O Peregrino

O Peregrino John Bunyan




Resenhas - O Peregrino


77 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Mi 23/09/2011

Minha opinião sobre "O Peregrino"
"O Peregrino" é um livro que trata sobre a "caminhada" de uma pessoa que segue a Jesus Cristo, de uma forma intrigante e renovadora. Conta muitas dificuldades que os cristãos passam pela vida, através de metáforas e personagens com nomes bem reveladores.
Achei o livro muito inspirador e apesar de ser uma linguagem não muito fácil, achei o pensamento do autor muito interessante. Percebe-se que o autor estudou muito e realmente vivenciou (de alguma forma) o que escreveu.
Gostei muito do "O Peregrino", pretendo ler novamente e recomendo esse magnífico livro para todas as pessoas que seguem a Jesus!
Inês Guarani-Ka 20/12/2012minha estante
concordo


lourdes 02/12/2013minha estante
amem


Zaqueu 26/12/2018minha estante
Quero ler esse livro.




Rahfahh 06/05/2013

Um clássico sobre a alegação mais evitada dos cristãos
O cristão pretende sempre se mostrar feliz, de bem com a vida e sorridente, afinal ele tem a certeza da vida eterna. Mas esse estado de alegria constante não é uma verdade na prática, este é um padrão imposível de atingir. Possivelmente devido a essa cobrança muitos cristãos se frustram com o Cristianismo, pois procuram aquele estado de alegria constante prometido.
Acredito que John Bunyan queria deixar uma coisa bem clara quando escreveu "O Peregrino", a vida cristã é uma espécie de guerra, um caminho repleto de batalhas. Não é uma proposta pessimista da vida cristã, mas a dura realidade da vida com Cristo omitida pela propaganda para atrair mais seguidores.
Uma segunda conclusão que tenho desse livro é que a vida cristã é um milagre proporcionado por Deus. Não é possível trilhar um caminho na contramão do mundo, evitar as vontades da carne e resistir a tantos contratempos se não fosse pela existência de um Deus presente.
O Peregrino choca a colocar a quantidades de embates enfrentados por um cristão, chega a ser desesperador e aquela torcida por um alívio a personagem principal é intensa na leitura.
O autor é bastante criativo nas suas analogias e comparações. Acredito ter sido um trabalho árduo, criar tantas imagens e ícones para levar o leitor a entender significados da Bíblia e da vida cristã.
É uma obra muito rica, daquelas para ler em grupo, discutir cada analogia, as personagens, tanto os ensinamentos superficiais quando os profundos. Tenho certeza que não peguei metade do que o autor queria passar, tenho a sensação que perdi coisas numa leitura rápida e uma necessidade de meditação nas palavras foi sentida.
Para finalizar quero deixar uma das partes favoritas do livro, o enfrentamento dos falsos profetas. Quanta verdade naquelas palavras, como o mundo ainda vive coisas de 300 anos atrás. Impactante e desanimador.
Graças a Deus existiu um John Bunyan para relatar um sonho sobre a vida cristã e deixar de herança para a humanidade.
Edna 23/12/2016minha estante
Assisti há anos o filme, com Liam Neeson. Fiquei tocada, o livro deve ser bem melhor. Eu concordo com tua análise, a vida cristã não é um mar de rosas, não como pregam uns. Más temos á promessa de uma vida eterna, ao lado do nosso amado.




Victor Leonardo 20/01/2011

O Peregrino: O maior dos clássicos
Não há dúvidas sobre o poder do evangelho para transformar vidas, algo experimentado por diversas pessoas desde o início do cristianismo. Neste contexto destaca-se a vida do puritano batista John Bunyan, que ficaria marcado para sempre nos anais da história cristã, não somente por ser um homem profundamente piedoso, mas também por ter escrito um livro que depois da Bíblia, iria causar um dos maiores impactos espirituais na vida cristã: The Pilgrim's Progress ( O Progresso do Peregrino), mais conhecido para nós como O Peregrino (algumas traduções também possuem o subtítulo A Viagem de um Cristão Rumo à Cidade Celestial).

O Autor

A história de Bunyan, na qual grande parte O Peregrino se baseia, são dignas de uma leitura atenta. Funileiro, depois de se converter à Cristo após uma vida dissoluta, ele experimentou grandes e profundas tribulações, angústias e um forte desespero. Perseguido pela igreja oficial da Inglaterra(Anglicana), preso e encarcerado duas vezes em Bedford Falls, Bunyan sentiu as mais profundas angústias por amor de Cristo. Neste período, John, um funileiro com pouquíssima educação (pelo menos para os padrões da época), escreveu aquele pode ser considerado o maior clássico dos clássicos cristãos. Em seu Progresso do Peregrino, o autor nos conta a história de Christian (Cristão), um homem atormentado por seus pecados e que foge da cidade de destruição rumo à cidade celestial. Neste caminho, Cristão encontrará os mais variados obstáculos como o Vale da Sombra da Morte, a Feira das Vaidades, adversários como Hipocrisia, Sábio-segundo-o-mundo e o Gigante Desespero.

O Livro

Nesta alegoria, vemos a maior e melhor descrição do sofrimento cristão, inferior somente às páginas das Escrituras. O livro é uma visão límpida e clara sobre as dificuldades da vida cristã. Com uma imaginação abençoada por Deus, Bunyan descreve de forma vívida a luta dos seguidores de Cristo rumo à Jerusalém celestial.
Milhares de cristãos que passaram e passam pelos mais diversos sofrimentos experimentaram conforto e consolação na obra de Bunyan. Ao contrário de Paraíso Perdido, clássico escrito pelo controverso John Milton, vinte anos antes e que de forma erudita clássica conta em um poema épico a queda de Satanás e a batalha no céu, a obra de Bunyan é simples, profunda e extremamente espiritual e com diálogos cheios de reflexão. Logo após publicado, tornou-se um sucesso estrondoso de vendas. O Peregrino não se restringe somente ao meio reformado, mas também em outras denominações, como os pentecostais e metodistas e vai além disso, sendo publicado e comentado pelos mais diversos escritores seculares, constando inclusive na obra de Martin Seymou-Rsmith, Os 100 Livros que mais Influenciaram a Humanidade. Muitos ficam intrigados com a obra e com seu autor. Como alguém com tão pouca instrução, pode escrever da forma que escreveu, um clássico instantâneo? Para quem conhece o Deus de Bunyan, sabe a resposta dessa pergunta.

Edições Publicadas

Sendo um dos livros que mais foram impressos em todo o mundo, o Pregrino já foi publicado pelas mais diversas editoras, sendo que recentemente a CPAD lançou sua primeira versão da obra.

O tratamento gráfico dado ao Peregrino pela CPAD é muito bem feito. Recheados de belíssimos desenhos, esta versão da obra tem grande chances de atrair o público jovem, pois também conta com uma boa tradução, mais simples e solta, sem perder o sentido das palavras. Todavia, apesar dessa edição, além de bela, ser também um atrativo para um público específico (não que adultos não possam também comprá-lo), a tradução talvez perca um pouco da erudição e profundidade da obra original, algo importante em uma obra dessa calibre.



Uma tradução que mais se assemelha à linguagem original é a versão popular publicada pela editora Martin Claret, que também uma das mais baratas disponíveis no mercado. Nesta versão vemos um português mais erudito, assim também como um vocabulário mais singular e rico. Tal edição, além de simples ,é a mais fácil de ser adquirida, além contar com uma bela tradução. Pode haver dificuldades na leitura devido a isso,pois em alguns casos para muitos leitores algumas palavras soem como arcaicas( na verdade são pouco usuais) o que é um empecilho considerável, mas nada que não seja superado.


Há também uma edição publicada pela Mundo Cristão em 1999, em formato de luxo e que contêm as duas partes da obra* (ou como muitos preferem, a sua seqüência), tal edição conta com ilustrações clássicas, com os frontispício original da obra de Bunyan, notas explicativas e uma introdução em forma de poema do autor. A tradução combina com a qualidade da obra de Bunyan com um vocabulário mais atual. A meu ver, assim como os editores, o resultado foi muito positivo. Na época de seu lançamento, o preço não era o dos melhores, porém a obra já é vendida em brochura e custa quase metade do preço anterior.


Uma outra edição de luxo é a publicada pela Editora Fiel, lançada acompanhada de um comentário sobre a obra, é uma boa pedida para quem quiser se adentrar na grande mente de Bunyan, revelada a partir desta obra.



Há outras edições, como a publicada pela central Gospel, além de versões resumidas feitas pela Mundo cristão e Fiel.

Conclusão: Reflexões de um clássico.

Quando li o Peregrino, no natal de 2002, vi que tinha nas mãos não somente um clássico, mas também uma riqueza espiritual. Bunyan expressou as riquezas bíblicas através da imaginação alegórica de forma como poucos na literatura, tanto cristã como secular, fizeram. Nestes tempos difíceis, onde a vida cristã é comparada a bens materias e o sofrimento faz parte apenas dos fracassados espirituais, Bunyan nos passa esta profunda lição. Quem menospreza e abandona os temas relatados em o Peregrino, indiretamente também rejeita de certa forma, a genuína vida cristã, repleta de alegrias em meios aos sofrimentos, relatada nas páginas Sagradas, páginas que serviram de base para que ele escrevesse sua obra, base essa que ele demonstrou a sua fidelidade e amor ao Deus que em Nosso Senhor Jesus Cristo, reconciliou em Cristo. Não é a toa que precisamos de mais Bunyam's para nos dar um exemplo e genuíno retrato da vida Cristã, à luz das Sagradas Escrituras.

Soli Deo Gloria

(*) Há certa controvérsia se o segundo tomo publicado por Bunyan, no qual conta a história de Cristiana(cristã), mulher de cristão, rumo a cidade celestial é uma continuação ou nada mais do que o segundo volume da mesma obra. No original em inglês, a dificuldade continua pois o título é o mesmo, Pilgrim's Progress, já que o termo Pilgrim's serve tanto para o masculino quanto para o feminino

Nota: Resenha originalmente escrita para o blog Geração que lamba(http://gqlgeracaoquelamba.blogspot.com/2009/03/o-peregrino-o-maior-dos-classicos.html).
Inês Guarani-Ka 20/12/2012minha estante
concordo




Isa 22/04/2017

Sou meio suspeita para falar desse livro, pois eu sou completamente apaixonada por ele, mas para não parecer exagero da minha parte, darei motivos consistentes para tal paixão.
Eu sou cristã e eu sei e tenho plena consciência que a literatura cristã não atrai muita a atenção das pessoas pois geralmente os livros não giram em torno de uma história, eles são mais explicativos no geral e eu amo boas histórias, então eu não tinha muita curiosidade em ler livros cristãos, até (e eu amo esse "até" porque é sempre a partir dele que algo bom acontece) então continuando; até eu ler O Peregrino de John Bunyan que além de ser um livro cristão, ele também é uma fábula e gira em torno de uma história: A caminhada de Cristão até o céu.
John Bunyan sonhou com está história e a cada novo sonho o livro ia sendo escrito, o livro é ótimo pois tanto o pecado como os sentimentos bons se transformam em personagens, tudo se torna real.
Cristão vive na cidade da perdição literalmente, ele começa um caminho literalmente, carrega um fardo nas costas, não imaginário mas real e conhece diversas pessoas: A Misericórdia, O Perdão, A Avareza.
Um livro que nos prende do inicio ao fim e nos encanta pela sua riqueza de detalhes e pela realidade dos acontecimentos, um livro que por ser cristão nos faz refletir e nos passa uma mensagem maravilhosa de: fé, perseverança, recompensa...na minha humilde opinião um dos melhores que já li, sua escrita no mesmo patamar da tão famosa As Crônicas de Nárnia de C.S Lewis (maravilhoso também).
obs: a continuação se chama A Peregrina
comentários(0)comente



cid 22/11/2009

o segundo livro mais lido
Foi por curiosidade que li " O Peregrino ", o segundo livro mais vendido em todo mundo.Uma alegoria da vida na terra , enquanto buscamos a cidade Celestial , passamos pelo Desfiladeiro do Desespero, Pântano da Desconfiança, Castelo da Dúvida, Vale da Humilhação, Rio da Morte , uma povoação onde ocorre a Feira da Vaidade.É uma visão triste do mundo e do cristianismo. Cheio de culpas e castigos. E mais castigos. Talvez a leitura tenha quer ser feita considerando que John Bunyan escreveu o livro na prisão.
Carlos Marques 13/08/2012minha estante
Gosto do livro, acho edificante, mas tenho que concordar com o que você disse. É um livro cheio de culpa e tristeza mesmo. Isso se deve, creio eu, mais à tradição puritana de Bunyan do que ao contexto carcerário em que vivia. Eu não daria uma nota tão baixa, mas entendo perfeitamente os motivos que o levaram a avaliar a obra dessa forma.




Dani 23/11/2009

Muito bom, mas...
achei a linguagem um pouco difícil e apesar de ter o hábito da leitura, precisei reler várias páginas, várias vezes para entender...é maravilhoso, porém só entendi melhor depois que vi o filme!
Nota 9!
comentários(0)comente



Pedro Freitas 23/01/2016

Leitura obrigatória
O livro sem duvida nem uma é um clássico e com toda certeza continua abordando um assunto que é atual e jamais vai ficar datado na vida do cristão. O autor consegue abordar pontos teológicos de tal forma, que se o leitor estiver lendo atentamente vai acabar refletindo sobre esses pontos por muito tempo.
Não tem como você ser um verdadeiro cristão e não se identificar com os personagens do livro. E isso, com toda certeza é o que fez dele o clássico que é.
Uma leitura que recomendo para qualquer um que esteja peregrinando nessa terra.


site: http://pedrohmf.com/
comentários(0)comente



Prosasuzana 08/05/2012

Ao me presentear com o livro, meu amigo disse que eu não me arrependeria e de certo foi o que aconteceu. Essa ficção, ainda que seje cristã, é uma linda história de amor a Deus, arrependimento e perseverança. Nos faz rever nossos conceitos, lembrando e citando passagens da bíblia no decorrer da história, que nos encoraja a seguir o caminho da verdade. Quando o livro é bonito eu fico sempre assim, sem palavras! Só lendo mesmo para ver como realmente é, a reflexão e até paz que este livro traz, recomendo!
comentários(0)comente



Edy Marques 10/01/2016

Finalmente li, este ótimo livro. A história do livro é bom e edificante do início ao fim. Mergulhar nesse jornada através da página deste livro como "peregrino", me fez pensar em minha caminhada cristã, os desafios, dificuldades, dúvidas que temos que enfrentar e a perseverança que temos que praticar durante toda esta dura caminhada.

No caminho estreito, escolhido pelo personagem "Cristão" no livro, o mesmo enfrentou vários desafios, e uns do que mais me chamaram atenção foi a passagem pelo " Vale da Sombra e da Morte" , a batalha contra o demônio "Apoliom" e a luta contra o gigante desespero. Onde a fé e a sua perseverança na fé foi provada várias vezes e o mesmo confiando no seu Redentor e obedecendo-o, venceu tais batalhas. Impossível para um cristão ler e não se identificar com as inúmeras batalhas e dificuldades que acontecem nessa viagem do peregrino.

Se você de fato se identifica como um peregrino (Hebreus 11:13, 1 Pedro 2:11), recomendo este livro pra você. "
"O Peregrino" de John Bunyan, mais um livro de literatura cristã, que se torna uns dos meus favoritos. Todo Cristão deveria ler este livro.
comentários(0)comente



Biah Souza 20/10/2009

Divino!
Um livro que meche com qualquer um, faça sobre a luta que nos cristãos passamos para está sempre com Deus, a grande lição é que se sempre nos mantermos fieis a Jesus, sem abandonar seu evangelho, herdaremos a Glória de Deus.
comentários(0)comente

Ivan Picchi 13/04/2010minha estante
quase compro esse livro, ainda bem q tinha sua resenha explicando q me fez desistir!




Raquel Holmes 28/12/2009

O Peregrino - Crítica
Fantástico! O Peregrino é um excelente livro e não é à toa que é o segundo livro mais vendido no mundo.

John Bunyan teve um sonho e o narrou neste livro. Sonho este que foi mais uma visão, pode-se dizer, sobre a vida do cristão no mundo em busca da salvação!

O personagem principal, chamado Cristão, é cada um de nós... e este livro nos fortalece e incentiva a buscarmos ainda mais a salvação... além de reconhecermos o quanto somos pequenos e pecadores e necessitamos da misericórdia de Deus...

Amei! Li emprestado e já encomendei o meu. Quero ler de novooo!!!
comentários(0)comente



Eklesia Church 14/05/2010

O Peregrino
Um Livro muito bom, extremamente edificante, aconselho a leitura.
É um livro surpreendente, vale a pena a ler.
comentários(0)comente



Thiago Souza. 28/01/2012

O peregrino
Esse livro é leitura obrigatória a quem quer fugir da Destruição.
comentários(0)comente



DaviBook's 09/04/2015

"O Peregrino"
O peregrino é um livro metafórico,ou seja que é todo construído em cima de metáforas. O mesmo conta a história da caminhada de um homem chamado Cristão até a chegada dele a Cidade Celestial. Para chegar onde deseja, ele precisa permanecer sempre no caminho reto, evitando assim tudo e a todos que podem desviá-lo (E devo confessar que não é uma tarefa fácil).O livro traz embutido nele uma mensagem clara de que, não devemos pensar que nossas trajetórias serão fáceis, mas devemos nos conscientizar que cada um dos nossos passos focados, nos levará para o ápice da nossa existência. •DaviBook's•
comentários(0)comente



Lucio 06/03/2010

quem é vc no peregrino?
Essa brilhante analogia à vida cristã foi e é um livro especial. Acho q marca a vida d todo bom crente. Suspeito q há um personagem pra cada tipo de cristão ali, um personagem (quem sabe mais de um) q indentifica-se com vc e sua jornada rumo à Nova Jerusalém. No meu caso, me identifiquei muito com o 'pouca fé'. Ele chega lah d maneira difícil, mas chega... ufa, glória a Deus por isso! hehe
comentários(0)comente



77 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6