Os Homens que Não Amavam as Mulheres

Os Homens que Não Amavam as Mulheres Stieg Larsson




Resenhas - Os Homens Que Não Amavam As Mulheres


707 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Patricia Lima 13/06/2019

Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Esse livro é muito inteligente, e com um suspense intrigante do começo ao fim. Eu acabei gostando bastante.

O mais interessante na investigação é que apesar de ser algo que aconteceu a muito tempo, mexer nisso depois de tantos anos acaba se tornando muito perigoso.

A gente vai descobrindo aos poucos o quanto esse desparecimento é algo bem maior, e ao longo do caminho a gente encontra cenas de ação, intrigas, segredos e muitas pistas falsas, que tornam os encaixes de toda a trama algo muito genial.

O autor constrói os personagens de uma forma muito autentica também e fora dos clichês, um exemplo disso, é a personagem da Lisbeth Salander, ela e uma hacker que acaba sendo parceira do Mikael na investigação.

E é uma personagem maravilhosa, que apesar de ser muito inteligente e muito boa do que ela faz, ela é uma heroína fora dos padrões, porque ela faz justiça com suas próprias mãos e ela quebra regras.

E ela não deixa de ser uma personagem bem misteriosa também, porque ela sofreu traumas no passado e até o momento que o livro começa nós presenciamos como a vida dela era até aquele momento.

Então vários comportamentos e atitudes que ela acaba tendo te surpreendem muito durante a leitura e te deixa com muita vontade de ler e conhecer mais essa personagem.

A história também envolve grandes intrigas e problemas que o Mikael está enfrentando na sua revista que é a Millenium, que na minha opinião é a parte menos interessante.

Além também de abordar política, economia, e a violência sexual contra a mulher, que é o maior foco da história como vemos pelo título.

Então é um livro muito rico, e ele tem uma história bem fechadinha, e bem completa pra um primeiro livro de trilogia.
comentários(0)comente



Alana 02/05/2019

"Simplesmente acho patético que sempre concedam circunstâncias atenuantes aos canalhas."
“Os homens que não amavam as mulheres” é um romance policial de marca maior. Complexo, instigante e digno de palmas.
Para quem vê essa gracinha nas prateleiras, pode ser que assuste um pouco pela quantidade de páginas. Mas posso garantir que essa é uma leitura tão fluida e todos os elementos estão tão amarradinhos, que quase não se sente o livro passando. (Eu fiquei tão desesperada por respostas que “devorei” essa belezinha.)
Além disso, os personagens são tão, mas TÃO bem construídos que, basicamente, poderiam ser reais. (Inclusive Lisbeth Salander entrou para o grupo das minhas protagonistas da vida. Você quer girl power, @? Então pega essa belezinha aqui e tenta conter essa mulher para ver se consegue!)
É louvável também o feito desse autor ao construir uma trama tão complexa, cheia de vertentes e envolvidos, mas sem nunca parecer extremamente confusa ou deixar o leitor perdido para então aparecer com uma resposta milagrosa. (Como se girasse o leitor em um Gira-Gira, deixasse ele completamente sem rumo e depois dissesse: “Mas, nossa! O caminho esteve sempre aqui, você que não viu.”). Na verdade toda a história é construída de maneira honesta e sólida, em uma trama complexa como uma teia de aranha.
(Infelizmente tudo que eu disser sobre a trama pode ser considerado spoiler ou tirar o gostinho das surpresas que esse livro reserva aos seus leitores. Então, tudo que posso dizer é que essa história despertou tantos sentimentos em mim, que em alguns momentos tudo que eu queria era começar meu próprio levante contra “homens que não amam mulheres”. Real.)
Com toda certeza lerei, pelo menos, a trilogia original. Então nem preciso dizer que super indico, não é mesmo? Se você gosta de romances policiais, está esperando o quê para ler esse espetáculo aqui, hem?

site: https://umapalavraenadamais.blogspot.com/
Letiin 03/05/2019minha estante
Quero muito ler, porém os meus estão em inglês, aí bate aquela preguiça...


Alana 04/05/2019minha estante
Muito bom. Vale super a pena.




Cia da Leirura 01/05/2019

Incrível
Uma antologia que irá tirar seu fôlego!! Cada conto mais maravilhoso que o outro!! Super indico a leitura!!
comentários(0)comente



Day 28/04/2019

Trama inteligente
Conheci o livro por indicação e me apaixonei pelo estilo de leitura do autor.
Uma trama com várias reviravoltas, suspense, personagens marcantes e apaixonantes.
Cada um com características e personalidades muito fortes, o que faz o leitor entender perfeitamente o que se passa na cabeça deles, mas as atitudes e ações continuam surpreendentes!
Recomendo para quem gosta de leitura policial, com uma pitada de suspense e com trama inteligente!
comentários(0)comente



Micaela @ninfadomar 03/04/2019

Os Homens Que Não Amavam As Mulheres
Em “Os Homens que Não Amavam as Mulheres” somos apresentados a Mikael (Lê-se Miquel) Blomkvist, jornalista que está sendo processado por difamação e tem sua carreira abalada. Diante desse turbilhão de acontecimentos, Mikael é chamado para escrever a biografia de uma família dona de grandes empresas mas o verdadeiro intuito desse trabalho era outro. Blomkvist foi peculiarmente chamado para tentar desvendar um mistério de quase 40 anos atrás.
.
Stieg Larsson cria um enigma intricado e instigante fazendo com que o leitor se esqueça das 500 e poucas páginas e devore tudo de uma vez só. Apesar de ter escutado comentários negativos sobre a escrita do autor eu realmente não tive problemas nenhum com ela, achei perfeitamente fluida e igualmente interessante. Os personagens são outro ponto alto e positivo da trama. Stieg consegue fazer com que nos afeiçoemos pelos personagens e com outros faz com que os odiemos de maneira sem igual mesmo que eles nem apareçam direito na história (apenas citados por outros personagens). O aprofundamento dos personagens só faz o livro ser um grande ápice para os amantes de mistérios. Acompanhamos o desenvolver de um aparente assassinato estagnado e sem solução de 40 anos atrás. Sem um corpo e sem novas pistas, Mikael está convencido de que tudo isso é perda de tempo.
.
No meio dessa trama elaborada também somos apresentadas a hacker punk, Lisbeth Salander, que acaba cruzando o caminho de Mikael durante suas investigações. Lisbeth é uma personagem peculiar, com um ar anti-social, seus piercings e maquiagem escura. Lisbeth possui uma inteligência avançada, esperta e com seus dons de hacker ela usa tudo isso ao seu favor se tornando uma personagem diferente de tudo que já vi, apesar de minha descrição não ser nem um pouco do mínimo que essa mulher merece.
.
De escrita inteligente e um enredo instigante, esse livro já é um dos meus favs!

site: https://www.instagram.com/p/Bf1baCID5c8/
comentários(0)comente



Ely 21/03/2019

Ai ai, Sally...
Que história surpreendente! Pensei que a escrita muito narrativa iria me cansar... Que nada! Logo a história começou a envolver, principalmente depois da aparição de Lisbeth. A história dela deixa curiosidades e inspira um respeito... Logo houve afeição. Quanto aos casos investigados, foram daqueles que te fazem pensar e sentir uma adrenalina na busca pelas verdades e, ao final, vangloriar junto aos personagens os ganhos que obtiveram ao final. Adquiri só o primeiro volume achando que não ia ficar tão necessitada do próximo, porém me enganei! Ai ai, Sally, que final foi esse? Merece muito mais! Espero que esse desejo seja satisfeito no livro 2.
comentários(0)comente



Heitor Alimo 12/03/2019

Que tal um café?
Que livro fascinante, me identifiquei com Mikael que toma café a cada página virada, o enredo me prendeu do início ao fim.
Lisbeth é a amiga que eu sempre quis, hacker e com uma personalidade e estilo únicos.
Recomendo e muito que entrem nessa trama para descobrir o passado da família de Harriet, Henrik, Cecília Martin e outros....
comentários(0)comente



Cho 10/02/2019

Os homens que odiavam as mulheres
O meu interesse pelo livro surgiu após eu ter assistido a trilogia de filmes sueca. Acredito que a expectativa que os filmes me proporcionaram me deixaram um pouco decepcionado com o livro. O livro é demasiadamente descritivo em algumas partes, como, por exemplo, sobre economia e computadores, o que me fez desistir de lê-lo duas vezes, mas na terceira tentativa a leitura andou. É preciso muito fôlego. Porém, a proposta do livro é muito boa, pois aborda a questão da violência sexual, do machismo e do feminicídio. Um triste retrato da sociedade atual.
comentários(0)comente



Jess 24/01/2019

Certamente um dos melhores livros de suspense e investigação
A trilogia Millennium é fascinante! Não tem como parar de ler. Você se envolve desde o primeiro livro na história e na instigação. Só que o mais impactante é o final, você simplesmente não desconfia do que realmente explica toda história!
comentários(0)comente



Gabi 20/01/2019

Uma história fantástica, que o autor soubera administrar de uma forma genial!
< #ResenhaAfterbooks >

📕Os homens que não amavam as mulheres
✒️Stieg Larsson

.
Sabe aquele livro que você começa por começar? Eu peguei 'Os homens que não amavam as mulheres' sem um pingo de vontade de ler, só lí pois uma colega praticamente me obrigou e me emprestou o livro dizendo que eu não podia deixar esse mundo sem ler o livro.
.
Pois bem, ela estava certa! Uma história fantástica, que o autor soubera administrar de uma forma genial, apresentando os personagens ao decorrer da história junto com o desenrolar como se estivéssemos presentes nas cenas narradas.
.
🔍Esse mistério tenta desvendar dois acontecimentos pra lá de suspeitos: O suposto desaparecimento (ou assasinato) de Harriet Vanger e o questionável mundo das finanças da empresas de Hans-Erik Wennerström. Toda essa trama está para ser estudada nos mínimos detalhes por Mikael Blomkvist, um jornalista financeiro que foi condenado por difamar Wennerstrom e que agora foi contratado por Henri Vanger para desvendar o que houve com sua sobrinha Harriet.
.
🔍Após falsas pistas, muitas intrigas, fatos aterrorizantes e acontecimentos de tirar o fôlego, com a ajuda de Lisbeth Salander , uma jovem arisca mas com uma capacidade e inteligência fenomenal, o Sr. Bloomkvist passa a frequentar a lista negra de muitas pessoas analisadas nesse 'tiro no escuro' de investigação.
.
🌠O autor conseguiu transmitir milhares de sentimentos e sensações com as palavras desse livro, uma ideia admirável , trabalhada com maestria em todos os pontos; Só penso ter deixado uma pista escancarada demais, mas isso não tirou o charme e surpresa da obra.
.
Esse mistério tem de tudo um pouco; romance, suspense, ação e aquela dose de realidade para aplaudir de pé. É um livro pesado, com tópicos fortes e com um jogo psicológico então, esteja preparado para ler.
comentários(0)comente



Geovanne 11/01/2019

Satisfação de lascívia repugnante
Demorei alguns meses parar terminar de ler o livro porque há partes nele que os fatos estacionam em longas páginas com diálogos extensos. Talvez seja essa a real sacada do Larsson, não entregar previsões ou o enredo final logo nos primeiros capítulos. O desenvolvimento da história é bem mitigada e confesso que em algumas vezes eu estava bem perdido no tocante aos personagens. No ínterim do livro assisti o filme que, por sua vez, foge completamente da história narrada no livro. Por um lado é compreensível o filme ir na contra-mão do livro, pois não há como delinear os sentimentos intrínsecos dos personagens, mas, sinceramente, o filme é um resumo prescindível! A verdade é que assisti o filme com o fim de criar um vontade para eu terminar de ler a história e no final das duas situações eu posso concluir que Millennium: Os homens que não amavam as mulheres é algo muito complexo e desborda do comum, mormente no desfecho. Eu ainda sou um amador em romance-policial, portanto é sensata a minha resenha, pois, se você, meu caro amigo, que pretende ler essa obra e é um péssimo crítico e analítico, fique tranquilo, você enfrentará problemas ao ler este livro. Por derradeiro, gostei da história no geral, em especial o final. Uma das coisas que atraia minha leitura era quando Lisbeth Salander entrava em cena, aí eu embarcava profundamente no livro. Se você já leu o livro, por favor, comente alguma coisa aqui, nem que seja um: "releia e apaguento suas críticas desarrazoadas". Caso ainda não leu e tem curiosidade, o que eu escrevi serve como alerta: complexidade com toques de sensualidade, lúxuria e torpeza. E claro, muita ambiguidade entrelinhas.
comentários(0)comente



@paratodososleitores 06/01/2019

O que achamos...
Excelente :Os homens que não amavam as mulheres de Stieg Larsson. É o primeiro livro da série : Millenium.
O livro com muitos exemplares de venda e até um filme criado.

O que gostamos neste livro, além da história... desenvolvimento e personagens apaixonantes, foi que: a conclusão do livro se dá nele mesmo. Apesar de sua sequência , ele termina seu mistério no próprio livro... E o final é surpreendente!



@paratodososleitores
comentários(0)comente



Kath 03/01/2019

Surpreendente!
Não esperava gostar tanto de uma leitura como essa. Tanto a história quanto os personagens são fora do comum, longe de clichês.
comentários(0)comente



Mel 25/12/2018

Livro: Millennium Os homens que não amavam as mulheres/ Autor: Stieg Larsson

Nesse livro vamos conhecer o jornalista Mikael Blomkvist, Lisbeth Salander, Henrik Vanger e vários outros personagens, e junto com eles buscar entender o que aconteceu com Harrit (desaparecida há quase 40 anos, quando era apenas uma adolescente). Logo nos primeiros Capítulos somos apresentados alguns personagens (uma pequena introdução do universo de cada um) isso ocorre de forma bem lenta, o que faz com que a leitura seja um pouco mais arrastada no início, mas não demorando muito para engrenar.

Após conhecermos um pouco de cada personagem e sermos situados sobre as condições do desaparecimento Harriet vamos embarcar em uma grande e perigosa e investigação.
Os responsáveis por essa investigação serão Michael um Jornalista que está dando um tempo na carreira depois de se envolver em um escândalo e Lisbeth Salander uma jovem hacker com grandes traumas em seu passado não tão distante, os suspeitos são ninguém mais, ninguém menos que toda a família da garota.

Quanto mais peças vão sendo colocadas nesse quebra-cabeças Mas percebemos o quão perigosa é essa investigação e o que antes acreditavamos ser apenas um desaparecimento acaba se transformando em algo muito maior e mais brutal.

Além de toda investigação também vamos nos envolvendo em várias outras tramas secundárias, que foram tão bem trabalhadas quanto o tema principal.

Outro ponto muito importante de se ressaltar é que cada personagem possui características singulares e cada um foi extremamente bem trabalhado.

Com crimes e revelações que vão te revirar o estômago e te causar repulsa Esse é um livro que não pode faltar na sua estante.
comentários(0)comente



Bruna Arielly 21/12/2018

Uma leitura incrível
Ao começar a leitura fiquei meio perdida com as trocas de personagens e com seus diferentes enredos dentro da história. A medida que fui avançando essas trocas ficaram mais fáceis de ser compreendidas e a história vai para o mistério do desaparecimento de uma garota, o que me deixou completamente aflita para chegar ao final do livro e descobrir o desfecho desta trama. Uma história rica em detalhes e com personagens que te levam a sentir diversos sentimentos.
Simplesmente amei!
carly 14/01/2019minha estante
Compartilho da mesma opinião, pois no início também fiquei meio perdida rsrsrr mas é um livro fantástico!


Bruna Arielly 16/01/2019minha estante
Estou lendo o segundo agora. E está sendo tão bom quanto o primeiro. Que leitura incrível!




707 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |