Acerto com o Passado

Acerto com o Passado Janice Maynard




Resenhas - Acerto Com o Passado


22 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Kaliana Soares 04/02/2022

UMA LEITURA PERFEITA
Esse livro é maravilhoso, sensual, intrigante, mas de um modo a cativar o leitor do início ao fim. A autora não é brasileira, mas muitos romances nacionais vem seguindo o roteiro desses romances maravilhosos. Sua escrita é simples, mas as cenas são bem descritas, narra a história de uma jovem professora desempregada que se envolve com o filho do patrão de sua mãe, que ainda trabalha para o pai dele, parece bem clichê, mas a maravilha acontece no enredo usado pela autora, pois o jovem executivo guarda segredos e problemas para se relacionar mais a fundo com uma mulher, e o fato de ele já ter convivido com nossa professora ainda na infância, dar a ela a ponte até seu coração. O livro trata traumas familiares e merece uma leitura atenta, embora seja leve e prazerosa, nos leva a reflexão e ao mesmo tempo ao êxtase da relação entre os envolvidos, muito mais que só atração sexual, existe um passado que precisa ser enfrentado. Amei o livro, recomendo e afirmo que mais uma vez, o gênero romance de banca não deve ser esquecido.
comentários(0)comente



Thaís Venzel 19/07/2021

Péssimo
Assim como outra leitora comentou, estou muito cansada de pegar um livro querendo entretenimento e encontrar leituras assim. Uma romantização absurda do relacionamento abusivo.
Lamentável ter essa perspectiva tão presente nos livros. Buscava uma alternativa para as minhas leituras, que tem sido densas e extremamente políticas e penso que o melhor é não buscar essas alternativas. Frustração define.
comentários(0)comente



CristianeBeel 03/05/2021

Razoável
Tem fanfics que são melhores. Achei a história muito rápida, poderia ser um pouquinho mais densa e os protagonistas terem mais carisma. Mas é uma leitura bem fluida.
Achei que faltou páginas pra preencher algumas lacunas e pelo menos um capítulo, por menor que fosse, pra dar um fechamento melhor.
Pra quem curte uma novelinha curta, água com açúcar e cheia de clichês, é até ok.
comentários(0)comente



bernadete.dalla 16/01/2021

Romance bem ?água com açúcar? para aqueles que gostam de uma leitura leve e rápida.
comentários(0)comente



Priscilla 09/08/2020

Acerto com o passado
"Acerto com o passado" teve o objetivo de mostrar o passado sofrido de Devlyn ao qual atingiu Gillian quando crianças... Apesar de em alguns momentos a história correr de mais e simplesmente pular uns dias sem muita explicação.

Foi uma história boa, gostosinha de se ler. Acho que o final poderia ter sido mais elaborado e que certas coisas poderiam ser mudadas nele... , ou que simplesmente tivesse um segundo livro pra fechar lacunas em aberto.
comentários(0)comente



Chelsea.Archer 31/05/2020

Razoável
Achei a história muito corrida e poderia ter sido aprofundada para dar mais força aos personagens.
comentários(0)comente



@depoisdokindle 17/05/2020

Um livro bem clichê de escrita fácil e rápida, porém com história que não mostra muita evolução de personagem.
comentários(0)comente



Kath 30/04/2020

A versão feminina de "pensar com a cabeça de baixo"
Esses livrinhos da Harlequim que contam histórias "modernas" são aqueles tipos que eu só pego quando quero ler algo rápido e que eu consigo prever o que vem já no primeiro capítulo. É a razão pela qual sempre prefiro os históricos dessa editora, eles são um pouco mais imprevisíveis e o casal principal geralmente é menos monótono.

Acerto com o passado conta a história de Devlyn, um milionário que acaba reencontrando sem querer com Gillian em um acidente de carro, a mãe de Gillian trabalha como empregada para a família de Devlyn há anos e ela foi praticamente criada na casa já que os pais não tinham condições de pagar alguém para cuidar dela.

Quando a mãe de Devlyn morreu ao ser sequestrada, Gillian tentou se aproximar dele, mas o garoto agiu de modo grosseiro e quase cruel com ela, foi a última vez que ambos se viram até esse reencontro. Conhecido por suas inúmeras conquistas, a última coisa que o herdeiro rico procura é um relacionamento sério, ao contrário de Gillian que quer um casamento estável e filhos.

O reencontro dos dois reacende velhas chamas do passado e, em busca de redenção pelo modo como a tratou na infância, Devlyn tenta ajudar Gillian oferecendo-lhe um emprego no projeto de uma escola que sua família deseja construir. Ela acaba aceitando o emprego e a oferta indecente de ser amante dele mesmo sabendo que o resultado vai ser um coração partido.

Eu sei que estou ficando ranzinza com a idade quando levo uma semana pra ler um livro de 89 páginas! Combinei de ler de cinco em cinco capítulos para ver se minha paciência permitia aguentar Gillian sendo tão idiota e se rebaixando ao nível que se rebaixou por atração sexual. Era ridículo, sério, parecia que a vagina dela funcionava e não o cérebro.

É daqueles livros com o pobre menino rico que tem trauma do passado, uma protagonista que se faz de forte e esconde o amor platônico aceitando as migalhas que o cara oferece e preparada para vira as costas e sofrer calada, qual é, tia, já passou essa fase. Praticamente, um casal se pegando sem compromisso pra no final ficar junto por "descobrir o amor verdadeiro".

Li livros com esse plot desenvolvidos de forma muito mais interessante. Saudades do tempo de Biancas e Sabrinas.
comentários(0)comente



Thata 26/03/2020

Corrida
Livro com ideia boa, porém má execução.
Narrativa completamente corrida, parecia que a autora só jogava um monte de acontecimento, não desenvolvia e eserava que o leitor entendesse.
Mil cenas de sexo seguidas que eu nunca entendia onde começava e terminava.
Espero que a autora desenvolva mais suas próximas história, pois a ideia foi ótima, só precisa melhorar na execução
comentários(0)comente



Lu Oliveira 16/02/2020

O tipo de clichê que a gente adora... Ficou um gostinho de quero mais... senti falta de um epílogo... tudo passou rápido demais...
comentários(0)comente



Amanda 30/12/2019

Clássico príncipe e cinderela...
Eu estava meio entediada e queria ler um livrinho rápido... Acabei encontrando na minha biblioteca virtual esse Harlequin que adquiri há algum tempo em uma promoção da Amazon e assim, devo confessar que achei bem mais ou menos.
Aqui temos a história de Devlyn Wolff e Gillian Carlyle. Ele é o herdeiro dos Wolff, diretor geral da empresa da família, muito rico desde sempre, além de um mulherengo assumido. Gillian é a filha da empregada, bonita, mas comum, ela é professora, mas foi mandada embora devido ao corte de custos na escola.
O destino dos dois se une quando Devlyn estava indo embora da Montanha da família e Gillian bate em com o carro em um poste na frente dele. No início rola uma animosidade, pois quando Dev perdeu a mãe, Gillian tentou consola-lo e ele a escurraçou dizendo que aquele não era o lugar da filha da empregada.
Infantil e idiota, a briga deles dura desde a infância (mais de 25 anos) e esse é o ponta pé. Dev se arrependeu do que disse, assim que as palavras saíram de sua boca e nunca se esqueceu da menina que humilhou só porque estava sofrendo. Agora era sua chance de se redimir e a contrata para trabalhar com ele no projeto de caridade que a família está fazendo para inaugurar uma escola na região.
Eles acabam se envolvendo, mas o passado e a insistência de Devlyn de não querer se envolver além de algumas noites causam momentos de tensão entre os dois. Em paralelo, temos uma leve polêmica pela mãe dela trabalhar para o pai e tio dele. Enfim, a história é fofinha, estilo Harlequin mesmo, mas falta alguma coisa, mais emoção, sei lá... Foi tudo muito rápido e esperado, enfim... Bonitinho, mas nada demais!
comentários(0)comente



Fe 20/06/2018

“Acerto com o passado”, de Janice Maynard
“Acerto com o passado” foi uma deliciosa surpresa! Apesar do clichê filha da empregada apaixonada pelo filho do patrão rico, a história é bem estruturada e instigante. Acabei com o livro em uma noite!!

A história começa com um acidente de carro. Nosso belíssimo Devlyn Wolff presencia um carro saindo da pista em direção a uma árvore, e que por pouco não o envolve no ocorrido.

No carro acidentado, temos Gillian Carlyle – uma jovem professora a caminho da casa da mãe – com leves escoriações.

Devlyn, um cavalheiro nato, correu em socorro da mocinha ferida e, após acompanhá-la aos primeiros socorros, resolve levá-la à Montanha Wolff, propriedade de sua família.

Num primeiro momento, Gillian mostra-se hostil e grossa, acusando-o de causar o acidente e age como se conhecesse Devlyn. Ao contrário, Wolff não a reconhece, mas fica com uma pulguinha atrás da orelha.

Com o desenrolar da história percebemos que a hostilidade de Gillian tem nome: uma lembrança dolorosa de quando eram apenas crianças, e que ficou marcada em seu coração (não vou dizer o que é para não dar spoiler).

A tensão sexual entre eles fica clara desde o começo.

No Castelo Wolff, Devlyn se aproxima de Gillian e, após descobrir que ela é filha da empregada, que acabou de perder o emprego e que a tratou muito mal no passado, se vê obrigado a ajudá-la. Então, oferece um emprego de professora (e assistente) na escola em que ele está trabalhando para construir na vila.

A partir daí, a mágoa de Gillian vai se transformando em desejo e, por fim, em amor. Devlyn sente-se transtornado com o fato daquela mulher mexer tanto com seus pensamentos e sentimentos, enquanto Gillian se vê dividida entre a razão e o prazer.

Após momentos quentíssimos entre os dois, cheios de amor e tesão, as coisas parecem estar se acertando. Porém, um garotinho que sofre maus tratos do pai aparece na porta de Gillian todo machucado e assusta Devlyn, que dá as costas para o menino e vai embora, sem prestar nenhum auxílio.

Gillian fica estarrecida com a atitude daquele homem a quem julgo bondoso e amoroso, mas algo lhe diz que alguma coisa está errada e Devlyn deve ter tido um bom motivo para escapar assim e voltar para o seu esconderijo em Atlanta.

Ela se dispõe a ir atrás de seu amor e descobrir o que aconteceu no passado que atormenta tanto aquele homem, a ponto de torná-lo insensível a um menininho todo machucado.

Gillian reencontra Devlyn em um de seus momentos mais baixos e deprimentes, mas após se mostrar disposta e apaixonada, faz com que ele confesse seus maiores temores e revele seu passado doloroso.

O final não foi bem o que esperava… tipo já acabou? Será que tem continuação?? Foi um pouco decepcionante, mas gostei muito da escrita da autora e do desenrolar da história.

site: https://ateaultimapagina.wordpress.com/2017/11/02/resenha-acerto-com-o-passado/
comentários(0)comente



Diane 20/04/2018

Um bom clichê
A mocinha pobre, o bonitão milionário, o desejo em comum. Eu gostei da narrativa, sem enrolação, gostei do casal, mas quando a história começou a ficar boa, ai o livro acaba...fiquei curiosa pra saber sobre o desenrolar do relacionamento entre eles.
comentários(0)comente



Tábata 11/03/2018

Um livro MEIO clichê.
O livro é eletrizante do início ao fim, o que surpreende o leitor(por vezes!). Tem uma pegada muito clichê e momentos de leitura que parece que você está lendo aquelas palavras mesmas em um livro de outro autor.
Me apeguei aos personagens principais e lá pela metade do livro já estava curiosa para saber o que ia acontecer com cada um e o que havia acontecido no passado deles que fez com que mudassem e se transformassem em pessoas que não queriam ser.
Os pontos negativos que encontrei na leitura foram principalmente dois: A autora não evoluí a história e não abre o conhecimento do leitor para outras partes da história. Informações que se inseridas fariam com que a história se tornasse mais densa e interessante, como por exemplo a época em que viviam, a história dos outros personagens, como eram os lugares, etc. Outro ponto negativo foi que a autora por vezes andou muito rápido com as narrações de momentos, fazendo o leitor pensar ser impossível de acontecer na vida real.
No mais dei três estrelas, pois para mim a autora tem muito potencial para suas futuras obras.
comentários(0)comente



Alanna 30/01/2018

Sobre os clichês que nem deveriam existir
Quando falamos de romance de banca, é preciso ter em mente que sim, eles são clichês, com histórias bem melosas e sem grande desenvolvimento, e até mesmo inúteis (para as más línguas e ao 'seleto' grupo de leitores 'elevados espiritualmente' e que se acreditam 'superiores demais' pra ler 'qualquer coisa' (aliás, se você é desses, mantenha distância, por favor). Mas acho que esse livro aqui reúne tudo de pior que esses livros podem oferecer.

Primeiro, aos padrões. Ele: homem rico, meio babaca, traumatizado pelo passado. Ela: mocinha do bem, humilde, que acha que pode curar toda a dor do cara, fazer dele um ser humano capaz de amar. O conflito: eles se sentem atraídos um por outro. Padrão, não é mesmo? Mas o grande problema aqui é o como como tudo se desenrola.

Só pra começar, o cara age o livro todo como se ele fosse honrado, do bem (quando na verdade ele usa as pessoas da forma que elas o usam,mas ok), e o pior, age como se fosse uma honra ele se dar ao trabalho de prestar a atenção em alguém. Durante a trama, em diversos momentos ele tem atitudes de culpar a mocinha por ela querer mais do que apenas algo passageiro, dizendo que pra ele é isso, e se ela não quiser, que caia fora. E pior de tudo, faz ela se sentir culpada pelo jeito estúpido dele, pelas atitudes babacas dele.

É muito mais triste ver a reação da moça na história. Ela simplesmente aceita toda essa carga de culpa, se culpando por não se contentar com algo que ela não quer, se culpando por não compreender os traumas dele; e sem ter um pingo de auto estima e amor próprio, como se a sua vida fosse ele, um cara que ela mal conhece como pessoa. Os autores pecam em romantizar esse tipo de coisa, e nós leitores pecamos também por normalizar coisas assim.

Acho que essa resenha é mais um desabafo mesmo: cansada de ver coisas assim serem normalizadas nos livros, cansada de querer apenas uma história leve e encontrar machismo, abusos, e outras atitudes assim em livros de romance. É pedir demais?
@hialee 31/01/2018minha estante
Lembro que tentei ler esses uma vez. Mas não consegui dar continuidade. Nem marcar como abandonado eu não marquei. Leio sem problemas romances de banca. Mas com esse não rolou.




22 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR