Someone to Watch Over Me

Someone to Watch Over Me Judith McNaught




Resenhas - Someone to Watch Over Me


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Dani 11/11/2009

ÓtimOo !!!
Fascinante!!!...
a história é muito boa...!!!..
Eu me surpreendi com esse livro da Judith...a cada página fiquei mais encantada com o jeito de Leigh lidar com os acontecimentos e principalmente com o apoio de Michael... nossa...sem falar na verdadeira história por trás do "Fora da Lei"...hahaha... incrível...

impossível não se apaixonar por ele (Michael) e pela história...!!! Michael é charmoso, sensível, inteligente, bonito e ainda por cima diz coisas engraçadas...como: "Let the comparisons begin." hahaha.... mal estava acreditando... A relação dele com Leigh é tudo, os diálogos dele com Leigh estão ótimos!!!...!!!... vale mto a pena...!!!

Desde o começo do livro eu já sabia que eu não iria gostar de Logan... e de fato.. não gostei dele!!!...enfim... melhor não dizer o pq..mas desde o começo não simpatizei com ele... Leigh merece realmente mto mais...!!!... Fiquei roendo as unhas para descobrir mais da história... Mtos capítulos são diálogos entre os detetives... o que a principio eu achei que fosse ser ruim e cansativo, mas não é não... interessante e nos faz entender várias coisas que rondam a vida de Leigh.

Eu amo os livros da Judith, as minhas personagens mais queridas ficam aparecendo no livro.. como Matt e Meredith que foram citados, Joe O'Hara, Noah Maitland, a adorável Courtney... enfim... amo essas pequenas aparições... principalmente de Matt e Meredith que são de fato meu 2 casal preferido de todos os livros que já li. Oops... voltando a esse livro, devo dizer que a força e personalidade de Leigh dão um toque especial na história...!!! Não imaginei que fosse gostar tanto...

Vale a pena... para quem curte os livros da Judith então...não pode deixar esse de lado.
comentários(0)comente



L 03/12/2010

Já li o livro há alguns meses e estou relendo agora. Eu adoro a Judith McNaught. Uma pena que tenha tão poucos livros dela, porque é tão bom que vicia. Se tivesse 20, 30, eu com certeza já teria lido todos!
comentários(0)comente



Sissa 10/07/2012

Diferente
Oi pessoal.

Nada que vou falar aqui vai tirar a surpresa de quem não leu e ainda vai ler este livro, portanto, não considerem spoilers o que vão ler abaixo. Estou anos luz de ter contado a história. Eu nem se quer mencionei o nome do mocinho. rsrsrs

O mocinho é mais um dos típicos "mocinhos JM": "Omi" Tudibom com dinheiro para jogar pela janela, protetor, com virilidade saindos pelos poros, e para mim, o mais delicioso dos "adjetivos": algo nele é "nebuloso". kkkkk A D O R O !!! Isso é de lei nos livros JM, portanto, não é segredo para ninguem.

A mocinha é uma "mocinha JM": Indepente, forte, batalhadora e que tem necessidade de amar e ser amada.

Porque eu dei o título para minha resenha de "Diferente"? Porque é uma trama policial muito bem escrita. Do tipo, policial mesmo. As vezes deixa em segundo plano o romance dos protagonistas em prol de descobrir um fato ruim ocorrido na historia. Mas aí, de tão bem construída é esse misterio envolto a esse fato ruim, você acaba se transformando tambem numa especie de detetive e tenta descobrir quem é o mala 100 alça, 100 rodinha e com zíper estragado da trama. Mas absolutamente que esse "segundo plano" não faz o livro perder a essencia dos livros JM. Pelo contrário. Todo o drama é em torno do casal principal. Simplesmente não esperem uma história de "amore" tão suculenta e que nos faz ficar tão intima quanto a história de Zack e Julie (Aquela coisa de ser só os 2 e nada mais durante boa tarde do tempo). Os protagonistas vão se juntando tão lentamente quanto a história permite. E isso, dependente e quem está lendo, irrita. Se vc é uma pessoa dinamica e gosta das coisas rápidas, então esqueça esse livro. Aqui, o amor é na velocidade 10, mas quando engrena é bom demais.

Agora para mim, o grande ponto positivo de toda a história.
seus personagens secundários. O que seria de qualquer historia sem eles?

Meu personagem JM secundário (se é que assim eu posso chamar) preferido é sem sombra de dúvidas o delicioso e histórico Nicolas DuVille. Depois dele o contemporâneo e excelente motorista de limusine Joe O'Hara. E aqui sua participaçao é uma graça. Meu coração gelou em determinado momento por ele, e eu já me encontrava pronta para escrever um email muito mal educado para JM para falar sobre o que ela fez com O"hara! rsrsrs

Courtney Maitland. Essa daí já é conhecida nossa: é irmã do Noah Maitland, o mocinho de Sussuros da Noite. Aqui essa adolescente superdotada é vizinha do apê da nossa mocinha e ela é incrível. Faz uma dupla e tanto com O'Hara. Suas aparições são um bálsamo para a mocinha e sua ultima participação na história é maravilhosa e mostra o quão experta e amiga ela pode ser do casal protagonista. Torço para que um dia, JM consiga enxergar nela uma protagonista fantástica. E quem poderia ser o par romantico dela? Alguem da família Duville! rsrsrs

Agora o que me fez suspirar de verdade no livro não foi nem tanto o casal protagonista e sim o casal secundário. JM nos deu de presente uma segunda historia de amore que foi deliciosa de acompanhar. O casal é maravilhoso e eu ficava doidinha para chegar logo a parte em que eles apareciam juntos para que eu pudesse ver as "cenas do próximo capítulo". rsrs
Dá uma lida nesse entre aspas e me diga se isso não faz qualquer mulher se derreter feito uma idiota:
" — Não vai haver nenhum beijo roubado em uma escada nem carícias torpes em um carro estacionado em um beco escuro. Primeiro, vou tirar essa faixa que tem no cabelo e deixar que fique solto para que eu possa passar meus dedos por ele e descobrir se parece cetim ou seda. Eu estou morrendo de vontade de fazer isso há semanas.Pouco depois de fazer isso, — continuou ele com uma voz rouca que ela nunca tinha ouvido — vou começar a beijá-la e, em algum momento antes de ir, vou
a esmagar contra esta parede, — disse e moveu a cabeça para a parede que estava junto à porta — e então farei todo o possível por colar meu corpo ao seu. Como é que soa isto até agora?"

Agora me digam, esse mocinho "secundário" tem ou não tem cacife para sentar numa mesa com Matt, Zack, Mitchell, Cole, Noah, Nick, Ramon e o mocinho principal dessa historia para tomarem um drink e descontraidamente falarem sei lá, sobre futebol (já que o mundo dos negócios não é a praia dele)? kkkkkkkk Morro para ver esta cena!

Para finalizar, ressalto mais uma vez que toda a história é muito boa de ser lida, o casal pricipal dá um show quando estão juntos e quem gosta de romance policial com boas doses de paixão este é o livro.

Só não dei 5 estrelas porque acho que JM poderia ter sido mais romântica e menos trágica. rsrsrs

Eu, claro, gostei.

Beijos
Ivi 13/04/2014minha estante
Adorei tua resenha, ri demais!




Nadja 30/07/2018

Incrível
Mesmo sendo um livro com muitos detalhes, encontrar um Valente fez valer muito ficar agoniada com mais um detalhe sobre as lembranças da Leigh e sobre sua vida. Valente é o homem mais perfeito de Judith. Derrubou todo o sonho de ter sido feliz e bem amada na cama, apenas com um único beijo. Né moleza não viu. ? Valente eu te amo.
comentários(0)comente



Cris.Pimentel 11/09/2018

Uma Judith diferente
Este livro é muito diferente dos demais escritos pela Judith Mc Naught, pois é mais um policial do que um romance, a nota correta seria três estrelas e meia.
A história policial é ótima, mas a parte do romance não me convenceu, não senti empatia com os protagonistas e os mesmos não tinham aquela magia que os personagens da JM costumam ter.
Não é um livro ruim e quem começar a ler esperando um livro policial vai se deliciar, mas os que esperam romance se decepcionarão.
Lorrane Moura 11/09/2018minha estante
A capa desse livro parece com a capa do livro Explosão de Estrelas!!!


Cris.Pimentel 11/09/2018minha estante
vou olhar...


Lorrane Moura 11/09/2018minha estante
tenho ele na minha estante


Cris.Pimentel 11/09/2018minha estante
parece mesmo!


Taz 12/09/2018minha estante
Tb nao gostei desse... será que foi mesmo a flor maior Judith quem escreveu??? Teve mais romance entre a casal policial que os protagonistas...
Dei 3 estrelas e fui generosa com ela... hihi


Cris.Pimentel 12/09/2018minha estante
Pois é Taz... da série eu achei este o pior, seguido por Dois pesos-Duas medidas. Achei o casal central sem o menor carisma, sem contar que não engoli a rapidez do relacionamento...


Taz 12/09/2018minha estante
é tão frustrante saber que Judith tb erra! kkkk
Ser humano, né???
Li "Dois pesos, duas medidas" mas à época eu não fazia historicos e por isso nem me lembro dele, favoritei...


Cris.Pimentel 12/09/2018minha estante
Acho que o problema de Dois pesos e Alguém pra cuidar é que são os últimos da série... Não dá pra gostar depois de ter lido os anteriores.




Hester 30/05/2012

Gostei do livro, no comeco é um tanto lento, mas depois engrenou.
Diria que é um tanto previsível, desde o início já percebemos que há algo erado com Logan. Com Michael é tudo claro é correto. Mas é difícil chegar a esta conclusao, pela lentidao com que a autora vai criando a trama. E neste livro sao criados dois pares de enamorados :-))

Mas meu livro preferido ainda é "Todo o ar que respira".
Gosto de com a JM coloca mocinhos totalmente duroes, mas que além de cairem aos pés das amadas acreditam em magia, destino e coisas semelhantes.
Isto só existe na cabeca dela e na nossa, certamente :-)))
comentários(0)comente



Thaís 13/08/2010

O livro é sensacional, e se passa de dois pontos de vista: O de Leigh e os dos detetives que investigam o sumiço de Logan. Isso é muito legal porque assim ficamos sabendo dois pontos de vista da história e ainda temos duas histórias de amor.

O começo do livro é meio parado e foi por isso que eu quase desisti da leitura, isso acontece porque no começo somos apresentados a todos os fatos e durante esse pedaço o livro se mistura entre o presente e as lembranças do passado de Leigh. Mas quando a investigação se intensifica o livro fica impossivel de parar de ler.

Veja o post completo no meu blog
http://obsessaoliteraria.blogspot.com/2010/08/someone-to-watch-over-me-de-judith.html
comentários(0)comente



Virgílio César 22/06/2017

Disparado o livro mais fraco da série Segundas Oportunidades. Da metade para o final melhora um pouco, mas a primeira metade é muito chata.
comentários(0)comente



Fabi 19/05/2019

METADE DO LIVRO É DEVAGAR. A OUTRA METADE, VALE A PENA
''Michael a observou afastar-se. Será que ele se importaria em esperar uma meia hora por ela?
Nem um pouco.
Ele a tinha esperado durante anos.''

Comecei este livro, com animação nenhuma de lê-lo. Vi em uma resenha, dizendo que ele quase não tinha romance, que era mais focado no suspense. E se vou ler um livro da Judith MacNaught, o que quero, é um romance daqueles.
O começo é BEM lento. Estava até com preguiça de ler e aflita, com medo que o livro fosse assim até o final. A leitura foi ficando interessante, quando Michael Valente aparece. Me interessei por este mocinho, desde sua primeira aparição. E sabem o que fiz? Procurei saber, se ele teria algo com Leigh, pois estava torcendo que rolasse algo entre eles! O mocinho, não é totalmente mocinho. Já foi preso, há alguns anos atrás e essa imagem de mocinho mau, sempre o perseguiu.
Eu AMEI descobrir que ele já tinha um passado com Leigh. Outro motivo para amá-lo. A autora sabe fazer nos apaixonar totalmente, pelos personagens masculinos dela. Fortes, de boa situação financeira e leais a sua amada. Quem não queria viver um romance desses? =)
Bem, quando o livro já está na metade, aí que ele fica bom. Uma enorme pena, que o começo é arrastado. Michael por um erro do passado, sempre foi julgado injustamente. E com o assassinato de Leigh, mais uma vez, pensarão que ele é o culpado. Caramba, já estava me irritando, de os policiais só pegarem no pé dele! Em vez de tentar descobrir quem era o assassino, ficavam só desconfiando do Michael. Ódio!
Michael aparece na vida de Leigh, para cuidar dela, nesses momentos difíceis que irá passar. O título deu certinho para este livro. ^^
Apesar de o livro não ter muito romance (uma pena), eu gostei do casal Leigh e Michael. A mocinha se apaixonou rapidinho por ele e o mocinho, já era caidinho por ela há muitos verões atrás.
Terminei a leitura satisfeita por ter lido o livro. Valeu a pena no final.

comentários(0)comente



Gabi Moreira 26/09/2015

Judith McNaught entrou na minha lista de autoras favoritas!
Esse foi meu primeiro livro da Judith e, com certeza, será o primeiro de muitos!
Li algumas resenhas no aqui no Skoob e percebi que esse nem parece ser o melhor livro dela e me pergunto: se esse não é o melhor, qual será?
Eu adorei a trama policial, foi muito bem desenvolvida, sofri com Leigh e sua angústia com o sumiço do marido (depois achei que morrer foi pouco para esse idiota!),
Leigh e Michael são fofos, mas o casal secundário, Sam e Mitchell, acabou sendo mais querido por mim que o principal. O que foi aquele diálogo entre Sam e Mitchell no apartamento dela... Eu quase morri!!! S2 S2 S2
Joe O'Hara e Courtney também são personagens fantásticos e a interação entre eles é ótima!
Por fim, a situação de Michael nos faz refletir quantas pessoas passam pela mesmo problema e são injustiçadas.
comentários(0)comente



MI 06/05/2012

O que seria da vida sem a beleza de cada gesto que compõe o todo? Sem dúvida a resposta desta pergunta está detalhada neste livro da Judy. Tenho uma confissão a fazer, nos primeiros capítulos de "Alguém que cuide de mim" tive que lidar com uma certa impaciência de minha parte...me perguntava, onde a Judith quer chegar com tantos detalhes, reminiscências e apresentações de tantos personagens, que mais parece ter esquecido o foco do romance?...E já se ia por volta de 200 páginas (na versão digitalizada,que é composta por 329)e a inquietação perdurava.Mas por outro lado, o conhecimento prévio do talento da Judith, me fizeram permanecer firme na leitura. E então de repente, eu me vi totalmente tocada por uma ternura tal que não me lembro de tê-la vivenciado, com tal força em outro livro! A cada atitude do Michael Valente meu coração transbordava de emoção e meus olhos a exteriorizavam em forma de lágrimas. Minha nossa, como me fez chorar este livro!Ele é perfeito!E para quem conhece os mocinhos da Judy sabe que o páreo é duro, é praticamente uma missão impossível...rsrsrsrs ( é só lembrar de Zack Benedict por exemplo). Sei lá, tô meio sem palavras, perdida em tanto amor! Sabem de uma coisa, se Deus me concedesse escolher qual dos mocinhos da Judy eu gostaria de ter só pra mim, eu diria: Michael Valente!Ele me arrebatou o coração, entre outras coisas, com uma cláusula criada por ele mesmo, que consiste em:— Ser meu reforço faz parte de seu “trabalho” também?— Certamente. Verifique o contrato que negociou comigo esta manhã, e olhe na Cláusula 1, Inciso C, sob o título: "Alguém que me proteja", verá que lhe concederam plenos direitos a meus serviços diligentes em tal sentido.
— Michael .— disse ela com tom solene.
— O quê?
— Eu te amo.
É simplesmente impossível não amá-lo!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



GraziLisboa 08/08/2015

Judith é desde sempre uma das minhas escritoras preferidas, e de longe acho seus livros históricos os mais perfeitos.
Só agora tirei um tempo para ler esse e terminei meio decepcionada.
Como sempre, os personagens são incríveis, profundos, com nuances para o bem e para o mal, intensos... Mas se você - assim como eu - espera o envolvimento emocional, ai vai se frustrar.

O Livro fica em torno de Logan, da investigação, das pessoas envolvidas, e trata muito pouco dos personagens com romantismo, e isso que eu acho que o Michael tinha potencial para se tornar um dos meus personagens preferidos devido a sua personalidade.

Achei legal a menção aos personagens de outros livros principalmente ao Noah, só faltou o Ramon hahaha

No geral achei o livro morno, com um começo bem enrolado e quase entediante, continuiei na expectativa de um furação entre Leigh e o Michael kkk que não aconteceu, ainda que a história deles seja condizente e realística se você pensar na situação como um todo.

Amo Judith, mas nesse em especial fiquei com uma pontinha de frustação. :/
Taz 12/01/2017minha estante
Concordo GraziLisboa!
uma pena não é?
Fiquei com uma sensação de que fui enganada!!! Cadê o romance maravilhoso, inteligente e bem desenvolvido que Judith tem como marca registrada?
Seria lindo um romance entre Leigh e Michael pq eles tinham A QUIMICA!!!
Foi um livro policial maravilhoso com uma pitadinha de romance aqui e ali...




13 encontrados | exibindo 1 a 13