Destino La Templanza

Destino La Templanza María Dueñas


Compartilhe


Resenhas - Destino La Templanza


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Carla 02/12/2018

Envolvente
Não tenho hábito de entrar no Skoob com assiduidade, apesar de sempre adorar. Resolvi escrever, pois li algumas resenhas negativas desse livro maravilhoso que virou um dos meus preferidos. Uma amiga indicou e emprestou o livro após conversarmos sobre outro (Equador de Miguel Sousa Tavares). Foi meu primeiro contato com a autora e com certeza vou conhecer suas obras embora tenha lido aqui que Destino La Templanza é diferente das outras. Bem, quem gosta de uma narrativa histórica e detalhista de outra época e lugares irá amar. A construção dos personagens é perfeita, a descrição da Cidade do México, Havana e Jerez impecável. Nos aproxima e envolve da época, dos lugares e dos personagens. Mauro Larrea é um homem tenaz, lutador e se torna cada vez mais envolvente a cada página. Espero empolgar alguém na leitura, foi leve e fácil para quem gosta de um romance histórico.
Glaucia de Paiva 15/12/2018minha estante
Carla eu estou lendo esse livro e estou amando. Já li O Tempo Entre Costuras e indico a todos. A escrita está diferente sim, mas, estou apaixonada. Não acho nem um pouco cansativo, acho uma leitura prazerosa que não me dá pressa para chegar ao final. Sabe quando a gente vai viajar de carro e curte todo o caminho até chegar no seu destino? Assim está sendo esse livro para mim. Amo Maria Dueñas, tenho todos os livros publicados no Brasil. Antes de ler esse li também As Filhas do Capitão e amei!




Luciana Sabbag 20/04/2016

María Dueñas mudou seu estilo
Depois de me encantar por O Tempo Entre Costuras e A Melhor História Está Por Vir, eu não via a hora de ler o novo livro de María Dueñas.
O livro chegou em casa no começo de março, mas eu só comecei a ler na última semana do mês. Demorei muito para me situar (acho que li a primeira página umas três vezes). É preciso força de vontade para sair dos primeiros capítulos. O começo é muito cansativo e a impressão que dá é a de que nem foi Dueñas quem escreveu. Parece que ela mudou completamente o estilo de escrita dela. Talvez ela tenha amadurecido de alguma forma ou tenha se inspirado em outros escritores, mas este livro ficou muito diferente dos anteriores.
María Dueñas sempre usou bastante detalhe em suas narrativas, mas toda a descrição era importante para a história. Em Destino La Templanza, podemos pular parágrafos inteiros que não faz diferença alguma para a trama.
A escrita é muito rica, muito culta (e que também não é pra todo tipo de leitor). Quem é apaixonado por literatura, lê tranquilamente, mas quem não é muito chegado, vai abandoná-lo. Muito diferente de O Tempo Entre Costuras que, em 408 páginas, Dueñas narra centenas de aventuras apaixonantes e prende o leitor do começo ao fim. Aqui parece que metade é desnecessária - daria pra ter contado tudo em 200 páginas. Me lembrou O Amor nos Tempos do Cólera (Gabriel García Marquez), que também não dá pra ler de uma vez.
Destino La Templanza tem ótimos personagens (eu adorei a "vilã" Carola e a musa Soledad - Dueñas manda muito bem na construção de personagens femininas) e, apesar de ser um pouco previsível, os motivos que levam a história a se desenvolver são surpreendentes.
Destino La Templanza é um livro lindo! A capa é dura, com uma ilustração aquarelada maravilhosa, o miolo tem papel bege (que facilita a leitura) e a fonte tem ótimo tamanho e espaçamento.
No geral, eu gostei da história. É em uma época em que eu gostaria de ter vivido. Também gostei do final e acho que vale a pena persistir. Do meio em diante, o livro fica bem bom. :)
comentários(0)comente



Gisele 24/02/2016

destino: chatice
Livro cansativo, narratica qhe faz prever até o dialogo seguinte. Decepciobante
comentários(0)comente



SMiletic 22/01/2016

A luta das 240 páginas pode ser compensando pelas seguinte, mas cabe a você decidir se vale o sacríficio.
Uma luta. Acho que essa é a mulher expressão para falar o que foram as primeiras 240 páginas deste livro que eu queria tanto ler. Chatas, Chatas, Chatas essas páginas. Mas o personagem principal, ah, desse eu gostei tanto, então insisti. Fui premiada com outras 240 páginas que devorei rapidamente. O livro é centrado no espanhol Mauro, que deixa o país natal e vai para o México, aonde encontra sucesso explicando minas e o fracasso quando dá um passo maior que a perna. Por conta desse fracasso ele segue para Cuba e lá, por um golpe do destino, vê sua vida virada de novo e segue para Jerez na Espanha em busca da sorte. As duas primeiras partes, México e Cuba, são justamente as 240 primeiras chatas páginas. Na Espanha Mauro viverá um tanto de confusões que lhe provarão que as vezes o destino sabe mais que nós o que é melhor. Não dá para recomendar um livro cuja metade você achou chata, mas se alguém quiser eu resumo as 240 páginas em quatro ou cinco frases e você pode começar o livro pela parte boa...
Elisa 23/02/2016minha estante
Adoraria esse resumo das primeira metade do livro! Li até a página 40 com muito esforço, tens toda razão. Estava pronta para desistir quando vi teu comentário... Quem sabe tem salvação! Heheheh Obrigada!


VRSilva 13/02/2018minha estante
Também estou lutando para ler, então gostaria de abusar um pouco da sua generosidade e pedir esse resumo das 240 iniciais que ofereceu.
Obrigada pela resenha




4 encontrados | exibindo 1 a 4