A Promessa da Rosa

A Promessa da Rosa Babi A. Sette


Compartilhe


Resenhas - A Promessa da Rosa


195 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Camila Márcia 20/04/2018

LEIAM ESTE LIVRO!
A Promessa da Rosa, foi escrito pela brasileira Babi A. Sette e não é bem um lançamento, mas somente agora que uma amiga me encheu muito para ler que li, aliás, como não tenho o livro físico e não fazia ideia se gostaria comprei o e-book. Babi A. Sette é uma das principais autoras de romance de época do Brasil, seus livros já publicados são: Entre o Amor e o Silêncio, O Despertar do Lírio, Senhorita Aurora e Não me Esqueças. Aliás, existe um spin-off (conto) de A Promessa da Rosa que se chama A Sombra da Rosa (preciso ler!).

Já estou meio cansada de dizer por aqui, e vou parar de dizer isso, mas não sou fã de romance de época, acho sempre clichê e muito batido, mas uma amiga falou tanto é tão bem de A Promessa da Rosa, afirmando - categoricamente - que ele era imprevisível e diferente de qualquer outro romance de época que leu, que eu pensei: "Ok, vamos lá!"

Após a leitura só posso dizer isto: Nenhum romance de época foi capaz de me surpreender tanto quanto este! Fui ler bem cética, mas amei, me surpreendi e não consigo falar nada mais além de FODA.

De início fui cética pois: a narrativa é ambientada em Londres, berço dos romances de época (já imaginei que seria mais do mesmo) e acompanhamos Kathelyn que acaba sendo a típica garota dos romances de época que querem quebrar a convenção social da época (aí que clichê), depois, em um baile de máscaras ela conhece um homem, o duque Belmont, genioso, solteirão sedutor e cobiçado além de pooooooodre de rico (está feito o par romântico e protagonista de cenas picantes de deixar qualquer um excitado) (Mas clichê e clichê) é obvio que ele se apaixona pelo espírito livre de Kathy (alguma novidade?).

Pronto acabou o senso comum de romances de época, tudo o que vai se desenvolver após minhas explicações acima será inusitado, improvável, imprevisível, chocante e inimaginável. Eu não quero estragar a leitura de quem ainda não leu este romance, então não arrisco falar mais, só quero fazer algumas considerações: Kathy come o pão que o diabo amassou, mas em cima de um salto 15cm.

Antes de começar a ler A Promessa da Rosa você precisa saber que:
a) Se você gosta de romance de época, este vai se tornar o seu favorito;
b) Se você, durante a leitura, imaginar algo, com certeza NÃO será o que você imaginou;
c) Você vai amar os personagens;
d) Você também vai odiá-los;
e) Nenhum outro livro e/ou nenhum outro romance te preparou para cada "tiro", "porrada" e "bomba" presentes em A Promessa da Rosa;
f) Você vai ficar apaixonadinha pelas partes românticas e declarações;
g) Vai Rir de muitas situações engraçadas.
h) Vai se surpreender tanto, tanto que não terá outra opção a não ser Favoritar este livro.

Para finalizar, deixo expressa minha indicação de leitura A Promessa da Rosa é surpreendente, o tipo de livro que vai te acompanhar mesmo quando você fechar as páginas de tão marcante que é. Fãs de romance de época o que vocês estão esperando? Quer ler algum romance de época? siga esta dica. Não gosta de romance de época? Experimente este. SIMPLESMENTE LEIAM ESTE LIVRO!

site: www.delivroemlivro.com.br
Tamy 09/06/2018minha estante
por acaso o lviro tem cenas de sexo //?




Tatiana.Morello 13/04/2018

Esperava muito mais
Até que o começo eu gostei mas o final me decepcionou.
Tantos desencontros, tantas amarradas impedindo o amor e enfim quando ele chega para podermos começar a vivenciar o que os protagonistas vão viver aconteceu uma virada de anos e nada é relatado, sinceramente esse final me decepcionou.
Bruna da Rosa 13/04/2018minha estante
Tem um e-book que ?completa? esse final


Tatiana.Morello 13/04/2018minha estante
Tem o spin off, se estou certa o nome é " Em nome da rosa" , eu acho ....


Roseane 14/04/2018minha estante
Concordo. Muito sofrimento para pouca alegria affff kkkk


Tatiana.Morello 14/04/2018minha estante
Vc espressou o que eu não consegui Roseane.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Flavia.Souza 22/03/2018

“Lembro-me muito bem da lista de erros que cometi e, acredite, pago por eles a cada minuto dos meus dias.”
Não vai ser fácil descrever o quão envolvente e emocionante foi a leitura de A Promessa da Rosa. A história gira em torno de algo comumente abordado nos romances históricos: mocinhas à frente do seu tempo. Entretanto, indo muito além da previsibilidade que envolve tal assunto, a autora criou uma história rica em emoção, superação e, principalmente, reflexão. Sei que é muito sonhador imaginar que, em pleno século XIX, as mulheres mais independentes seriam facilmente aceitas pela sociedade, que elas encontrariam bons maridos e que até seriam conhecidas por suas personalidades marcantes. Mas, por mais que eu esperasse uma história repleta de desafios e imposições sociais, não estava preparada para a avalanche de emoções criada pela autora Babi A. Sette. Nunca tinha lido algo assim: com uma protagonista que realmente sofresse as consequências de ser diferente, ou melhor, de simplesmente ser quem ela é. A leitura foi impactante, dolorosa, romântica, emocionante e cruel. Eis um livro que deixou meu coração apertado, que me arrancou lágrimas, e que entrou para a minha lista de romances preferidos.

O livro é todo narrado em 3° pessoa, o que nos dá uma visão bem clara dos sentimentos de ambos os protagonistas. Vai intercalando entre Arthur e Kathelyn. Alguns personagens secundários desse livro são fantásticos e se destacam muito também ao decorrer do livro.

Agora quero ler mais e mais livros escritos pela Babi. Estou apaixonada!
comentários(0)comente



Mine 16/03/2018

Sem palavras, apenas sentindo o impacto! (Não contém nenhum spoiler, apenas leiam)
Estou impactada pela áurea de toda a história desse livro. A parte ruim é que a narrativa se torna um pouco difícil, já que a autora escreve como se fosse mesmo as falas daquela época, e não uma mais fluída igual conhecemos por outros livros, mas creio que fez com o intuito de inovar e no final das contas se tornou até legal.
No começo eu senti uma parcela de raiva por tudo ser "tão previsível", mas depois foi como se levasse um chute no estômago e a autora estivesse rindo de mim como se dissesse "ahá trouxa, pensou que teria todo o controle da minha história não é? Te enganei". E a partir daí eu era só angústia pelo tão esperado "final feliz" que todos os romances trazem. Mas não se enganem, essa história vai te fazer rir, mas também vai te trazer angústia, tristeza e esperança. Babi soube fazer-nos acreditar que tudo ia ser igual, e no fim derruba nosso castelo afim de demonstrar que nem tudo são contos de fadas e flores. Ela te faz rir, mas tbm te faz chorar. Ela te mostra que nem todo romance tem uma história fácil e previsível, mas que ainda assim, tudo bem, pq você aprende muito mais com a dor do que com um sorriso ensaiado. A promessa da Rosa me deixou em estados que nem sei descrever, mas que foram necessários para que eu o amasse. Sinceramente? Que livro foi esse meu Deus? Ainda estou sem palavras!...
comentários(0)comente



Priscila 16/03/2018

Lindo!
Encantada pela escrita da Babi. A promessa da Rosa entrou para meus favoritos quantas idas e vindas, quantas reviravoltas parecia que estava vendo uma novela mexicana ?. E que vontade de dar uns tapas no Arthur que me irritava muitas vezes pelo seu orgulho e teimosia, Kathelyn foi uma personagem maravilhosa, corajosa, aventureira. Quase chorei em varios momentos e depois que li o spin off fiquei mais apaixonada ainda ??
comentários(0)comente



Raquel 20/01/2018

Mais uma vez não consegui dormir, viver e respirar enquanto não terminei esse livro, Babi A. Sette tem esse poder sobre mim. O livro é ótimo, mas algumas vezes acho que acabou perdendo um pouco o rumo, já tava puta da vida com esses "desencontros" (se é que pode se chamar assim) da Kathe e do Arthur. Achei que o final poderia ter sido melhor, massss, foi bom. Ansiosa pra ler a continuação :)
comentários(0)comente



Anelise.Sousa 20/01/2018

Envolvente e intrigante!
Acabei há pouco de lê-lo e estou aqui embasbacada com a história... confesso que não esperava muito do livro e simplesmente me surpreendi! Um livro muito bem escrito, com personagens bem construídos e uma história avassaladora!
Kathe era uma mulher à frente do seu tempo e sofreu as consequências por isso...
E Arthur era um Duque com a dicotomia entre a tradição e o moderno, o orgulho e a humildade...
O romance entre os dois não podia ser diferente... uma tragedia anunciada! Confesso que chorei de raiva, de encantamento, de emoção! Babi conseguiu trazer para o livro todos esses sentimentos que nos envolvem e que conseguem nos prender e não parar mais de ler cada palavra, cada pagina! Recomendadíssimo! Amei! ?????
comentários(0)comente



Shaa 14/01/2018

Sim, dei cinco estrelas. Até um certo momento do livro, achei que entraria na lista dos meus favoritos rs. Não entrou. Mas não significa que não foi uma boa leitura, porque foi. O livro prendeu. A autora escreve bem demais, fiquei impressionada. Você realmente se sente nos lugares descritos, na época. E sim, você sente os personagens.
A mocinha é incrível. Ela é o ponto alto do livro, não tem como negar. Impulsiva, esperta, curiosa, aventureira, totalmente a frente do seu tempo. Admirável? Sim. Mas há consequências para tudo e ela provou disso. Ela passou por poucas e boas e eu me emocionei em diversos momentos. Senti de verdade. O mundo não foi justo com ela. Mas ela superou tudo e seguiu em frente. Ou pelo menos tentou.
O mocinho é um caso a parte. Ele é lindíssimo, impetuoso, cheio de si, devotado, mas, por mais que negue, ainda é muito preso aos costumes. E sim, ciumento. Demais. A ponto de cegar. Não vou negar que amo mocinhos ciumentos, mas ele chegou a ser burro, de tão ciumento. Ele também pagou caro por isso. Senti a dor dele quando descobriu o que todo seu ciúme irracional causou na vida dos dois.
São três passagens de tempo ao longo do livro. O início do livro é incrível. Eu amei cada detalhe da história deles, da juventude, das possibilidades, enfim, é encantador. Após muitos desencontros, inveja, ciúme, enganos, Kathe e Arthur se reencontram e quando você pensa que tudo pode dar certo para eles, a teimosia dos dois e mais ciúmes e desencontros acontecem e enfim, parece que não vai acabar. Juro que achei que essa trama não fosse mais desenrolar, acho que se tivesse em outro dia, ficaria irritada com todas as situações. Mas não aconteceu. Apesar de alguns absurdos, fiquei presa à história. A coisa da rosa é tão fofa. Você meio que se sente conectada ao título do livro.
De fato, a história é bem bonita, os personagens são encantadores, o perdão que vai tomando conta de tudo mexe com o coração do leitor, os desencontros são tantos que precisa ter paciência mesmo. Contudo, a escrita envolve de verdade, a conexão, pelo menos comigo, foi sincera. Vou procurar outros livros da autora. Ela tem talento.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Giovana.Vecchi 13/12/2017

Livro encantador
Comecei a ler entes livro depois que minha amiga não parava de dizer que as cenas a estavam deixando sem folego, iniciei a leitura de madrugada por curiosidade de saber o que de tão especial havia no livro e encontrei. O casal tinha um magnetismo incrivel, uma quimica que transbordava para fora do livro, e sim, me tirou diversos suspiros. A escrita é maravilhosa e muito gostosa, os personagens são interessantes, muita reviravolta e drama, paixão e alguns mal entendidos que levam a estoria para um caminho bem angustiante (principalmente para o lado da mocinha) erros e mentiras fazem os personagens sofrerem muito, talvez você não consiga perdoa- los tão facil. O livro é todo envolvente e me fez chorar muito, vale a pena conferir este e os outros livros desta autora maravilhosa que ja tive o prazer de ler mais 2 de seus livros que alias, os personagens deste livro aparecem nos outros dois dignos de perdão e amor.
Lary @momento_literario 06/01/2018minha estante
Gostei da resenha. Me convenceu a ler '-'


Giovana.Vecchi 06/01/2018minha estante
obrigada, espero que goste pq eu amei




Lah 09/12/2017

Gostei
Boa obra, bem escrita.
A história é pesada, no entanto. Fiquei arrasada e ainda tem um rançozinho do cara.
May 16/02/2018minha estante
Tô lendo ainda, faltam menos de 100 páginas, mas ta tão arrastado e pesado que não ta fluindo. Fora o ranço que peguei do Duque, pelo amor! Não sei se vou conseguir terminar. ?


Lah 18/02/2018minha estante
simmmmm muito ranço! tenho uma mágoa de arthur até hoje. Li o que explica e conta o que ele passou durante todo aquele tempo mas mesmo assim nao me convenceu do perdão do camarada. uma vez embuste, sempre embuste!




Dani | @cortedelivroseresenhas 08/12/2017

A Promessa da Rosa
Em A promessa da rosa, temos como protagonista a Kathelyn Stanwell de 17 anos, filha de um conde. A mocinha tem uma personalidade forte, é decidida e não é nada como uma dama deveria ser. Detesta todas essas regras de etiqueta estúpidas e não aceita a se casar, se não por amor.

Em um baile de máscaras, Kathe conhece um homem misterioso, o nono duque de Belmont, Arthur Harold, que despertou uma grande curiosidade nela em experimentar algo novo e ousado. Mas o que Kathe não sabia era que o destino lhe pregaria uma grande peça, que fará com que ela comece a entender como realmente funciona a sociedade em que vive.

A narrativa traz toda trajetória de Kathe durante alguns anos, o seu amadurecimento e toda as mudanças e adaptações sofridas em sua vida, bem como o ponto de vista do Arthur, suas incertezas e a vida que estava levando.

É uma história muito emocionante, cheias de reviravoltas, intrigas, muito ódio e um amor avassalador, mas também é uma história de superação, que me trouxe grandes lições. Confesso que eu não estava preparada para esse turbilhão de sentimentos que essa história causou em mim e posso dizer com certeza que foi um dos mais bonitos romance de época que eu já li.

Estava acostumada a ler romances desse gênero com mocinhas a frente de seu tempo, com personalidade forte e incrível senso de humor, mas não um romance tão profundo e tão bem retratado o preconceito em que uma mulher do século XIX sofria por ser diferente e por não pensar como a maioria das damas da sociedade. Esse livro trata de relacionamento abusivo, machismo e retrata também a forma que a mulher era vista, como um objeto decorativo a ser comprado pelos nobres.
comentários(0)comente



Cady 13/11/2017

A promessa da rosa
Amei o livro. É uma história muito envolvente, claro que tem um pouco de clichê sim, mas isso é muito bem construído e tem algumas surpresas ao longo da narrativa. É meu primeiro livro da Babi A.Sette e eu simplesmente amei! Quero ler os outros livros da série.
comentários(0)comente



Bruna 12/11/2017

Pensa em homem cretino: O Duque!
Aqui está um livro que realmente mexeu com minhas emoções! Ele me conquistou pela mocinha, me revoltou profundamente pelo protagonista, me divertiu por alguns coadjuvantes, e me frustrou pelo final. Tanto que não consigo parar de pensar ou falar sobre o livro desde ontem, e já desabafei horrores no Whats, com as migas, kkkkk.

Comecei a leitura com a espera de uma história fofa e romântica, mas me deparei com uma trama cheia de reviravoltas. O que seria ótimo, se não fosse o protagonista, que é egoísta, hipócrita, egocêntrico, um cretino de marca maior. Apesar da mocinha ser incrível e a escrita da autora, muito boa, não consegui torcer por eles como casal. Torci é pra ela arrumar outro!
A muito tempo não odiava tanto um protagonista. O Duque despertou em mim sentimentos que geralmente reservo para aqueles vilões bem cretinos e maniqueístas.
Por isso não consegui ver o livro como uma história de amor. Para mim foi uma história de obsessão. E nesse ponto foi perfeito! Pois mostrou bem o quanto um homem obcecado e com tendências abusivas pode destruir a vida da mulher foco de sua atenção.
E a mocinha, que teve uma evolução incrível e em boa parte do livro se mostrou corajosa e forte como uma fortaleza, caia na lábia do cretino com uma facilidade que me irritava profundamente!
Eu gostei muito da escrita da autora, tanto que finalizei a leitura muito rápido, mas acho que ao mesmo tempo que sobrou páginas (o livro podia ter umas 100 a menos tranquilamente), também faltou desenvolver melhor o final.





Desabafo com possíveis SPOILER







Eu não consigo me enxergar perdoando o Duque, mas nem tive a oportunidade de tentar, porque não percebi um arrependimento verdadeiro, não o vi realmente pedir perdão de coração e não vi a redenção.
Foram praticamente 400 páginas do protagonista (me recuso a chamá-lo de mocinho) fazendo uma merda maior que a outra, todas com consequências seríssimas! Pra tudo ser "resolvido" literalmente nas páginas finais, e sem a cena que consideraria a mais importante!
Fiquei frustrada com o quanto o final foi corrido.
E definitivamente acho q a Kathelyn merecia alguém infinitamente melhor.
Mila.Mesquita 16/11/2017minha estante
mulher tinha um pensamento quase igual o seu e me apaixonei e perdoei o duque só nos livros posteriores, a sombra da rosa, e não me esqueças.
Até entao tinha um caso de amor e odio com ele. rsrs
adorei a resenha. ;)


Lele_costa 30/12/2017minha estante
Eu nem li o livro e mesmo asiim concordo! Acabei passando o Despertar do lírio na frente pq tive conhecimento da história que permeou o romance do Arthur com a Katheryn por meio de uma fanfiction e tive a mesma impressão! Eu tbm não perdoaria o Arthur tão facilmente... Aliás, mandaria o FDP passear de vez!


Sarah.Karoline 01/01/2018minha estante
Concordo com tudo o que você disse.
Faz um tempo já que li a estória e até hoje não consigo conversa sobre ela sem ficar com raiva por conta do protagonista, que em todo o livro se comportou como um verdadeiro imbecil e pelo final também, que ficou sem mostrar uma das partes mais importantes.


sasami 13/04/2018minha estante
Ainda bem que não fui só eu a indignada. A todo momento eu esperava chegar o cara pra acabar com a Agonia dela. Tudo que aconteceu com ela foi muito triste, mas triste realmente é achar que amor é isso. Ele a desrespeitou desde o início, ela se apaixonou e isso é suficiente pra cobrir um mar de erros? Não consigo me apaixonar por livros, na realidade os acho perturbadores. É um bom livro, mas acho que não consigo tirar uma moral disso m




195 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |