Despertar

Despertar Meg Cabot




Resenhas - Despertar


24 encontrados | exibindo 16 a 24
1 | 2


Ana 03/05/2018

Despertar, de Meg Cabot
E chegamos ao final de uma trilogia! Nem acredito que estou acabando uma série de livros, porque eu to lendo umas 300 séries ao mesmo tempo e nunca consigo ver o final delas… Parece que sempre surge mais um livro e a série não acaba nunca!!!! (Momento desabafo! huahua)

Então povo, Em Despertar, o terceiro e ultimo livro desta trilogia, após todas as enrolações de John para transformar Pierce em Rainha REAL, OFICIAL do Mundo Inferior, ele finalmente consegue de fato ( não vou contar como, DESCUBRA! RáH!) e agora, Pierce tem como obrigação, ajudar O Senhor da Morte no Mundo Inferior.

Em meio a organização e recepção das almas recém chegadas, Pierce e John percebem que algo está causando um desequilíbrio no mundo Inferior interferindo na viagem ao destino final das almas.

Logo, Pierce embarca numa aventura cheia de descobertas, revelações e lutas para restabelecer o equilíbrio de seu reino.

Esse foi o livro mais difícil de todos de ler. Foi sofrido concluir essa leitura de uma maneira que nem o próprio Hades salva. huahhaha

Pierce e John passam por muitas dificuldades, lutas, problemas, mistérios e N coisas mais, entretanto, 20% disso tudo é fatos, 80% é conflito interno…. Tem que ter muita paciência. Sério!

As ultimas 50 páginas do livro foram muito boas, engraçadas, ação na veia e coisas realmente interessantes. Pelo menos, isso salvou um pouco a leitura.

Percebi que o final ficou aberto para mais histórias. Não sei se já existe ou não, mas a própria autora afirma que existe a possibilidade de continuação ao final do livro. Honestamente, eu não pretendo ler. Na verdade eu não pretendo ler nada de Meg por um bom tempo (me desculpem fãs de Meg! Mas eu juro que darei outra chance!!!

site: https://literakaos.wordpress.com/2018/01/31/resenha150-despertar-de-meg-cabot/
comentários(0)comente



Anna Flávia | @bibliotecadaanna 12/12/2019

Quando a tempestade vier, em vez de fugir, vou encará-la de cabeça erguida.
Pra mim, foi o melhor livro da série. Um desfecho impressionante e perfeito. O livro é muito bom, mistura romance, aventura, mitologia, mistério, tudo em uma quantidade maravilhosa. A história é envolvente e original, apesar de ser inspirada no mito de Perséfone. A escrita da autora é excelente. Livro e série mais que recomendado para todos os amantes de romance e de mitologia grega.
comentários(0)comente



Amanda15 03/02/2020

null
História bem clichê e repetitiva
comentários(0)comente



Karen 01/03/2020

Este último livro da série arremata a história de forma maravilhosa
comentários(0)comente



@cheiade9h 19/03/2020

Finalização fraca da trilogia
A trilogia em si não é a melhor coisa escrita pela Cabot mas nos dois primeiros volumes eu fui mais cativada pela escrita e pelo enredo principal deles, só que nesse terceiro e último livro de Abandono... Foi ladeira abaixo. Aconteceu um monte de coisa mas ao mesmo tempo a história não andou?????? Fiquei tristonha demais, pq a trilogia estava sendo uma leitura leve e engraçadinha até que se tornou insuportável.
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 04/11/2015

Ótimo final de série
Neste último livro da série teremos o final da aventura de Pierce no mundo dos mortos. Neste livro John e Pierce continuam em sua luta com as fúrias, mas agora Alex, o primo de Pierce esta com eles e já sabe do que aconteceu. Agora Alex e Kayla estão no submundo ‘de férias’ por causa de tudo que aconteceu no segundo livro.

Quando Jonh tras Alex de volta a vida é a gota d’agua para as fúrias que agora faram de tudo para terminar com isso de uma vez por todas, mesmo que isso signifique não ter barcos para levar as almas para a próxima vida ou sumir com algumas coisas na terra.

” Segundo as regras pessoas da nossa família não devem nos machucar.”
Agora elas não querem que as almas embarquem para o seu destino final e com isso causar o caos no mundo inferior e tentar matar Jonh. Agora Pierce, tem que ajustar as coisas, trazer Jonh de volta – se é possível – arrumar a bagunça das Fúrias no mundo inferior e sobreviver a tudo isso, é claro.

Resenha completa:

site: http://blog.vanessasueroz.com.br/despertar-2/
comentários(0)comente



Patty Santos - PS Livros 13/10/2015

Com Despertar chega ao final à trilogia Abandono de Meg Cabot, se eu fosse definir essa trilogia em uma palava seria "morno". Comecei a leitura do primeiro livro da série com altas expectativas, afinal sempre escutei comentários elogiando a narrativa de Meg Cabot. Acabei a leitura dessa trilogia acreditando que escolhi a série errada de Meg para ler, pois apesar de ter uma proposta inovadora e um enredo bem construído, a narrativa dos três livros foi o carrasco da leitura pra mim, simplesmente não funcionou.

Pierce Oliveira é uma jovem que passou por uma EQM (experiência quase morte), e viu sua vida virar um desastre após esse evento. Ela foi expulsa do colégio, sua melhor amiga morre, e, além disso, ela tem que mudar de para Isla Huesos, uma pequena ilha onde sua mãe nasceu. Diferente do que as pessoas dizem, em sua experiência quase morte Pierce não viu a tal luz branca, ela sim se encontrou com o John, o misterioso guardião do mundo inferior. Para voltar a vida Pierce teve que fugir de John, tudo poderia não passar de um sonho ruim motivado pela EQM, porém para confirmar que o que viveu foi real. Pierce traz consigo de sua experiência um colar, que muda de cor toda a vez que ela encontra-se em perigo.

É assim que começa a história de Pierce e John, desde Abandono, o primeiro livro da série, até Despertar temos a épica história de amor entre a humana Pierce e o guardião do mundo inferior John, e todo o drama que isso possa trazer para suas vidas. Mesmo tendo um leque enorme de possibilidades para explorar, já que o tema da mitologia de Hades e Perséfone é vasto, a autora optou por focar no romance entre os personagens principais, e passamos boa parte da história observando o impasse de Pierce ir morar no submundo com John ou não, e realmente esse impasse me cansou.

Mesmo a autora dando um toque sarcástico, meio debochado na personalidade de Pierce, eu não consegui gostar pra valer da personagem, eu achei algumas atitudes dela em Despertar meio frias demais. Fiquei procurando durante toda a leitura motivos para me apegar a personagem, para sentir que ela poderia ser real, eu queria mesmo me conectar com ela, mas infelizmente não consegui. Quando eu esperava um surto dela, ela simplesmente se fechava. Quando eu esperava que ela fosse revidar as mentiras que John dizia para fazê-la ficar no mundo inferior, ela simplesmente ficava apática. Eu gostaria que ela tivesse mostrado um pouco mais de personalidade, que fosse mais firme em seus propósitos, gostaria que ela fosse uma verdadeira heroína, mas infelizmente não consegui enxergá-la assim.

Em Despertar não consegui enxergar o John como nos outros dois livros, mesmo o protagonista sendo meio manipulador, e eu ter uma relação de amor e ódio com o personagem, eu gosto do jeito badboy dele, do seu temperamento ora explosivo, ora protetor. Nesse livro ele estava meio apagado, salvo os diálogos entre ele e Pierce, os dois juntos são fofos! Nesse livro John está mais equilibrado, acredito que por conta da presença de Pierce no mundo inferior.

Finalmente as respostas que tanto precisávamos foram respondidas, o embate do senhor do submundo e as fúrias é o que dá a ação ao terceiro livro, as coisas realmente esquentam, sacrifícios são feitos, novos personagens são introduzidos e novas amizades são seladas. Nos livros anteriores John sempre salva Pierce, nesse volume os papéis se invertem e Pierce volta a terra com o propósito de salvar John, o objetivo final é que o mundo inferior recupere o equilíbrio.

Não posso dizer que o final da trilogia me surpreendeu, ou que o desenvolvimento da história como um todo tenha me encantado. Como eu disse anteriormente, não consegui me conectar aos protagonistas e acredito que a culpa foi totalmente da narrativa de Meg Cabot, arrastada demais, lenta demais, cansativa demais. Porém, tirando esse fato, acredito que a trilogia cumpriu bem o propósito, o enredo criativo baseado no mito de Hades e Perséfone foi o ponto alto da trilogia, para quem gosta de mitologia e quer se aventurar a trilogia é uma boa pedida.

site: http://www.coracaodetinta.com.br/2015/10/resenha-251-despertar-meg-cabot-galera.html#more
comentários(0)comente



Isa 01/12/2020

Um bom desfecho
Não foi o melhor livro da trilogia, mas serviu bem como desfecho. Tinha coisas irritantes, como a Pierce explicando coisas desnecessárias pela décima vez ou longas reflexões também desnecessárias, além de terem coisas bem bizarras (Que não vou citar pra evitar o spoiler). Me apaixonei por todos os personagens, John (Apesar dos pesares) é mi persona, e todos ganharam um lugarzinho especial no meu coração. O primeiro livro é o auge da trilogia, os últimos dois não são tão bons.
comentários(0)comente



Fernanda 02/10/2015

Resenha: Despertar
CONFIRA A RESENHA NO BLOG:

site: http://www.segredosemlivros.com/2015/10/resenha-despertar-meg-cabot-galerarecord.html
comentários(0)comente



24 encontrados | exibindo 16 a 24
1 | 2