A Volta de Alice ao País das Maravilhas

A Volta de Alice ao País das Maravilhas Ben rogers




Resenhas - A Volta de Alice ao País das Maravilhas


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Rafael.Tadeu 16/07/2020

Decepção
Com certeza o pior livro que li esses últimos anos

O autor ter usado religião em várias partes do livro,ao meu ver não fez o menor sentido.

Alice logo no início do livro canta um LOUVOR.WTF???? Não faz o menor sentido,me senti lendo um livro bíblico para crianças logo no começo,o que me fez pegar um ranço enorme pelo resto da leitura

A premissa era um retorno ao País das Maravilhas com Alice com 14 anos,mais madura,porém ela me pareceu tão,ou até mais infantil que a Alice da obra original,toda hora eu tinha que lembrar que era uma adolescente e não uma criança protagonizando o livro

De resto foi basicamente uma cópia da obra Original,com muitos pedaços quase que iguais ao que feito,e se não igual, utilizando praticamente do mesmo lúdico,de forma repetitiva

O que era para ser um retorno,se tornou praticamente uma cópia mais chata com religião no meio,onde Alice não tinha uma missão,ou algo a fazer,apenas ficou pra lá e pra cá relembrando o mundo,e para isso já temos Alice Original.
comentários(0)comente



Morgana Brunner 13/07/2017

A Volta de Alice ao País das Maravilhas - Ben Rogers
Oiii gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha do livro que recebi em parceria com o autor Ben Rogers, estava bastante animada desde que realizamos a parceria, afinal quem não gosta ou conhece Alice? Um nome popularmente conhecido e tanto apreciado.

Quando a obra chegou o coloquei na minha maratona que realizava uma vez por semana, cerca de oito horas lendo direto, nesse livro consegui ler em média de duas horas, com a escrita surpreendente do Ben não tinha como demorar.





Alice sempre tinha sonhos estranhos e surpreendentes onde visitava um mundo incrível, onde podia falar com animais e enfrentava tudo que não podia existir na realidade, torcia todas as vezes antes de pegar no sono para o sonho viesse e lhe fizesse feliz, lhe levasse da realidade e apresentasse um mundo único que amaria aventurar-se.

"No entanto, o que importa aqui de verdade é saber que cada frase escrita, cada palavra aprisionada no branco do papel pode servir para acrescentar, modificar e, principalmente, transformar vidas e seres humanos." Pág. 9
Diante de tantas noites dormindo e sonhando com o mesmo sonho, com apenas flashs, nada muito longo e que fizesse Alice ir a loucura, eram poucos minutos de prazer e felicidade que tinha, a aventura estava só por vir, mas a cada vez era menor o tempo, até que um dia, naquela noite...tudo mudou.





Era o momento de se aventurar nesse mundo e até mesmo se encantar, Alice entrara sem eira e nem beira, tudo da maneira surpreendente, conheceu tantos personagens que chegou a repensar se queria voltar para casa, tomou poções para crescer e até mesmo de diminuir de tamanho, alimentos que tinham o mesmo poder e assim ela fora pega de surpresa, tudo estava sendo tão realista que pensou que nunca sairia daquele mundo.

" - Um rei é constituído a um reino para servir ao seu povo, com humildade e dedicação." Pág. 178
Conhecera o chapeleiro onde tomou um chá que lhe fez ir a loucura, uma briga sobre biscoitos engraçada, conhecera pessoas incríveis que achava que não passava de sua imaginação, pensou que ali viveria para sempre, mas sabia que não era apenas isso que queria para a sua vida, queria sua família, sua cama e seu lar, achava que tinha sumido por horas e isso a estava a preocupando, sua aventura fora nova e irresistível, reviveu momentos que nunca pensou que iria viver novamente, e assim que deixo a plena curiosidade de se aventurar mais no mundo de Alice.



Alice foi uma surpresa para mim, gostei bastante do enredo trabalhado, mais uma vez pude rever e matar as saudades do querido chapeleiro e da Rainha de Copas, pensei que nunca mais os leria, a escrita do Ben é bem envolvente e fico feliz por ele ser nacional, assim pude conhecer algo diferente. Não enrola e não nos desmotiva a ler, procura sempre deixar uma esperança de que o a Alice vai encontrar nas próximas páginas, uma leitura gostosa.

A edição está toda ilustrada com as cenas que estavam acontecendo no momento, as letras são grandes e pretas, o livro todo é leve apesar da quantidade de páginas, facilita bastante o manuseio, no qual dá para levar para qualquer lugar que desejar.

Recomendo esse livro para quem gosta da Alice e queira viver uma aventura.

site: http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/2017/07/a-volta-de-alice-ao-pais-das-maravilhas.html
comentários(0)comente



multiversonews 07/11/2016

Resenha – A Volta de Alice ao País das Maravilhas, por Ben Rogers
O quê dizer sobre uma adaptação do seu livro preferido?

Tentar expressar o que se passou na minha cabeça durante ler “A Volta de Alice ao País das Maravilhas” é tão desafiador que eu tentarei ao máximo deixar para você leitor de uma forma clara, pois afinal, nem eu entendi até agora a minha opinião.

“A Volta de Alice…” é uma obra brasileira do autor Ben Rogers, que não trás somente uma adaptação, mas sim uma continuação do grande clássico de Lewis Carroll, que ele dedicou sete anos da sua vida para escrever, que se passa com uma Alice de 17 anos, sete anos após ter vivido suas incontáveis aventuras no País das Maravilhas. Já começa por aí, Alice não tinha 10 anos na história original e sim sete (“sete e meio” para ser mais específico assim como ela diz no próprio livro para o Gato de Cheshire), enfim, vamos continuar…

Alice, obviamente a personagem principal, como já disse cresceu e agora com 17 anos retorna ao País das Maravilhas. A Alice de Ben é o completo espelho da Alice de Carroll, e quando eu digo espelho eu digo pela inversão. A Alice de Ben é doce, infantil e ingênua… e tem 17 anos, o que já acho estranho porque a Alice de Carroll fez sucesso no século 19 justamente por ser um personagem que mostrava uma criança de certa forma corajosa, ela respondia os adultos mal (porém quando via que eles estavam errados) e sempre se demonstrava inteligente diante das coisas em que era colocada diante num mundo completamente sem sentido (levando em consideração à época em que os livros infantis sempre tentavam ensinar as crianças a serem educadas e respeitosas, além de passar morais) a Alice de Carroll quebra as barreiras com a mensagem de ser você mesmo, no contexto de ser criança.

Já a Alice criada por Ben Rogers é complicada, pois mesmo com 17 anos, ela continua a ser uma garota presa à infância, ingênua, eu diria até mais abaixo do que sete anos, pois a Alice original, como eu já disse, não era uma criança boba. Nisso entramos em outro fator, a história, Ben poderia ter muito bem se aproveitado do fato de Alice agora ser mais velha para trazer uma visão diferenciada do País das Maravilhas, algo diferente do que ela viu quando criança, isso poderia ter elevado os padrões da história para um contexto mais sério e mais original, no entanto, Rogers preferiu por manter a mesma fórmula de um conto de fadas. Isso levou a história, em vários momentos (mas não todos), parece ser o mesmo livro. Alice Liddell parece ter repetição dos mesmos fatos que aconteceram com ela no primeiro livro só que com algumas modificações. Eu não sei qual foi a intenção de Ben Rogers com isso, talvez ele tentou passar a ideia de uma nostalgia para a personagem Alice assim como para quem leu o livro, o que é interessante, porém não foi bem aproveitado do jeito que eu esperei ser.


site: http://multiversonews.com/review-volta-de-alice-ao-pais-das/
comentários(0)comente



luciopm 25/08/2015

'A Volta de Alice ao País das Maravilhas', de Ben Rogers
'A Volta de Alice ao País das Maravilhas', é uma continuação (livre) do clássico Lewis Carroll, escrita por Ben Rogers e lançado pela Editora Garcia Edizioni. O autor nacional levou sete anos para deixar a história repleta de aventuras e características do mundo de 'Alice no País das Maravilhas'.

Sete anos após sua última aventura, Alice ainda sente muita falta do 'País das Maravilhas'. No dia de seu aniversário ela pensa muito em como queria retornar ao lugar e aproveitou para pedir isso enquanto soprava as velas de seu bolo de aniversário. E claro, mesmo sua irmã, Lorina, querendo saber o que ela tinha pedido, ela não contou nada pois queria que o desejo se realizasse.

Antes de dormir, Lorina entregou seu presente de aniversário: um Coelho Branco. Ele fez Alice lembrar dos ótimos momentos que viveu no 'País das Maravilhas'. O que ela não esperava era que durante a noite o Coelho ganharia vida e sua gata começaria a caçar ele. Então, Alice começa a seguir sua gata e cai novamente na toca do Coelho.

Logo que cai, ela encontra um corredor cheio de portas. Curiosa para saber o que encontraria em cada uma, ela encontra o Gato de Cheshire que a ajuda a desvendar as aventuras que cada porta esconde. Nesses "novos mundos" que ela reencontra vários conhecidos dos outros livros, como a Lebre de Março, o Chapeleiro Maluco. E o mais legal foi que o autor acabou criando alguns novos personagens para a história, o que faz com com que o 'País das Maravilhas' cresça cada vez mais.

O livro, com certeza, vai agradar muitos fãs da obra original. A escrita do autor é muito leve e fácil de entender. Ele conseguiu deixar Alice mais madura e isso não tirou a inocência e graça da personagem. E um ponto importante, se você não tiver conhecimento total da história original, você pode ler o livro. Claro, que conhecendo alguns personagens que já foram apresentados por Carroll, você vai lembrar de mais características dos personagens.

No geral, o livro é uma obra nacional que soube apresentar uma ótima continuação para uma obra clássica. Sem contar as incríveis ilustrações da Manuela da Costa.

site: http://www.allpopstuff.com/2015/08/a-volta-de-alice-ao-pais-das-maravilhas.html
comentários(0)comente



Gabi 26/07/2015

Um retorno surpreendente! :3
Todo mundo sabe que sou apaixonada pelo mundo criado pelo Carroll, e quando vi esse livro fiquei muito curiosa para ler. Imagina voltar ao País das Maravilhas depois de sete anos desde a última história? Muitas aventuras com certeza nos espera.

Alice está completando 14 anos e se tornou uma moça muito bonita e educada. Mesmo após tanto tempo jamais esqueceu aquele mundo tão louco, mas que a fez tão feliz. Seu maior desejo era voltar para lá e reviver um pouco do que viveu quando mais nova. E foi isso que fez, enquanto soprou a vela de seu aniversário surpresa desejou voltar ao País das Maravilhas. Quando foi dormir, sua irmã Lorina lhe deu seu presente, uma pelúcia do Coelho Branco, do mesmo jeito que Alice o imaginava. Foi o melhor presente que a menina poderia ter ganhado.

De madrugada algo acontece e o Coelho ganha vida e sai correndo pelo jardim da casa, até cair numa toca. Alice acorda assustada e mesmo com receio se deve ou não, acaba seguindo o Coelho.

Desde a queda na toca, muitas coisas acontecem, até que Alice se depara com um corredor cheio de portas. E lá ela encontra seu grande amigo, o Gato de Cheshire. A partir daí, cada porta que Alice entra é uma aventura diferente, onde ela encontra e reencontra vários seres fantásticos.

Confesso que estava bem animada para a leitura, por motivos óbvios. Apesar de algumas coisinhas que não gostei, não me decepcionei e com certeza vou levar essa história e seus ensinamentos comigo sempre.

Ben escreve de uma forma leve, colocando vários significados e lições ao longo da narrativa, deixando a história mais rica. Alice é uma personagem esperta e ao mesmo tempo travessa, mostrando bem como são as crianças de sua idade. O que mais gostei do livro é a relação que ele tem com nosso mundo atual, me fazendo pensar sobre várias coisas da vida.

Adorei rever alguns personagens que amo, como Cheshire e conhecer alguns novos, como os piratas e o espantalho. A junção de personagens que já conhecemos com os novos deixou a história mais original e mais divertida. Um ponto alto do livro. A única coisa que me incomodou é a abordagem da religião no livro. Apesar de ser bem sutil e de fazer parte do contexto, não é algo que eu agrade nos livros, por isso acabei tirando uma coroazinha.

Recomendo o livro para aqueles que como eu, são fãs da história original e querem se aventurar nesse mundo de novo, e também para aqueles que querem uma aventura com doses de humor. É uma leitura fácil e rápida, onde nos transportamos tão fácil para o País das Maravilhas, que ficamos tristes quando chegamos ao fim, rs.

Não posso deixar de citar o belo trabalho gráfico do livro. A capa e as ilustrações estão lindíssimas, muito bem feito mesmo.

Também está rolando sorteio do livro até o dia 09/08/15, não deixem de participar!

site: http://www.reinodaloucura.com/2015/07/opiniao-sorteio-volta-de-alice-ao-pais.html
comentários(0)comente



Ca 23/06/2015

Devo dizer que é uma história apaixonante, engraçada e inspiradora.
Imagine como seria visitar outra vez o país das maravilhas! Maravilhoso não é mesmo?
Alice volta ao seu "sonho" após alguns anos e revive aventuras ainda mais excitantes e divertidas.
Devo dizer que é uma história apaixonante, engraçada e inspiradora.
É incrível como Alice não tem medo de nada, tudo oque me faria tremer de medo, para ela, é uma aventura deliciosa.
Alice sempre se mostra destemida, engraçada, esperançosa, forte e além de tudo uma criança risonha. Por isso eu quero ser Alice! kkkkk
Ouso dizer que a volta de Alice foi ainda melhor do que sua primeira visita.
Leiam, pois vale muito a pena cada frase lida.

Novamente quero parabenizar e agradecer ao Ben, pois este livro entrou para um dos meus favoritos do gênero.

site: http://naodeixeocafeacabar.blogspot.com.br/2015/06/resenha-volta-de-alice-ao-pais-das.html
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6