Três Semanas Com Meu Irmão

Três Semanas Com Meu Irmão Nicholas Sparks
Micah Sparks




Resenhas - Três Semanas com Meu Irmão


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Daniela Fernandes 08/06/2015

História real, sensível e marcante da vida de Nicholas Sparks
O livro narra a viagem que Nicholas Sparks fez com o irmão Micah, entre janeiro e fevereiro de 2003. Ao mesmo tempo, descreve a vida dele desde a infância pobre até se tornar o escritor conhecido mundialmente.

Agora entendo porque os romances escritos por Nicholas são tão emocionantes e dramáticos, pois ele sofreu muitas perdas familiares que lhe servem de inspiração. Esse livro me deixou de coração partido, fiquei realmente arrasada porque é a vida real dele, marcada com muita superação. Depois da leitura dele, passei a dar ainda mais valor à família que tenho.

Também me marcou muito a bonita atitude da mãe de Nicholas que, à noite, ao colocar os filhos na cama, fazia com que cada um dos irmãos dissesse três gestos simpáticos que cada um lhes tivesse feito durante dia. Isso é algo tão simples e que tornou os três irmãos sempre tão unidos.

Recomendo a leitura do livro, mas prepare o coração porque é bem emocionante, com momentos de alegria, descontração e tristeza.
Fernanda.Makiely 24/06/2015minha estante
Quero muito ler, agora fiquei mais curiosa ainda....




Sam 29/11/2016

Categorizo o livro “Três semanas com meu irmão” como aquele que mudou minha visão sobre Nicholas Sparks.
Quando o peguei para ler tinha o sentimento de “vamos lá para mais uma típica história do senhor Sparks”. Não que eu odeie suas invenções, muito pelo contrário, adoro a forma com que ele escreve, porém depois de alguns livros você acaba percebendo vícios, detalhes parecidos em todos eles. Já sabia que seria um pouco diferente por ser uma história real e ser escrita junto ao irmão, entretanto continuava com a sensação de que leria o mesmo de sempre. Logo de começo a narrativa é diferente por se tratar da história dele, e então eu comecei a me apaixonar por Nick (como seu irmão o chama), fui me identificando com a criança que ele foi e com sua maneira de ser. Enquanto lia suas aventuras e dificuldades familiares, pensava em todas as suas obras que li e até mesmo naquelas que não li, mas assisti aos filmes (ei, não me diga que nunca assistiu a um filme baseado numa história de Nicholas Sparks?) e vi todas de forma diferente. Nunca imaginei que “Um amor para recordar” era baseado em sua irmã, nem que “O resgate” foi inspirado no seu filho Ryan.
Pensando nas histórias pude ver um pouquinho de Nicholas nelas, pude ver um pouco da dor que ele passou, um pouco da sua simplicidade em cada frase. Pensei muitas vezes que os romances acabavam parecidos por ele fazê-los apenas por dinheiro, por ter se tornado algo para lucrar e mudei de opinião sobre Nicholas, por saber tudo que ele passou e perdeu, tudo que ele ganhou e também os sacrifícios que fez para que essas histórias tivessem início, meio e fim.
Ao terminar o livro “Três semanas com meu irmão” senti vontade de abraçar os dois, tanto Nick quanto Micah e agradecer um ao outro por terem tido essa relação maravilhosa que serviu de apoio a ambos, além de possibilitarem a todos lerem e conhecerem essas aventuras e tragédias. Foi o melhor livro que eles poderiam ter escrito.
Indico o livro pra quem gosta do autor, pra quem não gosta e tem interesse de mudar de ideia, pra quem simplesmente quer conhecê-lo melhor. No livro é apresentada a história da família Sparks, desde a infância até a atualidade da escrita do mesmo, por lembranças em meio a uma viagem feita por Nicholas e seu irmão Micah. A escrita é a mesma fluida de todos os outros livros, você se apega às pessoas que nunca conheceu, se entristece e se alegra a cada minuto. Espero que mais pessoas se emocionem com a vida dessas duas pessoas e possam gostar um pouco ou ainda mais desse autor tão conhecido e ao mesmo tempo desconhecido por nós.

site: http://sonhosdeletras.com.br
Corredora Literária 08/01/2017minha estante
Eu tenho todos os livros e venho lendo um a um na sua ordem de lançamento e também percebi esses "vícios" e "coisas parecidas".
Agora iniciei Três Semanas Com Meu Irmão, já adorei por ser uma história real e gostei ainda mais pelo fato de ter fotos!
Estou aguardando o lançamento do Só Nós Dois e aguardo a chegada via correio do Uma Viagem Espiritual que só foi lançado nos EUA e Portugal.
Amo os livros e as histórias dele!




ViagensdePapel 25/01/2016

Três semanas com meu irmão
Eu já resenhei alguns livros do Nicholas Sparks aqui no blog e sempre afirmei que, por mais que suas histórias não trouxessem nada de novo, eram romances bonitos, que cumpriam bem a sua função de entreter e emocionar. Quando eu solicitei Três semanas com meu irmão para resenhar, não imaginava que fosse encontrar na obra um lado tão honesto e sensível de Sparks, disposto a se abrir com todos os seus fãs e expor diversos acontecimentos de sua vida pessoal.

O livro é assinado também por Micah Sparks, mas é Nicholas, seu irmão, que nos conta essa história. Logo no início, em 2002, Nicholas recebe pelo correio um panfleto que anunciava uma excursão de três semanas ao redor do mundo, entre janeiro e fevereiro de 2003. A viagem passaria por lugares como Guatemala, Polinésia, Austrália, Camboja, Índia, entre outros países. Assim que se deparou com o panfleto, Nicholas não conseguiu tirar a ideia da cabeça, mesmo que isso o fosse afastar do trabalho, de sua esposa e de seus cinco filhos. Mesmo assim, ele acreditava que nada acontecia por acaso e viu na viagem uma oportunidade de se reaproximar de seu irmão Micah. Assim, os dois decidiram embarcar nessa aventura.

Os capítulos do livro contam tanto detalhes da viagem, quanto um pouco da história da família Sparks. Confesso que por mais que eu adore livros sobre viagens, volta ao mundo e essas coisas, foi a segunda parte que mais me intrigou. O que estaria por trás de um escritor tão famoso e bem-sucedido quanto Nicholas Sparks, que aparentemente teria a vida perfeita? Mas, como qualquer outra pessoa, ele também tem problemas e o livro nos conta tudo o que passou e de que forma conseguiu superar.

Por trás de suas histórias de sucesso há muito de sua família. Nicholas, desde o começo do livro, mostrou ser bem apegado aos irmãos e aos pais, e depois à sua esposa e filhos, fazendo de tudo para estar presente e compartilhar momentos bons. Acho que foi em 2010 quando ele esteve no Brasil para lançar “Diário de uma paixão”, e na conversa com os fãs ele disse que muitos de seus livros eram inspirados em pessoas que ele conhecia. A história de Ellie e Noah, por exemplo, foi baseada nos pais de sua esposa; já “Um amor para recordar” foi escrito em homenagem à irmã. Quem leu, sabe como a história é triste, ao mesmo tempo em que muito bonita.

Sua vida foi uma sucessão de altos e baixos. Muitas tragédias aconteceram e serviram como inspiração, uma forma de homenagear as pessoas que ele conheceu e amou. Acho que é por conta disso que Nicholas coloca tanta sensibilidade em suas obras. Ele vivenciou tanto momentos bons quanto ruins e soube traduzi-los em palavras. Assim como expõe o interior de Nicholas, Três semanas com meu irmão fala bastante sobre Micah. O irmão mais velho, que demorou a encontrar um rumo, mas também é bastante honesto e honrado. A viagem também serviu para apresentar um novo rumo.

Antes de um livro sobre viagem ao redor do mundo, a obra fala bastante sobre a união familiar, o amor entre irmãos, e que o apoio e o fato de um estar ao lado do outro é capaz de transformá-los. Gostei muito da obra por apresentar uma nova versão do autor, pelo fato de explicar um pouco o rumo de seus livros, que nem sempre trazem finais felizes, como nada na vida é perfeito. Para quem é fã de Nicholas Sparks, é uma obra essencial.

site: http://www.viagensdepapel.com/2015/11/resenha-tres-semanas-com-meu-irmao-de.html
comentários(0)comente



Blog De Bem Com a Leitura 02/07/2015

Três semanas com meu irmão nos leva para dentro do universo de um escritor, aqui podemos acompanhar a vida de Nicholas desde sua infância até os dias atribulados que antecedem sua viagem com Micah, como fã do autor passei a admirá-lo ainda mais ao terminar essa leitura, o livro mostra a realidade de sua vida e como surgiram seus primeiros livros (até mesmo os livros não publicados). Garanto boas risadas e momentos de reflexão, o livro é rico em detalhes e nos mostra como a sua vida refletiu em seus romances, para quem já leu qualquer livro de Nicholas sabe quão sentimentais e profundos eles são, hoje posso entender o motivo!

O livro já começa mostrando o situação caótica em que a casa/vida de Nicholas se encontra, tendo 5 filhos e um romance precisando ser entregue com um prazo apertado o autor conta como vem se dividindo entre a família e o trabalho, segundo o autor: " Ficar um tempo em nossa casa deixaria qualquer um exausto",além de seus filhos terem "muita energia" a cada instante do dia surgem novas tarefas, quem tem filho sabe (multiplica por 5 !!!). Seu livro Noites de Tormenta não estava fluindo da maneira como ele desejava e seu humor não era dos melhores, um dia enquanto avalia a correspondência ele percebe um panfleto que promete uma viagem dos sonhos, seriam três semanas viajando ao redor do mundo! o roteiro da viagem passa por lugar exóticos e inusitados e por diversos pontos turísticos bastante conhecidos.

Mas naquele momento para ele essa viagem era um sonho distante, como poderia passar três semanas ausente? simplesmente estava fora de cogitação. Mas à medida que os dias se passavam ele não conseguia esquecer a viagem e depois de uma conversa com Cathy (sua esposa), ele decide ir e convida Micah para ir com ele. Essa viagem seria um escape de sua rotina mas também uma oportunidade de passar mais tempo com o irmão.

A partir daí acompanhamos a infância do autor, seus pais se casaram muito jovens e tiveram 3 filhos inesperados, a vida da família foi bem difícil pois eles tinham uma situação financeira limitada e moravam afastados da cidade, embora tenham se mudado com muita frequência em busca de algo melhor e que coubesse dentro do orçamento. Micah por ser o mais velho aprendeu logo cedo a ajudar sua mãe, com 3 anos ele cuidava dos irmãos mais novos da maneira que podia, mas apesar de toda a dificuldade que enfrentavam sempre foram unidos.


As brincadeiras de infância entre os irmãos e as peraltices me renderam boas gargalhadas, Micah e Nicholas aprontavam bastante quando eram pequenos, Dana (irmã mais nova) não fica de fora, mas a menina era um doce, os três se divertiam com o que tinham, brinquedos novos era muito raro e pouco saiam de casa, mas isso não era motivo para que ficassem amuados.

Nicholas se casa e quando a vida parece se ajeitar surge uma tragédia após a outra e seus casamento se torna um porto seguro, sua esposa fica ao seu lado em cada dificuldade e nos braços de Micah ele encontra conforto. A maneira como o livro descreve cada perda dos membros da família Sparks é tocante, não vou contar detalhes mas são momentos em que o coração se aflige e a leitura fica triste, principalmente por ser uma história real.

Um dos momentos mais difíceis do livro é a luta de Dana pela vida e inspirado na irmã Nicholas escreve Um Amor Para Recordar (um livro lindo que me emocionou bastante e que tem um filme), porém Dana jamais leu o livro pois não queria saber o final. Outro momento marcante é quando Nicholas e Cathy descobrem que o filho Ryan sofre com algum transtorno que médico algum sabe dizer ao certo o que é, uns dizem que é autismo e outros dizem ser distúrbio auditivo, eles procuram vários médicos em busca de respostas mas nunca chegaram a tê-las. Novamente ele se inspira na família e tempos depois escreve O Resgate.

Enquanto Ryan passa por vários exames, mais um acidente acontece e Nicholas perde outro membro da família faltando um mês para a publicação de Diário de uma paixão e incentivado pela família ele sai em turnê para divulgação do livro.

Três semanas com meu irmão não é apenas um relato da infância e das perdas, o livro mostra o roteiro que eles seguiram na viagem e nos dá uma verdadeira aula de história, são lugares maravilhosos e para nosso deleite ele nos conta detalhes sobre cada um, nos deixando curiosos! Micah e Nicholas fizeram a tão esperada viagem e as folhas desse livros estão repletas com fotografias e em cada capítulo podemos conhecer os lugares visitados por eles, são detalhes que fascinam!


site: http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br
comentários(0)comente



viisevilha 06/01/2016

Três Semanas Com Meu Irmão
A história de uma viagem entre dois irmãos, N. Saprks e Micah Saprks. Durante o decorrer do livro - como em todas as obras do autor - você se apaixona pela escrita fácil e envolvente. Sob relatos reais de todas as dificuldades que passaram jutos na infância com seus irmãos, o modo e o zelo que sua mãe tinha com os filhos, o pai sempre em busca de uma vida melhor e empenhado em estudar, até em como se tornou autor, a partir de uma ideia da mãe, o livro é muito emocionante. Confesso que me emocionei por duas ou três vezes durante a leitura, pois fala diretamente com o sentimento familiar que cada um carrega dentro de si e o empenho em sempre estar unido à família. Uma história comovente, cheia de conteúdo e vontade de aplaudir esse belíssimo autor.
comentários(0)comente



"Ana Paula" 14/11/2015

Como vocês sabem, sou grande fã do autor, tenho todos os seus livros lançados aqui no Brasil e pretendo ler todos um dia! rsrsrsrs
Posso dizer que, antes de ler este livro, eu era somente fã das histórias e da narrativa do autor, hoje, após ler este volume, digo também que sou fã do homem que Nicholas Sparks é.

"Anos mais tarde, entendi que devíamos ter saído por horas - pernas curtas levam certo tempo para atravessar 3 quilômetros - e recordo vagamente quando meu irmão prometeu nos dar um pouco de sorvete. No mesmo instante ouvimos gritos, então olhei por cima do ombro e vi minha mãe correndo freneticamente em nossa direção, colina acima. Ela gritava "PAREM!" enquanto sacudia um mata-moscas sobre a cabeça.
A propósito, era com esse objeto que ela nos punia.
Meu irmão detestava o mata-moscas."

Três Semanas com meu irmão é uma história real - Micah e Nicholas fizeram uma viagem ao redor do mundo juntos. Durante três semanas eles conheceram lugares incríveis, pessoas e culturas diferentes e também conheceram mais de si mesmos.
Além da narrativa sobre a viagem, Nicholas e Micah vão mais fundo e sem medo de se expor, contam como foi sua infância, adolescência e parte da vida adulta.

Quem vê o sucesso que Nicholas Sparks faz com seus romances, não imagina as provações que o mesmo e sua família passaram. Nascido em uma família pobre, os irmãos Sparks (Micah, Nicholas e Dana) nunca puderam ter o que queriam, ficavam feliz com o que tinham. Seus pais foram pessoas de bem, criaram seus filhos com os princípios cristão e alimentaram os sonhos de seus rebentos. Micah, o mais velho, sempre foi o aventureiro; Nicholas seguia o irmão para onde ele fosse e aprontavam muito juntos. Dana, a mais nova e única filha, era doce e cheia de resquícios da mãe. Uma irmã para todas as horas e também a mais mimada.

"Fomos criados à base de uma dieta de leite em pó, batata e aveia. Só quando entrei na escola foi que descobri que o leite vinha em forma líquida. Nunca saímos para comer, visitar museus, ver jogos de futebol nem sequer ir ao cinema."

A viagem em si não me causou muita comoção, ri demais com Micah, que é muito engraçado e sincero. O que mais me tocou foi conhecer essa família profundamente. Conhecer seus valores, seus sonhos, suas perdas e conquistas.
O livro é curto para o tamanho da carga emocional que trás. Nicholas nos conta seus momentos mais alegres e também os mais tristes, nos leva para sua infância, nos faz aventureiros junto com ele e seu irmão. Passamos rapidamente pela adolescência - o momento em que ele saiu de casa para cursar a universidade, as brigas e distanciamentos sofridos ao longo do tempo entre eles. Também conhecemos o Nicholas Sparks atleta, e sofremos junto com o rapaz que não pode seguir seu sonho de ser um corredor, mas acaba descobrindo na escrita, um talento nato.

Senti tantas emoções enquanto lia este livro que me sinto como se conhecesse a família Sparks a vida toda. O autor abre as portas de sua casa para nós, leitores e fãs. Acho que, depois deste livro, consigo entender porque Nicholas sempre me faz chorar com os finais de seus livros. A realidade que ele escreve na ficção de seus romances é chocante e como o autor mesmo diz em muitos dos seus livros, várias histórias são baseadas em sua família.

"Sua opinião sobre força de caráter assustaria a maior parte dos pais de hoje. (...)
Depois que Micah contou a história, ela se levantou da mesa e deixou a sala por alguns minutos. Quando voltou estava carregando uma velha lancheira do ator e cantor norte-americano Roy Rogers, enferrujada e amassada, que pertencera ao seu irmão mais novo, e disse:
- Amanhã vamos colocar seu lanche aqui dentro em vez de usar o saco marrom. Se elas tentarem tirar o seu dinheiro, acerte-as com a lancheira. Assim...
Posicionando o braço como uma domadoras de leões, ela começou a demonstrar o movimento, balançando a lancheira num arco amplo, enquanto Micah, sentado à mesa, observava.
No dia seguinte meu irmão de 6 anos marchou para a escola com a velha lancheira. E. cumprindo a ameaça, as garotas o cercaram quando ele não quis dar o dinheiro. Assim que a primeira avançou para cima dele, Micah fez exatamente o que minha mãe havia ensinado."

Adorei conhecer essa história e claro que indico para todos que gostam e que não gostam dos livros do autor. Creio que seja uma história que encantará qualquer idade. Três semanas com meu irmão é um livro que fala de amor, família, fé, sonhos e crenças. Levará o leitor ao riso e as lágrimas em poucas páginas e encherá o coração daquele que se deixar tocar por essa narrativa.

A capa é linda e condiz perfeitamente com o enredo. A edição do livro está maravilhosa, com fotos da infância dos irmãos, dos pais e algumas fotos da viagem. Encontrei alguns erros de revisão, nada que prejudique a leitura. Os capítulos são maiores, mas possuem espaços que leva de um tempo a outro. Páginas amarelas e letras em tamanho regular, deixam a leitura ágil e gostosa.
A narrativa é em primeira pessoa e ao contrário do que pensei, só Nicholas narra, acho que Micah foi mais um consultor que ficou falando na cabeça do irmão enquanto o mesmo escrevia! (risos).

"Naquele verão eu escrevi Um Amor para recordar, inspirado na minha irmã. Jamie, a personagem principal, incorporava todos os atributos maravilhosos de Dana e todas as preocupações que eu tinha pelo futuro dela. Foi a primeira vez que chorei enquanto escrevia."

Espero que essa resenha tenha passado um pouco do meu contentamento para vocês e que tenha, de alguma forma, mostrado o quanto amei essa leitura. Então, mais uma vez, indico sem pensar duas vezes! Leia!

site: http://www.livrosdeelite.blogspot.com.br/2015/11/resenha-tres-semanas-com-meu-irmao-uma.html#.VkcZ3HarTDc
comentários(0)comente



Raffafust 19/07/2015

Para quem assim como eu é fã de Nicholas Sparks esse livro é um prato cheio. Responsável por sucessos como Um Amor para recordar , Diários de uma Paixão e Uma Carta de Amor o autor americano abre suas recordações e mesmo que não seja proposital acaba respondendo aos milhões de fãs que já leram seus livros da onde tira inspiração para escrever tanta desgraça. A resposta está nessas 317 páginas, a vida dele não foi fácil.
De início ele nos mostra o porquê sua então esposa Cathy - os dois se separaram esse ano, triste isso - deu força para que mesmo ela tendo que cuidar de 5 crianças pequenas, em 2003 ela " liberou" o marido para uma viagem de 3 semanas com seu irmão Micah.
Entre nos contar as aventuras de sua viagem com o irmão ao redor do mundo e recordar desde sua infância até o ano em que o livro foi escrito ( 2004!) o autor nos leva a um mundo que se não fosse contado por ele como sendo verídico certamente imaginaríamos que era coisa dele e de suas histórias tristes, toda vez que falo para alguém o quanto amo Sparks e seus livros ouço de volta um " ah, muito triste, ele sempre mata alguém de câncer no final". Sim, o moço ficou famoso por finais trágicos,o que de certa forma é verdade, mas aqui confesso, um dos livros que mais me fez chorar dele foi esse.
Sparks é o irmão do meio de 3 irmãos , Micah e Dana, seus pais nunca tiveram muitas posses, sua mãe chegou a ficar separada de seu pai por alguns anos, quando então ela e os 3 filhos foram morar com os avós maternos. Sua infância não teve nenhuma riqueza, pelo contrário, na adolescência foi trabalhar lavando pratos co o irmão e depois foram garçons da mesma lanchonete, tudo porque não tinham grana para sair com as namoradinhas. Os dois eram considerados os gatos da escola, nunca tiveram dificuldade de arrumarem namoradas , já Dana sofreu porque pelo visto ninguém a achava bonita, em uma das cenas mais fofas do livro os irmãos a convidam para o baile de formatura. *abraça*
Na faculdade Sparks virou atleta, tinha outra namorada, depois conheceu Cathy , o grande amor de sua vida, ainda demoraria para Micah encontrar sua amada.
Por mais que a capa do livro foque na viagem dos irmãos, é no passado que a história me chamou mais atenção, apesar de eu entender que o " Comer, rezar , amar" dele foi importante para que voltassem a respirar depois de tanta tristeza, são nas memórias de como formou sua família, de como cresceu e de como se tornou autor que me interessei mais.
Não cabe a mim aqui nessa resenha contar tudo de triste que Sparks passou, seria spoiler citar que ele perdeu os pais e a irmã tragicamente? Nossa, e como chorei com cada uma das mortes, o autor nos passa exatamente o sentimento que teve,é como se estivéssemos a vivendo com ele.
Mas não pensem que foi " somente tudo isso", ali, como se abrisse seu livro de memórias, o autor galã que forma filas gigantes por todo o mundo nos conta de onde vieram as histórias para cada uma das histórias que amamos, e sim, merece e deve ser lido para que o entendamos. Nenhuma história fictícia é mais triste do que a vida real.
Cathy, a esposa corajosa, ganhou toda a minha admiração, que mulher de fibra! Mais uma vez fica meu lamento por eles terem se separado.
Micah é o irmão que todos nós gostaríamos de ter, mas aqui como leitora e fã deixo minha opinião sobre o pai : algumas atitudes me enojaram, mas Sparks é só elogios para ele.
Com fotos dos momentos entre os capítulos, o leitor tem a chance de ter um rosto para os personagens citados, e como não se envolver com cada um chegando e se despedindo da vida do ídolo?
Quem olha por fora , não imagina o tanto de dor que esse autor já sentiu, por opção ele optou por colocar tudo que sofreu no papel, por talento , suas histórias são sucesso em muitos países e filmes com atores sensacionais.
Se tinha como ficar ainda mais fã de Sparks , ele conseguiu. Além de ter me ganho com livros maravilhosos, com sua simpatia com seus fãs, ele ainda é um homem fantástico, um batalhador , que merece todo sucesso que tem.
Ali, em mais de 300 páginas , ele não é somente o autor que nos faz chorar , ele é o filho, irmão, pai e marido que nós aprendemos a amar e admirar.

site: http://www.meninaquecompravalivros.com.br/2015/07/resenha-tres-semanas-com-meu-irmao.html
comentários(0)comente



Liachristo 28/07/2015

Três semanas com meu irmão - Uma história real - Nicholas Sparks e Micah Sparks - Editora Arqueiro
Eu não gosto de ler biografias, mas desde que soube deste livro, fiquei muito curiosa e resolvi solicitá-lo para resenha. E não me decepcionei. Três semanas com meu irmão, é muito mais do que uma simples história de viagem. É uma história real sobre superação, incertezas, lutas, conquistas e a amizade e o amor que une uma família.

Nicholas Sparks conseguiu neste livro, reunir seu talento a uma grande habilidade em fazer do simples, do trivial, uma grande história. Um livro que reúne duas histórias paralelas em execução, uma história de viagem e uma história de vida. Enquanto a história de vida é comovente, a parte das viagens nos levam para algo mais leve.

O autor nos conta partes de suas memórias de forma honesta, perspicaz e refrescante e assim nos leva com ele nesta viagem inesquecível, onde os relatos que nos faz, nos mostram a sua capacidade de sempre seguir em frente. Eu gostei muito deste livro. Foi uma leitura rápida e as imagens eram interessantes. Eu aprendi bastante sobre Nicholas Sparks como pessoa. E aprendi que sua vida não foi fácil e que ele tem uma relação extremamente próxima com seu irmão.
Nicholas nos conta sobre a sua viagem ao redor do mundo com seu irmão e ao mesmo tempo nos faz relatos sobre seu passado, sua vida em família, e no desenrolar da trama, vamos passando a conhecer um pouco mais dele e daqueles a quem ele ama.
Nicholas nos conta de todo o estresse, da correria por conta dos prazos com a editora, do problemas em relação ao seu filho Ryan, enfim de sua vida. E de como tudo isto foi importante para fazer dele o homem e escritor que ele é hoje em dia.
Ele nos deixa uma lição de como valorizar a vida e vivê-la de uma forma equilibrada e nos preocupar com as relações familiares acima de tudo.

Confira a resenha completa no Doces Letras.


site: http://www.docesletras.com.br/p/resenhas-d.html
comentários(0)comente



Kamila 21/12/2015

A história começa com Nicholas mostrando brevemente sua rotina com a família: ele ajuda a cuidar dos cinco filhos e é responsável pela correspondência. E foi no meio das cartas de mais um dia comum em sua casa na Carolina do Norte, que Nicholas recebeu um panfleto de uma agência de viagens. Um tour por vários países, que duraria três semanas. Ele conversou com sua esposa, relutou bastante, mas optou por ir. E resolveu convidar seu irmão Micah.

No capítulo seguinte, o autor conta como seus pais se conheceram, muito jovens e se casaram muito cedo, como foi sua infância com Micah e Dana, sua irmã caçula.

Os capítulos sempre começam com detalhes dos lugares em que eles visitaram, e terminava com uma história do passado do autor. E com direito a várias fotos, tanto da viagem como da infância e adolescência de Nick, Micah e Dana.

E por mais incrível que possa parecer, a família Sparks passou por maus bocados. Eles viviam na pobreza de marré de si (será que eu escrevi certo? Hahaha). O autor afirma que chegou a viver abaixo da linha da pobreza. Não pude deixar de imaginar como ele sofreu. Sofreu mesmo. Se você acha que pobreza é triste, é porque ainda não sabe das duras perdas que ele sentiu.

Os locais que os irmãos passaram foram os mais incríveis que alguém pode imaginar: Camboja, Índia, Noruega... Claro que não vou falar todos, vou deixá-los curiosos, rs.

Nem tudo é tristeza nesse livro. Nicholas também conta como conheceu Cathy, sua esposa. Como ele quase se tornou um atleta e como é difícil criar cinco crianças, sendo uma especial. E ainda contou detalhes de sua vida como escritor, contando como, acidentalmente escreveu seu primeiro livro, Diário de Uma Paixão.

resenha completa em:

site: http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br/2015/07/resenha-tres-semanas-com-meu-irmao.html
comentários(0)comente



Pri 15/11/2016

{Resenha} Três semanas com meu irmão - Blog As Meninas que leem livros
ixi que sinopse grande, né? Mas vamos lá!

Afirmo antes de tudo que nunca havia lido um livro sequer do Nicholas Sparks. Simplesmente não me atraíam e nem mesmo assisti nenhuma adaptação cinematográfica de suas obras.

Decidi ler este por esta razão.

Creio que, por ser algo de sua vida real, não teria um tema que me seria enfadonho, então comecei a lê-lo e fiquei tocada pelos acontecimentos narrados por ele e seu irmão. Não sei exatamente o quanto Micah participou do processo de escrita, mas pelo final, parece que mais uma vez ele salvou o irmão mais novo de uma enrascada!

O livro conta sobre uma viagem ao redor do mundo - que eles chamam o tempo todo de "A viagem de nossas vidas" - realizada pelos irmãos Nicholas e Micah que, embora tenham suas vidas corridas. cotidiano repleto de atividades - casa, família, trabalho - e deixam tudo para trás em uma nova aventura.
[...]
Continue lendo no blog!

site: http://www.asmeninasqueleemlivros.com/2015/07/tres-semanas-com-meu-irmao-nicholas.html
comentários(0)comente



Escritora por um Acaso 25/02/2016

Três semanas com meu irmão conta a história sobre a infância e a vida de Nicholas Sparks. Com ele, é possível conhecer mais sobre esse autor que tanto encanta leitores por todo o mundo. Nicholas Sparks escreveu junto com seu irmão Micah Sparks relatos sobre as histórias que viveram ao redor do mundo, quando, juntos, resolveram viajar.


"Com humor e sensibilidade, os irmãos Sparks abrem sua vida, revelam suas origens e compartilham verdades surpreendentes sobre perda, amor e esperança."

Além de ser uma forma de se aproximarem, por morarem distantes, é uma forma de relaxarem e refletirem sobre suas vidas.
No livro, há diversas fotos sobre a família de Nicholas, o que ajuda a concretizar a leitura. É um ótimo complemento e, além de ser visual, é muito interessante. Também mostra as dificuldades financeiras que sua família teve durante a vida e a relação que ele tinha com seus dois irmãos, Micah e Dana (irmã caçula).


"Muitas histórias começam com o aprendizado de uma simples lição, e a da nossa família não é exceção à regra."

A história é intercalada entre os fatos que ele e seu irmão viviam durante a viagem e os fatos que eles viveram ao longo da vida. O livro também retrata da vida adulta e tudo que ele passou e passa até hoje.
Se você gosta e aprecia a escrita de Nicholas Sparks, certamente gostará desse livro, mesmo que ele não seja um romance clássico como os demais. Ele é narrado pela visão de Nicholas de tudo o que viveu e isso torna o livro mais interessante.
Particularmente, eu não gosto muito de livros biográficos ou que narram histórias, pois eu acabo me cansando mais rápido e, por isso, eu não darei cinco estrelinhas para o livro. Mas, se você gosta de uma boa história baseada em fatos reais, não perca tempo e comece já esta leitura.

site: http://www.escritoraporumacaso.blogspot.com.br/2015/12/resenha-tres-semanas-com-meu-irmao.html
comentários(0)comente



Jhosy 30/09/2015

Redescobrindo Nicholas Sparks!
Três Semanas com meu irmão é um livro que me surpreendeu positivamente de diversas formas.

Ele é um livro de memórias e acho que se encaixa bem também no gênero Biografia, já que nos traz muito sobre a infância, adolescência, juventude e vida adulta do autor e também de sua família.

Enquanto Nicholas e Micah viajam pelo mundo, lembranças da vida que compartilharam em família vem á tona e ambos relembram momentos lindos e outros muito difíceis que viveram no decorrer de suas vidas.

Eu digo que para mim, o livro foi um redescoberta. Tenho um caso constante de amor com os livros do Nicholas, salvo poucas exceções. E várias vezes pesquisei sobre o autor, mas nada como saber mais sobre ele através dele mesmo. E é incrível o que ele conta.

A história de vida dele e de Micah, é incrível. É linda. Me fez rir muito, e também me levou à lágrimas muitas vezes.

E eu me apaixonei pelo bom humor do Micah, pela sua maneira perspicaz e divertida de ver a vida, ao mesmo tempo em que ajuda o irmão a encontrar o equilíbrio tão necessário entre vida pessoal, profissional, etc.

Entre os diálogos dos dois, encontrei lições lindas que me deixaram encantada com o livro.
A batalha de ambos para superar as perdas e as dificuldades da vida é uma lição de força, de união e acima de tudo, de amor.

Simplesmente maravilhoso!
comentários(0)comente



@APassional 10/12/2015

* Resenha por: Elis Culceag * Arquivo Passional
Resenha disponível no blog Arquivo Passional, no link abaixo.


site: http://www.arquivopassional.com/2015/07/resenha-tres-semanas-com-meu-irmao.html
comentários(0)comente



Luiza Pickler 05/01/2018

Que livro!
Simplesmente sensacional.
comentários(0)comente



Robson.Cunha 23/07/2017

Uma história fascinante...
A vida e suas vária faces e fases. Três semanas com meu Irmão, nos mostra que todos nós temos a nossa história e, de alguma ou de várias formas, a nossa biografia é escrita pelo Autor da vida. Fascinante, empolgante e emocionante. Uma viagem por alguns cantos do mundo, uma viagem na história de Nich, outra viagem na história de Micah, de Dana e, mais profunda na história da família. Um passado contado do futuro, dentro de um presente com suas dores dentro das alegrias. Um livro capaz de tocar muitos corações porquanto nos convida a visitarmos a nossa história, revermos nossas relações e nossas próprias vidas...
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3