Fassade

Fassade K. S. Broetto




Resenhas - Fassade


22 encontrados | exibindo 16 a 22
1 | 2


Michelle Trevisani 17/09/2016

Um livro arrebatador!
Oi gente! Tudo bom com vocês? Hoje trago a resenha do livro Fassade, da autora K. S. Broetto, publicado de forma independente. E a Broetto vem fazendo um trabalho excelente com a divulgação de seu livro, o que não é nada fácil quando você decide que vai se arriscar a esse feito. Ela é muito caprichosa, e ao adquirir o livro, o mesmo vem com marcadores, cartões postais e embalado de uma forma muito única e característica, faz com que a gente fique bem curioso e com vontade de comprar. Pra mim, essa foi uma grande sacada da Broetto, porque convida as pessoas a comprarem, já que o capricho dela é notável.



Sobre o livro: as letras são ótimas para leitura, páginas amareladas, capítulos não muito longos, e em cada novo capítulo tem uma arte muito legal de fundo do mar. A aparência dele é incrível, de muito bom gosto mesmo. A narrativa é detalhada de uma forma maravilhosa, sem deixar pesar na leitura, gostei demais da cadência utilizada pela autora.

Bom, vamos à resenha! Como começo a falar desse livro que me deixou sem rumo? haha. Apesar do título leve, Fassade é uma leitura arrebatadora. Em uma palavra: ele é OUSADO. Um livro que mistura Inglaterra de 1875, baile de máscaras, piratas, saqueadores, sereias, homossexualidade, fadas e seres sobrenaturais, no mínimo se espera que seja um livro bem confuso e conflitante. Ledo engano amigo, ledo engano. Fassade nos trás um romance de época bem diferente do que estamos acostumados a ler. Nos mostra a parte podre e obscura da Inglaterra.

Leia o restante da resenha no meu blog >> Livro Doce Livro.


site: http://meulivrodocelivro.blogspot.com.br/2016/09/livro-fassade-de-k-s-broetto.html
comentários(0)comente



Livros em Retalhos 16/08/2016

Forte e doce ao mesmo tempo..
Estou sem palavras para dizer o quanto eu gostei desse livro, quero a continuação para ontem... Uma estória encantadora, onde duas almas quebradas se encontram mas não conseguem ver, ou não querem ver que o amor bateu em suas portas e chegou para ficar... Apaixonada pelo pirata lindo e sedutor...

site: https://www.instagram.com/livros_em_retalhos/
comentários(0)comente



Ana 12/08/2016

Uma leitura para não se arrepender!
Ahoy, marujos! Antes de começar, quero dizer que confesso, que em princípio, eu achava que talvez não fosse gostar tanto da história. Digo isso, pelas referências que a autora cita no livro, e embora, eu estivesse completamente seduzida por saber que essa leitura continha um universo pirata, sinceramente, achava que seria uma leitura densa ? não que isso fosse um problema, mas é que eu não estava no clima mesmo de ler conteúdos mais pesados. Porém, grande engano. As páginas dessa história foram uma grata surpresa e resolvi embarcar nessa leitura numa viagem sem volta para encontros com personagens incríveis criados por Karol Broetto.

Fica complicado negar que me apaixonei pelos protagonistas. Mas muito mais do que pelos personagens, a forma como a autora nos apresenta Johan e Siegfried, acaba surpreendendo e encantando. A primeira virada principal da história é realmente emocionante e te faz lembrar das pistas que a autora, sorrateiramente, deixa no enredo a fim de preparar o leitor para esse acontecimento importante.

O que mais me chamou a atenção, na verdade, foi a autora ter conseguido ? com certa habilidade, devo dizer ? tratar homossexualidade, feminismo e violência de uma forma tão leve e envolvente que até os mais desatentos conseguirão absorver a mensagem contida no enredo. É de se esperar, que alguns leitores não gostem da pegada inicial da história, embora fatalmente, ao meu ver, isso se dê por nada menos que preconceito. E por isso, a autora, merece aqui, destaque por sua ousadia perspicaz.

O romance é narrado em terceira pessoa ao ponto que é brindado com fluxos de pensamentos dos personagens e diálogos na medida certa. A respeito do enredo em si, tenho que aplaudir ? mais uma vez ? a autora por ter conseguido mesclar referências históricas, termos específicos de pirataria, inclusive termos técnicos de navegação, ambientação e cenário, além da descrição dos personagens. Embora suas páginas não seja recheadas de longas e detalhadas descrições, o que Karol escreve é suficiente para que você consiga se apegar aos protagonistas. Tudo isso com uma delicadeza poética que me conquistou logo nos primeiros capítulos, ainda que jamais, a autora tenha hesitado em construir cenas de violência e inserir alguns questionamentos intrínsecos.

Por conter 208 páginas, cheguei a duvidar que a história pudesse ser concluída com êxito, mas novamente me enganei e, uma vez mais, a autora me surpreendeu. Fassade significa fachada em alemão, e eu tinha inúmeras e vagas teorias para o que pudesse ter levado a escritora a nomear seu livro com essa palavra. Além de suas inspirações, como a banda Lacrimosa, por exemplo, que leva o mesmo nome do livro de Karol Broetto e, que nas palavras da própria escritora serviram para tom a cada novo capítulo. Ao decorrer da história, fica bem explícito o motivo para a escolha do título e isso traz todo um significado para a história. Fiquei uns três dias pensando e refletindo ao acabar a leitura.

A única crítica que infelizmente preciso observar aqui, é quanto à revisão do material. Sei que a publicação é independente e que a autora investiu em uma revisão profissional. Mas algumas falhas de gramática e ortografia passaram despercebidas, o que me incomodaram no começo da leitura, confesso. Mas por outro lado, a história me prendeu de uma forma tão intensa, que em dado momento, joguei a âncora, baixei as velas e decidi curtir a viagem sem me preocupar com esses pequenos deslizes. Já não era mais possível prestar atenção nos erros e si, e tão somente, nessa história tão envolvente.

Enfim, sem medo que digo que essa foi uma das leituras mais surpreendentes desse ano e fico muito feliz por ser uma autora brasileira e cheia de criatividade para dar e vender. Mais feliz ainda e ansiosa porque também sei que há uma continuação da história nomeada Echos que vem vindo por aí. Por fim, encerro essa resenha com um convite: por favor, leiam Fassade e embarquem nessa história!
comentários(0)comente



Aletheia (@almaletrada) 23/07/2016

Leitura Arrebatadora.
Ah como é bom quando você lê um livro e tem percepções do que irá acontecer. Devorei esse livro em 5 horas querendo saber se, o que eu desconfiei no início era verdade.

Aye!
Sereias, nereidas, gnomos, fadas e anões, assim é o universo de FASSADE. Cada página que se descortina nos deixa sem fôlego. Seus protagonistas, Johan e Siegfried, tem personalidades extremamente fortes, nos arrebatando logo no início do enredo. Um cenário que se desenrola na era vitoriana, com uma narrativa bem construída e rica em detalhes. Os caminhos desses protagonistas se cruzam num encontro de almas que acontece à bordo do Angst, um navio pirata que pertence à Sieg. Duas pessoas completamente diferentes com objetivos distintos têm suas vidas entrelaçadas numa armadilha do destino. Sieg é um pirata e Johan um mercenário, assassino de aluguel, que pega carona no barco do pirata. Durante a viagem acontece um ataque de sereias ao barco e Johan defende Sieg e sua tripulação, gerando uma aproximação íntima entre eles. Ambos tentam descobrir o que o outro tem que mexe tanto com seus sentidos. Em meio a confidências, confusões e trabalho, um sentimento avassalador surge entre eles. Será que a fachada que as personagens carregam poderá ser derrubada? Será que os muros erguidos podem ser transpostos?

Karol que livro perfeitamente escrito e que bom ter minhas percepções confirmadas. Que leitura deliciosa e que estória bem construída. Parabéns K. S. Brotero.....e que venha Echos!

5/5
comentários(0)comente



Maria Clara 03/03/2016

Fassade ??
Finalizei a leitura de Fassade na sexta passada, mas o meu coração ficou tão despedaçado, que eu não conseguia encontrar o momento certo para falar sobre ele (e ainda acho que não encontrei!)...

A trama de Fassade é ambientada na Inglaterra vitoriana, numa era de pirataria oprimida e perseguida, em que os "fora da lei" lutam para sobreviver e manter o seu estilo de vida. O cenário é injetado com seres místicos, como sereias, nereidas e gnomos; e essa construção é feita de uma forma muito natural pela Autora, com uma escrita fluida e um enredo absurdamente prazeroso.

A história é centrada em Siegfried, o Pirata, e Johan Wells, um assassino mercenário. Siegfried, que ganhou o meu coração de uma forma arrebatadora, é capitão do Angst e está a caminho de Brighton com sua tripulação pra receber um pagamento. Por coincidência, Johan precisa ir ao mesmo Porto para cumprir uma missão e, sabendo da rota do pirata, decide abordá-lo e pedir, como favor, uma carona. E é aí que começa o encanto de Fassade....

Essa viagem é recheada de mistérios, acontecimentos eletrizantes e muita emoção. O leitor conhece a fundo determinados personagens e o livro revela, aos poucos e com muita maestria, o verdadeiro "eu" que cada um deles possui por trás da fachada na qual se esconde.

Apesar de o livro ser curto, os eventos se desenrolam na medida certa para te prender na leitura. A Autora, ao mesmo tempo que vai dando pitadas de suspense, sacia e alimenta a nossa curiosidade por meio de revelações incríveis. Há duelos com cenas de ação sólidas, ágeis e maravilhosamente descritas! Sem contar toda a magia da era vitoriana em meio a um baile de máscaras, que é de arrebatar o coração de qualquer um!

Fassade é um livro delicioso, com cenas fortes e muita verdade em suas palavras. Fiquei absurdamente encantada com a escrita e muito orgulhosa por ser literatura nacional! Ah, e claro: ainda estou me recuperando da paixão que o Siegfried me despertou ??
comentários(0)comente



Danny_med 09/01/2016

Fasaade
FASSADE

Fassade é uma publicação independente da linda K. S. Broetto, que transita livremente entre a fantasia, a ação e o romance, com um arremate preciso de magia e mistério.

De antemão aviso - a leitura é intensa! - Que dor tão profunda é capaz de aprisionar definitivamente uma pessoa a suas máscaras?

Fassade (que significa fachada em alemão - muito perspicaz dona K.), se passa na Inglaterra, na Era Vitoriana, num mundo povoado por humanos e seres mágicos. E nesse cenário inquietante conhecemos Johan Wells, um jovem misterioso, e com uma missão a cumprir. Destemido, o jovem Johan, pede ajuda ao temido Siegfried, o pirata, o único capaz de ajudá-lo a chegar ao local de sua missão. Após um duelo - ou armadilha do destino - que lhe garante o bilhete de embarque no Angst, Johan parte rumo ao seu destino - literalmente.

Numa trama em que o passado se faz presente e incisivo, acompanhar a aventura desses dois anti-heróis foi algo sensacional. Johan e Siegfried tem parte de suas almas expostas em cada cicatriz que trazem no corpo e no coração. Desde o primeiro contato dos dois, fica clara a forte ligação existente entres eles, a força que os atrai, que faz cada linha, cada palavra do livro pegar fogo. Num conflito entre interesses e paixões, se perdem num oceano de mistérios, onde nem as máscaras que os protegem do mundo, serão capazes de protege-los de si mesmos!

Que trabalho maravilhoso de ambientação possui esse livro. Com cenários de tirar o fôlego, fica evidente o trabalho de pesquisa da autora para composição de cada detalhe, sendo possível acompanhar a leitura sentindo como real cada pedacinho desse mundo fantástico.

Assim, Fassade se desenvolve como um concerto para despertar emoções! Com seus três movimentos, emoldurados por personagens que contribuem com a dose exata de dor e intensidade, para a construção desse espetáculo, que é Fassade!

Sem rótulos. Sem cerimônias.

Meus aplausos!

Ps: por riqueza de certos detalhes é indicado apenas para + 16, ok?

"Ele sabia que não podia se envolver, não podia tirar as máscaras que vestia há tantos anos, pois sabia que, ao tirá-las, arrancaria a própria carne"
Livros em Retalhos 11/08/2016minha estante
undefined


Livros em Retalhos 11/08/2016minha estante
null


Livros em Retalhos 11/08/2016minha estante
null


Livros em Retalhos 11/08/2016minha estante
null




Telma 20/11/2015

Expectativas superadas!

K. S. Broetto, autora de Fassade é também resenhista desse blog.

Gostaria de deixar claro que nosso contato começou com a autora divulgando seu trabalho para o blog e, justamente por ter-me encantando tanto com a Karol e sua simpatia, aliada a sua escrita primorosíssima, veio o convite para que ela integrasse o rol de resenhistas do blog. Quem me conhece sabe que primo pela "qualidade", logo, chamar a autora para fazer parte do nosso canto eclético foi uma atitude voraz de alguém que não consegue ver qualidade sem remexer-se, mexer-se e quem sabe, aliar!

Em breve vocês verão resenhas dela por aqui.

Numa conversa pelo Face (iniciada por mim - toda dada), Karol me disse que o título do livro (que já intrigava a princípio, era alemão, que traduzido quer dizer "fachada". Ela também me disse que baseou o título na banda alemã Lacrimosa que corri para ver do que se tratava.

De tudo o que reuni concluí que K. S. Broeto é indecifrável! A banda gótica, somada a escrita impecável e sua fusão com personagens fantásticos fundiu meu cérebro analítico e quando isso acontece, deixo meu lado louco (médico e monstro) lidar com a situação.

Resultado: amei o livro!!!!! Não esperava tanto. Esperava algo doce e recebi o agri-doce!

A sra. Broeto é uma geniazinha do mal que tem dentro de si uma candura angelical ... indecifrável!

A história em si:

A História se passa na época vitoriana (amo apaixonadamente)... mais precisamente em 15 de Dezembro de 1875, com uma cena tão bem detalhada que já ganhou minha total atenção:

O jovem observava o corpo afundando lentamente nas águas negras. O homem desaparecia na escuridão com seus olhos castanhos ainda abertos, vidrados. Os lábios roxos estavam entreabertos fazendo com que a água do mar entrasse por eles, onde pequeninas bolhas saíam do orifício, criando a ilusão de que ainda havia ar em seus pulmões.
Não era possível ver o sangue que abandonava sua nuca, pois a massa líquida que o envolvia era tão preta que mal se podia enxergar o corpo que submergia, mas, ainda assim, ele via o sangue, como se aquela cor borrasse sua visão incessantemente.
Virou-se, deixando para trás a imagem do falecido. No caminho de volta à taverna passou ao lado do obelisco de pedra em memória à guerra da Crimeia e viu, de relance, as inscrições cravadas em sua face frontal.
Erigido em memória dos bravos.
Pensou em todas aquelas pessoas mortas e esquecidas, e que, um dia, assim como eles, ele estaria morto e esquecido, no entanto não haveria monumento em sua homenagem, pois ele apenas desapareceria, assim como o homem que agora jazia no fundo do mar."

Já fiquei intrigada aqui!
quem observava o morto?
Quem era o morto?
Por que havia morrido?

O capítulo seguinte nos apresenta Johan Wells que quer sair de Portsmouth bara Brighton e, portanto, deveria conversar com o capitão Siegfried, também conhecido como "o Pirata", uma vez que soube ser a única embarcação indo para essa direção na manhã seguinte.

Ele descobre que o Pirata está num bar chamado O Arlequim e, enquanto eu caminhava ao lado dele (a autora nos deixa ter essa sensação), descobri que o bar/bordel, estava povoado por humanos, fadas e duendes. Como assim??????

Johan reconhecia que poderiam existir outras raças no local, além de fadas e anões, mas ele não saberia reconhecer todas e, se tentasse, poderia chamar muita atenção para si, ação essa que preferia evitar.

Minha curiosidade aguçou-se ainda mais e me deixei envolver nesse turbilhão que é Fassade.

O baile de máscaras (ah! as máscaras) e fantasia revela muita coisa, inclusive que isso está longe de ser um mero conto de fadas! É uma leitura bem adulta. Há sexo e violência, bem contextualizados e mixados dentre os muitos outros personagens bem traçados no decorrer do livro.

O ritmo de leitura é gostoso e percebe-se a pesquisa que K. S. Broetto fez para compor o cenário (em sua totalidade).

O clima de incomum, somado a romance, muita aventura e suspense me encantaram de vez!

Vale super a pena!!!!!


site: http://surtosliterarios.blogspot.com.br/2015/11/resenha-fassade.html
comentários(0)comente



22 encontrados | exibindo 16 a 22
1 | 2