O Álbum

O Álbum Timothy Lewis




Resenhas - O Álbum


50 encontrados | exibindo 46 a 50
1 | 2 | 3 | 4


Greice Negrini 15/07/2015

Um livro sobre amor e amizade.
Em 1926 Gabe Alexander trabalha como escriturário em uma peixaria famosa em Houston há longos anos e julga ter uma vida tranquila até ver passar pela rua uma linda mulher. A partir deste momento ele tem a grande certeza de ter encontrado a sua alma gêmea.

Pearl é uma professora que mora em uma pensão e está noiva de seu namorado da infância. Nenhuma novidade acontece em sua vida a não ser que a monotonia e uma certa indecisão sobre seu futuro conte. Até que um dia ela vai até a peixaria de seu Cecil e é atendida por um homem que chamou sua atenção mais do que o necessário. Como sabe que é casada, não dá muita atenção ao que ele fala, exceto de que ele tem uma grande presença.

Já em 2006 Adam está trabalhando com os objetos a serem vendidos de gabe e Pearl, já que seu negócio é revender o patrimônio de pessoas, quando encontra um álbum com diversos cartões postais cheio de poemas. No álbum está uma vida inteira de relacionamento que não faz sentido para Adam já que este não sabe nada sobre a vida do casal que morou naquele lugar. Adam se divorciou e sente que não conseguiu fazer muito pelo seu casamento e agora se ressente muito por isto.

Yevette é uma mulher amazona que ficou com o casal até o fim da vida dos dois e que sabe muito do que Adam tenta agora descobrir e que deseja completar as lacunas deixadas pelos cartões-postais. Mas ela não deseja simplesmente explicar tudo facilmente. A história de Gabe e Pearl tem muito mais a ensinar do que um simples amor que durou muitos anos e é nesta amizade que vai ser criada que adam vai conseguir entender o que muitos ainda não aprenderam: o verdadeiro sentido de lutar por quem se gosta.

O que falo sobre o livro?

Estou há mais de trinta minutos pensando em como começar a escrever esta parte da resenha. Não é como um processo simples em que você vai descrevendo as sutilezas de uma história simples que não tenha de forma alguma mexido com o pensamento, pelo contrário, é uma ideia que fica vagando pela minha mente e não sei exatamente como distribuir em palavras belas e dignas.

Não há mistério sobre a questão em que os personagens de Gabe e Pearl formam um casal em meados dos anos de 1926. Somando-se a isso já dá para ter uma ideia de que tudo naquela época é um pouco mais bucólico, mais desacelerado e as paixões não são demonstradas publicamente como agora e mais do que isso há toda aquela gentileza e romantismo em uma conquista. Isso é o que o autor baseia praticamente toda a parte do seu livro: na gentileza.

O livro em si fala de uma história de amor que ultrapassa décadas e como um casal consegue de uma forma inusitada transformar um casamento em algo bastante duradouro. E é através de postais enviados todas as sextas-feiras por Gabe que ele declara seu amor por sua esposa. Mas obviamente não é somente isto que será encontrado neste livro e obviamente também não é a única ideia do autor.

O bom sentido foi colocar um personagem após mais mais de 90 anos em que descobre a história do casal e que, sofrendo com um divórcio e um casamento nada feliz, quer desvendar o mistério por trás de tanta felicidade. E é assim que a história vai sendo narrada. Os capítulos vão sendo entrelaçados entre a visão de Gabe, Pearl, Adam e Yevette e vão se conectando como uma estrutura sólida onde o ceticismo de Adam vai sendo amortecido pelos momentos de amor e dificuldade do casal.

Em certas partes da leitura eu ficava pensando em como era massante a narrativa, mas o fluxo de detalhes foi importante para dar uma compreensão maior para aquilo que Gabe sempre acreditou que conseguiria até o último dia de sua vida. Lógico que não consegui conter as lágrimas ao final da leitura.

Mais do que belas dicas de como fazer para sustentar um pilar que pode estragar com o tempo, O Álbum é uma memória ao romantismo de outrora não tão visto atualmente e até não tão previsto. Vale a pena sonhar com momentos como este e mais ainda desejar amar para sempre a mesma pessoa que sempre te fez feliz.

site: http://www.amigasemulheres.com/2015/07/o-album-timothy-lewis-resenha-244.html
comentários(0)comente



Paula Juliana 08/07/2015


Você já pensou em viver aquele amor? Aquele amor em que você encontra a pessoa certa, aquela pessoa que vai ser seu companheiro, seu porto seguro, seu tudo, por muito, muito tempo, e que por mais que tenham dificuldades e tropeços no caminho, nada abala, porque é eterno! Já quis uma relação assim? Quem nunca não, né!?? A grande verdade é que todos, mesmo que não admitindo já sonharam com isso em algum momento. E quando isso não acontece, quando a relação não dura, acaba de alguma forma... em o que erramos? O que deixamos de fazer? Ou não? Em O álbum descobrirmos um pouco desse amor, desse eterno e forte amor que pode sim durar, por uma grande e longa vida!

Adam é uma cara que já não sabe se acredita no amor, depois de um casamento e algumas relações fracassadas, ele não sabe se existe mesmo esse tal de para sempre, ou se ele está fazendo algo errado, será mesmo? Existe uma formula no amor?! Bem... eu também não saberia falar para vocês no alto dos meus 24 anos, mas duas pessoas poderão responder com suas histórias, essas que se misturam lindamente, esses questionamentos de Adam!

Gabe e Pearl Alexander. Um casal que viveu um sonho!
Quando Adam acha cartões postais, mandados de Gabe para a mulher todas as sextas-feiras, nos últimos 60 anos. Curioso, Adam começa a querer conhecer essa história!!! As mensagens românticas e inspiradas, tocam o coração partido desse homem.

Gabe é um romântico, um homem como poucos, que desde que viu aquela linda mulher não conseguiu a tirar de sua cabeça, Pearl é uma mulher a sua frente, ela sonha com o amor, mas não me pareceu que encontrou isso com seu noivo, o mesmo que não queria nem mesmo que a moça cortasse o cabelo curtindo, proibição? Não, isso não é com ela, Pearl não aceita nem seu nome; seu apelido, mesmo sendo um tanto masculino, é como gosta de ser chamada, Huck! E foi em um encontro desastroso que esse casal se desenrola!

O Álbum é um livro bom, bem desenvolvido, com bons personagens, rápido de se ler, mas ele acabou não funcionando muito bem comigo, muito mais por não ser meu tipo de romance, do que por ser ruim, achei que ele tem um ritmo próprio, é lento, contando sobre a vida desse casal, desde que se conheceram, até a velhice, e tem uma escrita muito bonita, o que não gostei é que não me emocionou, não me deixou desesperada em momento algum, foi super linear, já gosto mais de livros que me tirem o ar, do que os que me acalmam, e foi isso que aconteceu com a narrativa de Timothy Lewis.

Meu conselho é: leiam e tirem suas próprias conclusões, pode não ter funcionado comigo, por não ser meu estilo, mas vai ser o estilo de muitos e muitos leitores por essa vida, pois falar de amor, vidas e destino, nunca é perda de tempo!
O Álbum mostra uma amor verdadeiro, forte e inspirador, todos esperamos uma dia viver um sonho assim!

Paula Juliana

site: http://overdoselite.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



@BecoDosLivros 01/07/2015

Em tempos modernos no Texas, Adam Colby desistiu do amor. Um divórcio desagradável o deixou amargo e sem esperança, até que ele se depara com um álbum cheio de cartões postais e poemas de amor de um homem chamado Gabe Alexander à sua esposa, Pearl. Estes poemas ilustram um amor que durou seis décadas, a partir da década de 1920 para a década de 1980. Desesperado para encontrar o segredo para a felicidade matrimonial, Adam investiga a vida desses dois amantes.
O Álbum é uma leitura sincera e divertida. A maior força do romance é a sua estrutura inovadora. O leitor é levado a uma viagem ao passado, só para ser levado de volta para o presente para um vislumbre da vida mudando e visões de mundo do narrador da história.
Os personagens principais são simpáticos o suficiente, embora o misterioso Sr. Jack é de longe o mais interessante. A história se arrasta um pouco em alguns lugares. Além disso, a linha do tempo pode ser um pouco confusa, embora eu achei que era mais revigorante do que qualquer outra coisa. No geral, a história é sólida, ea estrutura é muito boa. O Álbum é uma história de amor ao longo da vida que irá capturar os corações dos leitores.

site: Youtube.com/BecoDosLivrosEU
comentários(0)comente



Gaby 29/06/2015

Uma história de amor inspiradora
Adam não acredita mais no amor; pelo menos não antes de encontrar os cartões postais que Gabe Alexander enviava para sua esposa Pearl toda sexta-feira, por 60 anos.
Divorciado, Adam Colby é um negociante de objetos usados e em uma de suas caças ao tesouro ele encontra um álbum aparentemente comum, como qualquer outro, mas que guarda uma linda e verdadeira história de amor que ele fará de tudo para entender melhor.

Gabe Alexander não acreditou em seus próprios olhos quando avistou aquela bela moça de olhos cor de café; tinha que falar com ela, e entre elogios e um flerte sem malícia sabia que suas vidas estavam ligadas e que acabara de encontrar a mulher que mudaria sua vida, bem ali na loja de frutos do mar onde trabalhava.

Pearl Huckabee, ou melhor, Huck Huckabee como preferia ser chamada desde muito nova, ficou encantada com Gabe Alexander assim que o viu. Seus olhos cor de céu e mar a hipnotizavam; aquele dia em que se conheceram ficaria em sua memória para sempre. Sua alma chorou um pouco quando teve que recusar seu pedido para um jantar a dois, afinal ela já estava noiva de outro homem, com o qual namorou por muito tempo.

Gabe e Huck não param de pensar um no outro desde aquele rápido encontro e o destino agirá a favor desse amor.

****
Uma leitura rápida, gostosa e emocionante, que me arrancou risadas e lágrimas. Não precisa ser fã de romances para admitir o talento e sensibilidade do autor que, em poucas páginas, consegue prender a atenção do leitor e nos fazer pensar em nossas próprias vidas, nossas escolhas e nossos relacionamentos.
Os personagens foram bem construídos e cada um tem uma característica marcante: Huck tem sua fé inabalável; Gabe tem seu senso de humor e seu romantismo; e Adam tem sua curiosidade, que vai ajudá-lo a desvendar os segredos de um casamento maravilhoso.

A escrita do autor e a premissa do livro me lembraram muito do estilo de Nicholas Sparks, autor de vários best sellers. Isso é bom ou ruim? Bem, Sparks é um escritor e tanto e o Timothy ter uma escrita que lembra a dele é bom. Mas no caso da premissa eu achei parecida com dois romances do Sparks em especial, o Diário de uma Paixão e O Casamento. Não é nada muito explicito, apenas uma coisa ou outra que me fez lembrar desses títulos.
Uma coisa muito legal e que me surpreendeu é que esse livro foi inspirado em uma história real. A inspiração veio para o autor quando o mesmo encontrou cartões-postais com poemas escritos por seu tio para a mulher dele.

"Huck ficou escutando o quebrar das ondas e mediu o pulso de seus sentimentos. Muito mais que um sentimento, aquela paixão era um fato, um fato altamente protegido e baseado na gentileza compartilhada por almas gêmeas." (página 84)

A edição está muito bonita e encontrei apenas pequenos erros de revisão (coisa difícil de acontecer com os livros da NC), nada que me prejudicasse. No começo da maioria dos capítulos temos a imagem de um cartão postal com algum dos poemas escritos pelo personagem, um charme.
Indico O Álbum para todos que gostam de ler histórias de amor intensas e inspiradoras, com emoção mas também com humor.


site: http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/2015/06/o-album-timothy-lewis.html
comentários(0)comente



Juliana Garcez 27/06/2015

Toda sexta-feira, por 60 anos
"O álbum" foi escrito por Timothy Lewis, traduzido por Ana Paula Corradini e publicado no Brasil em 2015 pela Editora Novo Conceito. A obra possui 240 páginas divididas em 25 capítulos. A diagramação é simples, com páginas amareladas e tamanho de fonte ideal.

Nesse livro, conhecemos Adam, um negociante de objetos usados, que encontra na casa Gabe Alexander um álbum antigo que chama sua atenção. Adam decide checar o álbum e se depara com cartões-postais amarelados pelo tempo. Curioso, Adam começa a lê-los e descobre ali 60 anos da história de amor entre Gabe Alexander e Pearl Huckabee, mais conhecida como Huck.

Gabe, jovem idealizador e apaixonado, passa a enviar um cartão-postal à Huck toda sexta-feira. Cada cartão-postal possuía um poema escrito pelo amado de Huckabee. E assim foi por sessenta anos... Paro por aqui para não dar spoiler e deixo a oportunidade de lerem o livro para descobrir o resto dessa jornada! :)

No início, fiquei um pouco receosa quanto à leitura, pois tudo se desenvolvia de forma lenta... Afinal, Huck e Gabe nem sempre se conheceram e os primeiros capítulos narram como esse encontro ocorreu. Antes disso, ambos possuíam vidas distintas. Huck, por exemplo, tinha um noivo controlador e machista (não é spoiler, galera) que não a permitia nem mesmo cortar os próprios cabelos.

Então, pela lógica, isso significa que as coisas realmente demoram a acontecer, pois ambos possuíam coisas pendentes a serem resolvidas. Porém, passado os capítulos que levaram para se apaixonar, a leitura flui facilmente e se revela encantadora.

A estória possui diversos cenários e diferentes lapsos de tempo. Tudo começa em 1926 e se prolonga até 2006. Os capítulos de Adam são narrados em primeira pessoa e se passam em 2006, que é quando ele descobre o álbum com os cartões-postais; paralelamente, conhecemos os pensamentos de Huck e Gabe em 1926. A partir disso, a narrativa se desenvolve pelos 60 anos de amor de Huck e Gabe.

Posso afirmar que adorei a leitura dessa obra. Feita a ressalve quanto à demora dos primeiros acontecimentos, Timothy Lewis nos encanta com os personagens que criou. A bagagem emocional do livro é MUITO grande e diversas vezes me peguei quase chorando. Além disso, a escrita do autor é bem gostosa.

O interessante é que "O álbum" é inspirado na vida dos tios-avós do autor. Na venda do patrimônio deles, Timothy descobriu uma coleção de cartões-postais antigos quando tirou o álbum do lixo, pensando se tratar de retratos da família. A tia-avó do autor recebeu um postal com um poema inédito de amor toda sexta-feira por sessenta anos, consolidando assim uma linda história de amor.

Vale ressaltar que logo nas primeiras quinze páginas, encontrei um erro quase inadmissível: a troca entre mas e mais. Porém, decidi relevar, pois não encontrei outros erros ao longo da narrativa. Enfim, recomendo a obra a todos os amantes de um romance leve que ao final da leitura, com certeza, aquecerá seu coração e o fará refletir sobre os pequenos detalhes que tornam o amor tão lindo.

site: http://www.livroseflores.com/2015/06/resenha-o-album-timothy-lewis.html
comentários(0)comente



50 encontrados | exibindo 46 a 50
1 | 2 | 3 | 4