Marca da Escuridão

Marca da Escuridão Sylvia Day




Resenhas - Marca da Escuridão


30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


priscila.wenzel 21/07/2016

Gostei! ^^

Esse é um livro que fala sobre anjos, arcanjos, demônios e os irmãos mais famosos da bíblia: Caim e Abel.
Evangeline (Eva), é uma designer de interiores que 10 anos atrás conheceu e se apaixonou por Alec (Caim). Ele tiro sua virgindade, desapareceu e ela nunca mais conseguiu sentir atração ou se entregar pra outro homem.
Um dia após ir atrás de uma chance de emprego, ela é cercada no elevador por um homem misterioso. Os dois transam loucamente no elevador. Quando volta pra casa Eva começa a sentir-se mal e diferente. Alec aparece e lhe conta que o homem misterioso no elevador era seu irmão Caim (Reed) e ele a marcou. Então ao contrário do que a capa do livro diz é Abel quem marca Eva, não Caim.
A marca significa que de agora em diante Eva “trabalha” pra Deus e deve se tornar caçadora de demoníacos, para ter uma espécie de “perdão divino” e salvar sua alma. Tudo isso porque Alec (Caim) ousou dormir com ela.
Agora Eva tem que lidar com um novo mundo que se revela. Reed (Abel) se torna seu chefe e Alec (Caim) seu mentor, ou melhor dizendo seu protetor.
Eva então tenta se acostumar à sua nova vida, ao desejo confuso que sente entre os dois irmãos e a rivalidade que já existia entre eles e que piora com a chegada dela.
O que eu mais gostei nesse livro foi a forma como a autora juntou ficção, com mito e histórias bíblicas num romance só.
Eva não é uma daquelas mocinhas ingênuas que a todo momento têm que ser salvas. Ela mostra pra que veio e é bem engraçado ver as tiradas que ela dá, como quando diz que Deus deve ter um humor um pouco doentio. Ela chega até a desobedecer Caim e Abel e deixar os dois irmãos terrivelmente frustrados.
Eva é apaixonada por Alec (Caim), mas Reed (Abel) vive à espreita, esperando pelo momento certo de roubá-la pra si. Isso faz com o que o relacionamento entre os irmãos piore e eles fiquem o tempo todo no livro se provocando.


“- Você nem sabe ainda no que consiste o trabalho, meu bem. - Reed observou.
- Ela não é seu bem. - Alec repreendeu.
Reed sorriu.”


“- Agora você pode notar por que deixar Eva sozinha não foi uma grande ideia. - Reed zombou.
- Vá se danar! - Alec pareceu pronto pra matar de novo. - Deve ter sido culpa sua.
- Não dessa vez. Eu estava muito ocupado mantendo a sua garota viva.
- Você nem consegue se manter vivo.”


O livro é recheado de cenas de ação e cenas de sexo e luxúria como a Silvya tão bem sabe escrever.
Pra quem não tem problemas em ler livros que falem desses assuntos, eu super recomendo. É uma história diferente que vai fazer você devorar página por página ansioso pelo que está por vir.
comentários(0)comente



Debs 17/03/2017

Incrível
Conheci o livro por acaso e comecei a ler. Achei totalmente diferente do que a Sylvia costuma escrever. Contém ação, drama e muito suspense, sem contar nas cenas de sexo que por não serem tão frequentes acabam se tornando muito especiais e aguardadas. É um livro intrigante porque toca num assunto muito polêmico: a religião. Além da personagem da Eva não ser uma daquelas mocinhas chatas que sofre pelo amor, é uma mulher muito forte que se deixa levar pelos seus extintos. E esse ar fantasioso, mitológico deixa o livro mais interessante ainda. Uma das melhores leituras feitas.
comentários(0)comente



"Ana Paula" 29/10/2015

Marca da Escuridão é o primeiro volume da trilogia Marked, de Sylvia Day. Autora que eu nunca havia lido nada, apesar de querer conhecer a escrita da mesma. Creio que este livro tenha sido uma ótima "primeira vez", pois contém o estilo sexy e sensual da autora, com um enredo sobrenatural que gostei muito!

"Como Eva podia explicar o prazer que não queria sentir? A marca em seu braço? As condições impecáveis de suas roupas? E as asas... Meu Deus, o homem tinha asas brancas e macias."

Neste volume vamos conhecer Evangeline Hollis, mais conhecida como Eva. Quando era adolescente, Eva teve uma noite de amor inesquecível com Alec; dez anos depois, ela descobre que Alec é Caim, e por ter pecado, Eva é marcada com a Marca de Caim e se torna uma Marcada: ganha poderes superiores aos humanos e caça Demoníacos -seres sobrenaturais que quebram as regras impostas pelos Arcanjos.

Mas ao contrário do que a sinopse induz, não é Caim que a marca, é Abel, seu irmão e agora chefe de Eva. Caim torna-se seu protetor e professor, ensinando-a a como se defender e a apurar seus novos instintos. Caim e Abel já possuem uma rivalidade, Eva torna-se mais uma, pois ambos a desejam ardentemente.

"- Relacionar ao sistema judicial humano pode ajudar a entender. Cada pecador ou pecadora tem um julgamento in absentia e o Senhor preside o caso. Jesus atua como defensor público. Está claro até aqui?
- Eu vejo Law and Order.
- Certo. Se houver uma condenação, um dos serafins envia a ordem para uma empresa cuidar da caçada do Demoníaco.
- Uma empresa?
- É como uma empresa de finanças. Um arcanjo se torna responsável pela captura, como um fiador. Na realidade, ele não realiza nenhuma caça. Os Marcados fazem o trabalho sujo, e recebem uma recompensa, exatamente como um caçador de recompensas; só que, nesse caso, o prêmio são indulgências. Com o bastante delas você se livra de sua penitência."

Que livro incrível! rsrsrsr Gostei muito de como a autora utilizou personagens bíblicos para ilustrar o enredo deste volume. Caim e Abel são dois cabeças duras incrivelmente atraentes e teimosos. Eva é uma protagonista maravilhosa! Esqueça as mocinhas em perigo, Eva veio para quebrar a banca e ser uma Marcada foda em todos os sentidos! Além do conteúdo hot, o leitor também vai rir muito com as tiradas de Eva e seu humor negro.
As cenas de sexo são bem descritas e cheias de significados, ao contrário do que pensei, não me senti lendo algo pornô, senti sensualidade e desejos ardentes de ambas as partes. O que não gostei foi o triângulo amoroso que inevitavelmente acontece, mas creio que Eva já tenha seu preferido e isso é o que torna as coisas mais reais.

Também encontramos ação do começo ao fim! Prepare-se para muitas lutas com os Demoníacos e entre os irmãos! rsrsrsr
Marca da Escuridão tem tudo para conquistar o leitor e deixá-lo ávido por mais, o enredo me lembrou a série Os Instrumentos Mortais, mas passou-se como uma lembrança mesmo, pois tudo o mais é diferente.
Eva terá que ser forte e enfrentar seu destino, mesmo tendo Caim e Abel ao seu lado, Demoníacos tentarão matá-la e sem saber, ela faz parte de um plano maior, que envolve disputa de poder entre os Arcanjos.

"A garota que ele conhecera e amara tinha sumido, para nunca mais voltar. Fora arrancada de sua vida segura e ordeira e jogada em um mundo onde demônios a caçavam e amizades queridas pagavam o preço."

A narrativa é em terceira pessoa, acompanhando, principalmente Eva, mas também acompanha outros personagens igualmente importantes para a trama - Caim, Abel e Raguel. Eva entrou para minha lista de personagens femininas que vou amar para sempre, por sua força, determinação, paixão e amor por todos os seres vivos.
A diagramação é simples, mas bem feita, encontrei poucos erros de revisão, o que não prejudicou minha leitura. A capa é um show a parte e condiz com o enredo apresentado. Só fiquei triste porque minha capa soltou, como é colada, o manuseio durante a leitura a fez se soltar.

Impossível não indicar este livro, confesso que comecei a leitura com o pá atrás, pois já tinha lido resenhas um tanto perturbadoras dos livros desta autora, mas depois de finalizar a leitura, me senti completa, pois a história é bem escrita, com mistério, mentiras, brigas, sexo, amor e lealdade. Tudo para entreter o leitor da melhor maneira possível! Super recomendo!

site: http://www.livrosdeelite.blogspot.com.br/2015/10/resenha-marca-da-escuridao-livro-1.html#.VjH8u7erTDc
comentários(0)comente



Luana Moraes 03/06/2018

Marca da Escuridão
Sylvia Day mesclou fantasia com um romance quente. Foi meu primeiro contato com esse tipo de escrita da autora e gostei bastante, confesso que prefiro Marca da Escuridão, a série mais famosa dela, Crossfire.
O enredo é bom, a trama se desenrola de uma forma bem interessante e me deixou ansiosa pelo segundo volume. E espero que a autora não me decepcione.
A narrativa é em terceira pessoa.
comentários(0)comente



Lili Dantas 30/01/2018

A Sylvia Day que você não conhece...
"O pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo."
_O Senhor para Caim, Gênesis 4,7

Hey leitores fantásticos!

Hoje vou falar de Marca da escuridão, é o primeiro livro da série Marked, da incrível Sylvia Day, publicado aqui no Brasil pela Faro Editorial. Em sequência teremos Marca da destruição - livro II, e por último Marca do caos - livro III. Ouvi falar por aí que também existem dois contos que compõem a série, não sei se a Faro vai publicar, vamos torcer que sim.

Depois de uma noite de amor incrível, Eva descobre que foi marcada. Ele era Caim.

Acredito que todos em algum momento devem ter lido a Bíblia, certo?! Se sim, quem ouviu falar da história de Caim e Abel?!

A história de Caim e Abel é narrada no livro de Gênesis. Este teria sido o primeiro homicídio da história da humanidade. Adão e Eva, após serem expulsos do jardim do Éden, tiveram um filho, chamado Caim, e, posteriormente, tiveram Abel. Os dois irmãos cresceram juntos.
Em determinada ocasião, Caim e o seu irmão mais novo Abel apresentaram ofertas a Deus. Caim apresentou frutos do solo, do seu trabalho braçal mais pesado, e Abel ofereceu primícias do seu rebanho (Uma ovelha), a que mais amava e que recebeu de Deus. (Gênesis 4:3, 4). A oferta de Abel teria agradado a Deus, enquanto que a de Caim não, caindo-lhe o semblante.
Deus diz a Caim, após ver o seu semblante caído por ter sua oferta rejeitada: "Se procederes bem, não é certo que serás aceito?" (Gn 4.7).
Possuído por ciúmes, Caim armou uma emboscada para seu irmão. Sugeriu a Abel que ambos fossem ao campo e, lá chegando, Caim matou seu irmão.
Respondendo ainda com arrogância ao ser interpelado por Deus, o Criador sentenciou-o ao banimento do solo, além de ser condenado à condição de errante pelo mundo, que parte em busca de um futuro indefinido em um deserto de homens. Caim lamentou a severidade da sua punição e mostrou ansiedade quanto à possibilidade de o assassinato de Abel ser vingado nele, mas, ainda assim, não expressou nenhum arrependimento. O Criador "estabeleceu um sinal para Caim", o signo protetor que designa a criatura de Deus, a marca do filho de Adão, para impedir que fosse morto, mas o registro não diz que esse sinal ou marca fosse colocado de algum modo no próprio Caim. Deus disse ainda que quem o matasse seria "castigado sete vezes". (Fonte: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Caim_e_Abel )

Mas Lili, porque toda a "estrada da memória" de Caim e Abel?
Simplesmente, porque eles são protagonistas dessa história, juntamente com Evangeline Hollis, nossa Eva, que não, nessa história não é a mãe deles, apesar de ter o mesmo nome (após a leitura, senti que fosse uma espécie de ironia).
O Alec Caim e o Reed Abel, na série Marked, são os célebres Caim e Abel filhos de Adão e Eva. Looooooucura! Rs...

Eva olhou para a tela do computador e sentiu um pânico estranho, indefinido.
A marca de Caim. A marca dada por Deus a Caim como proteção enquanto vagava pela terra como punição por ter matado Abel, seu irmão.
Eva fora marcada por um fanático religioso.
Aquilo era bastante assustador.
(Pág.28)

Confesso que isso foi o que mais despertou minha curiosidade por esta leitura, talvez por ser fantasia e o oposto do que eu já li da Sylvia Day até hoje, contando Crossfire.
Eu mergulhei de cabeça. E já adianto que deveria virar filme. Sabe aquelas histórias que você já imagina os atores, locação, efeitos especiais... Essa com certeza é uma delas. Se isso acontecer, meu ingresso no cinema está garantido.
Aos mais religiosos, que tiverem receios em relação a esta leitura, fiquem tranquilos, não é ofensivo, a autora só pegou a história de Caim e Abel como referência, de resto, é tudo fantasia. Vale a pena conferir.

Eva conheceu Alec Caim quando tinha 18 anos, ela viu o bad boy e se apaixonou perdidamente, não a culpo, também teria me apaixonado - pausa para suspiros -. É o tipo de "homem" que bagunça todos os nossos sentidos.
Caim faz o estilo motoqueiro sexy, o tipo que é difícil resistir (falo por mim, culpada! Mas quem resistiria?). Depois de um breve e intenso caso, ele a abandona.
10 anos depois, ela já é uma mulher, corajosa, determinada, independente, linda (ela é descrita como de descendência asiática, o que me fez lembrar a própria autora). Eu sinceramente gostei de Eva. Diferente de muitas mocinhas por aí, ela não se abala, pega o que lhe foi dado e tenta o seu melhor.
Ela é designer de interiores, e munida de seus melhores desenhos, foi fazer uma entrevista no Gadara Tower. Raguel Gadara estava expandindo seu império imobiliário, e Eva concorrendo à vaga de emprego. Era o que ela estava fazendo naquele prédio quando recebeu a "Marca de Caim".

_ Estou enlouquecendo.
Depois de tomar banho, olhou para a queimadura no braço: uma triquetra de dois centímetros e meio, delimitada por um círculo pequeno de três serpentes, cada uma comendo o rabo daquela diante dela.
(Pág.29)

Triquetra é um simbolo usado no cristianismo, na magia, na bruxaria, na Wicca e em geral no Ocultismo. (Fonte: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Triquetra )

Reed Abel deu a Marca de Caim a Eva. A semelhança que ela viu em Abel enquanto era marcada por ele, é simples, como vocês já sabem, eles são irmãos. Foi isso que a fez sentir-se atraída por ele no dia em que foi marcada, pois Eva nunca esqueceu Caim.
Apesar das semelhanças físicas dos irmãos, Abel é o oposto de Caim, ele faz o estilo engomadinho, sempre muito bem vestido com termos caros, cabelo impecável... E uma postura mais relaxada e provocadora que Caim, que por sua vez, tem um semblante mais fechado, menos receptivo, ele carrega muita culpa e isso me faz simpatizar automaticamente por ele.

Suas feições... Meu Deus, eram muito parecidas com as de Alec Caim, como se fossem irmãos. A pele lisa e cor de oliva, os cabelos bem pretos e os olhos castanhos como café expresso. Era o sexo encarnado.
(Pág.22)



Alguns diriam que é um triângulo amoroso, eu não senti dessa forma. Um me parece ter sentimentos genuínos por Eva, o outro, soou mais como somente luxúria. Mas tenho que ler o restante da série pra ter uma opinião mais segura sobre as intenções amorosas dos três.
O mesmo sentimento que Eva teve enquanto tentava desvendar tudo o que estava acontecendo, foi o que eu tive no decorrer da leitura, de que tudo é uma loucura.
Eva é agnóstica, mais difícil ainda pra ela entender e aceitar todas as mudanças e a realidade que a Marca de Caim trouxe pra sua vida.

_ Evangeline... - Alec disse, nervoso. - Você não precisa gostar Dele, mas você precisa respeitar Seu poder.
_ O que mais Ele pode fazer contra mim? - ela disse, afastando-o.
(Pág.66)

Ninguém pode negar que Sylvia Day tem o dom de contar histórias. Ela cria uma trama tão envolvente, que é impossível não mergulhar na "loucura" dela.
Anjos, demônios, marcados, lobisomens, tengus...? Todos reais! Mas qual a função de Eva no meio de toda essa loucura, que até pouco tempo ela nem sabia que existia?
Ela agora é uma marcada. Os marcados são humanos pecadores, que foram recrutados por Deus para ajudar Caim a expulsar os demônios da terra, essa seria a "redenção" de Caim. E é o novo "trabalho" de Eva.
É claro que é muito mais do que isso. O livro é recheado de informações e justificativas fantásticas.

(...)
_ Droga... Acho que não é coincidência.
_ Coincidências não existem.
_ O que está acontecendo? - Eva cobriu com a mão a sua marca. _ O que isso significa?
_ É um chamado, anjo. Um...
_ Achei que era uma punição.
_ Também pode ser.
(Pág.64)

Marca da escuridão é uma aventura de tirar o fôlego, tem ação, romance, suspense... É sexy! A cada capítulo eu ficava mais curiosa com o desfecho. Também tem um toque de humor, e eu me diverti ao imaginar algumas situações.
Eu nem preciso - mas vou dizer mesmo assim - que eu amo e sempre fico encantada com as edições dos livros da Faro Editorial. Capa incrível (essa eu particularmente amei, já disse aqui que prefiro capas enigmáticas, do que as óbvias), páginas amarelas primorosas com fonte adequada (meus olhos que amam ler na madrugada agradecem), diagramação, espessura das folhas... Tudo perfeito como sempre!
Aos amantes de histórias fantásticas, super recomendo essa série!

Melhor quote...
_ Seu corpo não metaboliza o álcool - ou qualquer substância psicoativa - como antes.
Ela deixou a mão cair e bateu o punho fechado sobre a bancada. Encarou Alec, semicerrando os olhos com raiva. - Você está dizendo que nunca mais vou sentir um barato?
_ Você pode ter um orgasmo daqui até a eternidade - Alec revelou - Não é barato o suficiente pra você?
_ Merda.
_ Posso ajudar nisso.
_ Cala a boca! - Eva vociferou. - A culpa é toda sua.
(Pág.63)

Ficaram curiosos? Ainda tem o booktrailer!
http://youtu.be/zUluKv8dUWw

Até, Marca da destruição!

Beijo, beijo,
Lili


site: http://leiturasefofuras.blogspot.com.br/2016/04/resenha-marca-da-escuridao-de-sylvia-day.html
comentários(0)comente



Juliana 17/09/2017

Marca da Escuridão
Um livro ótimo que une ação, aventura e romace! Estou doida para começar o segundo livro! ?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



nathy 29/05/2018

Não diria que é um livro ruim
Senti uma sensação de déjà vu quando vi Evangeline - ou simplesmente Eva - entrar na Gadara Tower para uma entrevista de emprego. Sensação essa, causada por leituras eróticas feitas por mim anteriormente e que possuíam este ponto comum - sendo Toda Sua da própria Sylvia um exemplo. É claro que a sensação parou por ai tendo em vista que Marcas da escuridão, da americana Sylvia Day, vai além do erótico e se aventura na fantasia; mostrando um mundo vivenciado por humanos, anjos e demoníacos.

A história começa com Eva já em ação depois de ser marcada e de cara vemos as suas dificuldades em se adaptar à sua nova vida, a de amaldiçoada a ser caça e caçadora de demoníacos. Depois deste pequeno interlúdio voltamos ao dia em que ela foi marcada por Reed Abel e posteriormente por Alec Caim, um homem misterioso que fez parte do seu passado e que está de volta para ser o seu parceiro, protetor e tutor. Pelos nomes dos personagens principais - Eva, Caim e Abel - dá para se notar que a autora usa os personagens históricos/religiosos, Caim e Abel, em sua trama. E assim como no livro religioso, os irmãos portam certo antagonismo agravados aqui, pela ligação de ambos com Eva; sendo Abel o chefe e responsável por designar as missões da protagonista e Caim o responsável por ensiná-la a sobreviver a esse mundo totalmente louco.

A atmosfera criada em Marcas da Escuridão é algo diferente do que estava acostumada à acompanhar da autora - meu único contato com ela tinha sido por meio da série crossfire -, mesmo sabendo que ela já tinha se aventurado em temas "angelicais" com a série Renegade Angels. Não sei se foi por esse motivo que estranhei o mundo criado pela Sylvia ou o que é pior, a maneira como ela narrou a trama. A verdade é que a narrativa em terceira pessoa e os próprios elementos criados pela autora foram postos de uma maneira que me confundiram, me peguei diversas vezes tentando entender os significados e formas dos seres sobrenaturais que apareciam e o que estava da fato acontecendo. Sabe aquele exercício de ler e imaginar como as cenas acontecem? Me peguei fazendo isso e para o meu próprio desgosto não conseguia formar ás cenas com clareza, especialmente as que tinha ação.

VEJA RESENHA COMPLETA NO BLOG


site: http://ventoliterario.blogspot.com.br/2018/05/o-vento-me-disse-65-marca-da-escuridao.html
comentários(0)comente



De Olivato - @olivatobooks 23/09/2017

“Pessoas inteligentes aprendiam com seus erros; não continuavam cometendo os mesmos.”
Este livro nos conta a história de Eva – Evangeline – que tem uma vida normal que não gosta muito, porém não se sente confortável para sair da própria bolha e mudá-la.

A vida da nossa protagonista muda drasticamente quando ela recebe a Marca de Caim, agora Eva não é mais uma designer de interiores, ela se torna uma caçadora de Demoníacos. Por não ter nenhum treinamento como Marcada, Eva é destinada a um tutor que se chama Alec Caim e tudo estaria “normal” se não fosse pelo fato de que ele é o cara que tirou a virgindade dela quando adolescente e sumiu.

Como a vida é uma caixinha de surpresas, Eva acaba conhecendo Reed Abel que é o irmão de Alec e acaba se sentindo especialmente atraída por ele. Disputada pela atenção dos irmãos e aprendendo a caçar demônios, Eva se vê desejando a vida pacata que tinha mais do que nunca.

Eu gostei muito da escrita da Sylvia, é algo que flui muito naturalmente, eu só não amei mais esse livro porque em alguns momentos a escritora se desvia totalmente do foco para acabar em sexo. Fora isso, é um livro muito bom, eu com toda a certeza quero ler a continuação dele, é um pouco introdutório e me deixou muito curioso e com várias teorias do que pode vir pela frente.

“Não vou desempenhar o papel de fantoche sem tomar minhas providências.”

No Skoob, eu dei 3,5 e recomendo para todos que querem ler um livro adulto com uma pitada de fantasia.

site: https://www.instagram.com/p/BZH1zvGFiJt/
comentários(0)comente



Babih - @capadura_cmole 08/09/2018

Caim ou Abel?
A Marca da Escuridão é o primeiro livro da série Marked.

Evangeline é uma descrente de Deus. Que no passado se envolveu com Alex Caim e foi abandonada pelo mesmo. Anos depois Eva estava indo para uma entrevista de emprego quando é atraída por Reed (Abel) até a escada de incêndio do prédio onde ela recebe a Marca de Caim por ter seduzido Caim anos atrás e duvidar da existência de Deus. Tornando Eva uma caçadora de demônios. Agora ela terá de lidar com os desafios dessa nova vida.

Eva é independente, batalhadora. Trabalhava como design de interiores até o dia que recebeu a marca. Quando tinha 18 anos, em uma única, noite se entregou a Caim. Ficando sob a mira de Deus. Sua falta de fé e língua afiada será seu tendão de Aquiles nessa nova jornada como caçadora de demônios. .

Caim é um homem marcado pelo tempo. Condenado a viver matando demônios até que sua punição por ter matado Abel seja cumprida. Deus o encarregado de treinar Eva e cuidar para que ela não morra. Tentar reconquista-la não será fácil, Eva guarda muita magoas dele.

Abel Reed o famoso irmão de Caim e também caçador de demônios. Ficou encarregado junto ao irmão de treinar Eva e evita que a mesma morra. Reed tem ambição e fara de tudo para se tornar arcanjo e gerenciar sua própria empresa de treinamento. Se a luta entre os irmãos já era acirrada, com a chegada de Eva essa luta milenar ganhará novas proporções.

Ah que livro maravilhoso! Conhecer um novo lado das histórias da Sylvia me tornou ainda fã do trabalho dela. Sou super apaixonada por esse universo de anjos, demônios. Então, foi uma grata supresa. Eva me lembrou um pouco de mim mesma.Seu jeito de agir perante algumas coisas impostas, sobre questionar tudo ao seu redor. E o que dizer desses irmãos? Confesso que sou #TeamReed. Amo demais esse serzinho. E a narrativa leve, com detalhes e várias referências a bíblia. Quem gosta desse universo é uma super recomendação.

site: https://www.instagram.com/capadura_coracaomole/
comentários(0)comente



Bruna 14/09/2017

Romance com elementos de fantasia, sobrenatural e uma pitada hot
"Você sempre tem uma escolha, mas, às vezes, o caminho pelo qual precisa seguir é óbvio. Se seguir outro vai precisar encarar as consequências."
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
O livro começou pontente no quesito baguete! Chegou jogando da parede e chamando de meu anjo.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
O livro é um romance urbano sobrenatural com um pitada hot. ⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
Me senti em uma mistura de SUPERNATURAL (Dean ❤), Constantine e toda a ação infinita da série Lux. ⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
Temos também um talvez, provável, quem sabe triângulo amoroso entre: ABEL, EVA e CAIM. Isso mesmo, estamos falando dos adoráveis irmãos que tem um leve desentendimento.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
"Como um doce, ele era muito gostoso, mas em excesso provocava um choque hiperglicêmico...". ⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
A moça embarca nessa furada entre os irmãos e acaba tendo que caçar criaturas que ela só imaginava existirem em filmes e seriados de terror.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
Eu amo esse universo e adorei o livro cheio de adrenalina. Uma pena a baguete ter saído de cena! Queria mais, porque sou periguete literaria assumida! Ansiosa pela continuação, pois o livro finaliza no ápice do êxtase!

site: https://www.instagram.com/naoemprestolivros/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carolina DC 15/08/2015

Na série Marked, a autora Sylvia Day aproveitou a rivalidade bíblica dos irmãos Caim e Abel em um romance sobrenatural pra lá de sensual.

Evangeline, ou melhor, Eva, conheceu Alec Caim há uma década atrás e teve uma noite inesquecível. Perdidamente apaixonada pelo motoqueiro sexy, teve o seu coração despedaçado sem qualquer explicação.

Agora, ela não é mais aquela garotinha boba. É uma mulher de 28 nos, abrindo seu espaço como designer de interiores e segura de si. Até que Reed Abel lhe dá A Marca de Caim. Ela se vê em meio a uma disputa entre Marcados Vs Demoníacos e tudo o que tinha como garantido não existe mais.

"- Todos os Demoníacos têm suas preferências e vulnerabilidades. Os Nix Precisam ficar perto da água. Assim como os Kappas. Os Trolls vivem perto das matas. Quando você começar suas aulas, vai aprender as excentricidades de cada ramo. Conhecimento é poder. Explorar um ponto fraco pode salvar a sua vida." (p. 99)

Narrado em terceira pessoa, o primeiro livro da série leva os leitores a diversos conflitos com criaturas sobrenaturais como lobisomens, Nix e Tengus.

Eva sofre uma transformação após receber a Marca e é quando Alec retorna para sua vida. Alec está acostumado a ter todos fazendo suas vontades e se surpreende ao reencontrar uma Eva independente, decidida e que não vai se dobrar aos seus encantos facilmente.

Alec faz o estilo motoqueiro bad boy, com um sorriso sexy e cheio de sex appeal. Ele tem seus próprios sonhos, mas tem que obedecer as regras e hierarquia estabelecida no céu.

Reed Abel é o oposto do seu irmão. Ele ama as regras e não vê problemas em segui-las, com exceção daquela que diz que tem que ficar longe da Eva.

Os Marcados trabalham como se fossem uma empresa. Existe o presidente, gerentes locais e os funcionários que colocam a mão na massa. Mas existem aqueles que estão visando alcançar um novo patamar nos céus.

Nesse primeiro livro, temos Eva se adaptando a sua nova condição e tentando compreender esse novo mundo em que está envolvida. Ela terá que se focar em enfrentar os Demoníacos e completar seu treinamento. Alec atua como seu mentor enquanto Reed é o seu superior. Os dois não conseguem ficar nem ao mesmo no mesmo recinto sem brigar ou discutir.

Eva sente-se atraída por ambos e não posso culpá-la: a autora conseguiu deixar os personagens irresistíveis. Existem algumas cenas hots que fazem o céu esquentar!

"Alec se virou, ficando de costas na cama, e a levou com ele. Colocou-a sobre seu corpo, sussurrando palavras reconfortantes. Na mente de Eva, outra alma tocava a sua. Ela não sabia se era a de Reed, mas não importava. Encontrou consolo na sensação evanescente.
Juntos, os dois irmãos lhe davam o breve alívio de que precisava." (p. 224)

O enredo também apresenta outros personagens, como os pais de Eva, sua vizinha, a adorável Sra. Basso e o enigmático Raguel Guadara. Uma história com muita ação, mistério, sobrenatural e cenas calientes. Uma receita perfeita para um livro da Sylvia Day.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A editora colocou detalhes tribais no início dos capítulos, a capa tem palavras em destaque e com brilhos e o que falar do modelo? Uau!

"- Trinta e dois irmãos e trinta e duas irmãs. Nem todo ainda estão aqui, na terra. Muitos já ascenderam.
- Nossa! Coitada da sua mãe - Eva disse, assustada.
- Você tem que levar em consideração que sem televisão, rádio e esportes, o sexo era a melhor forma de entretenimento que existia." (p. 66)
comentários(0)comente



somaisalgumaspaginas 17/06/2019

Gostei bastante
Esse primeiro livro se baseia em como Eva foi marcada e sua luta para se adaptar no mundo de Caim, e sua vontade de ter a vida de humana de volta . Mas será que ela quer mesmo voltar ao que era ? Será que abandonará Caim ? Será que conseguirá viver uma vida sabendo tudo que sabe agora ? Embasbacada com essa história, achei muito criativa , além do toque hot de Sylvia e a semelhança de nomes de suas protagonistas ... No início tive um pouco de dificuldade para me prender a história, mas no decorrer do livro fui me apegando a Eva e aos irmãos Caim e Abel , me apaixonei pelos dois , assim como Eva . O livro tem muita ação , o que foi ótimo , muito mistério e intrigas .Interessante foi que os pontos de vista da história mudavam sempre e você conseguia se situar em qual mente estava com poucas palavras lidas , Sylvia nos mostra o interior dos personagens o que nos deixa mais próximos deles . Amei a história e já quero ler a continuação.
Com quem será que Eva ficará ?
comentários(0)comente



Gicelma 19/02/2017

Marca da escuridão
Que livro estigante adorei esse Caim e Abel uff kk
comentários(0)comente



30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2