Dicas Úteis Para uma Vida Fútil

Dicas Úteis Para uma Vida Fútil Mark Twain




Resenhas - Dicas Úteis Para Uma Vida Fútil


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Fimbrethil Call 09/03/2010

Humor muito inteligente
O livro é sensacional, muito bom, mesmo, mas a tradução é um lixo. O nome do livro é "Helpful hints for good living", dicas úteis para uma boa vida. Por que os tradutores brasileiros acham que eles são mais inteligentes e engraçados que os autores? o.O

Crônicas sensacionais que retratam a vida que ele levava no fim do século XIX nos Estados Unidos, onde eu aprendi que já havia vendedores de porta em porta, e que todos vendiam pára-raios, e Mark Twain ficava com dó e comprava de todos hehehehehehehehehehe imagina que horror que era ficar na casa dele numa tempestade hahahahahahahhahahahaha

Ele realmente era ótimo.

Livro recomendadíssimo.
comentários(0)comente

cyberelfo 23/02/2010minha estante
Apesar de concordar com vc sobre o título, no geral tenho achado a tradução boa. Quero dizer, apesar de não ter lido a versão em inglês, o texto da versão em português está muito bom, fluindo de forma agradável.




donthiago 10/01/2009

Simplesmente imperdível! Altamente recomendado para aqueles que apreciam humor inteligente.
comentários(0)comente



Rev. Peterson 25/11/2010

É um humor divertido, mas acabou sendo menos do que eu esperava. Possui pérolas memoráveis e momentos brilhantes, mas não acabei o livro com a sensação de que o terminei gostando mais de Twain do que quando o comecei. Além disso, em virtude de trechos chatíssimos que eu, sem o menor remorso, simplesmente pulei, acredito que seja uma leitura muito mais proveitosa para quem já é fã dele; eu não saí do livro com um conceito muito mais "expandido" sobre ele. Destaque para o capítulo sobre ética infantil e o texto sobre a velhice e alguns contos específicos --- as partes brilhantes, algumas que me fizeram rir alto mesmo dentro do ônibus.
comentários(0)comente



Thiago 11/09/2013

Livro: Dicas Úteis Para uma Vida Fútil - Um manual para a maldita raça humana
Autor: Mark Twain
Editora: Relume Dumará
Páginas: 224

Já nem me lembro de quando comecei a ler este livro. Foi há um bom tempo atrás, e demorei alguns anos para finalizá-lo. Começava e parava, durante muito tempo. Até que recentemente terminei a leitura do bendito.

Acontece que este livro até é que bastante engraçado, mas alguns textos são igualmente enfadonhos. Não se trata de uma leitura em que depois de terminar um texto o leitor se sente impelido a ler o seguinte, como foi a minha experiência com o "A poesia das coisas simples" do Moacyr Scliar. Tudo bem, Mark Twain escreveu estes textos há mais de um século, e o Scliar escrevia os dele até outro dia, então tem mais identificação. Mas o fato do texto de Mark Twain ter sido escrito há muito tempo, o torna interessante pelo lado da curiosidade de saber os costumes e as condições de vida americana da época, mesmo que pelos escritos de um ser peculiar e, no mínimo, cáustico até a ponta dos cabelos.

A ironia de Mark Twain neste livro é deliciosa. Alguns textos são escandalosamente engraçados, e outros insistentemente chatos. Quando se está lendo uma pérola como a do "rapaz dos pára-raios" é possível soltar longas gargalhadas deliciosas, da mesma forma que pode-se sentir vontade de pular um dos vários textos chatos que compõem esta seleção.
Os temas são os mais variados, sempre relatando o cotidiano da época. Pode abordar desde as primeiras experiências do autor com o telefone (recém inventado na época), até dicas de como se portar em um jantar, ou mesmo uma carta para um jornal ou o fragmento de um discurso para jovens estudantes.

Está tudo ali, os temas variam e Mark Twain desfila seu estilo irônico de escrever e ranzinza de ser.

O livro é muito bom, mas poderia ser resumido à metade das páginas. Aí sim daria gosto de ler do começo ao fim. Gargalhando, porque assim se vive muito melhor.
comentários(0)comente



Jeu 30/10/2013

Um gênio da rotina
A graça no relato de cada pequena observação do mundo a sua volta, ou o interpretação de suas próprias experiências numa genialidade faceira, que transforma a rotina. Bom-humor e ironia caminham lado a lado, sem conexão ou sequencia muito lógica, os textos compilados nesta obra são ao mesmo tempo uma diversão e um registro histórico de uma época!
comentários(0)comente



Joao.Magalhaes 01/02/2020

Humor americano à lá Twain
Com seu humor pitoresco, Mark Twain nos faz rir com seus causos contados com sua linguagem peculiar. Em alguns momentos, sua falta de humor bobo o faz parecer inteligente demais para ser americano.
comentários(0)comente



D.Angelo 11/10/2020

Um gigante...
Esse livro me foi indicado por um amigo que tinha um humor parecido com o meu. Eu nunca tinha ouvido falar de Mark Twain. Então peguei emprestado o livro. E desde então eu caço livros traduzidos de Mark Twain. As vezes me aventuro em ler os livros dele em inglês, mas aquele inglês do fim dos 1800 e início se 1900 é duro de fluir. Por que esse livro me conquistou?
Porque Mark Twain escreve sobre o que viveu e acha importante dar dicas sobre o que aprendeu com as situações. E todas as situações são ótimas, engraçadas e bem escritas.

Depois desse livro eu li quase tudo que achei do Mark Twain, incluindo um ?Huckleberry Finn? traduzido por Monteiro Lobato e uma edição da década se 40 de ?Um ianque na corte do Rei Arthur?, mas esse eu parei porque estava cheio ácaros e esfarelando. Mandei pra restauração e ainda não terminei!

Eu fiquei tão apaixonado pelo Mark Twain que deixo esse livro por perto e as vezes abro e leio algum trecho, só pra lembrar de como é bom.
Eu sempre abro um sorriso. Queria ter conhecido o Mark, e lendo esse livro parece que o conheço.

Sincero e inteligente e engraçado.

Que livro!!!
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7