After - Depois do Desencontro

After - Depois do Desencontro Anna Todd




Resenhas - Depois do Desencontro


76 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Andresa Rios 17/08/2019

É melhor não ver como um romance...
Durante a leitura dos outros dois livros e deste terceiro, tudo o que eu pensava era: não vou aceitar como um romance. Não vou levar como uma garota e um garoto que se apaixonam e encontram problemas, mas sim como uma história sobre erros, crescimento e feridas deixadas por pessoas que amamos. Deste ponto de vista, After - Depois do Desencontro, se tornou muito mais prazeroso de ler. A partir do momento em que aceitei que Tessa e Hardin não poderiam ficar juntos - o que, de fato, eu já achava desde o primeiro momento deles juntos -, tudo ficou mais fácil. Porque, seremos realistas: Hardin é o vilão da história. Ele é como a patricinha popular da escola, que sempre atrapalha a vida da mocinha e a humilha para o próprio prazer. O diferencial é que ele diz que ama a sua mocinha. E Tessa o ama também. É um fato que deixa tudo mais difícil.
Porque se fosse uma história comum, e se Hardin fosse o vilão, ele seria derrotado. Tessa descobriria todas as suas manipulações e mentiras e seguiria em frente depois de derrota ro mal. Mas, nessa história, ele é o herói, segundo a própria personagem principal.
Esse é um dos motivos desse terceiro livro ser o meu preferido. Finalmente a autora admitiu que Hardin é ruim, e mostrou isso ao leitor. Claro, muita gente ainda gosta dele, mas em Depois do Desencontro as atitudes de Hardin ficam mais evidentes, e a própria Tessa percebe isso. Um grande avanço. Na verdade, um avanço extraordinário. Os leitores acostumados com a dependência dela nos últimos dois livros ficam até deslocados quando percebem a reviravolta, o jeito como a Tessa se impõem quando o último dos limites é cruzados. É uma coisa prazerosa de ver, apesar da dor da personagem. E enquanto a história segue, mesmo que lentamente e com mais de 400 páginas, você não se sente tão mal assim lendo, afinal algo está finalmente sendo feito a respeito de todos os absurdos passados até ali.
O final foi a melhor parte, na minha opinião. Seria demais exigir uma reviravolta maior do que a que nos foi dada - tanto pela base de fãs, que enlouqueceria, quanto pelo realismo. A escolha da autora de acabar naquele ponto foi inteligente, porque deixa em aberto oportunidades que agradariam quase todos os lados e opiniões. Achei particularmente interessante.
comentários(0)comente



Cecília 15/08/2019

After 3
Resumo: Hardin e Tessa estão, mais uma vez, tentando fazer o relacionamento dar certo. Porém, ela vai mudar-se para Seattle em uma semana e Hardin ainda não sabe disso. Quando ele descobre, faz uma coisa imperdoável para impedir sua viagem e a partir disso se inicia um ciclo de brigas intermináveis.

Resenha: Esse livro se passa em pouco mais de uma semana, o que poderia ter tornado a história super corrida e apressada, mas isso não ocorre, achei os acontecimentos super coerentes com o tempo. A Steph me decepcionou de um jeito que aaaaaaa, nojo, que menina horrível, e o meu ódio pela Molly diminuiu bastante. Sobre o pai da Tessa, acho que ela deve tentar perdoá-lo sim, mas super entendo o receio do Hardin em relação a ele. Nesse livro, o Hardin e a Tessa alcançaram muitos baixos, mas também acho que no final conseguiram atingir um equilíbrio. Enfim, termino o livro com muita esperança nesse relacionamento e, principalmente, no Hardin.
comentários(0)comente



Leticia.Brito 24/07/2019

SINOPSE: AFTER - DEPOIS DO DESENCONTRO

3° Livro da saga: After, sequência do volume "After - Depois da verdade"

Data da primeira publicação: 2015
Autora: Anna Todd
Editora: Paralela
Gênero: Romance contemporâneo e Literatura erótica
Páginas: 416
_______________________________________________________________________

Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu charme de bad boy — seria o único capaz de fazê-la esquecer das dificuldades, mas até ele se vira contra Tessa quando descobre o segredo que ela vem guardando. Se este casal intenso e apaixonado já vivia por um fio antes, agora os obstáculos são maiores do que nunca. Depois do desencontro, essa história de amor sobreviverá?

site: https://www.instagram.com/tudoemum_livro/
comentários(0)comente



flaflozano 25/06/2019

A little taste
Ouço Tessa ficar ofegante, e sei que ela seguiu minhas instruções. Consigo imaginá-la perfeitamente, deitada na cama, as pernas bem abertas. Caralho.
“Porra, como eu queria estar aí agora para ver você”, digo, tentando ignorar o sangue que corre diretamente para o meu pau. “Você gosta, não gosta? De ficar me olhando?”, ela suspira.
“Gosto, demais. E você gosta de ser observada, eu sei.”
“Gosto, assim como você gosta quando eu puxo os seus cabelos.”
Num reflexo, levo a mão ao pau. Imagens de Tessa se contorcendo sob a minha língua, seus dedos agarrando meus cabelos enquanto ela geme meu nome tomam minha mente, e eu pressiono a palma da mão contra meu corpo. Só Tessa consegue me deixar duro desse jeito tão rápido.
Ela geme baixinho, baixinho até demais. Precisa de mais incentivo.
“Mais rápido, Tessa, mexe os dedos em círculo, mais depressa. Imagina que eu estou aí, que sou eu, que são os meus dedos te tocando, fazendo você gozar”, digo, mantendo a voz baixa para o caso de meu hóspede irritante estar passando pelo corredor.
“Ai, meu Deus”, ela diz e geme de novo.
“Minha língua também, linda, passeando pela sua pele, meus lábios no seu corpo, chupando, mordendo, provocando”, eu desço minha bermuda de ginástica e começo a me masturbar devagar. Fecho os olhos e me concentro na respiração dela, em seus pedidos e gemidos.
“Faz o que estou fazendo… se masturba”, ela sussurra e sou invadido pela imagem de Tessa arqueando as costas no colchão enquanto se toca.
“É o que já estou fazendo”, digo, e ela geme. Porra, eu quero vê-la.
“Fala mais, vai”, ela implora. Eu adoro como sua inocência desaparece nesses momentos… ela sempre adora ouvir as maiores sacanagens.
“Quero foder você. Não… quero deitar você na cama e fazer amor com você, forte e rápido, tão forte que você vai gritar meu nome enquanto eu meto cada vez mais fundo…”
“Eu vou…”, ela geme. E sua respiração para.
“Vai, linda, deixa rolar. Quero ouvir você.” Eu paro de falar quando percebo que ela está gozando, gemendo baixinho enquanto morde o travesseiro ou vira o rosto contra o colchão. Eu não faço ideia, mas a imagem me deixa louco, e eu gozo dentro da minha cueca gemendo o nome dela.
Nossa respiração ritmada é o único som na linha durante segundos ou minutos, perco a conta. “Foi…”, ela começa, ofegante.
Abro os olhos e apoio os cotovelos na mesa à minha frente. Meu peito sobe e desce enquanto tento recuperar o fôlego. “Foi mesmo.”
comentários(0)comente



Fernanda R 30/05/2019

Odiei no começo, mas depois me surpreendeu!
O livro tava chato... A partir da página 200 começa a pegar fogo. E eu não tô falando de romance não...
Fora as reviravoltas... Eu não fazia ideia que certas coisas fossem acontecer.
Amei esse livro!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Fernanda R 29/05/2019minha estante
Menina, tô quase largando.
Ele tava bêbado com o pai dela, brigou, e ela numa boa...
Só tem briga. Fora as coisas sem noção, tipo, morar junto c 2 meses de relacionamento? ? Relacionamento n. Era uma coisa doida. Agora é assunto casamento. Ah, e ela ficou chateada com ele, por falar que nunca se casaria.
Só que até agora esqueceu disso... ?
Eu tô na parte em que ela voltou pra casa, pós almoço c a Steph e Molly. Tô quase largando.


Estela 31/05/2019minha estante
Esse foi o mais difícil pq eles não mudam e vai cansando. Mas mesmo assim que não conseguia parar de ler. A única coisa boa nesses livros, pra mim, é o tanto q envolve. Se não tá te envolvendo, eu não continuaria... pq até o momento, a evolução dos personagens é mínima, vai te irritar mais do q qualquer outra coisa. Comigo a história funciona, me envolve demais, então mesmo enxergando todos os erros eu continuo vivendo essa história, não consigo parar kkkkkkkk


Fernanda R 31/05/2019minha estante
Até que a partir da página 200 melhorou, porque antes...
Pô, ele fez o fim de semana dela ser um inferno! Teve o lance da camisinha, do apt, ficou de graça c a garota, depois a xingou... No apt, foi grosso e praticamente a colocou pra fora!
Ela n fez nada. N falou nada...
Depois do caso do quase estupro, ela o perdoou por ele ter aparecido.
Na boa, até agora eu tô vendo que ela tinha que estar é com o Zed.
Teve um encontro normal, mesmo após aposta, ainda sim ele sempre tá sendo legal pra ela, esteve lá qdo ela precisou... Tem hora até que desconfio de que esse Zed vai aprontar.
Já tô lendo o livro 4, e mais Zed. Só ainda n tocaram muito no assunto da fofoca, sobre ela ter dormido com ele. Só as garotas que falaram mesmo.
Mas ô casal pra brigar. 80% é briga e 20% romance.


Estela 31/05/2019minha estante
Sim, tanto o Zed quanto o Trevor seriam melhores pra ela. Esse foi o livro em que o Hardin fez mais besteira. Pretendo ler os dois últimos agora em Junho.


Fernanda R 31/05/2019minha estante
Acabei de ler o 4. Apesar de imaginar há um tempo, fiquei chocada. Termina justamente... N posso soltar spoiler. Geralmente a mulherada gama no principal. Eu n curto ele não. É muito problemático, mimado, mal educado... Ele tá menos babaca agora. Mas essa Tessa, coitada. Haja paciência!




Birovisky 18/04/2019

Rezenha Crítica da Saga After
Sem espaço: h t t p s : / / rezenhando . wordpress . com /2019/04/18/rezenha-critica-after/

A saga contempla ao todo 5 volumes, na seguinte sequência: AFTER; AFTER- DEPOIS DA VERDADE; AFTER DEPOIS DO DESENCONTRO; AFTER DEPOIS DA ESPERANÇA; AFTER – DEPOIS DA PROMESSA e ainda tem um adendo pra quem for muito corajoso o volume 6 BEFORE – A HISTÓRIA DE HARDIN ANTES DE TESSA.

Agora vamos ao que interessa, vamos falar sobre os livros. Os livros contam a história de Tessa, uma jovem toda certinha que vai para a faculdade com uma vida planejada. Mas, na faculdade, se depara com um grupo de amigos que vão mudar sua forma de agir e pensar, e conhecer Hardin, um jovem repleto de piercings e tatuagens, que mexerá com sua cabeça e coração, a fazendo refletir até que ponto devemos ir pelo amor a uma pessoa.

Até aí tudo bem. Não é nada que vocês já não tenham lido por aí se pesquisarem por AFTER. Eu comecei adorando o livro. É o tipo de livro que eu costumo devorar rapidamente, água com açúcar que a mocinha é uma coitada, totalmente fora da órbita dos demais personagens, e por ser diferente chama a atenção do mocinho que é o playboy, pegador da faculdade e fodão.

Mas com o passar das páginas, já logo no primeiro livro, comecei a me desgastar com a história.

Ela tinha tudo pra ser boa, mas acho que a Anna Todd acabou exagerando demais e forçando demais as situações do livro.

É aquela sensação que a autora já não sabia mais o que escrever e começou a querer encher linguiça linha a linha e no final das contas os 5 livros falam sempre da mesma coisa, rodam, rodam e rodam e sempre acabam caindo nas mesmas cenas e situações.
Não foi uma evolução. Não é que cada livro vai evoluir os personagens e mudar as cenas.

Os personagens principais Tessa e Hardin são dois babacas e me fazem questionar se de fato, alguém se proporcionaria a passar por tudo que a Tessa passa apenas para ficar com um cara.

Não é preciso ler muitas páginas para perceber que o relacionamento entre os personagens é algo totalmente TÓXICO e negativo. E a cada página que eu lia, eu não sei se eu sentia mais raiva da Tessa por permitir um cara esculachar tanto ela assim sem fazer NADA, do Hardin por ser tão infantil e bipolar, da autora por ter tido fôlego de escrever tantas páginas redundantes ou de mim por estar descontente e não conseguir parar de ler.

Apesar de tudo parecer o caos, o livro é viciante, porque você simplesmente não consegue parar de ler porque quer saber se em algum momento a mocinha vai se tocar e mandar um pé bem no meio daquele lugar no Hardim. Mas entre Hardim e Tessa, acho que consegui odiar muito mais a Tessa. Nunca tinha lido um livro que me nutrisse um ódio mortal pela personagem, esse foi o primeiro. Chegou uma hora que eu queria muito que ela se ferrasse bonito, e precisei parar para aferir minha pressão porque meus nervos ficaram à mil.

O que a gente percebe é que na verdade a Tessa desde o princípio vendeu uma imagem de si mesma, no qual ela nunca foi. Ela nunca foi santinha, certinha, descente. O que aconteceu é que até ela entrar na faculdade, nunca tinha tido a oportunidade de extravasar, por pra fora o seu próprio eu.

Ao chegar ali, não foi preciso muito esforço por parte da turma, pra ela botar suas manguinhas de fora.

Ela se tornou uma personagem fútil, e pior do que as meninas do grupo que ela até então criticava. Mas, o que mais me irritou nela, foi os momentos de indecisão e cinismo. Momentos em que ela fazia algo e depois dizia que não queria ter feito, que falava gaguejando alegando inocência. Um desses momentos é quando ela viaja a trabalho, enche a cara, liga pro Hardin pedindo pra ele ir até ela, ele vai e depois no outro dia ela finje que não era isso que queria, que não sabia o que estava fazendo, que era tudo culpa dele por ter dormido com ela bêbada (tem muitos momentos dela se fazendo de arrependida nos livros).

Além disso, ela é ótima em joguinhos. Com esse jeitinho de sonsa, ela passou o rodo em quase todos os meninos que se aproximavam dela no livro. E depois corria pro Hardin pra contar e dizer: “Hardin, não bata nele, não era isso que eu queria.. mas… mas… aconteceu! “

A TA. Senta lá Cláudia. E o cara, agride ela em alguns momentos (mesmo que não fosse de propósito), xinga, humilha, maltrata, manda embora, trai, mente, engana e ainda assim ela tá lá, grudada feito chiclete no cara. O cara troca ela constantemente por festas, amigos, drogas, bebidas, brigas, mulheres e ela segue ali dizendo que não vai embora e ainda fica morando de favor na casa da família do cara. FALA SÉRIO NÉ?

Não tem como não pegar ranço da personagem. Já o Hardin, é o tipo cara que não sabe o que quer da vida. O cara que não se dedica nos estudos, que quer sempre ter uma “mina” ao seus pés pras horas de desespero, mas ao mesmo tempo não se esforça pelo relacionamento pois não quer abrir mão das festinhas, das gatas, dos amigos e da azaração. Fora que é um ogro com a família.

Logicamente nenhum dos personagens deve servir de exemplo pra você que decidiu ler, e se você estiver em um relacionamento que se parece nem que seja 1% do que se retrata no livro, caia fora. Não é preciso ser um bom entendedor na arte do amor para entender que o que existe entre os dois é algo totalmente físico, não é amor. E se eu pudesse dar uma sequência ao livro final da saga, eu diria que esse relacionamento dos dois logicamente não daria certo, mesmo que o livro aponte o contrário.

Ainda não vi o filme, mas estou ansiosa por assistir. Vi que houveram muitas adaptações entre o filme e o livro e acho que essa é a primeira vez que um filme irá me surpreender muito mais que o livro.

Se eu pudesse dar um conselho pra Anna Todd seria pra que ela numa próxima entendesse que pra um livro ser bom, não precisa ter tantas páginas. Ela pode escrever o que quiser, contanto que seja pra se ter conteúdo e não para parecer que você está patinando página a página e sempre cai na mesma história. Eles brigam, transam, ficam babando ovo um no outro, depois brigam, transam de novo e babam ovo outra vez. Brigam por tudo. Apesar de no inicio isso ser o que apimenta o relacionamento dos dois, depois fica exagerado pois não se passa 1 estrofe do livro sem que aja brigas. Ela poderia ter explorado mais os outros personagens também, e criado outras situações interessantes pra prender a atenção do leitor.

Apesar e amar romance, achei o livro cansativo. Sei que muitos não concordam comigo, mas essa é a humilde opinião de quem leu e criou expectativas não supridas.

E vocês, leram os livros? Viram o filme? O que vocês acharam do relacionamento da Tessa Young e Hardin Scott?

Deixa nos comentários, e obrigada pelos peixes!
Beijinhos sabor uva! =*

site: https://rezenhando.wordpress.com/2019/04/18/rezenha-critica-after/
comentários(0)comente



Lu 02/04/2019

As coisas estão melhorando... rs
A história toda do terceiro livro se passa em uma semana. E gostei de ver a evolução da Tessa, como personagem.

Sem abaixar a cabeça e seguindo em frete.
O Hardim que tá parecendo o autor daquela música "um belo dia resolvi mudar..." Rsrs
Mas são mudanças positivas.

Ele ainda é um BABACA na minha opinião, passa 90% do livro fazendo birra como uma criança de 3 anos, e enta manipular a Tessa, como se ela fosse um brinquedo, escrava, etc.. Mas chegando perto do fim do livro, as atitudes dele passam a ser um pouco mais "normais".

Sei que essa "Saga" de livros tem muitos defeitos. Sabe uma coisa que vc acha ruim, mas gosta? Então é a série After pra mim.

Tenho um pouco de vergonha em admitir, mas a série me causa bastante interesse, apesar de me irritar muito com os personagens e consequentemente com a história. Ela conseguiu me seduzir.

Acho que essa história virou meu Hardim. Sei que é babaca, que vai me fazer raiva, que é perda de tempo, mas continuo lendo. Hahahaha
Naiara.Jobstraibizer 09/04/2019minha estante
Melhor comparação hahaha ?essa história virou meu Hardin?




19/03/2019

Meu Deus q história perfeita,Ah como tô amando essa série...amei o final desse livro
comentários(0)comente



Kit Kat 06/03/2019

After - Depois do Desencontro
Meu deus! Que reviravoltas! Esse até agora foi o melhor livro da série!! E o amadurecimento dos personagen vem te incentivando a continuar a leitura!! Li super rápido a narrativa e gostosa e os personagem que foram introduzidos foram maavilhosos, espero revelos em outros livros da série, e o modo como Hardin começa a lidar com tudo de forma mais madura no final do livro mostra como o mesmo amadureceu pela Tess! Amando! Louca para o próximo livro!
comentários(0)comente



Valeska 01/02/2019

Depois do desencontro
A série perdeu um pouco da linha "clichê de romantização" o que é bom, a autora abordou mais sobre o fato de que é preciso estar de bem consigo mesmo para fazer outra pessoa bem também, sobre que no final a pessoa que mais tem controle sobre nós somos nós mesmos, e que temos que nos ajudar, porque se não fizermos isso, ninguém vai conseguir de fato.
Foi bom, mesmo não sendo um dos melhores livros da minha vida.
:)
comentários(0)comente



Book.Obsession 21/01/2019

No terceiro livro da série, Tessa recebe a visita inesperada de seu pai. Após anos de ausência, ele resolve vir atrás dela querendo contato e em se tratando da sua eterna carência pela figura familiar, acaba cedendo para que eles tenham uma reaproximação.

"Ninguém é um caso perdido. A gente só pensa assim para não dar o trabalho de tentar."

Logo que descobre o que Tessa está fazendo, Hardin não aceita muito bem e começa a agir para afastar o pai dela, pois tem faro aguçado para problemas e vai ser por causa dos segredos que a jovem vem escondendo de Hardin que as coisas tenderão a ficar ainda mais complicadas entre eles. Mesmo que os problemas do passado estejam ali e seja difícil para Tessa lidar com toda a nova situação, ela faz um esforço já que ver seu pai nessa situação mexe muito com seus sentimentos.

“Há uma grande diferença entre não ser capaz de viver sem alguém e amar esse alguém."

Que eles briguem o tempo todo isso não é novidade e a cada situação parece que o ímã para problemas seja sempre os dois, mas Hardin consegue superar no quesito trapaça e com as maiores desculpas acaba caindo no erro e quando se dá conta de que não vai dar certo, já é tarde demais e Tessa fica aborrecida ao descobrir mais deslizes de seu namorado. E novamente eles voltam a se desentender.

"É exatamente por isso nunca vai dar certo. Eu tentei o máximo que podia, até ficar exausta. Perdoei as coisas horrorosas que você fez comigo – e com as pessoas também – e, você ainda me faz isso. Na verdade sou eu que faço isso comigo mesma. Eu não sou uma vítima, sou só uma menina idiota que te ama demais – e mesmo assim não significo nada para você."

Resenha completa no blog

site: https://www.bookobsessionblog.com/2019/01/resenha-after-depois-do-desencontro.html
comentários(0)comente



Elyza.Medeiros 10/01/2019

Amo demais.
Sou apaixonada. ?
comentários(0)comente



Juliana 09/01/2019

Cansativo, embora eu... sigo lendo.
A série toda é um enorme problema. Relacionamento abusivo e um vai e vem infinito. Mas, Anna sabe como te prender, ainda que você não goste da sua história. Foi o livro que li mais rápido dos 2 anteriores. Surge uma ponta de maturidade no fim. O final foi bom, embora o livro todo seja extremamente mediano pra mim.
comentários(0)comente



Sophis 30/12/2018

Resenha After- depois do desencontro
Após algumas idas e vindas, Hardin e Tessa estão justos. Mas a aparição do pai de Tessa os pega desprevinidos, e uma inesperada e trágica traição acontece. Será que depois de tanta turbulência o casal Hessa irá sobreviver?
comentários(0)comente



76 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6