Uma Noite Apenas

Uma Noite Apenas Mira Lyn Kelly...




Resenhas - UMA NOITE APENAS


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Janise Martins 16/08/2018

Uma Noite Apenas
Um livro e duas histórias.
A primeira história (Uma Noite Apenas) é sobre Levi e Elise. Narrado na terceira pessoa de forma simples e envolvente. Uma historinha de amor clichê bem gostosa de se ler. E até que achei bem contada em poucas páginas.
A segunda história eu gostei mais ainda, Cama Errada. A história de Ellie e Ruben. Onde depois de um erro dela eles se envolvem, se conhecem, criam amizade e algo mais. É muito gostoso o desenvolvimento dos sentimentos e como as coisas vão se transformando.
Uma distração muito fofa.
,
,
,
Segundo livro : Cama Errada
Primeiro vou justificar minhas 4 estrelas:
- Pelo argumento, que apesar de clichê eu gosto – aquela história de homem que não quer um relacionamento e acaba se entregando. Condene-me, mas amooo.
- Porque em poucas páginas a autora nos envolve com sua escrita, mesmo achando que a protagonista é meio chata no início, mas a gente sabe que no fundo ela tem razão. Natalie Anderson em poucas páginas transmite muito.
Ellie em um evento de sua empresa em um hotel, onde está hospedada, sente-se ousada e vai de madrugada ao quarto de um amigo de trabalho que vive aos flertes com ela. Só que ela erra o quarto e dorme com outro e só descobre pela manhã. E como não poderia ser diferente, Ruben, o “cara errado” se encanta, pois ela acaba de realizar uma fantasia.
Depois disso ele tenta levá-la para cama de novo, mas ela é dura na queda e propõe amizade. Ele a muito contra gosto concorda, mas, no fundo, ele ainda a quer em sua cama.
E assim a história se desenvolve, com eles se envolvendo, se conhecendo, criando amizade. É muito gostoso o desenvolvimento dos sentimentos e como as coisas vão se transformando.
Amei ler. Uma distração muito fofa.
E foi isso.
Bjoo.



site: http://janiselendo.blogspot.com.br/2017/01/um-livro-com-duas-historias.html
comentários(0)comente



MrSatso 30/07/2016

Uma Noite Apeas
É o título do livro e que é mais do que adequado
a estas duas ótimas histórias. Nas duas as mocinhas
dispensam os rapazes e eles ficam com o ego ferido
e tentam de qualquer maneira, ter mais uma noite
de amor com elas, e é nisso que basicamente
as histórias se baseiam.
Ambas as histórias tem elementos que te cativam e o final
é como se espera de um livro de romance,
mas o enredo é bom, embora gostei mais da primeira história,
a segunda é mais lenta, mas também tem seus encantos,
como o cenário onde ela se passa.
comentários(0)comente



Monica 25/08/2015

Gostei do livro!!!

Na primeira, o mocinho e a mocinha passam a noite juntos logo que se conhecem e como ele tem por hábito dispensar todas as mulheres, quando é dispensado fica com o orgulho de macho ferido e tenta a todo custo ficar com a mocinha de novo.

Eles acabam se envolvendo, mas nenhum querendo um relacionamento sério. Ele, por estar de mudança para Seattle e sempre fugir desse tipo de situação e ela por querer se focar no seu negócio.

Apesar do tema clichê, tanto ele quanto ela tem motivos fortes para não querer compromisso.

Já na segunda história, a mocinha entra por engano no quarto do mocinho, achando que vai se encontrar com um colega de trabalho. No começo, pensei “de novo, essa história de ficar com um cara por engano”, mas no dia seguinte ela fica tão surpresa e mal pelo acontecido que conseguiu me convencer.

O ritmo caiu um pouquinho no final dessa última, mas gostei das duas histórias.
comentários(0)comente



Gaby Medeiros 15/08/2015

Duas histórias ótimas
Sabe aquele livro que te surpreende, porque você esperava uma coisa e foi outra, só que melhor? Este é o caso de uma noite apenas.
Na primeira história, a Elise está prestes a abrir seu estúdio de yoga e pilates, por isso não tem tempo para ter um relacionamento sério com um cara "legal" (ela já teve dois, no passado, e não deu certo devido a sua agenda apertada, porque eles não aceitavam ficar em segundo plano). Já o Levi, está contando os dias para ir embora de Chicago e dar início à próxima boate, em Seattle - ele é um nômade, não para em lugar nenhum, vive para o próximo desafio, e não quer se prender a nada ou a alguém.
Pelo resumo, eu pensei que a Elise fosse deixar o Levi dormindo e sair de fininho, mas não foi o que aconteceu. Ela fica um pouco constrangida e diz que precisa ir embora, o que Levi pensa até que deveria ficar grato por não precisar lidar com alguma cena desconfortável e com expectativas enganosas, entretanto, não foi assim que ele se sentiu. A noite mal havia começado e já estava terminando?
É por isso que ele se oferece para levá-la em casa, aí já viu, né? A noite se estende um pouco mais. Mas, o que era para ter sido apenas uma noite sem amarras, se torna algo mais, quando, uma semana depois, o Levi ajuda a Elise a lidar com o cachorro da irmã, que ela estava tomando conta e eles se aproximam novamente.

Monica 24/08/2015minha estante
Li a primeira história e também gostei bastante... Vamos ver a segunda




4 encontrados | exibindo 1 a 4