A Cruz de Fogo - Parte 2

A Cruz de Fogo - Parte 2 Diana Gabaldon




Resenhas - A Cruz de Fogo - 2ª Parte


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Mari Siqueira 05/07/2017

Se a primeira parte de A Cruz de Fogo não havia trazido muita emoção e aventura à saga de Claire e Jamie Fraser, este segundo volume valeu a espera por algo mais empolgante. Com inúmeras reviravoltas, a vida pacata nas montanhas deu lugar a um turbilhão de perigos e acendeu uma cruz de fogo para nos preparar para o que vem por aí.

É incrível como Diana Gabaldon consegue reunir tanta história para contar. Cada volume da série Outlander - ainda na metade da publicação no Brasil - tem aproximadamente seiscentas páginas e, ainda assim, a trama se desenrola de maneira interessante. Com muito embasamento histórico e científico misturado com fantasia e misticismo, a autora traz em seu romance histórico uma riqueza narrativa ímpar e nos envolve com cada uma de suas palavras, mesmo que elas não sejam poucas.

Na continuação de A Cruz de Fogo, Claire e Jaime estão se preparando para as primeiras revoltas dos rebeldes contra a Coroa. Munidos do ponto de vista único de Claire, Brianna e Roger, a família Fraser tenta permanecer alheia às movimentações políticas, enquanto o conflito ainda não está bem delineado. Sabendo que o lado vencedor declarará independência da Inglaterra criando Os Estados Unidos da América que nós conhecemos, eles se preparam para o caos da formação de um novo país.

Brianna e Roger, um casal que não me agrada muito em contraste a Claire e Jamie, enfrenta uma das maiores dúvidas de sua chegada no século XVIII. A perspectiva iminente da guerra e os riscos que envolvem sua estadia nesse período turbulento da história faz com que a relação deles se abale e será preciso muito mais do que conhecimento histórico para mantê-los juntos.

Um Jamie mais maduro e forte aparece em A Cruz de Fogo. Relembrando os horrores da guerra e visando proteger sua própria família, o escocês retoma sua força adormecida em busca do Novo Mundo. O sentimento de vingança ainda paira no ar, por terem deixado Bonnet impune após suas atrocidades, Jamie e Roger planejam dar fim à vida do cruel marinheiro e fazer com que ele pague por todo o sofrimento que causou. Os perigos dessa empreitada são bastante evidentes, mas como dissuadir um homem das Terras Altas a desistir de sua honra?

Com um ritmo bem mais acelerado que seu antecessor, Diana Gabaldon coloca nosso coração à prova e arrisca a vida de nossos personagens favoritos. Em meio a um período conturbado e muito importante para a formação do nosso presente, Jamie Fraser e sua família tentam sobreviver ao futuro reescrevendo o passado. Milhares de páginas lidas e ainda não tive o suficiente de Outlander, como já dizia Claire, voltar das pedras é cada vez mais doloroso, assim como fechar as páginas do seu livro favorito.

"Coloquei minha mão sobre a dele, onde estava, pousada em cima da caixa. A pele dele estava quente por causa do trabalho e do calor do dia, e ele cheirava a suor. Os pelos de seu braço brilhavam ruivos e dourados ao sol, e eu entendi muito bem naquele momento por que os homens mediam o tempo. Eles desejavam fixar um momento, na esperança vã de que, ao fazer isso, o tempo não passe." (p. 181)

site: http://sobreamorelivros.blogspot.com
comentários(0)comente



Paloma Casali 29/06/2017

Blog Ilusões Noturnas
O 5º livro, A Cruz de Fogo, foi dividido em duas partes pela Editora Arqueiro, e, para mim, esta divisão foi feita no momento perfeito da história.

A primeira parte é mais tranquila e nos insere em um ambiente familiar e "calmo" (na medida do possível para Diana); o leitor pôde vivenciar a "rotina" da família Fraser em casa [coloquei rotina entre aspas, pois sabemos que a verdadeira rotina dos Frasers é alguma aventura, em que, normalmente, eles são lançados]. - Clique AQUI para conferir a resenha da 1ª parte.

Já a segunda parte é mais movimentada; repleta de aventuras e desventuras, perigos, doenças e muita emoção.

[IMAGEM]

"Estamos" em 1771, na Carolina do Norte, na America, especificamente, na Cordilheira dos Frasers. Depois das emoções do casamento de Jocasta é hora de enfrentar: a Batalha de Almance e suas consequências; as preocupações acerca da tentativa de roubo no casamento; as descobertas sobre outros viajantes do tempo e as influências na família; a incerteza sobre o retorno de Bonnet; um retorno não esperado de alguém importante; e, principalmente, enfrentar as próprias batalhas interiores.

Como sempre, Diana aguça a imaginação do leitor com descrições de locais, pessoas, fatos e sentimentos de uma forma única e peculiar. O leitor se sente parte da história em cada momento - seja com uma corda no pescoço; seja matando algum animal; seja curando enfermos; seja vivendo em uma floresta; seja fazendo amor. Ela mantém a tradição de surpreender a cada página lida. Mais uma vez provou que o AMOR (independente da forma - homem/mulher; pai/filho; mãe/filho; avôs/neto; amigos...) supera tudo, e que o bom humor deve fazer parte das nossas vidas em todas as situações.

>>>>>>> Leia a resenha na íntegra acessando o blog!!!! Você vai adorar!

site: https://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/2017/06/resenha-outlander-cruz-de-fogo-parte-ii.html#more
comentários(0)comente



Paloma Casali 29/06/2017

Blog Ilusões Noturnas
O 5º livro, A Cruz de Fogo, foi dividido em duas partes pela Editora Arqueiro, e, para mim, esta divisão foi feita no momento perfeito da história.

A primeira parte é mais tranquila e nos insere em um ambiente familiar e "calmo" (na medida do possível para Diana); o leitor pôde vivenciar a "rotina" da família Fraser em casa [coloquei rotina entre aspas, pois sabemos que a verdadeira rotina dos Frasers é alguma aventura, em que, normalmente, eles são lançados]. - Clique AQUI para conferir a resenha da 1ª parte.

Já a segunda parte é mais movimentada; repleta de aventuras e desventuras, perigos, doenças e muita emoção.

[IMAGEM]

"Estamos" em 1771, na Carolina do Norte, na America, especificamente, na Cordilheira dos Frasers. Depois das emoções do casamento de Jocasta é hora de enfrentar: a Batalha de Almance e suas consequências; as preocupações acerca da tentativa de roubo no casamento; as descobertas sobre outros viajantes do tempo e as influências na família; a incerteza sobre o retorno de Bonnet; um retorno não esperado de alguém importante; e, principalmente, enfrentar as próprias batalhas interiores.

Como sempre, Diana aguça a imaginação do leitor com descrições de locais, pessoas, fatos e sentimentos de uma forma única e peculiar. O leitor se sente parte da história em cada momento - seja com uma corda no pescoço; seja matando algum animal; seja curando enfermos; seja vivendo em uma floresta; seja fazendo amor. Ela mantém a tradição de surpreender a cada página lida. Mais uma vez provou que o AMOR (independente da forma - homem/mulher; pai/filho; mãe/filho; avôs/neto; amigos...) supera tudo, e que o bom humor deve fazer parte das nossas vidas em todas as situações.

>>>>>>> Leia a resenha na íntegra acessando o blog!!!! Você vai adorar!

site: https://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/2017/06/resenha-outlander-cruz-de-fogo-parte-ii.html#more
comentários(0)comente



Na Nossa Estante 20/06/2017

A Cruz de Fogo - Parte 2
Assim que terminei a parte 2 de A Cruz de Fogo de Diana Gabaldon, eu só conseguia pensar no próximo livro, quando chega, quando vou poder ler, quando terei minhas respostas? Existe agora em mim uma necessidade urgente de continuar acompanhando a história dos personagens residentes na Cordilheira dos Fraser, no Estado da Carolina do Norte, Estados Unidos no ano de 1771.

Mais uma vez Diana trouxe um livro cheio de aventuras, um acontecimento atrás do outro, provando que morar na floresta nos anos de 1700 e lá vai pedrada, não é nada monótono, é de picada de cobra a ataque de búfalo, ameaça de porco e enfrentar a possibilidade de morte repentina. Até lavar roupas é bem complicado! Cozinhar então! É uma arte! E mesmo sendo através de palavras, os cheiros descritos pela autora enchem o ar do ambiente de quem está lendo, se o leitor assim o permitir, claro.

O relacionamento de Jaime e Claire é sólido, mas nunca entediante! Acredito que os personagens sejam baseados em pessoas reais, pois só quem ama é capaz de ter pequenos e incontroláveis acessos de raiva que são facilmente perdoados. Os dois compartilham com o leitor seus sentimentos de maneira tão carinhosa que é uma delícia ser envolvido por eles. Enquanto Jaime é um típico homem das Terras Altas da Escócia que pode matar ou morrer, mas que também leva muito á sério a honra e a responsabilidade de cuidar das pessoas que dependem dele na Cordilheira. Já Claire é uma médica formada que se entrega ao seu destino em uma época onde para usar os conhecimentos que possui, não tem em mãos todos os instrumentos necessários, sejam eles de qualquer natureza, mas isso não a impede de exercer sua profissão.

Já Brianna e Roger estão bem adaptados à vida na Cordilheira e junto ao filho Jemmy, dão vida e alegria aos momentos em família. É responsabilidade de Jemmy as partes mais gracinha que um bebê pode proporcionar aos avós e ao leitor.

É interessante também acompanhar a evolução do relacionamento de Jaime e Roger que passam a ter momentos em que precisam confiar cegamente um no outro e assim estreitam os laços que os une, e os dois compartilham a decisão de ir atrás de Stephen Bonnet, apesar de Brianna não aceitar bem esta atitude e tentar impedir a ida do marido e do pai atrás do bandido. Já Claire, conhecendo Jaime como conhece, sabe que não adianta falar nada, e se cala diante da impossibilidade de mudar os fatos e a necessidade de Jaime de vingar a filha.

A execução do plano para pegar Bonnet não é exatamente um sucesso, mas pelo menos agora eles já sabem o que o Capitão do navio que trouxe Roger para a Carolina ao encontro de Brianna quer realmente, e sabem também do que ele é capaz para conseguir alcançar seus objetivos.

Depois de um longo tempo chegam notícias da Escócia e Jaime é envolvido pela emoção das palavras que lê e eu confesso que ri e chorei junto com ele. Revelações são feitas, não por completo, o que aguça a nossa curiosidade, principalmente porque podem encerrar a dívida que Jaime tem com sua ex-mulher.

E para as últimas páginas, Diana Gabaldon reservou uma surpresa emocionante com o retorno de um querido personagem que eu acreditava estar perdido para sempre, além de revelar parcialmente outros viajantes do tempo que já andaram por aqueles lados e encerrou o livro me deixando com milhares de perguntas sem respostas que eu espero ver respondidas no próximo volume que aguardo ansiosamente.



site: http://www.oquetemnanossaestante.com.br/2017/06/outlander-cruz-de-fogo-parte-ii.html
comentários(0)comente



Fernanda 16/06/2017

A Cruz de Fogo - Parte 2
Resenha no blog:

http://www.segredosemlivros.com/2017/06/resenha-cruz-de-fogo-parte-2-diana.html

site: http://www.segredosemlivros.com/2017/06/resenha-cruz-de-fogo-parte-2-diana.html
comentários(0)comente



Acordei Com Vontade de Ler 15/06/2017

A série Outlander é mundialmente reconhecida e amada por diversos fãs e, apesar de ser uma grande fã da série televisiva, o meu verdadeiro amor está nos livros escritos pela Diana Gabaldon.
Após o estupro de Brianna, a família está emocionalmente abalada. Afinal, ninguém sabe se Jemmy é filho do Roger ou do algoz da mocinha. E o grande problema está na possibilidade do vilão decidir ir atrás da criança. Mas essa questão não é o único problema abordado no livro.
Roger está gravemente ferido e após a batalha de Alamance, Roger, Brianna, Jemmy, Claire e Jamie retornam à Cordilheira. Roger também está emocionalmente abalado, especialmente por estar preocupado com o futuro de sua família.
Com esse clima pesado pairando entre a família, Jamie e Roger decidem tomar as rédeas da situação e ir atrás de Stephen Bonnet para conseguir a sua tão merecida vingança. Todos estão bem cientes dos riscos que essa perseguição implica, mas estão ainda mais cientes do perigo que Jemmy pode correr no futuro.
Porém todos são surpreendidos e uma grande reviravolta ocorre, fazendo com que Claire e Brianna tenham que lutar por suas vidas. É nesse momento que o leitor irá ver se Brianna conseguirá encarar seus traumas para lutar por aqueles que ama.
O livro também conta outras histórias, como a presença de outros viajantes. A possibilidade de existir outros viajantes no tempo comprova para Claire algumas teorias que ela vem realizando durante algum tempo. Tais teorias também abrem a possibilidade de uma fuga para Roger, Brianna e Jemmy se a situação fugir ainda mais do controle.
Além disso, ocorre o retorno de Laoghaire, que como sempre, tenta se interpor no relacionamento de Jamie e Claire. É interessante observar que o casal já passou por muitas situações horríveis e Claire claramente amadureceu seus sentimentos por Jamie e vice versa. É um amor construído em uma base sólida, que envolve confiança, amizade e companheirismo.

"Jamie faz parte de mim. Assim como você...Mas nenhum de vocês dois é toda a minha pessoa... Eu sou... o que sou. Médica, enfermeira, curandeira, bruxa... como as pessoas quiserem chamar, o nome não importa. Eu nasci para ser isso, e serei isso até morrer." (p. 190)

Não existem adjetivos o suficiente para elogiar esse livro. Diana Gabaldon mexe completamente com as emoções do leitor. Em um momento estamos sorrindo e logo em seguida, nos debulhando em lágrimas. É um enredo realmente especial.
A editora Arqueiro, como sempre, arrasou na edição. Revisão, diagramação e layout impecáveis contribuem imensamente para a leitura prazerosa que "A cruz de fogo" proporciona.

"Uma vaga sensação de conforto o tomou. Parecia que isso era tudo que ele precisava saber naquele momento. Qualquer outra coisa poderia esperar." (p. 109)

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/2017/06/resenha-cruz-de-fogo-parte-2-outlander.html
comentários(0)comente



Rose 08/06/2017

Uma coisa eu tenho que dizer sobre os homens desta série, é incrível como tem coisa que só acontece com eles!!! Mais incrível ainda é a forma como eles nos fazem suspirar através de suas atitudes em relação aqueles que amam.
Se na parte um deste quinto volume eu disse que as coisas estavam mais calmas, Diana aproveitou este volume para balançar com as emoções dos leitores. Tudo bem que não é nada se compararmos aos livros um e dois, mesmo assim deixa o leitor tenso.
Depois da batalha de Alamance, todos voltam para a Cordilheira, sendo que Roger precisa passar por uma grande e difícil recuperação, não apenas física, como também psicológica. Nesta parte, houve alguns momentos em que fiquei um pouco brava com Brianna, por conta de algumas de suas reações.
Uma de suas preocupações é seu filho Jemmy, e sua origem indefinida. O problema mesmo nem seria tanto em relação a verdadeira paternidade do menino, mas sim se o possível pai Stephen Bonnet poderia um dia vim atrás deles.
Pensando nisso, e principalmente na agressão sofrida por Brianna, Jamie e Roger elaboram um plano de vingança contra Bonnet, onde apenas a morte dele seria aceitável. Claire está ciente dos perigos desta procura, mas sabe que mais perigoso é não saber nada sobre Bonnet.
Mas não é apenas esta emoção que temos pela frente, pois a procura por Bonnet acaba sendo uma armadilha e são exatamente as mulheres que terão que defender suas vidas. Será que Brianna conseguirá manter-se firme diante do perigo ou a sombra do estupro será um facilitador para seu algoz?
No enredo ainda acompanhamos a descoberta de outros viajantes do tempo e de suas possíveis descobertas em relação a esta viagem. Descobertas que a própria Claire já tinha desconfiança, e que vê seus pensamentos tomarem força diante das anotações encontradas.
Estas anotações abrem as portas para que Roger e Brianna, assim como o pequeno Jimmy, possam um dia, se necessário, voltarem para o futuro. Aliás esta volta pode está ainda mais perto diante do estado de saúde de Roger. Este aliás, é um dos momentos bonitos que encontramos no livro. Justamente o momento em que Roger diz se fica no passado com sua família, ou se vai para o futuro.
Nesta recuperação de Roger, vemos um outro momento tenso, onde Jamie fica a beira da morte. Ele que sempre teve Claire a seu lado para lhe remendar e medicar, precisará acreditar nos parcos conhecimentos de seu genro e principalmente em sua própria força para não sucumbir e deixar a morte vencer.
Não pensem que é apenas isso. Lembram da odiosa Laoghaire? Pois é, mesmo longe ela perturba Jamie e Claire. Eu adoro o Jamie, de verdade, mas tem coisas que não consigo entender, e ele achar que deve sustentar esta mocrenta é uma delas. Assim como acha necessário dar um dote para cada filha dela, sendo que nem dele são. Sorte dele que Claire é mais centrada do que eu... Aliás, se não fosse assim, acho que neste exato momento estaria chorando por uma castração de nosso lindo mocinho... Ok, até eu percebi que era orgulho o problema dele, mas como Claire bem disse, ciúme é um sentimento que não precisa de razão nenhuma...
Gostei de ver Roger e Jamie se entendo melhor, aliás, bem melhor mesmo. Não que eles ficassem brigando ou coisa parecida, é algo mais profundo, de confiança e companheirismo, de pai e filho. Por falar em filho, Roger continua mostrando que Jimmy é seu filho sim, independente de qualquer coisa
Jamie e Claire continuam firmes e apaixonados, e Jamie mais uma vez me fez suspirar com suas declarações. É difícil concorrer com este homem neste quesito! Neste livro temos um destaque maior para o Roger, que chegou a roubar a cena e nossos corações em vários momentos.
Ah, já ia esquecendo, tem um personagem muito importante para Jamie que volta para sua vida, e não, não é a mocrenta, mas alguém muito querido por todos, e que estava fazendo falta.
Como é um livro que muitas coisas acontecem ao mesmo tempo e tudo é interligado, não posso falar muito, mas espero ter dado uma imagem geral do que você vai encontrar neste livro, que continua cheio de aventura, amor, lutas e intrigas.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
comentários(0)comente



day 23/05/2017

maravilhoso!!
Mais uma vez Diana Gabaldon ,encantando com essa história maravilhosa!
O livro começa com a batalha de Alamance ,todas as dificuldades e desafios da época.
A vida volta ao normal,quando eles retornam a cordilheira.
Claire e Jamie vivendo a maturidade do seu amor e vivendo a vida com seus afazeres na cordilheira.
Momentos de tensão com Roger ,quando fica gravemente ferido e jamie quando é picado por uma cobra.
"-Sassenach...eu a amo agora e sempre vou amá-la .Se eu estiver morto,se você estiver morta,se estivermos juntos ou separados.Você sabe que é verdade-disse ele baixinho e tocou meu rosto.-Eu sei disso a seu respeito ,e você sabe disso ao meu respeito."
Brianna vê seu filho jemmy,crescendo a cada dia,e junto com seu crescimento ,o fantasma de Stephen Bonnet,também a assombra,será que um dia ele poderá vir atrás dela e de Jemmy?
Jamie e Roger ,estão dispostos a matar Stephen Bonnet,e traçando planos para isso.
O mais legal é que nesse livro o sobrinho de Jamie volta ,trazendo com ele um registro que irá explicar muitas coisas sobre viajantes do tempo.
O livro é maravilhoso!! só me deixou com mais vontade de ler o próximo,que sabe la Deus quando chegará as livrarias.
"A mão de Jamie permanecia sobre a minha.Fez um pouco de pressão e eu o encarei,mas seus olhos ainda estavam fixos em algum lugar além das montanhas e das nuvens distantes .Sua mão pressionou um pouco mais e senti as bordas de minha aliança pressionando minha carne.
-quando chegar o dia em que tivemos que nos separar -disse ele baixinho,e virou-se para me olhar-,se minhas últimas palavras não forem "EU AMO VOCÊ",saiba que isso não aconteceu porque não tive tempo.

site: http://escreverdayse.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Michele 18/06/2016

A Cruz de Fogo
Estou achando muito cansativo.
Stela.Anderlini 08/11/2016minha estante
Conseguiu terminar?? Tenho interesse em ler. Gostaria de vender? Trocar?


Michele 08/11/2016minha estante
Terminei, mas não é livro físico.


£v£ 28/12/2016minha estante
Concordo contigo... to me arrastando pra conseguir terminar.... muito cansativo...


Michele 28/12/2016minha estante
Sem coragem pra começar o próximo...


Cleyvane.MendonAa 13/07/2017minha estante
oie Michele,vc tem o Pdf desse livro? se sim,vc poderia me enviar? meu email: cleyvanecm7@gmail.com, desde ja te agradeço




SakuraUchiha 24/05/2015

O suficiente para manter os fãs querendo mais.
Diana Gabaldon é uma escritora fantástica. Ela continua sua incrível história de Jamie e Claire nos anos imediatamente antes da Revolução Americana.
Eu adorei ler a forma como a história é tecida em torno de fatos históricos, com uma pitada de filosofia jogada em boa medida. Eu sempre fui fascinada com a história, e como a vida foi vivida até o mais mundano dos deveres domésticos.
A autora mais uma vez tem mostrado seu senso de humor único e sua extraordinária influência sobre os assuntos do coração. Ao contrário de muitos, eu gostei de ler sobre Brianna e Roger, e como suas vidas foram entrelaçadas em Jamie e Claire, e mesmo assim conseguiu construir seu próprio estilo de relacionamento e casamento.
No geral, uma boa leitura, e um trabalho digno de adição a qualquer boa estante.

site: https://bookzinga.wordpress.com/2009/11/01/a-cruz-de-fogo/
comentários(0)comente



Nana 05/09/2012

SIMPLESMENTE ADOREI O LIVRO FIQUEI COM O COARAÇÃO NA MÃO COM O JAMIE DOENTE POR CAUSA DA MORDIDA DA COBRA E VI O JAMIE FALANDO DA LAOGHAIRE E VI Q NAUM ERA CIUMES MESMO Q ELE TAVA TENDO EU ACHEI Q ERA MAIS ORGULHO DE HOMEM MESMO TIPO PQ ELA DEITOU COM OUTRO E COM ELE NAUM (TIPICO DE HOMEM) MAS ENFIM LIVRO OTIMO E ADOREI A VOLTA DE IAN TAVA SENTINDO FALTA DELE
Stela.Anderlini 08/11/2016minha estante
Querendo muito ler! Vc venderia? Empresta??


Elizabeth 16/01/2017minha estante
Não foi ciúmes. Apenas o ego masculino ferido. A Laoghaire não gostava de fazer amor com ele e agora lá estava ela com outro! Ele pensou que o problema fosse ele. E era! Na verdade, ela não gostava de ir pra cama com ele porque ela achava que ele ia pensando na Claire, já que ele chamava por ela durante o sono.




Patty 25/07/2012

Ótimo
Nessa segunda parte continuamos com as dificuldades de Jaime, Claire, Roger e Bri na vida nos Estados Unidos pré-revolução e a busca de Jaime e Roger para se vingarem de Bonet. Começamos a conhecer e se apaixonar pelo pequeno Jemmy. E Diana como sempre, ainda consegue nos surpreender no final.
Como toda a série até aqui, esse livro é ótimo, não tem como não se apaixonar!
Paty 25/03/2015minha estante
Nunca demorei tanto tempo para terminar de ler um livro. Cansativo


Stela.Anderlini 08/11/2016minha estante
Paty, gostaria de vender o livro?




Beca 20/01/2010

Maravilhoso
Todos os livros surpreendem, mesmo sendo uma sequencia cada livro disperta um sentimento diferente no leitor, me apaixonei pelo roger, achei o maximo a parte do urso branco e é mto bom ter o Ian de volta. A única parte que me despertou RAIVA rs foi a que a q Jamie sente ciumes da ex, e a Claire encara isso numa boa... Se tratando dela acho que a Diana exagerou no espirito de "compreensão"!
O livro é lindo, o segundo volume cheio de ação! Agora é esperar pelo próximo =D
comentários(0)comente



Marcia Pimentel 14/12/2009

Otimoooooo....!!!!
Eu gostei muito do quinto livro... é muito amor que une esse casal...fiquei desesperada na parte que a cobra pica o Jamie na perna e ele quase morre... aparte que ele sente que é a ultima vez que faz amor com a Claire é muito emocinante...esse homem é tudo...mas tbm fiquei p...da vida com ele...quando ele sentiu ciumes da laoghaire e sonhou com ela...a Claire aceitou isso muito facil pro meu gosto.
Elizabeth 16/01/2017minha estante
Não foi ciúmes. Apenas o ego masculino ferido. A Laoghaire não gostava de fazer amor com ele e agora lá estava ela com outro! Ele pensou que o problema fosse ele. E era! Na verdade, ela não gostava de ir pra cama com ele porque ela achava que ele ia pensando na Claire, já que ele chamava por ela durante o sono.




Regina 02/11/2009

Li esse livro beeeeeeeem devagar! Não queria que acabasse, pois sei que agora, só ano que vem tem mais histórias inéditas de Jamie e Claire. Mas releituras sempre são interessantes e é o que me consola…

O resumo acima foi muito acertado. Realmente, Diana nos transporta para a América de 1770! As doenças, os perigos, as aventuras, o trabalho pesado e compensador… tudo é muito bem retratado. Esse é um dos pontos que mais gosto nos livros dessa série – a realidade é muito bem mostrada e sofremos e vibramos e vivemos juntos com os personagens. Diana consegue trazer o leitor para dentro do livro e nos faz ver tudo o que ela descreve!

Achei que Roger roubou um pouco a cena nesse volume. O que ele passou – Deus! – terrível! A provação por que ele passou me fez lembrar muito dos sofrimentos de Jamie… Brianna me surpreendeu também! Geralmente não sou muito fã de Bri. Apesar de ser filha de Jamie e Claire, eu a acho muito fria e fechada e, por que não, um tantinho egoísta. Mas ela conseguiu me mostrar que tem um pouco dos pais dentro de si! Jemmy é um conquistador! Com quase dois anos, ele é simplesmente fofo e adorável! Não nega que tem o sangue de Jamie nas veias… ruivo e de olhos azuis e charmoso! É difícil ver James e Claire como avós, mas eles ficam perfeitos no papel.

Vou terminar a resenha com uma frase de Jamie que achei simplesmente fenomenal!!! Quem lê os livros dessa série sabe que Jamie diz cada coisa que é capaz de derretar um iceberg… mas essa frase merece destaque:

- Quando realmente chegar o dia em que tenhamos que nos separar – ele disse ternamente, virando-se para olhar para mim – , se minhas últimas palavras não forem “Eu a amo”, você vai saber que foi porque não tive tempo.

Dá para não viajar no tempo para ir atrás de um homem desses?
comentários(0)comente

Claire Scorzi 23/12/2009minha estante
suspeita, suspeita pra elogiar. este foi facil facil um dos 10 melhores que li este ano.




16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2