O Vilarejo

O Vilarejo Raphael Montes




Resenhas - O Vilarejo


1000 encontrados | exibindo 61 a 76
5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 |


Andson 22/06/2020

O vilarejo: Vale a pena ler!
É um ótimo livro. Quando eu comprei, esperava obviamente histórias de horror, mas o livro me surpreendeu demais, (sim, eu sou fã do horror / terror /suspense e também do fantástico) cada conto mais sinistro que o outro, o prefácio e posfácil são ótimos, abrem e fecham a história respectivamente de um modo que o leitor se sente também completo, principalmente com a mistura da ficção com a realidade (muitos pontos extras por isso). Um único ponto que me fez não contemplar esse livro com 5 estrelas foi a escrita, que poderia ser melhor em alguns aspectos, mas de modo geral é maravilhoso. Recomendo muito! Só para deixar registrado, o conto que eu mais gostei foi "Belzebu: Banquete para Anatole", li na ordem que está no livro, portanto foi o primeiro.
Isadora 22/06/2020minha estante
Ótimo livro! Também acho esse o melhor conto, e a conexão entre ele e o último conto (seguindo a ordem da edição) é super impactante




Anna Mendes 22/06/2020

Esses contos vão te deixar de queixo caído!!
“O Vilarejo” é um livro que reúne sete contos traduzidos por Raphael Montes. A própria história por trás dos contos é sombria e repleta de mistério. Ela remete ao ano de 1589, no qual o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio que seria responsável por invocar o mal nas pessoas. Com base nisso e em um manuscrito que chega às mãos do autor, Raphael traduziu sete histórias sombrias e perturbadoras, que se passam em um vilarejo isolado e repleto de habitantes peculiares e que escondem segredos.

Eu fiz a leitura dos contos na ordem em que eles aparecem. Cada conto tem um final, mas o último conto realmente “fecha” as sete histórias. Eu terminei a leitura de cada um dos contos com a boca aberta. Realmente, de queixo caído. O desfecho de cada conto, além de perturbador, me surpreendeu muito.

O que também contribuiu para o toque perturbador dos contos são as ilustrações presentes na edição.

Acho que não consigo escolher um conto favorito. Cada um deles me surpreendeu de uma maneira diferente, apesar de todos eles se complementarem entre si.

Em suma, posso dizer que “O Vilarejo” proporciona uma leitura extremamente rápida e envolvente. Tive que me segurar para devorar todos os contos em um único dia, porque eu queria fazer a leitura aos poucos. Ainda assim, finalizei a leitura em dois dias. É com certeza um livro que farei a releitura em algum momento do futuro.

São sete contos curtos, mas repletos de mistério, suspense e terror. E impossíveis de serem facilmente esquecidos.
comentários(0)comente



katiaslisboa 22/06/2020

Sabe aquele sentimento de gostei, mas não gostei tanto.

Esse é o meu sentimento com esse livro.
comentários(0)comente



Carina.Cris 21/06/2020

Nunca fiquei tão aflita lendo um livro
Li esse livro para cumprir um dos desafios da MLI (gênero que não lê com frequência). Não costumo ler livros com uma proposta de suspense/horror e iniciando a leitura percebi que era narrado na forma de contos, o que me deixou duplamente nervosa, já que não sou de curtir contos.

Mas, me surpreendeu. Todas as histórias se fecham ao final da leitura e fiquei me perguntando como não percebi isso antes. Posso dizer que experimentei um milhão de sentimentos lendo esse livro, desde agonia até tristeza e nervosismo, o que me fez em alguns momentos da leitura levantar a cabeça e dar umas boas respiradas.
gabrielle carmo 21/06/2020minha estante
essa obra, pra mim, foi um evento! compartilho dessa coisas de sentir muita coisa durante a leitura. e ainda não superei a foto no fim do livro!


Jéssica Rodovalho 21/06/2020minha estante
Imagina quando VC ler Jantar Secreto então!!!!! Leiaaaa


Carina.Cris 21/06/2020minha estante
A foto no final do livro, mds. Fiquei uns bons minutos olhando pro nada.




Priscila.Veloso 21/06/2020

...
Um livro curto é muito fluido, uma narrativa boa é interessante.
comentários(0)comente



miawnam 21/06/2020

Contos maravilhosos
Mais um livro comprado com o Lucas e outro livro que foi uma surpresa. É o tipo de livro que você lê em um dia e depois passa os outros seis dias da semana pensando nele. E o que eu tirei de aprendizado é que nós não conhecemos ninguém de verdade!
Raphael é um escritor FODA!
comentários(0)comente



Kênia Cândido 20/06/2020

Incrível!
O Vilarejo é um livro de contos baseados nos sete pecados capitais. Eu confesso que fiquei eufórica durante a leitura, porque sou apaixonada por histórias macabras e bizarras, mas não imaginava que iria gostar tanto do livro. Nas primeiras páginas do livro, o próprio Raphael Montes conta que recebeu uma ligação do Maurício Gouveia, um sócio do sebo Baratos da Ribeiro, em Copacabana no Rio de Janeiro. Maurício havia adquirido uma coleção gigantesca de livros de uma senhora chamada Elfrida Pimminstoffer que havia falecido e entre os livros tinha três cadernos muito finos, com capas de couro, textos escritos e ilustrados à mão em língua estrangeira conhecida como cimério.

Ana, a bisneta de Elfrida, que havia vendido os livros para o sebo, não queria os cadernos de volta e Maurício estava convidando Raphael para analisar os manuscritos da Senhora Elfrida Pimminstoffer e através da tradução, Raphael conseguiu associar cada capítulo dos manuscritos com os Sete Reis do Inferno, Asmodeus ( luxúria ), Belzebu ( gula ), Mammon ( ganância ), Belphegor ( preguiça ), Satan ( ira ), Leviathan ( inveja ) e Lúcifer ( soberba ). Todas as sete histórias se passavam no vilarejo, lugar escondido que estava assolado pela fome, muito frio e para piorar a situação, numa época de guerra. Cada conto possui um conteúdo de gira em torno de um desses demônios, que são responsáveis por invocar um pecado capital nos seres humanos e mostrando como as pessoas podem ser más. Os personagens foram asquerosos em benefício próprio.

Na primeira história, Banquete para Anatone, a personagem Felika era mãe de três crianças. Ela e os filhos estavam passando muita fome e enfrentando um frio insuportável no vilarejo. O marido Anatone, havia saído para caçar algum animal para eles não morrerem de fome. Após dois meses fora de casa, Anatone retornar para casa muito feliz por ter conseguido alguns animais para matar a fome da esposa e os filhos. Contudo quando o marido entrou em casa, encontrou uma cena bizarra que deixou Anatone totalmente chocado. As histórias seguintes continuam da mesma forma, mostrando os fatos ocorridos na vizinhança. Além da segunda história, As Irmãs Valia, Velma e Vonda, o leitor irá encontrar O Negro Caolho e A Doce Jekaterina. Eles também conseguiram surpreender e deixou minha mente desassossegada.

Todos os contos foram favoritos e não consegui destacar o melhor entre eles. Como é a primeira vez que leio e conheço a escrita do Raphael Montes, achei a escrita muito elegante e sensacional. Prendeu com facilidade e conduziu todos os acontecimentos da história com detalhes e com muita clareza. Cada história foi entrelaçada e abordada de forma criativa, bem costurada e para leitores mais sensíveis será uma leitura meio pesada e nojenta. Por isso, aconselho que leia com cautela se você for um leitor que não tem costume de ler história pesadas. No entanto, o mais legal disso tudo, além dos pecados capitais, O Vilarejo também abordou assuntos como loucura, doenças, preconceitos e prostituição. São temas fortes mas também, faz parte da nossa sociedade. Li no final de semana tranquilamente e a leitura fluiu tão rápido que precisei fazer várias pausas para demorar um pouco mais a conclusão do livro. Com certeza, quero ler outros livros do Raphael Montes, porque O Vilarejo foi um conteúdo impressionante!

As ilustrações são incríveis e foram criadas pelo Marcelo Damm. Durante a leitura, fiquei imaginando como deve ser a edição impressa deste livro. Infelizmente eu li em formato digital. Entretanto O Vilarejo entrou na lista de favoritos e com total certeza, é um livro que darei prioridade para conquistar a versão impressa para relê-lo em algum momento na minha vida e ter na minha estante. Enfim, acho que o medo é relativo para cada leitor, contudo aconselho e recomendo a leitura para aqueles leitores que realmente apreciam histórias de terror. Se você contém uma mente que não abala facilmente e tem um estômago forte conheça O Vilarejo, pois vale muito a pena.

site: https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/2020/05/resenha-o-vilarejo-raphael-montes.html
comentários(0)comente



axcel0773 20/06/2020

Um livro que não chega a ser um terror de dar medo, mas sim pela descrição dos acontecimentos. Leitura bem rápida e fluida com um posfácio que lhe deixa com uma pulga atrás da orelha.
comentários(0)comente



Jess 19/06/2020

Foi um livro difícil de ler, ele é bem pesado, fala de coisas muito sérias como, DSTs, tem vários gatilhos mas foi uma experiência boa, o autor escreve bem, é bem detalhista, talvez um dia eu leia algo dele de novo kkkkkk veremos.
Falei mais detalhadamente do livro aqui, quase sem spoilers

site: http://livrosemaniase.blogspot.com/2020/06/resenha-o-vilarejo-raphael-montes.html
comentários(0)comente



Maisa @porqueleio 19/06/2020

Minha primeira incursão nos livros do Raphael
Nessa obra, o autor se apresenta como um tradutor que recebeu alguns manuscritos, ilustrados e em uma língua desconhecida que, após traduzidas, trouxeram relatos aterrorizantes acerca de um vilarejo perdido em algum lugar da eurásia. São contos individuais, que remetem a um povoado assolado em meio a uma guerra civil e por um inverno rigoroso. Será que os pecados poderiam ser justificados frente aos problemas que esses moradores enfrentam?

Cada capítulo leva o nome de um dos sete reis do inferno, ligados aos sete pecados capitais: Gula (Belzebu), Ganância (Mammon), Luxúria (Asmodeus), Ira (Satã), Inveja (Leviathan), Preguiça (Belphegor) ou Orgulho (Lúcifer). Apesar da indicação de que os contos podem ser lidos em qualquer ordem, sugiro não o fazer, porque a leitura do último pode estragar a experiência. As estórias são interligadas, cada uma passando em um núcleo familiar, mas eventualmente se cruzando.
Não sou fã desse gênero e, mesmo não sendo uma estória de dar medo, ela traz situações tão extremas, e tão críveis, que ficar nauseada era o comum ao final de cada conto. É assustador perceber como a maldade pode aflorar nas pessoas e, em função de tudo que acontece à nossa volta, vemos como isso pode ser possível. Pessoas que se conhecem de longa data, bons vizinhos, bons amigos, se transformam – e justificam seus atos de uma forma abominável.
O posfácio é brilhante! A forma como o Rafael finalizou os contos foi irretocável. Mas precisei de tempo entre um conto e outro... Vale mencionar as ilustrações que compõem o livro, que ajudam a compor a estória.

site: https://www.instagram.com/p/CBWUI53DSIf/
comentários(0)comente



Lana 19/06/2020

Muito Bom
Um dos poucos livros de contos que eu gostei. Super recomendo.
comentários(0)comente



Luiz.Henrique 18/06/2020

Um embrulho que começa no estômago e acaba com sua cabeça
O que você seria capaz de fazer por sua família? Nesse livro são sete contos individuais e sombrios até a alma, que no fim se conectam. Independente de onde você comece a ler a história sempre te levará a uma horrenda conclusão. No primeiro capítulo o leitor já é apreciado com um soco no estômago, mostrando que se está a procura de finais felizes, está no livro errado. Empolgante, delicioso, malicioso e principalmente, doloroso.
comentários(0)comente



Rafasaje 18/06/2020

"O mal já estava lá..."
Uma história muito bem escrita que consegue tratar de vários assuntos da sua forma mais "escancarada".
Não são contos que vão causar medo, mas um desconforto e um grande "tapa na cara", principalmente se tratando do racismo e de muitas outras situações que vivemos.
Os contos se conectam de forma que vai surpreendendo em cada capítulo.
No fim, o começo retorna de forma chocante.
comentários(0)comente



Larissa 18/06/2020

Raphael = Tudo pra mim!!
Se alguém tiver vontade de começar a ler Raphael Montes esse livro é um bom começo. Um livro curto mas com um enredo envolvente que como todos os livros do Raphael te deixa de queixo caído com vontade de ler mais coisas dele!
comentários(0)comente



The 18/06/2020

Revirar estômago
Diz-se que há um demônio ligada a cada pecado capital, trazendo a tona o mal do ser humano. E em sete histórias observamos-os tomarem forma em um vilarejo europeu.
As histórias interligadas enfatizam os pecados que vivem dentro de cada ser humano, com muita crítica, mas também muito sangue, é um livro pra os de estômago forte.
comentários(0)comente



1000 encontrados | exibindo 61 a 76
5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 |