O Vilarejo

O Vilarejo Raphael Montes




Resenhas - O Vilarejo


992 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Victtor.Martinez 04/03/2020

Um verdadeiro banho de sangue
Como é de costume nos livros de Raphael Montes, O Vilarejo choca o leitor ao apresentar contos interligados e verídicos. Bom, isso é que o autor diz!

Ocorre que no prefácio do livro, Montes explica que os cadernos ilustrados de uma senhora chegaram a ele de modo inusitado. Acontece que um dos donos do sebo Baratos da Ribeiro, no Rio de Janeiro, comprou a coleção de livros de Elfrida Pimminstoffer, falecida aos 102 anos.

Em meio aos clássicos e as enciclopédias, encontrava-se cadernos antigos escritos à mão, em uma língua estrangeira e com ilustrações. Ao entrar em contato com Ana, neta de Elfrida, o dono do sebo escutou “não quero os cadernos de volta” e ameaçou queimar os livros caso ele devolvesse.

Com isso, Maurício encontrou a desculpa perfeita para entrar em contato com o amigo, Raphael Montes, perguntando se ele tinha interesse em analisar os escritos e claro, o autor aceitou. Ao buscar a origem, o autor percebeu que a narrativa era escrita em sumério e dividida em sete contos.

Verdadeira ou não, a história aí em cima instiga a curiosidade do leitor, que lê os contos em busca de compreender se o que é contado ali realmente aconteceu, ou se faz parte da imaginação de uma senhora senil. O fato aqui é que Montes assina o livro como “tradutor”, não como autor, enriquecendo ainda mais o relato sobre o surgimento do livro.

Os contos

Ainda que se passe em um vilarejo, o livro não é claustrofóbico. Apesar de curtos, os contos fazem com que o leitor caminhe pelas casas do local, conhecendo a intimidade das famílias.

Cada conto é responsável por invocar um pecado capital nos seres humanos, sendo assim, os sete reinos do inferno estão presentes: Asmodeus (luxúria), Belzebu (gula), Mammon (ganância), Belphegor (preguiça), Satã (ira), Leviathan (inveja) e Lúcifer (soberba).

Ilustrações

A arte do livro fica por conta do ilustrador Marcelo Damm. A perfeição do trabalho dele da vida aos contos, tornando a experiência do leitor com o enredo muito mais rica. Os traços sombrios e os monstros que ele retrata impressionam muito mais que os textos.

Curto e impactante

Com menos de 100 páginas, o Vilarejo usa como artifício o sobrenatural, justificando a barbárie da história com demônios. Ainda assim, o que o livro deixa claro é a maldade que habita o próprio ser humano, expondo o pecado e as trevas que já estão lá.

site: https://www.instagram.com/vcdisselivros.oficial/?hl=pt-br
Eduardo 04/03/2020minha estante
Eu adoro esse livro!


Elem 04/03/2020minha estante
Tem filme ou série? Acho que já vi algo bem semelhante.


Victtor.Martinez 05/03/2020minha estante
Eduardo, o livro me surpreendeu bastante. Pensei que não ia me agradar e tudo mais, mas as ilustrações e os contos em si estão de parabéns kk


Victtor.Martinez 05/03/2020minha estante
Oi Elem, por enquanto o livro não foi adaptado, mas se souber algo preciso a ele que saiu na tv eu já quero haha


Elem 05/03/2020minha estante
Foi uma série que vi na Netflix, mas não consigo lembrar o título.


Eduardo 05/03/2020minha estante
Sim, Victor! Maravilhosos! Quanto às ilustrações, "aquela lá" assusta kkkk


Victtor.Martinez 05/03/2020minha estante
Assusta e não é pouco :o hahaha


Victtor.Martinez 05/03/2020minha estante
Ah sim, na Netflix existe a série brasileira O escolhido e a americana O Nevoeiro, são as únicas que me lembro com nome parecido haha


Elem 05/03/2020minha estante
Não é nenhuma das duas. É uma que o cara matava as pessoas por terem praticado algum dos pecados capitais. Quando eu lembrar qual é, eu posto aqui.


Victtor.Martinez 07/03/2020minha estante
Obrigado, fiquei curioso haha




Neto 04/02/2016

Decepção
Via muitos vídeos comentando por aí e após terminar (numa noite) fiquei pensando ... É isso aqui que tem aquele hype todo??? Achei fraco e nada original, tirando o 1o conto que é bom os outros não têm a mesma qualidade, além do que a escrita é pobre e nâo tem uma descrição do que é ou como é o vilarejo. E outra coisa, não tem originalidade, tem uns 2 ou 3 contos que mostra racismo... e tipo, desnecessário, o autor podia ter feito outras escolhas.
Rafa Ferrante 04/02/2016minha estante
Cada leitura uma sensação, eu adorei.


Alessandra.Tankian 05/02/2016minha estante
Troca ele por 1 crédito?


Neto 05/02/2016minha estante
Meu formato é e-book alessandra


Alessandra.Tankian 06/02/2016minha estante
Ah tá, obrigada!!! ;)


Vitão 29/02/2016minha estante
Também achei bem decepcionante este livro, cara! Achei as histórias mal contadas, personagens superficiais, escatologia sem propósito, e daquele tipo que só quem não está acostumado com o gênero se impressiona. Creio que se o autor quisesse de fato contar a história do vilarejo, ele se daria melhor, mas não, ele quis só contar as atitudes violentas que cada personagem cometeu, quis só impressionar quem tem estômago fraco.




Vinny Britto 25/07/2018

Macabro
Tenho dificuldades em gostar de contos, mas mais uma vez fui surpreendido e minha maior alegria é por ter sido por um autor brasileiro.

Os contos são bem amarrados e a trama é macabra, o livro é curto e acabei lendo numa pegada só. O final foi excelente e o prefácio e o posfácio foram sabiamente usados para dar ainda mais poder ao que estava sendo contado.

Recomendo demais!!!
Juca Fardin 25/07/2018minha estante
O que está achando da leitura? Achei fraquinho o livro!!!!


Ricardo Tavares 25/07/2018minha estante
Também li de uma só vez. Gostei muito. Sou fã do Raphael. Às ilustrações também são ótimas.


Tai/@criptadaleitura 26/07/2018minha estante
Também adorei! Foi o primeiro livro do Raphael Montes que eu li, e já virei fã!


Vinny Britto 26/07/2018minha estante
Bem lembrado Ricardo, excelentes ilustrações pra dar um up no livro.




Mi 17/06/2017

"O pecado nos mata, meu caro Anatole. Não importa quanto tempo seja preciso. O pecado nos mata."
O vilarejo é um livro que contém sete contos bem sangrentos e macabros , cada um desses contos, estão relacionados a um pecado capital. Algo que irá acontecer é que em um conto, certo morador é apenas mencionado, e no seguinte ele vira o protagonista da história.
Muito bom.
Tipo, o que acontece entre os personagens, as situações são...sinistras, assustadoras, bem loucas.
Só sei que a cada conto, minha vontade era ler cada vez mais o livro.
Observamos nele, que diante de certas situações, pessoas boas são capazes de cometer atos terríveis, por medo, inveja ou por instinto de sobrevivência.
É aquela famosa história, todos nós temos escuridão dentro de nós, alguns mais que outros, e são diante de situações difíceis, que ira se sobrepor
o bem ou mal, pois luz e trevas não podem coexistirem juntas ( uma acaba engolindo a outra ).

Ps: O conto do Negro Caolho cara..é muito..ai meu Deus kkk É triste, revoltante é...ai meu Deus kkkk.
O conto da Doce Jekaterina é simplesmente repugnante.
Nossa muito louco isso tudo.

"Perceba, Anatole, que nunca inseri o pecado ou o mal nas pessoas. O mal
já estava lá. Eu apenas o potencializei."
Fabi 24/06/2017minha estante
PPs: O conto do Negro Caolho cara..é muito..ai meu Deus kkk É triste, revoltante é...ai meu Deus kkkk.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk misericórdia chega senti algo repugnante aqui, só com sua reação sobre este livro =)
leio este livro nao, to fora kkkk


Mi 25/06/2017minha estante
Kkkkkkkkkkkk Sem comentários Kkkkkkkkkk


Mi 25/06/2017minha estante
Kkkkkkkkkkkkk
Que isso...
O livro é mó dahora kkkkkkkkkkkkkk


Fabi 27/06/2017minha estante
kkkkkkkkkkkk deixo p/ outros leitores haha




Sil 25/01/2017

De arrepiar os cabelos!!
Olá pessoas mais queridas,
Depois de tanto ouvir falar em O vilarejo, resolvi conferir o motivo do auê!
O livro começa com uma introdução feita pelo autor Raphael Montes, que comenta as circunstâncias pelas quais essa história veio parar em suas mãos e da dificuldade que teve em traduzi-la (ahahm, sei), pois a mesma estava escrita em uma língua morta.

Fala sobre um pequeno vilarejo que inexplicavelmente sumiu do mapa, juntamente com seus moradores. Nesse vilarejo, temos pessoas bem diferentes, que possuem histórias de vida totalmente diferentes também, e as suas motivações podem ser as mais bizarras possíveis.

Somos apresentados á esses personagens através de vários contos, que no final se interligam de alguma forma, nos trazendo então a resposta desse tão intrigante mistério.
O livro tem somente 92 páginas, o que me impede de falar nos contos em si, sem dar spoilers, pois o autor não enrola muito, ele é bem direto em sua escrita (coisa que eu adoooorooo!!).

Confesso que fiquei pasma com a explicação que me foi oferecida, eu esperava algo diferente (amoo ser surpreendida), e por esse motivo o livro conquistou um lugar na minha estante (livros que não me agradam são rapidamente trocados). Vale ressaltar que o li em duas horas, tamanha era a minha curiosidade.

PS: Há uns anos, li uma pesquisa que afirmava, que se nós temos um grupo entre 10 e 100 pessoas, encontraremos nesse grupo vários tipos de pessoas: estupradores, ladrões, assassinos, bem feitores, inteligentes, vaidosos, gananciosos... o que isso nos faz pensar sobre nosso dia a dia? (Dorme com essa!!!) Lembro que fiquei muito impressionada com isso na época, e quando ia á uma festa, ficava pensando se essa teoria realmente se aplicava. O que isso tem a ver com o livro? Sei la...melhor você ler.

site: www.colunadovale.com.br
Mel 26/01/2017minha estante
Estou com esse livro em mãos para ler!!! Farei isso hoje! Lendo sua resenha me deu mais vontade ainda!!!


Sil 26/01/2017minha estante
Olá Mel, tomara que você tambem goste!! :)


Mel 28/01/2017minha estante
Curti muito! Diferente do que eu imaginava. Muito intrigante! Também bem cruel!


Sil 28/01/2017minha estante
Siiiim!! Adorei tambem :)




Bia 22/04/2020

Nossa que agonia, incrível
Tudo se encaixa no final. O capítulo dois, da "inveja", com Vonda, foi o que mais me perturbou durante todo o livro. E olhe só o destino dessa menina revelado no final... Fantástico. O leitor vai juntando as peças, montando o quebra-cabeça e no fim o autor nos dá a certeza de tantas suspeitas. GENIAL demais! Valeu ter suportado o cap dois e sua brutalidade (o livro inteiro o é, na verdade)
No momento não lembro se alguma peça ficou solta e deixei passar quem fez aquilo com o doguinho de Helga, se foi a Felika ou outra pessoa.
Doug 22/04/2020minha estante
Foi a felika hahaha


Bia 22/04/2020minha estante
Eita, então foi? Tinha de ser! Sobrou até pro pobre Krieger virar sopa...


Doug 22/04/2020minha estante
O famigerado espetinho de gat..ops cachorro!


Bia 22/04/2020minha estante
Cruzes :x shuashuashua




spoiler visualizar
Luciana 22/11/2018minha estante
Eu também esperava mais deste livro, contos muito curtos, nem bom e nem ruim,sem dúvida alguma O jantar Secreto continua sendo O melhor do autor até agora


Lari 23/11/2018minha estante
"O jantar secreto"... vou procurar


Lari 23/11/2018minha estante
"O jantar secreto"... vou procurar


Luciana 23/11/2018minha estante
O jantar Secreto é muito bom ! Acho que vai gostar.




Bart 03/04/2020

O Vilarejo
*Elfrida Pimminstoffer* traduzido por *Raphel Montes*
.
Interessante como só o nome do tradutor aparece na capa.
.
hoje (p/mim), o livro que cumpre com o propósito de botar medo no leitor, é "O Exorcista", simples assim.
O Vilarejo só tem propaganda, sinto muito, e pior (p/mim), é um livro de contos...
Pelo menos são contos interligados das "pessoas" (cada capítulo tem o nome de um demônio) que moram nesse "vilarejo", e todos são partes de uma história maior.
Livro de terror, assustador...(?), talvez pelo fato das histórias serem brutais... pedofilia, racismo, canibalismo, assassinato, humanos em cativeiros como animais ... contados com "normalidade surtada"! Só isso!
Outra coisa, o livro é fino 110 páginas.
Ainda bem que já comecei outro livro, totalmente "arriador", tô rindo muito, e dele vai ser o próximo post, "Malícias & Delícias" *Tara Sivec*, procurem a capa e vc ja vai rir de cara!
.
NÃO ESQUEÇA DE LAVAR AS MÃOS!!
Cláudia.Canazart 05/04/2020minha estante
Q pena que vc não gostou.
Eu não sou fã de contos, mas gostei bastante desse.

Agora se vc quer "botar medo no leitor" eu ainda não achei esse livro...kkkk
Nem o exorcista me fez ficar com medo...kkkkk

Estou com um aqui que lerei daqui uns meses que dizem que coloca medo mesmo.
Vamos ver... tomara...kkkkk


Bart 05/04/2020minha estante
Eitaaa! Compartilhe o nome dessa maravilha em potencial?! Kkkkkkk


Bart 05/04/2020minha estante
Se for o caso manda por mensagem!! ?????


Bart 05/04/2020minha estante
Infelizmente, fui com mt sede ao pote, e (na mha opinião) li textos brutais! Mesmo com o nome dos demônios




Gabriel 09/07/2017

Amor à primeira vista.
Esse foi o meu primeiro contato com o Raphael Montes e digo que foi incrível e não posso esperar para ler os outros livros.
A escuridão e profundidade contida nesse contos me deixou de cabelo em pé. É impressionante como os nossos desejos e ações secretas podem ser as piores possíveis.
O posfácio e a última foto me deixaram sem reação por 10 minutos. Sério. (Espero que o "baseado em fato reais" seja mesmo real!)
Almicci 09/07/2017minha estante
já li TODOS dele, sou fã de carteirinha. O jantar secreto eu tenho físico e autografado, assim como dias perfeitos. Ele é um fofo! E ahhhh leia jantar secreto!!


Gabriel 09/07/2017minha estante
To apaixonado!!!!


Lili 24/07/2017minha estante
Concordo com vc Biel,curti demais este livro, só não lí ainda Jantar Secreto que está na lista já.Lí Suicidas e Dias Perfeitos,como vc disse ele tem uma escuridão e profundidade incríveis.


Mari M. 08/08/2017minha estante
Estou lendo Dias perfeitos e estou MUITO chocada!!!Que surpresa boa conhecer este autor!




FELIPESONY 26/05/2017

Uau...
Gostei muito do livro... O jeito que Raphael Montes escreve, me cativa... Adorei muito o enredo do livro.
Glaucia de Paiva 27/05/2017minha estante
Oi! Nós somos um novo canal no YouTube, estamos te convidando para nos fazer uma visitinha e se gostar, se inscrever e acompanhar, ok? Inclusive já temos vídeos sobre livros que estão na sua lista de interesses, entre outros. Venha fazer parte de nosso canal! Beijos!
Nosso link:
https://www.youtube.com/channel/UCZ4wlZt9xRNTkoVuqPUzJ_A


Glaucia de Paiva 27/05/2017minha estante
Sorteios: caso goste do canal se inscreva, assista e comente os vídeos a vontade e principalmente assista ao vídeo chamado Sorteio comemorativo pelos primeiros 200 inscritos do canal, para saber como participar dos vários sorteios que estamos fazendo. Participe!


Glaucia de Paiva 27/05/2017minha estante
Acabamos de postar um vídeo mostrando os primeiros livros que chegaram nas Américas, gravamos o vídeo na casa de Diego Colon, filho de Cristóvão Colombo!




Natália 13/04/2017

QUE LIVRÃO DA [email protected]
Nunca tinha lido Raphael Montes e estou completamente apaixonada por esse livro. Li o livro inteiro em 3 horas, não por ser um livro curto, mas por ser um livro extremamente envolvente. Se tivesse mais páginas, com certeza leria na mesma velocidade. É incrível como as histórias se ligam e como no final de cada história eu soltava um "MEU DEUS DO CÉU ME AJUDA" de tão empolgada que eu estava durante a leitura. É um livro que vou indicar pra todo mundo, mesmo pra quem não gosta de histórias de terror. Virou um dos preferidos
Glauber 14/04/2017minha estante
Gostei também... mas em minha resenha explico um pouco mais do porquê de ter tirado uma estrela e dado somente 4! Li em uma hora e meia, acredita??

Abraço!


Natália 14/04/2017minha estante
Eu li sua resenha, achei que o final não foi tão surpreendente também, mas achei que não seria motivo pra não dar 5 estrelas. Acredito que merece! Rapaz, só não li em menos de 3 horas porque precisava fazer outras coisas hahahah muito bom!


Glauber 14/04/2017minha estante
Hahahaha ele só ganhou a quarta por causa do posfácio! Enquanto escrevia a resenha percebi um detalhe que fez toda a diferença! Mas é um bom livro!




Diana 25/03/2020

O Vilarejo - Raphael Montes
O livro é dividido em 7 contos de acordo com os 7 pecados. Tem uns contos que chegam a ser pesados, mas não são assustadores, a sensação é mais de repugnância, asco.
Leia o prefácio e o Posfácio. Pois o final é surpreendente.

Recomendo a leitura. Gostei bastante do livro. Dar para ler em poucas horas.
Gleidson 25/03/2020minha estante
Na minha opinião é o melhor livro do autor.


Diana 25/03/2020minha estante
Li apenas dois livro do autor, o outro foi "Uma mulher no escuro", achei ruim.


Gleidson 25/03/2020minha estante
Na verdade, esse foi o único que achei bom. O Jantar Secreto achei razoável e os outros achei ruim.




Milena 09/02/2016

bom, porém confuso.
O livro começa numa pegada muito boa com o autor se passando por tradutor da obra quando começam as primeiras escorregadas - intencionais ou não, que deixam a leitura um tanto quanto confusas ao meu ver.

1. O livro começa introduzindo os cadernos "escritos a mão" que levam na capa o nome real do jesuíta Peter Binsfeld, que deu um nome demoníaco para cada pecado capital. No entanto o manuscrito é escrito em Cimério (OI?????) e relata fatos de um vilarejo esquecido em algum país de origem eslava no leste europeu.

2. vamos lá, licença poética a parte, o autor deveria ter no mínimo uma coerência histórica:
* Peter Binsfeld viveu na era medieval, logo o manuscrito não poderia ter sido escrito pelo mesmo pelo tempo de conservação, então por que dar tanta importância à ele se quem escreve é outra pessoa? Só pra citar que foi ele quem nomeou os pecados? ¬¬
* O livro é escrito no idioma cimério, ok... Porém os cimérios desapareceram entre 500 a 300 A.C!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! como poderiam estar vivos na ambientação dos contos? Que dar a entender que é logo no inicio do século XX!! Outra, os nomes dos personagens são eslavos e a climatização também, personagens loiros ou ruivos, sendo que os cimérios eram um povo moreno descendentes dos iranianos e/ou persas.

3. Em alguns contos da a entender que os acontecimentos são muito distantes ou próximos dos outros, o que dá uma linha do tempo bem confusa. Na minha concepção, entre a primeira visita do velho e a última seria preciso uns 20 anos para obter coerência, o que não fica tão claro na linha do tempo do livro.
Exemplo: Valda tem 13 anos e sua mãe janta na casa dos Suhanov. Anatole afirma que sua mulher Felika prepara grandes jantares para os vizinhos. Latasha nasce depois do acontecimento do bebe Yuri. No primeiro conto do livro centrado em Felika, Latasha está presente com no mínimo 16 anos (ver o conto de Latasha). Então como a mãe de valda pode estar presente nos jantares se um conto se passa muito depois do outro? Ou Felika já tem uma certa idade e seus filhos são adolescentes - mas na história informa que são crianças pequenas - ou a mãe de valda frequenta os jantares com os pais de anatole e isso seria uma "tradição". O livro não explica. A linha histórica da personagem Helga também é extremamente confusa.

3. Acaba o livro e não se sabe se foi verdade ou fruto da imaginação doentia do autor por conta do seu "hobby".

Raphael Cavalcante 21/02/2016minha estante
Milena, concordo em grande parte com os itens 1 e 2; eu sequer havia atentado para eles. Já o 3, acho que poderiam ser ancestrais de Anatole, os pais, por exemplo. Eu achei aquele prefácio desnecessário, inclusive a ambientação aberta no Brasil. Entendo que todo ele tenha sido feito para justificar o posfácio, com a revelação da identidade da escritora dos diários, mas poderia se dar de uma forma simples, menos explicadinha.


Vitão 28/02/2016minha estante
Milena, eu também fiquei pensando que teria sido bem melhor se os tais manuscritos tivessem sido escritos em Polonês rs! Faria mais sentido, sem dúvida alguma!
A questão da ordem cronológica dos contos é realmente bem confusa, e a tal de Helga parece ser mais uma imortal do tal vilarejo rs!


Fernanda A. 24/01/2017minha estante
1. Quem escreveu os manuscritos não foi o jesuíta, foi uma das personagens do livro, embora a presença do nome dele nas capas não faça sentido e sejam totalmente desnecessárias.
2. O próprio autor declara que o Cimério é uma língua morta, no entanto em nenhuma parte do livro nos apresenta porquê a tal língua foi usada. Mas fica claro que os moradores do vilarejo não são Cimérios.
3. Os contos estão numa ordem não-linear, se estivessem em ordem cronológica seria, aproximadamente esta: Lúcifer, Leviathan, Mammon, Asmodeus, Belphegor, Belzebu e Satan.




Gramatura Alta 15/11/2015

Decepção
Composto por 7 contos bem curtos, além de um prefácio e um posfácio, a obra de Raphael Montes é vendida através da opinião, impressa na capa e contracapa, de alguns autores conhecidos, como Fernanda Torres e André Vianco. Sempre suspeito desse tipo de incentivo para a leitura, uma vez que as frases usadas são retiradas do contexto e, muitas vezes, são ditas com base em pedidos ou amizades. Infelizmente, acertei e a obra não faz jus ao que é dito.

Fica claro, conforme se lê, que o objetivo é tentar surpreender o leitor com uma revelação ou uma reviravolta no fim de cada conto. A surpresa existe, mas sem muito impacto, uma vez que ela não é fundamentada em ações coerentes. Como em O Negro Caolho, onde uma personagem muda completamente de atitude e personalidade apenas para produzir um desfecho bizarro e cheio de violência. No conto final é dada uma explicação para todas as atitudes dos personagens, mas de forma forçada.



Existe uma ligação tênue entre os contos, além do fato de que se passam no mesmo vilarejo e com personagens que são citados diversas vezes. Essa ligação é tão sem interesse, que, da mesma forma que a surpresa, não empolga. Para tentar ser mais claro, basta o leitor imaginar um personagem com atitudes normais, que no meio do conto, ou no seu desfecho, são alteradas sem apresentar pistas ou explicações, com o intuito de tornar o fim inesperado.

"Vonda treme de medo. Ela não está morto. Ela corre para casa com uma imensa vontade de chorar. Sua mente procura uma solução. Não há solução. Ele a viu, sabe que ela é a responsável por tudo aquilo. Ela será presa. Odiada pela família. Repugnada pelo vilarejo. Por que sempre fazia tudo errado?"

Quando se pretende surpreender o leitor, como, por exemplo, no filme O Sexto Sentido, é necessário construir uma linha de acontecimentos corriqueiros e que combinam de forma lógica, sem o leitor, ou expectador, perceber. Ele só percebe o que realmente está acontecendo quando, no fim, é apresentado à solução do problema. Então, tudo o que leu, ou viu, ganha uma nova dimensão e ele se vê diante da incredulidade de que deixou passar tantas pistas.

Essa seria a intenção de O VILAREJO, somado a uma dose de terror, mas o que encontrei foi apenas personagens com atitudes grotescas que agem sem motivação e cujas ações são justificadas pela presença de uma entidade que também não explica nenhum objetivo.



No início do livro, existe a frase: “O caráter do homem é o seu demônio.”, e acredito que esse era o objetivo principal do autor. Mas não foi isso que consegui encontrar nas páginas seguintes, porque a explicação dada para o caráter dos personagens não reside neles próprios, mas na interferência dessa entidade. Inclusive, é dito que os contos podem ser lidos em qualquer ordem, mas não é correto. Se partir do último, terá revelado acontecimentos que são interrompidos no primeiro, além de conhecer a tal entidade que influencia os moradores do vilarejo.

Um outro descuido narrativo, é o fato dos contos serem traduções de cartas de um personagem desconhecido. Entretanto, muitos dos eventos narrados acontecem sem testemunhas, ou sem que os personagens que os vivem contem para alguém o que fizeram, tornando-se impossível conhecer as ações. Uma narrativa em terceira pessoa teria sido mais coerente.



De qualquer forma, a edição está muito caprichada. As páginas são de papel mais grosso e áspero, com pinturas de jatos de sangue em alguns cantos. Existem desenhos em todos os contos, todos muito bem feitos e bonitos, mas em estilo cartoon. Isso acaba não combinando com as histórias. Um traço mais realista teria mais sentido e ajudaria na atmosfera pesada das ações violentas dos personagens.

"Mobuto puxa os garfos de quatro dentes, deixando um rastro de sangue que escorre de seus pés. Arremete os garfos contra a sra. Helga. Ela é igual aos outros, ela também é culpada pelo sequestro de suas filhas. Rejubila-se em fúria enquanto desfere os garfos contra os olhos da mulher. Arranca-os."

A leitura é rápida e, embora tenha decepcionado na criatividade e construção dos contos, consegui ler sem qualquer dificuldade. Para quem não gosta do gênero terror, pode ler sem problema. Não existe nenhum susto, apenas muitas mortes com um toque de sadismo e gore. Como aqueles filmes onde não existe preocupação com a lógica do que acontece, apenas em como será a morte de cada personagem.

site: http://gettub.blogspot.com.br/2015/11/o-vilarejo.html
Jorge Henrique 15/11/2015minha estante
Carl, eu gostei muito dos contos, mas lendo sua resenha me fez mudar um pouco meu ponto de vista


Raphael Cavalcante 21/02/2016minha estante
Excelentes observações, Carlos!


Jarina.Rodrigues 07/08/2016minha estante
CONFUSO

A priori, no início da leitura, achei que teria pela frente contos de terror com suspense. O que não aconteceu e fiquei decepcionada.
E usando de suas palavras: A leitura é rápida e, embora tenha decepcionado na criatividade e construção dos contos, consegui ler sem qualquer dificuldade. Para quem não gosta do gênero terror, pode ler sem problema.






Tai/@criptadaleitura 22/10/2017

De cair o queixo!
Gente, que livro esse? Estou aqui de queixo caído! Estou me recompondo aqui pra escrever essa resenha rs... Eu já tinha ouvido falar muito bem do autor, mas ainda não tinha lido nada dele, e eu estava com esse livro na estante a alguns meses, mas estava dando prioridade pra outras leituras, até que resolvi pegá-lo pra ler, e agora quero ler todos os livros do autor. Achei esse livro genial! Ele é um livro dividido por 7 contos, cada um relacionado a um pecado capital, juntamente com um prefácio e um posfácio. Assim que li o prefácio eu já achei incrível, pois parece apenas algumas palavras do autor sobre a obra, o que não deixa de ser rs, mas já é o início da história mesmo, e todas as histórias estão ligadas uma a outra com os personagens do vilarejo. No prefácio diz que não é necessário ler os contos na ordem, mas eu indico que se leia na ordem sim, pois no último a surpresa será ainda maior. E no posfácio, outra surpresa! Gente, o livro é simplesmente perfeito! De leitura super rápida (só demorei um pouco pra ler por que estava realmente ocupada com outras coisas), e no final fica aquele gosto de quero mais. Se você é fã de terror e nunca leu essa obra, pare tudo o que está fazendo e vai ler AGORA! É obrigatório a todos os fãs do gênero!
Luiz Torres 22/10/2017minha estante
Esse livro me surpreendeu. Ótimo.


Tai/@criptadaleitura 22/10/2017minha estante
Bom demais! E olha que esse é o que eu menos ouço falar do autor, fiquei sabendo que os outros são muito bons também! Já quero todos! rs


Alê 25/10/2017minha estante
Eu tô com esse livro na minha lista há algum tempo e sempre muito empolgado pra ler, porém como é de contos quero ler interligado à outros livros




992 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |