blog.br/2015/07/02/resenha-o-album-timothy-lewis/
comentários(0)comente



The Best Words Br 03/10/2015

Resenha The Best Words Br
Em O Álbum, Timothy Lewis nos apresenta a linda história de amor de Gabe e Huck Alexander.

A história começa com Adam, um homem bastante solitário. Ao ser abandonado por sua mulher, se entregou ao ofício de vendedor de objetos em inventário e largou sua vida pessoal. Ao vasculhar uma das casas que deveria estar desocupada, encontra um álbum. Neste álbum, não havia fotografias, mas, sim, cartões postais. Estranhamente datados de todas as sextas-feiras, durante 60 anos.

Sem saber como um casal conseguiu manter um casamento por tanto tempo e com tanta paixão, decide investigar detalhes da vida de Gabe e Huck, além de tentar entender o que houve nesse casamento aparentemente perfeito e qual foi a falha do seu.

É através da investigação de Adam que podemos desfrutar de um romance mais que especial. Como Gabe e Huck se conheceram e se tornaram almas gêmeas e como um casamento sem filhos pode ter proporcionado tanta felicidade ao longo de 60 anos de vida matrimonial.

Adam conhece Yvetta, filha da antiga empregada dos Alexanders, e é através dela que ele começa a descobrir os segredos do casamento feliz e só assim começa a entender o que deu errado em seu casamento e que nunca é tarde para recomeçar.

Os capítulos são narrados sobre a perspectiva de 4 personagens. Adam, Gabe, Huck e Yvetta, o que nós permite entender toda a trama do livro.

************

Cara, o que falar desse livro??? Simplesmente perfeitoooooo.....que história de amor é essa, gente....um casal que não deixa a rotina esfriar o amor que sentem um pelo outro. Esse livro nos traz a verdadeira receita de como manter o amor por muitos e muitos anos.

Super concordo com o fato de acreditar em almas gêmeas....acho que nunca é tarde para tentar encontrar a nossa.....graças a Deus, eu já encontrei a minha....e vocês?

Gente, como assim o autor menciona os meus meninos????? Ahaaaaaaaaaaa.....isso mesmo....tem uma hora do livro que Yvetta marca com Adam em uma determinada rua para continuar a contar a história de Gabe e Huck, e qual é a surpresa??? O Nome da Rua é Backstreet, e Adam pergunta a ela se é Backstreet Boys....oi???? Nem surtei, né ?? rs

Se eu pudesse atribuir uma nota ao livro com certeza daria 10, pois essa é uma linda história de amor que nos permite sonhar com um amor como o de Gabe e Huck.

Se ficaram curiosos e loucos de paixão pela história, corram até uma livraria mais próxima e adquiram essa linda obra que a Novo Conceito nos proporcionou.


site: http://thebestwordsbr.blogspot.com.br/2015/08/o-album-timothy-lewis.html
comentários(0)comente



Torpor Niilista 01/10/2015

O Álbum
O Álbum foi escrito por Timothy Lewis e publicado recentemente pela Editora Novo Conceito. A primeira coisa que me chamou a atenção para a obra foi a capa, harmoniosa e com detalhes agradáveis aos meus olhos, e ao ler a sinopse, pensei se tratar de um romance envolvente, de características peculiares e uma bela viagem ao passado por meio de postais trocados entre um casal protagonista...

O livro é dividido em três linhas de tempo, e possui escrita fluída, e foi minha sorte não ser diferente... Ao longo de suas 240 páginas me deparei com uma história morna, sem reviravoltas, com personagens que não me cativaram em momento algum e permeado de mensagens fazendo alusão à religiosidade, fé e esperança... E definitivamente, essas caraterísticas não me deleitam... Mas vamos ao enredo...

Adam é um negociante de objetos usados e encontra na casa que pertencera ao casal Alexander, um álbum antigo repleto de postais enviados ao longo de sessenta anos. Ele não resiste à curiosidade e acaba lendo o conteúdo, poemas apaixonados [eu achei bregas, perdão aos românticos de plantão], que Gabe Alexander enviava para sua amada, Huck, até a sua morte, anos atrás... Adam ainda não se conforma com o fim de seu próprio relacionamento e busca respostas que o façam entender como um amor poderia ser eterno e feliz. E é nos postais do casal Alexander que ele poderá encontrar algumas dessas respostas...


Leia mais em

site: http://torporniilista.blogspot.com.br/2015/09/o-album.html
comentários(0)comente



Atitude Literária 01/10/2015

Agradável
Eu não sei se depositei expectativas demais em relação a esta obra, ou se realmente não estava em meu melhor momento de leitora, mas algo nesta história me incomodou e ainda não sei se amei ou se apenas gostei, na verdade estou tentada a dizer que amei em alguns momentos e me desagradei em outros. Eu demorei a me envolver com os personagens, o inicio da trama me deixou bem confusa, mas depois que consegui captar a essência do relato de amor em si, acredito que foi quando vi o livro com outros olhos.

O ÁLBUM se passa em distintos períodos de tempo, (2006) narrado por Adam Colby e (1926) narrado por Gabe e Huck. Adam um homem que está vivendo um momento delicado em sua vida, ele acabou de se divorciar após doze anos de casado, um negociante que trabalha com vendas de objetos e que por acaso acaba encontrando um álbum que logo de cara chama sua atenção. Este álbum contém cartões postais enviados de Gabe para Huck ao longo de sessenta anos, uma maneira que Gabe encontrou de provar a Huck que seu amor jamais diminuiria ou chegaria ao fim ao longo dos anos que passassem juntos. Adam está descrente do amor, levando uma vida amargurada. Movido pela curiosidade em saber como que Gabe e Huck poderiam se amar tanto e manter a chama da paixão acesa apesar dos anos de convivência, Adam acaba lendo os postais e desenvolvendo interesse pela vida destas duas pessoas. E conforme ele vai se aprofundando na história por trás dos postais, novos horizontes começam a se abrir e Adam descobre lições valiosas sobre a vida a dois.

"Acho que a minha obsessão pelos cartões-postais também tinha tudo a ver com meu momento. A solidão dolorida do meu divórcio ainda estava ali, a dor brusca do casamento fracassado."

Durante sua busca pela história de Gabe e Huck, Adam conhece Yvette, a filha de uma funcionária que trabalhou para a família de Gabe por vinte e seis anos. Yvette acaba sendo a chave, a peça do quebra-cabeça que faltava para preencher as lacunas desta história e ajuda Adam a compreender mais sobre o casamento bem sucedido do casal e não é só isso, Adam acaba encontrando uma nova perspectiva, uma fagulha de esperança que o leva a acreditar que talvez ele tenha uma segunda chance no amor.

“Eu tinha que admitir que, antes de descobrir os postais, achava que almas gêmeas só existissem em contos de fada. E casais sortudos o bastante para ficar juntos poderiam viver “para sempre”, mas mentiam sobre a parte do “felizes”. Então as perguntas surgiram: será que almas gêmeas evoluíam para amantes? Ou amantes se tornavam alma gêmeas”

Gabe e Huck tiveram um amor puro, forte, intenso, uma relação que apenas se fortaleceu ao longo dos anos, eles enfrentaram problemas cotidianos como todo casal, insegurança, medo e ciúmes, mas o diferencial deles foi à fé de Huck e o romantismo fofo de Gabe. A trama fala basicamente disto, do poder do amor, da relação que o casal protagonista viveu, da maneira como se apaixonaram a primeira vista e como enfrentaram cada dia. Os postais são repletos de amor, de esperança e de carinho, é uma delicia lê-los. É o amor em sua forma mais singela.

“Alguns grandes romances que valem a pena contar nunca são contados, e os amantes saem de fininho pelas rachaduras da vida, marcadas pelo tempo, sendo substituídos pelo lixo do dia anterior.”

O Álbum é um livro simples e o enredo apesar de ter momentos intensos e de muita emoção, em sua maioria é o mesmo, não oscila. Não que isso seja de todo ruim, a história é bonita, bem construída, fala de amor verdadeiro, leve e até fluida, a narrativa do autor é de fácil compreensão, porém, EM MINHA OPINIÃO acabou sendo cansativa em alguns momentos.

Se você é amante de romances bem escritos, com belas reflexões sobre o amor e a vida a dois, este é o livro certo. O livro foi baseado em fatos reais, o autor se inspirou nos cartões-postais que seus tios-avôs trocaram durante 60 anos.

site: http://letraselivros2.blogspot.com.br/2015/09/resenha-o-album-timothy-lewis-editora.html
comentários(0)comente



Vivi 28/09/2015

Um livro surpreendente!
Um livro que chama a atenção com sua simplicidade e sutileza em descrever e redescobrir o amor a cada capítulo. Amei a história de um homem meio perdido estar a procura de saber o que fez de errado no seu antigo casamento e querer de fato melhorar e seguir em frente.

Adam é este homem decepcionado com o amor, ele encontra um álbum de postais com poemas de amor e fica muito intrigado em saber mais sobre o casal a quem pertenciam tais poemas. E a cada momento que vai descobrindo a história, vivências e experiencias desse casal, ele percebe e aprende muita coisa com Gabe e Huck.

A história é chocante, envolve você de um modo peculiar e que ao mesmo tempo nos faz querer ler o livro bem devagar para não terminar muito rápido com a história linda de Gabe e Huck. Com muitas frases e poemas romanticos, o livro está escorrendo amor. Um livro que eu diria importante para pessoas casadas, pois nos faz refletir um pouco sobre como fazer nosso casamento durar na "divisão longa" ou seja, a longo prazo. Mas não se confundam porque apesar desse livro nos ajudar muito ele não é de auto ajuda, ele é um romance delicioso.

O único detalhe que eu diria que pode dificultar um pouco a leitura, são as mudanças no tempo, passado, presente e futuro. O autor se utiliza muito do passado e o presente e causa um pouco de confusão se você não estiver atento. Mas fora isso, o livro é uma leitura fantástica !

site: http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Priscila 24/09/2015

História bonita!!
O livro traz a história de Adam Colby, um vendedor de pertences familiares, que está sempre em busca de novas relíquias. E um dia ele é contato por um advogado para ver as relíquias de uma família que havia falecido: Os Alexanders.

E durante uma busca na casa, ele encontra um álbum com muitos cartões postais com vários poemas escritos a mão, por Gabe Alexander para a sua amada Huck. Adam ficou muito intrigado para conhecer a história desse casal e saber como eles mantiveram o amor, mesmo depois de tanto tempo de casado.

Adam está separado de Hayley, a dois anos, e ele se culpa por sua ex-esposa não o amá-lo mais. E um dos motivos por tal interesse nos cartões postais, é descobrir como o casal Alexander conseguia manter o amor no casamento, já que ele não conseguiu fazer o mesmo. E com a ajuda de Yevette, filha da emprega dos Alexander, ele conhece a história do casal e também descobre como o amor era mantido no casamento.

O livro é contado em dois tempo: um passado no ano de 2006, com Adam contando sobre suas descobertas e também com os encontros com Yevette e o outro entre os anos de 1926 a 2004, com a história contatada desde quando Huck conheceu Gabe até o fim da vida de Huck. E em alguns capítulos contém alguns postais que Gabe enviava para Huck toda sexta-feira.

Confesso que eu não sabia o que esperava para essa história, quando comecei a ler fiquei com a mente e o coração aberto para o que poderia vir. E ao terminar o livro, continuei com o mesmo sentimento que sentia no começo.

A história não me cativou, apesar de ter alguns momentos da leitura, em que me senti envolvida e dentro da história. Mas no fim, senti que a história poderia ser melhor. Claro, que achei a história é bonita. Por toda a ligação e o amor de Gabe e Huck. Mas não me tocou.

O livro é bem escrito e bem desenvolvido também, mesmo sendo baseado em uma história de amor real (como conta o próprio autor). Os personagens são bem "sólidos" e bastante envolventes com o cenário proposto e com a história em si.

Mas no geral, a história não funcionou comigo. Não senti a emoção que achei que sentiria, por ser uma história de amor eterno. E vale ressaltar que a passagem de tempo foi bem escrita, dando ao leitor total compreensão da história. Mas mesmo assim, não me agradou.

Mas recomendo o livro!!

site: http://resenhandobma.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Coração Papel 20/09/2015

Resenha O Álbum
Adoro quando me surpreendo com livros que eu não daria nada. Foi o caso maravilhoso deste exemplar. O Álbum é um livro intenso, cheio de reviravoltas, amor, amizade, esperança e paixão.

Quando peguei este livro com a Mari para leitura e resenha, fiquei imaginando o que esperar. não li nem a sinopse para vcs terem uma ideia. Então, logo no começo do livro, me deparei não com uma, mas com duas histórias - a de Gabe e Pearl e a de Adam.
"Ele pousou as mãos na cinturinha dela enquanto alguém a ajudava a se levantar. E, antes que ela pudesse se virar para olhar para ele, ele sabia...
Ele havia finalmente encontrado sua Menina Para Sempre."


Como a sinopse diz, Adam é um negociante de objetos usados. Ao receber a proposta de vender os objetos da família Alexander, Adam encontra um álbum repleto de cartões postais que Gabe enviou para sua esposa Pearl (mais conhecida como Huck) todas as sextas feiras, durante 60 anos. Mas espera, não são cartões qualquer - são cartões com poemas sobre a vida deles juntos, cada um remetendo a uma fase da vida deles. Intrigado com essa descoberta, Adam, que foi abandonado por sua esposa, decide investigar o que fez o casamento dos Alexanders dar certo. Ele quer saber a fórmula da felicidade dos dois. E é neste contexto que vamos conhecer a história de cada um, pouco a pouco.

Que livro maravilhoso! Eu adoei acompanhar a história de Huck e Gabe, a de Adam também, pois ele é um personagem que também merece atenção. Huck é uma personagem maravilhosa, onde encontrei muito de mim. Gabe é aquele tipo de homem que acredita e corre atrás, passou sua vida fazendo feliz a mulher que sempre amou, e Huck também fez por ele.
Apesar de todo o cenário romântico, você deve estar se perguntando se este livro é daqueles melosos ou não. Não é! A história de Huck e Gabe é cheia de reviravoltas e fatos sobrenaturais que sempre influenciaram a relação deles dois.
"Eu tinha que admitir que, antes de descobrir os postais, eu achava que almas gêmeas só existissem em contos de fadas. E casais sortudos o bastante para ficar juntos poderiam viver "para sempre", mas mentiam sobre a parte do "felizes". Então as perguntas surgiram: será que almas gêmeas evoluíam para amantes? Ou amantes se tornavam alma gêmeas? Em poucas palavras, será que Huck e Gabe estavam destinados a ficar juntos para sempre ou trabalharam para isso acontecer?"


A narrativa altera entre primeira e terceira pessoa, dependendo do capítulo. Alguns capítulos possuem um postal com a poesia de Gabe, outros só possuem a data e o nome de quem irá contar a história. Independente da narrativa, que eu gostei muito, o autor tem um jeito gostoso de levar a história a diante. Ele escreve com amor e em nenhum momento, me senti lendo um romance mimimi, mas a história de duas almas gêmeas que se amaram intensamente.

A capa é linda e condiz perfeitamente com o enredo. Os personagens são bem construídos e são pessoas comuns, que você pode encontrar na rua. A editora caprichou muito na diagramação: além dos detalhes dos cartões, também temos letras em tamanho confortável para a leitura e páginas amarelas. Encontrei somente um erro de revisão, e foi a troca de nomes dos personagens. Fora isso, livro lindo por dentro e por fora.
"A cada ano que passa,
Envelhecemos lado a lado.
Moeda e candelabro de prata
Ainda são tesouros estimados,
De valor inestimável, desejados.
Mas a vida ainda guarda
Muitos mais para os amantes,
E aventuras com a minha amada
São o que vejo adiante.
Pois, assim como o Azul do Norte,
O aposentado aqui ainda está forte!"


Enfim, super recomendo esta leitura, perfeita para qualquer idade, cheia de significados e com uma história belíssima!
Ha! E para finalizar, vcs não se surpreender e ficar arrepiados com a Nota do Autor na última página! ;)

site: http://mariscotti.blogspot.com.br/2015/08/resenha-o-album.html
comentários(0)comente



estantedasuh 19/09/2015

O Álbum - Blog Era Uma Vez o Livro
Adam é um negociante de objetos usados e enquanto ele está mexendo nos pertences que ele vai vender, Adam encontra um álbum com vários cartões postais. Todos eles são enviados por Gabe Alexander. Adam fica muito interessado em conhecer a história do casal,Gabe e Huck Alexander, e começa a reconstruir a história.


Gabe é um contador de uma peixaria, e um dia ele conhece uma linda mulher, Pearl Huckabee. Eles se interessam instantaneamente, mas levam algum tempo para se encontrarem de novo. E foi no feriado de 1ª de Maio que os dois não se desgrudaram mais, casando em uma semana.

Toda sexta -feira Gabe enviava um cartão postal para Huck, como Pearl gostava de ser chamada. Essa história do casal durou por 60 anos. Eles sempre foram apaixonados, um pensava no bem estar do outro e se dedicavam um ao outro. Mas o que mais chamava atenção é como um amor pode durar por tanto tempo e foi esse o interesse de Adam na história. Qual o segredo que os Alexanders guardavam?

Adam tinha terminado um relacionamento a pouco tempo e procurava respostas por quê isso tinha acontecido. Ele achava que desvendando os cartões postais ele iria achar o segredo de um casamento duradouro e feliz. Junto com suas especulações ele conhece Yevette uma mulher que vai contar a ele tudo sobre os Alexanders.

O livro é intercalado na história entre Adam e sua busca por respostas e o casal Alexanders. Nós leitores transitávamos entre o presente e o futuro. Podemos conhecer como Gabe e Huck construirão a sua vida e como puderam levar um casamento durante tanto tempo.

No começo achei a história bem cansativa e achei que não ia chegar até o final. Dei até um tempo, li outro livro e depois voltei para ele. Mas sabe, acho que quando comecei ele não era a hora certa de ler. Na segunda vez vi a história com olhos diferentes. Acho que pra quem é solteiro acharia somente uma história de amor, mas pra mim que sou casada vi a história como um lição de casamento bem sucedido emocionalmente.

Gabe e Huck não eram perfeitos, mas eles se dedicavam a manter o amor vivo. Pensavam um no outro, via o outro como a peça mais importante para sua vida. Eu vi a história deles como um aprendizado. Não adianta ser egoísta e pensar só em você. Achar que o outro tem que abdicar de tudo e você não abrir mão de nada. Não é assim que um casamento flui. O casal teve momentos muito críticos, onde meu coração foi massacrado, mas eles sempre arranjaram um jeito de superar. E quando a morte apareceu, mesmo assim eles souberam superar o inevitável.

O final para mim é maravilhoso, pois podemos ver o que acontece com Gabe e Huck e também com Adam e Yevette. O escritor soube finalizar a história perfeitamente.

A capa do livro é perfeita para a história, a diagramação é linda pois sempre começa com um cartão postal e um poema que o próprio Gabe compôs, não achei erros de ortografia. A cor do papel é amarelado muito bom para a leitura e o tamanho da fonte perfeita.

Livro super recomendado a todos que queiram conhecer uma história linda que durou por 60 anos com muito amor e companheirismo.

site: http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/2015/09/o-album-de-timothy-lewis.html
comentários(0)comente



Daniele 11/09/2015

Um livro sobre a procura do amor duradouro.
Adam é um negociante de objetos usados, que ao conhecer a propriedade do qual Gabe Alexander era proprietário, se depara com um álbum antigo contendo cartões-postais com poemas românticos que Gabe escreveu para sua amada Pearl durante 60 anos, toda sexta-feira.
Surpreso por encontrar uma história de amor tão rara, e um casamento tão duradouro,
Por ser um homem divorciado e desacreditado no amor, Adam, que ainda não se conforma com a separação com sua ex-mulher Haley, e que até então se questiona no que havia errado em seu casamento, sente o desejo de saber o segredo desse casal: qual era o ingrediente secreto desse amor que durou anos?
Saber o que Gabe e Pearl possuíam de tão especial se tornou um objetivo de Adam, como se assim ele pudesse resolver todos os questionamentos que lhe assombravam a algum tempo. Gabe é um escriturário em uma famosa peixaria em Houston, e em certo dia ele vê uma moça e ao olhar em seus olhos, ele têm a pura certeza de que a encontrará de novo e que um dia casará com ela. Gabe é um eterno romântico, um homem em que deve estar em extinção nos dias de hoje.
A moça, Pearl, ao se deparar com os olhos de Gabe sobre ela também soube que sua vida iria mudar a partir daquele momento.
Pearl, que não gostava de ser chamada assim, apenas de Huck, era uma professora que vivia em uma pensão e estava noiva de Clark que conhecia desde sua infância, mas que já andava tendo certas dúvidas em relação ao noivado e após o encontro com Gabe. suas dúvidas se tornam certezas de que havia feito a escolha errada.
O livro tem um ritmo lento, contando a vida de Gabe e Huck desde da infância à velhice, mas que não desestimula o leitor a deixar o livro de lado, de tanto que a história deles é inspiradora.
E junto com Adam, ao decorrer da leitura, ficamos na espera da resposta da pergunta que passa na cabeça de todos.
Qual é a o segredo de um casamento duradouro?
comentários(0)comente



Fer Kaczynski 10/09/2015

Muito bom
Este livro me chamou a atenção pela capa, adoro fotografias e cartões postais, e uma história que tem isso como pano de fundo me encanta.

O autor tem uma escrita semelhante a de Nicholas Sparks devido a emotividade que coloca em sua história, o romance conta a história de Adam, que encontra os postais numa casa em que precisa ser desocupada para ser logo colocada a venda. Os cartões postais, contém poemas de amor de Gabe para sua esposa, datados ao longo de sessenta anos, algo que remetia a uma espécie de conto de fadas aparentemente.

site: http://dailyofbooks.blogspot.com.br/2015/07/resenha-o-album-timothy-lewis.html
comentários(0)comente



Babih - @capadura_coracaomole 08/09/2015

Melhor livro
Quanto tempo um amor pode sobreviver? Até quando duas pessoas podem permanecer juntas: Gabe e Huck vão mostra a Adam que um verdadeiro amor vence qualquer barreira.

Tudo começa quando Adam vai à casa dos Alexander pra começa a vende as coisas do casal antes da venda do próprio imóvel. Arrumando as coisas pra venda ele acha os cartões-postais que Gabe mandava pra Huck toda sexta durante sessenta anos. Quando ele ler os cartões começa a perguntasse como os dois fizeram o casamento dura tanto e quais os erros ele cometeu para que seu próprio casamento acaba-se.

Após termina de ler os postais, ele resolve escreve sobre a história de Gabe e Huck, mas a lacunas que ficaram sem ser preenchida, então consegue contata Yevette a filha da empregada e que era quase filha dos dois. Quando eles encontram-se ela vai contando toda a vida deles para Adam e esclarecendo suas dúvidas.

Huck/Pearl é uma mulher linda, professora de inglês e que quando era pequena diz ter conhecido seu anjo da guarda e o apelidou de Jack. Após uma queda quando criança ficou impossibilitada de ter filhos e acaba achando que por causa disso nunca achara um marido até conhece Gabe.

Gabe é um habilidoso contador, possui cabelos pretos e olhos azuis da cor do mar, quando era mais novo foi pra guerra e quando voltou percebeu que sua namorada havia se casado e esquecido dele. Desde desse dia, ficou a procura de seu amor verdadeiro até que um dia se depara com uma moça na peixaria onde trabalhava e tenha a certeza de que ela é o grande amor de sua vida assim que os olhares dos dois se cruzam.

Adam Colby é vende de objetos antigos, foi casado há doze anos, mas seu casamento acabou e ele nunca entendeu bem o porquê do fim. Acha nos cartões-postais uma esperança de amar e ser amado de novo. Só precisa saber onde errou, pra nunca mais cometer os mesmo erros de novo.
Yevette é Jóquei e foi à última pessoa a está com Huck nos seus últimos dias. Também havia perdido a esperança no amor, mas ao encontra-se com Adam uma chama nova se acende em seu coração.
A narrativa do autor é ótima, leve e não e não cansa o leitor. Ele conta a visão tanto de Adam, Huck e Gabe. Além de colocar os seus próprios poemas no livro, e cada poema vai sabendo um pouco mais sobre o Sr. e Sra. Alexander.
A capa é linda, trás o casal na capa e combina muito com o livro, as folhas amareladas são ótimas ajudando na leitura. Em cada começo de capitulo, mostra um cartão-postal de Gabe pra Huck.

O álbum faz você querer encontra o amor da sua vida, querer um amor como o dos Alexander que dure a vida toda e sobreviva além do tempo. Timothy me fez chora com o final um dos mais lindos que já vir livro simplesmente perfeito.



comentários(0)comente



Domenica Mendes 04/09/2015

“O Álbum” é um dos lançamentos do ano de 2015 da Editora Novo Conceito.
Escrito por Timothy Lewis (escritor, poeta, professor de Escrita Criativa, locutor, compositor e ator), o romance é inspirado na história de amor e da forma de amar de seus tios avós.
Timothy encontrou alguns álbuns de fotografia com diversos cartões postais que continham lindos poemas de seu tio avô para sua esposa. Curioso, viu a relíquia que possuía e resolveu guardá-los, ansioso por escrever uma história que fizesse jus ao tesouro que agora possuía.
Passado alguns anos, ele finalmente encaixou as peças em sua mente e lançou o livro “O Álbum”, que conta a vida de um casal que tem muito a ensinar sobre relacionamentos e sobre o amar.
Os segredos para um relacionamento eterno
“O Álbum” conta a história de amor de Huck e Gabe Alexander, narrada por Adam, um negociante de objetos usados que ao vender a propriedade do casal encontra, ao acaso, alguns álbuns de fotografias repletos de cartões postais com poesias. Curioso, ele entra em contato com Yevette, a única pessoa no mundo que poderia responder às suas dúvidas.
“Alguns grandes romances que valem a pena contar nunca são contados, e os amantes saem de fininho pelas rachaduras da vida, marcadas pelo tempo, sendo substituídos pelo lixo do dia anterior.” (p. 05)
Huck é a filha mais nova de um casal de treze filhos e Gabe é o filho órfão de uma outra família.
A vida dos dois começa em meados dos anos de 1920, no Texas, onde os dois viviam. Ao acaso eles se conhecem e logo Gabe se vê apaixonado por Huck, uma professora que anseia por amor incondicional, por amor verdadeiro. O único problema é que ela é noiva de Clark Richards, um homem rico e possessivo, com tendências violentas.
“- Você é uma garota fascinante, Huck. Existe alguma coisa que não interesse a você?
– Mentes e corações fechados – ela respondeu pensativa.” (p. 74-75)
Outra características bem marcante da personalidade de Huck são suas atitudes bastante feministas para a época.
“- Pelo jeito, há visões contrárias a respeito do senso de modéstia de uma mulher.
– Mas que besteira – Huck respondeu. – A modéstia de uma mulher é assunto dela, a não ser que ela vá contra a lei.” (p. 77)
O próprio acaso se encarrega de envolvê-los novamente e após um episódio que poderia culminar no fim daquela história que estava desabrochando, finalmente os dois se envolvem.
Desde o dia do seu casamento, Gabe envia a Huck um cartão postal diferente todas às sextas-feiras. Mas, mais importante do que isso, é a própria vida e forma de viver dos dois: eles não têm uma fórmula mágica a ensinar ao mundo como ter um casamento bem sucedido e ser feliz, mas eles sabem como ser verdadeiros e se entregar um ao outro, como ninguém poderia fazer por eles.
A esperança de Adam, um homem divorciado e machucado pelo relacionamento anterior, é justamente aprender o segredo dos Alexanders.
“Não faz muito tempo que me perguntei se almas gêmeas evoluíam para se tornar amantes ou vice-versa. Uma resposta que considerei foi que a trilha que escolhemos para chegar ao topo da montanha não tinha importância, contanto que chegássemos lá. Mas eu estou achando que a própria jornada era fundamental. Não foi o romance o que salvou Huck e Gabe da Divisão Longa. Na verdade, o romance foi simplesmente um resultado externo da vontade que cada um tinha de sempre escolher um ao outro, em vez de serem guiados pelo egoísmo.” (p. 153)
E essa talvez seja, entre outras, a maior lição que Timothy Lewis queira nos mostrar, através de seus personagens.
Análise Crítica
11857504_1101610523202206_1021787524_nA Editora Novo Conceito fez um excelente trabalho ao inserir imagens dos cartões postais na obra. Eles são apresentados na introdução dos capítulos que contam a história de Huck e Gabe.
Os demais capítulos se passam entre 2004 e 2006 e contam a história de Adam e Yevette, enquanto ele busca conhecer a vida e segredos dos Alexanders e descobrir onde falhou em seu casamento e se pode voltar a ser feliz um dia.
O livro é curto, tem apenas 240 páginas. As folhas são amarelas, porém as letras são menores do que a maior parte dos livros desta mesma quantidade de páginas que atualmente são lançados. Isso, no entanto, não prejudica a obra.
O que dificulta um pouco a leitura e causa certa confusão é a forma de escrita do autor: de um parágrafo a outro, ele se foca em Huck ou em Gabe, o que para um leitor mais desatento pode dar um verdadeiro nó na cabeça, como se tivesse perdido parte da história. Nessas horas, é inevitável ter que voltar alguns parágrafos e tentar encontrar qual a lacuna que passou despercebida.
Não são utilizadas palavras difíceis de se compreender, porém alguns conceitos podem sim trazer confusão. É preciso, portanto, avançar na leitura para entender o que o autor queria passar com sua mensagem. No meio das frases é possível encontrar trechos memoráveis que valem a pena serem selecionados e destacados (meu exemplar, por exemplo, está com mais post its do que os demais que li esse ano! São passagens que simplesmente adorei e quero reler daqui a alguns anos.)
Por fim, a capa é linda! A imagem é marcante, o verso também é muito bonito. Ele possui duas abas, na frente com a sinopse da obra e atrás com uma minibiografia do autor.
Além disso, o título original é “Forever Friday” (Para sempre sexta-feira), o que se encaixaria perfeitamente no enredo! Pois, sim… “It’s Friday, We’re in love!”
Para quem já escreveu poesias há alguns anos atrás, apenas posso dizer uma coisa: a vida passa, os amores vão e vem, me arrependo de não ter mais minhas cartas arquivadas, mas aprendi (assim como Adam) que a vida sempre dá nova chance e se faz acontecer!

site: http://leitorcabuloso.com.br/2015/08/resenha-o-album-timothy-lewis-novo-conceito/
comentários(0)comente



Arca Literária 31/08/2015

leia a resenha no link http://www.arcaliteraria.com.br/o-album-timothy-lewis/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/o-album-timothy-lewis/
comentários(0)comente



50 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4