O Ouro de Aspen

O Ouro de Aspen Janet Dailey




Resenhas - O Ouro de Aspen


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Clio 25/03/2021

O Ouro de Aspen é um livro que pode ser interessante ler não pela trama ou pelos personagens, mas porque sua reimpressão foi proibida e o livro foi recolhido após a autora ser acusada de plágio.

Janet Dailey foi acusada por Nora Roberts em 1997. Embora ela não tenha chegado a ser julgada, esse livro e também Notorious (que nunca chegou a ser publicado no Brasil) foram retirados de circulação.

Assim, se você conseguiu botar as mãos nesse exemplar, terá a oportunidade de comparar com trabalhos da autora supracitada.

Quanto a O Ouro de Aspen, a história é típica daqueles romances de banca. Uma atriz famosa (mas "gente como a gente") volta a sua terra natal para gravar um filme e se vê num triângulo amoroso entre a paixão de infância (Tom Bannon) e John Travis (o astro do filme).

O que torna o livro um pouco diferente do estilo é o fato de que nenhum dos mocinhos presta. Tom é um adúltero que pegava a própria cunhada e o Travis é desenvolvido como antagonista.
comentários(0)comente



Fogui 10/11/2011

Aspen 01

Ouro de Aspen
Janet Dailey

Mais uma estória deliciosa da Janet.

Desta vez é uma famosa atriz que volta às origens, e reencontra seu antigo e único amor em um vaqueiro. Além dos muitos outros personagens cativantes.

Sempre fico “passada” com a capacidade da Janet têm de nos cativar, o texto é sempre tão contagiante e envolvente que não se consegue parar de ler.

Ouro de Aspen também é assim, fascinante...

Não perca tempo, lei urgentemente... vai valer cada minuto gasto na leitura...

RECOMENDADÍSSIMO!!!

ADORO!!!
comentários(0)comente



Érika dos Anjos 23/03/2011

Kit Masters e sua decisão errada
Kit Masters foi criada em uma fazenda e sempre foi apaixonada pelo lugar e pelos animais de lá. Além disso, morava na fazenda ao lado o caubói Tom Bannon, seu melhor amigo e, a partir de um determinado momento, seu amor. Porém, após algumas brigas homéricas com a mãe, resolve ir buscar a carreira de atriz em Los Angeles como sempre sonhou. Mantendo, é claro, seu relacionamento com Bannon, que estava indo para a universidade.

Só que ela não contava que ele fosse se apaixonar por uma linda e perigosa mulher, casar com ela e ter uma filha. Quando ela voltou à terra natal, viu que seu mundo tinha caído. Assim, retornou a Hollywood e buscou com ainda mais fôlego sua carreira.

Alguns anos depois, durante um teste para o que seria o maior dos seus filmes, ela conhece o astro John Travis. Logo, ele se encanta por aquela menina forte do interior e passa a cortejá-la como era acostumado a fazer com tantas mulheres, que sempre estavam aos seus pés. No entanto, com Kit a situação era diferente e ele penou para conquistá-la e se apaixonou de verdade (na minha opinião, esse período em que ele tenta conquistar o coração dela é um dos melhores do livro).

Kit acaba ganhando o papel e vai filmar o tal filme justamente na cidade onde morou durante sua infância e adolescência. Só que ela volta como uma estrela de cinema e as pessoas que a viram crescer estão completamente diferente com ela. Outro problema que precisa resolver é se vende ou não a fazenda que era dos pais, assim como conseguir mandar dinheiro para a mãe que está em um asilo. Porém, o que mais a preocupa é a proximidade de Tom Bannon, que agora é viúvo e sempre mexe com o seu coração!

Assim, o livro todo se desenrola com as situações que envolvem as filmagens, muito bem descritas por sinal, com direito à troca de farpas entre atores e diretor; um milionário que quer comprar de tudo um pouco; uma amante louca de Bannon; além de personagens ótimos, como o pai e a filha de Bannon e a atriz ruiva que diz que só consegue papel de vilã e mulher sedutora!

Mesmo com uma boa história, a autora se perde em alguns momentos e deixa a situação muito arrastada, além de, como disse acima, errar a mão em 'quem fica com a mocinha'! Mas, não cabe a mim opinar sobre isso!

SPOILER:

Janet Dailey é mestra em criar personagens apaixonantes ou odiosos. Em Ouro de Aspen, ela conseguiu que os mocinhos, Kit Masters e Tom Bannon, fossem as duas coisas. Porém, o que deveríamos chamar de vilão, por ser o terceiro vértice do triângulo, Jonh Travis, é apaixonante e cativante ao extremo, além de fazer das tripas coração para ficar com ela! Torci por ele até o fim e acho que tanto Kit Masters quanto Janet Dailey erraram na decisão!

**************************************

Comente esta e outras resenhas em www.oquartoelemento.com.br

site: facebook.com.br/quotadas1 https://twitter.com/quotadas https://www.instagram.com/quotadas/
comentários(0)comente



Morena 26/04/2019

Excesso de Personagens, Ritmo lento...
Em Aspen, Kit Masters era namorada de Tom Bannon, mas, de uma hora para outra, ele deixou ela e casou com outra. 10 anos depois, ele eh um viúvo com uma filha e cheio de memórias ruins (o casamento que não foi bom, a morte da esposa, culpa pelo que fez a Kit) e ela eh uma atriz promissora que está voltando a Aspen, acompanhada de celebridades, para gravar um filme. Ainda há sentimento entre os dois.

Pontos Negativos: um terço do livro parece que eh só a Introducão da história (um monte de cenas só para mostrar o quanto Kit tem um ótimo futuro como atriz, eh talentosa... E poucas cenas para mostrar como a vida de Bannon eh tranquila). Depois de um terço do livro, os protagonistas se encontram. Também há um monte de personagens (os que trabalham no filme com Kit) que tem um monte de cenas e diálogos que não contribuem em nada para o desenvolvimento da história... Ainda tem uma vilã, irmã da falecida, para atrapalhar.

Pontos positivos: Kit e Bannon são personagens cativantes. Kit teve que se virar sozinha na vida (cuidar da mãe doente sozinha) e ainda lutar para superar a dor de ter sido abandonada por Bannon. Bannon sofre por saudade da falecida esposa, que não o amava, e por culpa do que fez a Kit. O sentimento que ele nutre por ela durante os anos eh um amor juvenil, que só vira paixão nesse encontro, depois de anos.

Gosto da autora, gosto dessa história... Mas fiquei pulando umas boas partes do livro.
Leia, talvez, ao contrário de mim, você goste.
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR