O Deus Escorpiao

O Deus Escorpiao William Golding




Resenhas - O Deus Escorpiao


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Marcos Carvalho 19/06/2010

Sociedades Antigas
O livro é um conjunto de três pequenos romances: "O Deus Escorpião","Clonk Clonk" e "O Enviado Extraordinário". Os romances exploram temas sobre sociedades primitivas, cujas caracterísitcas, destacando-se as paixões, as intrigas e as vaiades, são idênticas as de nosso próprio tempo.
"O Deus Escorpião", é definido no Egito Antigo, nos tempos pré-faraônico, em um templo de um governate chamado "Casa Grande", que é tratado como um Deus vivo, responsável por garantir que o céu traga chuva para a cheia do Nilo. O filho e sucessor de Casa Grande está ficando cego e não quer casar com sua irmã mais velha, como deve fazer por obrigação. O "Mentiroso", favorito do governante e amante de sua filha, é um bobo da corte responsável por contar histórias de além das fronteiras do templo ao governante.
"Clonk Clonk" é ainda mais antigo e contém uma interessante personagem feminina. Mostra a vida de uma tribo que vive na savana da África pré-histórica a cerca de 70.000 anos atrás. A tribo vive em regime matriarcal, onde as mulheres assumem a liderança da tribo e os homens são vistos por elas como estúpidos e irresponsáveis caçadores.
"O Enviado Extraordinário" nos remete a Roma antiga, em torno da corte de um idoso Imperador que mora com seu neto favorito, Mamillius, de dezessete anos de idade. O verdadeiro herdeiro, Posthumus, é governador de uma província distante e está com ciúmes de Mamillius. A rotina do mundo é abalada pela chegada de um inventor grego, Phanocles, que traz muitas invenções bem à frente de seu tempo, como a panela de pressão, motores a vapor, explosivos e a imprensa.
comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1